SlideShare uma empresa Scribd logo

O uso de gêneros textuais nas aulas de LE do Ensino Médio: refletindo e ressignificando as práticas docentes

Minicurso apresentado no II Simpósio sobre Ensino de Línguas Estrangeiras no CEFET/RJ, pelas professoras Kátia Celeste, lilian Ferreira e Suellen Nascimento, em 07/12/2012.

1 de 70
Baixar para ler offline
Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca
Pós-Graduação em Ensino de Línguas Estrangeiras
II Simpósio sobre Ensino de Línguas Estrangeiras


          O uso de gêneros textuais nas aulas de
            LE do Ensino Médio: refletindo e
           ressignificando as práticas docentes

                               Katia Dias Henriques
                               Lilian dos Santos Ferreira
                               Suellen Nascimento Barbosa
Quem somos e o que fazemos...


Katia Celeste – Professora de Espanhol, SEEDUC/RJ – PG-
  CEFET/RJ


Lilian Ferreira – Professora de Francês, SME/RJ – PG-
   CEFET/RJ


Suellen Nascimento – Professora de Inglês, SME/RJ – PG-
  CEFET/RJ



                   BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
Reflexões iniciais...


 Por que você deu esses nomes a esses textos?

 O que faz um texto ser diferente do outro?




              BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)

Recomendados

Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoSHEILA MONTEIRO
 
Paradigmas de conjugação de verbos regulares
Paradigmas de conjugação de verbos regularesParadigmas de conjugação de verbos regulares
Paradigmas de conjugação de verbos regularesma.no.el.ne.ves
 
Plano de ensino 6ª
Plano de ensino 6ªPlano de ensino 6ª
Plano de ensino 6ªmfmpafatima
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaismarlospg
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesaPacatubaLei
 
Gêneros argumentativos: a carta aberta
Gêneros argumentativos: a carta abertaGêneros argumentativos: a carta aberta
Gêneros argumentativos: a carta abertama.no.el.ne.ves
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slideJaciara Mota
 
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUALELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUALDébora Costa
 
Plano de curso de espanhol E.M BNCC 2019
Plano de curso de espanhol  E.M  BNCC 2019Plano de curso de espanhol  E.M  BNCC 2019
Plano de curso de espanhol E.M BNCC 2019Vera Britto
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaDenise Oliveira
 
Plano de curso 9 ano
Plano de curso 9 anoPlano de curso 9 ano
Plano de curso 9 anoJaiza Nobre
 
MEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdf
MEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdfMEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdf
MEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdfssuser3646a1
 
5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textualJunior Paixão
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada PortuguêsJosias Santiago
 
Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoprofessoraIsabel
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguisticaMarcia Simone
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaJosilene Borges
 

Mais procurados (20)

Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
 
Gêneros argumentativos: a carta aberta
Gêneros argumentativos: a carta abertaGêneros argumentativos: a carta aberta
Gêneros argumentativos: a carta aberta
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
Atividade de Colocação Pronominal
Atividade de Colocação PronominalAtividade de Colocação Pronominal
Atividade de Colocação Pronominal
 
Slides aula verbos
Slides   aula verbosSlides   aula verbos
Slides aula verbos
 
Poesia concreta
Poesia concretaPoesia concreta
Poesia concreta
 
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUALELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
 
Plano de curso de espanhol E.M BNCC 2019
Plano de curso de espanhol  E.M  BNCC 2019Plano de curso de espanhol  E.M  BNCC 2019
Plano de curso de espanhol E.M BNCC 2019
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
 
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVADISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
 
Plano de curso 9 ano
Plano de curso 9 anoPlano de curso 9 ano
Plano de curso 9 ano
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
MEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdf
MEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdfMEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdf
MEU PLANO DE CURSO 8º ANO LIVRO TECENDO LINGUAGENS.pdf
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
 
Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indireto
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
 

Semelhante a O uso de gêneros textuais nas aulas de LE do Ensino Médio: refletindo e ressignificando as práticas docentes

Semelhante a O uso de gêneros textuais nas aulas de LE do Ensino Médio: refletindo e ressignificando as práticas docentes (20)

PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escolaPNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
 
Escrita e interação
Escrita e interaçãoEscrita e interação
Escrita e interação
 
Dlp em ação 2012 aula 1
Dlp em ação 2012   aula 1Dlp em ação 2012   aula 1
Dlp em ação 2012 aula 1
 
Gêneros textuais anos inicias
Gêneros textuais   anos iniciasGêneros textuais   anos inicias
Gêneros textuais anos inicias
 
4ª Aula 24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
4ª Aula   24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos4ª Aula   24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
4ª Aula 24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
 
Aula generos textuais
Aula generos textuaisAula generos textuais
Aula generos textuais
 
swales hemais & biasi-rodrigues
swales   hemais & biasi-rodriguesswales   hemais & biasi-rodrigues
swales hemais & biasi-rodrigues
 
Aula AD.pptx
Aula AD.pptxAula AD.pptx
Aula AD.pptx
 
Ano 2 unidade_5_miolo
Ano 2 unidade_5_mioloAno 2 unidade_5_miolo
Ano 2 unidade_5_miolo
 
PNAIC/LP-2013-CADERNOS
PNAIC/LP-2013-CADERNOSPNAIC/LP-2013-CADERNOS
PNAIC/LP-2013-CADERNOS
 
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
 
Slide ivan generos2
Slide ivan generos2Slide ivan generos2
Slide ivan generos2
 
Metafóra Na Lsb
Metafóra Na LsbMetafóra Na Lsb
Metafóra Na Lsb
 
Generostextuaisparte1 130731201208-phpapp02
Generostextuaisparte1 130731201208-phpapp02Generostextuaisparte1 130731201208-phpapp02
Generostextuaisparte1 130731201208-phpapp02
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Ensinodelinguagem
EnsinodelinguagemEnsinodelinguagem
Ensinodelinguagem
 
Resumo Caderno IV
Resumo Caderno IVResumo Caderno IV
Resumo Caderno IV
 
Greciely cristina costa 05-08-12
Greciely cristina costa 05-08-12Greciely cristina costa 05-08-12
Greciely cristina costa 05-08-12
 
1ª Aula de cultura e sujeito
1ª Aula de cultura e sujeito1ª Aula de cultura e sujeito
1ª Aula de cultura e sujeito
 

O uso de gêneros textuais nas aulas de LE do Ensino Médio: refletindo e ressignificando as práticas docentes

  • 1. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca Pós-Graduação em Ensino de Línguas Estrangeiras II Simpósio sobre Ensino de Línguas Estrangeiras O uso de gêneros textuais nas aulas de LE do Ensino Médio: refletindo e ressignificando as práticas docentes Katia Dias Henriques Lilian dos Santos Ferreira Suellen Nascimento Barbosa
  • 2. Quem somos e o que fazemos... Katia Celeste – Professora de Espanhol, SEEDUC/RJ – PG- CEFET/RJ Lilian Ferreira – Professora de Francês, SME/RJ – PG- CEFET/RJ Suellen Nascimento – Professora de Inglês, SME/RJ – PG- CEFET/RJ BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 6. Reflexões iniciais...  Por que você deu esses nomes a esses textos?  O que faz um texto ser diferente do outro? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 7. O que veremos...  Tipologia textual  Conceito de Gênero Textuais  Currículo Mínimo  Uma proposta de unidade didática BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 8. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOLOGIAS TEXTUAIS: são a mesma coisa? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 9. TIPOLOGIA TEXTUAL “(...) Espécie de construção teórica definida pela natureza linguística de sua composição (aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas)” (Marcuschi, 2002). A tipologia textual define cinco tipos de texto. São eles: BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 10.  Narração (É contada uma história, através de um narrador, que pode ser personagem, observador ou onisciente. Pode ser organizado de formas diferentes, dependendo do estilo de texto.) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 11.  Argumentação (Texto em que se defende uma idéia, opinião ou ponto de vista, procurando (por todos os meios) fazer com que o ouvinte/leitor aceite e/ou acredite nela.) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 12.  Descrição (Texto onde se procura retratar, através de palavras, as características de uma pessoa, de um objeto, de um animal, de um cenário, de uma situação qualquer.) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 13.  Injunção (Texto onde se explica como agir para atingir determinado objetivo. Indicam procedimentos a serem realizados. Sua finalidade é instruir o leitor.) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 14.  Exposição (Função principal: informar. O objetivo é explicar um tema, esclarecer um conceito, apresentar um problema e soluções, analisar diferentes explicações e implicações sobre um fenômeno.) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 15. GÊNERO TEXTUAL  São fenômenos históricos, vinculados à vida cultural e social.  Povos de cultura essencialmente oral desenvolveram um conjunto limitado de gêneros.  Século VII A. c. - multiplicam-se os gêneros.  Século XV - cultura impressa.  Século XVlII – industrialização.  Atualmente - novos gêneros e novas formas de comunicação. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 16.  “(...) Os gêneros textuais surgem, situam-se e integram-se funcionalmente nas culturas em que se desenvolvem” (Marcuschi, 2002).  Uso das tecnologias e suas interferências nas atividades comunicativas diárias.  Segundo Marcuschi (2002), os gêneros textuais são “textos materializados que encontramos em nossa vida diária e que apresentam características sócio-comunicativas definidas por conteúdos, propriedades funcionais, estilo e composição característica.” BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 19. TIPOLOGIAS E GÊNEROS TEXTUAIS Conto de fadas, fábula, lenda, narrativa de aventura, narrativa de ficção científica, história engraçada, romance, novela Narração fantástica, conto, crônica literária, adivinha, piada. Textos de opinião, diálogo argumentativo, carta de leitor, carta de solicitação, debate regrado, assembléia, resenha Argumentação crítica, artigo de opinião, editorial, ensaio. Relato de experiência vivida, relato de viagem, diário íntimo, testemunho, anedota ou caso, autobiografia, curriculum vitae, Descrição notícia, reportagem, crônica social e esportiva, biografia. Texto expositivo, exposição oral, seminário, conferência, comunicação oral, palestra, entrevista de especialista, Exposição verbete, artigo enciclopédico, texto explicativo, tomada de notas, resenha, relatório científico, relato oral de experiência. Instruções de montagem, receita, regulamento, regras de jogo, instruções de uso, comandos diversos, textos Injunção prescritivos. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 20. Os gêneros textuais representam muito mais que tipologias textuais (representadas pela narração, descrição, argumentação, entre outros); os gêneros textuais estão presentes em nosso cotidiano, em nossa esfera comunicativa, em nosso meio social, na forma de textos orais ou escritos, e é por meio dos gêneros textuais que nos socializamos com o meio no qual estamos inseridos Bordoni & Carlos (2012) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 21. Afinal, o que são “gêneros”? Um a atividade direcionada Swales (1990): Eventos por objetivos e propósitos comunicativos, com realizada em estágios e na propósitos compartilhados qual os falantes se engajam por membros de um como membros de nossa determinado grupo. cultura. Gênero é aqui entendido como um processo social dinâmico, com um ou mais propósitos comunicativos, altamente estruturado e convencionalizado, reconhecido e mutuamente compreendido pelos membros da comunidade em que ele rotineiramente ocorre. Além disso, entende-se que ele opera não só dentro de um espaço textual, mas também discursivo, tático (estratégico) e sócio-cultural. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 22. Por que Gêneros?  Um instrumento pedagógico poderoso:  Fornece meios de se observar o que os alunos têm de fazer linguisticamente  Capacita o professor entender porque um discurso é do jeito que é, por meio de considerações, sobre seu contexto social e propósito. (RAMOS, 2004) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 23. A associação entre o contexto situacional, determinados gêneros e itens gramaticais específicos possibilita ao professor a elaboração de atividades orais contextualizadas, apropriadas ao nível de conhecimento de seus alunos. (Valério, 2010) BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 24. Passos para análise  Posicionamento do Gênero;  Levantamento de literatura existente;  Refinamento da análise situacional/contextual;  Seleção de um corpus;  Estudo do contexto institucional;  Definição dos níveis de análise linguística;  Obtenção de informação especialista. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 25. Proposta Pedagógica de Ramos (2004) Objetivos:  Conscientizar o aluno da estrutura e propósito dos gêneros diferentes – características significativas;  Proporcionar o conhecimento de textos como construção linguística, social e significativa;  Proporcionar o conhecimento de formar textuais bem como dos processos pelos quais eles são construídos;  Fazer com que o aluno use estratégias necessárias para replicar essas características em sua própria produção. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 26. Proposta de Ramos (2004) 3 Etapas:  Apresentação (familiarização/ ‘conscientização’)  Exploração (componentes textuais/léxico-gramaticais)  Aplicação (consolidação e apropriação) Sequenciamento do Conteúdo:  Dos contextos culturais e situacionais para os elementos léxico-gramaticais e sua apropriação. Princípio:  Espiral BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 27. Apresentação (Ramos, 2004) Contextualização Conscientização: sensibilização, tomada de consciência, na medida em que evidencia aspectos do contexto de situação e de cultura; Familiarização: identificação do conhecimento prévio; acesso a informação se necessário. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 28. Atividades com o objetivo de explorar: A fonte ou lugar do gênero em estudo; A identificação e/ou reconhecimento de propósito e/ou propósitos comunicativos; A identificação e/ou reconhecimento dos conteúdos tratados; Os participantes desse evento comunicativo e suas relações (papéis, status, etc.) A identificação e/ou reconhecimento dos contextos de situação e de cultura, para entender os porquês desse evento, a que interesses, a que grupo, etc. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 29. Exemplo: atividade de familiarização com o gênero artigo teórico Hoje trataremos de um novo texto: o artigo acadêmico. Vamos conversar um pouco sobre ele. Observe as perguntas abaixo, responda-as e discuta com seus colegas. 1) Quem escreve Artigos Teóricos? 2) Para quê as pessoas escrevem Artigos Teóricos (qual o propósito comunicativo desse gênero)? 3) Qual o público-alvo de Artigos Teóricos? 4) Onde um Artigo Teórico é publicado? 5) Como é veiculado? 6) Por que as pessoas lêem Artigos Teóricos? 7) Que tipos de informações esperamos encontrar em artigos teóricos? 8) Que papel o Artigo Teórico ocupa na comunidade? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 30. Objetivos do Detalhamento (Ramos, 2004)  Fornecer condições satisfatórias para a compreensão/produção geral e detalhada dos textos;  Explorar a função discursiva e os componentes léxico gramaticais particulares ao gênero em pauta;  Compreender os significados e a relação entre um texto e seu contexto de situação. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 31.  Organização retórica dos (Ramos, 2004) Detalhamento textos e suas características léxico-gramaticais.  Perguntas que embasam a elaboração de atividades: – Qual é a atividade social desenvolvida? – Do que trata o texto? – Quem fala/escreve no texto? Qual a relação entre os interlocutores? – Quais são os movimentos e passos do texto? – Qual o papel da língua (auxiliar ou constitutiva?) e o tipo de interação (i.e., dialógico ou monológico)? O meio (falado/escrito)? O canal (fônico/visual/gráfico)? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 32. Aplicação (Ramos, 2004) Consolidação  Retomar a ideia e o conceito do todo, i.e., fornecer ao aluno a possibilidade de consolidar o gênero através de atividades diversas com o mesmo. Apropriação  Fazer a transferência do gênero para situações da vida real.  Explorar esse conhecimento para poder alcançar eficácia e originalidade (Bhatia, 1993:16) na sua própria produção, aprendendo a fazer isso estando atento às possibilidades das regras e convenções genéricas. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 33. Exemplo: sugestão de atividade que ilustra trabalho com o gênero resenha Aplicação: instruções 1. Cada aluno deverá trazer uma resenha de sua área. 2. Os alunos serão agrupados por áreas afins. 3. Cada grupo deverá selecionar 2 resenhas. 4. O professor deverá verificar se cada resenha apresenta a estrutura organizacional e os aspectos léxico- gramaticais trabalhados anteriormente. 5. Cada grupo deverá comparar os resultados, verificando os pontos comuns e divergentes. 6. Cada grupo apresenta seus resultados para a classe. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 34. CURRÍCULO MÍNIMO “Este documento serve como referência a todas as nossas escolas, apresentando as competências e habilidades que devem estar nos planos de curso e nas aulas. Sua finalidade é orientar, de forma clara e objetiva, os itens que não podem faltar no processo de ensino aprendizagem, em cada disciplina, ano de escolaridade e bimestre. Com isso, pode-se garantir uma essência básica comum a todos e que esteja alinhada com as atuais necessidades de ensino (...)” (2012, p. 2). BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 35. APRESENTANDO... Currículo Mínimo 2012 Língua Estrangeira 3a série / Ensino Médio Regular BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 39. ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 47. Proposta de Unidade Didática Gêneros: Anúncio de Emprego, Currículo e Entrevista. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 52. ANÚNCIO DE EMPREGO http://newxereta.blogspot.com.br/2009/05/anuncio-de-emprego-sem-identificacao.html  Título, o qual se apresenta de forma objetiva e atrativa;  Corpo do anúncio, retratado pela mensagem propriamente dita, no qual constam as informações necessárias à efetiva interlocução, como, por exemplo, os dados essenciais do produto anunciado;  Meio de contato, utilizado no intuito de manter a comunicação entre os interlocutores envolvidos. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 53.  Que gênero é esse?  Quem escreve esse gênero textual?  Por que ele é escrito? Qual o seu papel na comunidade/sociedade?  Qual o público-alvo desse gênero?  Onde ele é publicado? Como é veiculado?  Por que as pessoas lêem esse gênero textual?  Que tipos de informações esperamos encontrar no gênero textual apresentado? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 54. Apresentação BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 55.  Quem utiliza esse gênero?  Para que ele serve?  Por que ele é escrito?  Que tipos de informações encontramos no currículo?  Qual papel ele tem? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 56. Detalhamento BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 57. 1) Qual é a atividade social desenvolvida? 2) Do que trata o texto? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 58. 3) Quem fala/escreve no texto? 4) Quais são os movimentos e passos do texto? 5) Qual é o papel da língua? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 59. Atividade 1 A) De acordo com texto qual a ordem das informações abaixo? ( )viagens ( )dados pessoais ( ) conhecimentos de informática ( ) formação acadêmica ( ) experiência profissional ( ) idiomas BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 60. B) Quais são as 3 informações que podemos considerar imprescindíveis em um currículo? ______________/_______________/______________ C) Em que ordem devem ser dispostas as informações sobre a experiência profissional? _____________________________________________ D) Que informações teriam a relevância de serem adicionadas? Justifique sua resposta. 1) Hobbies 2) Cursos extras 3) Perfil das redes sociais 4) Objetivos BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 61. Atividade 2 Busque no texto A)Qual língua se refere a: Fluente ____________ Bom nível ___________ Língua materna ___________ B) Onde o candidato: -Ensina Francês para adultos ______________________ -Ensinou Francês para crianças entre 9 e 11 anos ________________ -Assessorou cursos de Língua Portuguesa ____________________ BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 62. Atividade 3  Qual a diferença existente entre o currículo escrito em LF e LP no que se refere aos dados pessoais? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 63. APLICAÇÃO BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 64.  Os alunos assistirão o vídeo currículo produzido pela jornalista Rosana Herman e, em grupo, discutirão quais elementos que a jornalista pontua que não podem fazer parte do gênero.  Em seguida, responderão as questões com base no vídeo assistido.  Por último, elaborarão um currículo na língua francesa e irão escolher um do grupo para apresentar para a turma. No final, a professora irá recolher todos para fazer as correções necessárias. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 65. 1- Que elementos tem esse texto para torná- lo humorístico? Retirem alguns exemplos. 2- Registrem expressões que, segundo os critérios do grupo, sejam inapropriadas a um currículo. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 66. 3- Em um currículo há espaço para descrição de vida afetiva? 4- Ao final, Rosana Herman apresenta ideias opostas como anonimato/celebridade, rico/pobre, magro/gordo. Que efeito de sentido essas oposições causaram? BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 67. 5) Produza um currículo, na língua francesa, com as informações necessárias que compõem esse gênero. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 68. Referências Bibliográficas BORDONI, Marcella; CARLOS, Valeska G. Ensino de Língua Estrangeira por meio de Gêneros Textuais: Qual é a percepção dos professores em formação? 2ª JIED, Anais Eletrônicos, 2012. BRASIL. Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro. Currículo Mínimo 2012 Língua Estrangeira. Rio de Janeiro: 2012. BRASIL. Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro. Orientações Pedagógicas. Língua Estrangeira. Rio de Janeiro: 2012. HENRIQUES, Katia Celeste Dias; SOARES, Kelly Rejane Castro; FERREIRA, Lilian dos Santos; BARBOSA, Suellen Nascimento. Elaboração de uma Unidade Didática: Gênero Currículo (formato em Power Point). BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 69. MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros Textuais: Definição e Funcionalidade: In DIONÍSIO, Ângela Paiva; MACHADO, Ana Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (Orgs.). Gêneros Textuais & Ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. RAMOS, R.C.G. Gêneros textuais: uma proposta de aplicação em cursos de inglês para fins específicos. The ESPecialist, 25.2:107-129, 2004. VALÉRIO, Kátia Modesto. Ensinando a falar inglês. In: PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira e. (Org.). Práticas de Ensino e Aprendizagem de Inglês com foco na autonomia, Campinas: Editora Pontes, 2010 10 DICAS DE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO. 05 set 2012. Disponível em <http://portugues8csu.blogspot.com.br/2012/09/10-dicas-de-interpretacao-de- texto.html>. Acesso em 02 de dezembro de 2012. BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)
  • 70. ¡Gracias! Katia Celeste Dias Henriques katiahenriques@hotmail.com Merci! Lilian Ferreira liliandsferreira@hotmail.com Thank you! Suellen Nascimento suellenrrj@hotmail.com BARBOSA; FERREIRA; HENRIQUES (2012)