MUSEUS E MUSEOLOGIA
“FORMAS ANTIGAS E NOVAS
AÇÕES”
Marco teórico
 A evolução histórica da museologia
assunto: museu-br
Profa. Dra. Teresa Cristina de Andrade Bock, Mestre en
Museologia Escuela Nacional de Conservación, Rest...
―Museum studies, sometimes called
museology, is the field that encompasses
the ideas and issues involved in the
museum pro...
Museologia é uma disciplina científica acadêmica
em formação.
Abrange os estudos relacionados com os museus e suas
funções...
A partir da década de 1980, os cursos de
Museologia são expandidos, com o incremento
da pesquisa museológica acadêmica, pu...
“De fato a Museologia descende da Conservação,
da Museografia e da Arquivologia, enquanto
documentação sistematizada.
Goet...
Da relação entre a pesquisa científica da
arqueologia, paleontologia entre outras, e
das Ciências Naturais orienta-se o as...
Contribui para a formação da Museologia
e conseqüente marco teórico, o avanço
conceitual sobre o Patrimônio
Cultural, hist...
com a inclusão da categoria (BIC) nas
Resoluções das Nações Unidas e do
Ecosoc sobre o Crime Transnacional
Organizado e o ...
A deontologia e código de ética, incide
especialmente sobre as medidas de segurança
em museus; delimita entre outras
respo...
A Museologia enquanto estudo
disciplinar,trata da Gestão e da
Organização operacional de museus:
―formas antigas, novas aç...
Também articulada como “estudos sobre museus”
numa tipologia funcionalista estabelece as áreas de
trabalho, as funções int...
―Considerando os marcos teóricos da
Museologia, podemos estabelecer no
âmbito da Teoria Museológica (disciplina
das Ciênci...
A Museologia no Século XXI tem um
desenvolvimento tangencial entre a
Ciência Museológica (epistemologia);
a Teoria formada...
Desde as publicações dos anos 1920 da
Europa Ocidental e do Leste
Europeu, encontramos mais de 150
revistas e publicações ...
Outras contribuições da área
acadêmica advém das diretrizes do
ICOM, ICOFOM, ICDOC, vem
estabelecendo normativas e padrões...
Os museus e a Museologia estão
relacionados à sua época, refletem as
tendências do pensamento social, da
ideologia, do nív...
A Museologia contemporânea incorpora essas
tendências que se inserem na base sólida da
formação estrutural do museólogo.
O...
Lidando com fontes primárias (objetos)
e o museu como fenômeno social,
delimita seu marco teórico inicial na
missão educat...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

MUSEOLOGIA: TEORIA E HISTÓRIA

1.752 visualizações

Publicada em

breve dissertação a respeito do marco teórico da museologia e a evolução histórica desse campo de conhecimento, conforme o conteúdo da prova realizada na Universidade de Brasília para o cargo de docente - Professor Doutor, ao curso de museologia da UNB.
realizada em 2014

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

MUSEOLOGIA: TEORIA E HISTÓRIA

  1. 1. MUSEUS E MUSEOLOGIA “FORMAS ANTIGAS E NOVAS AÇÕES”
  2. 2. Marco teórico  A evolução histórica da museologia
  3. 3. assunto: museu-br Profa. Dra. Teresa Cristina de Andrade Bock, Mestre en Museologia Escuela Nacional de Conservación, Restauración y Museografia “Manuel del Castillo Negrette” (ENCRyM) Mexico-DF (Centro Paul Coremans – UNESCO)
  4. 4. ―Museum studies, sometimes called museology, is the field that encompasses the ideas and issues involved in the museum profession—from the practical, day-to-day skills needed to operate a museum to theories on the societal role of museums.‖ Smithsonian Institute, USA, 2014
  5. 5. Museologia é uma disciplina científica acadêmica em formação. Abrange os estudos relacionados com os museus e suas funções sociais, a História, a Teoria e as questões metodológicas. Desde uma perspectiva contemporânea, a Museologia se desenvolve de maneira sistemática a partir de meados do Século XIX até a Primeira Guerra Mundial; no conseqüente período entre guerras; em destaque nas décadas de 1950 até 1970 (impulsionada pela criação da UNESCO e do ICOM).
  6. 6. A partir da década de 1980, os cursos de Museologia são expandidos, com o incremento da pesquisa museológica acadêmica, publicações internacionais, reuniões e simpósios que originaram múltiplas vertentes de estudos e tendências como os museus comunitários, a Nova Museologia e Ecomuseus como um instrumento de ruptura e avanço conceitual apoiado na idéia da territorialidade geo-psíquica da comunidade.
  7. 7. “De fato a Museologia descende da Conservação, da Museografia e da Arquivologia, enquanto documentação sistematizada. Goethe escreveu sobre os museus para os ilustrados e outro para os leigos; Neickelius descreve em latim Museographia, no Século XVIII, sobre a organização dos museus de História na Alemanha.”
  8. 8. Da relação entre a pesquisa científica da arqueologia, paleontologia entre outras, e das Ciências Naturais orienta-se o aspecto da Conservação, Preservação e da Restauração, formando os pilares da Organização dos Museus em concomitância com a Documentação Museológica.
  9. 9. Contribui para a formação da Museologia e conseqüente marco teórico, o avanço conceitual sobre o Patrimônio Cultural, histórico e artístico; a noção de bem cultural (móvel e imóvel, material e imaterial),
  10. 10. com a inclusão da categoria (BIC) nas Resoluções das Nações Unidas e do Ecosoc sobre o Crime Transnacional Organizado e o tráfico ilícito de BC, uma vez que influi sobre o Direito interno dos Estados membros e imprime orientação aos estudos da formação profissional.
  11. 11. A deontologia e código de ética, incide especialmente sobre as medidas de segurança em museus; delimita entre outras responsabilidades, a formação do Documentalista: inventários, registros, documentação museológica (em exposição e reserva técnica); estabelece os aspectos da Preservação (controle e manejo das coleções) ressaltando as responsabilidades e sanções no cuidado com os bens que os museus custodiam.
  12. 12. A Museologia enquanto estudo disciplinar,trata da Gestão e da Organização operacional de museus: ―formas antigas, novas ações...‖ (Pamela Henson, Institutional History Division – Smithsonian Inst. Archives)
  13. 13. Também articulada como “estudos sobre museus” numa tipologia funcionalista estabelece as áreas de trabalho, as funções interdisciplinares dos profissionais de museus prioritariamente enquanto à Pesquisa Científica, Conservação Preventiva e Restauração, Documentação Museológica (arquivos e gestão da informação), Museopedagogia (na relação integral da Educação), Museografia, Difusão Cultural, Administração de Recursos Humanos e Financeiros e Segurança.
  14. 14. ―Considerando os marcos teóricos da Museologia, podemos estabelecer no âmbito da Teoria Museológica (disciplina das Ciências Sociais Aplicadas); disciplina teórico-prática na relação dialética com a Museologia – organização de museus.‖
  15. 15. A Museologia no Século XXI tem um desenvolvimento tangencial entre a Ciência Museológica (epistemologia); a Teoria formada a partir do instrumental teórico das áreas afins como a História, Arquitetura, Ciência da Informação, Metodologia Científica, tende a constituir- se como uma disciplina autônoma.
  16. 16. Desde as publicações dos anos 1920 da Europa Ocidental e do Leste Europeu, encontramos mais de 150 revistas e publicações especializadas como a Museum (UNESCO) que contribuem para a formação da Museologia em seus diferentes níveis, como disciplina científica teórica da prática.
  17. 17. Outras contribuições da área acadêmica advém das diretrizes do ICOM, ICOFOM, ICDOC, vem estabelecendo normativas e padrões internacionais: da formação profissional, conteúdo programático de estudos, formação técnico- científica em relação à estrutura moderna dos museus no âmbito internacional.
  18. 18. Os museus e a Museologia estão relacionados à sua época, refletem as tendências do pensamento social, da ideologia, do nível de evolução tecnológica, do meio social e da produção científica; influindo e influenciado pelo meio social característico da época da democratização da informação, do acesso à cultura, da política de massas e da globalização.
  19. 19. A Museologia contemporânea incorpora essas tendências que se inserem na base sólida da formação estrutural do museólogo. O desenvolvimento histórico da Museologia pode ser pontuado pelas diferentes épocas do desenvolvimento social e tecnológico; admite um campo conceitual para a delimitação do espectro científico dessa área de conhecimento.
  20. 20. Lidando com fontes primárias (objetos) e o museu como fenômeno social, delimita seu marco teórico inicial na missão educativa de expor para o lazer e conhecimento informal, conservando e pesquisando para as futuras gerações.

×