SlideShare uma empresa Scribd logo

Gestão turismo sustentavel 2010

TÜV presentation with study-cases from the Tourism Business that allow all costumers/ people interested to understand why is the TÜV Rheinland's Eco-Hotel certification the prime leader of the sustainable tourism certifications in Portugal. See all the economic/ marketing/ eco-advantadges of this certification. To get more info: tania.silva@pt.tuv.com

1 de 89
Baixar para ler offline
Bem vindo à TÜV Rheinland ®
Para uma Garantia de Segurança.
 E uma Visão Competitiva.
 > Nós Aconselhamos
           > Desenvolvemos
                   > Formamos
                      > Testamos e
                          > Certificamos
... Um parceiro
para uma gama de serviços                  ...Uma Equipa
Independente                               Pluridisciplinar
Empenhado e de confiança                    Físicos
Junto de si                                 Químicos
                                            Geógrafos
Flexível
                                            Geólogos
Interdisciplinar                            Engenheiros
Com experiência internacional               Matemáticos
comprovada                                  Psicólogos


     2 |
Experiência vem com o tempo.
E com feitos.

                               1872   Fundação por iniciativa da indústria e
                                      dos inspectores de recipientes sob pressão
                               1905   O primeiro automóvel é testado
                               1967   Aparece a 1ª filial na Alemanha
                               1970   Aparece a 1ª filial no Estrangeiro
                               1997   Fusão entre a TÜV Rheinland e a
                                      TÜV Berlin-Brandenburg
                               1997   É ultrapassada a barreira do 1 bilião DM de
                                      vendas
                               2000   É inaugurada no Vietnam a 140ª filial
                               2006   É inaugurada na Austrália a 152ª filial
                                      encontrando-se o grupo TÜV representado
                                      nos 5 Continentes




   3 |
Áreas de negócio na TÜV Rheinland Group.
Onde o todo é muito mais que a soma de todas as partes.

Serviços Industriais   Mobilidade                 Certificação de Produtos




Saúde                  Formação e Consultadoria   Certificação de Sistemas




     4 |
TUVdotCOM Service

                    Orientação

                    O novo serviço TUVdotCOM documenta a
                    segurança e qualidade de produtos,
                    sistemas e serviços.
                    O segredo: via endereço de rede e
                    número de identificação, a partir de
                    qualquer lugar, você pode aceder
                    facilmente aos resultados, a qualquer
                    altura, via internet ou telefone WAP.
                    Pode encontrar mais informação sobre
                    este serviço inovador em www.tuv.com.




  5 |
Cuidados de Vida.
Promoção do Bem-estar. Aumento da Qualidade de Vida.

A Saúde e o Bem-Estar são questões de grande importância para consumidores
e empresários, assumindo cada vez mais destaque.

Áreas de Negócio

• Medicina Ocupacional e Segurança no Trabalho;
• Transporte e Psicologia Industrial;
• Saúde, Prevenção e Bem-Estar;
• Serviços de Centros Médicos;
• Análises de Produtos Alimentares;




          Platzhalter




    6 |

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

SGS - Inspecção a Instalações de Gás
SGS - Inspecção a Instalações de GásSGS - Inspecção a Instalações de Gás
SGS - Inspecção a Instalações de GásSGS Portugal
 
kaizen presentation ciccopn
kaizen presentation ciccopnkaizen presentation ciccopn
kaizen presentation ciccopnRita Vale
 
Aula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para Implantação
Aula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para ImplantaçãoAula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para Implantação
Aula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para ImplantaçãoClaudio Bernardi Stringari
 
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi PresencialCurso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi PresencialClaudio Bernardi Stringari
 
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05Claudio Bernardi Stringari
 
Eduardo Benatti CV 2012
Eduardo Benatti   CV   2012Eduardo Benatti   CV   2012
Eduardo Benatti CV 2012Ebenatti
 
Passos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de Aves
Passos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de AvesPassos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de Aves
Passos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de AvesAgrosys Tecnologia
 
Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2Djalda Muniz
 
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processosGestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processosClaudio Bernardi Stringari
 

Mais procurados (20)

SGS - Inspecção a Instalações de Gás
SGS - Inspecção a Instalações de GásSGS - Inspecção a Instalações de Gás
SGS - Inspecção a Instalações de Gás
 
kaizen presentation ciccopn
kaizen presentation ciccopnkaizen presentation ciccopn
kaizen presentation ciccopn
 
Certificação de produtos para sistemas de seguros
Certificação de produtos para sistemas de segurosCertificação de produtos para sistemas de seguros
Certificação de produtos para sistemas de seguros
 
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
 
Aula 08 eq 2015 01 fameg 2nda aula modulo 03
Aula 08 eq 2015 01 fameg 2nda aula modulo 03Aula 08 eq 2015 01 fameg 2nda aula modulo 03
Aula 08 eq 2015 01 fameg 2nda aula modulo 03
 
Aula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para Implantação
Aula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para ImplantaçãoAula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para Implantação
Aula 07 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 10 + Razões para Implantação
 
KickOff ISO9001 Veleiro Litoral
KickOff ISO9001 Veleiro LitoralKickOff ISO9001 Veleiro Litoral
KickOff ISO9001 Veleiro Litoral
 
Aula 07 resumo modulos 01 e 02 2015 01
Aula 07 resumo modulos 01 e 02 2015 01Aula 07 resumo modulos 01 e 02 2015 01
Aula 07 resumo modulos 01 e 02 2015 01
 
Aula 07 eq 2015 01 fameg inicio modulo 03
Aula 07 eq 2015 01 fameg inicio modulo 03Aula 07 eq 2015 01 fameg inicio modulo 03
Aula 07 eq 2015 01 fameg inicio modulo 03
 
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
 
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi PresencialCurso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
 
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
 
Eduardo Benatti CV 2012
Eduardo Benatti   CV   2012Eduardo Benatti   CV   2012
Eduardo Benatti CV 2012
 
Controlar company presentation junho 2016 - vera figueiredo
Controlar   company presentation junho 2016 - vera figueiredoControlar   company presentation junho 2016 - vera figueiredo
Controlar company presentation junho 2016 - vera figueiredo
 
Passos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de Aves
Passos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de AvesPassos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de Aves
Passos para Implantação Certificação Qualidade em Abatedouro de Aves
 
Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2
 
ISTECHINDO Presentation_Port_Rev 5 -1-
ISTECHINDO Presentation_Port_Rev 5 -1-ISTECHINDO Presentation_Port_Rev 5 -1-
ISTECHINDO Presentation_Port_Rev 5 -1-
 
Aula 02 02 SGQ ISO
Aula 02 02 SGQ ISOAula 02 02 SGQ ISO
Aula 02 02 SGQ ISO
 
ITW Polymers
ITW Polymers ITW Polymers
ITW Polymers
 
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processosGestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
 

Destaque

desenvolvimento sustentavel do turismo
 desenvolvimento sustentavel do turismo  desenvolvimento sustentavel do turismo
desenvolvimento sustentavel do turismo Karlla Costa
 
Turismo sustentável slides (2)
Turismo sustentável slides (2)Turismo sustentável slides (2)
Turismo sustentável slides (2)rosaband
 
Turismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentávelTurismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentávelCarlosAlbertoMaio
 
Melhores Praticas do Turismo Sustentável
Melhores Praticas do Turismo SustentávelMelhores Praticas do Turismo Sustentável
Melhores Praticas do Turismo SustentávelMarcelo Felipozzi
 
IBISTur Apresentacao institucional e resultados sociais
IBISTur Apresentacao institucional e resultados sociaisIBISTur Apresentacao institucional e resultados sociais
IBISTur Apresentacao institucional e resultados sociaisAristides Faria
 
V01 81203_técnico_de_informação_e_animação_turística
V01  81203_técnico_de_informação_e_animação_turísticaV01  81203_técnico_de_informação_e_animação_turística
V01 81203_técnico_de_informação_e_animação_turísticaportcat
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisCarlos Priante
 
Empreendimentos com prática de turismo sustentável
Empreendimentos com prática de turismo sustentávelEmpreendimentos com prática de turismo sustentável
Empreendimentos com prática de turismo sustentávelKaryn XP
 
Como avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorio
Como avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorioComo avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorio
Como avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorioTatiana Azenha
 
Turismo Sustentável: Apresentação Guiada
Turismo Sustentável: Apresentação Guiada Turismo Sustentável: Apresentação Guiada
Turismo Sustentável: Apresentação Guiada praticas_sustentabilidade
 
Ficha de trabalho nº9 spv- a qualidade
Ficha de trabalho nº9 spv- a qualidadeFicha de trabalho nº9 spv- a qualidade
Ficha de trabalho nº9 spv- a qualidadeLeonor Alves
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelCarlos Priante
 
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).Jacqueline Matilde
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental-
 
Sustentabilidade do turismo 11 4
Sustentabilidade do turismo 11 4Sustentabilidade do turismo 11 4
Sustentabilidade do turismo 11 4Joao Paulo Curto
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental-
 

Destaque (20)

desenvolvimento sustentavel do turismo
 desenvolvimento sustentavel do turismo  desenvolvimento sustentavel do turismo
desenvolvimento sustentavel do turismo
 
Turismo sustentável slides (2)
Turismo sustentável slides (2)Turismo sustentável slides (2)
Turismo sustentável slides (2)
 
Turismo Sustentável
Turismo SustentávelTurismo Sustentável
Turismo Sustentável
 
Turismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentávelTurismo e desenvolvimento sustentável
Turismo e desenvolvimento sustentável
 
Melhores Praticas do Turismo Sustentável
Melhores Praticas do Turismo SustentávelMelhores Praticas do Turismo Sustentável
Melhores Praticas do Turismo Sustentável
 
IBISTur Apresentacao institucional e resultados sociais
IBISTur Apresentacao institucional e resultados sociaisIBISTur Apresentacao institucional e resultados sociais
IBISTur Apresentacao institucional e resultados sociais
 
V01 81203_técnico_de_informação_e_animação_turística
V01  81203_técnico_de_informação_e_animação_turísticaV01  81203_técnico_de_informação_e_animação_turística
V01 81203_técnico_de_informação_e_animação_turística
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
 
Ecoturismo
EcoturismoEcoturismo
Ecoturismo
 
Tipos de Lixo
Tipos de LixoTipos de Lixo
Tipos de Lixo
 
Empreendimentos com prática de turismo sustentável
Empreendimentos com prática de turismo sustentávelEmpreendimentos com prática de turismo sustentável
Empreendimentos com prática de turismo sustentável
 
Como avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorio
Como avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorioComo avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorio
Como avaliar o_potencial_turistico_de_um_territorio
 
Turismo Sustentável: Apresentação Guiada
Turismo Sustentável: Apresentação Guiada Turismo Sustentável: Apresentação Guiada
Turismo Sustentável: Apresentação Guiada
 
Ficha de trabalho nº9 spv- a qualidade
Ficha de trabalho nº9 spv- a qualidadeFicha de trabalho nº9 spv- a qualidade
Ficha de trabalho nº9 spv- a qualidade
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentável
 
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
Desenvolvimento sustentável (abordagem panorâmica).
 
Itens
ItensItens
Itens
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Sustentabilidade do turismo 11 4
Sustentabilidade do turismo 11 4Sustentabilidade do turismo 11 4
Sustentabilidade do turismo 11 4
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 

Semelhante a Gestão turismo sustentavel 2010

SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...SGS Portugal
 
Qualidade segurança e ambiente
Qualidade segurança e ambienteQualidade segurança e ambiente
Qualidade segurança e ambienteMaria Teixiera
 
Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17
Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17
Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17SGS Portugal
 
Apresentação Institucional Quality Assurance
Apresentação Institucional Quality AssuranceApresentação Institucional Quality Assurance
Apresentação Institucional Quality Assuranceqaconsultoria
 
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7aQsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7aIsabela Macedo dos Santos
 
Apresentação QAS_Normas
Apresentação QAS_NormasApresentação QAS_Normas
Apresentação QAS_NormasFatima Morais
 
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISOCERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISOEder Nogueira
 
Aula 4 -Qualidade do Processo.pptx
Aula 4 -Qualidade do Processo.pptxAula 4 -Qualidade do Processo.pptx
Aula 4 -Qualidade do Processo.pptxAlexandreLisboadaSil
 
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Alisson Sena, MBA
 
Segurança da informação - ISO 27001 - PRODESP
Segurança da informação - ISO 27001 - PRODESPSegurança da informação - ISO 27001 - PRODESP
Segurança da informação - ISO 27001 - PRODESPOxya Agro e Biociências
 
Informações da SCHATZER Consultoria
Informações da SCHATZER ConsultoriaInformações da SCHATZER Consultoria
Informações da SCHATZER ConsultoriaWagner Schatzer
 
Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação InstitucionalMarco Ulle
 

Semelhante a Gestão turismo sustentavel 2010 (20)

SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHS...
 
Qualidade segurança e ambiente
Qualidade segurança e ambienteQualidade segurança e ambiente
Qualidade segurança e ambiente
 
Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17
Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17
Sgs cbe-monofolha-certificacao-pessoas-a4-pt-17
 
Apresentação Institucional Quality Assurance
Apresentação Institucional Quality AssuranceApresentação Institucional Quality Assurance
Apresentação Institucional Quality Assurance
 
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7aQsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
 
Apresentação cegid
Apresentação cegidApresentação cegid
Apresentação cegid
 
Tcat
TcatTcat
Tcat
 
Apresentação QAS_Normas
Apresentação QAS_NormasApresentação QAS_Normas
Apresentação QAS_Normas
 
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISOCERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE: ISO
 
Apresentação PSM Gestão Sustentável
Apresentação PSM Gestão SustentávelApresentação PSM Gestão Sustentável
Apresentação PSM Gestão Sustentável
 
OHSAS 18001
OHSAS 18001OHSAS 18001
OHSAS 18001
 
Aula 4 -Qualidade do Processo.pptx
Aula 4 -Qualidade do Processo.pptxAula 4 -Qualidade do Processo.pptx
Aula 4 -Qualidade do Processo.pptx
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
 
Segurança da informação - ISO 27001 - PRODESP
Segurança da informação - ISO 27001 - PRODESPSegurança da informação - ISO 27001 - PRODESP
Segurança da informação - ISO 27001 - PRODESP
 
Informações da SCHATZER Consultoria
Informações da SCHATZER ConsultoriaInformações da SCHATZER Consultoria
Informações da SCHATZER Consultoria
 
Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
 
ISO 14.000
ISO 14.000ISO 14.000
ISO 14.000
 
ENGIMAGNE – BROCHURA
ENGIMAGNE – BROCHURAENGIMAGNE – BROCHURA
ENGIMAGNE – BROCHURA
 
e-book - Auditorias HACCP: Tipos e Princípios
e-book - Auditorias HACCP: Tipos e Princípiose-book - Auditorias HACCP: Tipos e Princípios
e-book - Auditorias HACCP: Tipos e Princípios
 

Último

O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...sdl192405
 
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...mariaclarinhaa2723
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024dlalicia08
 
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...sdl192405
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...sdl192405
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...sdl192405
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024dlalicia08
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...assedlmoi
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...mariaclarinhaa2723
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024leonardodl361
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024dlp391622
 
apresentação............................
apresentação............................apresentação............................
apresentação............................Judite Silva
 
MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024
MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024
MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024assedlmoi
 
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...Dl assessoria 21
 
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024Dl assessoria 21
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024dlalicia08
 
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brBolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brPatriciagomes889620
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...assedlmoi
 
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...leitev350
 
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024dlp391622
 

Último (20)

O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
 
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
“Para além do conceito de Administração Pública, é preciso conceituar sua div...
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
apresentação............................
apresentação............................apresentação............................
apresentação............................
 
MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024
MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024
MAPA - BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
 
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GAMB - ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA E QUALIDADE - 51/2024
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brBolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
 
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
 
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
 

Gestão turismo sustentavel 2010

  • 1. Bem vindo à TÜV Rheinland ®
  • 2. Para uma Garantia de Segurança. E uma Visão Competitiva. > Nós Aconselhamos > Desenvolvemos > Formamos > Testamos e > Certificamos ... Um parceiro para uma gama de serviços ...Uma Equipa Independente Pluridisciplinar Empenhado e de confiança Físicos Junto de si Químicos Geógrafos Flexível Geólogos Interdisciplinar Engenheiros Com experiência internacional Matemáticos comprovada Psicólogos 2 |
  • 3. Experiência vem com o tempo. E com feitos. 1872 Fundação por iniciativa da indústria e dos inspectores de recipientes sob pressão 1905 O primeiro automóvel é testado 1967 Aparece a 1ª filial na Alemanha 1970 Aparece a 1ª filial no Estrangeiro 1997 Fusão entre a TÜV Rheinland e a TÜV Berlin-Brandenburg 1997 É ultrapassada a barreira do 1 bilião DM de vendas 2000 É inaugurada no Vietnam a 140ª filial 2006 É inaugurada na Austrália a 152ª filial encontrando-se o grupo TÜV representado nos 5 Continentes 3 |
  • 4. Áreas de negócio na TÜV Rheinland Group. Onde o todo é muito mais que a soma de todas as partes. Serviços Industriais Mobilidade Certificação de Produtos Saúde Formação e Consultadoria Certificação de Sistemas 4 |
  • 5. TUVdotCOM Service Orientação O novo serviço TUVdotCOM documenta a segurança e qualidade de produtos, sistemas e serviços. O segredo: via endereço de rede e número de identificação, a partir de qualquer lugar, você pode aceder facilmente aos resultados, a qualquer altura, via internet ou telefone WAP. Pode encontrar mais informação sobre este serviço inovador em www.tuv.com. 5 |
  • 6. Cuidados de Vida. Promoção do Bem-estar. Aumento da Qualidade de Vida. A Saúde e o Bem-Estar são questões de grande importância para consumidores e empresários, assumindo cada vez mais destaque. Áreas de Negócio • Medicina Ocupacional e Segurança no Trabalho; • Transporte e Psicologia Industrial; • Saúde, Prevenção e Bem-Estar; • Serviços de Centros Médicos; • Análises de Produtos Alimentares; Platzhalter 6 |
  • 7. Formação e Consultadoria. Saber mais, Alcançar mais. Mundialmente a TÜV Akademie Rheinland é um dos maiores e mais conhecido prestadores de serviços de formação técnica. Áreas de Negócio • Formação INTER empresas; • Formação à medida; • Seminários Técnicos; • Projectos de formação co-financiada; • Serviços de Mercado de Trabalho; • Escolas Profissionais. Entidade acreditada 7 |
  • 8. Consultadoria Empresarial O Grupo TÜV Rheinland representa um caso de sucesso ao aconselhar e acompanhar várias empresas ao longo dos anos. Os nossos clientes apreciam a nossa interdisciplinariedade e a nossa vasta experiência em várias indústrias. Ajudamo-lo a adaptar o seu negócio às exigências dos mercados globais. Areas de intervenção: Automóvel Química Principais competências Serviços Gestão energética • Inovação e desenvolvimento • Peritagens, Estudos, Diagnósticos Empresariais Saúde • Gestão da qualidade, ambiente e segurança, Comércio • Gestão por processos Alimentar • Cadeia de fornecedores, Logística Escolas • Gestão empresarial, Estratégia, Organização Contrução de máquinas, electrónica • Avaliação de riscos empresariais 8 |
  • 10. Certificação de Sistemas A obtenção de produtos e serviços de primeira qualidade não assenta em segredos ou constituem algum mistério. Serviços e Produtos de excelência obtém-se através de estruturas eficientes e processos eficientes. TÜV Rheinland – Qualidade e Segurança Certificada Assistimos empresas e organizações na Gestão e optimização dos seus sistemas de gestão em mais de 60 países em todo o mundo. As empresas e organizações confiam na marca TÜV Rheinland – Sinónimo de internacional, de segurança e de qualidade certificada. 10 |
  • 11. GESTÃO DA QUALIDADE NP EN ISO 9001:2000 Vantagens da Certificação ISO 9001:2000 A um passo Criar confiança junto dos clientes Efectuar comparações à escala mundial Orientação da sua empresa para as necessidades dos clientes Reduzir custos de forma significativa Introduzir melhorias sustentáveis nos processos e estrutas Motivar os seus colaboradores através de canais de comunicação eficientes 11 |
  • 12. Certificação de Sistemas Salvaguarde a sua vantagem competitiva Construa a sua marca e melhore a sua competitividade com certificações específicas para a sua indústria serviços e comércio. Os nossos auditores possuem experiência internacional abrangente e conhecimentos capazes de lhe fornecer o suporte necessário ao longo de todo o processo. Exemplos de sectores de intervenção Indústria Aparelhos Médicos Comércio Indústria Alimentar Serviços Laboratórios de testes Banca e Seguradoras Turismo Tratamento de resíduos Logística e Transporte Saúde Instituições de Educação Indústria de Retalho Indústria Aeroespacial 12 |
  • 13. Gestão Ambiental ISO 14001 Vantagens da certificação ISO 14001 A um passo Redução de emissões, resíduos e águas resíduais Reduzir custos através de objectivos orientados para a gestão de recursos Minimizar o risco de danos ambientais Assegurar que preenche os requisitos para com as autoridades e clientes Promover uma conduta de consciência ambiental entre os seus colaboradores Melhorar a sua imagem perante clientes, parceiros e o público em geral Atingir as suas metas ambientais 13 |
  • 14. Gestão da Segurança OHSAS 18001 Uma aproximação sistemática à prevenção do risco A Segurança é importante e não tem de ser difícil. Os nossos especialistas apoiam-no no percurso para uma estratégia individual e sistemática de Segurança. Isto irá proporcionar uma pervenção efectiva dos riscos e controlar possíveis perigos. Um local de trabalho mais Seguro Como empregador tem responsabilidades com a segurança e saúde dos seus colaboradores. A certificaçãoTÜV Rheinland de Segurança e Saúde Ocupacional ajuda-o a prevenir acidentes e a minimizar perdas de trabalho efectivo e atrasos. 14 |
  • 15. Gestão da Qualidade na Indústria Alimentar Confiar é bom – Inspeccionar é melhor Fornece produtos frescos e de elevada qualidade aos clientes. A Certificação TÜV Rheinland permite-lhe documentar e comprovar os seus elevados padrões de Qualidade. Avaliamos as empresas em toda a cadeia de fornecimento, desde os produtores de matérias primas e produtos alimentares para os animais, passando pelo catering e produtores alimentares até ao retalho. Vantagens de uma certificação de Higiene e Segurança Alimentar Aumentar e garantir a Qualidade dos seus produtos Ganhar reconhecimento mundial Monotorizar toda a cadeia Cumprir os requisitos legais Ganhar a confiança do cliente 15 |
  • 16. Eco-Hotel Hospitalidade Excepcional A certificação ECO-Hotel da TUV Rheinland garante excelentes resultados para os hoteleiros e garantias da Qualidade para os clientes. A certificação tem por base processos sistemáticos que conduzem a redução de consumos de energia, água e outros recursos, garantem a Segurança dos clientes e establece requisitos criteriosos de Qualidade. ECO-Golf Campos de Excelência A certificação ECO-GOLF foi desenvolvida especificamente para o sector do golfe, encontrando-se adaptada à realidade do mercado e simboliza a melhor forma de obter o reconhecimento internacional. Esta certificação é atribuída exclusivamente a Campos de Golfe que cumpram os requisitos ambientais e de segurança do programa Eco-Golf, revelando-se um elemento de importante diferenciação no mercado internacional dos destinos de golfe. Áreas de intervenção das certificações ECO-Hotel e ECO-Golf Gestão de Recursos Naturais Gestão de Consumos Energéticos Gestão de Resíduos Gestão de Substâncias Perigosas Formação e Aquisição de Competências Divulgação e Reconhecimento Público 16 |
  • 17. TÜV Rheinland no Turismo Experiência – Padrões - Validação TÜV Rheinland no Turismo Experiência – Padrões - Validação Novembro 2009 17 |
  • 18. Sistema Eco-Hotel A importância do ambiente Certificação e Marketing (viagens de negócios ou lazer) 18 |
  • 19. O objectivo é NÃO: A finalidade das certificações é ter uma gestão organizada do ambiente: • Reduzir os consumos • Reduzir o impacto ambiental • Aumentar a rentabilidade económica • Manter a qualidade • Maior poupança dos recursos naturais • Maior redução dos resíduos (energéticos e outros) • A Médio Prazo, aumento da economia financeira E •Melhorar o marketing da Unidade Hoteleira, através da credibilidade transmitida pela performance ambiental 19 |
  • 20. Um exemplo de poupança (redução de consumo) ao longo dos anos: consumo por noite, por pessoa, em Hotel de 4 estrelas com piscina e SPA - Portugal European Média em Hotel Exemplos 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Benchmark similar Água LT 364 289 283 267 258 249 200 - 1 170 213 - 310 Energia Kw 17,00 10,53 8,89 9.36 9.26 9,48 17,8 - 22,87 22 – 35 Gás m3 1,95 1,09 0,94 0.81 0,80 0,88 1,15 - 2,07 0,98 – 1.60 Resíduos 2,25 1,16 0,85 0.8 0,78 0,76 2,15 - 3,55 1.20 – 2.10 Sólidos KG 0 20 |
  • 21. Eco-Marketing • Até ao momento, apenas • Se um Hotel tem possui algumas unidades hoteleiras uma certificação utilizam este instrumento ambiental, tem maior para o eco-marketing. potencial em termos de • Ao mesmo tempo, o tópico marketing para aumentar do Turismo sustentável e a a ocupação do hotel amigo do ambiente vai ganhando terreno junto da classe média que habitualmente faz turismo e que é uma dos mais importantes factores no domínio das viagens, a par dos viajantes de negócios. 21 |
  • 22. Marketing, que certificação? Certificações de: associações, organizações,empresas, organismos do estado, certificações de serviços etç. • Viabono (ca. 200 in D) • Blaue Schwalbe von Verträglich Reisen (ca. 40 in D, ca. 80 EU) • Bayrische Umweltsiegel für Beherbergungsbetriebe • Bio Hotels • Eco-Label für Beherbergungsbetriebe • Usw… • G`sund Vital, Österreichisches Umweltzeichen • Schweizer Steinbock-Label, Visit • Ecolabel do Luxemburgo, Den Gronne Nobel • Dutch ecolabel, El Distintivo (Ecolabel Espanhola) • Green Tourism (Ecolabel Reino Unido) • The Green Key (Ecolabel Francesa e Dinamarquesa) • Legambiente Turismo (Ecolabel Italiana) • Zalas Brivdienas (Lativian Ecolabel) • Alcudia – Municipio Ecoturistico (ES), Biosphere Hotels (ES) • Blu Garda, Cavalluccio Marino (IT), Ecohotel (HL) • Gite Panda Belgique, Green Key Hotel (IT) • Green Planet Award • Hotel au Nautrel (FR), IH&RA Green Hotelier • Jesolo per Lambiente`(IT), Label Vert ((BE) • Nordic Swan • Usw………… 22 |
  • 23. Marketing, which certification • Existem vários tipo de certificação: Tipo 1: • Todas as certificações ambientais, certificadas através de um sistema de auditorias de um organismo independente de certificação: 23 |
  • 24. Marketing, que certificação? Tipo 2: • Todas as certificações ambientais, certificadas através de um sistema auto-controlado, sem um sistema de auditorias oficial. Através do critério de diferentes associações ou empresas regulamentadoras 24 |
  • 25. Eco Marketing • O conhecimento de país para país é diferente Grande maioria das pessoas conhece a TUV: • Ex: Na Europa Central, Alemanha, • As normas ISO são conhecidas devido Áustria, Suiça, Holanda, Itália, os á ISO 9000, peças certificadas dos símbolos da TÜV Rheinland são bem automóveis ou por algo associado conhecidos devido ás várias outras á norma DIN. certificações já implementadas. • Em relação á EMAS, ninguém conhece • É fundamental a associação imediata este símbolo. entre o símbolo da Certificação da TUV e o símbolo verde da flor (símbolo da • As Europeias ECOLABEL são, natureza) tal como a TUV, bem conhecidas do público, a nível geral, devido • Se fizermos uma pequena pesquisa nessas cidades e testarmos os ao símbololo da UE e da flor. conhecimento das pessoas acerca dos simbolos, chegaremos ás seguintes Green Globe, ninguém conhece conclusões: 25 |
  • 26. Eco Marketing O Hotel deve comunicar a todos os Grandes Operadores Turísticos: departamentos de um operador turístico essa informação? • Os grandes operadores turísticos possuem habitualmente os seus próprios departamentos • Contactar directamente o ambientais,n que estão sempre á gestor/responsável para essa procura de novos hotéis e com área certificações de tipo 1. Acontece • Contactar o responsável pelos que normalmente, nunca sabem destinos quaisb são esses hotéis. • Contactar o responsável pelos • Eles têm o seu próprio sistema países de prémios que elege os • Contactar o departamento melhores parceiros ao nível das responsável pela descrição do unidades hoteleiras. Ex. TUI Hotel ao nível dos catálogos Umweltchampion. • Departamento ambiental e • A falha está nas comunicação qualidade entre o Hotel e o Operador Turístico, mas não só. • Departamento de Marketing • Outros • Mas normalmente esta informação chega apenas 1 ou 2 posições dentro do operador! 26 |
  • 27. Eco Marketing Pequenos e Médios Operadores • Ex. Forum anders reisen, tem Turísticos: cerca de 150 operadores turísticos especializados neste Normalmente não possuem um nicho de mercado, bem como os departamento ambiental seus próprios critérios dirigidos (considerado dispendioso) mas a todos os membros que querem mas na sua maioria estão participar nesta associação. associados a organizações • Ex. Emissão de gases CO2 por ambientais “forum anderes um avião: Se um cliente viaja reisen” (Alemanha, Austria & num vôo de médio curso (700 – Suiça),CSR (Viagens de 3000 Km) ele deve ficar pelo Negócios) DesiNet, menos 7 dias e ficar um dia ECOTRANS, DBU, Tour gratuitamente de modo a Brench, SUTOUR, Life, compensar os gases expelidos para a atmosfera. parceiros para o Desenvolvimento Sustentável. • No seu destino, o cliente deverá ficar em Hotéis amigos do ambiente e utilizar o sistema de transportes local. 27 |
  • 28. Eco Marketing • O Turismo sustentável está em • Leader are the Reisepavillon in desenvolvimento, é a nova moda. Hannover. Every year the increase. • No Verão de 2009 TUI inicia o All public and trade fairs push the primeiro operador turístico «folha sustainable tourism. Not only with verde» com um catálogo virtual the destination, but also with verde exclusivamente para as certificated hotels, biological oferats amigas do ambiente e products and other events. muito brevemente outras • The Reisepavillon will by at the new agências e operadores irão F.re.e. fair 2009 in Munich - with seguir este exemplo. As feiras de the topic: tourism along and Turismo têm actualmente um beyond the green line. espaço próprio apenas para o • Well-rounded with a extended Turismo Sustentável. program: work shops, Discussions, • No evento ITB 2009 existiu uma information's, Multi vision shows secção exclusiva para o where the show from walking throw ECOTURISMO. wellness, from Bavaria to Africa – also for every with in everybody's mean 28 |
  • 29. Eco Marketing • The ASR-Berlin – Association of • The developed a new portal: Independent Travel Companies asr4you, specially for the Germany – currently represents “intermediary”- the travel agents. more than 4000 tavel agencies and The agent give the wishes of the 150 tour operators all over customer for accommodation units Germany. at a certain destination at the • In November 2007 the organised an system and receive forward all international conference in information & possibilities at the Frankfurt with the topic: Marketing location: ex. To show all and selling more sustainable certificated environment hotels at tourism”. the “Algarve” or any where. After • In order the topic of sustainable and choosing the hotel, the agent can eco-friendly tourism enters the start to book to the best prices. touristy middle class, which is one • The intermediary can suggest this of the most important multiple in the certificated hotels, because there domain of travelling. are all “type one” 29 |
  • 30. Eco Marketing • The importance “factor” to “be The Hotel must involve all different” must be explored possibilities: • Tour Operators, travel agencies • The advantage of the competitors in negotiations • Local/regional activities and attractions' • Publications/promotions • New corner markets in: • Press, press releases business, leisure travel • Companies • Public authorities • Suppliers 30 |
  • 31. Eco Marketing Consegue-se perceber que com o Eco-Hotel, independentemente das vantagens óbvias a nível geral, que é um excelente instrumento de eco- marketing para o futuro de qualquer Unidade Turística, embora não esteja explorado em todo o seu potencial. 31 |
  • 32. ECO-HOTEL Hospitalidade Excepcional A certificação ECO-Hotel da TÜV Rheinland garante excelentes resultados para os hoteleiros e garantia da Qualidade para os clientes. A certificação tem por base processos sistemáticos que conduzem a redução de consumos de energia, água e outros recursos, garante a Segurança dos clientes e estabelece requisitos criteriosos de Qualidade. Áreas de intervenção das certificações ECO-Hotel 1. Gestão de Topo 2. Gestão das Compras 3. Substâncias Perigosas 4 Gestão dos Consumos da Água 5 Gestão de Resíduos 6.Gestão do Ambiente Interior 7. Gestão do Ambiente Exterior 8. Gestão dos Recursos Energéticos 9. Segurança 32 |
  • 33. A TÜV Rheinland no Turismo Internacional • Cerca de 1000 certificações em Hotéis e Pousadas por todo o mundo, nos seguintes campos: • Gestão da Qualidade, • Qualidade do Serviço, • Qualidade e Segurança, • Qualidade de Bem-Estar, • Certificação Ambiental (ECO Hotel, ISO 14001) • Turismo de Saúde • Higiene Alimentar (HACCP, ISO 22000) 33 | 14.12.2009 33 TUV Rheinland Cert GmbH
  • 34. TÜV Rheinland na Rota do Turismo Internacional • InterContinentel Hotel Group (Cologne, Düsseldorf) • REZIDOR Group, Europe (Hotéis Radisson, ParkInn, Regent,…) • STEIGENBERGER Hotel Group (Düsseldorf) • ALDIANA (worldwide) • TUI Vital • ROGNER International • DANUBIUS International - Hungria • MAGIC LIFE CLUB Turkey - Turquia • Jumereih Beach Hotel - Dubai • Burj al Arab (Setembro 2008) • Cerca de 45 Hotéis de Apartamentos certificados • ….. 34 | 14.12.2009 34 TUV Rheinland Cert GmbH
  • 35. Novos mercados: Turismo de Qualidade nos países do GCC • Primeira Certificação: Royal Meridian Dubai 2004 • ECO Hotel, Ambiental • 2008: • Jumereih Beach Hotel ( Análise GAP) • ISO 14001, ISO 22000, Higiene e Segurança, Qualidade de Serviço, Inspecções-Surpresa. • Burj al Arab (início: Setembro 2008) • ISO 14001, ISO 22000, Higiene e Segurança, Qualidade de Serviço, Inspecções Surpresa • Consultas por parte de outros complexos: • Ramada Continental Jeddah • Radisson SAS Saudi Arabia • ….. 35 | 35
  • 36. Novas Tendências – Novas Normas: Segurança Alimentar Segurança / Bem ECO Hotel Estar Formação Analise de Falhas Qualidade de Serviço 36 | 14.12.2009 36 TUV Rheinland Cert GmbH
  • 37. Novas Tendências – Novas Normas: Poupe custos nas áreas dos resíduos, água, electricidade Eco Gestão – Norma ECO Hotel A certificação Eco-Hotel foi especialmente desenvolvida para o sector hoteleiro, adaptado à realidade do mercado nacional e simboliza a melhor maneira de obter reconhecimento internacional Redução dos consumos de energia e água até 30% 80 unidades em Espanha / Portugal já foram certificadas Esta certificação é atribuida exclusivamente a hoteis que cumprem os requisitos ambientais e de segurança revelando-se ser um importante elemento de diferenciação. 37 | 14.12.2009 37 TUV Rheinland Cert GmbH
  • 38. IMPLEMENTAÇÃO E CERTIFICAÇÃO 38 |
  • 39. IMPLEMENTAÇÃO E CERTIFICAÇÃO Etapa II Etapa III Etapa IV Estruturação Implementação Auditoria do do Sistema Interna Certificação Sistema Plano de Formação Plano de Comunicação Acções de Formação Sessões de esclarecimento Gestão ambiental Cartazes Gestão da segurança Brochuras Gestão da energia Intranet Formação “on the job” Internet e-Newsletter ... 39 |
  • 40. Plano de Implementação e Certificação 1ª Fase Eficiência Energética DIAGNÓSTICO DIAGNÓ Emergência Interna Legislação Ambiental Pontos Fracos PLANO DE ACÇÕES ACÇ 2ª Fase FORMAÇÃO FORMAÇ Redução de custos Aumento da eficiência Cumprimento da Legislação IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIDAS IMPLEMENTAÇ Implementação de Boas Práticas AVALIAÇÃO DE RESULTADOS AVALIAÇ 3ª Fase Relatório AUDITORIA DE CONCESSÃO Plano de Acções 4ª Fase Certificado CONCESSÃO DO CERTIFICADO Relatório AUDITORIAS ACOMPANHAMENTO Plano de Acções 40 | 40
  • 41. Exemplo de um ECO-Hotel Consumos por estadia e hospede, hotel de 4 estrelas com SPA/Pool Consumo médio Examples 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Hotel Ecológico Hotel **** Fresh water 364 289 283 210 198 195 335 201 (litros) Energy 37 34 31 29,2 29,1 28,1 77,8 34,2 (Kwh) 41 |
  • 42. Plano de Implementação 1º mês 2º mês 3º mês 4º mês 5º mês 6º mês Diagnóstico Diagnó Plano de acções acç Formação Formaç Implementação de medidas Implementaç Avaliação de resultados Avaliaç Auditoria de concessão 42 |
  • 43. Investimento I. Programa de formação/acção Agrupamento h/hotel €/h €/Hotel até 10 57,00 80,00 4.560,00 até 20 50,00 75,00 3.750,00 mais de 30 45,00 70,00 3.150,00 II. CERTIFICAÇÃO N.º Quartos 1º ano 2º e 3º ano (anual) CERT (Anual) Até 80 1.260,00 900,00 225,00 81-130 1.560,00 900,00 225,00 > 130 1.800,00 900,00 225,00 43 |
  • 44. Condições especiais I. Início dos projectos em simultâneo II. Programa de formação conjunta III. Nomeação de um responsável por hotel para gestão do sistema Eco-Hotel. 44 |
  • 45. Novas Tendências – Novas Normas: Qualifique o seu pessoal Formação Todas as normas, objectivos necessários Excelente formação, baseada no ponto de vista internacional do formador Para todas as normas, formadores com educação especial na indústria hoteleira e do turismo Normas de formação implementadas para p.ex. ISO 22000, Gestão da Qualidade e formação de auditores Soluções especiais para clientes conforme quase todos os pedidos de clientes 45 | 14.12.2009 45 TUV Rheinland Cert GmbH
  • 46. CASE STUDY – Um exemplo de Sucesso 46 |
  • 47. 47 |
  • 48. REDUÇÃO DE CUSTOS ENERGÉTICOS 48 |
  • 49. Índice Apresentação do Hotel A certificação ECO-HOTEL Experiências e resultados 49 |
  • 50. O Hotel Riviera Localizado em Carcavelos Hotel com 130 quartos, Restaurante, Bar, Salas de conferências e espaços de lazer Vocacionado para os mercados corporate (75%) e de turismo (25%) Taxa de ocupação média anual: 75% Principais clientes: Portugueses (30%), Espanhóis (20%), Ingleses (10%), Alemães (7%), Americanos e Franceses (4%) O nosso espírito: < WE LOVE OUR GUESTS!> 50 |
  • 51. 51 |
  • 56. Porquê a questão ambiental? Respeito pelo meio ambiente Optimização dos recursos energéticos Redução de custos Exigência do mercado Marketing 56 |
  • 57. Parceria com a TÜV para a implementação do programa ECO HOTEL Auditoria de diagnóstico Planos de acção Fixação de objectivos de melhoria Organização da documentação do programa Acompanhamento Auditoria ao sistema • Duração total: 6 meses 57 |
  • 58. Poupança de energia Lâmpadas apagadas 58 |
  • 59. Corredor dos quartos Mais lâmpadas apagadas! 59 |
  • 60. Porta de acesso à varanda do quarto liga / desliga o ar condicionado 60 |
  • 61. Sensor de movimento Área de armazenagem 61 |
  • 62. Programação horária de iluminação de áreas públicas 62 |
  • 63. Redutor do caudal de água Sensor 63 |
  • 64. Separação de lixos nos ofícios dos quartos 64 |
  • 65. Caixa de sugestões ambientais Separação de lixos no refeitório do pessoal 65 |
  • 66. Separação de pilhas, lâmpadas, resíduos, sucatas diversas… 66 |
  • 67. Separação dos produtos químicos e fichas de segurança 67 |
  • 68. Separação de tampas das garrafas 68 |
  • 69. Plano geral de manutenção preventiva 69 |
  • 70. Acção de formação / Substâncias perigosas 70 |
  • 71. Avaliação e Resultados • Qualitativos Eficiência operacional Consciência ambiental de toda a comunidade envolvente Reconhecimento do mercado Factor de diferenciação em relação à concorrência • Quantitativos Gás propano Água Electricidade Resíduos 71 |
  • 72. DESEMPENHO ENERGÉTICO 2005 / 2006 / 2007 72 |
  • 73. M3 de Água por Quarto Ocupado 0,44 2007 0,47 2006 2005 0,52 0,4 0,42 0,44 0,46 0,48 0,5 0,52 0,54 2005 2006 2007 73 |
  • 74. M3 de Gás por Quarto Ocupado 2007 0,37 2006 0,38 2005 0,42 0,34 0,35 0,36 0,37 0,38 0,39 0,4 0,41 0,42 0,43 2005 2006 2007 74 |
  • 75. KW/H de Electricidade por Quarto Ocupado 2007 33,39 2006 35,77 2005 37,44 31 32 33 34 35 36 37 38 2005 2006 2007 75 |
  • 76. Custos Totais de Energia 2007 153.634 2006 162.790 2005 175.998 140.000 145.000 150.000 155.000 160.000 165.000 170.000 175.000 180.000 2005 2006 2007 76 |
  • 77. VAR.% 05/07 CUSTOS DE ENERGIA -12,7% KWH de Electricidade por -10,8% Quarto Ocupado -11,9% M3 de Gás por Quarto Ocupado -15,4% M3 de Água por Quarto Ocupado -20,0% -15,0% -10,0% -5,0% 0,0% 77 |
  • 78. Exemplo Hotel Jardim Atlântico 22. Januar 78 | 78 2007
  • 79. Hotel Jardim Atlântico Poupança de Água Pótavel • Na hotelaria o consumo médio por dormida/ano situa-se entre os 600 e 800 Lt. • Conseguimos baixar de 578 Lt em 1998 para 325 Lt em 2005 e para 289 Lt em 2006 por dormida/ano. • Equivale a uma poupança de aprox. 50% em 7 anos. 22. Januar 79 | 79 2007
  • 80. Hotel Jardim Atlântico Poupança de Água Pótavel • Redutores de águas em todas as torneiras e chuveiros Poupança de Água Potável de 40% • Depósitos de sanitas foram regulados para descargas de 6 Lt em vez de 12 Lt Poupança de Água Potável de 50% • Mudar roupa da cama uma vez por semana excepto se o hóspede desejar mudar mais vezes Poupança de água potável de 66%, poupança de 66% em detergentes e de 66% na compra de roupa nova 22. Januar 80 | 80 2007
  • 81. Hotel Jardim Atlântico Poupança de Água Potável • Hóspedes são sensibilizados para utilizar as toalhas mais do que uma vez Poupança de água potável de 30%, poupança de 30% em detergentes e de 30% na compra de roupa nova • Na rega dos 25.000 m2 de jardins aproveitamos a água tratada pela ETAR Poupança de 4.400 m3/ano 22. Januar 81 | 81 2007
  • 82. Hotel Jardim Atlântico Poupança de Energia • ° ° Climatização: Inverno 20/21°C, Verão 25°C, quartos vagos ° ° Inverno 18°C, Verão 28°C 1°C de diferença equivale a um acréscimo no consumo de electricidade até 6 % • Regular a temperatura de lavagem correcta das máquinas de lavar loiça Redução de 65ºC para 55ºC permite uma poupança de aprox. 25%) Regular a temperatura da água da rede de abastecimento de água quente para que não exceda os 50º C 22. Januar 82 | 82 2007
  • 83. Hotel Jardim Atlântico Resultados em 7 anos: Reduções: • Electricidade - 28 % • Água - 50 % • Resíduos - 32 % 22. Januar 83 | 83 2007
  • 84. Outros Exemplos de Retorno VILA PARK HOTEL 84 |
  • 85. Vila Park Hotel nas noticias 14/12/2009 Marketing Material | 2007
  • 86. Vila Park Hotel nas noticias 86 |
  • 87. 87 |
  • 88. Vila Park Hotel em Noticías No caso em apreço, apresentamos apenas algumas noticias. O inicío das comunicações nos Media iniciou-se em Janeiro, 2009. 38 artigos foram publicados com um retorno de investimento de 61.100 euros. 88 | 14 /1
  • 89. Competência Mundial. As Boas Ideias Avançam em Qualquer Lugar. 89 |