O slideshow foi denunciado.
Profª Dra. Soraia Silva Prietch
UniversidadeFederal de Mato Grosso/ Câmpus de Rondonópolis
23/ 09/ 2016
ACESSO UNIVERSAL P...
Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa
com Deficiência – Rondonópolis
https://www.facebook.com/cmdpdroo/
TEA-Club:: O C...
Apoio:
Queemoçõesvocêestásentindo?
Foco: Voluntários surdos ou com
deficiência auditiva como participantes
de pesquisas de...
F a l a
T e x t o
Transcriçãoparatextoa partirdaFalade
Ouvintese DigitaçãodetextoporSurdosparase
comunicarcomOuvintes
* Us...
SistemaWebde Informaçãoe deColaboraçãosobreTA
Foco inicial: Professores (salas
de aula comum e AEE) e
Intérpretes que trab...
Apoio:
Sonhandoaltoe se inspirandoemtecnologiae iniciativaprivada
Kinect and sign language translation
https://www.youtube...
UmaPessoaSurdasomentepode
fazerCursodeLetras-Libras?
Não! E se ela desejar seguir para a
área de computação?
Precisamos pr...
A TApodeauxiliara PessoacomDeficiênciaem
seucotidiano?
* autonomia ?
* qualidade de vida ?
* interações sociais ?
* comuni...
“Nada sobre nós, sem nós”
NADAquer dizer
"Nenhum resultado":
lei, política pública,
programa, serviço,
projeto, etc
SOBREN...
Núcleosde Pesquisa
emTecnologia
Assistiva
CNRTA (2014)
Observem o Mato
Grosso??? 
Nenhum Núcleo de TA!
Considerações Prov...
Deficiência= LimitaçãoFuncionalX Ambiente
Medeiros, Marcelo. “Pobreza, desenvolvimento e deficiência”.
Seminário na Oficin...
II Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
soraia.roo@gmail.com
ACESSO UNIVERSAL PARA TODOS: DIREITO À TECNOLOGIA ASSIST...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Algumas Contribuições da Academia para o Desenvolvimento de Tecnologias Assistivas em Mato Grosso

82 visualizações

Publicada em

ACESSO UNIVERSAL PARA TODOS: DIREITO À TECNOLOGIA ASSISTIVA, II Semana Estadual da Pessoa com Deficiência

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Algumas Contribuições da Academia para o Desenvolvimento de Tecnologias Assistivas em Mato Grosso

  1. 1. Profª Dra. Soraia Silva Prietch UniversidadeFederal de Mato Grosso/ Câmpus de Rondonópolis 23/ 09/ 2016 ACESSO UNIVERSAL PARA TODOS: DIREITO À TECNOLOGIA ASSISTIVA Mato Grosso Algumas Contribuições da Academia para o Desenvolvimento de Tecnologias Assistivas em Mato Grosso II Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
  2. 2. Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Rondonópolis https://www.facebook.com/cmdpdroo/ TEA-Club:: O Club sobre Tecnologias Educacionais Assistivas http://teaclubmt.blogspot.com.br/ IHC – Interação Humano-Computador Flabiéli Miranda Emotion-Libras Matheus Camargo Sessai Wanderson R. Wikitas Silvester N. Kinect+Libras Laura Capurro Colled Daniel Santos TA nas escolas
  3. 3. Apoio: Queemoçõesvocêestásentindo? Foco: Voluntários surdos ou com deficiência auditiva como participantes de pesquisas de IHC Design Universal e Autonomia: Texto, Vídeo em Libras e Áudio Protótipo1
  4. 4. F a l a T e x t o Transcriçãoparatextoa partirdaFalade Ouvintese DigitaçãodetextoporSurdosparase comunicarcomOuvintes * Uso alternativo na ausência de intérpretes * Tecnologia intermediária para futura tradução entre Português escrito e Libras Apoio: Logotipo
  5. 5. SistemaWebde Informaçãoe deColaboraçãosobreTA Foco inicial: Professores (salas de aula comum e AEE) e Intérpretes que trabalham com estudantes surdos Alessandra Luiz Soares e Tiago Loiola estão fazendo a concepção e arte do logotipo desse projetoApoio: Wikitas Fonte da imagem: http://goo.gl/i95p0Y
  6. 6. Apoio: Sonhandoaltoe se inspirandoemtecnologiae iniciativaprivada Kinect and sign language translation https://www.youtube.com/watch?v=HnkQyUo3134
  7. 7. UmaPessoaSurdasomentepode fazerCursodeLetras-Libras? Não! E se ela desejar seguir para a área de computação? Precisamos prover ambientes digitais acessível para que qualquer pessoa possa ter a oportunidade de se qualificar O Colled (Collaborative Education) tem esse objetivo!
  8. 8. A TApodeauxiliara PessoacomDeficiênciaem seucotidiano? * autonomia ? * qualidade de vida ? * interações sociais ? * comunicação ? * condições de aprendizagem? * Tornaralgopossível! (IBM, 1991) Submissão de proposta ao Edital Redes de Pesquisa, com parcerias entre: UFMT, UNEMAT e UFLA
  9. 9. “Nada sobre nós, sem nós” NADAquer dizer "Nenhum resultado": lei, política pública, programa, serviço, projeto, etc SOBRENÓS,ou seja, "a respeito das pessoas com deficiência“ (de qualquer etnia, raça, gênero, idade, etc) SEMNÓS, ou seja, "sem a plena participação das próprias pessoas com deficiência" Sassaki, Romeu Kazumi. Nada sobre nós, sem nós: Da integração à inclusão (Parte I). 2011. Disponível em: http://www.bengalalegal.com/nada-sobre-nos. Analistas, Projetistas, Desenvolvedores, dentre outros profissionais da área, pensam, conversam, colaboram, interagem (etc) com as Pessoas com Deficiência como potenciais consumidores de tecnologia ? “Nothing about us, without us” Considerações Provocações finais
  10. 10. Núcleosde Pesquisa emTecnologia Assistiva CNRTA (2014) Observem o Mato Grosso???  Nenhum Núcleo de TA! Considerações Provocações finais
  11. 11. Deficiência= LimitaçãoFuncionalX Ambiente Medeiros, Marcelo. “Pobreza, desenvolvimento e deficiência”. Seminário na Oficina de Alianças para o Desenvolvimento, 2005. Considerações Provocações finais 0 Deficiência 0 Deficiência 1 Deficiência 25 Deficiência = 1 Limitação Funcional X 0 Ambiente = 5 Limitação Funcional X 0 ambiente = 1 Limitação X 1 Ambiente = 5 Limitação X 5 Ambiente Limitação atenuada Limitação agravada
  12. 12. II Semana Estadual da Pessoa com Deficiência soraia.roo@gmail.com ACESSO UNIVERSAL PARA TODOS: DIREITO À TECNOLOGIA ASSISTIVA

×