Trafico humano

362 visualizações

Publicada em

Uma breve passagem sobre uma das modalidades mais ignominiosas de crime, o trafico humano. Certa vez li um texto em que um traficante de seres humanos disse, cinicamente, que o Tráfico Humano é uma atividde "muito mais rentável que o trafico de drogas".... Segundo ele, "a droga só pode ser vendida uma só, enquanto o escravo ou a escrava podem ser renegociados diversas vezes até que morram ou enlouqueçam"...

Publicada em: Direito
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
362
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trafico humano

  1. 1. Trafico Humano Débora Ribeiro nº8 11ºJ
  2. 2. O que é o tráfico humano? O tráfico humano é a comercialização de seres humanos e a sua utilização por criminosos, com o fim de ganhar dinheiro, o que significa enganar ou forçar pessoas a entrar na prostituição, a mendigar ou a fazer trabalho manual. Todos os anos, cerca de 200.000 pessoas são vítimas de tráfico humano na Europa, a maioria das quais mulheres e adolescentes que são forçadas a entrar no mundo da prostituição. Na Europa, adolescentes e jovens mulheres encontram-se particularmente em risco de caírem nas mãos de criminosos, que lhes prometem bons empregos ou estudos e que depois forçam as vítimas a prostituírem-se. Os criminosos lucram enquanto as adolescentes e mulheres são violadas e sofrem outros tipos de violência física e psicológica. O tráfico humano é agora tão comum, que é a terceira actividade criminosa mais rentável do mundo, depois das drogas ilícitas e tráfico de armas. As vítimas não consentem em serem traficadas. Elas são enganadas, iludidas com promessas falsas ou forçadas. O traficante retira à vítima os direitos humanos mais básicos: a liberdade de movimento, de escolha, de controlar o seu corpo e mente e o controlo do seu futuro. Não confundas tráfico humano com contrabando. Um contrabandista facilita a entrada ilegal num país por um valor, mas ao chegar ao seu destino, a pessoa que entra ilegalmente fica livre; a vítima do tráfico humano é escravizada.
  3. 3. Quem são as vítimas? • Se somos ambiciosos? Querermos arranjar um bom emprego e ganhar bom dinheiro? Querermos viajar? Querermos ter uma vida melhor? Se a resposta a qualquer uma destas perguntas é sim, então pode-se tornar-te uma vítima do tráfico humano. Ninguém aceita ser traficado. As vítimas são enganadas ou forçadas a entrar numa situação perigosa sobre a qual perdem todo o controlo. Elas podem ser: Mulheres e crianças de países em vias de desenvolvimento • Pessoas que não têm dinheiro ou não têm a oportunidade de trabalhar ou de estudar • Jovens que querem melhorar a sua vida • As vítimas podem ser licenciadas e de todas as origens, raças e classes sociais. E não são só mulheres. Os homens também correm o risco de serem traficados para serem usados em trabalhos não qualificados envolvendo essencialmente trabalhos forçados.
  4. 4. Porque é que nos deve-mos preocupar? • Porque: traficar pessoas NÃO É CORRECTO; é forma mais chocante de abuso dos direitos humanos. E pensávamos nós que a escravatura já tinha acabado! Acontece agora e está a acontecer aqui, ali e onde quer que esteja-mos. • pode acontecer-nos a nós ou a alguém que conheça-mos. Qualquer pessoa que esteja a pensar em viajar ou trabalhar no estrangeiro pode ser vulnerável. • Isto está a passar-se por toda a Europa, quer em Inglaterra, Itália, Polónia ou Roménia. E está a afectar pessoas como nós.
  5. 5. Como são traficadas as pessoas? • O recrutamento é o primeiro elo na cadeia do tráfico humano. É o processo pelo qual os traficantes encontram as suas vítimas. Trata-se de enganar ou simplesmente forçar o individuo, levando-o para o mundo da escravatura do século XXI. Os recrutadores fazem o primeiro contacto com a vítima. Usam promessas falsas e a confiança para enganar as vitimas. Aparentemente são pessoas normais, de confiança, nada do tipo rufia como seria de esperar. Eles podem ser: Mulheres (por vezes até antigas vítimas de tráfico humano) • Empregados de falsas agências de emprego/ estudo/ viagens/ modelos • Vizinhos • Colegas da escola • É tudo uma questão de dinheiro. Por isso, até a pessoa que menos esperamos pode recrutar vítimas. Os recrutadores são bastante criativos quando se trata de mentir às suas vítimas. Eles prometem mundos e fundos, um emprego melhor ou boas oportunidades de estudo no estrangeiro ou mesmo no próprio país. Eles podem oferecer ajuda financeira ou documentos para viajar. Por vezes, colocam anúncios de agências falsas ou empresas falsas a oferecer oportunidades únicas. Até já chegaram ao ponto de abrir stands em feiras universitárias. Podem conhecer as mulheres num bar ou café e dizer-lhes que sabem de várias oportunidades de ganhar dinheiro no estrangeiro. Os métodos
  6. 6. Como são traficadas as pessoas? • incluem: Conhecimentos privados (relacionamentos, amizades, novos amigos) • Anúncios nos jornais de agências falsas • Anúncios na Internet • Os traficantes utilizam vários engodos para persuadir as vítimas, sejam eles trabalho, estudo ou viagens. Estes são apenas alguns exemplos das oportunidades oferecidas: • Trabalho doméstico • Emprego na indústria hoteleira, como empregada de mesa ou de bar • Manequim • Área de entretenimento, como bailarina/ hospedeira • Trabalho na construção civil/ em fábricas/ na agricultura • Cursos • Casamento • Turismo • Trabalho na indústria do sexo • Contrariamente àquilo que possas pensar, as mulheres que pretendem trabalhar na indústria do sexo podem ser traficadas. Embora concordem em fazer sexo por dinheiro, elas não concordam em ser mantidas como escravas, a receber pouco ou nenhum dinheiro.
  7. 7. O que é que as vítimas são forçadas a fazer? • Ser explorado é trabalhar por dinheiro e receber pouco ou nenhum, enquanto alguém o recebe por ti. Ao serem recrutadas, os recrutadores entregam as vítimas aos verdadeiros criminosos. É aqui que elas são agredidas física e mentalmente e são forçadas a ganhar dinheiro para os criminosos. As vítimas são forçadas a fazer uma variedade de coisas, mas o facto mais comum é serem obrigadas a trabalhar muitas horas de seguida, por pouco ou nenhum dinheiro e com a ameaça constante de violência se elas recusarem a colaborar. Inclui: Prostituição forçada, a forma mais corrente do tráfico humano • Trabalho forçado, mais comum no ambiente doméstico, na agricultura, indústria, construção civil e hotelaria. • Pornografia • Actividades criminosas como mendigar, tráfico/ venda de droga, passar dinheiro falso • Porque é que as pessoas aceitam fazer este tipo de trabalhos? Não podem simplesmente dizer não? Não é verdade! Os métodos abaixo descritos são normalmente usados em conjunto para vergar as vítimas: • Violência – Os traficantes violam e batem nas suas vítimas para as forçar a fazer aquilo que eles querem. • Ameaças – Ameaçam em repetir a violência já usada assim como ameaçam de violência as suas famílias. • Servidão financeira – As vítimas são responsáveis pelo pagamento do dinheiro que os traficantes pagaram por elas. • Chantagem – Depois de serem forçadas a entrar na prostituição ou na pornografia, os traficantes ameaçam contar às famílias das vítimas o que estas andam a fazer.
  8. 8. Alguns Factos Todos os anos, cerca de 2 a 4 milhões de pessoas são traficadas (estimativa das Nações Unidas) Cerca de 200.000 pessoas são trazidas ilegalmente para a Europa todos os anos, a grande maioria para exploração sexual (Brigada Nacional Anticrime de Inglaterra) 80% da vítimas traficadas nas fronteiras internacionais são mulheres e 70% dessas mulheres e adolescentes são traficadas para exploração sexual (Departamento de Estado dos EUA) O valor financeiro deste tráfico humano é estimado entre 7-13 mil milhões de euros por ano.

×