Caracterização da escola 2

18.058 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.058
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.703
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
143
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caracterização da escola 2

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL Centro de Educação – CEDU Curso de Pedagogia Fabiana Tenório Magalhães Lavínnia Rayane Costa Silva Malane Tenório Cavalcante Mariana Costa Rodrigues Rita de Cássia Barros Leite CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Maceió 2012
  2. 2. Fabiana Tenório MagalhãesLavínia Rayane Costa SilvaMalane Tenório Cavalcante Mariana Costa RodriguesRita de Cássia Barros Leite Relatório apresentado como requisito processual de avaliação da disciplina Estágio Supervisionado I. Profª. Msc. Karla de Oliveira Santos Maceió 2012
  3. 3. SUMÁRIOINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO ........................................................ 4 1 – Identificação da Instituição ................................................................................. 4 2 – Caracterização Institucional ............................................................................... 4 3 – Instalações ......................................................................................................... 5 4 – Recursos Humanos............................................................................................ 6 5 – Gestão escolar ................................................................................................... 7 6 – Informações diversas ......................................................................................... 8ANEXOS......................................................................................................................8APÊNDICES................................................................................................................9
  4. 4. 3 INTRODUÇÃO O presente relatório foi construído a partir de duas visitas realizadas à EscolaMunicipal Profª. Maria do Socorro Tavares Lima da Silva. Em conversa com adiretora da unidade tivemos oportunidade de conhecer o aspecto físico da instituiçãoe como se dá seu funcionamento. Além das visitas e conversas, o relatório tambémcontou com informações do relatório elaborado pelos alunos do estágio anterior.
  5. 5. 4 CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO1 – Identificação da InstituiçãoNome: Escola Municipal Profª. Maria do Socorro Tavares Lima da Silva.Endereço: Rua Dr. Carlos de Miranda, 257, Poço.CNPJ: 09.674.782/0001-19Direção: Líllian Alessandra de Araújo dos SantosVice: Mariana Chelly Barbosa MeloCoordenação: Ana Paula de Melo Santos2 – Caracterização Institucional A Escola Municipal Profª. Maria do Socorro Tavares Lima da Silva, é umainstituição pública, mantida, principalmente, pela SEMED1 e foi criada pelo decreto6.649, de 31 de março de 2006. Não foi possível obter a informação da biografia dapessoal a qual a instituição homenageia, pois na Semed só constava o decreto desua criação. A unidade oferta apenas educação infantil e está localizada no bairro do Poçoa cerca de dois anos. Hoje está em prédio próprio, porque antes os prédios eramalugados e eles tiveram grandes dificuldades em instalação. Atende alunos delocalidades próximas como Jatiúca e Jaraguá. Devido à essa proximidade com taisbairros a classe econômica dos alunos é bastante diferenciada. A escola tem alunosque possuem uma condição de vida melhor do que outros, entretanto, os menosfavorecidos são maioria. Na escola não há muitas desistências e quando há é por motivo de mudançade moradia. Como é o que caso citado pela diretora: os alunos que residem noJaraguá irão se mudar para a praia da avenida, onde estão sendo construídosapartamentos para os moradores da favela. Então, os alunos se mudarão para essalocalidade e consequentemente, terão que estudar mais perto de onde vão morar.Contudo, a diretora disse que há uma lista de espera grande e quando esses alunossaírem outros entrarão no lugar.1 Secretaria Municipal de Educação de Maceió.
  6. 6. 5A organização da escola com relação à distribuição de alunos nas turmascompreende a seguinte forma: Turno Matutino (07:30 h – 11:30 h) Turmas Maternal Primeiro Primeiro Segundo período período período Idade 02 a 03 anos 04 anos 04 anos 05 anos(aproximada) Quantidade 16 20 20 20 de alunos Turno Vespertino (13:00 h – 17:00 h) Turmas Maternal Primeiro Segundo Segundo período período período Idade 02 a 03 anos 04 anos 04 anos 05 anos(aproximada) Quantidade 16 20 20 20 de alunos A instituição é organizada em dois períodos semestrais, contemplando nocalendário os feriados nacionais, encontros pedagógicos, reuniões administrativas ereuniões de pais. O que percebemos é que realmente a escola atende à uma comunidadediferenciada, onde alguns tem uma condição de vida razoavelmente melhor do queoutros. Durante as visitas observamos que alguns dos alunos chegam à escola decarro, enquanto outros vem a pé ou de bicicleta. Mesmo assim, consideramos quesão crianças bem cuidadas.3 – Instalações O espaço onde a escola está instalada é em uma antiga casa adaptada parao funcionamento da instituição. A escola possui: 04 salas de aulas não tãoespaçosas (em especial a do maternal), todas com ar condicionado e pelo menos 01ventilador; 02 banheiros para as crianças e 01 dentro da sala do maternal; 01banheiro para todos os funcionários; 01 sala pequena, na qual tem livros dehistorinhas e uma TV onde eles assistem vídeos; 01 quadra; 01 sala improvisadapara a coordenação que é onde deveria funcionar a sala de informática e é onde
  7. 7. 6estão os computadores (mas ainda não foram instalados); 01 sala da direção; 01almoxarifado adaptado numa casinha que antes as crianças brincavam. A escolanão conta com sala dos professoras, nem uma secretaria adequada ao atendimentodos pais e alunos. A manutenção do estabelecimento é de responsabilidade da Semed.Entretanto, isso não ocorre sem que a diretoria esteja no pé (e mesmo assim édifícil). Por isso, acaba se dando um “jeito”. Um dos recursos do qual a escoladispõe são as feiras da pechincha realizadas através da doação de roupas dosfuncionários da escola e dos pais dos alunos. Com o dinheiro levantado por elaspodem-se fazer alguns reparos e consertos pequenos. Percebemos que a escola não está em boas condições, mas também nãoestá muito deteriorada. No ano passado a escola passou por uma reformapatrocinada pela Marinha e algumas instituições que apoiaram. Essa reformaconstruiu os banheiros adaptados para as crianças, construiu a sala de TV e doslivros. Além disso, a Marinha doou os oito computadores para a sala de informática. 4 – Recursos Humanos A diretora da instituição é formada em Pedagogia e possui curso deespecialização em Psicopedagogia. A mesma trabalha há quinze anos na educaçãoe há quase seis nessa escola. Mas no cargo de diretoria está há apenas seis meses,pois a antiga diretora aposentou-se. A vice-diretora também é pedagoga e possui curso de especialização emgestão escolar. Atualmente, ela está de licença maternidade e só retorna àsatividades em setembro. Por tal motivo não tivemos conhecimento de quanto tempoela trabalha na área. A coordenadora é formada em Pedagogia, com especialização emPsicopedagogia e atua há 17 anos no ramo educacional, estando há seis anos naescola como coordenadora. Todas as professoras da instituição possuem nível superior, sendo que dototal de oito, sete são graduadas em Pedagogia e uma é graduada emLetras/português. Mas, apenas seis delas possuem especialização, sendo quatro emPsicopedagogia, uma em Educação Infantil e uma em docência do ensino superior.
  8. 8. 7 Cada professora conta com uma auxiliar de turma nas salas. O interessante éque todas as auxiliares de sala possuem nível superior, a maioria sendo Pedagogase algumas Psicólogas. Tanto professoras como auxiliares completam 20 horas decarga horária semanal na escola. Já diretora, vice e coordenadora completam 40horas de carga horária semanal. Com relação à formação continuada dosprofessores, eles se deslocam para a SEMED para realizá-la. Além disso, o quadro escolar ainda contempla três merendeiras, uma auxiliare um porteiro (apenas à tarde); no período matutino quem estiver livre atende aporta.5 – Gestão escolar A escola não possui um fluxograma demonstrando graficamente como sedefine a organização, até porque está se estruturando melhor agora, e seuorganograma, apesar de não ter no papel, é composto pela relação direção, vice ecoordenação. Segundo a diretora, o clima organizacional da instituição passou amelhorar esse ano, antes não era muito bom. Há reunião com todos que compõe a escola e estas são contempladas nocalendário escolar. Ainda segundo ela, não há muito o envolvimento e a participaçãoda comunidade escolar, apesar de a escolar incentivar. As verbas das quais a escola dispõe são: Programa Dinheiro Direto na Escola- PDDE (Federal), Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE (Federal),Custeio (SEMED) e Recursos próprios (SEMED). Na escola não há nenhum projetoem andamento. O conselho escolar da escola passou por reformulações e está seorganizando melhor. Foram os próprios pais quem elegeram quem ia compor oconselho. Entretanto, a diretora expõe que na primeira reunião vieram três e nasegunda veio apenas um. Mas, pelo que percebemos eles estão se organizando. Naescola não há conselho de classe e sim, plantões pedagógicos nos quaisprofessores e pais conversam sobre os avanços e as dificuldades dos alunos.
  9. 9. 86 – Informações diversas De acordo com a diretora, a escola apresenta uma proposta pedagógicaorientada por duas concepções: o construtivismo e o método tradicional,dependendo do que as professoras desempenham em sala. Não há “avaliação” pormeio de testes ou semana de prova, a escola trabalha com a avaliação contínua doaluno através de atividades que eles produzem/desempenham em sala de aula.Tudo que eles fazem contribui para a avaliação. Infelizmente, não tivemos acesso a Matriz Curricular da escola. A escola não atende nenhuma criança especial, porém eles estão percebendoum caso que será acompanhado pela Associação de Pais e Amigos dosExcepcionais (APAE), parceira da escola já que a mesma na possui em seu quadropsicólogo ou assistente social. Os professores elaboram projetos para serem trabalhados nas salas de aulascom os alunos, despertando a curiosidade deles para os temas. Esse ano osprojetos a serem desenvolvidos são: Boas maneiras, Parlendas e Cantigas de Roda. Ao ser indagada sobre quais as prioridades da escola para o nosso projeto deintervenção a diretora apontou que seria a elaboração do Regimento ou do PPP,visto que a escola não possui esses documentos que são de extrema importânciapara a instituição.

×