Chelsea FCEm parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mCaracterização do Adver...
w w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria com
w w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comPosicionamento sem bola: 1-4-4-2
w w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comPosicionamento com bola: 1-4-2-3-1
 O Chelsea organiza-se numa defesa à zona partindo de um bloco preferencialmente médio, com zonas depressão bem definidas...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 1 – Bloco p...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 2 – Procura...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 3 - Dão esp...
 Se a bola entra numa zona central, há uma forte pressão do médio mais próximo e um ajuste imediato delinha de médios, fe...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 4 - Se a bo...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 5 - No últi...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Preferencialmente não exercem u...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 6 - Quando ...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Ofensivamente, o Chelsea é uma ...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 7 - Laterai...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 8 - Lampard...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Sempre que têm espaço podem opt...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 9 - Após en...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 10 - Torres...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Mata e Óscar serão importantes ...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 11 - Passe ...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Neste momento procuram velocida...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 12 - Facilm...
 Cantos DefensivosColocam 2/3 elementos na zona do 1º poste (Cole, Torres e Ramires) e 2 elementos dentro da pequena área...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 13 – Coloca...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 14 – Com mo...
Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 15 – Batem ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa

947 visualizações

Publicada em

Caracterização dos comportamentos defensivos e ofensivos do Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa 2012/2013.

Publicada em: Esportes
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
947
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise ao Chelsea FC - adversário do SL Benfica na Final da Liga Europa

  1. 1. Chelsea FCEm parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mCaracterização do Adversário do SL BenficaNa final da Liga Europa
  2. 2. w w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria com
  3. 3. w w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comPosicionamento sem bola: 1-4-4-2
  4. 4. w w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comPosicionamento com bola: 1-4-2-3-1
  5. 5.  O Chelsea organiza-se numa defesa à zona partindo de um bloco preferencialmente médio, com zonas depressão bem definidas e grande organização coletiva. No processo defensivo alternam o seu posicionamento entre 1-4-4-1-1 e 1-4-4-2, consoante as circunstâncias, massempre com um bloco muito compacto (Fig. 1). A distância entre sectores é sempre muito curta. Procurammanter o máximo de jogadores atrás da linha da bola (sempre 8 ou 9 e muitas vezes os 10) (Fig. 2). Preferencialmente dão espaço e tempo para o adversário iniciar construção de jogo pelos defesas centrais. Nestafase, o médio ofensivo junta-se ao avançado formando um linha de 2 jogadores. Normalmente não pressionammuito. A sua missão é essencialmente fechar espaço central e evitar que a bola entre no espaço à frente dos seus 2médios. Deste modo, optam por permitir a circulação entre centrais e coordenam muito bem os movimentos entre si– ora posicionando-se numa linha paralela, ora em diagonal (Fig. 3). A preocupação é orientar jogo adversário. Quando bola chega próximo da linha do meio campo intensificam a pressão. Com este tipo de posicionamentotentam orientar a bola para zonas laterais, onde há de imediato uma forte pressão ao portador da bola porparte dos alas e laterais, condicionando muito o portador da bola. Do lado direito se jogar Ramires, é muito forteneste tipo de situação. Médios muito intensos na pressão ao portador da bola.Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comOrganização Defensiva
  6. 6. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 1 – Bloco preferencialmente médio, sempre muito compacto. Zonas depressão bem definidas e grande organização coletiva.
  7. 7. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 2 – Procuram manter o máximo de jogadores atrás da linha da bola (sempre8 ou 9 e muitas vezes os 10).
  8. 8. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 3 - Dão espaço e tempo para o adversário iniciar construção de jogo pelosdefesas centrais. Torres e Mata em diagonal com objetivo de fechar espaço central.
  9. 9.  Se a bola entra numa zona central, há uma forte pressão do médio mais próximo e um ajuste imediato delinha de médios, fechando linhas de passe para o interior da equipa (Fig. 4). Equipa muito competente no fecho delinhas de passe para o interior do bloco – difícil receber entre linhas e enquadrar. Além disso, avançado e médioofensivo estão sempre disponíveis para baixar para muito próximo da linha defensiva, fechando linhas depasse ou pressionando portador da bola por trás. Normalmente a entrada de bola no último terço defensivo é pelos corredores laterais. Aqui, tentam sempre criarsuperioridade ou igualdade numérica na zona da bola, com uma proteção muito forte da baliza. Linha de 3bem posicionada (centrais e laterais do lado contrário) e forte no jogo aéreo. Sempre com uma segunda linha de 1ou 2 jogadores (Fig. 5). Equipa muito organizada e consistente defensivamente. Grande capacidade para fechar espaços, criar superioridadenumérica na zona da bola, sectores muito juntos.Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comOrganização Defensiva
  10. 10. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 4 - Se a bola entra numa zona central, há uma forte pressão do médio maispróximo e um ajuste imediato de linha de médios.
  11. 11. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 5 - No último 1/3 defensivo nos corredores laterais. Tentam superioridadeou igualdade numérica na zona da bola, com proteção muito forte da baliza.
  12. 12. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Preferencialmente não exercem uma forte pressão conectiva na zona da perda de bola para recuperar de novo aposse. Procuram mais uma pressão ao portador de modo a parar a progressão e permitir a reorganização rápida daequipa. São rápidos a fechar a equipa e a baixar para trás da linha da bola. Rapidamente colocam pelo menos 6 jogadores (4 defesas e 2 médios). Alas mostram grande disponibilidade esentido coletivo para baixar em velocidade. Ocasionalmente forçam uma maior pressão para roubar bola ainda nomeio campo ofensivo. Quando passam mais tempo em posse, é possível aproveitar o espaço à frente dos centrais quando perdem a bola(Fig. 6).Transição Defensiva
  13. 13. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 6 - Quando passam mais tempo em posse, é possível aproveitar o espaço àfrente dos centrais quando perdem a bola.Espaço corredorcentral
  14. 14. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Ofensivamente, o Chelsea é uma equipa que apresenta diferentes tipos de soluções no seu processo. TêmJogadores de grande qualidade técnica. Apresentam uma grande capacidade para ataque rápido, com saídas verticais em apoio muito velozes. Sãofortíssimos neste tipo de situação. Esta será a característica de jogo mais forte da equipa. Pelo posicionamento defensivo que apresentam, baixando um pouco as linhas, e fechando com muita proximidadeentre os jogadores, facilmente saem desde zonas recuadas em apoio. Tem jogadores com uma grande capacidadepara condução de bola em velocidade. São extremamente agressivos nestas situações – atacam espaçorapidamente, sobem vários jogadores em apoio e combinam com velocidade e rapidamente colocam 4/5jogadores perto da área adversária. Procuram essencialmente um jogo de condução e apoio em grande velocidade, sempre de uma forma muito vertical.Conseguem fazê-lo acelerando tanto pelo corredor central como pelos corredores laterais. Torres é forte se temespaço para conduzir bola. Alas também conseguem fazê-lo com grande capacidade. Laterais são muitorápidos na desmarcação sem bola dando profundidade e apoio nos corredores laterais (Fig. 7). Quando conseguem situações de cruzamento no último terço, Lampard aparece muito bem de trás a atacar espaçocom muito critério, o que lhe permite estar presente em muitas situações de finalização, no que é exímio (Fig. 8).Organização Ofensiva
  15. 15. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 7 - Laterais são muito rápidos na desmarcação sem bola dandoprofundidade e apoio nos corredores laterais.
  16. 16. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 8 - Lampard aparece muito bem de trás a atacar espaço com muito critério,o que lhe permite estar em muitas situações de finalização, no qual é exímio.LampardRamires
  17. 17. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Sempre que têm espaço podem optar por uma construção mais pausada na linha defensiva, circulando entrecentrais, com os médios a tentarem “pegar” no jogo, para, após entrarem no meio campo ofensivoadversário, aceleram de imediato, com combinações rápidas e condução de bola (Fig. 9). Aqui há mais lateralizaçãoe variação do centro de jogo, procurando essencialmente acelerar nos corredores laterais. Mesmo quando a bolaentra no espaço central, tentam depois acelerar por fora. Neste tipo de situações, desequilibram-se comfrequência no corredor central. David Luís comete alguns erros de construção, esquece-se dos equilíbrios comfrequência. Em ambas as formas de atacar mostram muita capacidade para criar várias linhas de apoio ao portador dabola, quase sempre “forçando” a entrada. Torres é um jogador importantíssimo pela dinâmica que permite à equipa – é muito completo nosmovimentos. Tem capacidade para dar profundidade, principalmente profundidade nos corredores nas costas doslaterais. Mostra-se constantemente para dar apoio entre linhas de costas para a baliza (Fig. 10). Veloz se temespaço para conduzir. Alas com grande capacidade técnica para combinar em velocidade, para atacaremespaço/defesa e soltarem. No lado direito “furando” mais por zonas exteriores. No lado esquerdo com maiscondução interior se jogar um ala com pé direito.Organização Ofensiva
  18. 18. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 9 - Após entrarem no meio campo ofensivo adversário, aceleram deimediato, com combinações rápidas e condução de bola.
  19. 19. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 10 - Torres mostra-se para dar apoio entre linhas de costas para a baliza.Após entrar em Torres vários elementos em aceleração, “forçando” a entrada.RamiresTorres
  20. 20. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Mata e Óscar serão importantes pela capacidade de execução em espaços mais curtos, assistindo, rematando,desequilibrando. Podem optar ainda por um primeiro passe mais longo, desde o GR ou defesas centrais. Neste caso areferência poderá ser Torres, que tentará tocar para entrada em profundidade de alas ou médio ofensivo. Casojogue Moses, também poderá servir come referência para este tipo de construção (Fig. 11).Organização Ofensiva
  21. 21. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 11 - Passe mais longo, desde o GR ou defesas centrais. Referência poderáser Torres, que tentará tocar para entrada de alas ou médio ofensivo.
  22. 22. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m Neste momento procuram velocidade (devido ao estilo de jogo ofensivo), mas sempre de uma forma equilibrada, ouseja, tentam que o primeiro passe seja seguro para depois acelerarem, especialmente quando ganham em zonasmais baixas. Não promovem passe para profundidade e não arriscam perder a bola de imediato. Pela proximidade dosjogadores no processo defensivo têm sempre jogadores para um passe em apoio. Aqui, dado oposicionamento muito baixo próximo e em zona central do avançado e médio ofensivo, são normalmente asreferências para esse passe. Depois sem têm espaço aceleram por dentro ou esperam subida de alas para explorarcorredores laterais.Transição Ofensiva
  23. 23. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 12 - Facilmente saem desde zonas recuadas em apoio. Torres sempre a darapoio de costas. Sobem vários jogadores em apoio e combinam com velocidade.LampardTorresRamiresTorresRamiresTorresLampard
  24. 24.  Cantos DefensivosColocam 2/3 elementos na zona do 1º poste (Cole, Torres e Ramires) e 2 elementos dentro da pequena área(Lampard e Azpilicueta). 3/4 a realizarem marcação H vs H (David Luiz, Cahill e Ivanovic). 2 elementos à entrada daGrande área (Moses ou Hazard e Mata) (Fig. 13).Com movimentos de aproximação do adversário na zona do 1º poste, deixam a zona do 2º poste completamentedesprotegida (Fig. 14) (o Basileia não conseguiu tirar proveito desta situação, apesar de ter conseguido destabilizarcompletamente com os movimentos que interpretou). Cantos OfensivosBatem de forma tensa na zona do 1º poste (linha da pequena área), com vários elementos a atacar agressivamentea bola (Ivanovic, Cahill) (Fig. 15).São bastante produtivos neste momento do jogo.Bolas ParadasEm parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o m
  25. 25. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 13 – Colocam 2/3 elementos na zona do 1º poste e 2 elementos dentro dapequena área. 3/4 a realizarem marcação H vs H. 2 elementos à entrada da G.A..
  26. 26. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 14 – Com movimentos de aproximação do adversário na zona do 1ºposte, deixam a zona do 2º poste completamente desprotegida.Espaço
  27. 27. Em parceria comw w w. t a c t i c z o n e . c o m | w w w. v i d e o b s e r v e r. c o mEm parceria comFigura 15 – Batem de forma tensa na zona do 1º poste (linha da pequena área),com vários elementos a atacar agressivamente a bola (Ivanovic, Cahill).

×