O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

25 newsletter maio 2010

183 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

25 newsletter maio 2010

  1. 1. Maio / 2010 Região recebe diretor do Conselho Comunitário de Jacksonville No dia 13 de maio, o diretor do Conselho Comunitário de Jacksonville, maior cidade em área no Estado da Florida (EUA), Ben Warner esteve em Londrina e Apucarana para proferir palestra “Fórum Jacksonville – 35 anos de experiências e competência”. A vinda de Warner foi programada pelo Fórum Desenvolve Londrina – a palestra dele marcou a posse da nova diretoria da entidade – e a recepção foi feita pela Terra Roxa, que estendeu a visita dele a Apucarana, onde a palestra foi realizada com apoio e organização da ACIA (Associação Comercial Industrial e de Serviços de Apucarana). O Conselho da Comunidade de Jacksonville foi criado em 1975 e emite anualmente (desde 1983) o relatório “Qualidade de Vida em Jacksonville: Indicadores Para o Progresso” e serve de modelo para muitas comunidades há 35 anos. Comunidade ativa O Conselho tem o objetivo de promover a qualidade de vida naquela cidade, através da participação informal do cidadão nos assuntos e decisões públicas, tendo como base a organização civil, por meio do diálogo, da pesquisa imparcial, do consenso e do desenvolvimento coordenado. Segundo Warner, o Conselho é formado por voluntários (lideranças) que se reúnem semanalmente para discutir os problemas que a comunidade enfrenta e que não estão sendo tratados pela administração municipal. Em algumas ocasiões, especialistas no assunto debatido participam das reuniões para ajudar a orientar as questões. Os voluntários chegam a um consenso e então recomendam aos administradores (governantes) as questões que devem ser abordadas. Os voluntários acompanham o desenvolvimento das ações por um período de dois anos, ao final dos quais é feita uma avaliação. Outro trabalho desenvolvido pelo Conselho é a elaboração de relatórios com indicadores de qualidade de vida na cidade nos quesitos economia, educação, meio ambiente, saúde, transporte, etc. Esses relatórios são feitos há 25 anos e sempre com a ajuda de voluntários da sociedade. A adoção de indicadores nas cidades como forma de mensurar os resultados do progresso, do desenvolvimento sustentável e da qualidade de vida da população, tornou-se indispensável. Hoje diversos municípios em todo o mundo adotam este sistema. O conselho apresenta sugestões de ações para melhorar os indicadores. Um dos exemplos citados por Warner foi em relação à gravidez na adolescência. Em busca de reduzir o índice de adolescentes grávidas, foi criado um centro de orientação. Os resultados, informou Warner, foram bastante satisfatórios. O mesmo se deu em relação à proposta de redução no consumo de água. Por meio de várias ações, o Conselho conseguiu fazer com que a população diminuísse consideravelmente o consumo mensal em suas residências. Missão para Jacksonville A Terra Roxa pretende organizar, ainda este ano, uma missão para aprofundar os conhecimentos sobre as ações do Conselho Comunitário de Jacksonville. Os interessados podem fazer contatos com a agência pelo e-mail info@terraroxa.org.br . O diretor executivo da Terra Roxa, Alexandre Farina, destaca que o trabalho que o Conselho Comunitário de Jacksonville desenvolve vem ao encontro do que começou a ser feito, recentemente, no Norte do Paraná, por várias entidades, entre elas o Observatório Social de Maringá, Fórum Desenvolve Londrina, Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá e a própria Terra Roxa. Jornada de Comércio Exterior Terra Roxa presente em treinamento da Faciap Foi bastante representativa a participação dos empresários de Londrina e região na Jornada de Comércio Exterior, realizada no auditório da Associação Comercial e Industrial de Londrina, dia 18 de maio. O evento contou com cerca de 130 participantes. Itinerante, a jornada é promovida pelo Banco do Brasil e envolveu também o Sebrae-PR, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) e Agência de Desenvolvimento Terra Roxa. Os focos do encontro foram os incentivos financeiros à exportação oferecidos pelo Banco do Brasil; as novas modalidades do comércio exterior e seus benefícios, pelo Mdic e o programa de internacionalização de empresas, do Sebrae. A Terra Roxa, que foi convidada como parceiro local, fez uma apresentação do potencial econômico do Norte do Paraná e explanou sobre o papel da entidade frente às ações já existentes visando reforçar as relações internacionais da região. Sempre em busca de informações para aprimorar sua atuação, a Terra Roxa enviou um representante ao treinamento oferecido pela Faciap (Federação das Associações Comerciais e Industriais do Estado do Paraná), em abril. Mário Calzavara, responsável pela Comunicação Organizacional da agência, participou do treinamento, que teve como focos Regras e Certificação de Origem e Motivação no Ambiente de Trabalho. Reunião das ADRs do Paraná A rede de Agências de Desenvolvimento Regionais do Paraná se reuniu num encontro realizado em Guarapuava, no início do mês, com o objetivo de iniciar as discussões sobre a padronização das funções e planejamento das atividades em conjunto das agências que atuam no Estado. A Terra Roxa esteve representada pelo diretor executivo, Alexandre Farina.
  2. 2. Empresários indianos têm interesse na região Empresários indianos representantes de um grupo que atua no setor veterinário e agronegócio foram recepcionados pela Terra Roxa Investimentos e a empresa norte paranaense Red Land no final de abril e já tem previsão de que retornem para novos contatos e identificação de parceiros entre o final do mês de maio e início de junho. O presidente da Terra Roxa, Fernando Kireeff, fez uma apresentação da região e das oportunidades de negócios existentes. Foram realizadas visitas a empresas do setor de grãos, medicina veterinária e abatedouros de aves em Rolândia e Londrina. Na próxima vinda dos empresários serão agendadas visitas em Apucarana, Campo Mourão e Maringá. Segundo Alexandre Farina, diretor executivo da Terra Roxa, o interesse do grupo na região está mais concentrado em compra de grãos e distribuição de medicamentos para o setor avícola. “No ramo de medicamentos para aves, o grupo é líder no mercado asiático e o quarto maior do mundo”, informa Farina. “Acreditamos que, a partir do momento que eles retornarem, estabelecerem parcerias na região e terem êxito nos negócios, o próximo passo a ser almejado no médio prazo seria a instalação de uma planta industrial na região, para atender o mercado brasileiro”, acrescentou. Palestras abordam Direito e a participação da Sociedade Civil no mundo globalizado “O Estado estratégico não pode funcionar sem a sociedade civil”. A frase foi dita pelo diretor da Rede Unitwin/Unesco, da Rede Européia Direito e Sociedade e do Programa Interdisciplinar GEDIM- Globalização Econômica e Direitos no Mercosul (Programa Most/Unesco), o francês André-Jean Arnaud, durante sua visita a Londrina entre os dias 28 e 29 de abril por iniciativa da Associação do Desenvolvimento Tecnológico de Londrina e Região (ADETEC), Fórum Desenvolve Londrina, com apoio da Priori Sustentabilidade e da Terra Roxa. Na primeira palestra realizada no auditório da OAB, com o tema “As Mutações do Direito na fase de Globalização”, André-Jean Arnaud abordou a emergência, a interação, a queda de fronteiras da globalização gerando a necessidade da regulação das relações jurídicas globalizadas com comércio e empresas transnacionais, mudanças de modelos de produção, mercados financeiros e controle de criminalidade transnacional. Apontou a dialética necessária entre o global e o local, a governança como um modo novo de regulação jurídica tendo como objeto a sociedade civil e principalmente a busca de paradigmas para esta nova razão jurídica e novo contrato social. No dia 29 de abril, Arnaud participou do Café Tecnológico, realizado no auditório da ACIL, com a palestra “Desenvolvimento Sustentável: a participação da Sociedade Civil na elaboração das Políticas Públicas”. Regionais do Sinduscon formam consórcio para negociar com Espanha O setor de construção civil da região Norte, Noroeste e Oeste do Paraná começa a estreitar a relação comercial com a região de Barcelona, na Espanha. Fruto das duas últimas visitas de profissionais da área ao Norte do Paraná, organizada pela Agência de Desenvolvimento Terra Roxa e a Taiet Brasil Investimentos, a relação entre os setores começa a se desenhar e pode atender a formação de um consórcio de compras criado pelo Sinduscon-Norte, com sede em Londrina; Sinduscon Noroeste, com sede em Maringá, e Sinduscon Oeste, em Cascavel. O esboço do consórcio foi apresentado pelo presidente do Sinduscon-Norte, Osmar Alves, ao grupo de diretores do Colegiado de Aparelhadores, Arquitetos Técnicos e Engenheiros de Edificação de Barcelona (CAATEEB), que visitou a região em abril. Por meio do consórcio, as entidades querem adquirir equipamentos e tecnologias em escala. O setor da construção civil na Espanha tem várias técnicas e equipamentos capazes de agilizar o andamento de obras, como por exemplo, o uso disseminado de gruas. Como o setor, naquele país, está sofrendo com os reflexos da crise econômica, com o índice de desemprego chegando perto dos 20%, há interesse em exportar equipamentos que estão ociosos. Showroom Outro resultado direto da relação desenvolvida com a região de Barcelona, através da Taiet Brasil, é a criação de um showroom de gruas e tecnologias espanholas na cidade de Maringá. “Esse local poderá ser base da oferta de tecnologia espanhola para o Brasil no setor da construção civil”, comenta Farina, acrescentando que está clara a demanda por equipamentos no país. A data de início e local exatos ainda estão em fase de definição. Grupo de Espanhóis realiza visitas técnicas e institucionais no Norte do Paraná O grupo de diretores do Colegiado de Aparelhadores, Arquitetos Técnicos e Engenheiros de Edificação de Barcelona visitaram em Londrina, no dia 15 de abril, um canteiro de obras vertical e do projeto Minha Casa, Minha Vida – com os quais ficaram bastante impressionados. A visita teve início com uma reunião na sede do Sinduscon-Norte, acompanhada também pelo CEAL (Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina), Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina), Sindimetal (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas), além da Taiet Brasil e Terra Roxa, organizadores das visitas. Em Maringá, no dia 16 pela manhã, o grupo se reuniu com representantes da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Cesumar. Há a intenção de fomentar intercâmbio estudantil entre as duas regiões. Houve também encontro com o presidente do CREA Paraná, Sr. Álvaro Cabrini Jr., representantes da AEAM (Associação de Engenheiros e Arquitetos de Maringá) e empresários da região; recepcionados pelo Sinduscon-Noroeste, Taiet Brasil e Terra Roxa. As entidades e profissionais visitados foram convidados pelo Colegiado a participar do Congresso Internacional de Reutilização e Sustentabilidade, que será realizado em outubro em Barcelona. Segundo Farina , a Terra Roxa a Taiet Brasil estudam a possibilidade de organizar a ida de uma delegação do Estado para participar do congresso e também estender a agenda para visitas técnicas na Espanha.

×