SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Fatores a controlar durante o processo da compostagem

                                         Temperatura
                                         Deves medir a temperatura periodicamente,
       COMPOSTAGEM NAS                   por forma a verificares se ao longo do proces-
           ESCOLAS                       so os valores aumentam repentinamente até
                                         aos 70ºC e decresçam lentamente até iguala-
                                         rem o valor inicial de temperatura.                                   COMPOSTAGEM
A Compostagem nas Escolas tem            Humidade
como objetivo incentivar a recicla-
gem de alguns dos resíduos produzi-      Deves regar os materiais colocados dentro do compostor sempre
dos no refeitório e no jardim das res-   que verifiques que estes apresentam um aspecto seco.
                                                                                                            Es cola S/3 Ar quiteto
petivas escolas.                         Ar                                                                   Oliveir a Fer r eir a
Através da compostagem, estes resí-
duos são transformados num com-          Dado que o processo decorre em
posto, que poderá ser novamente          meio aeróbio (presença de
utilizado no jardim da escola, como      oxigénio), deves revolver a pilha de composto periodicamente
fertilizante natural do solo.
                                         (1 vez por semana) com o auxílio de uma forqueta de arejamento.




  O composto produzido vai me-
  lhorar as caraterísticas do solo,                                                                        A compostagem é um pro-
  permitindo assim diminuir as                                                                             cesso simples e natural de re-
  quantidades de fertilizantes
                                                                                                           ciclagem de matéria orgânica,
  sintéticos e de água usados.
                                                                                                           realizado através de micror-
  Desta forma é benéfico para as                         “Semear Para Colher”
  plantas e para o ambiente. O                                    7ºAno Turma E
                                                                                                           ganismos que transformam
  composto pode ser aplicado em                                                                            os resíduos biodegradáveis
  vasos, sementeiras, hortas e                   Profess ora de C iênc ias Físico -Quím icas:              num fertilizante rico em
  jardins                                                   Isab el Martins Silva
                                                  Profess ora de E ducação Tecn ológ ica:                  nutrientes, a que se
                                                             Albert ina Bar bosa
                                                                                                           chama composto.
COMO FAZER A
           COMPOSTAGEM
            DOMÉSTICA?                            O que se pode compostar?                                Materiais a evitar
 1. Corte os resíduos Casta-
nhos e Verdes em bocados
                                                  Verdes                                        Existem alguns resíduos a evitar, pois
pequenos.                                                                                      podem dar origem a maus odores, atrair
2. No fundo do compostor,                                                                      animais (ratos, moscas, etc.) ou atrasar o
                                                  Ricos em azoto, geralmente húmidos                           processo
coloque, aleatoriamente, ra-
mos grossos (promovendo o                              Folhas verdes
arejamento e impedindo a compactação).                                                                Restos de carne, peixe e
                                                       Ervas daninhas sem sementes
                                                                                                       marisco
3. Adicione uma camada de 5 a 10 cm de Cas-
tanhos.                                                Restos de vegetais e frutas
                                                                                                      Produtos lácteos
4. Adicione, no máximo, uma mão cheia de               Borras de café, incluindo os filtros
                                                                                                      Cinzas
terra ou composto pronto. Esta quantidade              Cascas de ovos (esmagadas)
conterá microrganismos suficientes para iniciar                                                       Beatas de cigarros
o processo de compostagem (os próprios resí-           Flores
                                                                                                      Medicamentos
duos que adicionar também contêm microrga-
                                                       Folhas e saquetas de chá
                                                                                                      Resíduos de plantas
nismos). Note-se que grandes quantidades de
terra adicionadas diminuem o volume útil do            Aparas de relva frescas                        tratadas com
composto e compactam os materiais, o que é                                                             produtos químicos
indesejável.                                      Castanhos
                                                                                                      Excrementos de
5. Adicione uma camada de Verdes.                 Ricos em carbono, geralmente secos                   animais domésticos

6. Cubra com outra camada de Castanhos.                Folhas secas                                  Resíduos não biodegradáveis (plástico, vidro,
                                                                                                       metal, pilhas, tintas, têxteis, etc.)
7. Regue cada camada de forma a manter um              Resto de relva cortada seca
teor de humidade adequado.
                                                       Palha ou feno
8. Repita este processo até obter o compostor
cheio. As camadas podem ser adicionadas to-            Resíduos de cortes e podas                 Colocar em pouca quantidade
das de uma vez ou à medida que os materiais            Aparas de madeira e serradura                   Restos de pão
vão ficando disponíveis.
                                                       Agulhas de pinheiros                            Restos de comida cozinhada
9. A última camada a adicionar deve ser sem-                                                             sem gordura (tapar com terra)
pre de Castanhos, para diminuir os problemas           Casca de batata
de odores e a proliferação de insectos e outros
animais indesejáveis.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008
Ádila Faria
 
Agropecuria projetos agropecurios_4
Agropecuria projetos agropecurios_4Agropecuria projetos agropecurios_4
Agropecuria projetos agropecurios_4
Carlos Zacarin
 
Ppt 2 ResíDuos Aterro SanitáRio
Ppt 2   ResíDuos    Aterro SanitáRioPpt 2   ResíDuos    Aterro SanitáRio
Ppt 2 ResíDuos Aterro SanitáRio
Nuno Correia
 
1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica
Pelo Siro
 

Mais procurados (20)

Folder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Folder de compostagem e vermicompostagem domésticaFolder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Folder de compostagem e vermicompostagem doméstica
 
Compostagem Domestica
Compostagem DomesticaCompostagem Domestica
Compostagem Domestica
 
Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
Compostagem doméstica
Compostagem doméstica  Compostagem doméstica
Compostagem doméstica
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
 
Extração dna
Extração dnaExtração dna
Extração dna
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOSCLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
 
Agropecuria projetos agropecurios_4
Agropecuria projetos agropecurios_4Agropecuria projetos agropecurios_4
Agropecuria projetos agropecurios_4
 
Apresentação compostagem
Apresentação   compostagemApresentação   compostagem
Apresentação compostagem
 
Reciclagem de papel
Reciclagem de papelReciclagem de papel
Reciclagem de papel
 
Gerenciamento de Resíduos
Gerenciamento de ResíduosGerenciamento de Resíduos
Gerenciamento de Resíduos
 
Ppt 2 ResíDuos Aterro SanitáRio
Ppt 2   ResíDuos    Aterro SanitáRioPpt 2   ResíDuos    Aterro SanitáRio
Ppt 2 ResíDuos Aterro SanitáRio
 
Projeto horta
Projeto hortaProjeto horta
Projeto horta
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Composição do Ar
Composição do ArComposição do Ar
Composição do Ar
 
1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Crédito de Carbono
Crédito de CarbonoCrédito de Carbono
Crédito de Carbono
 

Destaque

A compostagem
A compostagemA compostagem
A compostagem
pief2
 
Guia Compostagem Doméstica
Guia Compostagem DomésticaGuia Compostagem Doméstica
Guia Compostagem Doméstica
Rota Orgânica
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
JNR
 
Projeto compostagem
Projeto compostagemProjeto compostagem
Projeto compostagem
brainsis
 
Compostagem
Compostagem   Compostagem
Compostagem
malex86
 
Manual de normas_artigos_cientificos
Manual de normas_artigos_cientificosManual de normas_artigos_cientificos
Manual de normas_artigos_cientificos
patricianoleto
 
4 metodostec-orientacoes iniciais
4 metodostec-orientacoes iniciais4 metodostec-orientacoes iniciais
4 metodostec-orientacoes iniciais
Maria Luiza Morais
 

Destaque (20)

Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
A compostagem
A compostagemA compostagem
A compostagem
 
Guia Compostagem Doméstica
Guia Compostagem DomésticaGuia Compostagem Doméstica
Guia Compostagem Doméstica
 
Compostar outra forma de reciclar
Compostar outra forma de reciclarCompostar outra forma de reciclar
Compostar outra forma de reciclar
 
Pp compostagem
Pp   compostagemPp   compostagem
Pp compostagem
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
Projeto compostagem
Projeto compostagemProjeto compostagem
Projeto compostagem
 
O tripé da compostagem
O tripé da compostagemO tripé da compostagem
O tripé da compostagem
 
Compostagem
Compostagem   Compostagem
Compostagem
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
O tripé da compostagem!
O tripé da compostagem!O tripé da compostagem!
O tripé da compostagem!
 
Ok compostagem yasmin e leticia 4ºd
Ok compostagem yasmin e leticia 4ºdOk compostagem yasmin e leticia 4ºd
Ok compostagem yasmin e leticia 4ºd
 
Projeto compostagem finalizado
Projeto compostagem   finalizadoProjeto compostagem   finalizado
Projeto compostagem finalizado
 
Tpoa presunto
Tpoa presuntoTpoa presunto
Tpoa presunto
 
Manual de normas_artigos_cientificos
Manual de normas_artigos_cientificosManual de normas_artigos_cientificos
Manual de normas_artigos_cientificos
 
4 metodostec-orientacoes iniciais
4 metodostec-orientacoes iniciais4 metodostec-orientacoes iniciais
4 metodostec-orientacoes iniciais
 
Comoelaborarumposterfinal 140428140532-phpapp01
Comoelaborarumposterfinal 140428140532-phpapp01Comoelaborarumposterfinal 140428140532-phpapp01
Comoelaborarumposterfinal 140428140532-phpapp01
 
Mpu 97 2003[1].ppt g-razi
Mpu 97   2003[1].ppt g-raziMpu 97   2003[1].ppt g-razi
Mpu 97 2003[1].ppt g-razi
 
Aula apresentação e diagramação de pôster acadêmico
Aula apresentação e diagramação de pôster acadêmicoAula apresentação e diagramação de pôster acadêmico
Aula apresentação e diagramação de pôster acadêmico
 

Semelhante a 23 compostagem panfleto

Cópia de jardinagem prática
Cópia de jardinagem práticaCópia de jardinagem prática
Cópia de jardinagem prática
altino3
 
1194564750 compostagem caseira
1194564750 compostagem caseira1194564750 compostagem caseira
1194564750 compostagem caseira
Pelo Siro
 
Compostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostos
Compostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostosCompostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostos
Compostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostos
Luna Oliveira
 

Semelhante a 23 compostagem panfleto (20)

Composto organico
Composto organicoComposto organico
Composto organico
 
Técnicas de Compostagem.pptx
Técnicas de Compostagem.pptxTécnicas de Compostagem.pptx
Técnicas de Compostagem.pptx
 
Pocesso compostagem caseiro.pdf
Pocesso compostagem caseiro.pdfPocesso compostagem caseiro.pdf
Pocesso compostagem caseiro.pdf
 
Ok compostagem joão e kayky 4ºd
Ok compostagem joão e kayky 4ºdOk compostagem joão e kayky 4ºd
Ok compostagem joão e kayky 4ºd
 
Cópia de jardinagem prática
Cópia de jardinagem práticaCópia de jardinagem prática
Cópia de jardinagem prática
 
Compostagem carlos e anderson 4 ºc
Compostagem carlos e anderson 4 ºcCompostagem carlos e anderson 4 ºc
Compostagem carlos e anderson 4 ºc
 
tec 4
tec 4tec 4
tec 4
 
Aula_O que é Compostagem.pdf
Aula_O que é Compostagem.pdfAula_O que é Compostagem.pdf
Aula_O que é Compostagem.pdf
 
Produção de adubos orgânicos
Produção de adubos orgânicos Produção de adubos orgânicos
Produção de adubos orgânicos
 
Compostagem bruna e danilo 4 c
Compostagem bruna e danilo 4 cCompostagem bruna e danilo 4 c
Compostagem bruna e danilo 4 c
 
Compostagem de Resíduos Orgânicos
Compostagem de Resíduos Orgânicos Compostagem de Resíduos Orgânicos
Compostagem de Resíduos Orgânicos
 
1194564750 compostagem caseira
1194564750 compostagem caseira1194564750 compostagem caseira
1194564750 compostagem caseira
 
Adubação no sistema orgânico de produção de hortaliças
Adubação no sistema orgânico de produção de hortaliçasAdubação no sistema orgânico de produção de hortaliças
Adubação no sistema orgânico de produção de hortaliças
 
Transformando a Natureza a partir da Compostagem em Pilha
Transformando a Natureza a partir da Compostagem em PilhaTransformando a Natureza a partir da Compostagem em Pilha
Transformando a Natureza a partir da Compostagem em Pilha
 
Compostagem gustavo s e guilherme 4ºc
Compostagem gustavo s e guilherme 4ºcCompostagem gustavo s e guilherme 4ºc
Compostagem gustavo s e guilherme 4ºc
 
Cartilha completa corrigida
Cartilha completa corrigidaCartilha completa corrigida
Cartilha completa corrigida
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
Apresentação - compostagem - UFJF
Apresentação - compostagem - UFJFApresentação - compostagem - UFJF
Apresentação - compostagem - UFJF
 
004 edição do jornal ação e reação 2012
004 edição do jornal ação e reação 2012004 edição do jornal ação e reação 2012
004 edição do jornal ação e reação 2012
 
Compostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostos
Compostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostosCompostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostos
Compostagem domestica –_uma_solucao_para_todos_os_gostos
 

Mais de Eduardo Roque (20)

Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)
 
Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)
 
Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)
 
Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)
 
Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)Apresenta.. (1)
Apresenta.. (1)
 
Palestra poluição sonora
Palestra  poluição sonoraPalestra  poluição sonora
Palestra poluição sonora
 
Palestra poluição sonora
Palestra  poluição sonoraPalestra  poluição sonora
Palestra poluição sonora
 
Sn7
Sn7Sn7
Sn7
 
Sn2
Sn2Sn2
Sn2
 
Sn1
Sn1Sn1
Sn1
 
Sn1
Sn1Sn1
Sn1
 
Sn11
Sn11Sn11
Sn11
 
Sn10
Sn10Sn10
Sn10
 
Sn9
Sn9Sn9
Sn9
 
Sn8
Sn8Sn8
Sn8
 
Sn7
Sn7Sn7
Sn7
 
Sn6
Sn6Sn6
Sn6
 
Sn4
Sn4Sn4
Sn4
 
Sn3
Sn3Sn3
Sn3
 
Sn5
Sn5Sn5
Sn5
 

23 compostagem panfleto

  • 1. Fatores a controlar durante o processo da compostagem Temperatura Deves medir a temperatura periodicamente, COMPOSTAGEM NAS por forma a verificares se ao longo do proces- ESCOLAS so os valores aumentam repentinamente até aos 70ºC e decresçam lentamente até iguala- rem o valor inicial de temperatura. COMPOSTAGEM A Compostagem nas Escolas tem Humidade como objetivo incentivar a recicla- gem de alguns dos resíduos produzi- Deves regar os materiais colocados dentro do compostor sempre dos no refeitório e no jardim das res- que verifiques que estes apresentam um aspecto seco. Es cola S/3 Ar quiteto petivas escolas. Ar Oliveir a Fer r eir a Através da compostagem, estes resí- duos são transformados num com- Dado que o processo decorre em posto, que poderá ser novamente meio aeróbio (presença de utilizado no jardim da escola, como oxigénio), deves revolver a pilha de composto periodicamente fertilizante natural do solo. (1 vez por semana) com o auxílio de uma forqueta de arejamento. O composto produzido vai me- lhorar as caraterísticas do solo, A compostagem é um pro- permitindo assim diminuir as cesso simples e natural de re- quantidades de fertilizantes ciclagem de matéria orgânica, sintéticos e de água usados. realizado através de micror- Desta forma é benéfico para as “Semear Para Colher” plantas e para o ambiente. O 7ºAno Turma E ganismos que transformam composto pode ser aplicado em os resíduos biodegradáveis vasos, sementeiras, hortas e Profess ora de C iênc ias Físico -Quím icas: num fertilizante rico em jardins Isab el Martins Silva Profess ora de E ducação Tecn ológ ica: nutrientes, a que se Albert ina Bar bosa chama composto.
  • 2. COMO FAZER A COMPOSTAGEM DOMÉSTICA? O que se pode compostar? Materiais a evitar 1. Corte os resíduos Casta- nhos e Verdes em bocados Verdes Existem alguns resíduos a evitar, pois pequenos. podem dar origem a maus odores, atrair 2. No fundo do compostor, animais (ratos, moscas, etc.) ou atrasar o Ricos em azoto, geralmente húmidos processo coloque, aleatoriamente, ra- mos grossos (promovendo o  Folhas verdes arejamento e impedindo a compactação).  Restos de carne, peixe e  Ervas daninhas sem sementes marisco 3. Adicione uma camada de 5 a 10 cm de Cas- tanhos.  Restos de vegetais e frutas  Produtos lácteos 4. Adicione, no máximo, uma mão cheia de  Borras de café, incluindo os filtros  Cinzas terra ou composto pronto. Esta quantidade  Cascas de ovos (esmagadas) conterá microrganismos suficientes para iniciar  Beatas de cigarros o processo de compostagem (os próprios resí-  Flores  Medicamentos duos que adicionar também contêm microrga-  Folhas e saquetas de chá  Resíduos de plantas nismos). Note-se que grandes quantidades de terra adicionadas diminuem o volume útil do  Aparas de relva frescas tratadas com composto e compactam os materiais, o que é produtos químicos indesejável. Castanhos  Excrementos de 5. Adicione uma camada de Verdes. Ricos em carbono, geralmente secos animais domésticos 6. Cubra com outra camada de Castanhos.  Folhas secas  Resíduos não biodegradáveis (plástico, vidro, metal, pilhas, tintas, têxteis, etc.) 7. Regue cada camada de forma a manter um  Resto de relva cortada seca teor de humidade adequado.  Palha ou feno 8. Repita este processo até obter o compostor cheio. As camadas podem ser adicionadas to-  Resíduos de cortes e podas Colocar em pouca quantidade das de uma vez ou à medida que os materiais  Aparas de madeira e serradura  Restos de pão vão ficando disponíveis.  Agulhas de pinheiros  Restos de comida cozinhada 9. A última camada a adicionar deve ser sem- sem gordura (tapar com terra) pre de Castanhos, para diminuir os problemas  Casca de batata de odores e a proliferação de insectos e outros animais indesejáveis.