SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 68
Baixar para ler offline
APIMEC SP

Agosto 2007
Disclaimer




Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre
expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos e
incertezas que podem fazer com que tais expectativas não se concretizem ou sejam
substancialmente diferentes do que era esperado. Estes riscos incluem entre outros,
modificações na demanda futura pelos produtos da Companhia, modificações nos fatores
que afetam os preços domésticos e internacionais dos produtos, mudanças na estrutura de
custos, modificações na sazonalidade dos mercados, mudanças nos preços praticados
pelos concorrentes, variações cambiais, mudanças no cenário político-econômico brasileiro,
nos mercados emergentes e internacional.


                                                                                             2
Agenda


Visão Corporativa – Antonio Maciel Neto

Projeto Mucuri – Ernesto Pousada

Unidade de Negócios Florestal – João Comério

Unidade de Negócios Celulose – Rogério Ziviani

Unidade de Negócios Papel – André Dorf

Resultados e mercado de capitais – Bernardo Szpigel

Suzano e o futuro – Antonio Maciel Neto
                                                           3
Visão Corporativa
                    4
Gestão das Participações




                                            MERCADO
 CONTROLE                                  DE CAPITAIS
  FAMILIAR
                                              • Avaliação de
   • Reputação                                Desempenho da
• Visão de Longo                               Administração
       Prazo                                  • Transparência
                                           • Fonte de Recursos
                                             para Crescimento

                         GESTÃO
                       PROFISSIONAL
                        • Disciplina de
                             Capital
                        • Agilidade na
                       Tomada de Decisão


             Crescimento Rentável e Sustentável



                                                                              5
Posição Acionária


                           Ações de controladores e em tesouraria

                    Acionistas Controladores                       Ex controlador de                Ações em Circulação
                 (Suzano Holding e Pessoas Físicas)                    Ripasa (1)

                                   ON        95,0%                            ON    5,0%                        PNA 71,2%
                                   PNA 27,9%                                  PNA 0,9%                          PNB 11,3%
                                   PNB        0,6%                            CT    2,3%                        CT     46,6%(2)
                                   CT        50,7%




               Capital Social (Qtde Ações)                                                          Legenda:
       ON                           107.821.453
                                                                                                    ON =    Capital Votante
       PNA                          205.119.987                                                     PNA =   Capital Pref. A
       PNB                            1.540.879                                                     PNB =   Capital Pref. B
                                                                                                    CT =    Capital Total
       Total                        314.482.319

Nota (1) : Ações resultantes da aquisição e restruturação da Ripasa. Tratadas como ações em Tesouraria.
     (2) : Existem 1.358.419 ações PNB em tesouraria, que representam 88,1% das ações PNB e 0,4% do total. Estas ações não foram incluídas nas
      ações em circulação
                                                                                                                                                 6
Processo de reestruturação &
                                                                                               Estratégia do mercado de capitais

                                                                   Valor de Mercado – US$ milhões (1)

 Pré-Split de ativos
                                                               Pós-Split de ativos petroquímicos                                       Suzano no Futuro
   petroquímicos

                                                                                                                         4.266          Crescimento com
                                                                                                                                         projetos Atuais:
                                                                                                                                          Um dos 10
                                                                                                        3.118
                                                                                                                                          maiores
                                                                                                                           Oferta de      produtores
                                                                                                                             Ações        mundiais de
                                                                                                                         BNDES / SH       Celulose de
                                                                                                            Novo CEO                      Mercado
                                                                                                                         Startup da       2o produtor
                                                                        1.400          1.435                                              mundial de
                                                                                                        Reestruturação   Linha 2 em
                                                  1.067                                                      da Ripasa    Mucuri no       celulose de
                                                                                                                               2S07       eucalipto
                                                                           Fusão da    Projeto Mucuri
                                                                                                                                       Crescimento Futuro:
         348                   316                   Oferta de          Suzano com                        Unidades de
                                                                          Bahia Sul     Aquisição da        Negócios                     Novos projetos
                                                        ações                                                                            de crescimento
                                                                         Emissão de           Ripasa
    Aquisição do                   Oferta de     Melhorias em                                                                            orgânico
                                                  Governança            Debêntures -
     controle da             troca de ações                                                                                              Fusões e
                                                  Corporativa               10 anos
       Bahia Sul               da Bahia Sul                                                                                              aquisições

       2001                    2002                  2003                  2004           2005              2006           2007 (2)      em diante

(1) Último dia util do ano            (2) Último dia útil de Julho/07                                                                                     7
Nosso Negócio



•   US$ 1,56 bilhão de Receita Líquida
    (UDM)
•   Verticalmente integrada e baixos
    custos de produção
•   Alto potencial de crescimento
    orgânico a baixo custo
•   Qualidade superior dos produtos e
    capacitação tecnológica
•   Produtos e mercados diversificados
•   Sólida geração de caixa operacional
•   Altos padrões socioambientais
•   Controle acionário sólido e definido
•   Administração profissional com
    estratégia de criação de valor
                                                       8
Produtos e mercados diversificados


 % do faturamento (UDM)




                      Celulose de                                 I&E revestido
                       Mercado                                     #2 no Brasil
                         24%                                           10%

                                            I&E não revestido                            Papelcartão
                                               #1 no Brasil                              #1 no Brasil
                                                  49%                                        17%




                 56% no Mercado Doméstico                       44% no Mercado Externo

                                            US$ 1.560 milhões de Receita Líquida
Nota:   UDM = últimos doze meses
        I&E = Imprimir e escrever
                                                                                                        9
Crescimento Competitivo e Rentável
                                                                                Escala global nas operações

       Com o Projeto Mucuri seremos o 2o Maior Produtor Mundial de Celulose de Eucalipto e um dos 10
                             maiores produtores mundiais de Celulose de Mercado.
2001    425         735           1.160


2002    425         760           1.185


2003    425         775           1.200
                                                                                  Desgargalamento (Projetos P e Q em
2004    456          784              1.240                                         Suzano e Otimização em Mucuri)

2005     570                915               1.485                               23,03% de participação da Ripasa

2006      640                 1.080                   1.720                       50% de participação da Ripasa

2007          820                 1.100                   1.920                   Inauguração da Linha 2 em Mucuri.

2008                1.640                                     1.100     2.740     Linha 2 atinge plena capacidade no 1S08.
                                                                                   Americana adiciona 40 mil t de celulose.
2009                 1.740                                      1.100     2.840

                      Celulose de mercado (mil toneladas)
                      Papel (mil toneladas)                                                                                   10
Destaques do primeiro semestre de 2007



•   Aumentos no preço da celulose: US$ 20/t em junho e US$ 20/t em agosto;
•   Preços médios de papéis subiram US$ 30/t no mercado externo e permaneceram estáveis no
    mercado doméstico;
•   EBITDA do semestre atinge R$ 553,9 milhões com margem de 34,0%;
•   Lucro líquido de R$ 278,2 milhões, 8,9% superior ao 1S06;
•   Aquisição de 50% da Unidade Embu, venda das unidades Limeirinha e Cubatão;
•   Aprovação da CONPACEL pelo CADE;
•   Concedidos incentivos fiscais na microrregião Mucuri;
•   Abertura do escritório Suzano Pulp and Paper Asia na China;
•   João Comério é o novo diretor da Unidade de Negócios Florestal;
•   Inaugurada a terceira turbina da UHE Amador Aguiar (Capim Branco);
•   Realizada a oferta secundária de ações aumentando o free float de 36% para 47%;
•   Valor de mercado da Companhia atinge US$ 4,2 Bi;


                                                                                             11
Projeto Mucuri
                 12
Projeto Mucuri – Conceito e Vantagens


Construção iniciou em novembro de 2005


                        •   Baixo custo de produção e retorno acima
                            do wacc:
                             •   Tecnologia moderna, diluição de custos
                                 fixos e menor consumo especifico
                        •   Escala global
                             •   Maior “single line”do mundo
                             •   2º maior produtor de celulose de
                                 eucalipto e entre os 10 maiores
                                 produtores de celulose de mercado
                             •   Site produzindo aproximadamente 2
                                 milhões de toneladas de celulose




                                                                          13
Projeto Mucuri - Status



                                                                    Novos equipamentos
                                                                    Fábrica atual
•   Obras civis e montagem concluídas;

•   Comissionamento e testes em fase final;

•   Recorde mundial: caldeira de
    recuperação operando em
•         20,5 meses;

•   Iniciado “retrofit” da calderia existente;

•   80% dos equipamentos em operação.

                                                 Equipamentos concluídos e operando

                                                                                         14
Projeto Mucuri - Status



         Cronograma de investimento – US$ milhões

                        2005R          2006R        2007E   2008E      Total
     Investimentos       55,2           718,1       482,6   50,8      1306,7




•   Orçamento inicial mantido apesar do câmbio apreciado e custo de materiais
     • Negociações com fornecedores;
     • Frequentes revisões de escopo;
     • Busca de alternativas.




                                                                                   15
Pátio de Madeira – Agosto 2007




                             16
Branqueamento – Agosto 2007




                          17
Secagem – Agosto 2007




                    18
Caldeira de Recuperação




                      19
Unidade de Negócios
 Florestal
                      20
Competitividade do Brasil



           Tendência do crescimento das florestas                              O Brasil destaca-se por possuir alta
plantadas no curto prazo encontra-se na América do                 produtividade, tecnologia florestal, baixos custos
 Sul: principalmente Brasil, Argentina e Uruguai.                  de produção e áreas disponíveis para expansão.


  Florestas Plantadas América do Sul (9,3 MM ha)                      Produtividade Florestal Folhosas ( m³/ha.ano)

                       3,6
                                               Hardwood                 45
                             1,9
                                                                                    38
                                               Softwood
                                                                                                 30
                       Brasil      0,5                                                                       25
           1,4

                                         0,2
     0,5
                       0,8                                                                                                 6
      Chile                        Uruguai
                             0,4
                                                                      Suzano      Brasil    Argentina e   Austrália    EUA/Sul
                                                                                              Uruguai
                      Argentina
                                               Fonte: Risi, 2007                           Fonte: Anuário ABRAF, 2007e RISI, 2007.




                                                                                                                                     21
Pilares do Negócio Florestal



                                                            Base Florestal
                                                              Práticas                    Responsabilidade
                     PP&D                                  Silviculturais                  Socioambiental


                                                                                         Certificações Florestais
          Melhoramento Genético                          Cultivo Mínimo
                                                                                     (ISO 9001, 14001, OHSAS 18001, FSC)
              Manejo Florestal                         Colheita Mecanizada
                                                                                      Proteção Área de Preservação
                Biotecnologia                                 Viveiro
           Planejamento Florestal                                                       Monitoramento Ambiental
                                                            Fomento
          Inteligência Competitiva                                                           Projetos Sociais
                                                           Transporte                    (Educação, Renda e Saúde)


        Sustentabilidade                                                               Responsabilidade Socioambiental

              Floresta Atlântica                           Áreas de Preservação e                     Preservação
                  e Cerrado                                  Conservação (40%)                       Ecossistemas

        Biodiversidade                                                                                        Harmonia

Nota:    PP&D – Planejamento, pesquisa e desenvolvimento                                                                   22
Áreas de Produção

            A Suzano produz 100% de florestas plantadas renováveis de eucalipto,
      preservando uma área de mata nativa em torno de 38% (18% acima do que a
                                          legislação ambiental brasileira exige).

     MA                                                         Área Própria (mil ha)
                                              Estado             Total       Plantio

                                             São Paulo               90                 50
          BA
                                             BA e ES                210                118
                                             Minas Gerais            50                 21
     MG
                                             Maranhão*              112                  1
                                             Conpacel ** (SP)        51                 37
SP
                                             Total                  513                227

                                            * Em processo de arrendamento: 90 mil ha.
                                            ** Conpacel: contabiliza 50% da área da antiga Ripasa.
                                            ALÉM DESSES TOTAIS TEMOS 75 MIL ha DE FOMENTO




                                            Área de Preservação Total: 194,5 mil ha
                                                                                                     23
Processos Florestais




            O processo de produção de madeira a partir do desenvolvimento de materiais
  genéticos até o abastecimento da fábrica dura cerca de 18 anos.




Planej., Pesquisa &   Viveiro de alta   Plantio + Floresta                         Abastecimento
 Desenvolvimento        tecnologia          Formada          Colheita Mecanizada      Fábrica




   10 anos            4 meses               7 anos              2 meses              3meses




                                                                                                   24
Planejamento Florestal


                      Balanço de madeira

Aumento da produção        Ampliação da Base                          Abastecimento da
  de celulose (tsa)          Florestal (ha)                             Madeira (m³)

               2014      Áreas
                        próprias   +   Fomento
                                                                    Própria
                                                                     80%
                                                                                 Fomento
                                                                                   20%
2007
                                   2007                                       2014



                      Critérios Avaliados


                           Idade Média da Floresta Produtividade Florestal Qualidade da Madeira

                              Preço Médio da Terra X % Fomento
                                                                       Custo da madeira
                                                                         posto fábrica
                                               Distância Média

                            Impactos Socioambientais      Legislação Ambiental



                                                                                             25
Pesquisa & Desenvolvimento


                                 Biotecnologia
P&D
                                       Melhoramento Genético                       Produtividade
                                                                                         e
                                Manejo Florestal                                Qualidade da madeira

                     Desenvolvimento Operacional




         Evolução da Produtividade Suzano e Mucuri
                                                                                Projeto Inovação:
                                                                                  Biotecnologia
                                                                                 Melhoramento
                                                                   45              Clássico

                                                    31
                                      29

               21

                    Micropropagação        Plantio Monoprogênies
                     (CLONAGEM)            Solos e Nutrição

      1960   1970              1991                1998            2005                                26
Sustentabilidade


Florestas com Excelência em Gestão Socioambiental


                    Qualidade:
                     ISO 9001




                      FSC
          Meio                    Saúde &
        Ambiente:                Segurança:
        ISO 14001                OHSAS 18000




            PROGRAMAS AMBIENTAIS

            • PLANEJAMENTO AMBIENTAL
             • RESTAURAÇÃO AMBIENTAL
           • MONITORAMENTO DA AVIFAUNA
          • CORREDORES DA MATA ATLÃNTICA
                   • MICROBACIAS
             • FOMENTO E MEIO AMBIENTE

                                                                  27
Unidade de Negócios
 Celulose
                      28
Capacidade de produção de celulose em 2007


                        Celulose de mercado                                                           Celulose de fibra curta                                                 Celulose de eucalipto
                                                    Russia                                      W. Europe           E. Europe                                                           Norway
                        Spain China                                                                                                                                           Uruguay
                                                     2%                                            3%                  3%                                          Thailand              1% South Africa
             West Europe 2%    2%                                                                                                                                               1%
                                                                                                Portugal                 Uruguay                                                                1%
                 3%                                                                                                                                                  2%
                                                              United States                       4%                        1%
         East Europe                                                                                                                                                 Portugal
                                                                   16%                    Finland                                                                      9%
             3%                                                                                                                        Brasil
                                                                                            5%
              Finland                                                                                                                  30%                         Spain
                                                                                          China                                                                    10%
                5%
                                                                                           5%
                                                                                          Spain
             Indonesia
                                                                     Canada                5%
                6%
                                                                      14%
                                                                                          Canada                                                                                                           Brasil
                Sweden                                                                                                                                             Chile
                                                                                            7%                                                                                                             60%
                  7%                                                                                                                                               14%
                                                                                                      Chile                        Indonesia
                                Chile                                                                  7%                             13%
                                                     Brasil                                                          US
                                 7%
                                                     13%                                                             9%
     USA                                                                  8,905 Brasil                                                          7,305     Brasil                                                    7,305
  Canada                                                          7,564       Indonesia                             3,270
                                                                                                                                                           Chile                1,755
    Brasil                                                       7,315              US                      2,190
                                                                                                                                                          Spain             1,235
    Chile                                   4,015                                 Chile                1,755
 Sw eden                                 3,575                                  Canada                1,620                                             Portugal           1,040
Indonesia                               3,270                                     Spain            1,235                                                Thailand    240
  Finland                          2,985                                          China           1,200
                                                                                                                                                        Norw ay    150
E. Europe                1,680                                                  Finland           1,170
W. Europe               1,555                                                                                                                           Uruguay    150
    Spain           1,235
                                                    Total 54                   Portugal           1,040.0                    Total 25                                                                  Total 12
                                                                              W. Europe         770                                                     Marocco    120
    China           1,200                           milhões                                                                  milhões                                                                   milhões
                                                                              E. Europe     645                                                   South Africa     120
   Russia          1,030
                                                                               Uruguay    150
 Uruguay     150                                                                                                                                        Pakistan   70


   Fonte: Suzano                                                                                                                                                                                                    29
Unidade de Negócio Celulose
                                                          Sólido histórico de exportação: foco global


                   Mais de 120 clientes e exportações para mais de 28 países


                                                                          Exportações de Celulose - UDM
                      Vendas de Celulose                                        (volume vendas)
                        (mil toneladas)

                                                    653
                                      615
                      549                                              Europa
         490
                                                                        57%

                                    84%          81%
                      88%
        83%                                                                                              Asia
                                                                                                         29%
        17%           12%           16%          19%

       2004         2005          2006          UDM                             América          América do
                                                                                 Latina            Norte
                                                                                  4%               10%
                Mercado Interno   Mercado Externo




Notas: Dados consolidados da Suzano Papel e Celulose, com participação proporcional da Ripasa.
       UDM = últimos doze meses                                                                                 30
Escala Global em Vendas

Consolidação da estrutura comercial no mercado externo...


•   Objetivo:
     •   Adequação da estrutura comercial para escala global;
•   Benefícios esperados:
     •   Relacionamento direto com os clientes;
     •   Proximidade dos consumidores oferecendo serviços
         diferenciados
     •   Otimização dos custos de venda


•   Cronograma de implantação:

                    Região                        Operação

         América do Norte    Suzano América       maio / 2005
         Europa              Suzano Europa        maio / 2006
         Ásia                Suzano Ásia          junho / 2007


                                              ...para dar suporte ao crescimento esperado nos próximos anos.
                                                                                                           31
Mercado celulose
                                                                                                                            Preços de Fibra Curta e Longa

  Os preços de celulose têm crescido, com perspectivas...



                   Preço lista - CIF Europa                                                                          Preço lista médio de exportação - Celulose Suzano
            1100                                                                                                                         (US$/Ton)

                                                                                                                                                            686
             900
                                                                                                                                           632
                                                                                                                            574
US$ / ton




             700


             500


             300                                                                                                         2005           2006          2007 (1S)
                   1985
                          1986
                                 1988
                                        1990
                                               1991
                                                      1993
                                                             1995
                                                                    1996
                                                                           1998
                                                                                  2000
                                                                                         2001
                                                                                                2003
                                                                                                       2005
                                                                                                              2006
                   NBSK - Europa (TerraChoice)                       BEKP/ BIRCH - Europa (TerraChoice)


                                                      ...favoráveis de demanda e de potencial fechamento de capacidade pouco competitiva.

       Notas: NBSK – Northern Bleached Softwood Pulp.
              BEKP – Bleached Eucalyptus Kraft Pulp.                                                                                                                     32
Evolução da Demanda Mundial




Em milhares de toneladas                        Previsão                 % p.a             %p.a
                             2006   2007   2008    2009    2010    2011 2006-11           2006/07

Total BKP fibra longa        21,6   21,9   22,0    22,1    22,2    22,2         0,6%          1,6%
Bétula                        1,5    1,3    1,1     1,0     0,9     0,8       -10,9%        -15,0%
Eucalipto                    10,3   11,6   12,7    13,9    14,8    15,5         8,5%         11,8%
Indonesia                     3,4    3,6    3,9     4,2     4,6     4,9         7,4%          5,2%
Fibra curta mista do norte    4,5    4,2    3,9     3,6     3,5     3,4        -5,6%         -7,3%
Fibra curta mista sul         2,1    2,0    1,8     1,8     1,7     1,5        -6,1%         -5,9%
Total BKP fibra curta        21,8   22,6   23,4    24,4    25,5    26,1         3,7%          3,3%
Sulfito                       0,8    0,7    0,6     0,6     0,5      0,4      -10,7%        -14,0%

Total Celulose branca        44,2   45,2   46,0    47,1    48,2    48,8         2,0%          2,1%

Celulose Não branqueada       2,1    2,1    2,2     2,3     2,4      2,3      +1,4%         +0,2%
Mecânica / Termomecanica      3,7    3,7    3,7     3,7     3,8      3,9      +1,3%         +0,6%

Total Celulose               50,0   51,0   52,0    53,2    54,3    55,0       +1,8%         +0,8%

                                                                  Fonte: Hawkins Wright – Julho, 2007


                                                                                                        33
Crescimento da oferta de fibras longa e curta
                                                                                           2007 a 2011

                                                                               (mil toneladas)

                                2007       2008      2009       2010      2011 Total
Fibra Longa
Canada                           (35)       25        -          -         -             (10)
USA                              (60)      -           50        -         -             (10)
Nordic                           240       -          -          -         -             240
Helnzel                           15        15         15         20       -              65
Russia                            35        35        -          -         -              70
Chile                            260       285        130        -         -             675
Total Fibra Longa                 455       360       195         20            0       1030
Fibra Curta
Eucalipto                                                                                -
Advance Agro                      20       -          -         -          -              20
Altri                             15       190        235       -          -             440
Aracruz                           50       185        -         -          -             235
Arauco                           265       125        -         -          -             390
Botnia                           180       700        120       -          -           1.000
CMPC                             510       170        -         -          -             680
ENCE                              25        45        190       -          -             260
Portucel                         -         -         (250)     (100)       -            (350)
Suzano                           150       750        100       -          -           1.000
Veracel                          140        30        -         -          -             170
VCP                               75        60        635       605        110         1.485
Outros                           245       100        -         -          -             345
Total Eucalipto                 1675       2355      1030        505       110         5.675
Outras Fibras Curtas                                                                     -
Indonesia & China                350       265        275       350        -           1.240
Outros                           (55)      145        -         -          -              90
Total de Outras Fibras           295       410        275       350        -           1.330
Total                           2.425     3.125     1.500         875       110     8.035
  Fonte: Hawkins Wright – Julho, 2007 - Considerando projetos oficialmente anunciados                34
Expectativa de preços de Celulose de Eucalipto


   Os especialistas na indústria têm revisado para cima suas expectativas de preços...


                                700

                                650

                                600
                     US$/ ton




                                550

                                500

                                450

                                400
                                      JAN/04

                                               JUL/04

                                                        JAN/05

                                                                  JUL/05

                                                                           JAN/06

                                                                                       JUL/06

                                                                                                JAN/07

                                                                                                          JUL/07

                                                                                                                   JAN/08

                                                                                                                            JUL/08

                                                                                                                                     JAN/09

                                                                                                                                              JUL/09
                                                          NLK 2004                  NLK 2005             NLK 2006            NLK 2007


                                               ...em decorrência de crescimento da demanda e de fechamentos de capacidades.
OBS: NLK 2007 – Dados de Junho                                                                                            35
Custo-caixa de Celulose
                                                                                                                        Brazil: estruturalmente baixo

US$ / t (CIF/ Norte Europa)

600
                                 Fibra Curta – 23.3 MM ton                                                                     Fibra Longa – 21,9 MM ton


450
                                                                                                                                                             US$ 420 - 610 / ton
                                                                US$ 400 - 500 / ton




                                                                                                                                                                                     Leste Canadá
                                                                                                                                                                                                    BC Costa
                                                                                                     Canadá
300




                                                                                                                                                                         Finlândia
                                                                                                                                               BC Interior
                                                                                           Sul EUA
                                                                                 Espanha




                                                                                                                                                                Suécia
                                                                                           França
                                                                     Finlândia
                                                          Suécia




                                                                                                                                Sul EUA
                                                          Portugal




                                                                                                                      Rússia
                                                                                                              Chile
                                               Novas
         Indonésia




                               Brasil
                     Chile




150
                                            Capacidades
                                               BHKP

                              Baixo Custo                                   Alto Custo                                                      Alto Custo
                              13.8 MM ton                                    9.5 MM ton                                                   21,9 MM ton

                                                  BHKP                                                                                             BSKP

 Fonte: Hawkins Wright, julho 2007

                                                                                                                                                                                                         36
Fechamentos de Capacidade


Um total de 4,3 milhões de toneladas de fechamento de 2001 a 2006, com aceleração do ritmo a partir...
                       Companhia                    Fábrica             Capacidade        Tipo      Data
                 Rottneros               Utansjo                             180       BCTMP        1S07
                 West Fraser             Hinton                              120        NBSK        4T06
                 Tembec                  Smooth Rock Falls                   200        NBSK        3T06
                 Cascades                Fjordcell                           15         NBSK        3T06
                 Weyerhaeuser            Cosmopolis                          140       Specialty    2S06
                 Fraser Papers           Berlin                              135        NMHW        2T06
                 Bowater                 Thunder Bay                         210        NBSK        2T06
                 Korsnas                 Gavle                               70         NBSK        2T06
                 Weyerhaeuser            Prince Albert                       130        NBSK        2T06
                 Neenah Papers           Terrance Bay                        320        NBSK        2T06
                 Western FP              Squamish                            275        NBSK        1T06
                 Georgia Pacific         Old Town                            190        NMHW        1T06
                 Domtar                  Quevillon                           195        NBSK        4T05
                 Neenah Papers           Terrance Bay                        125        NMHW        2T05
                 Rottneros               Utansjo                             70          BSP        1T05

                 Total                                                      2375

                          ...de 2005. Entre 2005 e 2007 atingiu-se um total de 2,4 milhões de toneladas de fechamentos.
Fonte: Hawkins Wright – Julho 2007 .                                                                                 37
Conjuntura do mercado de celulose


• Crescimento da demanda global no 1S07 com destaque para BEKP: embarques
aumentaram 13%.
• Demanda de celulose continua alta, situação atípica para verão no Hemisfério Norte.
• Restrição de disponibilidade de madeira na Europa e América do Norte (concorrência com
biomassa, indisponibilidade de bétula na Europa, menor oferta de cavaco na América do
Norte, aumento dos impostos de exportação na Rússia).
• Continuidade da greve dos trabalhadores da indústria florestal no Canadá (“British
Columbia”) pode comprometer disponibilidade de 1,5 Mton de fibra longa (Pope & Talbot já
anunciou o fechamento de 400 mil toneladas).
• China anuncia fechamento de 3 milhões de toneladas de celulose.
• Estoques ao longo da cadeia de abastecimento baixos historicamente.
• Spread Fibra Longa x Fibra Curta continuará incentivando a substituição.

                                                                                           38
Unidade de Negócios
 Papel
                      39
O Negócio Papel na Suzano



Evolução Anual das Vendas de           1112
Papel (mil t)
                                1071          USD 1,2 bilhão de receita: 74% da SPC/07
                                       UDM
                          916                 Produção de 1,1 milhão de toneladas, cerca
               794                            de 60% vendidas no Brasil
   749

   2003                                       Liderança na América Latina nos Papéis
                                              Imprimir & Escrever e no Papelcartão branco

                                              80 anos de reputação no mercado brasileiro

                                              Portfólio complementar de produtos gráficos
                                              e de consumo




                                                                                            40
Negócio papel na Suzano


92% da produção total integrada com celulose




                                                                     Cerca de 400 clientes, 300 no Brasil
   Hedge cambial: 60%* da receita do papel em
                                                                     5 plantas produtivas
   moeda local
                                                                     10 máquinas de papel
   Hedge na ciclicalidade de preços da celulose                      Marcas fortes, como: Report, Reciclato,
   Captura dos benefícios da integração:                             Paperfect
   secagem/ desagregação, transporte, impostos,                      2 distribuidoras
   sinergias em infraestrutura ambiental

                                        *Realizado 1.o semestre/07                                             41
Conjuntura Global
                                                              Cenário de transformações

O setor de papel, no mundo todo, está passando por uma importante transformação

    Crescimento da demanda por papel concentrado nos países
    emergentes, principalmente Ásia

    Suprimento de fibras migrando para a América Latina

    Pressões em custos e rentabilidade no hemisfério norte

    Movimentos mais intensos de concentração e entrada
    de private equities

    Racionalização dos ativos como busca do equilíbrio
    na rentabilidade das operações
                                   E como resultado, devemos ver um setor mais ágil e rentável


                                                                                             42
Crescimento positivo da demanda global até 2020


O consumo global de papel          AMÉRICA DO NORTE            EUROPA
                                        -Mercado maduro        -Mercado maduro
tem uma característica mais         -Crescimento 0,7%aa        -Crescimento 1,6%aa
regional e deve continuar a
                                                                        ÁSIA
apresentar crescimento…                      AMÉRICA LATINA
                                          -Mercado emergente            -Mercado emergente

                                         -Crescimento 3,5%aa            -Crescimento significativo: entre
                                                                        4-5%aa




                                                                        … porém com
                                                                        diferentes taxas entre
                                                                        regiões e linhas de
                                                                        produto




                                 Fonte: Poyry, 2007                                                         43
Drivers de crescimento da demanda


Historicamente vemos alta correlação entre PIB per capita e consumo de papel. No
Brasil, a expectativa positiva de crescimento da economia deve impulsionar demanda
interna de papel.
                          Crescimento PIB x Renda per Capita
      Consumption, kg per capita                                                                     Impressão Digital
350

                                                              USA
300                                                                                                  Mídia Customizada
                                                                       Sweden
250                                                                                                  Embalagens Combinadas
                                                                       Japan
200                Taiwan                                                                            Embalagens Inteligentes
                            Korea, Rep.
150


100                                           UK                                                     Mídia Eletrônica
50        China                    Spain                                                             Plásticos
                         BRASIL
 0
      0           5000     10000      15000   20000   25000    30000     35000    40000      45000
                                                                        Renda per capita USD


                                                                        Fonte: Poyry, 2007                                     44
A dinâmica dos preços internacionais
                                                                                                             Spread sobre o preço de celulose

Internacionalmente o preço do papel está relacionado ao preço da celulose, embora
seu desvio padrão seja menor que o da celulose

             1.200
                                                                                                       Spread médio últimos 10 anos: USD 215
                                                                                                       Spread médio 2007: USD 202
             1.000


              800
 US$ / ton




              600


              400


              200


               -
                     JAN/97



                              JAN/98


                                       JAN/99



                                                      JAN/00


                                                                   JAN/01


                                                                                 JAN/02



                                                                                              JAN/03


                                                                                                           JAN/04


                                                                                                                      JAN/05



                                                                                                                                   JAN/06


                                                                                                                                            JAN/07
                   P&W Paper (in reels)                                     Eucaliptus Pulp                                    Spread
                                                Eucaliptus Pulp: Preços Lista Europa      P&W Paper: Preços Suzano CIF Europa                        45
Equilíbrio entre oferta e demanda


Historicamente, a maior parte da capacidade instalada esteve localizada próximas aos
principais mercados consumidores: América do Norte e Europa. Nos últimos anos, o custo
de produção nessas regiões tem sofrido aumentos significativos
          Pressão nos custos estimula
              reduções de capacidade
                                          I&E (woodfree)                      Papelcartão
      Região                       % Prod     06/02    Dif (kt)      % Prod      06/02      Dif (kt)

      Am. Norte                     31%       - 7%     - 1.500         36%       - 5%       - 400
      Europa Ocidental              22%       - 4%         - 800       20%       + 1%        + 70
      Demais Regiões                47%       + 15%    + 6.000         44%      + 56%       + 5.000
         Fonte: Risi, julho 2007

                                                                       Crescimento da demanda
                                                                   suportando aumento da oferta


                                                                                                       46
Papel no Brasil


A América Latina consome 6% da                                  Composição da demanda de P&PC no Brasil
demanda de P&PC, e o Brasil é a maior
                                                         Fins sanitários     Outros
fatia desse consumo, com 7,8 MM t/a                                                             I&E
                                                              10%             4%
                                                                                               27%
O mercado em que atuamos
corresponde a 32% do consumo total,                                                                   Imprensa
ou 2,5 milhões de ton/ano                                                                                7%
                                                         Embalagem                             Papelcartão
                                                           46%                                    6%




                       Principais fatores que                       Compras do governo
                     impactam ciclicalidade/                        Exportação de cadernos
                  sazonalidade da demanda                           Volta às aulas
                nos papéis em que atuamos                           Final de ano (embalagem)

                                   Fonte: Bracelpa, 2006/2007                                                    47
O mercado de papel no 1S07


                         Mercado de papéis no Brasil, segundo a Bracelpa:
                               Imprimir e escrever: atingiu 770 mil toneladas, decresceu 3% em relação ao 1S06, influenciado principalmente
                               pelo menor volume de exportação de cadernos em 2007
                               Papelcartão: cresceu cerca de 11% no semestre e atingiu 260 mil toneladas


                         160
                                        Evolução da demanda mensal de I&E no Brasil                           Segmentos            Ranking no consumo
Milhare de toneladas s




                         150
                                                                                                              1- Embalagem                      #1
                         140
                                                                                                              2- Editorial                      #2
                         130
                                                                                                              3- Consumo                        #3
                                                                                             ´2005
                         120
                                                                                             ´2006

                         110
                                                                                                              4- Promocional                    #4
                                                                                             ´2007


                         100                                                                                  5- Cadernos                       #5
                                                                                1S06/1S05: (+) 17%
                          90
                                                                                1S07/1S06: (-) 3%
                                                                                                              6- Dados Variáveis                #6
                                      Inclui importados
                          80
                                jan     fev       mar   abr   mai   jun   jul   ago   set   out   nov   dez
                                                                                                              7- Etiquetas/ Adesivos            #7
                                Fonte: Bracelpa                                                                                                         48
Posição no mercado nacional


           Posição de liderança no Papelcartão e em Imprimir e Escrever no Brasil



            I&E - 1S07   #1                                        Papelcartão - 1S07 # 1
                              Suzano
                               28%
                                                                                       Suzano
                                                                                        32%




 Demais                                                  Demais
Empresas                                                Empresas
  72%                                                     68%




                                      Fonte: Bracelpa                                           49
Dinâmica de preços no MI
                                                                                                      Preços Líquidos

Preços relativamente estáveis apesar da valorização do real frente ao dólar

      4.000                                                                                                      3,5


      3.500


      3.000
                                                                Preço Papel                        - 5%
      2.500
 R$
      2.000                                                                                                      2,5
                                   Câmbio

      1.500


      1.000
                     - 31%


       500


         0                                                                                                       1,5
              1º T   2º T   3º T   4º T   1º T   2º T   3º T   4º T   1º T   2º T    3º T   4º T   1º T   2º T
                       2004                        2005                        2006                  2007

                                                                                                                       50
Dinâmica de Preços no ME
                                                                                            Preços líquidos em dólar

Preços em ascensão no mercado internacional, em dólar

      1.000                                                                                                      3,5




                     Câmbio
                                                                                 Preço Papel
        900                                                                                                      3,0




        800                                                                                 +19%                 2,5



   R$/ USD                                                                                                       USD


                 - 31%
        700                                                                                                      2,0




        600                                                                                                      1,5
              1º T    2º T   3º T   4º T   1º T   2º T   3º T   4º T   1º T   2º T   3º T   4º T   1º T   2º T
                        2004                        2005                        2006                  2007



                                                                                                                       51
Abordagem comercial

     Mudanças no relacionamento com clientes viabilizando planejamento das receitas


                                                     1 Segmentação
                                                        • Cadeia
                                                        • Ambiente Competitivo         • Maior
• 400 diferentes                                        • Sazonalidades
                                                                                       conhecimento da
                                                        • Mix Produtos
negociações                                                                            cadeia de negócios
• Serviços comuns                                                                      e adaptação às
                                                    2 Classificação
para diferentes                                       Clientes                         especificidades
necessidades                                            • Volumes/ Fidelidade          • Fortalecimento de
                                                        • Formação técnica
• Conflito de canais                                    • Condições Financeiras        participação em
• Baixo link com
                                                        • Capilaridade regional        segmentos
estratégia                                                                             estratégicos
                                                    3    Comunicação/
                                                         Gestão                        • Foco em oferecer
                                                         • Critérios de Avaliação      serviços adequados
                                                         • Política de Preços
                                                         • Pacotes de serviço

                                                                                                             52
Estratégia comercial
                                                             Volumes MI x ME e Conjuntura

   Combinação entre cenários de maior rentabilidade e menor risco definem a composição das vendas
   nas regiões:
                                                                       EUA/EU
15-20% do volume alocado nos Mercados                               •Mercado estável em 2007
                                                                    •Aumentos nos preços de não
Maduros, construindo relacionamentos de                             revestidos
longo prazo e parcerias estratégicas                                •Maior fluxo de importação de
                                                                    revestidos na EU, redução nos EUA
MENOR RISCO                                 Outros                  •Fechamentos de capacidades
                                        mercados 5%
                                                                    Am. Latina/ Brasil
   Foco prioritário nas vendas                                      •Recuperação de preços nos não
                                                                    revestidos ao longo de 2007
   regionais: volumes entre 75-80%
                                                                    •Crescimento significativo do
   das vendas                                                       consumo de papelcartão
                                                                    •Pressão de importados nos
   MAIOR RETORNO                                                    revestidos

                                                                                                        53
Prioridades do Papel




 Implementação de
                       Otimização do mix de
     melhorias
                        produtos e regiões
    operacionais


   Redefinição da
abordagem comercial     Crescimento com
e relacionamento com      rentabilidade
      mercado




                                                                     54
Mensagens importantes




     1. Somos número 1 ou 2 na região em todas linhas de
                                produto em que atuamos

               2. Reconhecimento de marcas e qualidade

3. Demanda em crescimento em todas as linhas de produto

 4. Vantagens claras na complementariedade das linhas no
                                       I&E e papelcartão

         5. Temos ativos de qualidade em todas as linhas

                                                         55
Resultados e Mercado
de Capitais
                       56
Vendas líquidas e EBITDA



                                                                      EBITDA (US$ milhões) e margem EBITDA
           Receita Líquida (US$ milhões)
                                                               40,6%     40,4%      39,4%

                                                                                                 32,8%      33,5%       33,9%
                                  1.425      1.563

                  1.144
     902
                                51%          53%
                   50%                                                                                                  530
                                                                                                             478
     52%                                                                             355         377
                                                                287       326
                   50%          49%          47%
     48%

   2004          2005          2006        UDM                  2002      2003      2004         2005        2006       UDM

             Mercado Externo    Mercado Interno                           EBITDA (US$ Milhões)          Margem EBITDA



Nota: Dados consolidados da Suzano Papel e Celulose, com participação proporcional da Ripasa.
      UDM – últimos doze meses
                                                                                                                                57
Endividamento



               6.000                                                     3,8x               3,7x       4,00x
                                                                                                       3,50x
               5.000




                                                                                                               Dívida Líquida / EBITDA
                                                           2,7x                        4.151           3,00x
                                                                      3.919
               4.000
                                                                                                       2,50x
  R$ Milhões




               3.000           1,7x                                                                    2,00x
                                              1,6x      2.475

                       1.665                                                                           1,50x
               2.000                     1.616
                               1000              1039           913           1040              1114   1,00x
               1.000
                                                                                                       0,50x
                  0                                                                                    0,00x
                         2003                2004         2005          2006              2T07*
                                                                                      *
                                      Dívida Líquida     EBITDA       Dívida Líquida / EBITDA



* EBITDA UDM
                                                                                                                                         58
Perfil do endividamento



Condições favoráveis de liquidez:
    •   R$ 1.35 bilhão em caixa no 2T07
    •   US$ 200 milhões em stand-by com prazo de 3 anos para sacar e 3 anos de pagamento.
    •   Prazo médio de endividamento de longo prazo de 4,5 anos.

                                   Amortização da dívida
                                     (US$ milhões)
                                                                               843

        689


                                      445       416
                                                           336       356
                  281
                            166
        Caixa




                          dez/08
                jun/08




                                      2009



                                                 2010



                                                           2011



                                                                     2012




                                                                            diante
                 jul/07



                          jul/08




                                                                            2013
                   até




                                                                             em
                            ate




                                                                                            59
Elevação da liquidez das ações


                     Após a reestruturação societária da Ripasa, migração dos acionistas minoritários e com a oferta
                     de ações de 2007, houve crescimento da liquidez das ações:

                                                                                                     Pós-Reestruturação
                                                                                                     da Ripasa & Oferta
                                                                                                                      281
                  20.000                                                                                                     300
                                                                                               248         250
                  18.000
                                                                                                                             250
                  16.000                                                             202                            17.152




                                                                                                                                   Qtde de Negócios / Dia
                  14.000
                                                                                                                             200
   R$ 000 / Dia




                  12.000
                                    131                                                                  12.096
                  10.000    116              119                                             12.921                          150
                                                                             109
                   8.000                                            90
                                                         68                                                                  100
                   6.000
                   4.000                                                             6.056
                                                                                                                             50
                   2.000   4.032
                                   2.387    2.469                           3.166
                                                        1.584     1.673
                     -                                                                                                       -
                           1T05     2T05    3T05        4T05      1T06      2T06     3T06     4T06         1T07       2T07


                                                   Média Diária em R$ mil     Qtde de Negócios Diária


Fonte: Economática                                                                                                                                          60
Evolução do preço das ações


                    700%

                    600%

                    500%

                    400%

                    300%

                    200%

                    100%

                        0%
                                                mai/03




                                                                           mai/05




                                                                                                      mai/07
                              jan/02


                                       set/02




                                                         jan/04


                                                                  set/04




                                                                                    jan/06


                                                                                             set/06
                                                   Suzano          Ibovespa            Ibrx50

Fonte: Bovespa – Julho 2007                                                                                    61
Incentivos fiscais


A Suzano Papel e Celulose possui dois incentivos fiscais da ADENE (Agência de Desenvolvimento do
Nordeste).


1. Redução de 75% da base tributável proporcional ao faturamento líquido de Mucuri
2. Depreciação Acelerada Incentivada (DAI): Os ativos adquiridos em Mucuri são depreciados no
mesmo ano de aquisição para efeitos fiscais do imposto de renda (ao invés de 35 anos).

                                                            Fluxo de Caixa de Economia de Impostos
      Normal                                          DAI



                                    175
                                 (5,0 x 35)                                 175
                                                                         (5,0 x 35)


               5,0   5,0   5,0     5,0        5,0


                                                              2007
               2007 2008 2009     2010        2043



                                                                                                      62
A Suzano e o Futuro
                      63
Aspirações estratégicas



                                         “Estar entre as duas maiores, e mais rentáveis
                                                 empresas Brasileiras no setor”
                              “Conquistar a admiração dos mercados e da sociedade onde atuamos”



        CRESCIMENTO &                                COMPETITIVIDADE                              SUSTENTABILIDADE
        RENTABILIDADE

Atingir escala global em celulose de                                                          Conquistar a excelência no
              mercado.                       Ter competitividade por meio de uma          relacionamento com os acionistas,
                                                          Gestão de                             clientes, colaboradores,
 Atuar nos principais mercados de                     Classe Mundial                       fornecedores, sociedade e meio
       papeis brancos com:                                                                             ambiente.
   •Liderança na América do Sul
•Foco em rentabilidade e no cliente                     “World Class                         Estar entre as dez melhores
                                                       Pulp and Paper”                       empresas para se trabalhar




                                                                                                                              64
Modelo organizacional


                                                 Conselho de Adm.
                                                     9 membros
     Estratégia e                                (3 independentes)
   Sustentabilidade
                         Comitês de Assessoria ao Conselho
       Gestão


      Auditoria
                                                    Presidente

                                                                                    Projeto Mucuri




PS: Prestadoras de Serviço           Florestal                       Celulose               Papel

                                                                                   UN: Unidades de Negócio
        Industrial

      Logística e
                                               Objetivos:
    Competitividade
                                                   Maior Foco no Cliente
        Finanças,                                  Responsabilização dos Resultados
    Planejamento e RI
                                                   Desenvolvimento de Líderes
   Recursos Humanos
                                                                                                             65
Modelo de gestão

•   Excelência Operacional:                        Prêmios e Reconhecimentos:
      • Seis Sigma / Gestão da rotina
      • Otimização do mix
      • Orçamento matricial: custos fixos e
        SG&A

•   Organização Focada no Consumidor:
      • Políticas comerciais novas e mais claras
      • Melhorias na satisfação do consumidor

•   Alinhamento de Interesses:
      • Compensação de executivos focada em
         métricas de EVA
      • Maior parcela variável na remuneração
         total

•   Planejamento Estratégico:
      • Focada em Gestão Baseada em Valor
        (Value-Based Management)
      • Oportunidades de fusões e aquisições
      • Gestão de risco empresarial
      • Sustentabilidade
      • Inovação e P&D                                                               66
Suzano: Foco em crescimento sustentável com rentabilidade



 Dinâmica da Indústria
                          Sólida Estratégia
    Favorável para
                          de Crescimento
 Produtores de Baixo
                          em Implantação
        Custo




                           Líder no Mercado
                           Regional de Papel
 Aumento Significativo
                            e Top 10 Global
     de Liquidez
                            em Celulose em
                                  2008




    Administração
   Experiente e Novo       Desalavancagem
        Modelo
    Organizacional

                                                       67
Relações com Investidores
www.suzano.com.br/ri
55 11 3503-9061
ri@suzano.com.br
                            68

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

120815 apresentação investidores full
120815   apresentação investidores full120815   apresentação investidores full
120815 apresentação investidores fullMultiplus
 
Apresentação institucional novembro 2009
Apresentação institucional novembro 2009Apresentação institucional novembro 2009
Apresentação institucional novembro 2009Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação institucional setembro 2010
Apresentação institucional setembro 2010Apresentação institucional setembro 2010
Apresentação institucional setembro 2010Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação institucional março 2010
Apresentação institucional  março 2010Apresentação institucional  março 2010
Apresentação institucional março 2010Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação institucional outubro 2010
Apresentação institucional outubro 2010Apresentação institucional outubro 2010
Apresentação institucional outubro 2010Suzano Papel e Celulose
 
Painel Brasil Reino Unido
Painel Brasil Reino UnidoPainel Brasil Reino Unido
Painel Brasil Reino UnidoPetrobras
 
Apresentação Investidores
Apresentação InvestidoresApresentação Investidores
Apresentação InvestidoresMultiplus
 
Microsoft Power Point EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...
Microsoft Power Point   EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...Microsoft Power Point   EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...
Microsoft Power Point EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...Estácio Participações
 
OGX 4T12 Apresentação Resultados
OGX 4T12 Apresentação ResultadosOGX 4T12 Apresentação Resultados
OGX 4T12 Apresentação ResultadosOgx2011
 
Ceo conference btg pactual 15022012 port
Ceo conference btg pactual 15022012 portCeo conference btg pactual 15022012 port
Ceo conference btg pactual 15022012 portBrasilEcodiesel
 
OGX 2012 Apresentação Resultados
OGX 2012 Apresentação ResultadosOGX 2012 Apresentação Resultados
OGX 2012 Apresentação ResultadosOgx2011
 
Fact Sheet 1T09
Fact Sheet 1T09Fact Sheet 1T09
Fact Sheet 1T09CPFL RI
 
Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08CR2
 
Macrosolutions PMRank Workshop
Macrosolutions PMRank WorkshopMacrosolutions PMRank Workshop
Macrosolutions PMRank WorkshopMacrosolutions SA
 
Apresentação institucional Dez2011
Apresentação institucional Dez2011Apresentação institucional Dez2011
Apresentação institucional Dez2011BrasilEcodiesel
 
Cpfl fact sheet_3t11
Cpfl fact sheet_3t11Cpfl fact sheet_3t11
Cpfl fact sheet_3t11CPFL RI
 

Mais procurados (19)

120815 apresentação investidores full
120815   apresentação investidores full120815   apresentação investidores full
120815 apresentação investidores full
 
Apresentação institucional maio 2010
Apresentação institucional maio 2010Apresentação institucional maio 2010
Apresentação institucional maio 2010
 
Apresentação Apimec 2011
Apresentação Apimec 2011Apresentação Apimec 2011
Apresentação Apimec 2011
 
Apresentação institucional novembro 2009
Apresentação institucional novembro 2009Apresentação institucional novembro 2009
Apresentação institucional novembro 2009
 
Apresentação institucional setembro 2010
Apresentação institucional setembro 2010Apresentação institucional setembro 2010
Apresentação institucional setembro 2010
 
Apresentação institucional março 2010
Apresentação institucional  março 2010Apresentação institucional  março 2010
Apresentação institucional março 2010
 
Apresentação institucional outubro 2010
Apresentação institucional outubro 2010Apresentação institucional outubro 2010
Apresentação institucional outubro 2010
 
Painel Brasil Reino Unido
Painel Brasil Reino UnidoPainel Brasil Reino Unido
Painel Brasil Reino Unido
 
Apresentação Investidores
Apresentação InvestidoresApresentação Investidores
Apresentação Investidores
 
Microsoft Power Point EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...
Microsoft Power Point   EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...Microsoft Power Point   EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...
Microsoft Power Point EstáCio Apr Corporativa 4 T08 Port [Modo De Compatibi...
 
OGX 4T12 Apresentação Resultados
OGX 4T12 Apresentação ResultadosOGX 4T12 Apresentação Resultados
OGX 4T12 Apresentação Resultados
 
Ceo conference btg pactual 15022012 port
Ceo conference btg pactual 15022012 portCeo conference btg pactual 15022012 port
Ceo conference btg pactual 15022012 port
 
OGX 2012 Apresentação Resultados
OGX 2012 Apresentação ResultadosOGX 2012 Apresentação Resultados
OGX 2012 Apresentação Resultados
 
Fact Sheet 1T09
Fact Sheet 1T09Fact Sheet 1T09
Fact Sheet 1T09
 
Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08
 
Macrosolutions PMRank Workshop
Macrosolutions PMRank WorkshopMacrosolutions PMRank Workshop
Macrosolutions PMRank Workshop
 
Apresentação institucional Dez2011
Apresentação institucional Dez2011Apresentação institucional Dez2011
Apresentação institucional Dez2011
 
Cpfl fact sheet_3t11
Cpfl fact sheet_3t11Cpfl fact sheet_3t11
Cpfl fact sheet_3t11
 
Divulgação de Resultados 1T12
Divulgação de Resultados 1T12Divulgação de Resultados 1T12
Divulgação de Resultados 1T12
 

Semelhante a Apresentação apimec 2007

Santander apimec agosto2010
Santander apimec  agosto2010Santander apimec  agosto2010
Santander apimec agosto2010risantander
 
Pirelli & C Portugal Ed Consulting
Pirelli & C Portugal  Ed ConsultingPirelli & C Portugal  Ed Consulting
Pirelli & C Portugal Ed ConsultingED Consulting
 
Apresentação 3 t11 port
Apresentação 3 t11 portApresentação 3 t11 port
Apresentação 3 t11 portOgx2011
 
Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011
Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011
Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011Confap
 
Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10risantander
 
Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10risantander
 
Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10risantander
 
10 apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-03
10   apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-0310   apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-03
10 apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-03Ogx2011
 
Apresentação teleconferência resultados 4 t10
Apresentação teleconferência   resultados 4 t10Apresentação teleconferência   resultados 4 t10
Apresentação teleconferência resultados 4 t10Ogx2011
 
Almoço com Investidores - 03/10/03
Almoço com Investidores - 03/10/03Almoço com Investidores - 03/10/03
Almoço com Investidores - 03/10/03AES Eletropaulo
 
Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Ogx2011
 
Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Ogx2011
 
Projeto Porto Social Prado Lopes
Projeto Porto Social Prado LopesProjeto Porto Social Prado Lopes
Projeto Porto Social Prado LopesMarco Coghi
 
Santander acionistas apimec_bh_re_df
Santander acionistas apimec_bh_re_dfSantander acionistas apimec_bh_re_df
Santander acionistas apimec_bh_re_dfrisantander
 
Apimec outubro2010
Apimec outubro2010Apimec outubro2010
Apimec outubro2010risantander
 

Semelhante a Apresentação apimec 2007 (20)

Santander apimec agosto2010
Santander apimec  agosto2010Santander apimec  agosto2010
Santander apimec agosto2010
 
Pirelli & C Portugal Ed Consulting
Pirelli & C Portugal  Ed ConsultingPirelli & C Portugal  Ed Consulting
Pirelli & C Portugal Ed Consulting
 
Apresentação 3 t11 port
Apresentação 3 t11 portApresentação 3 t11 port
Apresentação 3 t11 port
 
Apresentação Apimec 2010
Apresentação Apimec 2010Apresentação Apimec 2010
Apresentação Apimec 2010
 
Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011
Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011
Fórum Nacional Consecti e Confap João Pessoa - 25/08/2011
 
Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10
 
Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10
 
Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10Ago2010 guaruja 2_t10
Ago2010 guaruja 2_t10
 
Nova estrutura organizacional
Nova estrutura organizacionalNova estrutura organizacional
Nova estrutura organizacional
 
10 apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-03
10   apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-0310   apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-03
10 apresentação teleconferencia - resultados 2010 28-03
 
Apresentação teleconferência resultados 4 t10
Apresentação teleconferência   resultados 4 t10Apresentação teleconferência   resultados 4 t10
Apresentação teleconferência resultados 4 t10
 
Almoço com Investidores - 03/10/03
Almoço com Investidores - 03/10/03Almoço com Investidores - 03/10/03
Almoço com Investidores - 03/10/03
 
Apresentação 1T11
Apresentação 1T11Apresentação 1T11
Apresentação 1T11
 
Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11
 
Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11Apresentação teleconferência 1 t11
Apresentação teleconferência 1 t11
 
1 t11
1 t111 t11
1 t11
 
Projeto Porto Social Prado Lopes
Projeto Porto Social Prado LopesProjeto Porto Social Prado Lopes
Projeto Porto Social Prado Lopes
 
Santander acionistas apimec_bh_re_df
Santander acionistas apimec_bh_re_dfSantander acionistas apimec_bh_re_df
Santander acionistas apimec_bh_re_df
 
Apimec outubro2010
Apimec outubro2010Apimec outubro2010
Apimec outubro2010
 
Resultados 1T08
Resultados 1T08Resultados 1T08
Resultados 1T08
 

Mais de Suzano Papel e Celulose

Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011
Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011
Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação Institucional - Novembro 2011
Apresentação Institucional - Novembro 2011Apresentação Institucional - Novembro 2011
Apresentação Institucional - Novembro 2011Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011Suzano Papel e Celulose
 
Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011
Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011
Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011Suzano Papel e Celulose
 

Mais de Suzano Papel e Celulose (20)

Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
 
Apresentação Apimec - Dezembro 2011
Apresentação Apimec - Dezembro 2011Apresentação Apimec - Dezembro 2011
Apresentação Apimec - Dezembro 2011
 
Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011
Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011
Apresentação de Resultados 3T11 - Outubro 2011
 
Apresentação Institucional - Novembro 2011
Apresentação Institucional - Novembro 2011Apresentação Institucional - Novembro 2011
Apresentação Institucional - Novembro 2011
 
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
 
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
Apresentação de Resultados 2T11 - Agosto 2011
 
Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011
Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011
Apresentação Plano de Investimentos Junho 2011
 
Apresentação Institucional Junho 2011
Apresentação Institucional Junho 2011Apresentação Institucional Junho 2011
Apresentação Institucional Junho 2011
 
Apresentação Institucional Maio 2011
Apresentação Institucional Maio 2011Apresentação Institucional Maio 2011
Apresentação Institucional Maio 2011
 
Apresentação institucional abril 2011
Apresentação institucional abril 2011Apresentação institucional abril 2011
Apresentação institucional abril 2011
 
Apresentação apimec 2006
Apresentação apimec 2006Apresentação apimec 2006
Apresentação apimec 2006
 
Apresentação de resultados 4 t07
Apresentação de resultados 4 t07Apresentação de resultados 4 t07
Apresentação de resultados 4 t07
 
Apresentação de resultados 3 t07
Apresentação de resultados 3 t07Apresentação de resultados 3 t07
Apresentação de resultados 3 t07
 
Apresentação de resultados 2 t07
Apresentação de resultados 2 t07Apresentação de resultados 2 t07
Apresentação de resultados 2 t07
 
Apresentação de resultados 1 t07
Apresentação de resultados 1 t07Apresentação de resultados 1 t07
Apresentação de resultados 1 t07
 
Apresentação de resultados 4 t08
Apresentação de resultados 4 t08Apresentação de resultados 4 t08
Apresentação de resultados 4 t08
 
Apresentação de resultados 3 t08
Apresentação de resultados 3 t08Apresentação de resultados 3 t08
Apresentação de resultados 3 t08
 
Apresentação de resultados 2 t08
Apresentação de resultados 2 t08Apresentação de resultados 2 t08
Apresentação de resultados 2 t08
 
Apresentação de resultados 1 t08
Apresentação de resultados 1 t08Apresentação de resultados 1 t08
Apresentação de resultados 1 t08
 
Apresentação de resultados 4 t09
Apresentação de resultados 4 t09Apresentação de resultados 4 t09
Apresentação de resultados 4 t09
 

Apresentação apimec 2007

  • 2. Disclaimer Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos e incertezas que podem fazer com que tais expectativas não se concretizem ou sejam substancialmente diferentes do que era esperado. Estes riscos incluem entre outros, modificações na demanda futura pelos produtos da Companhia, modificações nos fatores que afetam os preços domésticos e internacionais dos produtos, mudanças na estrutura de custos, modificações na sazonalidade dos mercados, mudanças nos preços praticados pelos concorrentes, variações cambiais, mudanças no cenário político-econômico brasileiro, nos mercados emergentes e internacional. 2
  • 3. Agenda Visão Corporativa – Antonio Maciel Neto Projeto Mucuri – Ernesto Pousada Unidade de Negócios Florestal – João Comério Unidade de Negócios Celulose – Rogério Ziviani Unidade de Negócios Papel – André Dorf Resultados e mercado de capitais – Bernardo Szpigel Suzano e o futuro – Antonio Maciel Neto 3
  • 5. Gestão das Participações MERCADO CONTROLE DE CAPITAIS FAMILIAR • Avaliação de • Reputação Desempenho da • Visão de Longo Administração Prazo • Transparência • Fonte de Recursos para Crescimento GESTÃO PROFISSIONAL • Disciplina de Capital • Agilidade na Tomada de Decisão Crescimento Rentável e Sustentável 5
  • 6. Posição Acionária Ações de controladores e em tesouraria Acionistas Controladores Ex controlador de Ações em Circulação (Suzano Holding e Pessoas Físicas) Ripasa (1) ON 95,0% ON 5,0% PNA 71,2% PNA 27,9% PNA 0,9% PNB 11,3% PNB 0,6% CT 2,3% CT 46,6%(2) CT 50,7% Capital Social (Qtde Ações) Legenda: ON 107.821.453 ON = Capital Votante PNA 205.119.987 PNA = Capital Pref. A PNB 1.540.879 PNB = Capital Pref. B CT = Capital Total Total 314.482.319 Nota (1) : Ações resultantes da aquisição e restruturação da Ripasa. Tratadas como ações em Tesouraria. (2) : Existem 1.358.419 ações PNB em tesouraria, que representam 88,1% das ações PNB e 0,4% do total. Estas ações não foram incluídas nas ações em circulação 6
  • 7. Processo de reestruturação & Estratégia do mercado de capitais Valor de Mercado – US$ milhões (1) Pré-Split de ativos Pós-Split de ativos petroquímicos Suzano no Futuro petroquímicos 4.266 Crescimento com projetos Atuais: Um dos 10 3.118 maiores Oferta de produtores Ações mundiais de BNDES / SH Celulose de Novo CEO Mercado Startup da 2o produtor 1.400 1.435 mundial de Reestruturação Linha 2 em 1.067 da Ripasa Mucuri no celulose de 2S07 eucalipto Fusão da Projeto Mucuri Crescimento Futuro: 348 316 Oferta de Suzano com Unidades de Bahia Sul Aquisição da Negócios Novos projetos ações de crescimento Emissão de Ripasa Aquisição do Oferta de Melhorias em orgânico Governança Debêntures - controle da troca de ações Fusões e Corporativa 10 anos Bahia Sul da Bahia Sul aquisições 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 (2) em diante (1) Último dia util do ano (2) Último dia útil de Julho/07 7
  • 8. Nosso Negócio • US$ 1,56 bilhão de Receita Líquida (UDM) • Verticalmente integrada e baixos custos de produção • Alto potencial de crescimento orgânico a baixo custo • Qualidade superior dos produtos e capacitação tecnológica • Produtos e mercados diversificados • Sólida geração de caixa operacional • Altos padrões socioambientais • Controle acionário sólido e definido • Administração profissional com estratégia de criação de valor 8
  • 9. Produtos e mercados diversificados % do faturamento (UDM) Celulose de I&E revestido Mercado #2 no Brasil 24% 10% I&E não revestido Papelcartão #1 no Brasil #1 no Brasil 49% 17% 56% no Mercado Doméstico 44% no Mercado Externo US$ 1.560 milhões de Receita Líquida Nota: UDM = últimos doze meses I&E = Imprimir e escrever 9
  • 10. Crescimento Competitivo e Rentável Escala global nas operações Com o Projeto Mucuri seremos o 2o Maior Produtor Mundial de Celulose de Eucalipto e um dos 10 maiores produtores mundiais de Celulose de Mercado. 2001 425 735 1.160 2002 425 760 1.185 2003 425 775 1.200 Desgargalamento (Projetos P e Q em 2004 456 784 1.240 Suzano e Otimização em Mucuri) 2005 570 915 1.485 23,03% de participação da Ripasa 2006 640 1.080 1.720 50% de participação da Ripasa 2007 820 1.100 1.920 Inauguração da Linha 2 em Mucuri. 2008 1.640 1.100 2.740 Linha 2 atinge plena capacidade no 1S08. Americana adiciona 40 mil t de celulose. 2009 1.740 1.100 2.840 Celulose de mercado (mil toneladas) Papel (mil toneladas) 10
  • 11. Destaques do primeiro semestre de 2007 • Aumentos no preço da celulose: US$ 20/t em junho e US$ 20/t em agosto; • Preços médios de papéis subiram US$ 30/t no mercado externo e permaneceram estáveis no mercado doméstico; • EBITDA do semestre atinge R$ 553,9 milhões com margem de 34,0%; • Lucro líquido de R$ 278,2 milhões, 8,9% superior ao 1S06; • Aquisição de 50% da Unidade Embu, venda das unidades Limeirinha e Cubatão; • Aprovação da CONPACEL pelo CADE; • Concedidos incentivos fiscais na microrregião Mucuri; • Abertura do escritório Suzano Pulp and Paper Asia na China; • João Comério é o novo diretor da Unidade de Negócios Florestal; • Inaugurada a terceira turbina da UHE Amador Aguiar (Capim Branco); • Realizada a oferta secundária de ações aumentando o free float de 36% para 47%; • Valor de mercado da Companhia atinge US$ 4,2 Bi; 11
  • 13. Projeto Mucuri – Conceito e Vantagens Construção iniciou em novembro de 2005 • Baixo custo de produção e retorno acima do wacc: • Tecnologia moderna, diluição de custos fixos e menor consumo especifico • Escala global • Maior “single line”do mundo • 2º maior produtor de celulose de eucalipto e entre os 10 maiores produtores de celulose de mercado • Site produzindo aproximadamente 2 milhões de toneladas de celulose 13
  • 14. Projeto Mucuri - Status Novos equipamentos Fábrica atual • Obras civis e montagem concluídas; • Comissionamento e testes em fase final; • Recorde mundial: caldeira de recuperação operando em • 20,5 meses; • Iniciado “retrofit” da calderia existente; • 80% dos equipamentos em operação. Equipamentos concluídos e operando 14
  • 15. Projeto Mucuri - Status Cronograma de investimento – US$ milhões 2005R 2006R 2007E 2008E Total Investimentos 55,2 718,1 482,6 50,8 1306,7 • Orçamento inicial mantido apesar do câmbio apreciado e custo de materiais • Negociações com fornecedores; • Frequentes revisões de escopo; • Busca de alternativas. 15
  • 16. Pátio de Madeira – Agosto 2007 16
  • 20. Unidade de Negócios Florestal 20
  • 21. Competitividade do Brasil Tendência do crescimento das florestas O Brasil destaca-se por possuir alta plantadas no curto prazo encontra-se na América do produtividade, tecnologia florestal, baixos custos Sul: principalmente Brasil, Argentina e Uruguai. de produção e áreas disponíveis para expansão. Florestas Plantadas América do Sul (9,3 MM ha) Produtividade Florestal Folhosas ( m³/ha.ano) 3,6 Hardwood 45 1,9 38 Softwood 30 Brasil 0,5 25 1,4 0,2 0,5 0,8 6 Chile Uruguai 0,4 Suzano Brasil Argentina e Austrália EUA/Sul Uruguai Argentina Fonte: Risi, 2007 Fonte: Anuário ABRAF, 2007e RISI, 2007. 21
  • 22. Pilares do Negócio Florestal Base Florestal Práticas Responsabilidade PP&D Silviculturais Socioambiental Certificações Florestais Melhoramento Genético Cultivo Mínimo (ISO 9001, 14001, OHSAS 18001, FSC) Manejo Florestal Colheita Mecanizada Proteção Área de Preservação Biotecnologia Viveiro Planejamento Florestal Monitoramento Ambiental Fomento Inteligência Competitiva Projetos Sociais Transporte (Educação, Renda e Saúde) Sustentabilidade Responsabilidade Socioambiental Floresta Atlântica Áreas de Preservação e Preservação e Cerrado Conservação (40%) Ecossistemas Biodiversidade Harmonia Nota: PP&D – Planejamento, pesquisa e desenvolvimento 22
  • 23. Áreas de Produção A Suzano produz 100% de florestas plantadas renováveis de eucalipto, preservando uma área de mata nativa em torno de 38% (18% acima do que a legislação ambiental brasileira exige). MA Área Própria (mil ha) Estado Total Plantio São Paulo 90 50 BA BA e ES 210 118 Minas Gerais 50 21 MG Maranhão* 112 1 Conpacel ** (SP) 51 37 SP Total 513 227 * Em processo de arrendamento: 90 mil ha. ** Conpacel: contabiliza 50% da área da antiga Ripasa. ALÉM DESSES TOTAIS TEMOS 75 MIL ha DE FOMENTO Área de Preservação Total: 194,5 mil ha 23
  • 24. Processos Florestais O processo de produção de madeira a partir do desenvolvimento de materiais genéticos até o abastecimento da fábrica dura cerca de 18 anos. Planej., Pesquisa & Viveiro de alta Plantio + Floresta Abastecimento Desenvolvimento tecnologia Formada Colheita Mecanizada Fábrica 10 anos 4 meses 7 anos 2 meses 3meses 24
  • 25. Planejamento Florestal Balanço de madeira Aumento da produção Ampliação da Base Abastecimento da de celulose (tsa) Florestal (ha) Madeira (m³) 2014 Áreas próprias + Fomento Própria 80% Fomento 20% 2007 2007 2014 Critérios Avaliados Idade Média da Floresta Produtividade Florestal Qualidade da Madeira Preço Médio da Terra X % Fomento Custo da madeira posto fábrica Distância Média Impactos Socioambientais Legislação Ambiental 25
  • 26. Pesquisa & Desenvolvimento Biotecnologia P&D Melhoramento Genético Produtividade e Manejo Florestal Qualidade da madeira Desenvolvimento Operacional Evolução da Produtividade Suzano e Mucuri Projeto Inovação: Biotecnologia Melhoramento 45 Clássico 31 29 21 Micropropagação Plantio Monoprogênies (CLONAGEM) Solos e Nutrição 1960 1970 1991 1998 2005 26
  • 27. Sustentabilidade Florestas com Excelência em Gestão Socioambiental Qualidade: ISO 9001 FSC Meio Saúde & Ambiente: Segurança: ISO 14001 OHSAS 18000 PROGRAMAS AMBIENTAIS • PLANEJAMENTO AMBIENTAL • RESTAURAÇÃO AMBIENTAL • MONITORAMENTO DA AVIFAUNA • CORREDORES DA MATA ATLÃNTICA • MICROBACIAS • FOMENTO E MEIO AMBIENTE 27
  • 28. Unidade de Negócios Celulose 28
  • 29. Capacidade de produção de celulose em 2007 Celulose de mercado Celulose de fibra curta Celulose de eucalipto Russia W. Europe E. Europe Norway Spain China Uruguay 2% 3% 3% Thailand 1% South Africa West Europe 2% 2% 1% Portugal Uruguay 1% 3% 2% United States 4% 1% East Europe Portugal 16% Finland 9% 3% Brasil 5% Finland 30% Spain China 10% 5% 5% Spain Indonesia Canada 5% 6% 14% Canada Brasil Sweden Chile 7% 60% 7% 14% Chile Indonesia Chile 7% 13% Brasil US 7% 13% 9% USA 8,905 Brasil 7,305 Brasil 7,305 Canada 7,564 Indonesia 3,270 Chile 1,755 Brasil 7,315 US 2,190 Spain 1,235 Chile 4,015 Chile 1,755 Sw eden 3,575 Canada 1,620 Portugal 1,040 Indonesia 3,270 Spain 1,235 Thailand 240 Finland 2,985 China 1,200 Norw ay 150 E. Europe 1,680 Finland 1,170 W. Europe 1,555 Uruguay 150 Spain 1,235 Total 54 Portugal 1,040.0 Total 25 Total 12 W. Europe 770 Marocco 120 China 1,200 milhões milhões milhões E. Europe 645 South Africa 120 Russia 1,030 Uruguay 150 Uruguay 150 Pakistan 70 Fonte: Suzano 29
  • 30. Unidade de Negócio Celulose Sólido histórico de exportação: foco global Mais de 120 clientes e exportações para mais de 28 países Exportações de Celulose - UDM Vendas de Celulose (volume vendas) (mil toneladas) 653 615 549 Europa 490 57% 84% 81% 88% 83% Asia 29% 17% 12% 16% 19% 2004 2005 2006 UDM América América do Latina Norte 4% 10% Mercado Interno Mercado Externo Notas: Dados consolidados da Suzano Papel e Celulose, com participação proporcional da Ripasa. UDM = últimos doze meses 30
  • 31. Escala Global em Vendas Consolidação da estrutura comercial no mercado externo... • Objetivo: • Adequação da estrutura comercial para escala global; • Benefícios esperados: • Relacionamento direto com os clientes; • Proximidade dos consumidores oferecendo serviços diferenciados • Otimização dos custos de venda • Cronograma de implantação: Região Operação América do Norte Suzano América maio / 2005 Europa Suzano Europa maio / 2006 Ásia Suzano Ásia junho / 2007 ...para dar suporte ao crescimento esperado nos próximos anos. 31
  • 32. Mercado celulose Preços de Fibra Curta e Longa Os preços de celulose têm crescido, com perspectivas... Preço lista - CIF Europa Preço lista médio de exportação - Celulose Suzano 1100 (US$/Ton) 686 900 632 574 US$ / ton 700 500 300 2005 2006 2007 (1S) 1985 1986 1988 1990 1991 1993 1995 1996 1998 2000 2001 2003 2005 2006 NBSK - Europa (TerraChoice) BEKP/ BIRCH - Europa (TerraChoice) ...favoráveis de demanda e de potencial fechamento de capacidade pouco competitiva. Notas: NBSK – Northern Bleached Softwood Pulp. BEKP – Bleached Eucalyptus Kraft Pulp. 32
  • 33. Evolução da Demanda Mundial Em milhares de toneladas Previsão % p.a %p.a 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2006-11 2006/07 Total BKP fibra longa 21,6 21,9 22,0 22,1 22,2 22,2 0,6% 1,6% Bétula 1,5 1,3 1,1 1,0 0,9 0,8 -10,9% -15,0% Eucalipto 10,3 11,6 12,7 13,9 14,8 15,5 8,5% 11,8% Indonesia 3,4 3,6 3,9 4,2 4,6 4,9 7,4% 5,2% Fibra curta mista do norte 4,5 4,2 3,9 3,6 3,5 3,4 -5,6% -7,3% Fibra curta mista sul 2,1 2,0 1,8 1,8 1,7 1,5 -6,1% -5,9% Total BKP fibra curta 21,8 22,6 23,4 24,4 25,5 26,1 3,7% 3,3% Sulfito 0,8 0,7 0,6 0,6 0,5 0,4 -10,7% -14,0% Total Celulose branca 44,2 45,2 46,0 47,1 48,2 48,8 2,0% 2,1% Celulose Não branqueada 2,1 2,1 2,2 2,3 2,4 2,3 +1,4% +0,2% Mecânica / Termomecanica 3,7 3,7 3,7 3,7 3,8 3,9 +1,3% +0,6% Total Celulose 50,0 51,0 52,0 53,2 54,3 55,0 +1,8% +0,8% Fonte: Hawkins Wright – Julho, 2007 33
  • 34. Crescimento da oferta de fibras longa e curta 2007 a 2011 (mil toneladas) 2007 2008 2009 2010 2011 Total Fibra Longa Canada (35) 25 - - - (10) USA (60) - 50 - - (10) Nordic 240 - - - - 240 Helnzel 15 15 15 20 - 65 Russia 35 35 - - - 70 Chile 260 285 130 - - 675 Total Fibra Longa 455 360 195 20 0 1030 Fibra Curta Eucalipto - Advance Agro 20 - - - - 20 Altri 15 190 235 - - 440 Aracruz 50 185 - - - 235 Arauco 265 125 - - - 390 Botnia 180 700 120 - - 1.000 CMPC 510 170 - - - 680 ENCE 25 45 190 - - 260 Portucel - - (250) (100) - (350) Suzano 150 750 100 - - 1.000 Veracel 140 30 - - - 170 VCP 75 60 635 605 110 1.485 Outros 245 100 - - - 345 Total Eucalipto 1675 2355 1030 505 110 5.675 Outras Fibras Curtas - Indonesia & China 350 265 275 350 - 1.240 Outros (55) 145 - - - 90 Total de Outras Fibras 295 410 275 350 - 1.330 Total 2.425 3.125 1.500 875 110 8.035 Fonte: Hawkins Wright – Julho, 2007 - Considerando projetos oficialmente anunciados 34
  • 35. Expectativa de preços de Celulose de Eucalipto Os especialistas na indústria têm revisado para cima suas expectativas de preços... 700 650 600 US$/ ton 550 500 450 400 JAN/04 JUL/04 JAN/05 JUL/05 JAN/06 JUL/06 JAN/07 JUL/07 JAN/08 JUL/08 JAN/09 JUL/09 NLK 2004 NLK 2005 NLK 2006 NLK 2007 ...em decorrência de crescimento da demanda e de fechamentos de capacidades. OBS: NLK 2007 – Dados de Junho 35
  • 36. Custo-caixa de Celulose Brazil: estruturalmente baixo US$ / t (CIF/ Norte Europa) 600 Fibra Curta – 23.3 MM ton Fibra Longa – 21,9 MM ton 450 US$ 420 - 610 / ton US$ 400 - 500 / ton Leste Canadá BC Costa Canadá 300 Finlândia BC Interior Sul EUA Espanha Suécia França Finlândia Suécia Sul EUA Portugal Rússia Chile Novas Indonésia Brasil Chile 150 Capacidades BHKP Baixo Custo Alto Custo Alto Custo 13.8 MM ton 9.5 MM ton 21,9 MM ton BHKP BSKP Fonte: Hawkins Wright, julho 2007 36
  • 37. Fechamentos de Capacidade Um total de 4,3 milhões de toneladas de fechamento de 2001 a 2006, com aceleração do ritmo a partir... Companhia Fábrica Capacidade Tipo Data Rottneros Utansjo 180 BCTMP 1S07 West Fraser Hinton 120 NBSK 4T06 Tembec Smooth Rock Falls 200 NBSK 3T06 Cascades Fjordcell 15 NBSK 3T06 Weyerhaeuser Cosmopolis 140 Specialty 2S06 Fraser Papers Berlin 135 NMHW 2T06 Bowater Thunder Bay 210 NBSK 2T06 Korsnas Gavle 70 NBSK 2T06 Weyerhaeuser Prince Albert 130 NBSK 2T06 Neenah Papers Terrance Bay 320 NBSK 2T06 Western FP Squamish 275 NBSK 1T06 Georgia Pacific Old Town 190 NMHW 1T06 Domtar Quevillon 195 NBSK 4T05 Neenah Papers Terrance Bay 125 NMHW 2T05 Rottneros Utansjo 70 BSP 1T05 Total 2375 ...de 2005. Entre 2005 e 2007 atingiu-se um total de 2,4 milhões de toneladas de fechamentos. Fonte: Hawkins Wright – Julho 2007 . 37
  • 38. Conjuntura do mercado de celulose • Crescimento da demanda global no 1S07 com destaque para BEKP: embarques aumentaram 13%. • Demanda de celulose continua alta, situação atípica para verão no Hemisfério Norte. • Restrição de disponibilidade de madeira na Europa e América do Norte (concorrência com biomassa, indisponibilidade de bétula na Europa, menor oferta de cavaco na América do Norte, aumento dos impostos de exportação na Rússia). • Continuidade da greve dos trabalhadores da indústria florestal no Canadá (“British Columbia”) pode comprometer disponibilidade de 1,5 Mton de fibra longa (Pope & Talbot já anunciou o fechamento de 400 mil toneladas). • China anuncia fechamento de 3 milhões de toneladas de celulose. • Estoques ao longo da cadeia de abastecimento baixos historicamente. • Spread Fibra Longa x Fibra Curta continuará incentivando a substituição. 38
  • 40. O Negócio Papel na Suzano Evolução Anual das Vendas de 1112 Papel (mil t) 1071 USD 1,2 bilhão de receita: 74% da SPC/07 UDM 916 Produção de 1,1 milhão de toneladas, cerca 794 de 60% vendidas no Brasil 749 2003 Liderança na América Latina nos Papéis Imprimir & Escrever e no Papelcartão branco 80 anos de reputação no mercado brasileiro Portfólio complementar de produtos gráficos e de consumo 40
  • 41. Negócio papel na Suzano 92% da produção total integrada com celulose Cerca de 400 clientes, 300 no Brasil Hedge cambial: 60%* da receita do papel em 5 plantas produtivas moeda local 10 máquinas de papel Hedge na ciclicalidade de preços da celulose Marcas fortes, como: Report, Reciclato, Captura dos benefícios da integração: Paperfect secagem/ desagregação, transporte, impostos, 2 distribuidoras sinergias em infraestrutura ambiental *Realizado 1.o semestre/07 41
  • 42. Conjuntura Global Cenário de transformações O setor de papel, no mundo todo, está passando por uma importante transformação Crescimento da demanda por papel concentrado nos países emergentes, principalmente Ásia Suprimento de fibras migrando para a América Latina Pressões em custos e rentabilidade no hemisfério norte Movimentos mais intensos de concentração e entrada de private equities Racionalização dos ativos como busca do equilíbrio na rentabilidade das operações E como resultado, devemos ver um setor mais ágil e rentável 42
  • 43. Crescimento positivo da demanda global até 2020 O consumo global de papel AMÉRICA DO NORTE EUROPA -Mercado maduro -Mercado maduro tem uma característica mais -Crescimento 0,7%aa -Crescimento 1,6%aa regional e deve continuar a ÁSIA apresentar crescimento… AMÉRICA LATINA -Mercado emergente -Mercado emergente -Crescimento 3,5%aa -Crescimento significativo: entre 4-5%aa … porém com diferentes taxas entre regiões e linhas de produto Fonte: Poyry, 2007 43
  • 44. Drivers de crescimento da demanda Historicamente vemos alta correlação entre PIB per capita e consumo de papel. No Brasil, a expectativa positiva de crescimento da economia deve impulsionar demanda interna de papel. Crescimento PIB x Renda per Capita Consumption, kg per capita Impressão Digital 350 USA 300 Mídia Customizada Sweden 250 Embalagens Combinadas Japan 200 Taiwan Embalagens Inteligentes Korea, Rep. 150 100 UK Mídia Eletrônica 50 China Spain Plásticos BRASIL 0 0 5000 10000 15000 20000 25000 30000 35000 40000 45000 Renda per capita USD Fonte: Poyry, 2007 44
  • 45. A dinâmica dos preços internacionais Spread sobre o preço de celulose Internacionalmente o preço do papel está relacionado ao preço da celulose, embora seu desvio padrão seja menor que o da celulose 1.200 Spread médio últimos 10 anos: USD 215 Spread médio 2007: USD 202 1.000 800 US$ / ton 600 400 200 - JAN/97 JAN/98 JAN/99 JAN/00 JAN/01 JAN/02 JAN/03 JAN/04 JAN/05 JAN/06 JAN/07 P&W Paper (in reels) Eucaliptus Pulp Spread Eucaliptus Pulp: Preços Lista Europa P&W Paper: Preços Suzano CIF Europa 45
  • 46. Equilíbrio entre oferta e demanda Historicamente, a maior parte da capacidade instalada esteve localizada próximas aos principais mercados consumidores: América do Norte e Europa. Nos últimos anos, o custo de produção nessas regiões tem sofrido aumentos significativos Pressão nos custos estimula reduções de capacidade I&E (woodfree) Papelcartão Região % Prod 06/02 Dif (kt) % Prod 06/02 Dif (kt) Am. Norte 31% - 7% - 1.500 36% - 5% - 400 Europa Ocidental 22% - 4% - 800 20% + 1% + 70 Demais Regiões 47% + 15% + 6.000 44% + 56% + 5.000 Fonte: Risi, julho 2007 Crescimento da demanda suportando aumento da oferta 46
  • 47. Papel no Brasil A América Latina consome 6% da Composição da demanda de P&PC no Brasil demanda de P&PC, e o Brasil é a maior Fins sanitários Outros fatia desse consumo, com 7,8 MM t/a I&E 10% 4% 27% O mercado em que atuamos corresponde a 32% do consumo total, Imprensa ou 2,5 milhões de ton/ano 7% Embalagem Papelcartão 46% 6% Principais fatores que Compras do governo impactam ciclicalidade/ Exportação de cadernos sazonalidade da demanda Volta às aulas nos papéis em que atuamos Final de ano (embalagem) Fonte: Bracelpa, 2006/2007 47
  • 48. O mercado de papel no 1S07 Mercado de papéis no Brasil, segundo a Bracelpa: Imprimir e escrever: atingiu 770 mil toneladas, decresceu 3% em relação ao 1S06, influenciado principalmente pelo menor volume de exportação de cadernos em 2007 Papelcartão: cresceu cerca de 11% no semestre e atingiu 260 mil toneladas 160 Evolução da demanda mensal de I&E no Brasil Segmentos Ranking no consumo Milhare de toneladas s 150 1- Embalagem #1 140 2- Editorial #2 130 3- Consumo #3 ´2005 120 ´2006 110 4- Promocional #4 ´2007 100 5- Cadernos #5 1S06/1S05: (+) 17% 90 1S07/1S06: (-) 3% 6- Dados Variáveis #6 Inclui importados 80 jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez 7- Etiquetas/ Adesivos #7 Fonte: Bracelpa 48
  • 49. Posição no mercado nacional Posição de liderança no Papelcartão e em Imprimir e Escrever no Brasil I&E - 1S07 #1 Papelcartão - 1S07 # 1 Suzano 28% Suzano 32% Demais Demais Empresas Empresas 72% 68% Fonte: Bracelpa 49
  • 50. Dinâmica de preços no MI Preços Líquidos Preços relativamente estáveis apesar da valorização do real frente ao dólar 4.000 3,5 3.500 3.000 Preço Papel - 5% 2.500 R$ 2.000 2,5 Câmbio 1.500 1.000 - 31% 500 0 1,5 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 2004 2005 2006 2007 50
  • 51. Dinâmica de Preços no ME Preços líquidos em dólar Preços em ascensão no mercado internacional, em dólar 1.000 3,5 Câmbio Preço Papel 900 3,0 800 +19% 2,5 R$/ USD USD - 31% 700 2,0 600 1,5 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 2004 2005 2006 2007 51
  • 52. Abordagem comercial Mudanças no relacionamento com clientes viabilizando planejamento das receitas 1 Segmentação • Cadeia • Ambiente Competitivo • Maior • 400 diferentes • Sazonalidades conhecimento da • Mix Produtos negociações cadeia de negócios • Serviços comuns e adaptação às 2 Classificação para diferentes Clientes especificidades necessidades • Volumes/ Fidelidade • Fortalecimento de • Formação técnica • Conflito de canais • Condições Financeiras participação em • Baixo link com • Capilaridade regional segmentos estratégia estratégicos 3 Comunicação/ Gestão • Foco em oferecer • Critérios de Avaliação serviços adequados • Política de Preços • Pacotes de serviço 52
  • 53. Estratégia comercial Volumes MI x ME e Conjuntura Combinação entre cenários de maior rentabilidade e menor risco definem a composição das vendas nas regiões: EUA/EU 15-20% do volume alocado nos Mercados •Mercado estável em 2007 •Aumentos nos preços de não Maduros, construindo relacionamentos de revestidos longo prazo e parcerias estratégicas •Maior fluxo de importação de revestidos na EU, redução nos EUA MENOR RISCO Outros •Fechamentos de capacidades mercados 5% Am. Latina/ Brasil Foco prioritário nas vendas •Recuperação de preços nos não revestidos ao longo de 2007 regionais: volumes entre 75-80% •Crescimento significativo do das vendas consumo de papelcartão •Pressão de importados nos MAIOR RETORNO revestidos 53
  • 54. Prioridades do Papel Implementação de Otimização do mix de melhorias produtos e regiões operacionais Redefinição da abordagem comercial Crescimento com e relacionamento com rentabilidade mercado 54
  • 55. Mensagens importantes 1. Somos número 1 ou 2 na região em todas linhas de produto em que atuamos 2. Reconhecimento de marcas e qualidade 3. Demanda em crescimento em todas as linhas de produto 4. Vantagens claras na complementariedade das linhas no I&E e papelcartão 5. Temos ativos de qualidade em todas as linhas 55
  • 56. Resultados e Mercado de Capitais 56
  • 57. Vendas líquidas e EBITDA EBITDA (US$ milhões) e margem EBITDA Receita Líquida (US$ milhões) 40,6% 40,4% 39,4% 32,8% 33,5% 33,9% 1.425 1.563 1.144 902 51% 53% 50% 530 478 52% 355 377 287 326 50% 49% 47% 48% 2004 2005 2006 UDM 2002 2003 2004 2005 2006 UDM Mercado Externo Mercado Interno EBITDA (US$ Milhões) Margem EBITDA Nota: Dados consolidados da Suzano Papel e Celulose, com participação proporcional da Ripasa. UDM – últimos doze meses 57
  • 58. Endividamento 6.000 3,8x 3,7x 4,00x 3,50x 5.000 Dívida Líquida / EBITDA 2,7x 4.151 3,00x 3.919 4.000 2,50x R$ Milhões 3.000 1,7x 2,00x 1,6x 2.475 1.665 1,50x 2.000 1.616 1000 1039 913 1040 1114 1,00x 1.000 0,50x 0 0,00x 2003 2004 2005 2006 2T07* * Dívida Líquida EBITDA Dívida Líquida / EBITDA * EBITDA UDM 58
  • 59. Perfil do endividamento Condições favoráveis de liquidez: • R$ 1.35 bilhão em caixa no 2T07 • US$ 200 milhões em stand-by com prazo de 3 anos para sacar e 3 anos de pagamento. • Prazo médio de endividamento de longo prazo de 4,5 anos. Amortização da dívida (US$ milhões) 843 689 445 416 336 356 281 166 Caixa dez/08 jun/08 2009 2010 2011 2012 diante jul/07 jul/08 2013 até em ate 59
  • 60. Elevação da liquidez das ações Após a reestruturação societária da Ripasa, migração dos acionistas minoritários e com a oferta de ações de 2007, houve crescimento da liquidez das ações: Pós-Reestruturação da Ripasa & Oferta 281 20.000 300 248 250 18.000 250 16.000 202 17.152 Qtde de Negócios / Dia 14.000 200 R$ 000 / Dia 12.000 131 12.096 10.000 116 119 12.921 150 109 8.000 90 68 100 6.000 4.000 6.056 50 2.000 4.032 2.387 2.469 3.166 1.584 1.673 - - 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 Média Diária em R$ mil Qtde de Negócios Diária Fonte: Economática 60
  • 61. Evolução do preço das ações 700% 600% 500% 400% 300% 200% 100% 0% mai/03 mai/05 mai/07 jan/02 set/02 jan/04 set/04 jan/06 set/06 Suzano Ibovespa Ibrx50 Fonte: Bovespa – Julho 2007 61
  • 62. Incentivos fiscais A Suzano Papel e Celulose possui dois incentivos fiscais da ADENE (Agência de Desenvolvimento do Nordeste). 1. Redução de 75% da base tributável proporcional ao faturamento líquido de Mucuri 2. Depreciação Acelerada Incentivada (DAI): Os ativos adquiridos em Mucuri são depreciados no mesmo ano de aquisição para efeitos fiscais do imposto de renda (ao invés de 35 anos). Fluxo de Caixa de Economia de Impostos Normal DAI 175 (5,0 x 35) 175 (5,0 x 35) 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 2007 2007 2008 2009 2010 2043 62
  • 63. A Suzano e o Futuro 63
  • 64. Aspirações estratégicas “Estar entre as duas maiores, e mais rentáveis empresas Brasileiras no setor” “Conquistar a admiração dos mercados e da sociedade onde atuamos” CRESCIMENTO & COMPETITIVIDADE SUSTENTABILIDADE RENTABILIDADE Atingir escala global em celulose de Conquistar a excelência no mercado. Ter competitividade por meio de uma relacionamento com os acionistas, Gestão de clientes, colaboradores, Atuar nos principais mercados de Classe Mundial fornecedores, sociedade e meio papeis brancos com: ambiente. •Liderança na América do Sul •Foco em rentabilidade e no cliente “World Class Estar entre as dez melhores Pulp and Paper” empresas para se trabalhar 64
  • 65. Modelo organizacional Conselho de Adm. 9 membros Estratégia e (3 independentes) Sustentabilidade Comitês de Assessoria ao Conselho Gestão Auditoria Presidente Projeto Mucuri PS: Prestadoras de Serviço Florestal Celulose Papel UN: Unidades de Negócio Industrial Logística e Objetivos: Competitividade Maior Foco no Cliente Finanças, Responsabilização dos Resultados Planejamento e RI Desenvolvimento de Líderes Recursos Humanos 65
  • 66. Modelo de gestão • Excelência Operacional: Prêmios e Reconhecimentos: • Seis Sigma / Gestão da rotina • Otimização do mix • Orçamento matricial: custos fixos e SG&A • Organização Focada no Consumidor: • Políticas comerciais novas e mais claras • Melhorias na satisfação do consumidor • Alinhamento de Interesses: • Compensação de executivos focada em métricas de EVA • Maior parcela variável na remuneração total • Planejamento Estratégico: • Focada em Gestão Baseada em Valor (Value-Based Management) • Oportunidades de fusões e aquisições • Gestão de risco empresarial • Sustentabilidade • Inovação e P&D 66
  • 67. Suzano: Foco em crescimento sustentável com rentabilidade Dinâmica da Indústria Sólida Estratégia Favorável para de Crescimento Produtores de Baixo em Implantação Custo Líder no Mercado Regional de Papel Aumento Significativo e Top 10 Global de Liquidez em Celulose em 2008 Administração Experiente e Novo Desalavancagem Modelo Organizacional 67
  • 68. Relações com Investidores www.suzano.com.br/ri 55 11 3503-9061 ri@suzano.com.br 68