CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVESTCURSO DE DIREITOCAROLINE HELEN ALVESCATARINE MALTAURO DA SILVAMARTHA SCHIMITT PEREIRASILVANO W...
CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVESTCURSO DE DIREITOCAROLINE HELEN ALVESCATARINE MALTAURO DA SILVAMARTHA SCHIMITT PEREIRASILVANO W...
CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVESTCURSO DE DIREITOCAROLINE HELEN ALVESCATARINE MALTAURO DA SILVAMARTHA SCHIMITT PEREIRASILVANO W...
INTRODUÇÃONão é de hoje que tudo o que tocamos está infectado por algo. Em váriosprodutos que usamos no dia a dia, são enc...
BISFENOL A (BPA)Sabemos que os produtos plásticos nos favorecem muito, nos dãocomodidade, praticidade, se cair ao chão não...
Alterações de comportamento específico dos gêneros e comportamentosexual anormal;Estimulação das células do câncer de prós...
Libertar-se de pratos, copos e outros utensílios de plástico, trocando-os porprodutos de vidro.Se optar por utilizar utens...
União Européia e do Estado de Nova York, a decisão é da Agência Nacional deVigilância Sanitária (ANVISA). (COSTA, 2011)Ain...
qual se demonstra que as dioxinas podem provocar câncer e danificar ossistemas imunológicos e reprodutivos das pessoas[......
CONCLUSÃOPodemos concluir então no caso do Bisfenol A, utilizado na fabricação dealguns plásticos, que temos que adotar al...
cancerígenos mais potentes.O dissolvente percloetileno, usado para a limpeza é cancerígeno. As pastilhasusadas nos vasos c...
REFERÊNCIASGOLOUBKOVA, Tatiana. SPRITZER, Poli Mara. Xenoestrogênios: O Exemplo doBisfenol-A. Porto Alegre RS, 2000.SANTAM...
BISFENOL A E CLORO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

BISFENOL A E CLORO

486 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
486
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

BISFENOL A E CLORO

  1. 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVESTCURSO DE DIREITOCAROLINE HELEN ALVESCATARINE MALTAURO DA SILVAMARTHA SCHIMITT PEREIRASILVANO WILLIAN ANTUNESSTEFANIE SOUZA ALVESBISFENOL A (BPA) E O CLOROLAGES2013
  2. 2. CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVESTCURSO DE DIREITOCAROLINE HELEN ALVESCATARINE MALTAURO DA SILVAMARTHA SCHIMITT PEREIRASILVANO WILLIAN ANTUNESSTEFANIE SOUZA ALVESBISFENOL A (BPA) E O CLOROTrabalho de graduação na disciplina de EconomiaPolítica ao curso de direito no Centro UniversitáioFACVEST.Prof. Msc. Ronny PetersonLAGES2013
  3. 3. CENTRO UNIVERSITÁRIO FACVESTCURSO DE DIREITOCAROLINE HELEN ALVESCATARINE MALTAURO DA SILVAMARTHA SCHIMITT PEREIRASILVANO WILLIAN ANTUNESSTEFANIE SOUZA ALVESBISFENOL A (BPA) E O CLOROTrabalho de graduação na disciplina de Econo miaPolítica ao curso de direito no Centro UniversitáioFACVEST.Prof. Msc. Ronny PetersonLages, SC _____/________/2013. Nota _____ ____________________________Prof. Msc. Ronny Peterson___________________________________Coordenadora do CursoCarolina BianchiniLAGES2013
  4. 4. INTRODUÇÃONão é de hoje que tudo o que tocamos está infectado por algo. Em váriosprodutos que usamos no dia a dia, são encontradas substâncias químicas tóxicas,mas nem por isso são retiradas do mercado.Como o caso do Bisfenol A, que já foi estudado por pesquisadores. O BisfenolA é utilizado na fabricação do policarbonato, um tipo de plástico rígido etransparente. Está presente em grande parte das mamadeiras de plástico, emrecipientes plásticos que guardam alimentos, copos de plástico, em enlatados e atéem materiais médicos e dentários. É uma potente toxina, mesmo em doses muitobaixas. Está presente no mercado há mais de 120 anos.Também há o caso do cloro, que causa muitos problemas ambientais e nasaúde das pessoas. É um gás amarelo-esverdeado, altamente tóxico, tem um forteodor e é mais pesado que o ar.Outro caso é o PVC. Ele não se biodegrada e sua reciclagem é um mito. Osplásticos de PVC podem contaminar os alimentos. As garrafas de PVC, se ficaremabertas, com a radiação do sol podem contaminar o líquido que há dentro.Esses casos, dentre vários outros, são apresentados em nossa sociedadeatualmente. Além de infectar seriamente nossa saúde, infectam o meio ambiente.Nós precisamos deles, mas nem por isso não podem ser substituídos por outrosprodutos menos tóxicos.
  5. 5. BISFENOL A (BPA)Sabemos que os produtos plásticos nos favorecem muito, nos dãocomodidade, praticidade, se cair ao chão não quebram como o vidro, no entanto, onosso amável plástico agora reverte contra todos nós.Estatísticas, estudos científicos realizados por pesquisadores nos dãoalarmantes resultados em termos de saúde humana como o caso deste novo perigoBisfenol A . Mais de três mil estudos sobre o assunto já foram publicados ao redor domundo. (ELIAS, 2011)O Bisfenol A “é a matéria-prima do policarbonato, um plástico resistente que éutilizado em vários produtos, como mamadeiras ou no revestimento interno de latas”(COSTA, 2011)O Bisfenol A é usado para deixar o plástico mais maleável (mole) pelaindústria, também é um “disruptor endócrino que mimetiza os hormônios naturais denosso corpo. Os hormônios servem diferentes funções no interior de nosso corpo”.(SALDANHA, 2008)De acordo com estudos, o Bisfenol A = BPA, afeta a reprodução e odesenvolvimento do cérebro. Um importante órgão de saúde dos EUA, Centers forDisease Control/CDC (Centro de Controle de Doenças), foi detectado em 95% dopúblico testado. Cientistas também mediram o BPA no sangue, na placenta demulheres grávidas, no cordão umbilical, encontrando um nível alterado nodesenvolvimento fetal em todas. (SALDANHA, 2008)No entanto “NENHUM dos 11 estudos financiados pela indústria detectouquaisquer efeitos significativos, enquanto 90 por cento dos estudos das instituiçõespúblicas encontraram”. (SALDANHA, 2008). Isto mostra, sem dúvida alguma,evidências que o poder do dinheiro possui, tudo está envolto no lucro.Mostraremos alguns efeitos adversos da exposição ao Bisfenol A (BPA):Dano estrutural ao nosso cérebro;Hiperatividade, aumento da agressividade e deficiência de aprendizagem;Aumento da formação de gorduras e risco de obesidade;Alteração do sistema imunológico;Puberdade precoce, estimulação de desenvolvimento da glândula mamária,disfunções nos ciclos reprodutivos e disfunções ovarianas;
  6. 6. Alterações de comportamento específico dos gêneros e comportamentosexual anormal;Estimulação das células do câncer de próstata; eAumento do tamanho da próstata e decréscimo na produção deespermatozoides. (SALDANHA, 2008)O maior perigo está nas crianças e mulheres grávidas, podendo levara danos genéticos, já que o BPA causa erros cromossômicos em baixas doses, podetambém levar a abortos espontâneos. (DUPONT, 2010)O BPA chamou atenção dos pesquisadores depois que umcamundongo normal começou apresentar anormalidades genéticas. Após as gaiolase os recipientes de plásticos serem limpos com um detergente muito forte, causandoa liberação do BPA nos materiais de plástico. Como o camundongo havia sidoexposto, mesmo em doses extremamente baixas foi suficiente para produzir osefeitos. (SALDANHA, 2008)A mudança de temperatura, o calor, libera mais tóxicos, e o BPA, “elenão fica nas resinas plásticas. Ele lixívia para todos os tipos de alimentos e bebidasque estão nas embalagens plásticas que tenham este plastificante como a películana interior de todos os tipos de enlatados ou em mamadeiras plásticas”.( SALDANHA, 2008)No aparelho de micro-ondas estes recipientes, embalagens plásticase garrafas ou colocarmos líquidos e alimentos quentes neles, aumentaremos asquantidades de BPA que lixiviarão para o alimento ou a bebida 55 vezes mais rápidodo que estando frios.É provável, que nós não conseguiremos eliminar completamentenossa exposição de toda ordem ao BPA. Ele está presente no ar, na água e noalimento, mas com certeza poderemos reduzi-lo. Segue algumas dicas:Usar somente mamadeiras e utensílios de vidro para nossos nenês;Dar a nossos bebês brinquedos feitos com materiais naturais em vez deplásticos;Armazenar os alimentos e bebidas em vidros NUNCA em recipientes deplástico;Se escolher usar o micro-ondas (use a microwave), não coloque emrecipientes plásticos;Parar de comprar e consumir alimentos e bebidas em latas;Evitar o uso de filmes plásticos (e nunca colocar no micro-ondas nadaenvolto nisto);
  7. 7. Libertar-se de pratos, copos e outros utensílios de plástico, trocando-os porprodutos de vidro.Se optar por utilizar utensílios plásticos de cozinha, desfazer-se dos velhos,os lascados ou arranhados e evitar colocá-los na máquina de lavar louças.Não lavá-los com detergentes fortes, já que este emprego pode fazer comque mais substâncias químicas possam ir para os nossos alimentos;Evitar água engarrafada, filtrar nossa própria água com filtros de osmosereversa;Antes de permitir que o selante dental seja aplicado em nossos dentes e denossos filhos, questionar o dentista se ele sabe se este material tem ou nãoBPA. (SALDANHA, 2008)Nem todo recipiente plástico tem BPA, os que são formados por polipropilenonão possuem a substância. Os produtos plásticos que possuem policarbontato emsua constituição podem ter o Bisfenol A. Se optar por usar recipientes plásticos paraalimento, evite usar aqueles que estão marcados com o símbolo da reciclagem nº 7.(ELIAS, 2011)É importante mencionar que o BPA não demora muito tempo em nossoorganismo para ser eliminado pela urina, depois de termos sido expostos. Estamolécula artificial é tão invasiva, que acredita-se que as pessoas estão expostas deforma contínua através do ar, da poeira, do alimento, ou toque de artigos quecontenham BPA. (Elias, 2011)Então, um programa de desintoxicação corporal, é uma ótima proposta, paraeliminar a nossa exposição, existem vários métodos, mas aqui está uma bemsimples:Todos eles trabalham para estimular teus sistemas naturais dedesintoxicação de teu organismo, destacadamente o sistema digestivo,fígado, rins, pulmões e a epiderme....a hidroterapia aumentam o fluxo sanguíneo através do fígado e dos rins,promovendo seus efeitos de filtragem.Usar a sauna regularmente – aumenta a eliminação através de nossaepiderme...Pela prática de exercícios com respiração profunda...Estimular o fluxo linfático. Esfoliação seca da pele e exercícios são os doisúnicos caminhos para aumentar o fluxo do sistema linfático, o coletor deresíduos de nosso organismo.Manter níveis ótimos da flora intestinal benéfica. O melhor meio para efetuarisso é a incorporação de alimentos fermentados... bebida de leitefermentado, lactobacilos e bactérias conhecidas como grãos de kefir...(SALDANHA,2008)A partir de janeiro de 2012, o Brasil decidiu proibir o uso do Bisfenol A(BPA) nas mamadeiras fabricadas no país ou importadas, após vetos do Canadá,
  8. 8. União Européia e do Estado de Nova York, a decisão é da Agência Nacional deVigilância Sanitária (ANVISA). (COSTA, 2011)Ainda é importante ressaltar que o vidro é muito seguro, poisnão transmite toxinas aos alimentos e ainda mantém o frescor do que éarmazenado. Ele é 100% reciclável e pode ser retornável em até 30 vezes. Temosque atentar para os benefícios trazidos para a nossa saúde.CLOROOutra causa que tem dado muitos problemas ambientais e na saúde daspessoas é o cloro.O cloro é um gás amarelo-esverdeado altamente tóxico e se acumula ao níveldo solo.Gases que contém cloro como o CFCs e o HCFs destroem o ozônioestratosférico e são potentes gases que prejudicam a reprodução de várias aves, osPCBs (bifenilas policloradas) afetam a espécie de peixes e mamíferos e o PCP(pentaclorofenol) provoca a atrofia da medula óssea, cirrose hepática e desordemdos nervos.Segundo a Organização Mundial de Saúde a cada ano ocorrem de 30 a 40mil mortes por intoxicação.O cloro na natureza está em forma de cloretos, é extremamente reativo e osseres vivos não são capazes de decompô-los, por não se dissolveram na águadepositam-se nos tecidos graxos dos seres vivos. Os organocolorados permanecemno meio ambiente há anos e produzem um grande risco as pessoas e ao meioambiente.O cloro e os organoclorados são empregados em dissolventes plásticos comoo PVC, refrigerantes industriais, branqueamento de papel e tratamento de água. Aindústria do cloro é a causa da formação das dioxinas tóxicas, que são os agentescancerígenos mais potentes.Segundo o autor Santamarta:Em outubro de 1994, a EPA dos EUA tornou público, depois de três anos emeio de investigação, um informe de aproximadamente 2 mil páginas, no
  9. 9. qual se demonstra que as dioxinas podem provocar câncer e danificar ossistemas imunológicos e reprodutivos das pessoas[...].[...]No entanto, as multinacionais produtoras de cloro na Europa, Solvay, ICIe Cloros destinam, muitos milhões de dólares para convencer a opiniãopública e as administrações sobre o benefício do cloro e do PVC[...].[...]A solução mais racional, seria produzir a soda por outros meios querequeiram a rpodução simultânea de cloro (a tecnologia existe) é deixar deproduzir cloro[...].[...]Entre as cidades europeias que já não usam cloro para tratar a àguaestão Amsterdã, Paris, Berlim e Munique[...]. (SANTAMARTA, 2001, p.50/51)O dissolvente percloetileno, usado para a limpeza é cancerígeno. As pastilhasusadas nos vasos contaminam as águas residuais com organoclorados.O PVC não se biodegrada e sua reciclagem é um mito, pois os produtosusados são muito tóxicos. Embora se reciclem em quantidades sem importância, asindústrias pretendem criar uma imagem dizendo que se pode reciclar o materialusado, mas fazem isso apenas pela imagem de sua empresa. Os aditivos usadossão extremamente tóxicos. O plástico de PVC, utilizado para envolver os alimentos,pode contaminá-los, pela migração do plastificador dioctiladipato (DOA).O PVC, pode ser substituído por outros materiais, como: vidro, madeira,borracha, metal, plásticos menos tóxicos, como PET. Os produtos contaminantesdeveriam ser extintos, para que se possa usar determinados produtos sem medo decontrair alguma doeça desnecessária futuramente.Precisamos de uma política adequada para reduzir a ameaça das substânciasquímicas, como a proibição imediata de inseticidas, que danificam tanto o meioambiente quanto a saúde das pessoas.
  10. 10. CONCLUSÃOPodemos concluir então no caso do Bisfenol A, utilizado na fabricação dealguns plásticos, que temos que adotar algumas medidas e hábitos paramelhorarmos a nossa saúde e qualidade de vida, De acordo com estudos de umimportante órgão de saúde dos EUA, Centers for Disease Control/CDC (Centro deControle de Doenças), o bisfenol A foi detectado em 95% do público testado.Embora a praticidade do plástico seja muito grande, temos que tomar maiscuidado, pois o Bisfenol A pode nos causar dano estrutural ao cérebro, deficiência naaprendizagem, Alteração do sistema imunológico entre outros problemas.Principalmente se este plástico contaminado for usado em micro-ondas estivertrincado ou riscado os riscos de contaminação são maiores. Temos hoje váriasalternativas de substituição como, por exemplo, o vidro, ele é muito mais seguro,pois não transmite toxinas aos alimentos e ainda mantém o frescor do que éarmazenado. Ele é 100% reciclável e pode ser retornável em até 30 vezes, ou paranão substituirmos totalmente o plástico podemos utilizar o plástico fabricado compolipropileno, que não possui o Bisfenol A.Algumas medidas já foram tomadas como, por exemplo, em Janeiro de 2012o Brasil decidiu proibir o uso de Bisfenol A na fabricação de mamadeiras, agora, todocidadão deve contribuir para que esse plástico contaminado saia de circulação efabricação, um modo de fazer isso, é começar a não usa-lo mais, para que asempresas sintam o efeito e também cobrar mais de nossos governantes, para queas medidas cabíveis sejam tomadas em prol da saúde mundial.Outro problema na saúde da população e consequentemente ambiental é ocloro.O cloro é um gás amarelo-esverdeado altamente tóxico, ele ajuda nadestruição do meio ambiente degradando a camada de ozônio ele também ajuda aproduzir problemas na reprodução de algumas aves, todos devem ficar alerta, poissegundo a Organização Mundial de Saúde a cada ano ocorrem de 30 a 40 milmortes por intoxicação. O cloro é empregado em dissolventes plásticos como oPVC, refrigerantes industriais, branqueamento de papel e tratamento de água. Aindústria do cloro é a causa da formação das dioxinas tóxicas, que são os agentes
  11. 11. cancerígenos mais potentes.O dissolvente percloetileno, usado para a limpeza é cancerígeno. As pastilhasusadas nos vasos contaminam as águas residuais com organoclorados.Quanto ao PVC ele é usado para cobrir alimentos, é também usado emconstruções, móveis, carros, brinquedos e outros, temos então que usarmos omínimo possível de PVC pois seu dano ao meio ambiente e a nossa saúde sãograndes, temos que aos poucos nos adaptarmos e substituirmos o PVC por madeira,vidro, borracha e outros materiais que não sejam nocivos a nossa saúde e ao meioambiente, e novamente batalharmos e cobrarmos de nossos governantes empenhopara tirarmos do mercado esses produtos cancerígenos e que causam grandesproblemas a saúde mundial.
  12. 12. REFERÊNCIASGOLOUBKOVA, Tatiana. SPRITZER, Poli Mara. Xenoestrogênios: O Exemplo doBisfenol-A. Porto Alegre RS, 2000.SANTAMARTA, José. Por um futuro sem contaminantes orgânicos persistente.Porto Alegre RS, 2001.ALVES, Líria. Bisfenol A: perigo presente em mamadeiras. Disponível emhttp://www.brasilescola.com > Acessado em 03/06/2013.COSTA, Elaine. ANVISA proíbe mamadeira com bisfenol A – Saúde-Notícias...Veja. 2011. Disponível em http://veja.abril.com.br > Acessado em24/05/2013.DUPONT, Fabiana. Campanha pela proibição do bisfenol A em produtosinfantis.2010.Disponível em http://www.otaconsumo.com.br > Acessado em03/06/2013.ELIAS, Vivian Varrer. Como manter o bisfenol A longe de seu filho. 2011.Disponível em http://www.veja.abril.com.br > Acessado em 24/05/2013.PASTORE, Mariana. ANVISA proíbe mamadeiras com bisfenol A no Brasil.SãoPaulo. 2011. Disponível em http://www.1.folha.UOL.com.br > Acessado em03/06/2013.SALDANHA, Luiz Jacques. Não coloque seu café em copo plástico.2008.Disponível em http://www.nossofuturoroubado.com.br >acessado em 13/05/2013.O tão do consumo. O que é Bisfenol A? Disponível emhttp://www.otaodoconsumo.com.br > acessado em 27/05/2013.

×