O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

24 newsletter abril 2010

195 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

24 newsletter abril 2010

  1. 1. Missão da Terra Roxa à Europa já colhe resultados Considerada um sucesso, a viagem que o diretor-executivo da Terra Roxa, Alexandre Farina, acaba de fazer à Europa, visitando Alemanha e Espanha, já rendeu dois bons frutos. Já estão confirmadas duas missões espanholas para a região. A primeira acontece em meados de abril e a segunda em junho. Entre os dias 15 e 17, chegam à região membros do Colegiado de Engenheiros e Arquitetos Técnicos da região da Catalunha. A visita tem o objetivo de troca de informações e contatos com profissionais da área que atuam na região. Para a segunda missão, que chega em junho, estão sendo convidadas a prefeitura de Terrassa, instituições e empresas da região da Catalunha. Um dos assuntos em pauta será o avanço nas discussões sobre a irmandade entre Terrassa e Maringá, processo já iniciado há alguns anos, envolvendo oportunidades de negócios e parcerias com toda a região. As agendas e demais ações com relação à Espanha foram feitas em parceria com a Taiet Brasil Inversiones – Empresa bilateral que fomenta negócios entre a Catalunha e o Brasil, as visitas ocorreram nas cidades de Barcelona e Terrassa, fazendo contato com a Associação Empresarial Multisetorial da Catalunha (CECOT), Câmara de Comércio de Barcelona, Prefeitura de Terrassa e Consulado Geral do Brasil em Barcelona. Na Alemanha, contatos reforçados A Terra Roxa participou, na Alemanha, da ITB Berlim, a maior feira de turismo do mundo, a convite da Acil, junto com Sebrae, Londrina Convention Bureau e CODEL. Segundo Farina, a participação da Terra Roxa foi importante na medida em que agregou valor à apresentação, com informações sobre o potencial econômico e as possibilidades de negócios existentes no Norte do Paraná. “Fizemos um trabalho intenso junto às operadoras européias que atuam com turismo na América Latina, divulgando as recém instituídas Rota do Agronegócio e Rota do Café no Norte do Paraná”, ressaltou Farina. A Terra Roxa participou ainda de reuniões em Kiel, no norte da Alemanha, com a agência WTSH, e em Sttutgart, com a Baden-Wuerttemberg International, reforçando os contatos feitos pela comitiva de empresários e autoridades políticas de Londrina no ano passado. Lá as reuniões foram conduzidas por agências de desenvolvimento da região, e já estão sendo estruturadas atividades como a troca de oportunidades de negócios, participação conjunta em eventos e troca de conteúdo sobre setores potenciais das economias. Segundo Farina, as entidades alemãs trabalham, no momento, no planejamento de ações para 2011. E ficou acertado que serão incluídas missões econômicas para o Norte do Paraná no próximo ano. Terra Roxa presente a eventos A Terra Roxa tem participado de vários eventos importantes, geradores de novas informações e contatos. - No mês de março, participou da a Conferência Internacional das Cidades Inovadoras, que aconteceu entre os dias 10 e 13 de março, em Curitiba. No evento, foram apresentadas diversas experiências inovadoras para o desenvolvimento sustentável das cidades, entre eles os exemplos de Jacksonville, Bogotá, Lyon, Londres e Curitiba. - A Terra Roxa participou ainda do treinamento do CIFAL (Centro Internacional de Formação de Atores Locais), cujos temas discutidos foram, entre outros: cidades em rede, indicadores de desenvolvimento e mobilização de atores locais. - No dia 16 de março, foi realizada reunião com a Aliança Francesa, na Associação Comercial e Industrial de Londrina, com a participação de representantes da CODEL, Terra Roxa e Londrina Convention Bureau. O objetivo foi a ampliação das atividades da Aliança Francesa local para uma atuação regional, que agora passa a ser Aliança Francesa do Norte do PR. O delegado geral da Aliança Francesa do Brasil, Yann Lorvo, veio conhecer melhor a região e os atores locais. A TRI se colocou a disposição para atividades conjuntas com a Aliança. TRI no Twitter O twitter tem se consolidado como importante ferramenta de disseminação de informação e a Terra Roxa não poderia deixar de se utilizar dela. Por isso, a agência já faz parte desta rede social e convida a todos para segui-la . O endereço é www.twitter.com/ADRTerraroxa .
  2. 2. ADRs do Paraná ganham reforço com novos especialistas As Agências de Desenvolvimento do Paraná passaram a contar com um importante reforço. Numa iniciativa do Sistema FIEP, foram contratados 14 novos profissionais, cada um especialista em uma cadeia produtiva do Estado, eles estão preparados para dar suporte técnico e atuar junto às agências de desenvolvimento paranaenses. Esses profissionais passaram por curso de mestrado na área de economia, que teve apoio da FIEP. Depois de formados, eles foram contratados para atuar na Coordenação de Desenvolvimento da entidade, que foi criada para fomentar as ADRs, cadeias produtivas e APLs do Estado. A Terra Roxa pretende desde já fortalecer estas ações de desenvolvimento regional, marcando visitas aos Arranjos Produtivos Locais nas próximas semanas acompanhada dos interlocutores da Coordenadoria de Desenvolvimento do Sistema FIEP. “Esta foi uma iniciativa brilhante da FIEP. É uma medida que vai contribuir bastante com nosso trabalho”, destaca o diretor executivo da Terra Roxa, Alexandre Farina. Treinamento A notícia da contratação dos 14 novos mestres foi dada, em primeira mão, aos participantes do curso de capacitação para gestores de ADRs, oferecido pelo Sistema FIEP, que contou com a participação de Farina e do Relações Públicas da Terra Roxa Mário Calzavara. O treinamento aconteceu na primeira semana de março em Curitiba e foi focado em ferramentas de planejamento e gestão das ADRs. Após o treinamento, ficou marcada a próxima reunião da Rede de ADRs, que será realizada em Guarapuava, dia 7 de maio. Na pauta, estão, entre outros assuntos, o planejamento estratégico e organograma da rede; conceito de desenvolvimento regional no contexto das ADRs; critérios para a constituição de novas ADRs e para o reconhecimento das mesmas pela rede; metodologia de interlocução junto às comunidades de base das ADRs; e Política Nacional de Desenvolvimento Regional inseridas nas ADRs do PR.

×