1
Colégio Letrinhas
Largo das Forças Armadas – Ilha do Sal
República de Cabo Verde
Segunda Grande Guerra
2ª Guerra Mundial...
2
Colégio Letrinhas
Largo das Forças Armadas – Ilha do Sal
República de Cabo Verde
Segunda Grande Guerra
2ª Guerra Mundial...
3
Índice
Índice 3
Introdução
1. Antecedentes da 2ª Guerra Mundial
4
6
1.1.Como se desenvolveram os regimes autoritários? 6...
4
Introdução
O presente trabalho integra-se na disciplina de Mundo Contemporâneo, tendo
como objetivo a reflexão, a pesqui...
5
Consideramos que assim mais facilmente assimilaremos cada questão.
Espera-se com este trabalho garantir o enriquecimento...
6
1. Quais os principais antecedentes da 2ª Guerra Mundial
1.1 Como se desenvolveram os regimes autoritários?
Quais os vár...
7
 Anexou a Áustria, em 1938, e a região dos Sudetas (província fronteiriça da
Checoslováquia).
1.3 O que significava “pa...
8
2. Quais as Alianças envolvidas na 2ª Guerra Mundial?
2.1. Quem eram os Aliados
Dividiam-se em Estados Unidos, União Sov...
9
3. Quem foram os ditadores fascistas?
3.1. Adolf Hitler (cf. Anexo 3)
Quem foi Adolf Hitler?
Líder do Partido Nacional S...
10
Como se tornou ditador?
Hitler reorganizou o programa do partido inspirado no fascismo e no
bolchevismo.
Em 1926, Hitle...
11
A Alemanha estava envolvida por todos os lados. Hitler se refugiou no abrigo
antiaéreo em Berlim. No dia 30 de abril de...
12
3.2. Mussolini (cf. Anexo 5)
Quem foi Mussolini?
Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Líder do Partid...
13
expulso do partido. Fundou o jornal Popolo d'Itália, no qual continuou a defender a
entrada da Itália na guerra e organ...
14
Benito Amilcare Andrea Mussolini foi julgado sumariamente e fuzilado junto com sua
amante, Clara Petacci, em Mezzegra, ...
15
3.3. Franco (cf. Anexo 7)
Qual o seu percurso de vida?
Oficial de infantaria, Francisco Franco começou a ganhar fama em...
16
Naquele mesmo mês, Franco uniu os partidos de direita e, em janeiro de 1938, e
tornou-se chefe de Estado e do governo. ...
17
3.4. Estaline (cf. Anexo 9)
Quais foram as suas origens?
Ioseb Besarionis Dze Djughashvili nasceu na cidade georgiana d...
18
milhares de pessoas, por outro fez com que a União Soviética crescesse além do
esperado, vindo tornar-se uma superpotên...
19
3.5. António de Oliveira Salazar (cf. Anexo 12)
Quais foram as suas origens?
Nasceu em Santa Comba Dão, Portugal 28/4/1...
20
tornar a União Nacional como único partido legal do país e estabelecer uma nova
Constituição (1933) que substituía a an...
21
4. Quais as principais ideias fascistas?
-Anticomunismo
Os comunistas foram culpados pelos nazi-fascistas como sendo os...
22
- Imperialismo
Desenvolvimento de um movimento expansionista de forma a criar um império,
através da guerra, em prol do...
23
5. Como se processou a 2ª Guerra Mundial?
Quais os acontecimentos que marcaram o período entre 1939-41?
Até Maio de 194...
24
volta de 1942 pelas vitórias anglo-americanas no Norte da África, pela contra ofensiva
soviética em Estalinegrado e pel...
25
6. O que se entende por Holocausto?
O terror nazi esteve presente em quase todo o continente europeu. Os alemães
instal...
26
como Sonderkommandos, compostas por judeus que tinham por obrigação dispor dos
corpos dos israelitas após os nazistas o...
27
7. As consequências da 2ª Guerra Mundial
Quais foram as principais consequências da Segunda Guerra Mundial, de
um modo ...
28
3. Consequências demográficas
Estima-se que 55 milhões de pessoas morreram, 35 milhões de feridos, 20 milhões
de órfãos...
29
O objetivo da ONU é unir todas as nações do mundo em prol da paz e do
desenvolvimento, com base nos princípios de justi...
30
 Os países devem tentar resolver os seus diferendos através de meios pacíficos.
 Os países devem evitar utilizar a fo...
31
momento que os Estados Unidos revelaram ao mundo, através de um clarão fascinante,
o início da era atómica.
Três dias d...
32
Conclusão
A elaboração do trabalho permitiu-nos um conhecimento mais vasto a propósito
da 2ª Guerra Mundial. Verificamo...
33
Bibliografia
Black, Jeremy, Atlas da história do Mundo, Porto, Civilização, 2000
http://educacao.uol.com.br/biografias/...
34
Anexos
Anexo 1
www.glogster.com
35
Anexo 2
http://ahoy.tk-jk.net/ImagesJan20_2007/MussoliniAndHitler.jpg
36
Anexo 3
http://gibanet.com/wp-content/uploads/2015/05/adolf-hitler.jpg
37
Anexo 4
www.fatosdesconhecidos.com.br
38
Anexo 5
www.algosobre.com.br
39
Anexo 6
www.gentequeeduca.org.br
40
Anexo 7
http://www.counter-currents.com/wp-content/uploads/2014/06/Franco.jpg
41
Anexo 8
http://www.jkrweb.com/art/images/guernica.jpg
42
Anexo 9
http://2.bp.blogspot.com/-
sLgyHjKObpc/U9UuoRf79BI/AAAAAAAAFSA/CuyVpFc08vQ/s1600/Jose_Estaline.j
pg
43
Anexo 10
http://russiapedia.rt.com/files/prominent-russians/leaders/vladimir-lenin/vladimir-
lenin_9-t.jpg
44
Anexo 11
http://www.estudopratico.com.br/wp-content/uploads/2013/04/karl-marx-vida-obra-e-
pensamentos.jpg
45
Anexo 12
https://www.sitiodolivro.pt/fotos/editor2/salazar.png 2
46
Anexo 13
https://s-media-cache-
ak0.pinimg.com/originals/b0/26/1e/b0261ea059dbed9f2567f662ca178c85.jpg
47
Anexo 14
http://1.bp.blogspot.com/-
oRh9lwP2W70/UQBRjMJORzI/AAAAAAAABYQ/X31hkLW3wYI/s1600/Lebensbor
n+types.jpg
48
Anexo 15
http://obviousmag.org/archives/uploads/2011/04/27/viktorfrankl_2011042704_bo.jpg
49
Anexo 16
http://www.inacreditavel.com.br/imagens/bergen_belsen_1.jpg
50
Anexo 17
https://construindohistoria.files.wordpress.com/2015/01/8e638-auschwitzcg.jpg?w=558
51
Anexo 18
http://www.dw.de/image/0,,2682603_4,00.jpg
52
Anexo 19
http://www.pt.org.br/wp-content/uploads/2015/03/onu1.jpg
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2ª guerra mundial tc (césar e simone)

341 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido no contexto de Mundo Contemporâneo

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2ª guerra mundial tc (césar e simone)

  1. 1. 1 Colégio Letrinhas Largo das Forças Armadas – Ilha do Sal República de Cabo Verde Segunda Grande Guerra 2ª Guerra Mundial Ano letivo 2014/2015
  2. 2. 2 Colégio Letrinhas Largo das Forças Armadas – Ilha do Sal República de Cabo Verde Segunda Grande Guerra 2ª Guerra Mundial Professor(a): Andineia Lima Disciplina: Mundo Contemporâneo Alunos(as): César Bandeira, Simone Sousa Ano letivo 2014/2015
  3. 3. 3 Índice Índice 3 Introdução 1. Antecedentes da 2ª Guerra Mundial 4 6 1.1.Como se desenvolveram os regimes autoritários? 6 1.2.Qual foi a política expansionista de Hitler? 6 1.3.O que significa paz armada? 7 2. Quais as alianças envolvidas na 2ª Guerra Mundial’ 8 2.1.Quem eram os Aliados? 8 2.2.Quem fazia parte do Eixo? 8 3. Quem foram os ditadores fascistas? 9 3.1.Hitler 9 3.2.Mussolini 12 3.3.Franco 15 3.4.Estaline 17 3.5.António Oliveira Salazar 19 4. Quais as principais ideias fascistas? 21 5. Como se processou a 2ª Guerra Mundial? 23 6. O que se entende por Holocausto? 25 7. Quais as consequências da 2ª Guerra Mundial? 27 Conclusão Bibliografia Anexos 32 23 24
  4. 4. 4 Introdução O presente trabalho integra-se na disciplina de Mundo Contemporâneo, tendo como objetivo a reflexão, a pesquisa, a seleção, a organização e a sistematização de informação sobre a Segunda Grande Guerra, comumente conhecida por 2ª Guerra Mundial, pois mobilizou grande parte dos países que constituem o mundo que conhecemos e devastaria a Europa, Ásia e URSS, matando mais de 50 milhões pessoas – entre as quais cerca de 21 milhões de cidadãos soviéticos e seis milhões de judeus. Os verdadeiros vencedores da guerra foram os EUA e a URSS que emergiram como as nações mas poderosas do mundo. Os grandes impérios da Grã-Bretanha e da França começaram a fragmentar-se sob a pressão financeira da guerra e do aparecimento do movimento independentistas nos seus territórios, começando pela Índia em 1947. Tendo em conta que somos um grupo, cada um fica responsável pela análise de itens específicos, existindo um plano de trabalho que implica a leitura e selecção prévia de dados que darão corpo ao trabalho, que pretende apresentar sete capítulos, a saber: 1. Antecedentes da 2ª Guerra Mundial 2. As duas Alianças 2.1. Os Aliados 2.2. Potências do Eixo 3. Os ditadores fascistas – biografia 3.1. Hitler 3.2. Mussolini 3.3. Franco 3.4. Estaline 3.5. Salazar 4. Principais ideias fascistas 4.1. Anticomunismo - Antiliberalismo (os fascistas defendiam um regime ditatorial) - Totalitarismo (o indivíduo deve obedecer ao Estado) - Militarismo e Culto à violência (a guerra era considerada a atividade mais nobre do homem). - Nacionalismo xenófobo (xenofobia: ódio a tudo que é estrangeiro) - Racismo 5. O desenvolvimento da guerra 6. O Holocausto 6.1. Os campos e concentração 7. As consequências da 2ª Guerra Mundial Utilizaremos a metodologia de pergunta-resposta, atendendo à nossa faixa etária.
  5. 5. 5 Consideramos que assim mais facilmente assimilaremos cada questão. Espera-se com este trabalho garantir o enriquecimento pessoal em termos de conhecimentos históricos.
  6. 6. 6 1. Quais os principais antecedentes da 2ª Guerra Mundial 1.1 Como se desenvolveram os regimes autoritários? Quais os vários fatores que favoreceram o desenvolvimento dos regimes autoritários foram?  As grandes dificuldades económicas de reconstrução da Europa no pós- guerra e, depois, decorrentes da Grande Depressão (cf. Anexo 1) dos anos de 1930, contribuíram para a adesão a movimentos de extrema- direita, que prometiam estabilidade e segurança através de um governo forte;  Receio do avanço dos movimentos socialistas e comunistas, sobretudo pelos sectores sociais mais conservadores como a burguesia. Quem foram os mais importantes regimes autoritários e respetivos mentores?  Fascismo – Benito Mussolini, “Duce” (1922-1943)  Nazismo – Adolfo Hitler, “Führer” (1933-1945)  Estado Novo – António Oliveira Salazar, “O Salvador da Pátria” (1928- 1968)  Franquismo – Francisco Franco, “O Caudillo” (1939-1975)  Comunismo – Joseph Estaline, “O Pai do Povo” (1928-1953) 1.2 Qual foi a política expansionista de Hitler?  A partir de 1933, Hitler tomou as seguintes medidas:  Abandonou a SDN (Sociedade das Nações) ignorando o Tratado de Versalhes;  Reintroduziu o serviço militar obrigatório e equipou o exército de máquinas e armas de guerra evoluídas;  Modernizou as Forças Armadas;  Celebrou pactos militares com a Itália de Mussolini (cf. Anexo 2 ) e pouco depois com o Japão (eixo Berlim-Roma-Tóquio), com um acordo anticomunista, o Pacto Anti-Komintern;  Ocupou a zona desmilitarizada da Renânia, em 1936;
  7. 7. 7  Anexou a Áustria, em 1938, e a região dos Sudetas (província fronteiriça da Checoslováquia). 1.3 O que significava “paz armada”? Inicialmente, as democracias ocidentais optaram por não desenvolver uma posição de força face às intenções de expansionismo de Hitler, chegando mesmo a assinar coma a Alemanha o Acordo de Munique, em Setembro de 1938, em que reconheciam a anexação da região dos Sudetas. Contudo, a Alemanha continuou a corrida ao armamento. A paz na Europa e no Mundo estava ameaçada. Vivia-se num clima de paz armada.
  8. 8. 8 2. Quais as Alianças envolvidas na 2ª Guerra Mundial? 2.1. Quem eram os Aliados Dividiam-se em Estados Unidos, União Soviética e Reino Unido sendo os principais países do lado dos Aliados, além de mais quarenta e nove países, tais como a Polónia, China, Brasil e Cuba. Ainda restaram oito países, que permaneceram neutros durante a guerra, sendo eles: Portugal, Espanha, Suíça, Vaticano, Andorra, Irlanda, Suécia e Liechtenstein. 2.2. Quem fazia parte das potências do Eixo? Dividiam-se em Alemanha, Itália e Japão e formavam a tríade a ser combatida na guerra. Além destes três principais países, outros países e grupos organizados completavam o bloco, a saber: - a Bulgária, a Hungria e a Roménia formavam o segundo escalão entre os países das Potências do Eixo; - Tailândia e Finlândia integravam uma coligação ativa com o Eixo; - Eslováquia, Croácia, Albânia e Manchúria tinham papéis submissos; - o Eixo ainda contava com ações de grupos nacionalistas.
  9. 9. 9 3. Quem foram os ditadores fascistas? 3.1. Adolf Hitler (cf. Anexo 3) Quem foi Adolf Hitler? Líder do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, mais conhecido como Partido Nazista ou Nazi. De nacionalidade austríaca, com 25 anos mudou-se para Munique. Juntou-se ao Partido Trabalhista Alemão e mudou o nome para Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Aos 33 anos tornou-se chefe do partido que já tinha três mil filiados. Hitler elaborou o programa do partido inspirado no fascismo de Mussolini, na Itália e no bolchevismo. Nomeado Chanceler, começou a aplicar o programa nazista. Numa sucessão de golpes, atos ilegais e assassinatos instalou a sua ditadura. Com a morte do presidente alemão acumula a função de chanceler e presidente. Tinha início o Terceiro Reich. Quais as suas origens? Adolf Hitler (1889-1945) nasceu em Braunau, na Áustria, no dia 20 de Abril de 1889. Filho de Alois Hitler empregado de alfândega e Klara Hitler. Ficou órfão de pai e de mãe. Por duas vezes tentou, sem sucesso, entrar na Academia de Belas Artes de Viena. Qual o seu percurso de vida inicial? Em 1913 mudou-se para Munique e em agosto de 1914 alistou-se no Regimento de Infantaria, o Regimento List. Lutou na Primeira Guerra Mundial. Ferido em 1916 na Batalha de Somme, foi enviado para a Alemanha. Em 1918, ferido novamente na Batalha decisiva em Wernick, foi enviado ao Hospital de Pasewalk em Pomerânia. Em 1919, filia-se ao Partido Trabalhista Alemão, em 1920 muda o nome para Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. O símbolo era a bandeira vermelha com a suástica (cf. Anexo 4). Incorporou o partido uma organização paramilitar a SA, encarregada de perturbar as reuniões dos adversários.
  10. 10. 10 Como se tornou ditador? Hitler reorganizou o programa do partido inspirado no fascismo e no bolchevismo. Em 1926, Hitler passa a fazer comícios e desfiles da SA e SS. Com a crise de 1929 o extremismo tomou conta da Alemanha. Em 1930, Hitler tornou-se cidadão alemão e já reunia 1,5 milhões de adeptos ao partido. Nas eleições legislativas de 1932, os nazistas elegeram 230 deputados mas Hitler perde a eleição para presidente. O marechal Hindenburg foi reeleito. Hitler foi nomeado chanceler pelo presidente alemão, em janeiro de 1933, em meio a uma séria crise política. Em apenas 23 meses numa sucessão de golpes, bane partidos políticos, prende opositores, torna o serviço militar obrigatório e dá início a expansão de seu território. Dissolveu o parlamento e encarregou o marechal Hermann a preparar novas eleições gerais. Os nazistas ficaram em maioria absoluta. Hitler obteve o voto de plenos poderes e começou a aplicar o programa nazista. Os opositores e judeus foram levados aos campos de concentração. Em 1934 morreu o presidente Hindenburg e Hitler acumulou as funções de chanceler e presidente. A bandeira do partido nazista passou a ser a da Alemanha. O parlamento todo nazista reuniu-se conforme a vontade de Hitler. O partido controlava toda população. Quais foram os ideais de Hitler? Hitler tinha como prioridade a indústria bélica. Em 1939 ocupa Praga e em 1 de setembro ocupa a Polónia. O mundo marchava para a 2ª Guerra Mundial. Em 1942 Hitler governava a Europa, de Berlim ele controlava o império, que além da Alemanha incluía mais dezoito países, várias ilhas do mediterrâneo, quase toda costa setentrional da África e grande parte da União Soviética. A Itália é sua aliada. A Espanha de Franco e Portugal de Salazar são simpatizantes. Na Europa só restam neutras a Suécia, a Suíça e a Turquia. A Europa está nas mãos de Adolfo Hitler. Lentamente a expansão foi regredindo, Hitler foi perdendo seu poderio em todos os países ocupados pelos nazi fascistas, organizava-se a Resistência. Foi decisiva a derrota dos alemães na União Soviética, na batalha de Estalinegrado em 1943.
  11. 11. 11 A Alemanha estava envolvida por todos os lados. Hitler se refugiou no abrigo antiaéreo em Berlim. No dia 30 de abril de 1945, Hitler, sua mulher Eva Braun e o Chanceler Golbbels suicidaram-se.
  12. 12. 12 3.2. Mussolini (cf. Anexo 5) Quem foi Mussolini? Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Líder do Partido Fascista, fundado em 1919, no final da Primeira Guerra Mundial. Foi professor e jornalista, escrevia para jornais de esquerda. Em 1914 foi expulso do partido socialista. Alistou-se no exército, chegando a patente de sargento. Em 1922 organizou a "Marcha sobre Roma", e com o apoio do rei Vítor Emanuel III passou a organizar o gabinete governamental, no cargo de primeiro-ministro da Itália. Por meio de eleições fraudulentas, os fascistas ganharam a maioria do parlamento. Em 1925 Mussolini tornou-se "Duce" (o condutor supremo da Itália). Estava formado um Estado Totalitário. Quais as suas origens? Benito Mussolini (1833-1945) nasceu em Predappio, província de Forli, Itália, no dia 29 de julho de 1833. Filho de Alessandro Mussolini, um ferreiro, socialista, e Rosa Maltoni, professora primária Qual o seu percurso como militar e como político? Em 1901, Mussolini formou-se professor de escola primária, trabalhou como professor, mas seu interesse era a revolução. Em 1902, foi morar na Suíça, fugindo do serviço militar, mas as suas atividades esquerdistas acabaram por levar à sua expulsão do país. Nessa época, suas leituras filosóficas, especialmente as de Nietzsche, haviam firmado a sua crença na violência como elemento fundamental para a transformação da sociedade. Nomeado em 1910 secretário do Partido Socialista em Forli, começou a editar o jornal La Lotta di Classe. Depois de liderar um movimento operário contra a guerra turco- italiana, foi condenado a cinco meses de prisão. Em 1911, Mussolini já era um dos principais dirigentes socialistas da Itália. No ano seguinte passou a editar o jornal Avanti, para o órgão oficial do Partido Socialista Benito Mussolini sustentou a neutralidade da Itália na Primeira Guerra Mundial, de acordo com a linha do partido socialista. Ao defender a França e a Grã Bretanha, foi
  13. 13. 13 expulso do partido. Fundou o jornal Popolo d'Itália, no qual continuou a defender a entrada da Itália na guerra e organizou o Grupo de Ação Revolucionária. Em abril de 1915, voltou a ser preso. Depois que a Itália declarou guerra à Áustria, Mussolini foi convocado, alistou-se no exército, recebendo a patente de sargento. A rápida ascensão de Mussolini foi consequência de vários fatores. A crise gerada pela guerra, as enormes perdas financeiras e humanas, a inflação e o desemprego, levaram à agitação política revolucionária das esquerdas. O governo parlamentar, formado pelo Partido Socialista e pelo Partido Popular não chegavam a nenhum acordo, gerando impopularidade. Em 1919, Mussolini fundou o Partido Fascista que pregava a abolição do Senado, a instalação de uma nova constituinte e o controle das fábricas por operários e técnicos. Em 1920, um movimento operário no norte da Itália foi inicialmente apoiado por Mussolini, que chegou a propor uma frente comum contra os patrões e os trabalhadores de extrema-esquerda. Rejeitada a proposta, e contornada a situação pelo governo liberal, Mussolini capitalizou a seu favor o pânico da burguesia em relação ao comunismo, e o movimento recebeu vultosas contribuições. Benito Mussolini foi eleito para o parlamento em 1921, apoiado pelas elites, organizou o assalto ao poder. Em 1922, a milícia armada formada pelos "camisas-negras", num total de cinquenta mil pessoas, caminharam para Roma, foi a chamada "Marcha sobre Roma". Em 1924, através de eleições fraudulentas, os fascistas ganharam a maioria do parlamento. Em 1925, com o apoio do rei Vítor Emanuel III, passou a organizar o gabinete governamental, assumindo o cargo de primeiro ministro. Estava formado o Estado totalitário. Em política externa, as aspirações de Mussolini foram limitadas na prática pelo reduzido poderio militar da Itália. Em 1927, ele estabeleceu um protetorado sobre a Albânia; em 1935, invadiu a Etiópia e, em 1937, interveio na guerra civil espanhola. Durante a Segunda Guerra Mundial, a sua aliança com Hitler, decidida no auge das conquistas militares alemãs, permitiu-lhe incorporar parte do território da Jugoslávia. Derrotado na Grécia em 1940 e na África em 1941, e com o desembarque dos aliados na Sicília, teve sua liderança repudiada pelo Grande Conselho Fascista em 1943. Destituído e preso, foi libertado pelos alemães. Tentou manter-se no poder no norte da Itália mas, já desmoralizado e isolado, foi preso por guerrilheiros italianos ao tentar fugir para a Suíça.
  14. 14. 14 Benito Amilcare Andrea Mussolini foi julgado sumariamente e fuzilado junto com sua amante, Clara Petacci, em Mezzegra, Itália, em 28 de abril de 1945. Seus corpos foram levados para Milão e expostos, pendurados de cabeça para baixo, na praça do Loreto. (cf. Anexo 6)
  15. 15. 15 3.3. Franco (cf. Anexo 7) Qual o seu percurso de vida? Oficial de infantaria, Francisco Franco começou a ganhar fama em campanhas na África, onde se destacou pela frieza em combate. Em 1923, em Marrocos, com o posto de tenente-coronel, assumiu o comando da Legião Espanhola. E, aos 34 anos, foi promovido a general de brigada. Entre 1928 e 1931, dirigiu a Academia Militar de Saragoça. Com a criação da República Espanhola, em 1931, foi afastado de cargos de responsabilidade. Mas, em 1933, a eleição de um governo de direita o recolocou em altos cargos do exército. Foi o mentor da brutal repressão à Revolução das Astúrias (1934) com tropas da Legião e, no ano seguinte, foi nomeado chefe do Estado-Maior Central. Em 1936, o governo da Frente Popular o enviou para as Ilhas Canárias. Nas eleições desse ano na Espanha, os partidos de esquerda que formavam a Frente Popular saíram vitoriosos. Opositores de direita, com articulação e liderança de Franco, executaram um golpe de Estado, com apoio de diversas regiões do país. A maioria das grandes cidades e regiões industriais, por sua vez, permaneceu fiel ao governo republicano de esquerda. Com o país dividido, iniciou-se a Guerra Civil Espanhola. Os golpistas passaram a receber ajuda da Itália fascista e da Alemanha nazista que, assim, transformaram a Espanha num local de teste para seus novos armamentos. O início da participação nazista na Guerra Civil Espanhola ocorreu em Guernica, capital da província basca, uma pequena cidade considerada símbolo da liberdade desse povo. Numa segunda-feira, 26 de abril de 1937, a cidade foi bombardeada pelos aviões alemães da Legião Condor, colocada à disposição das forças de Franco. O ataque nazista provocou a destruição total de Guernica.(cf. Anexo 8)
  16. 16. 16 Naquele mesmo mês, Franco uniu os partidos de direita e, em janeiro de 1938, e tornou-se chefe de Estado e do governo. O ditador eliminou toda a resistência militar a seu governo em 1939, porém, prosseguiu com a repressão, a tortura e os fuzilamentos. O que significa franquismo? O franquismo foi um sistema político repressivo e autoritário. Até livros foram queimados. Todos os partidos políticos e reuniões (de palestras a passeatas) eram proibidos. Franco manteve-se neutro na Segunda Guerra Mundial, embora próximo dos governos nazifascistas da Alemanha e da Itália. Quais foram as suas acções de destaque em termos diplomáticos? Apesar de isolado pela vitória dos Aliados, consolidou seu poder no país. Devido à Guerra Fria, estabeleceu relações diplomáticas com os Estados Unidos e seu governo foi reconhecido pelas Nações Unidas em 1955. Em 1966, Franco criou a Lei Orgânica do Estado (Constituição), na qual previa a volta da Monarquia. Após a morte do ditador, em 1975, o príncipe Juan Carlos subiu ao trono e a Espanha foi reconduzida à democracia.
  17. 17. 17 3.4. Estaline (cf. Anexo 9) Quais foram as suas origens? Ioseb Besarionis Dze Djughashvili nasceu na cidade georgiana de Gori, em uma pequena cabana, no dia 21 de dezembro de 1878. Seu pai, Besaion Jughashvili, era sapateiro, e sua mãe, Ketevan Geladze, costureira. A sua mãe sonhava vê-lo seminarista, por esse motivo estudou durante algum tempo num colégio religioso, porém a sua passagem foi um pouco conturbada pelo colégio, já que tinha uma certa concordância com a ideologia marxista, o que resultou na sua expulsão. Portador de alguns defeitos físicos, foi dispensado do serviço militar, não chegando a ir à guerra. O seu pé esquerdo era defeituoso e possuía o braço esquerdo mais curto que o direito. Envolveu-se em muitas ações ilegais, uma delas, um assalto, 40 pessoas foram mortas, fazendo com que ele fosse preso e passasse vários anos na cadeia. Qual foi o seu percurso de vida? Em 1913, quando foi deportado para a Sibéria, passou a utilizar o nome Josef Estaline. Em Russo, Estaline significa homem de aço. Depois de muitas prisões e deportações, conheceu Lenine e o seu grupo, que estavam planeando a Revolução Russa. Já dentro do Partido Comunista, Estaline viu-se envolvido numa disputa relacionada com a questão do socialismo. Enquanto Estaline acreditava que a revolução deveria ficar na Rússia, Leon Trotsky, o seu rival era favorável à expansão para outros países do mundo. Quando Lenine morreu houve um grande choque de ideias para definir quem seria seu sucessor, e logo após alguns debates Estaline assumiu a liderança da União Soviética. Como foi Estaline como líder? Como líder do partido, Estaline assumiu uma postura rigorosa, agindo como um típico ditador: perseguia e matava todos aqueles que poderiam vir a causar alguma ameaça ao sistema. Se de um lado seu governo foi ditatorial, expulsando do partido e do exército todos aqueles que acreditava serem um inimigo consolidado ou em potencial, prendendo
  18. 18. 18 milhares de pessoas, por outro fez com que a União Soviética crescesse além do esperado, vindo tornar-se uma superpotência mundial. Graças a Estaline, aconteceu a coletivização da agricultura e uma industrialização intensiva, uma reorganização social que começou a acontecer a partir de 1928. Quais os ideais de Estaline? No campo de vista religioso, Estaline adotou uma posição semelhante à de Lenine (cf. Anexo 10) e Karl Marx (cf. Anexo 11), promovendo o ateísmo e alegando que a religião é o ópio do povo, que precisa ser removida da sociedade para que esta possa atingir seus ideais. O ateísmo era propagado nas escolas, e criou leis contrárias à prática de qualquer religião. Era perigoso envolver-se com qualquer uma que fosse. Durante a década de 30, Estaline quase extinguiu a Igreja Ortodoxa Russa, demolindo vários templos, além de perseguir e executar cerca de 10.000 padres, monges e freias. Provavelmente cerca de 100.000 religiosos foram mortos entre os anos de 1937 e 1938. Durante a Segunda Guerra Mundial, decidiu reabrir as igrejas russas, afirmando estar seguindo um sinal que havia recebido dos céus. Estaline também nunca se mostrou contra a religião fora da URSS, chegando a apoiar muitas das fações religiosas que existiam no exterior. Como morreu? Estaline morreu em virtude de uma hemorragia cerebral no dia 5 de março de 1953. As circunstâncias de sua morte até hoje são pouco esclarecidas. Alguns historiadores insinuam que possa ter sido envenenado, enquanto outros garantem que morreu de causas naturais. Em estudos sobre a morte de Estaline, no ano de 2003, um grupo de historiadores russos e americanos concluiu que havia ingerido um poderoso veneno de rato chamado varfarina. Esse veneno não possui sabor, e inibe a coagulação do sangue predispondo a vítima a sofrer uma hemorragia cerebral. Os estudos comprovaram que este foi provavelmente o veneno usado, desconhecendo-se no entanto os contornos da sua morte.
  19. 19. 19 3.5. António de Oliveira Salazar (cf. Anexo 12) Quais foram as suas origens? Nasceu em Santa Comba Dão, Portugal 28/4/1970. Qual foi o seu percurso de vida? Estudante de um seminário em Viseu, torna-se catedrático em ciências económicas e financeiras em 1919 pela Universidade de Coimbra, onde mais tarde seria docente de economia política. Descendente de uma família de pequenos proprietários agrícolas, sua formação recebeu forte influência da doutrina católica, chegando mesmo a frequentar um seminário. Início da vida política? Durante o período da Primeira República Portuguesa, Salazar inicia a sua carreira política, elegendo-se deputado pelo partido Centro Católico, em 1921. Em 1926, um golpe militar irá derrubar o governo republicano, estabelecendo uma ditadura militar. Neste novo regime, Salazar ocupa o ministério das Finanças por apenas alguns dias, devido a não lhe terem sido delegados todos os poderes que exigia. Como retorna Salazar às finanças? A chegada de Óscar Carmona ao poder traz também o retorno de Salazar às finanças do estado. Em sua passagem pelo ministério prevalece o extremo rigor nas contas, que, invariavelmente fechavam sempre no vermelho, mas agora, estavam numa fase de regularização, fator que lhe garante apoio político e popular de todo país. Como se tornou primeiro-ministro? Com o sucesso vindo de sua administração das finanças portuguesas, Salazar consegue a confiança do povo e dos militares. Ao fim do regime, em 1932, o poder é-lhe entregue o mandato de primeiro-ministro, que durará cerca de 36 anos. Seus primeiros atos são
  20. 20. 20 tornar a União Nacional como único partido legal do país e estabelecer uma nova Constituição (1933) que substituía a anterior, de 1911, com um perfil nitidamente fascista. Era o início do Estado Novo Português, que mergulharia Portugal na mais completa inatividade política, económica e social, reprimindo fortemente os grupos de pensamento diverso daqueles do partido oficial, e estabelecendo a ideologia fascista em Portugal. Morte 1968 - Após um derrame cerebral, Salazar afasta-se do poder e morre dois anos depois em Lisboa.
  21. 21. 21 4. Quais as principais ideias fascistas? -Anticomunismo Os comunistas foram culpados pelos nazi-fascistas como sendo os grandes responsáveis pelos problemas sociais e económicos existentes. Muitos comunistas foram perseguidos, presos e executados pelos nazi-fascistas da Alemanha e Itália. - Anti-semitismo Perseguição, expulsão e, mais tarde, a morte dos judeus nos campos de extermínio. Milhões de judeus forma vítimas de um genocídio, ou seja, de um extermínio em massa. - Antiliberalismo (os fascistas defendiam um regime ditatorial) Ao invés da liberdade económica, defendiam o controlo económico por parte do governo. O governo deveria controlar a economia, visando o desenvolvimento da nação. - Totalitarismo (o indivíduo deve obedecer ao Estado) Estado assente num regime de partido único que domina todos os aspectos da vida pública e da vida dos cidadãos, desde as questões económicas, intelectuais, princípios familiares e religiosos, verificando-se uma total submissão dos direitos dos cidadãos aos interesses do Estado e da Nação. - Culto da personalidade Enaltecimento da autoridade do Chefe, subordinando todos os cidadãos à vontade deste. Para isso, foi desenvolvida uma forte propaganda da figura do Chefe (cf. Anexo 13), considerado o salvador da Nação. - Nacionalismo A Nação era considerada como o valor mais importante e, para isso, apostou-se em manifestações de restauração da grandeza e do passado histórico da Nação. Valorização exacerbada da cultura, símbolos e valores da nação.
  22. 22. 22 - Imperialismo Desenvolvimento de um movimento expansionista de forma a criar um império, através da guerra, em prol dos direitos dos “povos superiores”. - Militarismo As paradas militares e os desfiles dos «camisas negras» eram demonstrações de uma força militar, provando a importância que era dada ao culto da força e da violência contra todos aqueles que fossem considerados opositores ao regime. -Corporativismo Patrões e operários deviam unir-se em associações conjuntas, proibindo-se, assim, a existência de sindicatos livres e preconizando-se a subordinação dos trabalhadores aos interesses do Estado. - Racismo Ideia da superioridade da “raça ariana” (cf. Anexo 14), de que os alemães se consideravam os mais perfeitos representantes.
  23. 23. 23 5. Como se processou a 2ª Guerra Mundial? Quais os acontecimentos que marcaram o período entre 1939-41? Até Maio de 1941, o Japão e a Alemanha disputaram e ganharam conflitos localizados: venceram uma série de companhas coartaram a oportunidade a inimigos isolados de congregar apoios e mobilizar recursos potencialmente muitos superiores. No verão de 1941, com a Grã-Bretanha isolada e apenas com o seu império, a invasão alemã da União Soviética e o avanço japonês para o Sudeste Asiático marcaram o ponto em que os seus conflitos separados se interligaram. A provocação do Japão aos EUA e o falhanço alemão na Rússia marcaram o fim dos sucessos do Eixo e o advento da guerra mundial. Como se processaram as vitórias do Eixo? De Abril a Junho de 1940, o exército alemão dominou a Dinamarca, a Noruega, a Bélgica, o Luxemburgo, a Holanda e grande parte do território francês, apesar da linha Maginot (sistema fortificado francês na fronteira franco-alemã). Em Londres, o general francês Charles de Gaulle apelou à resistência, ou seja, grupos clandestinos que lutavam contra a ocupação alemã. Os núcleos de resistência sabotavam vias de comunicação, desviavam informação para os Aliados e faziam propaganda contra os Alemães. Na Europa ocidental, apenas a Inglaterra resistia ao domínio nazi. Na Batalha de Inglaterra a RAF (Royal Air Force), venceu a força aérea alemã (Luftwaffe). Hitler atacou ainda a frente leste com o apoio da Itália e ocupou a Jugoslávia e a Grécia. Também a Hungria, a Roménia e a Bulgária entram na guerra, apoiando as potências do Eixo. Em Julho de 1941, a Alemanha invadiu a URSS, alcançando várias vitórias sobre o Exército Vermelho. Mas as duras condições climatéricas e a resistência heróica dos Soviéticos impediram Hitler de conquistar Moscovo e Leninegrado. Como se desenrolou a guerra entre 1941-43? Nos finais de 1942, a Alemanha e o Japão estavam isolados e cercados; ou ganhavam as guerras que tinham iniciado ou sofriam um derrota face às numerosas forças contra eles agrupadas. Apesar dos sucessos iniciais, a sua queda foi garantida por
  24. 24. 24 volta de 1942 pelas vitórias anglo-americanas no Norte da África, pela contra ofensiva soviética em Estalinegrado e pelas vitórias norte-americanas em Guadalcanal. No verão de 1943, a consolidação da posição dos aliados no Mediterrâneo, a vitória soviética em Kursk e os reveses japoneses em Guadalcanal e na baía de Milne comprometeram fatalmente as posições do eixo. Como se processaram os últimos anos da 2ª Guerra Mundial, entre 1943- 45? Entre 1943-45, o sucesso dos Aliados era aos poucos e de uma maneira desgastante; depois de Junho de 1944 conseguiram uma maior penetração e a consolidação das suas conquistas. O Eixo acumulava perdas na linha da frente e no interior. Em agosto de 1944 a ‘Fortaleza Europa’ da Alemanha era quebrada pelos soviéticos na Europa central e pelas forças anglo-americanas na Itália e Normandia, enquanto a vitória norte-americana no mar das Filipinas dividia fatalmente a Esfera de co-Prosperidade do Grande Oriente Asiática”. Contudo, a tenacidade do Eixo e a insistência dos Aliados acerca de uma rendição incondicional, significou que a paz só seria alcançada com a devastação da Europa e do Japão.
  25. 25. 25 6. O que se entende por Holocausto? O terror nazi esteve presente em quase todo o continente europeu. Os alemães instalaram sessenta e cinco campos de concentração e cento e vinte e cinco prisões - fortalezas, onde foram mortas milhões de pessoas (cerca de vinte milhões na Rússia e de seis milhões de judeus, incluindo um milhão de crianças judaicas). Os nazis pretendiam o extermínio do povo judaico, porque o consideravam uma ameaça à pureza da raça germânica. Este racismo foi responsável pelo holocausto, ou seja, um massacre de judeus e de outras etnias em campos de extermínio. 6.1. Para que serviam os campos de concentração? (cf. anexo 15) Os campos de concentração eram utilizados para várias finalidades: campos de trabalho forçado, campos de transição (que serviam como estações de passagem), e como campos de extermínio construídos principalmente, ou exclusivamente, para assassinatos em massa. Desde sua ascensão ao poder, em 1933, o regime nazista construiu uma série de centros de detenção destinados ao encarceramento e à eliminação dos chamados "inimigos do estado". A maioria dos prisioneiros dos primeiros campos de concentração era formada por alemães considerados inimigos do nazismo: comunistas, social-democratas, ciganos, Testemunhas de Jeová, homossexuais e pessoas acusadas de exibir um comportamento "anti-social" ou fora dos padrões sociais. Estas instalações eram chamadas de campos de concentração porque nelas os detentos ficavam fisicamente "concentrados". 6.2. O que eram os campos de extermínio? (cf. Anexo 16) Os nazistas criaram campos de extermínio para que os assassinatos em massa fossem mais eficazes. Diferentemente dos campos de concentração, que serviam principalmente como centros de detenção e de trabalho forçado, os campos de extermínio eram quase que exclusivamente "fábricas de morte". As SS (Schutzstaffel, ou seja, a "Tropa de Proteção") e polícia alemã assassinaram cerca de 2.700.000 judeus nos campos de extermínio, seja utilizando o método de asfixia criada pela emissão de gases ou por fuzilamento. Os mortos eram principalmente judeus e ciganos. Praticamente todos os deportados que chegavam a estes campos eram imediatamente enviados para a morte nas câmaras de gás, à exceção de alguns poucos que eram escolhidos para trabalhar nas equipas de trabalho conhecidas
  26. 26. 26 como Sonderkommandos, compostas por judeus que tinham por obrigação dispor dos corpos dos israelitas após os nazistas os haverem assassinado. O maior campo de extermínio foi Auschwitz - Birkenau, que no começo de 1943 já possuía quatro câmaras de gás (cf. Anexo 17) que operavam com o gás venenoso Zyklon B.
  27. 27. 27 7. As consequências da 2ª Guerra Mundial Quais foram as principais consequências da Segunda Guerra Mundial, de um modo geral? Entre as várias consequências, podem apontar-se: 1. redefinição da ordem mundial em favor das superpotências: Os Estados Unidos, que confirmam a sua hegemonia no bloco capitalista. A União Soviética, que emergiu como potência de primeira grandeza, exercendo uma considerável influência na Europa Oriental. Essas duas superpotências tornaram-se os grandes líderes políticos mundiais, reunindo em torno de si diversos países. 2. Um declínio da influência política, económica e mesmo cultural da Europa. A Europa mergulhou numa crise profunda. As antigas potências mundiais, Inglaterra e França, perderam suas posições para os Estados Unidos e União Soviética. A posição de centro de civilização que a Europa (central) tinha antes da guerra foi perdida para esses países. 3. O avanço das técnicas militares de destruição. Aos instrumentos tradicionais de guerra, foram somados novos tanques, foguetes, radares, aviões, submarinos, e finalmente a bomba atómica. 4. A fundação da ONU, a Organização das Nações Unidas. Quais as consequências da Guerra por áreas específicas? 1. Consequências industriais Muitas fábricas destruídas, logo a produção revelou-se bastante reduzida em relação a 1939, como por exemplo na Europa Ocidental, menos 50%, e, na Europa Central, houve uma queda em 2/3. 2. Consequências Agrícolas e estruturais Os campos foram destruídos, logo a produção diminui. Na França e na Alemanha, as colheitas foram inferiores em 1/3 do que 1939. E na Europa Oriental as colheitas foram reduzidas a 50%. Foram destruídas as linhas de ferro e muitas cidades Alemãs
  28. 28. 28 3. Consequências demográficas Estima-se que 55 milhões de pessoas morreram, 35 milhões de feridos, 20 milhões de órfãos e 190 milhões de refugiados. Para além dos combatentes, morreram também bastantes civis, devido aos bombardeamentos, Judeus, Ciganos e Eslavos. 4. Consequências culturais e científicas Avanços Tecnológicos • Física - bomba Nuclear • Armamento - Mísseis • Medicina - Antibióticos • Aeronáutica - Avião a Jato Surgimento de novos modelos culturais: • Americano: - Dança - Cinema - Música - Literatura • Soviético: - Marxismo 5. Consequências políticas 5.1.Os Estados Unidos e a União Soviética tornam-se os grandes líderes políticos mundiais, reunindo em torno de si diversos países. A Europa ficou em crise e a França e a Inglaterra perderam as suas posições para os Estados Unidos e para a União Soviética. 5.2.Desnazificação:  Fazer desaparecer o nazismo  Reeducar a população 5.3.Criação, em 1945, da Organização das Nações Unidas, a 24 de Outubro de 1945, data em que a sua Carta foi ratificada pela maioria dos 51 Estados Membros fundadores.
  29. 29. 29 O objetivo da ONU é unir todas as nações do mundo em prol da paz e do desenvolvimento, com base nos princípios de justiça, dignidade humana e bem-estar de todos. Dá aos países a oportunidade de tomar em consideração a interdependência mundial e os interesses nacionais na busca de soluções para os problemas internacionais. Nos nossos dias, a Organização das Nações Unidas (cf. Anexo 19) é composta por 193 Estados Membros. Reúnem-se na Assembleia Geral, que é a coisa mais parecida com um parlamento mundial. Cada país, grande ou pequeno, rico ou pobre, tem um único voto; contudo, as decisões tomadas pela Assembleia não são vinculativas. No entanto, as decisões da Assembleia tornam-se resoluções, que têm o peso da opinião da comunidade internacional A sede das Nações Unidas fica em Nova Iorque, nos Estados Unidos, mas o terreno e os edifícios são território internacional. A ONU tem a sua própria bandeira, correios e selos postais. São utilizadas seis línguas oficiais: Árabe, Chinês, Espanhol, Russo, Francês e Inglês – as duas últimas são consideradas línguas de trabalho. A sede das Nações Unidas na Europa fica em Genebra, Suíça. Têm escritórios em Viena, Áustria, e Comissões Regionais na Etiópia, Líbano, Tailândia e Chile. O Secretariado das Nações Unidas é chefiado pelo Secretário-Geral. O logótipo da ONU representa o mundo rodeado por ramos de oliveira, símbolo da paz. Quais os objetivos da ONU?  Manter a paz em todo o mundo.  Fomentar relações amigáveis entre nações.  Trabalhar em conjunto para ajudar as pessoas a viverem melhor, eliminar a pobreza, a doença e o analfabetismo no mundo, acabar com a destruição do ambiente e incentivar o respeito pelos direitos e liberdades dos outros.  Ser um centro capaz de ajudar as nações a alcançarem estes objetivos Quais os princípios das Nações Unidas?  Todos os Estados Membros gozam de igualdade soberana.  Todos os Estados Membros devem obedecer à Carta.
  30. 30. 30  Os países devem tentar resolver os seus diferendos através de meios pacíficos.  Os países devem evitar utilizar a força ou ameaçar utilizar a força.  As Nações Unidas não podem interferir nas questões internas de um país.  Os países deverão tentar dar toda a assistência à Organização Qual a estrutura da ONU? Os principais órgãos da Organização Assembleia Geral, Conselho de Segurança, Conselho Económico e Social, Conselho de Tutela, Tribunal Internacional de Justiça, Comissões Regionais 6. Quais as consequências Humanas? A brutalidade generalizada da guerra provocou milhões de vítimas, estimadas em 55 milhões de mortos, 35 milhões de feridos, 20 milhões de órfãos e 190 milhões de refugiados. Aproximadamente 6 milhões de judeus foram brutalmente assassinados pelos nazis, em campos de concentração “preparados” para o genocídio. A Bomba Atómica (cf. Anexo 18) A decisão final para a utilização da bomba atómica foi tomada pelo presidente Truman. Apesar da maré crescente de críticas, ele assumiu a responsabilidade total pelo ato. A justificação para a utilização da bomba atómica foi de que a guerra acabaria muito mais cedo e assim se poupariam muitas vidas humanas. O que aconteceu foi que apesar de estarem com sua marinha e sua força aérea bastante prejudicadas e quase completamente destruídas, os japoneses continuavam na guerra resistindo. Eles utilizavam pilotos suicidas, denominados Kamikazes, que se atiravam contra os alvos americanos com os seus aviões carregados de explosivos. Em Outubro de 1939, pouco tempo depois do início da guerra, começaram os planos de desenvolvimento da bomba atómica. No fim de Julho de 1945 já estava montado o palco para a decisão final. Truman tomou a decisão final de lançar a bomba em 25 de Julho. Às 2h45min do dia 6 o bombardeio que transportava a bomba levantou voo. Seis horas e meia depois, a bomba foi lançada sobre Hiroshima, a oitava maior cidade do Japão, para explodir 50 segundos depois, a uma altura de cerca de 600 metros. Foi nesse
  31. 31. 31 momento que os Estados Unidos revelaram ao mundo, através de um clarão fascinante, o início da era atómica. Três dias depois, outro avião descolou com a segunda bomba, tendo como alvo a cidade de Kokura. Entretanto, o avião não conseguiu voar sobre o alvo e atirou a bomba sobre o alvo alternativo, Nagasaki. No dia seguinte o Japão pediu a paz.
  32. 32. 32 Conclusão A elaboração do trabalho permitiu-nos um conhecimento mais vasto a propósito da 2ª Guerra Mundial. Verificamos que se tratou de um conflito prolongado por parte de uma hoste de nações aliadas para conter, e posteriormente destruir, as ambições politicas, económicas, nacionais de extrema-direita liderados pela Alemanha pelo Japão. A luta conduziu a mobilização de forcas humanas e económicas numa escala sem precedentes, com a utilização de meios em terra, mar e ar por todo o mundo e a guerra alastrou para além da linha da frente, atingindo toda a população. Por estas razoes foi designada por ‘guerra total’. Os seus custos humanos foram enormes, estimadas entre 50 a 60 milhões de mortos, e a sua conclusão - com a detonação de duas bombas atómicas sobre o Japão - anunciou a era Nuclear. Aquilo que mais nos impressionou foi sem dúvida os custos humanos. Mas de 80 milhões de tropas foram mobilizadas pelas potências dos Aliados e do Eixo durante a guerra. Quase um terço foi morto ou ferido. Os custos de vidas de civis foram muito elevados, em especial na União Soviética e entre os Judeus da Europa e outras minorias, que foram sistematicamente exterminados tanto pelos nazis como pelos soviéticos. A escola das atrocidades japonesas na China continua desconhecido.
  33. 33. 33 Bibliografia Black, Jeremy, Atlas da história do Mundo, Porto, Civilização, 2000 http://educacao.uol.com.br/biografias/francisco-franco.jhtm http://segunda-guerra.info/consequencias-da-segunda-guerra.html http://www.e-biografias.net/benito_mussolini/ http://www.estudopratico.com.br/biografia-de-stalin/ Maia, Cristina et al, Viva a história, Portugal, Porto Editora, 2008 www.e-biografias.net/adolf_hitler
  34. 34. 34 Anexos Anexo 1 www.glogster.com
  35. 35. 35 Anexo 2 http://ahoy.tk-jk.net/ImagesJan20_2007/MussoliniAndHitler.jpg
  36. 36. 36 Anexo 3 http://gibanet.com/wp-content/uploads/2015/05/adolf-hitler.jpg
  37. 37. 37 Anexo 4 www.fatosdesconhecidos.com.br
  38. 38. 38 Anexo 5 www.algosobre.com.br
  39. 39. 39 Anexo 6 www.gentequeeduca.org.br
  40. 40. 40 Anexo 7 http://www.counter-currents.com/wp-content/uploads/2014/06/Franco.jpg
  41. 41. 41 Anexo 8 http://www.jkrweb.com/art/images/guernica.jpg
  42. 42. 42 Anexo 9 http://2.bp.blogspot.com/- sLgyHjKObpc/U9UuoRf79BI/AAAAAAAAFSA/CuyVpFc08vQ/s1600/Jose_Estaline.j pg
  43. 43. 43 Anexo 10 http://russiapedia.rt.com/files/prominent-russians/leaders/vladimir-lenin/vladimir- lenin_9-t.jpg
  44. 44. 44 Anexo 11 http://www.estudopratico.com.br/wp-content/uploads/2013/04/karl-marx-vida-obra-e- pensamentos.jpg
  45. 45. 45 Anexo 12 https://www.sitiodolivro.pt/fotos/editor2/salazar.png 2
  46. 46. 46 Anexo 13 https://s-media-cache- ak0.pinimg.com/originals/b0/26/1e/b0261ea059dbed9f2567f662ca178c85.jpg
  47. 47. 47 Anexo 14 http://1.bp.blogspot.com/- oRh9lwP2W70/UQBRjMJORzI/AAAAAAAABYQ/X31hkLW3wYI/s1600/Lebensbor n+types.jpg
  48. 48. 48 Anexo 15 http://obviousmag.org/archives/uploads/2011/04/27/viktorfrankl_2011042704_bo.jpg
  49. 49. 49 Anexo 16 http://www.inacreditavel.com.br/imagens/bergen_belsen_1.jpg
  50. 50. 50 Anexo 17 https://construindohistoria.files.wordpress.com/2015/01/8e638-auschwitzcg.jpg?w=558
  51. 51. 51 Anexo 18 http://www.dw.de/image/0,,2682603_4,00.jpg
  52. 52. 52 Anexo 19 http://www.pt.org.br/wp-content/uploads/2015/03/onu1.jpg

×