SlideShare uma empresa Scribd logo
Por que (e como)
produzir vestuário na
CHINA
content
Solaris Fashion Trade
A Solaris é uma empresa de trading localizada em Suzhou, China,
e especializada em vestuário, têxteis e acessórios. Trazemos
modelos prontos ou desenvolvemos sua coleção na China,
garantindo o prazo de entrega e controle de qualidade.
linkedin.com/company/solaris-world-fashion-trade-company
pt.slideshare/SolarisFashionTrade
solaris-sz.com
Contato:
Shantang Street, Suzhou, China. CC Russ Bowling
Em uma indústria de moda (têxtil,
vestuário ou acessórios) cada vez
mais competitiva, seja interna ou
externamente, é preciso buscar
novas formas e locais de produção
para as empresas manterem-se
no mercado.
Embora os locais de produção
têxtil tenham se ampliado para
todo o Sudeste Asiático e partes
da África, é inegável a
importância da China como
grande centro de produção têxtil
de todo o mundo. Segundo
estatísticas da World Trade
Organization (WTO), o país é
responsável por quase 40% de
todas as exportações mundiais de
vestuário e têxtil.
content
É certo que a moda do Brasil tem sua própria
expertise, abrangendo praticamente toda a cadeia
têxtil-confeccionista. Alguns itens devem ser
mantidos com produção dentro do País, por não
haver competidores à altura. Porém, novas
oportunidades podem ser buscadas em outros
lugares.
Em uma economia integrada globalmente,
praticamente nenhum produto é produzido 100% em
um lugar só. É preciso aproveitar as vantagens
competitivas – de preço, de tecnologia, de expertise e
de mão de obra – de vários locais ao mesmo tempo.
Com isso, obtém-se o melhor preço, qualidade e
tempo de entrega na agilidade que a moda precisa,
atendendo às expectativas de um consumidor final
cada vez mais exigente.
Por que China?
Tradicionalmente, a produção de
vestuário na China é vista como
simples redução de custo,
principalmente ligada à mão-de-
obra; no entanto, hoje é vista
como estratégica para muitas
empresas expandirem sua
atuação nacional e global.
Por que China?
Não apenas pelos custos de mão-de-obra, mas com
subsídios de governos locais como parte da estratégia de
crescimento acelerado do país asiático.
Manter a qualidade,
mas os custos baixos
Com muita mão-de-obra e preparada para atender os
maiores clientes do mundo, nenhum pedido é grande
demais para bons fornecedores chineses.
Eficiência e economia
de escala
Extensivo parque fabril
As cidades chinesas têm capacidade para atender qualquer pedido.
Desenvolvida como uma das estratégias centrais do
governo e empresas chinesas desde o fim dos anos 1970,
quando a China substituiu Coreia do Sul e Hong Kong como
centro de produção de vestuário.
Expertise na
indústria de vestuário
Expertise em variados
tecidos e modelagens
Há muitos fornecedores na China: pode-se buscar
praticamente qualquer tipo de tecido, acabamento,
aviamentos, modelagem...
Seja de tecnologias ou de pessoas. Abre um leque de
possibilidades – em questão de inovação e recursos. Aproveite
novas tecnologias, maquinário e outras vantagens.
Acesso à inteligência
competitiva chinesa
Mão-de-obra altamente
qualificada para confeccionar
produtos high end
Mesmo com custos mais baixos, a mão-de-obra dos bons
fornecedores chineses atende até os clientes mais exigentes no
que diz respeito ao acabamento impecável dos produtos. É
possível produzir vestuário e acessórios de altíssima qualidade!
O produto fica mais perto do mercado chinês e asiático como
um todo, onde há uma acelerada e crescente classe média
consumidora, ávida por novas alternativas de produtos.
Por último, acesso ao
crescente mercado
consumidor chinês
Por que (e como) produzir vestuário na China
Por que trading?
(ou por que não se lançar sozinho
nas suas negociações com
fornecedores chineses!).
A vantagem competitiva da
China é imensa, mas existem
certas particularidades às quais é
preciso estar atento. Por isso, ter
acesso a profissionais
especializados que façam a
ponte entre sua empresa e os
fornecedores chineses pode ser
fundamental para a sua
estratégia.
Por que trading?
Oferta ampla de modelos
e tecidos em um só local
Ao invés de buscar cada tipo de fornecedor para modelagens e
tecidos diferentes, a trading faz isso por você: basta solicitar e
ela vai atrás do fornecedor certo.
Consolidação de cargas
Ao invés de fechar pequenos pedidos, a trading permite a
consolidação de cargas, ou seja, unir a carga de vários fornecedores
em uma só encomenda, trazendo mais facilidade na logística e
garantia de entrega no prazo.
Conhecimento das
particularidades de design,
corte e da sua cultura
empresarial
Fazer a ponte entre a China e o Brasil significa entender as
necessidades do cliente daqui e passá-las corretamente aos
fornecedores chineses.
Fornecedores
Buscar os melhores fornecedores e fiscalizá-los é crucial. Assim como
um país como o Brasil, há empresas e empresas.
É preciso garantir o controle de qualidade e o tempo de entrega,
assim como outras questões fundamentais – como segurança do
trabalho. Há também qualidade variável de logística. Acertar o
fornecedor certo é, portanto, fundamental.
content
Não é apenas estratégico, mas vital para empresas
de moda, estender cada vez mais sua produção para
outros locais. A China oferece grandes oportunidades
que, se usadas corretamente, podem tornar sua
empresa muito mais competitiva - seja em nível
nacional ou global.
We are your arms in China.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Evolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrializaçãoEvolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrialização
João José Ferreira Tojal
 
CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...
CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...
CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...
Heide Gomes Casagrande
 
Apostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwara
Apostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwaraApostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwara
Apostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwara
wsilveirasouza
 
Ciclo de Vida do Produto - Moda
Ciclo de Vida do Produto - Moda Ciclo de Vida do Produto - Moda
Ciclo de Vida do Produto - Moda
Débora Cseri
 
Modelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAWModelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAW
Daniele Queiroz
 
Tabela de medidas do corpo humano
Tabela de medidas do corpo humanoTabela de medidas do corpo humano
Tabela de medidas do corpo humano
Débora Cseri
 
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
vmaria03
 
Senai modelagem fem.
Senai modelagem fem.Senai modelagem fem.
Senai modelagem fem.
Lidia Rodrigues
 
Antropometria medidas antropometricas
Antropometria  medidas antropometricasAntropometria  medidas antropometricas
Antropometria medidas antropometricas
Cláudia Rosa
 
Apostila desenho parte 03
Apostila desenho parte 03Apostila desenho parte 03
Apostila desenho parte 03
arkanjomk
 
Reflexão - Croquis técnicos
Reflexão - Croquis técnicosReflexão - Croquis técnicos
Reflexão - Croquis técnicos
Sizes & Patterns
 
Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01
possofazermoda
 
Croqui desenhando a silhueta feminina
Croqui desenhando a silhueta femininaCroqui desenhando a silhueta feminina
Croqui desenhando a silhueta feminina
Educando10
 
Desenho tecnico moda (desenho)
Desenho tecnico moda (desenho)Desenho tecnico moda (desenho)
Desenho tecnico moda (desenho)
Gisele Kanda
 
Excel Avançado - Aulas
Excel Avançado - AulasExcel Avançado - Aulas
Excel Avançado - Aulas
Gustavo Sousa
 
Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.
Adequin
 

Destaque (16)

Evolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrializaçãoEvolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrialização
 
CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...
CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...
CAD de modelagem - Comparativo de eficiência entre processos manuais e comput...
 
Apostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwara
Apostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwaraApostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwara
Apostila de cálculo técnico têxtil escrita por marco fuziwara
 
Ciclo de Vida do Produto - Moda
Ciclo de Vida do Produto - Moda Ciclo de Vida do Produto - Moda
Ciclo de Vida do Produto - Moda
 
Modelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAWModelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAW
 
Tabela de medidas do corpo humano
Tabela de medidas do corpo humanoTabela de medidas do corpo humano
Tabela de medidas do corpo humano
 
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
 
Senai modelagem fem.
Senai modelagem fem.Senai modelagem fem.
Senai modelagem fem.
 
Antropometria medidas antropometricas
Antropometria  medidas antropometricasAntropometria  medidas antropometricas
Antropometria medidas antropometricas
 
Apostila desenho parte 03
Apostila desenho parte 03Apostila desenho parte 03
Apostila desenho parte 03
 
Reflexão - Croquis técnicos
Reflexão - Croquis técnicosReflexão - Croquis técnicos
Reflexão - Croquis técnicos
 
Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01
 
Croqui desenhando a silhueta feminina
Croqui desenhando a silhueta femininaCroqui desenhando a silhueta feminina
Croqui desenhando a silhueta feminina
 
Desenho tecnico moda (desenho)
Desenho tecnico moda (desenho)Desenho tecnico moda (desenho)
Desenho tecnico moda (desenho)
 
Excel Avançado - Aulas
Excel Avançado - AulasExcel Avançado - Aulas
Excel Avançado - Aulas
 
Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.
 

Semelhante a Por que (e como) produzir vestuário na China

Costureiro - Apostia 1
Costureiro - Apostia 1 Costureiro - Apostia 1
Costureiro - Apostia 1
eadrede
 
Modelista - Apostila1
Modelista - Apostila1Modelista - Apostila1
Modelista - Apostila1
eadrede
 
A Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtil
A Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtilA Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtil
A Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtil
Edson Jaccoud
 
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Meio & Mensagem
 
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Meio & Mensagem
 
Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...
Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...
Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...
HELENO FAVACHO
 
3º apresentaçao compet vestis
3º apresentaçao   compet vestis3º apresentaçao   compet vestis
3º apresentaçao compet vestis
Saulo Pinotti
 
O brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valorO brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valor
Fernando Alcoforado
 
Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...
Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...
Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...
HELENO FAVACHO
 
Sample tzb08
Sample tzb08Sample tzb08
Sample tzb08
Trendz Bureau
 
INTRADING - MAKER - post.pptx
INTRADING - MAKER - post.pptxINTRADING - MAKER - post.pptx
INTRADING - MAKER - post.pptx
vtrinta30
 
Metalurgia i, segurança iii gestão e qualidade - 105 pag
Metalurgia i, segurança iii   gestão e qualidade - 105 pagMetalurgia i, segurança iii   gestão e qualidade - 105 pag
Metalurgia i, segurança iii gestão e qualidade - 105 pag
Fabricio Gabriel
 
Apostila ppcp textil
Apostila ppcp textilApostila ppcp textil
Apostila ppcp textil
sollavanderias
 
Estudo de caso tecidos desejo 2011.1
Estudo de caso   tecidos desejo 2011.1Estudo de caso   tecidos desejo 2011.1
Estudo de caso tecidos desejo 2011.1
Angelo Peres
 
THE COTTON ROAD - FOLDER
THE COTTON ROAD - FOLDERTHE COTTON ROAD - FOLDER
THE COTTON ROAD - FOLDER
Danielle Domingues
 
Entrevista_FM_JT187
Entrevista_FM_JT187Entrevista_FM_JT187
Entrevista_FM_JT187
Fernando Merino
 
Coopermoda apresentação institucional
Coopermoda apresentação institucionalCoopermoda apresentação institucional
Coopermoda apresentação institucional
Consultor em negócios de moda mineira
 
Apostila de Gstão de Pessoas
Apostila de Gstão de PessoasApostila de Gstão de Pessoas
Apostila de Gstão de Pessoas
Cássio Morelli
 
8510
85108510
10 insights para quem pensa na china
10 insights para quem pensa na china10 insights para quem pensa na china
10 insights para quem pensa na china
Luis Rasquilha
 

Semelhante a Por que (e como) produzir vestuário na China (20)

Costureiro - Apostia 1
Costureiro - Apostia 1 Costureiro - Apostia 1
Costureiro - Apostia 1
 
Modelista - Apostila1
Modelista - Apostila1Modelista - Apostila1
Modelista - Apostila1
 
A Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtil
A Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtilA Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtil
A Ásia tornou-se a oficina do mundo para os têxtil
 
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
 
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
Midiakit.verdesmares anuario de-moda-email2
 
Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...
Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...
Gestão Comercial -Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências...
 
3º apresentaçao compet vestis
3º apresentaçao   compet vestis3º apresentaçao   compet vestis
3º apresentaçao compet vestis
 
O brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valorO brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valor
 
Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...
Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...
Estratégias organizacionais no Varejo analisando tendências como fonte de com...
 
Sample tzb08
Sample tzb08Sample tzb08
Sample tzb08
 
INTRADING - MAKER - post.pptx
INTRADING - MAKER - post.pptxINTRADING - MAKER - post.pptx
INTRADING - MAKER - post.pptx
 
Metalurgia i, segurança iii gestão e qualidade - 105 pag
Metalurgia i, segurança iii   gestão e qualidade - 105 pagMetalurgia i, segurança iii   gestão e qualidade - 105 pag
Metalurgia i, segurança iii gestão e qualidade - 105 pag
 
Apostila ppcp textil
Apostila ppcp textilApostila ppcp textil
Apostila ppcp textil
 
Estudo de caso tecidos desejo 2011.1
Estudo de caso   tecidos desejo 2011.1Estudo de caso   tecidos desejo 2011.1
Estudo de caso tecidos desejo 2011.1
 
THE COTTON ROAD - FOLDER
THE COTTON ROAD - FOLDERTHE COTTON ROAD - FOLDER
THE COTTON ROAD - FOLDER
 
Entrevista_FM_JT187
Entrevista_FM_JT187Entrevista_FM_JT187
Entrevista_FM_JT187
 
Coopermoda apresentação institucional
Coopermoda apresentação institucionalCoopermoda apresentação institucional
Coopermoda apresentação institucional
 
Apostila de Gstão de Pessoas
Apostila de Gstão de PessoasApostila de Gstão de Pessoas
Apostila de Gstão de Pessoas
 
8510
85108510
8510
 
10 insights para quem pensa na china
10 insights para quem pensa na china10 insights para quem pensa na china
10 insights para quem pensa na china
 

Último

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 

Último (8)

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 

Por que (e como) produzir vestuário na China

  • 1. Por que (e como) produzir vestuário na CHINA
  • 2. content Solaris Fashion Trade A Solaris é uma empresa de trading localizada em Suzhou, China, e especializada em vestuário, têxteis e acessórios. Trazemos modelos prontos ou desenvolvemos sua coleção na China, garantindo o prazo de entrega e controle de qualidade. linkedin.com/company/solaris-world-fashion-trade-company pt.slideshare/SolarisFashionTrade solaris-sz.com Contato:
  • 3. Shantang Street, Suzhou, China. CC Russ Bowling
  • 4. Em uma indústria de moda (têxtil, vestuário ou acessórios) cada vez mais competitiva, seja interna ou externamente, é preciso buscar novas formas e locais de produção para as empresas manterem-se no mercado. Embora os locais de produção têxtil tenham se ampliado para todo o Sudeste Asiático e partes da África, é inegável a importância da China como grande centro de produção têxtil de todo o mundo. Segundo estatísticas da World Trade Organization (WTO), o país é responsável por quase 40% de todas as exportações mundiais de vestuário e têxtil.
  • 5. content É certo que a moda do Brasil tem sua própria expertise, abrangendo praticamente toda a cadeia têxtil-confeccionista. Alguns itens devem ser mantidos com produção dentro do País, por não haver competidores à altura. Porém, novas oportunidades podem ser buscadas em outros lugares. Em uma economia integrada globalmente, praticamente nenhum produto é produzido 100% em um lugar só. É preciso aproveitar as vantagens competitivas – de preço, de tecnologia, de expertise e de mão de obra – de vários locais ao mesmo tempo. Com isso, obtém-se o melhor preço, qualidade e tempo de entrega na agilidade que a moda precisa, atendendo às expectativas de um consumidor final cada vez mais exigente.
  • 7. Tradicionalmente, a produção de vestuário na China é vista como simples redução de custo, principalmente ligada à mão-de- obra; no entanto, hoje é vista como estratégica para muitas empresas expandirem sua atuação nacional e global. Por que China?
  • 8. Não apenas pelos custos de mão-de-obra, mas com subsídios de governos locais como parte da estratégia de crescimento acelerado do país asiático. Manter a qualidade, mas os custos baixos
  • 9. Com muita mão-de-obra e preparada para atender os maiores clientes do mundo, nenhum pedido é grande demais para bons fornecedores chineses. Eficiência e economia de escala
  • 10. Extensivo parque fabril As cidades chinesas têm capacidade para atender qualquer pedido.
  • 11. Desenvolvida como uma das estratégias centrais do governo e empresas chinesas desde o fim dos anos 1970, quando a China substituiu Coreia do Sul e Hong Kong como centro de produção de vestuário. Expertise na indústria de vestuário
  • 12. Expertise em variados tecidos e modelagens Há muitos fornecedores na China: pode-se buscar praticamente qualquer tipo de tecido, acabamento, aviamentos, modelagem...
  • 13. Seja de tecnologias ou de pessoas. Abre um leque de possibilidades – em questão de inovação e recursos. Aproveite novas tecnologias, maquinário e outras vantagens. Acesso à inteligência competitiva chinesa
  • 14. Mão-de-obra altamente qualificada para confeccionar produtos high end Mesmo com custos mais baixos, a mão-de-obra dos bons fornecedores chineses atende até os clientes mais exigentes no que diz respeito ao acabamento impecável dos produtos. É possível produzir vestuário e acessórios de altíssima qualidade!
  • 15. O produto fica mais perto do mercado chinês e asiático como um todo, onde há uma acelerada e crescente classe média consumidora, ávida por novas alternativas de produtos. Por último, acesso ao crescente mercado consumidor chinês
  • 18. (ou por que não se lançar sozinho nas suas negociações com fornecedores chineses!). A vantagem competitiva da China é imensa, mas existem certas particularidades às quais é preciso estar atento. Por isso, ter acesso a profissionais especializados que façam a ponte entre sua empresa e os fornecedores chineses pode ser fundamental para a sua estratégia. Por que trading?
  • 19. Oferta ampla de modelos e tecidos em um só local Ao invés de buscar cada tipo de fornecedor para modelagens e tecidos diferentes, a trading faz isso por você: basta solicitar e ela vai atrás do fornecedor certo.
  • 20. Consolidação de cargas Ao invés de fechar pequenos pedidos, a trading permite a consolidação de cargas, ou seja, unir a carga de vários fornecedores em uma só encomenda, trazendo mais facilidade na logística e garantia de entrega no prazo.
  • 21. Conhecimento das particularidades de design, corte e da sua cultura empresarial Fazer a ponte entre a China e o Brasil significa entender as necessidades do cliente daqui e passá-las corretamente aos fornecedores chineses.
  • 22. Fornecedores Buscar os melhores fornecedores e fiscalizá-los é crucial. Assim como um país como o Brasil, há empresas e empresas. É preciso garantir o controle de qualidade e o tempo de entrega, assim como outras questões fundamentais – como segurança do trabalho. Há também qualidade variável de logística. Acertar o fornecedor certo é, portanto, fundamental.
  • 23. content Não é apenas estratégico, mas vital para empresas de moda, estender cada vez mais sua produção para outros locais. A China oferece grandes oportunidades que, se usadas corretamente, podem tornar sua empresa muito mais competitiva - seja em nível nacional ou global.
  • 24. We are your arms in China.