Marco Conceitual - Social Good BrasilO que é o Social Good Brasil?Um programa que promove o uso das tecnologias, novas míd...
Não desconhecemos outras definições de tecnologia usadas no setor privado, social e público, masoptamos por um escopo meno...
O que entendemos por “problemas sociais” e “melhorar o mundo”?Iniciativas “Social Good” devem contribuir para a solução de...
Informação - Ser um agregador de informação, interação e ferramentas práticas sobre como usartecnologias e o pensamento in...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Marco Conceitual - Social Good Brasil

608 visualizações

Publicada em

Conheça-nos melhor! Em nosso marco conceitual você pode entender o que é "social good", o que o programa Social Good Brasil faz e saber o que consideramos por tecnologias, pensamento inovador e problemas socais!

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
111
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marco Conceitual - Social Good Brasil

  1. 1. Marco Conceitual - Social Good BrasilO que é o Social Good Brasil?Um programa que promove o uso das tecnologias, novas mídias e do pensamento inovador para contribuircom a solução de problemas sociais.O programa Social Good Brasil usa o conceito “Social Good”, termo da cultura digital que nomeia omovimento global +SocialGood, encabeçado por um grupo de organizações (UN Foundation, UNDP, 92Y,Bill&Melinda Gates Foundation, Mashable) do qual somos uma liderança no Brasil.E o que significa Social Good?- Social Good é usar as tecnologias, novas mídias e o pensamento inovador para contribuir com a soluçãode problemas sociais.- Social Good é mudar o mundo para melhor utilizando as tecnologias, novas mídias e o pensamentoinovador.Iniciativas “Social Good” podem ser tipos de Inovação SocialInovação social é uma nova solução para um problema social, uma solução mais efetiva, eficiente,sustentável ou justa que as soluções já existentes, e que, prioritariamente, gere valor para a sociedadecomo um todo ao invés de beneficiar apenas alguns indivíduos. Essa é a definição cunhada pela StanfordSocial Innovation Review, a publicação mais reconhecida sobre o tema.Em busca de entender melhor que tipos de novas soluções podem ser essas, adotamos o conceito deinovação de Schumpeter, adaptando-a para Inovação Social. Inovação social pode ser um novo produto ouserviço, um novo processo ou metodologia, uma nova proposta de valor para um novo público-alvo,novos insumos ou modelos de parcerias ou novos modelos organizacionais, que geram valor para asociedade ao contribuir com a solução de problemas sociais e ambientais.Cada uma dessas modalidades de inovação podem ser qualificadas como radical (fazer algo novo) ouincremental (melhorar algo já existente).Inovação é um campo de estudo e prática mais difundido no setor privado do que no social. JosephSchumpeter é um dos primeiros estudiosos reconhecidos do campo de inovação no mundo. A definição deinovação dele que adotamos e adaptamos para além do mercado, mas a sociedade como alvo, é aindaatual apesar de ser da década de 1950.Inovação social têm sido alvo de estudo do setor privado, principalmente nos Estados Unidos, desde 2010,em que sua definição é reconhecida pelo Social Good Brasil, mas não é restrita a ela pois, pois argumentaque é a “geração de valor econômico por meio de uma mudança social positiva” (Saul, 2011).O que são tecnologias para o Social Good Brasil?Reconhecemos tecnologias de engenharias, hardwares, softwares, novas mídias e telecomunicações.Alguns exemplos: computadores e aparelhos móveis, internet, website, redes sociais, aplicativos móveis ede computador, games/jogos, tecnologias limpas e de acesso (acesso a energia, água, alimentação eagricultura, processos com menos resíduos e recicláveis) e tecnologias assistivas.
  2. 2. Não desconhecemos outras definições de tecnologia usadas no setor privado, social e público, masoptamos por um escopo menor. Essas outras definições são:“Tecnologia é um conjunto de processos pelo qual uma organização transforma mão de obra, capital,materiais e informação em produtos e serviços de grande valor.” (Christensen, 1997)“Tecnologia social é o conjunto de atividades relacionadas a estudos, planejamento, ensino, pesquisa,extensão e desenvolvimento de produtos, técnicas ou metodologias replicáveis, que representemsoluções para o desenvolvimento social e melhoria das condições de vida da população” (Rede deTecnologias Sociais)Categorias de TecnologiasAo pesquisar esse campo, percebemos dois padrões de uso da tecnologia para solucionar problemassociais e as denominamos de:Tecnologias de uso: tecnologias que não exigem alto nível de conhecimento técnico, pesquisa edesenvolvimento para serem utilizadas. Nessa categoria estão concentrados o uso de softwares, novasmídias e telecomunicações disponíveis de forma gratuita na internet. Exemplos: o uso de redes sociais esites para disseminar uma causa social, assim como desenvolvimento de aplicativos para celulares. Ocampo é recente de estudo e prática, e o Social Good Brasil pretende aprofundar-se nele.Tecnologias de desenvolvimento: tecnologias que exigem investimento de dedicação ou recursos empesquisa e desenvolvimento. Aqui estão casos que criam uma nova tecnologia ou adaptam uma jáexistente tornando-a acessível para um público que antes não tinha acesso. Concentram-se odesenvolvimento de softwares, engenharias e hardwares em computadores, tecnologias limpas e deacesso (acesso a energia, água, alimentação e agricultura, processos com menos resíduos e recicláveis) etecnologias assistivas. Exemplos: tecnologias de acesso a água em regiões desérticas como o nordeste,assim como a adaptação de um microscópio de baixo custo para educação pública.A teoria de mudançaAs duas categorias têm alto impacto social ao proporcionar:Acesso: alcance a informação de qualidade para uma educação e saúde melhores, assim como serviçosbásicos de água, alimentação, crédito e financiamento de projetos são ferramentas de redução dedesigualdade social ao oferecer oportunidades sociais e econômicas a todos. As tecnologias de uso estãocada vez mais acessíveis na internet e as tecnologias de desenvolvimento são adaptadas para oferecer esteacesso. A tecnologia também oferece transparência, sendo um espaço de denúncia e que propicia aexposição de informações.Autonomia: a possibilidade de se engajar em causas sociais e de aprender em qualquer lugar estão entrealguns exemplos de como as tecnologias de internet estão transformando a nossa sociedade, oferecendoque o poder esteja na ponta dos dedos de cada um. As tecnologias de desenvolvimento, ao adaptartecnologias para contextos locais, também possibilitam autonomia para seu uso.Escala: as tecnologias, em especial as tecnologias de uso, permitem que com menor esforço e baixoinvestimento seja possível alcançar um grande número de pessoas e causar um alto impacto social. Umexemplo é um site de petições online, que mobiliza milhares de cidadãos a pedir melhorias em temasimportantes, como educação, saúde, segurança pública, etc.
  3. 3. O que entendemos por “problemas sociais” e “melhorar o mundo”?Iniciativas “Social Good” devem contribuir para a solução de uma (ou mais) das questões abaixo: Saúde: conscientizar a população para aumentar níveis gerais de conhecimento sobre importânciae acesso condições sanitárias adequadas; Cidadania & engajamento social: engajamento cívico e cidadão em questões políticas, do bempúblico e interesse coletivo, voluntariado; Cidades & Mobilidade Urbana: problemáticas da cidade e zonas urbanas, aumento no número depessoas por automóveis, desenvolvimento do uso de transportes coletivos e sustentáveis; Consumo consciente & Justo: incentivar o consumo responsável (minimização de resíduos) e justo(inclusão); Economia local, finanças & Empreendedorismo: promoção de iniciativas de inclusão de grupos nomercado de trabalho, turismo sustentável, redes de produção local e desenvolvimento decooperativas, acesso a crédito e o sistema bancário; Educação: iniciativas de educação básica ( 1ª série ensino fundamental até 3º ano ensino médio),acesso e qualidade do ensino; Cultura & Entretenimento: desenvolvimento de espaços culturais e iniciativas de fomento aprodução de cultura local, jogos educativos; Meio ambiente & Energias renováveis: iniciativas de proteção ao meio ambiente e uso sustentáveldas reservas naturais, uso e desenvolvimento de energias renováveis; Habitação: acesso ao sistema básico de habitação, melhorias e reformas.Fonte: indicadores de cidades sustentáveis: http://www.cidadessustentaveis.org.br/O que é pensamento inovador?Usar o pensamento inovador é estar alinhado com uma nova forma de usar as tecnologias, que é maiscolaborativa, em rede e com liderança compartilhada. Percebemos que a transformação que vivemos hojena sociedade é de caráter comportamental, de novos modelos mentais e não apenas tecnológico.Entendemos que aplicar novos modelos mentais é fundamental para um salto de inovação comcompromisso de solucionar problemas sociais urgentes.Atuação do programa Social Good BrasilVisãoA visão do programa Social Good Brasil é uma sociedade em que as tecnologias e o pensamento inovadorsão utilizadas sistematicamente para a solução de problemas sociais.Essa visão é fundamentada na crença de que tecnologias e inovação são essenciais para a solução deproblemas tão complexos que a humanidade enfrenta.Para alcançar essa visão, os objetivos gerais do programa Social Good Brasil, também denominados“pilares” são:Inspiração - Disseminar o conceito de Social Good, inspirando organizações e indivíduos a se envolver como tema
  4. 4. Informação - Ser um agregador de informação, interação e ferramentas práticas sobre como usartecnologias e o pensamento inovador para contribuir com a solução de problemas sociaisAção - Identificar e apoiar experiências inovadoras para aumentar o número de casos brasileiros desucesso e expandir seu potencial de melhoria socialEstratégias- Atuar em rede por meio de parcerias com indivíduos e organizações, que são hubs de know-how comcapilaridade nacional, e garantir que os parceiros gerem valor a partir da conexão entre eles- Garantir que a plataforma online do Social Good Brasil seja o ponto de convergência de todas as suasiniciativas, sendo a porta de entrada e o registo de conhecimento e experiência aberta para nossa rede- Não somos apenas digitais: apostar em encontros presenciais para inspiração do nosso público-alvo,realizando um seminário próprio por ano e participando de eventos e encontros diversos de terceiros,levando uma palestra ou oficina sobre o Social Good- No apoio a experiências inovadoras, atuar no abismo que existe na cadeia de apoio a inovações sociais noBrasil entre concursos/festivais de ideias e aceleradoras/fundos de investimento social, com foco emestruturação de ideias, design e prova do conceito- Atuar como um funil de inovação social, que pesquisa casos de sucesso no Brasil, benchmarkinginternacional e nichos de atuação, seleciona e implementa metodologias ou iniciativas pontuais que serãoexperimentadas para gerar conhecimento e aprendizado para novas iniciativas própriasIniciativas1. Seminários1.1. Seminário Internacional de três dias em Florianópolis: um encontro bianual que oferece um ambientepresencial ideal para conexões e troca de ideias1.2. Social Good Summit Meetup Brasil de um dia em São Paulo: um encontro bianual em paralelo aoSocial Good Summit em Nova Iorque, com objetivo de trazer a experiência desse evento para o Brasil2. Plataforma online: um ambiente de conexão entre as pessoas que se interessam pelo tema por meio deum site interativo e pelas redes sociais3. Social Good Brasil Lab: um laboratório de design e prototipagem de iniciativas Social Good com duraçãode dez semanas, que ocorre em 12 sessões virtuais e seis encontros presenciais

×