O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

(9) Apresentação LINFÁTICO.pptx

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 24 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

(9) Apresentação LINFÁTICO.pptx

  1. 1. SISTEMA LINFÁTICO • FAZ PARTE DO SISTEMA CIRCULATÓRIO E É FORMADO POR VASOS (CAPILARES LINFÁTICOS, VASOS LINFÁTICOS E TRONCOS LINFÁTICOS) E ÓRGÃOS LINFÓIDES (LINFONODOS E TONSILAS).
  2. 2. FUNÇÃO GERAL • SISTEMA AUXILIAR DE DRENAGEM, AJUDANDO O SISTEMA VENOSO. EM SUMA, O SISTEMA LINFÁTICO ATUA NA MANUTENÇÃO DA SAÚDE DE NOSSO ORGANISMO ATRAVÉS DA REMOÇÃO DE AGENTES COMO: BACTÉRIAS, FUNGOS, VÍRUS (ESTES PENETRAM NA CORRENTE SANGUÍNEA), CÉLULAS MORTAS, GLÓBULOS VERMELHOS QUE SAÍRAM DA CORRENTE SANGUÍNEA E METÁSTASES (CÉLULAS SANGUÍNEAS QUE SE SOLTAM DO TUMOR). EX.: ALGUMAS MOLÉCULAS GRANDES →CAPILARES LINFÁTICOS → VASOS LINFÁTICOS → TRONCOS LINFÁTICOS → LINFA EM VEIAS DE MÉDIO OU GRANDE CALIBRE, PRINCIPALMENTE NO PESCOÇO NA VEIA JUGULAR E VEIA SUBCLAVIA.
  3. 3. FUNÇÕES ESPECÍFICAS • Drenar o excesso de líquido intersticial (líquido onde as células ficam mergulhadas e de onde elas retiram seus nutrientes e eliminam substâncias residuais de seu metabolismo) afim de devolvê-lo ao sangue e assim manter o equilíbrio dos fluidos no corpo. • Transporta as vitaminas e os lipídeos, absorvidos durante o processo de digestão, até o sangue, para que este, leve os nutrientes para todo o corpo. • Realização de respostas imunes, ele impede que a linfa lance microorganismos na corrente sanguínea através da retenção e destruição destes dentro de seus linfonodos. • O capilar linfático não realiza trocas, ele somente coleta o líquido com o que tiver nele, as trocas são realizadas pelo sangue. É o sangue que faz o transporte de nutrientes e remoção de toxinas, ou seja, é pelo sangue que são realizadas as trocas necessárias ao equilíbrio do organismo.
  4. 4. A linfa de todo o organismo retorna à circulação sanguínea por meio de dois grandes troncos: o ducto torácico e o ducto linfático direito. O ducto torácico recebe a linfa vinda dos membros inferiores, do hemitórax esquerdo, e metade esquerda do pescoço e da cabeça, além do membro superior esquerdo. O ducto linfático direito recolhe a linfa proveniente do membro superior direito, do hemitórax direito, do pescoço e da cabeça. Este ducto é formado pela união dos troncos subclávio, jugular direito e broncomediastinal direito.
  5. 5. CARACTERÍSTICAS GERAIS • ABSORÇÃO DE LÍQUIDO TECIDUAL, MAS COM TUBOS TERMINANDO EM FUNDO CEGO. • NÃO TEM ÓRGÃO CENTRAL DE BOMBEAMENTO. • ESTÃO ASSOCIADOS A LINFONODOS.
  6. 6. LINFONODOS • PARA ENTENDERMOS O QUE SÃO OS LINFONODOS, UMA FORMA BEM SIMPLES É PENSARMOS NELES COMO FILTROS, UMA VEZ QUE A LINFA PASSA POR VÁRIOS DELES ANTES DE CHEGAR À CORRENTE SANGUÍNEA, E, COMO JÁ VIMOS ACIMA, NELES FICAM RETIDOS OS AGENTES CAUSADORES DE DOENÇAS ATÉ SUA ELIMINAÇÃO. • ESTÃO INTERPOSTOS NO TRAJETO DOS VASOS LINFÁTICOS E AGEM COMO UMA BARREIRA OU FILTRO CONTRA A PENETRAÇÃO NA CORRENTE CIRCULATÓRIA DE MICROORGANISMOS, TOXINAS OU SUBSTÂNCIAS ESTRANHAS AO ORGANISMO. OS LINFONODOS SÃO, PORTANTO, ELEMENTOS DE DEFESA, E PARA TANTO PRODUZEM GLÓBULOS BRANCOS, PRINCIPALMENTE LINFÓCITOS.
  7. 7. • A passagem da linfa pelo linfonodo remove por fagocitose pelos macrófagos, cerca de 99% das moléculas, microorganismos e células estranhas. No total possuímos entre 400 e 600 linfonodos no corpo. • Como reação a uma inflamação, o linfonodo pode intumescer- se e se tornar doloroso, fenômeno conhecido como íngua.
  8. 8. TONSILAS/AMÍGDALAS • São estruturas constituídas por tecido linfoide, ricas em glóbulos brancos. • Localizam-se na orofaringe, ou seja, na transição da boca para a faringe. • São duas pequenas estruturas arredondadas, em forma de amêndoas, localizadas na parte de trás da boca, ao lado da garganta. São grandes aliadas do sistema linfático e imunológico. Por sua localização, ajudam o organismo a combater infecções causadas por vírus e bactérias que entram pela boca ou pelo nariz.
  9. 9. ADENOIDES • Adenoide é o nome de dois pequenos conglomerados de tecido linfoide, que se localizam na rinofaringe, região situada atrás das cavidades nasais e acima do palato mole (céu da boca). Adenoide não é o nome de uma doença. Assim como as amídalas (ou tonsilas palatinas), elas são órgãos que fazem parte do sistema imunológico e produzem anticorpos. Conhecidas popularmente como carne esponjosa, constituem um mecanismo de defesa contra a invasão de agentes estranhos ao organismo.
  10. 10. FLUXO DA LINFA O fluxo da linfa é lento, por volta de três litros de linfa penetram no sistema cardiovascular em 24 horas. Isso se deve ao fato de que, ao contrário do sistema cardiovascular, o sistema linfático para fluir depende de forças externas e internas do organismo, como a gravidade, os movimentos passivos, a massagem ou a contração muscular, a pulsação das artérias próximas aos vasos, o peristaltismo visceral e os movimentos respiratórios.
  11. 11. BAÇO • ÓRGÃO LINFÓIDE. • LOCAL: LADO ESQUERDO DA CAVIDADE ABDOMINAL, JUNTO AO DIAFRAGMA, AO NÍVEL DA 9ª, 10ª E 11ª COSTELAS. • PARTES: FACE DIAFRAGMÁTICA E FACE VISCERAL, ONDE HÁ • UMA FENDA (HILO) PARA ENTRADA DE VASOS E NERVOS. • DRENADO PELA VEIA ESPLÊNICA, TRIBUTÁRIA DA VEIA PORTA.
  12. 12. TIMO • ÓRGÃO LINFÓIDE. • LOCAL: PARTE NO TÓRAX (ATRÁS DO ESTERNO) E PORÇÃO INFERIOR AO PESCOÇO (ANTERIOR E DOS LADOS DA TRAQUÉIA) • CRESCE APÓS O NASCIMENTO E ATINGE O IDEAL NA PUBERDADE, E DEPOIS COMEÇA A REGREDIR.
  13. 13. FUNÇÃO • Produção de células T (linfócitos T). • Os Linfócitos: células brancas do sangue (glóbulos brancos/leucócitos). • Após os glóbulos brancos estarem maduros, eles saem do timo e se fixam no baço e um novo lote de células T é produzido. • A glândula timo, que é moldada como uma borboleta, é um órgão especial do sistema imunológico humano. É também uma das mais importantes glândulas do corpo humano. É um órgão de cor cinzento rosado, situado na região superior do tórax, abaixo do esterno, ou osso do peito.

×