PROJETO DO TRABALHO - Parte 4 - Divisão do Trabalho

3.188 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

PROJETO DO TRABALHO - Parte 4 - Divisão do Trabalho

  1. 1. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o PROJETO DO TRABALHO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO IV ABORDAGENS PRÁTICAS PARA O PROJETO DO TRABALHO – DIVISÃO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  2. 2. EMENTA: 3.2.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho 3.2.2.1 Divisão do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  3. 3. 4.1 CONTEXTUALIZAÇÃO DA DIVISÃO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  4. 4. 4.1.1 Administração Científica PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  5. 5. • A Administração científica é o modelo de administração desenvolvido pelo engenheiro Taylor (1856-1915), considerado o “pai da administração científica”; • ORIGEM DOS PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA: “chão de fábrica”; • ÊNFASE DOS PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA: adoção de métodos racionais e padronizados; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  6. 6. • PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA: 1. Princípio do planejamento; 2. Princípio da preparação dos trabalhadores; 3. Princípio do controle; 4. Princípio da execução; • OBJETIVO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA: máxima divisão de tarefas, com enfoque na produção. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  7. 7. 4.1.2 Teoria Clássica da Administração PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  8. 8. • A Teoria Clássica foi desenvolvida pelo engenheiro Fayol; • ORIGEM DA TEORIA CLÁSSICA: gerência administrativa; • ÊNFASE DA TEORIA CLÁSSICA: estrutura formal da empresa, com adoção de princípios administrativos pelos altos escalões, privilegiando as tarefas da organização. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  9. 9. • PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA TEORIA CLÁSSICA, que podem ser estudados de maneira complementar aos princípios da Administração Científica: 01. Divisão do Trabalho; 02. Autoridade e responsabilidade; 03. Unidade de comando; 04. Unidade de direção; 05. Disciplina; 06. Prevalência dos interesses gerais; 07. Remuneração; 08. Centralização; 09. Hierarquia; 10. Ordem; 11. Equidade; 12. Estabilidade dos funcionários; 13. Iniciativa; 14. Espírito de corpo. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  10. 10. 4.2 DIVISÃO DO TRABALHO E ESPECIALIZAÇÃO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  11. 11. • SIGNIFICADO DO PRINCÍPIO DA DIVISÃO DO TRABALHO: a organização deve caracterizar-se por uma divisão do trabalho claramente definida; • RESULTADO DA DIVISÃO DO TRABALHO: A especialização e à diferenciação das tarefas; • IDÉIA BÁSICA DA DIVISÃO DO TRABALHO: as organizações com elevada divisão do trabalho seriam mais eficientes do que aquelas com pouca divisão do trabalho; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  12. 12. • DIREÇÕES DA DIVISÃO DO TRABALHO: a) Verticalmente: segundo os níveis de autoridade e responsabilidade (escala hierárquica). Nesta direção, a divisão do trabalho aumenta à medida que se sobe a hierarquia da organização; b) Horizontalmente: segundo os diferentes tipos de atividades desenvolvidas na organização. Num mesmo nível hierárquico, cada departamento passa a ser responsável por uma atividade específica e própria; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  13. 13. • DIVISÃO DO TRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA: divisão do trabalho no nível do operário, fragmentando suas tarefas; • DIVISÃO DO TRABALHO NA TEORIA CLÁSSICA: divisão dos órgãos que compõem a organização, isto é, departamentos, seções, divisões, etc, com a chamada departamentalização; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  14. 14. • Departamentalização: o Especialização e desdobramento horizontal da organização; o A homogeneidade é obtida na organização quando são reunidos, na mesma unidade, todos os que estiverem executando o mesmo trabalho, pelo mesmo processo, para a mesma clientela, no mesmo lugar. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  15. 15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E BIBLIOGRAFIA UTILIZADA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  16. 16. ARAÚJO, L. C. G. de. TGA – Teoria Geral da Administração: aplicações e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004. CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração. 6 ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000. FAYOL, H. Administração Industrial e Geral: previsão, organização, comando, coordenação e controle. 10 ed. São Paulo: Atlas, 1989. MOTTA, F. P.; VASCONCELOS, I. G. Teoria geral da administração. 3. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2010. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  17. 17. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o PROJETO DO TRABALHO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO

×