AEE + Tecnologias Assistivas para Estudantes Surdos

4.508 visualizações

Publicada em

Palestra/ Publicação no V CBEE, 2012

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
109
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AEE + Tecnologias Assistivas para Estudantes Surdos

  1. 1. UFSCar São Carlos, SP Aplicação de Tecnologias Assistivas para Surdos no AtendimentoEducacional Especializado: um Papelpara o Licenciado em Computação? Soraia Silva PrietchUFMT Lucia Vilela Leite Filgueiras Poli/USP
  2. 2. Introdução Educação Especial na perspectiva da Inclusão Escolar AEE Recursos Pedagógicos Eliminação de barreiras Elabora Identifica Organiza Acessibilidade 2
  3. 3. Introdução Escola Acessível orientação comunica espacial deslocamento uso ção low- / mid- / high-tech autonomia Tecnologias independência Assistivas (TA): qualidade de vida produtos e/ou serviços inclusão social 3
  4. 4. Referencial teórico Profissional com conhecimentos multidisciplinares (?) Melhor buscar alternativas viáveis 4
  5. 5. Referencial teórico Brasil E.U.A. Lei nº 7.853, de 1989 1990, ADA (Americans with Lei nº 10.098, de 2000 Disabilities Act) - 2008 2000, o Prog. de Informática na 1998, Tech Act (Assistive Educação Especial Technology Act) - 2010 Lei nº 5.296, de 2004 1994, Pol. Nac. de Educação Especial 1996, LDB n° 9.394 2007, EE na persp. da Edu Inclusiva 2004, IDEA (Individuals with Disabilities Education Act) AEE (Decreto nº 6.571, de 2008; nº 7.611, de 2011) 2004, IEP (Individualized Education Plano Nacional dos Direitos da Pessoa Program) com Deficiência, Viver Sem Limite (Decreto n° 7612, de 2011) Outros documentos: SEDUC/DF, s/d; Outros documentos: BOWSER e MÜLLER e VILLAGRAN, 2008; CAMPOS, REED (1998) apud ASNAT (2004, 2012 pg.9), e ZABALA, 2005 5
  6. 6. Referencial teórico Ponto de “a inclusão de Partida tecnologias assistivas no plano do IEP requer que uma Necessidade argumentação Educacional fundamentada de do Aluno como e porque as mesmas devem ser Próximo Passo utilizadas para o auxílio da conquista Definição da de um objetivo Tecnologia particular” Assistiva 6
  7. 7. Objetivos Apresentar uma proposta de integração do licenciado em computação como um personagem facilitador da equipe do AEE nas escolas regulares 7
  8. 8. Metodologia levantamento bibliográfico e segmento 1 ferramental categorização: 335 produtos e segmento 2 serviços de TA questionário: 23 locais 08 – 01 – 10 – 03 – 01 segmento 3 proposição de atuação do licenciado em Prietch e Pazeto (2010) segmento 4 computação no AEE8
  9. 9. Resultados (1) Levantamento das Tecnologias Assistivas Específicas para a Educação de Pessoas Surdas e suas Categorizações [Tabela 1] Produtos de TA para auxílio às Pessoas Surdas (Literatura): 99 [Tabela 2] Softwares/Vídeos [Tabela 3] Educativos para auxílio às Pessoas Softwares/Jogos educativos ou ambientes Surdas (Internet): 40 educacionais (genéricos): 37 [Tabela 6] Serviços de TA para pessoas surdas: 18 [Tabela 7] Recursos/serviços interessantes para pessoas surdas [Tabela 4] Produtos [Tabela 5] Produtos encontrados após 15/10/12: 08 genéricos para pessoas genéricos (geral): 51 surdas: 90 9
  10. 10. Levantamento das Tecnologias Assistivas Específicas para a Educação de Pessoas Surdas e suas CategorizaçõesResultados (1) Def. fala Estudantes Surdos Fono Pais Crianças Intérpretes Adul tos Público Professores geral 10
  11. 11. Resultados (1) busca de TA em diversos países, para: (i) estudar as ideias positivas para que sejam desenvolvidas em projetos nacionais; (ii) investigar maneiras de construir uma cultura internacional de produção de tecnologias assistivas Levantamento das Tecnologias Assistivas Específicas para a Educação de Pessoas Surdas e suas Categorizações 11
  12. 12. Resultados (2) O Uso de TA para Estudantes com NEE em escolas de uma cidade do interior de MT 23 locais visitados Quantidade de SIM = 15 alunos com Sabe o que é TA ? deficiência NÃO = 08 matriculados, 2011 143 das 22 escolas ? visitadas + O uso das TAs nas 120 do centro de escolas poderia habilitação* auxiliar no SIM = 23 = processo de ensino- 263 alunos aprendizagem dos NÃO = 0 Questões = 06+ estudantes com deficiência ? 12
  13. 13. O Uso de TA para Estudantes com NEE em escolas de uma cidade do interior de MTResultados (2) Nem todas as escolas contavam com Intérprete... Será ? 13
  14. 14. O Uso de TA para Estudantes com NEE em escolas de uma cidade do interior de MTResultados (2) Teria interesse em obter mais SIM = 22 informações NÃO = 01 sobre TA ? Informações adicionais desejo por cursos o professor da sala de formação de regular dificilmente professores em TA procura os produção de profissionais da SRM recursos de para buscar baixa TA alternativas de utilização de jogos educativos melhorias em suas eletrônicos ou não aulas 14
  15. 15. O Uso de TA para Estudantes com NEE em escolas de uma cidade do interior de MTResultados (2) Locais Realidade 03 (1 particular e 1 Profissionais dinâmicos que pública com AEE, e o buscam o aprendizado (sobre) e centro), dentre as 23 usam a tecnologia a favor do processo de ensino- aprendizagem 02 escolas públicas sem Falta de informação sobre AEE, AEE sobre Inclusão Escolar, confusão entre LIBRAS e Braile... 02 escolas públicas sem Pediram que os pesquisadores se AEE (≠) dirigissem ao laboratório de informática para entrevistar o técnico 15
  16. 16. Resultados (3) Proposta de forma de atuação do Licenciado em Computação no AEE das escolas regulares “propor e coordenar projetos de inclusão digital para a comunidade escolar” “capacitar professores nas mais diversas tecnologias, a fim de dar suporte às atividades pedagógicas significativas” 16
  17. 17. Resultados (3) Proposta de forma de atuação do Licenciado em Computação no AEE das escolas regulares “coordenar as atividades e projetos pedagógicos interdisciplinares e multidisciplinares” “atuar como designer instrucional na elaboração de materiais didáticos [...]” 17
  18. 18. Resultados (3) Proposta de forma de atuação do Licenciado em Computação no AEE das escolas regulares “coordenar as atividades dos técnicos de laboratório que atuarão na escola” auxiliar na definição de quais recursos e serviços de TA necessitam ser adquiridos 18
  19. 19. Resultados (3) Proposta de forma de atuação do Licenciado em Computação no AEE das escolas regulares projetar formas de automatização de tarefas burocráticas para a sala de AEE o licenciado em computação não é formado para exercer a função de técnico de laboratório 19
  20. 20. ConclusõesConclusões Ex.: TA de apoio à educação de surdos brasileiros, disponíveis na Internet são, em sua maioria, voltados para o ensino de LIBRAS ou para crianças da fase de educação infantil Lacuna: auxílio nas diversas disciplinas da matriz curricular das escolas regulares (ex.: matemática, geografia, português) atendimento das diferentes etapas de ensino (ex.: ensino médio, ensino superior) 20
  21. 21. ConclusõesConclusões Uma tecnologia que foi projetada pensando em um público-alvo também seja útil para outro Leitores de tela Preditor de palavras 21
  22. 22. Conclusões Conclusões Criação e fortalecimento de redes de colaboração, entre os profissionais de AEE no Brasil Soluções de sucesso isoladas Exemplo: IT Accessibility Constituent Group, Educause 22
  23. 23. ConclusõesConclusões Aliar o uso de tecnologias com estratégias de ensino- aprendizagem capazes de promover a interação, a colaboração, o desenvolvimento pessoal, a busca pelo conhecimento, o senso crítico, a autonomia! 23
  24. 24. Agradecimentos às agências de fomento: FAPEMAT e CAPES

×