Geopolítica e Blocos Econômicos - 2

2.060 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.060
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geopolítica e Blocos Econômicos - 2

  1. 1. Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu e MBA Geopolítica e Blocos Econômicos Prof. Dr. Prof. Gunther Rudzit Setembro, 2011Prof. Dr. Prof. Gunther Rudzit Geopolítica e Blocos Econômicos
  2. 2. Geopolítica e Blocos Econômicos Prof. Gunther Rudzit Dr. Ciência Política –USP M.A.NationalSecurity–Georgetown University M.A.Geografia Humana –USP B.A.Geografia -USP(47) 3026 4950
  3. 3. 3
  4. 4. Economia global com Estados Soberanos Como funciona ?
  5. 5. Governança GlobalFalhou •Regulamentação FinanceiraFalhou •Regulamentação do ComércioFalhou •Regulamentação do ClimaFalhou •Regulamentação do câmbio e ... •Segurança?
  6. 6. Como surgiu o Estado Europeu? Democracia GovernoGuerra/Coerção População/ Cidadão SúditoImpostos/Capital 6
  7. 7. Estados Modernos Papa Reconhecimento mútuo de SoberaniaGoverno Governo População População Território Território KRITSCH, Raquel. Soberania. A construção de um conceito. São Paulo: Imprensa Oficial SP, 2008 7
  8. 8. Como analisar esse Sistema Internacional ? Existe juiz ou governo mundial ? NARQUIA Sem governo central
  9. 9. Como analisar esse Sistema Internacional ? Distribuição de Poder Bipolar (Estável) Multipolar (Instável) Valores Homogêneo (Estável) Heterogêneo (Instável)
  10. 10. SI - Europeu SI - MundoDuas Fases:Colonização(1500 – 1881)Descolonização(1776 – 1975)
  11. 11. Um SI anárquico tem alguma ordem? O que é ordem?Um arranjo de diferentes objetos com um objetivo final Ordem internacional ? OBJETIVOS EM COMUM entre as grandes potências 11
  12. 12. Pra quê um Ordem Internacional ? Cria previsibilidade ...os Estados sabem como os outros vão agir no futuro Cria estabilidade ... Como ? Cria LEGITIMIDADE O que pode O que não pode 12
  13. 13. Guerra Embargo RompimentoRelações Diplomáticas Embaixador para Consultas Negativo / Conflito Crise Tensão Neutra Reunião Processo: Acordo Relações entre Estados Área Livre Comércio União Aduaneira Positivo / Cooperação Mercado Comum Como essa ordem é construída, mantida ou modificada ? Aliança militar Org. Supranacional
  14. 14. 3ª Ordem Internacional (1945 – hoje) Objetivo: Manter Paz e Segurança Internacionais- Organização das Nações Unidas (ONU)Premissa:Conselho de Segurança como responsável Membros Permanentes: Estados Unidos URSS (Rússia após 1991) Reino Unido França China (RPC após 1971) Membros Não Permanentes: Blocos Africano (3 membros) América Latina e Caribe (2 membros) Ásia (2 membros) Países Ocidentais e outros (2 membros) Leste Europeu (1 membro) Um país “Árabe” rotativo da Ásia ou África 14
  15. 15. Qual legitimidade ? EUA: URSS: Democracia Socialismo Capitalismo Comunismo Liberdade de imprensa Imprensa da Coletividade Liberdade Individual ColetivoDireitos Humanos Individuais Direitos Humanos Coletivos Etc. Etc. Duas lógicas moldavam as ações ... 15
  16. 16. Qual o Sistema Qual o Sistema Político ? Ocupação da Alemanha Econômico ? Rendição em 7 de Maio de 1945EUA: Democracia EUA: CapitalismoURSS: Socialismo URSS: Comunismo 16
  17. 17. Rendição japonesaQual o Sistema Político ? 14 de abril de 1945 Qual o Sistema Econômico? Democracia Ocupação do Japão Capitalismo 17
  18. 18. Qual o Sistema Político ? Ocupação da Península CoreanaQual o Sistema Econômico ?Norte: SocialismoNorte: ComunismoSul: DemocraciaSul: Capitalismo 18
  19. 19. 19
  20. 20. Dois sistemas político-econômico: Socialismo/Comunismo Democracia/CapitalismoQual a correlação entre os sistemas político e econômico ?GILPIN, Robert. Global PoliticalEconomy. Undertstandingthe internationaleconomicorder.Princeton: Princeton UniversityPress, 2001. 20
  21. 21. As maneiras pelas quais as funções da economia mundial sãodeterminados tanto pelo mercado como pelas políticas dos Estados-nações, especialmente pelos Estados poderosos; já que osmercados e as forças econômicas por si só não podem dar conta daestrutura e funcionamento da economia global.As interações das ambições políticas e rivalidades dos Estados,incluindo os seus esforços de cooperação, criam o quadro dasrelações políticas dentro do qual os mercados e as forçaseconômicas operam. Estados, particularmente os grandes,estabelecem as regras que os empresários e as empresasmultinacionais devem seguir, e estas regras geralmente refletemos interesses políticos e econômicos dos Estados dominantes e deseus cidadãos.No entanto, as forças econômicas e tecnológicas também moldamas políticas e os interesses dos Estados, como também as relaçõespolíticas entre os Estados, e o mercado é de fato uma força potentena determinação dos assuntos econômicos e políticos.Ou seja, a relação entre economia e política é interativa. 21
  22. 22. Pode-se assumir que:Cada Estado busca organizar a economiainternacional, isto é um interesse nacional;Os sistemas Político e de Segurança internacionaisproveem a estrutura essencial na qual a economiainternacional funciona;Por sua vez, as economias doméstica e internacionalgeram a riqueza que são as fundações do sistemapolítico internacional; 22
  23. 23. Assim, com o tempo, a base econômica dos sistemapolítico internacional muda, de acordo com a “lei docrescimento desigual”;O resultado da transformação do equilíbrio de Poderinternacional leva os Estados a redefinirem seusinteresses e políticas externas;Tal mudança política frequentemente mina aestabilidade do sistema econômico/políticointernacional e pode levar a conflitos. 23
  24. 24. Assim, agora podemos entender ...Como os EUA reorganizaram a economia capitalista no Pós II Guerra Mundial? 24
  25. 25. Estrutura Econômica Ocidental criado em 1944 Sistema Bretton Woods Fundo Monetário Internacional Organização Internacional Banco Mundial GATT do ComércioPrincípios Fundamentais:1) Compromisso com a liberalização do comércio e não discriminação;2) Acordo que as transações em conta corrente deviam estar isentas de controles;3) Acordo de que as taxas de câmbio deviam ser fixas ou vinculadas. 25
  26. 26. Como conseguiu funcionar? • Volta ao Padrão Ouro • Vinculação de todas as moedas ao dólarComo os Estados conseguiram acumular reservas? Fator fundamental foi Plano Marshall: - EUA usaram reservas internacionais para contribuir com a reconstrução dos aliados - Ente 1947 e 1951 EUA distribuíram 2% PIB ao ano aos aliados 26
  27. 27. Consequências:- Construção de um consenso em torno do livre comércio em troca do pleno emprego;- Abertura gradual das economias via rodadas de negociação (GATT);- Rápido crescimento econômico e de produtividade: • Europa Ocidental: 4,5% ao ano na década de 1950 5,0% ao ano na década de 1960 • Japão: 10,0% ao ano nas décadas de 1950 e 1960 • EUA: 3,0% ao ano na década de 1950 4,0% ao ano na década de 1960 27
  28. 28. Sustentou .... Contudo... 28
  29. 29. Situação muda no início da década de 1970 Gastos excessivos da Guerra do Vietnã Gastos na corrida espacial Gastos com a construção da “grande sociedade” Sem aumento de impostos Aumento da inflaçãoMedo internacional dos EUA não manterem a paridade Dólar/ouro Ataque especulativo ao Dólar em 1971 29
  30. 30. Nixon rompe padrão ouro em agosto de 1971Impôs sobretaxa de 10% sobre produtos importados Abriu negociação com aliados para a valorização das suas moedas em 10% Após acordo, retirou 8% da sobretaxa 30
  31. 31. Piorando a situação econômica veio a crise do petróleo de 1973 Qual a origem dessa crise? Países árabes boicotaram EUA Reino Unido Holanda 31
  32. 32. Período da STAGFLAÇÃO (1973-79) Que levou à criação ... 32
  33. 33. Criação do G-7 (1976) Com o objetivo de ...Coordenação das maiores economias capitalistas 33
  34. 34. Crise que reforça a lógica defortalecimento dos processos de integração regionalContudo, quais são os tipos de Integração regionais ? 34
  35. 35. Por que busca por blocos regionais?a) um substrato comum de valores e de interesses e, mais importante ainda, uma escala de preferências bem estabelecida entre os atores de modo que conflitos e dilemas possam ser facilmente resolvidos. Isso significa dizer que as visões do mundo e da sociedade dos diversos Estados nacionais devem ser convergentes, obtendo sua legitimação por consenso;b) uma relativa homogeneidade estrutural entre os referidos atores (econômicos, sociais, políticos institucionais) e, junto a isso, um certo grau de complementaridade entre eles (os atores), condição para que se amplie sua interdependência;c) A percepção por todos os atores, de seus próprios ganhos derivados da integração, de maneira que sejam assegurados o apoio e o compromisso de cada um dos atores a associação supranacional.
  36. 36. Fatores importantes para integração:1) a proximidade geográfica;2) a infraestrutura de transportes e comunicações;3) o nível de relações políticas, culturais e econômico-financeiras preexistentes entre os países;4) a localização e importância relativa dos núcleos ou concentrações produtivas;5) suas interconexões; e6) suas relações de domínio sobre as regiões periféricas. 36
  37. 37. Formas de Integração Econômicas:o Zona de Livre Comércio: Onde os bens podem circular livremente, sem a existência de barreiras tarifárias e de barreiras técnicas, de saúde e físicas. Ex: NAFTAo União Aduaneira: Além da livre circulação dos bens, as partes negociam uma tarifa externa comum para delimitar a fronteira externa da união frente aos demais parceiros comerciais. Ex: Mercosulo Mercado Comum: Além da livre circulação dos bens entre seus membros - também estabelece a livre circulação de pessoas, serviços e capitais. Ex: Comunidade Econômica Européia até 1994. 37
  38. 38. o União Monetária: Pressupõe a implantação do mercado comum entre seus membros. Exige uma coordenação muito estreita das políticas econômicas, principalmente níveis compatíveis de taxas de juros, taxas baixas de inflação e políticas monetárias de acordo com índices estabelecidos de déficits públicos. Também exige um processo de ajustamento e convergências das taxas de câmbio. Tal fase implica a criação de um sistema de bancos centrais independentes e de um banco central da união. O final do processo é a criação de uma moeda única com o desaparecimento das moedas nacionais. Ex: União Européia (UE) com Tratado de Maastricht.o União Política: Vai além do Mercado Comum e União Monetária, é a criação de uma política comum de relações externas, de defesa e de segurança, ou seja, uma organização supranacional. Ex: União Européia (UE) com Tratado de Maastricht. 38
  39. 39. Exemplo máximo é a Comunidade Européia/União Européia- Começou como Comunidade do Carvão e do Aço (1952)- Virou Comunidade Econômica Européia (1957)- Tratado de Roma, tinha como objetivo a expansão econômica, para oaumento do emprego e melhoria do nível de vida dos Estados Membros,em harmonia com a economia geral e pelo estabelecimento de ummercado comum. Os países que assinaram o Tratado de Paris foram:França, Alemanha (na época a Ocidental), Itália e os três países doBenelux: Bélgica, Holanda e Luxemburgo.- Sistema Monetário Europeu - SME (1978)- Criação do Mecanismo de Indexação Cambial (MIC),estabelecendo um sistema de taxas de câmbio relativamente fixasentre as moedas européias. Objetivo de isolar a Europa dos efeitosdas inconstâncias das políticas macroeconômicas americanas e dasflutuações do dólar. 39
  40. 40. Outro exemplo é a Associação dos Estados do Sudeste Asiático (ASEAN)- Criada em 1967 por: Cingapura, Filipinas, Indonésia, Malásia eTailândia.- Surgiu com objetivo político: caminho da cooperação política,buscando obter um clima de paz na região, ao mesmo tempo emque desejava encontrar elementos aglutinadores frente ao avançoda ideologia comunista na região, vista pela maior parte dospaíses como uma espécie de inimigo comum.- Nunca previu integração profunda como Europa.- Nos anos 1980, passam por rápido crescimento com oinvestimento de indústrias japonesas fugindo da mão de obra cara.Modelo dos “gansos voadores” e conhecidos como Tigres Asiáticos,com Indonésia, Tailândia e Malásia despontando.- Ampliada com Brunei (1984). 40
  41. 41. Outro tipo de integração é o MERCOSUL- Surgiu com a aproximação entre Argentina e Brasil em 1986 com aAta de Iguaçu.- Surgiu com objetivo político: dois novos governos civis tentando sair datutela dos seus setores militares após anos de ditadura.- Criou-se o Programa de Integração e Cooperação Econômica(PICE), voltado para o estabelecimento de espaço econômicocomum entre os dois países, abrangendo abertura seletivados respectivos mercados e o estímulo à complementação desetores específicos de ambas economias.- Pode-se afirmar que é um projeto do Itamaraty. 41
  42. 42. Mas também surge, no início dos anos 1980 uma nova visão econômica Liberalismo Econômico Reagonomics ou Tatcherismo Principais pontos: • Redução dos gastos governamentais; •Redução de impostos e impostos em ganhos de capitais; • Redução dos regulações governamentais; • Controle da oferta monetária para reduzir a inflação.
  43. 43. 43
  44. 44. Nova lógica: Econômica.Por isso, novas mudanças ...
  45. 45. Mudanças na Comunidade Européia/União Européia- Comunidade Européia termina primeiro draft do Tratado deMaastricht em 09-10 Dezembro de 1991- Assina o Tratado em 07 de Fevereiro de 1992- Efetivo em 01 de Novembro de 1993 46
  46. 46. Critérios de Convergência:- Inflação não superior a 1,5% acima da inflação média dos três países membroscom menores taxas de inflação.- Taxa de juros não superior a 2% acima da média dos três países membros commenores taxas de inflação.- Dívida pública de no máximo 60% do PIB. Origem da atual crise.- Déficit público de no máximo 3% do PIB.- Participar do mercado comum há pelo menos dois anos.- Criação de Banco Central Independente. 47
  47. 47. Outra integração é o North America Free Trade Area (NAFTA) 48
  48. 48. - Surgiu de uma proposta mexicana (Encontro de Davos).- Surgiu com um objetivo econômico: Liberalizar comércio entre os trêssócios.- A eliminação das tarifas seria feita por fases e até por produtos;em janeiro de 1994, cerca de 60% dos bens estariam livres paravenda e circulação; número cresceria para 75% até 1998,sucessivamente, até a livre circulação de todos os produtos dostrês países agora integrados em até 15 anos (2009).- Surgiu com um objetivo político: manter o trabalhador mexicano noMéxico. 49
  49. 49. Expansão do MERCOSUL- O alargamento desse processo se deu somente no início de1991, quando foi assinado o Tratado de Assunção para aconstituição de um mercado comum entre Argentina, Brasil,Paraguai e Uruguai, o que ocorreu efetivamente somente em 2001.- Estabeleceram a tarifa externa comum (TEC) em Janeiro de 1995.- Criação da UNASUL em 2007, mesmo ano de criação daAlternativa Bolivariana para as Américas (ALBA).- Situação atual bastante complicada por imposição de barreiras ... 50
  50. 50. ALCA / FTAA lançada em Juno 1990 Objetivos: - expandir o livre comércio; - encorajar o investimento; e - diminuir a carga da dívida nos países da América Latina e Caribe. Tempo de negociação para implementação: 10 anos Implementação em 2005 Negociações abandonadas em favor da Rodada Doha da OMC. 51
  51. 51. Expansão da (ASEAN)- Continua sem buscar uma integração profunda como Europa.- Ampliada com Vietnã (1995), Laos e Myanmar (1997), Camboja(1999) e Timor Leste (2011). 52
  52. 52. APEC 53
  53. 53. APEC foi criada em 1989Objetivo político/segurança:- Criar algum tipo de mecanismo de cooperação para entendimento político naregião, uma vez que existe um forte processo de militarização, e um crescenterisco decorrente de possíveis enfrentamentos bélicos, um problema em umaárea provida de armas nucleares.Objetivo econômico:- promover o desenvolvimento das economias de seus membrosatravés da integração negociada entre os parceiros.- Estabelecido em 1994 que haveria liberalização de comércio einvestimento para países desenvolvidos até 2010, e para países emdesenvolvimento até 2010. 54
  54. 54. Um mundo de acordos regionais?Uma competição entre diferentes tipos de economias? 55
  55. 55. Capitalismo é igual em todos os Estados?Não, e três áreas são importantes: • A razão principal da atividade econômica; • O papel do Estado na economia; • A estrutura do setor corporativo e as práticas empresarias.GILPIN, Robert. Global PoliticalEconomy. Undertstandingthe internationaleconomicorder.Princeton: Princeton UniversityPress, 2001. 56
  56. 56. Três tipos diferentes de capitalismo:• O Sistema Capitalista Americano de Orientação de Mercado: - Propósito primário da atividade econômica é de beneficiar o consumidor enquanto maximaliza a criação de riqueza; - Não intervenção do governo na economia (laissez-faire); - A economia é voltada para o consumo interno; - Governança corporativa: papel dos acionistas (stockholders). Necessidade de agência de classificação de risco. 57
  57. 57. • O Sistema Capitalista Japonês de Desenvolvimento: - A economia é subordinada aos objetivos sociais e políticos da sociedade (Neo-mercantilismo).; - Forte controle do governo sobre a economia; - Grupos industriais integrados (keiretsu); - A economia é voltada para a exportação com grande poupança interna para investimento; - Governança corporativa: papel importante dos bancos. 58
  58. 58. • O Sistema Capitalista Alemão de “Mercado Social”: - A economia é voltada para a exportação com grande poupança interna para investimento; - Grande liberdade de mercado; - Estado e empresas oferecem um grande sistema de bem estar social; - Governança corporativa: - Forte setor de médias empresas (Mittelstand), mas - Economia oligopolista dominada por alianças entre grandes corporações e grandes bancos. 59
  59. 59. Repensar o Brasil neste cenário 60
  60. 60. Qual modelo passou a ser referência ? 61
  61. 61. Consenso de Washington John Williamson (1989)Estabilizar, Privatizar e Liberalizar Neo-liberal 62
  62. 62. Estrutura Econômica Sistema Bretton Woods Fundo Monetário InternacionalBanco Mundial GATT Organização Mundial do Comércio 63
  63. 63. Prevalência do Capitalismo Financeiro Anglo-saxão 64
  64. 64. Importâncias das Agências de Classificação de Risco Investment Grade AAA : the best quality borrowers, reliable and stable (many of them governments) AA : quality borrowers, a bit higher risk than AAA A : economic situation can affect finance BBB : medium class borrowers, which are satisfactory at the moment Non-Investment Grade (also known as junk bonds) BB : more prone to changes in the economy B : financial situation varies noticeably CCC : currently vulnerable and dependent on favorable economic conditions to meet its commitments CC : highly vulnerable, very speculative bonds C : highly vulnerable, perhaps in bankruptcy or in arrears but still continuing to pay out on obligations CI : past due on interest R : under regulatory supervision due to its financial situation SD : has selectively defaulted on some obligations D : has defaulted on obligations and S&P believes that it will generally default on most or all obligations NR : not rated 65
  65. 65. Surgem novos atores ... BRIC (2001) Goldman Sachs Economias para investimento futuro 66
  66. 66. 69
  67. 67. Aumento vertiginosos dos gastos militares 70
  68. 68. Diplomacia e Militares “atolados” 71
  69. 69. Nesse quadro veio a Crise de 2008 72
  70. 70. 73
  71. 71. Levou a uma queda acentuada na economia mundial
  72. 72. Levou a um aumento do déficit orçamentário 75
  73. 73. Também na Europa 76
  74. 74. Voltamos à questão da Governança Global... 78
  75. 75. Pedido de redistribuição das cotas ...Qual a importância ? LEGITIMIDADE 79
  76. 76. Mesma discussão na OMC .... LEGITIMIDADE Por exemplo...
  77. 77. 81
  78. 78. Uma nova realidade política-econômica ... Queda econômica leva à queda de arrecadação.... Mas aumentos dos gastos como .... Aposentadorias dos babyboomers .... E de “Política Externa” .... Qual cortar? Crise do “’teto da dívida”, Que ficou para dezembro 2012...
  79. 79. Surgimento do State Capitalism Quatro instrumentos:• Companhia petrolífera• Grandes estatais• Empresas “campeãs nacionais”• Fundos Soberanos Quais países:• China• Rússia• Países árabes• Índia• Brasil Qual o problema ?
  80. 80. Com crise da dívida ... Devem ser tratados como um agenteeconômico ou Estatal ? São solução ou dominação ? LEGITIMIDADE ? 84
  81. 81. Denúncia do Ministro Guido MantegaDesvalorização por lei do mercado ... Ou desvalorização desleal? LEGITIMIDADE ?
  82. 82. Repensar o Brasil e o S.I. neste cenário 86
  83. 83. Novas “áreas de influência econômica” ? 87
  84. 84. Estaríamos somente “voltando no tempo” ?
  85. 85. OBRIGADO ! 89

×