Tabela_D2_Teresa_Maia

587 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
587
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tabela_D2_Teresa_Maia

  1. 1. Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares – Turma 7 – DREN O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Parte II) 5ª Sessão D. Gestão da Biblioteca Escolar D.2 Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas dos Instrumentos, a Evidências sugeridos integrar no Relatório de Auto- avaliação D.2.1 Liderança do • O professor bibliotecário exerce uma liderança • Auto-avaliação do professor • O professor bibliotecário participou activamente professor bibliotecário na forte e eficaz, promovendo: bibliotecário (CK3). nas reuniões do Conselho Pedagógico e em escola/agrupamento. - O trabalho sistemático e a comunicação com a • Questionário aos docentes algumas reuniões de outras estruturas de com os órgãos de direcção, administração e (QD3). coordenação e supervisão pedagógica. gestão (director, conselho pedagógico), • Registos do trabalho • O professor bibliotecário, em coordenação com a departamentos curriculares e demais estruturas articulado com Direcção, procurou fazer uma gestão que de coordenação educativa e supervisão departamentos e docentes. rentabilizasse os recursos. pedagógica. • Registos de • O professor bibliotecário geriu a equipa - Uma participação efectiva no conselho projectos/actividades fomentando boas relações interpessoais. pedagógico e demais estruturas de coordenação desenvolvidos pela BE. • O professor bibliotecário desenvolveu situações educativa e supervisão pedagógica, garantindo • Registos de de formação em contexto para os elementos da a integração e adequação dos objectivos e projectos/actividades equipa. actividades da BE aos objectivos educativos e desenvolvidos pelos • O professor bibliotecário incentivou a equipa a curriculares da escola. departamentos ou outras recorrer à auto-formação e a formação externa. - Uma gestão integrada que rentabilize recursos estruturas pedagógicas em • O professor bibliotecário procurou promover os e possibilidades de trabalho na escola. que a BE esteve envolvida. serviços da BE dentro do agrupamento e na - Uma boa gestão dos recursos humanos, • Actas do Conselho comunidade local. criando boas relações interpessoais com a Pedagógico e de outros • O professor bibliotecário desenvolveu um equipa. órgãos de coordenação trabalho articulado com todos os departamentos - A mobilização das comunidades educativa e educativa e supervisão do agrupamento. escolar para o valor e para o trabalho da/com a pedagógica. • O professor bibliotecário procurou integrar a BE BE. • Projecto Educativo, Projecto nos diversos projectos em curso no - O trabalho articulado com os docentes. Curricular e Regimento agrupamento. - O apoio e o trabalho com as BE/escolas do Interno do Agrupamento. • O professor bibliotecário procurou articular o agrupamento, garantindo igualdade de • Actas das reuniões da plano de acção da BE com as finalidades e condições no acesso aos recursos de equipa. objectivos do Projecto Educativo do informação e a actividades que facultem o apoio • Notícias em jornais locais, Agrupamento e teve por base a avaliação do Teresa Maia -1- 29/11/2009
  2. 2. Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares – Turma 7 – DREN O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Parte II) 5ª Sessão ao currículo e a formação para as diferentes na lista de difusão da RBE trabalho da BE realizado no ano lectivo transacto. literacias. ou na página da RBEP. •O professor bibliotecário implementou o processo - O apoio a projectos e a articulação com outros • Registo de articulação com de auto-avaliação da BE e promoveu a sua actores com intervenção pedagógica na escola os projectos do PTE , PNL e integração no processo de avaliação interna e (PTE, PNEP, PNL, outros). PNEP, Projecto de externa do agrupamento. - A planificação estratégica e operacional Promoção e Educação para • Resultados do Questionário (QD3): relacionada com os resultados da avaliação, a Saúde. - …% dos docentes considerou a capacidade de com os objectivos prioritários e o planeamento • Relatório de Auto-avaliação liderança do professor bibliotecário, trabalho com da escola. do ano lectivo anterior. os departamentos, docentes e alunos e - A operacionalização de programas de desempenho ao nível da gestão da BE como formação para as literacias e actividades muito bom (ou bom ou suficiente ou insuficiente). culturais que contribuam para as aprendizagens dos alunos e para o sucesso escolar. - A implementação da autoavaliação dos serviços, introduzindo um processo de melhoria contínua com impacto no processo de planeamento e em acções de promoção e marketing. D.2.2 Adequação dos • O professor bibliotecário afecto possui • Currículos profissionais dos •O professor bibliotecário tem formação adequada recursos humanos às formação e competências adequadas ao seu membros da equipa. e continuou a investir na actualização das suas necessidades de conteúdo funcional, nos termos da legislação • Horário da equipa. competências. funcionamento da BE na vigente. • Questionário aos docentes • Os elementos da equipa pertencem a escola/agrupamento. • A equipa é pluridisciplinar, adequada em (QD3). departamentos diferentes. número e possui formação e competências • Questionário aos alunos • Os elementos da equipa da BE têm formação em adequadas seu conteúdo funcional. (QA4). bibliotecas e/ou em TIC. • O professor bibliotecário e a equipa, que deve • Horário dos professores • Os elementos da equipa da BE têm experiência integrar pessoal não docente, asseguram uma colaboradores de trabalho em bibliotecas. gestão integrada e serviços eficazes à • Registo de estágio do CEF • O horário da equipa distribuiu-se pelo horário de escola/agrupamento. em Comércio na BE. funcionamento da BE. • O professor bibliotecário e a equipa têm uma • Divulgação das novidades • Afectação de uma educadora dispensada da atitude proactiva que: induz comportamentos (destaque e boletim mensal) componente lectiva à BE. de acesso e uso dos recursos; garante uma • Catálogo • Os professores colaboradores permitiram Teresa Maia -2- 29/11/2009
  3. 3. Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares – Turma 7 – DREN O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Parte II) 5ª Sessão mediação eficaz entre as necessidades dos • Registo da requisição de assegurar um horário de funcionamento da BE utilizadores e as fontes de informação; equipamento e documentos contínuo. promove as possibilidades de trabalho da BE. • O professor bibliotecário, em articulação com a facultadas pela BE. • Material produzido pela BE coordenação dos cursos CEF, promoveu um • O professor bibliotecário e a equipa formam os para a promoção das estágio como monitores para os alunos CEF do alunos para o uso da BE, para as diferentes literacias. curso de comércio. literacias e acompanham-nos em trabalho • Registo das visitas do • A equipa realizou visitas guiadas à BE. orientado na BE. professor bibliotecário e/ou • A equipa produziu material no âmbito da • O professor bibliotecário e a equipa trabalham da Equipa às outras escolas formação para as literacias que disponibilizou a articuladamente com outras BE/escolas e com do agrupamento. alunos e professores. o exterior. • Registo das visitas das • O catálogo remete, sempre que possível, para outras escolas à BE. outras fontes de informação sobre o autor, a obra • Registo da participação em ou o assunto. reuniões concelhias. • A equipa planificou actividades para as outras escolas do agrupamento, trabalhando em articulação com esses docentes. • O professor bibliotecário participou nas reuniões concelhias que levaram à criação do SABE. • Resultados do Questionário (QD3): - …% dos docentes considerou o horário de abertura da BE como muito bom (ou bom ou suficiente ou insuficiente). - …% dos docentes considerou o trabalho da equipa na criação de instrumentos de apoio aos utilizadores e na criação de condições de acesso e de acompanhamento aos utilizadores como muito bom (ou bom ou suficiente ou insuficiente). • Resultados do Questionário (QA4): - Na questão sobre se o “horário da BE é adequado e responde às tuas necessidades”, …% de alunos respondeu bom (ou suficiente ou pouco ou nada). Teresa Maia -3- 29/11/2009
  4. 4. Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares – Turma 7 – DREN O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Parte II) 5ª Sessão - Na questão “a equipa dá-te apoio quando vais à BE e pedes ajuda”, …% de alunos respondeu bom (ou suficiente ou pouco ou nada). - Na questão j”já participastes em sessões de trabalho organizadas pela equipa e destinadas a usar a BE ou a consultar, pesquisar e produzir a informação”, …% de alunos respondeu bom (ou suficiente ou pouco ou nada). - Na questão “a equipa apoia-te na pesquisa de informação e no apoio à realização dos trabalhos, se pedires ajuda”, …% de alunos respondeu bom (ou suficiente ou pouco ou nada). •A BE reflecte e integra os normativos definidos • Documentos • Organização das áreas funcionais, distribuição D.2.3 Adequação da BE pelo ME/RBE. caracterizadores da do equipamento e mobiliário realizadas com em termos de espaço às • A BE disponibiliza condições de espaço BE (planta, equipamentos, bases nas orientações da RBE. necessidades da capazes de responder, no seu funcionamento, fotos, outros). • O espaço da BE é suficiente/insuficiente para escola/agrupamento. às solicitações da comunidade escolar e a uma • Registos de observação do responder às solicitações da comunidade utilização diversificada. funcionamento. escolar. • A organização do espaço e dos recursos • Questionário aos docentes • Resultados do Questionário (QD3): permite uma utilização integrada e flexível e o (QD3). - …% dos docentes avaliou a área, organização trabalho individual e em grupo. • Questionário aos alunos do espaço, mobiliário existente e condições de • O mobiliário é adequado em termos de (QA4). acomodação nas deslocações com alunos como ergonomia, quantidade, cor, altura à faixa um muito bom (ou bom ou suficiente ou etária e necessidades dos alunos, insuficiente). proporcionando boas condições de • Resultados do Questionário (QA4): acomodação e o acesso livre dos utilizadores à - Na questão sobre se “a área da BE é adequada documentação. para circulares à vontade e realizares bem os trabalhos”, …% de alunos respondeu bom (ou suficiente ou pouco ou nada). D.2.4 Adequação dos • Os equipamentos são suficientes para as • Inventário de equipamentos • Os seis computadores existentes têm uma computadores e necessidades locais e para responder aos existente. utilização média diária de … equipamentos serviços de biblioteca que a BE realiza no • Questionário aos docentes • Os equipamentos de leitura áudio têm uma Teresa Maia -4- 29/11/2009
  5. 5. Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares – Turma 7 – DREN O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Parte II) 5ª Sessão tecnológicos ao trabalho agrupamento. (QD3). utilização média diária de … da BE e dos utilizadores • Os equipamentos respondem em actualidade, • Questionário aos alunos • Os equipamentos de vídeo/DVD têm uma na adequação e funcionalidade aos desafios que o (QA4). utilização média diária de… escola/agrupamento. paradigma actual coloca e ao trabalho e uso da • Registo de requisição de • Os computadores são recentes. documentação em diferentes suportes. equipamento. • O software existente responde às exigências. • Os equipamentos de leitura áudio/Mp3 e vídeo/ • Registo da participação em • O professor bibliotecário desenvolve um trabalho DVD são adequados em número e condições reuniões do PTE. de cooperação com a restante equipa PTE. de funcionamento às necessidades dos • Registo de estágio do CEF • O professor bibliotecário, em articulação com a utilizadores. em Informática na BE coordenação dos cursos CEF, promoveu um • O número de computadores responde à • Plataforma Moodle e Blog estágio como monitores para os alunos CEF do procura e às solicitações da • Listagem de páginas WEB curso de informática. escola/agrupamento. sugeridas pelos vários • A BE disponibiliza informação através da • O hardware está actualizado e o software departamentos plataforma Moodle e do Blog. responde às exigências das solicitações. • Disponibilização via mail de • A BE disponibiliza pistas de pesquisa na Internet. •O professor bibliotecário rentabiliza vários materiais pesquisados • A BE disponibiliza materiais pesquisados na possibilidades de afectação de recursos e de na Internet. Internet. trabalho no contexto do desenvolvimento do • Resultados do Questionário (QD3): PTE ou de outros projectos na área das TIC. -…% dos docentes considerou o número, • A BE funciona em rede (Intranet e Internet) e actualização e adequação dos equipamentos explora as potencialidades que as redes tecnológicos da BE como muito bom (ou bom ou facultam. suficiente ou insuficiente). • A BE recorre a diferentes tipos de ferramentas: - -…% dos docentes considerou a WEB, plataformas (LMS) ou outros dispositivos disponibilização de recursos e de ferramenta da WEB2, para incentivar o diálogo e Web para acesso, produção e difusão de desenvolver processos formativos ou criativos informação como muito bom (ou bom ou com os utilizadores e com o agrupamento. suficiente ou insuficiente). • Resultados do Questionário (QA4): - Na questão sobre se “os computadores têm respondido às tuas necessidades e têm-te permitido realizar os trabalhos”, …% de alunos respondeu bom (ou suficiente ou pouco ou nada). Teresa Maia -5- 29/11/2009

×