II HISTÓRIA DA ENGENHARIA

18.022 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.022
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
204
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
527
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

II HISTÓRIA DA ENGENHARIA

  1. 1. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Professora Msc. THAYS PERASSOLI BOIKO II HISTÓRIA DA ENGENHARIA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  2. 2. EMENTA: II HISTÓRIA DA ENGENHARIA 2.1 EVOLUÇÃO DA PROFISSÃO 2.2 AS PRIMEIRAS ESCOLAS DE ENGENHARIA 2.3 HISTÓRIA DA ENGENHARIA NO BRASIL PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  3. 3. 2.1 A EVOLUÇÃO DA PROFISSIONAL PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  4. 4. ENGENHARIA Meio: CIÊNCIA Foco: TECNOLOGIA Isto leva à que Para entender a História da Engenharia - como surgiu e seu desenvolvimento: É PRECISO ENTENDER COMO SE DEU O DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA, PROFA. MSC. THAYS QUE TEVE INÍCIO HÁ MILHÕES DE ANOS. PERASSOLI BOIKO
  5. 5. ENTÃO,a História da Engenharia confunde- se com a história da própria humanidade. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  6. 6. A História da Engenharia se divide em dois momentosdistintos: 1. A “Engenharia Antiga” ou “Engenharia do Passado”; 2. A “Engenharia Moderna”. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  7. 7. AVANÇOS TECNOLÓGICOS E CULTURAIS NAHISTÓRIA DA HUMANIDADE:- Advento da Fala;6 000 000 a. C. - Habilidade em lidar com o fogo: ampliação da ocupação espacial da terra; possibilidade de cozer alimentos;150 000 a. C. - Produção de artefatos de caça: possibilidade de viver em grupos mais numerosos; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  8. 8. 10 000 a. C. - Surgimento da Agricultura e posterior domesticação dos animais: manutenção um estoque alimentar de reserva; - Homem passa a ser sedentário;8 000 a. C. – Desenvolvimento de uma arquitetura de tijolos e pedras: nesse momento certamente nascia o primeiro engenheiro; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  9. 9. 7 000 a 6 000 a. C. – Cobre; Descoberta do uso1 500 a 1000 a. C. – Ferro; do metal;3.500 a 500 a. C. – Surgimento das primeiras civilizações propriamente ditas que se tem conhecimento: - criação técnicas da irrigação; - desenvolvimento do sistema de governo; - construção de barcos; - técnicas de trabalho com pedra dura; - técnicas de moldagem do cobre; - construções; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  10. 10. 4000 a 3500 a. C. – Surgimento da escrita: possibilitou armazenar e transmitir conhecimentos e experiências com mais facilidade e precisão, de uma geração a outra – facilitou o domínio da tecnologia; tecnologia50 a. C. – Império Romano: estradas, arenas de jogos, casas de banho, esgotos, aqueduto; cisternas de água potável, arquitetura; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  11. 11. Idade Média (Idade das Trevas): - aprimoramento da tração animal; - avanços na construção civil; - surgimento de regiões de manufatura especializadas (artigos têxteis, joalheria) - ocorrendo, em Florença na Itália, uma união entre os joalheiros e artesãos o que levou ao estabelecimento de um núcleo de padronização, que posteriormente foi também aplicado aos construtores e artesãos da nobreza; Conselhos Profissionais. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  12. 12. 1406 - em Florença na Itália, surgiram as primeiras escolas e universidades de arquitetura e os primeiros arquitetos não práticos.Séculos XVI e XVII - Revolução no pensamento: Os avanços científicos levaram os homens a procurarem, cada vez mais, descobrir modos de manipular e explorar a natureza. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  13. 13. Século XVIII e XIX - Revolução Industrial: - substituição do trabalho braçal por máquinas; - utilização do vapor; - surgimento de novas profissões; - o termo "Engenheiro" teve seu significado ampliado; - surge um marco histórico entre duas Engenharias - “A Engenharia do passado e a Engenharia Moderna.” Moderna (BAZZO; PEREIRA, 1997, p. 183).1840 - Instituto dos Engenheiros de Londres: primeira associação formal de profissionais egressos de Universidades que se tem notícia. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  14. 14. - Desta maneira, o termo engenheiro surgiu com a expansão dos conhecimentos científicos e suas aplicações aos problemas práticos, sendo resultado de ticos todo um processo de evolução ocorrido durante milênios;- Aos poucos a Engenharia foi se estruturando, devido, principalmente, ao desenvolvimento da matemática e da explicação dos fenômenos físicos; sicos PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  15. 15. “Engenharia do Passado”: caracteriza-se pelos grandes esforços do homem no sentido de criar e aperfeiçoar dispositivos que aproveitassem os recursos naturais; Característica: empirismo;“Engenharia Moderna”: caracteriza-se pela aplicação generalizada de conhecimentos científicos à solução de problemas da sociedade; Característica: aplicação da PROFA. MSC. THAYS ciência; PERASSOLI BOIKO
  16. 16. 2.2 AS PRIMEIRAS ESCOLAS DE ENGENHARIA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  17. 17. A Evolução da Engenharia sempre esteve intimamente ligada com o aparecimento das escolas para a formação dos engenheiros.1506 - Escola Italiana; 1º) Ensino teórico;Século XVIII - Escolas Francesas; Depois) Ensino Prático.Século XVII ao XIX - Escolas americanas. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  18. 18. QUAL A DIFERENÇA ENTREAS PRIMEIRAS ESCOLAS E AS ATUAIS?????Objetivo:- Treinar para as técnicas. Objetivo: 1º) Formas e educar; 2º) Treinar. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  19. 19. 2.3 HISTÓRIA DA ENGENHARIA NO BRASIL PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  20. 20. Descobrimento: início das atividades profissionais especializadas;Descoberta de minerais (ouro): atividades relacionadas com a Geologia e a Engenharia de Minas;1792: instalação da Real Academia de Artilharia, Fortificações e Desenho;1808 (vinda da família imperial para o Brasil): foram criadas as primeiras escolas técnicas na colônia; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  21. 21. 1810: criação da Academia Militar do Rio de Janeiro, em substituição a Real Academia de Artilharia, fortificações e Desenho:Depois da Independência: a Academia Militar do Rio de Janeiro teve seu nome alterado para Academia Imperial Militar e depois para Academia Militar da Corte; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  22. 22. 1823: as matrículas de alunos civis passam a ser permitidas;1858: a Academia Militar da Corte, passou a denominar-se Escola Central, sendo então destinada ao ensino: da Matemática; das Ciências Físicas e Naturais; das doutrinas de Engenharia Civil; - O ensino militar ficou a cargo da Escola de Aplicação do Exército e da Escola Militar do Rio Grande do Sul;1874: Fundação Escola Politécnica do Rio de Janeiro/RJ, sucessora direta da antiga Escola Central; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  23. 23. 1876: Fundação da Escolas de Minas de Ouro Preto/MG;1893: Fundação da Politécnica de São Paulo/SP;1896: Fundação da Politécnica do Mackenzie College e Escola de Engenharia do Recife/PE;1897: Fundação da Politécnica da Bahia/Ba e da Escola de Engenharia de Porto Alegre/RS; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  24. 24. Por volta de 1900: o exercício profissional deixa de ser livre, passando a ser regulamentado por meio de legislações. A primeira profissão a ser regulamentada foi a de Engenheiro Agrimensor;1933: regulamentou-se as profissões de Engenheiro Agrônomo e Engenheiro Civil; - Criação do Sistema CONFEA/CREAS. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  25. 25. BIBLIOGRAFIA UTILIZADA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  26. 26. AFONSO, A. A.; FLEURY, N. Uma Breve História da Engenharia. Disponível em: http://www.crea-go.org.br/informativo/artigos/2.htm. . Acesso em 10 de maio de 2007 às 22 hs 00. BAZZO, W. A.; PEREIRA, L. T. do V. Introdução à Engenharia. 5 ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 1997., p. 7-32. CREA/SP. Um pouco de História da Engenharia no Brasil. Disponível em: http://cursos.unisanta.br/mecanica/leis/historia.html. Acesso em 10 de maio de 2007 às 22 hs 45. UFRJ. História. Disponível em:< http://www.poli.ufrj.br/bin/index_home.php?op1=SHOWPLITECNICA&op2=1>. Acesso em 16 de maio de 2007 às 11 hs 45. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  27. 27. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO

×