O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

38 newsletter abril 2012

255 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

38 newsletter abril 2012

  1. 1. Abril / 2012 Cesumar se integra ao quadro de associados da TRI O Centro Universitário de Maringá – Cesumar – acaba se tornar o mais novo mantenedor da Agência de Desenvolvimento Terra Roxa Investimentos. Embora já venha, há tempos, contribuindo com seu conhecimento e informações com a TRI, o Cesumar passa agora a ser oficialmente associado da entidade. “Recebemos esta importante entidade em nossos quadros com muito orgulho”, comenta o presidente da TRI, Fernando Kireeff. Abaixo, o depoimento do reitor do Cesumar, Wilson de Matos Silva, sobre o trabalho da Terra Roxa: “O trabalho desenvolvido pela Terra Roxa no sentido de divulgar o potencial econômico de nossa região e de todo o Norte do Paraná, no País e no mundo, atrai novos investimentos, o que proporciona o crescimento econômico e o aumento da empregabilidade. O CESUMAR, como agente formador de profissionais (são cerca de 2.600 formandos todos os anos), tem profundo interesse nesse fomento, porque garante a geração de trabalho e a possibilidade de o mercado absorver os novos profissionais. Apoiamos ainda a Terra Roxa pelos seus projetos de integração de todos os polos de desenvolvimento econômico regional, criando uma sinergia pelo crescimento de todos.” ACIM retoma apoio Neste início de ano, também a Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim) retomou apoio à Terra Roxa Investimentos e o presidente Adilson Emir Santos reiterou, em reunião realizada em Maringá, a necessidade de aproximação entre as entidades e empresas da região e a agência, visando o desenvolvimento do Norte do Estado. TRI reunida com o maior Fundo Soberano do Mundo O presidente da Terra Roxa, Fernando Kireeff, participou, em fevereiro, da Missão Empresarial ao Oriente Médio, passando pela Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, que foi organizada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; o Ministério das Relações Exteriores; a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos; a Confederação Nacional da Indústria e a Câmara de Comércio Árabe Brasileira. E na viagem teve a oportunidade de se reunir – e apresentar projetos do Norte do Paraná – ao maior Fundo Soberano do Mundo, o Abu Dhabi Investment Authority, dos Emirados Árabes Unidos. Foram cerca de 50 contatos com outros fundos e empresas, no total. “Bem, como é de conhecimento de todos, há muitos recursos disponíveis para investimentos. Percebemos que os projetos de infraestrutura que apresentamos, que foram o Arco Norte e o Trem Pé-Vermelho, despertaram bastante interesse”, informou Kireeff. Segundo ele, quando os business plan dos dois investimentos estiverem prontos, há grande interesse, por parte dos representantes do fundo, em conhecê-los com mais profundidade. Kireeff destacou a importância da viagem para o Norte do Paraná. “Poucos têm a oportunidade de estar tão próximos de um fundo com tanta capacidade de investimento”, comentou. O fundo tem mais de US$ 627 bilhões em ativos. Palestra aborda oportunidades de negócios com emergentes Uma importante atividade coordenada pela Terra Roxa foi realizada no último dia 8 de março em Londrina. A agência trouxe à cidade, em parceria com a Associação Comercial e Industrial e o Londrina Convention & Visitors Bureau, o consultor Seres Baum, do grupo Work, para uma palestra sobre “Instabilidade Global – Fatos, Oportunidades e Estratégias para Crescimento”. Missão alemã vem à região em maio Está confirmada a vinda de uma delegação do Estado da Saxônia, Alemanha, ao Norte do Paraná, nos próximos dias 8 e 9 de maio. A viagem, organizada pelo Centro Empresarial de Estudos Internacionais (CEEI) de SP, que representa a Confederação Alemã para Empresas de Pequeno e Médio Porte (BVMW) no Brasil, tem como parceira, na região, a Terra Roxa Investimentos. Participam da delegação a Agência de Fomento da Saxônia, BVMW, CEEI, Instituto de Pesquisa Federal de Biomassa e cinco empresas dos setores metal-mecânico, biomassa, têxtil e eólico. O objetivo da viagem é prospectar oportunidades de negócios e parcerias na região. 1
  2. 2. A região conheceu, em fevereiro, uma nova tecnologia para reciclagem de lixo, trazida pela empresa norte-americana Carbon Based Partners, que busca parceiros para instalação de unidades no Brasil. Os representantes da empresa foram recepcionados na Associação Comercial e Industrial de Londrina, pela equipe da Terra Roxa e parceiros, que apresentou a eles os potenciais da região e colaborou em uma agenda de negócios para identificação de potenciais parceiros. A empresa é responsável pelo produto chamado 'Arc Master 1' que, segundo os empresários, elimina todos os tipos de resíduos químicos e biológicos dos materiais não recicláveis e que não podem ser jogados em lixos comuns, como resíduos hospitalares ou militares. De acordo com informações do empresário Scott Rettberg, em entrevista à equipe do N.Com, da prefeitura de Londrina, o resultado do processamento do lixo é o gás oxigênio e um pedaço de plasma inerte que tem, aproximadamente, o tamanho de uma laranja. O plasma resultante pode ser reutilizado pelas indústrias de logística reversa. Rettberg explicou que as unidades de reciclagem da empresa são móveis e podem ser transportadas para o mundo inteiro, pois estão instaladas em caminhões. O empresário afirmou que a empresa pode gerar diretamente de 600 a 700 empregos no local onde se instalar. A empresa foi convidada para visitar a região por empresários locais. Por intermédio do prefeito de Maringá, Silvio Barros, a Terra Roxa teve a oportunidade de adiantar um processo que já vinha sendo gestado há algum tempo: ter maior proximidade com o Japão. Recentemente, após receber o presidente da Câmara Brasil-Japão, Yoshiaki Oshiro para conversas sobre a atração de empresas japonesas para o Norte do Paraná, o prefeito de Maringá lhe propôs conhecer o trabalho da Terra Roxa, o que foi prontamente aceito. A reunião aconteceu na construtora A. Yoshii, em Londrina, com a participação do empresário Atsushi Yoshii, membro da Câmara, e também do consultor Ali Yami. “Nós, por intermédio de nossos contatos, já estávamos nos articulando para criar um canal de oportunidades de negócios com o Japão. O papel da Câmara e demais entidades desse universo vêm ao encontro de nossos objetivos”, comenta Alexandre Farina, diretor-executivo da Terra Roxa. O resultado prático desse primeiro encontro foi a aprovação da veiculação de uma apresentação, feita pelo consultor Ali Yami, da região Norte do Paraná num evento que aconteceu no final de março no Japão, do qual participaram 150 empresas japonesas interessadas em investir no Brasil. 2 Recepção a empresários americanos Estreitando relações com o Japão Entidades se reúnem para articulação em Maringá Lideranças da região de Maringá, representadas por Associações Comerciais, Fiep e demais institutos de desenvolvimento realizaram uma produtiva reunião, no dia 15 de março, na sede da Associação Comercial e Empresarial de Maringá, para articulações que visam o fortalecimento das relações para o desenvolvimento da região. A TRI foi convidada pelas lideranças de Maringá para participar do encontro. Na ocasião, a Terra Roxa apresentou um balanço das atividades e suas perspectivas. “Tivemos como resposta o engajamento das lideranças ali representadas nas atividades da Terra Roxa e, por sugestão do presidente da Acim, Adilson Emir Santos, está sendo elaborada uma agenda de atividades da entidade na região”, informa Alexandre Farina. Entre as atividades, estão reuniões com empresas da região para que conheçam melhor as atividades da agência. “Estamos num momento em que temos um grande reconhecimento de instituições nacionais, como a Apex por exemplo. E precisamos fortalecer esse reconhecimento na região em que atuamos”, acrescenta o presidente da agência, Fernando Kireeff.

×