O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

26 newsletter tri agosto 2010

212 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

26 newsletter tri agosto 2010

  1. 1. Agosto / 2010 Terra Roxa firma contrato com Coface, disponibilizando dados de mais de 56 milhões de empresas em todo o mundo A Agência de Desenvolvimento Terra Roxa Investimentos passa a oferecer aos empresários do Norte do Paraná acesso a um dos maiores bancos de dados de empresas do mundo. A Terra Roxa assinou contrato com a Coface – líder mundial em gerenciamento e soluções de crédito, que possui em seu banco de dados cerca de 56 milhões de empresas cadastradas de todo o mundo. Atuando em 67 países, a Coface tem ainda a facilidade de buscar informações solicitadas sobre qualquer empresa, mesmo que não esteja em seu banco de dados. O serviço é dirigido a empresários nacionais em negociação com empresas internacionais. “É um serviço muito importante e que pode facilitar, inclusive, a contratação de financiamento de empresas do Brasil para concretização dos negócios”, destaca o presidente da Terra Roxa, Fernando Kireeff. O diretor-executivo da TRI, Alexandre Farina, acrescenta que a classificação de avaliação das empresas da Coface é padrão no comércio exterior. “É um documento que facilita acesso a financiamentos internacionais subsidiados, com juros em torno 1% ao ano”, complementa. Toda empresa interessada pode acessar a Terra Roxa, por meio do fone (43) 3255-3131, ou pelo e-mail info@terraroxa.org.br para contratar o serviço disponibilizado pela Coface. Os preços variam de acordo com o país no mercado internacional. Sobre a Coface A Coface, multinacional francesa e pertencente ao banco Natixis, possui uma carteira de 135.000 clientes. Além de seguro de crédito, a Coface oferece serviços de informações financeiras e ratings corporativos, serviços de gestão de cobrança e financiamento de recebíveis. A empresa possui 6.600 colaboradores em 67 países e 45% das 500 maiores empresas globais são clientes da Coface. Terra Roxa se inscreve a Prêmio Nacional de Desenvolvimento Regional O Premio Nacional de Desenvolvimento Regional, instituído pelo Ministério da Integração Nacional, será realizado pela primeira vez este ano e a Agência Terra Roxa irá participar inscrita em duas categorias: Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional, com o Projeto Terra Roxa Investimentos – Agência de Desenvolvimento do Norte do Paraná, e Projetos Inovadores para Implementação no Território, com o projeto Plataforma Comum do Norte do Paraná. O Ministério criou o prêmio com base nos objetivos e estratégias da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). Com ele, o objetivo é promover reflexão sobre os aspectos teóricos e práticos do desenvolvimento regional no Brasil, envolvendo o poder público e a sociedade civil organizada na discussão e na identificação de medidas concretas para a redução das desigualdades de nível de vida entre as regiões brasileiras e a promoção da equidade no acesso a oportunidades de desenvolvimento. Parceria entre TRI e Instituto Tesla Uma nova parceria marca o início dos trabalhos da TRI neste segundo semestre. A agência agora faz parte do conselho técnico consultivo do Instituto Tesla. O Instituto Tesla é formado pelas empresas Oníria, Guenka e Sb2, da cidade de Londrina, além de contar com a assessoria da Priori Sustentabilidade, e tem como objetivo promover a inovação tecnológica para as instituições de ensino, empresas privadas, órgãos públicos e entidades sem fins econômicos, através do ensino, pesquisa e desenvolvimento, contribuindo para o desenvolvimento e competitividade tecnológica do país, de forma sustentável e ética. Com esta parceria, a TRI irá contribuir na prospecção de parceiros internacionais para os projetos do instituto, buscando fonte de financiamento e apoio mutuo. Eleição na Câmara Ítalo-Brasileira Foi realizada assembleia, no último dia 28 de julho, que elegeu a nova diretoria da Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Paraná. Como representante legal a Câmara no Norte doParaná, a Terra Roxa organizou esta assembleia na cidade de Londrina.
  2. 2. Recepções a empresários O trabalho de recepção a empresários interessados em conhecer a região para futuros negócios consolida a posição da Terra Roxa como entidade centralizadora de importantes contatos e informações sobre o Norte do Paraná. Nas últimas semanas, foram recepcionados pela entidade empresários chilenos e espanhóis do ramo de reciclagem de resíduos eletrônicos, e também empresários norte-americanos do setor de pigmentos para materiais plásticos. A empresa do setor de processamento de resíduos eletrônicos trabalha na coleta de grande quantidade dessas mercadorias na Espanha e faz a extração de metais nobres presentes nas peças. Poucas empresas executam essa tarefa no mundo. Na América do Sul ainda não existem as refinarias que fazem este processo. Atualmente todos os resíduos deste setor são exportados para os países desenvolvidos que possuem estes complexos industriais. A intenção da empresa é instalar uma unidade na região, que seja modelo no continente, com capacidade para processar grandes quantidades, que virão de várias regiões e talvez até outros países. A Terra Roxa agendou e acompanhou os empresários em visitas a empresas e instituições na região que representavam o potencial de parceria e o volume de mercado presente. Segundo Alexandre Farina, diretor-executivo da Terra Roxa, eles ficaram bastante impressionados com o potencial da região e já regressaram no início do mês de agosto, visando conhecer melhor a infraestrutura e incentivos na região. Também foram acompanhados empresários do ramo de pigmentos para materiais plásticos, representantes de uma empresa norte-americana. Eles avaliam a possibilidade de instalar uma unidade industrial para atender seus clientes do Brasil e Argentina. A empresa possui fábricas nos Estados Unidos, China, Japão e Alemanha. Este ano, abriu um escritório de representação em São Paulo. Parceria com Consulado Argentino divulgará oportunidades de negócios Está sendo organizado para o início de setembro um evento conjunto entre Terra Roxa e o Consulado Argentino, o objetivo é trazer informações aos empresários da região sobre oportunidades de negócios em terras argentinas. O evento, que acontecerá em Londrina, também tem como objetivo fomentar uma missão comercial para aquele país no final deste ano. A ação faz parte de uma série de eventos que o consulado está realizando pautados em três segmentos: econômico, cultural e gastronômico. A parceria com a Terra Roxa foi firmada no segmento econômico. O diretor-executivo da agência, Alexandre Farina, lembra que já foram realizadas várias atividades tendo a Argentina como foco. Ano passado, por exemplo, a TRI organizou, junto com o Porto Seco de Maringá, uma missão empresarial à região de Córdoba. Mais detalhes sobre o evento que será realizado em setembro em Londrina serão divulgados em breve. Empresa da região faz parceria de sucesso com empresa alemã A parceria entre empresas instaladas no Norte do Paraná e empresários de países distantes vai se tornando realidade e se transformando em cases de sucesso. A Calibre Games é um exemplo de que buscar a pessoa certa no pais certo para se associar, pode fazer uma grande diferença. A empresa foi criada em 2004 e está sediada em Londrina. Os principais produtos que desenvolvem são jogos eletrônicos para plataformas PC, Nintendo DS, Nintendo Wii e iPhone.Tendo a Alemanha como um de seus principais mercados, a empresa buscou naquele país um sócio que acreditasse em seus produtos e facilitasse as negociações. Ronaldo Cruz, um dos sócios brasileiros da empresa, diz que o processo não foi fácil. “Investimos muito. Precisamos melhorar nosso processo de desenvolvimento e qualidade final do produto para então despertar o interesse do sócio que apostasse em nosso potencial, com o intuito de nos representar no segundo maior mercado de jogos do mundo, que é a Alemanha”, diz ele. Mas o resultado valeu a pena. A principal vantagem de se ter um sócio no país cujo mercado é alvo da empresa, destaca Cruz, está na facilidade “em conquistar o mercado alemão, obter a confiança dos patrocinadores e dos clientes que investem em projetos importantes e que precisam de uma produtor a que realmente vá corresponder às expectativas”. O sócio alemão da empresa conheceu o trabalho da Terra Roxa por meio da agência parceira WTSH da cidade de Kiel no norte da Alemanha, que trabalha nos mesmos moldes da TRI. Além da Alemanha, a Calibre também exporta seus produtos para Áustria, Suíça, França, Estados Unidos e Canadá, por meio desta parceria.

×