dezembro 2012 . janeiro 2013 • edição 45 . ano VIII                 www.sbebm.org.br                   Sociedade Beneficen...
autor espírita    José Carlos Jotz    O autor conta um pouco da sua    tragetória no espiritismo.    Em 1985 cheguei à Soc...
gestão ambientalEu realmente preciso disso?Durante o ano de 2012 a Gestão Ambiental                               Quando e...
voluntariado    Voluntariado e    educação para a paz    2º Encontro Educação para a Paz recebeu palestrantes da ONG    Pa...
CIEDE                                                                                     O CIEDE - Ciclo Introdutório ao ...
dicas de leitura                                                       Alguém me Tocou                            o silênc...
educação                                                                                mediúnica Atendimento Fraterno    ...
Psicografias dia do trabalhador    Queridos e Amados Pais! Foram esco-         vida corre rápida e não deveis perder o    ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mensageiro Edição n°45

675 visualizações

Publicada em

O Mensageiro é um informativo publicado bimestralmente pela Sociedade Beneficente Espírita Bezerra de Menezes desde 2004. Com tiragem atual de 5mil exemplares, o Mensageiro é distribuido gratuitamente em nossa Casa e aborda assuntos que fazem parte da vida dos espíritas. Também conta um pouco da biografia e obras de autores espíritas, horários de cursos e atendimentos, além de belas mensagens psicografadas enviadas por nossos amigos da espiritualidade no dia do trabalhador.

Aqui você pode fazer download das últimas edições do Mensageiro. Se necessitar de uma edição antiga, solicite por meio do nosso formulário de contato.Luz e paz!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mensageiro Edição n°45

  1. 1. dezembro 2012 . janeiro 2013 • edição 45 . ano VIII www.sbebm.org.br Sociedade Beneficente Espírita Bezerra de MenezesEm tempos de transição M Observai a uito se tem falado sobre a referindo-se aos samaritanos discu- transição planetária, auto- tidores, sempre atentos aos êxitos e res como Manoel Philome- referências do mundo: estrada para não no de Miranda, nos esclarecem com “Observai a estrada para não cairdes, cairdes, porque lucidez sobre este período de tantos contrastes para a humanidade. O mal porque o discípulo do Evangelho, o discípulo do não se pode preocupar senão com a ainda se manifesta em suas mais va- vontade de Deus, com o seu trabalho Evangelho, riadas formas, porém o bem é magnâ- nimo, pois que vem da Lei Divina de sob as vistas do Pai e com a aprova- não se pode ção de sua consciência.” justiça, amor e caridade. preocupar senão Assim representando o Conselho de Em que pese tantas dores e aflições, Administração, desejamos a todos com a vontade nunca a humanidade clamou tanto por paz. um excelente final de ano, quando de Deus, com lembramos o nascimento de Jesus A luz dos ensinamentos do Mestre, com os votos de um 2013 profícuo o seu trabalho através da psicografia de Chico Xa- de realizações e que estejamos todos sob as vistas do Pai e com a vier do autor espiritual, Humberto de unidos nas fileiras que nos levam ao Campos, no livro “Boa Cristo. Nova”, por ocasião aprovação de sua Luz e paz a todos! em que ele se dirigia a André, Tiago e Filipe, Lea Bos Duarte consciência.Autor espírita ambiental EntrevistaConheça mais sobre o Uma reflexão sobre Maria Elena Johannpeterautor José Carlos Jotz consumo e necessidade fala sobre voluntariado
  2. 2. autor espírita José Carlos Jotz O autor conta um pouco da sua tragetória no espiritismo. Em 1985 cheguei à Sociedade Espírita Bezerra de Menezes, onde ingressei na evangelização no grupo da juventude. Em seguida comecei meu estudos da doutrina espírita e a par- ticipação na escola mediúnica. Iniciei as atividades na casa, Saudável: Mente Sã e Corpo São”. Em seguida veio a idéia da participando do passe e da orientação mediúnica (na época coleção “Harmonizando o Espírito: Exercícios terapêuticos”, ainda se chamava receituário mediúnico). com o objetivo de motivar as pessoas a se ajudarem na me- Após concluir a faculdade, iniciei minha vida profissional tra- lhora de seus problemas de saúde. Até o momento foram 2 balhando no litoral, o que me levou a um afastamento das livros na coleção: Estresse e Hipertensão Arterial - Volume 1 e atividades da casa. Ao retornar, já com filhos pequenos, sen- Ansiedade e Transtorno do Pânico - Volume 2. ti a necessidade de me engajar nas tarefas da evangelização Para desfrutarmos de saúde física e mental precisamos ter como forma de motivar meus filhos a participar. Assim, du- consciência da importância de vivenciar o conhecimento que rante alguns anos auxiliei tocando violão nos momentos que a Doutrina Espírita nos traz e não apenas conhecê-la. A prá- antecediam as aulas de evangelização. Nesta época iniciei o tica se faz no lar, no trabalho, na casa espírita, ou seja, em trabalho de escritor, fazendo algumas letras e músicas que todos os locais onde estivermos. Praticá-la da melhor forma foram cantadas por alguns anos. possível dentro do conhecimento que já adquirimos, sem a A literatura realmente surgiu quando em 2007, após fazer ansiedade de resolver numa encarnação o que ainda não con- uma palestra sobre Medicina e Espiritismo, comecei a rece- seguimos em diversas. Tenhamos fé e confiança no Pai Maior ber e-mails de várias partes do mundo com pessoas pedindo que está sempre a nos amparar. Muita Paz a todos. mais informações sobre o assunto. Daí surgiu o livro “Espírito Palestras doutrinárias de dezembro ALGUÉM ME TOCOU • Sem amor eu nada seria De 17/12 a 22/12 • Renunciar ao mal • Entrar na Festa palestra • Sem pedras na mão • Como está o nosso Cesto especial • Recomeçar • O que você faz de especial Com a temática “Até o fim • Companheiros do Cristo • Até o fim dos tempos dos tempos”, o expositor • Os sete passos da Felicidade • Sepultem os seus mortos Osmarino Oliveira fará uma • Jesus quer os seus frutos palestra especial de final de • Conhecer e mudar Bibliografia ano. • O Evangelho Segundo o Espiritismo Data: 29/12 (sábado) ALGUÉM ME TOCOU • Livro dos Espíritos e demais obras Horário: das 20h às 21h De 24/12 a 31/12 de Allan Kardec Local: Auditório I • Purificação Interior (*) Não haverá passe na câmara • Alguém me tocou - José Carlos De Lucca2
  3. 3. gestão ambientalEu realmente preciso disso?Durante o ano de 2012 a Gestão Ambiental Quando estamos sendo influenciados pelos apelos da mídia, de-procurou estar presente nos mais diversos vemos nos responsabilizar por nossas ações, afinal, seremos nósambientes da Sociedade Bezerra de Me- mesmos que iremos retornar a este planeta.nezes, em ações de cunho educativo e de Devemos nos lembrar que além das fronteiras externas das nos-divulgação, além de participar de ações sas necessidades, estão situações internas, nossosexternas, nosso grupo tenta sensibilizar os tra- pensamentos, nossos desejos enfimbalhadores tudo que habita o nosso mundo in- terno. Como andam estas questões? Temos sido realmente cristãos amando a nós mesmos? Tomara que sim! Afinal, somos os únicos responsáveis por nos tratar bem, não é mesmo? Que músicas tem alimentando meus ouvidos? Que ali- mento tem abastecido as células do meu corpo? Que e frequentadores de líquidos tem depurado nossas toxinas? Como a convi- nossa casa, para que pos- vência com meus irmãos? Que atitude tenho desem- samos construir juntos as atitu- penhado com os animais? E o mais importante, que des que demonstrem a verdadeira essên- tipos de pensamento tem sido convidados a perma-cia de espíritas preocupados com o planeta necerem em minha mente?que por hora habitamos.Nos encartes do Mensageiro, sugerimos o Somos constituídos de um corpo material, de um es-reaproveitamento de objetos, reciclando ou pírito imortal e de uma mente que só aceita o que eureutilizando, para que geremos cada vez desejo que ela tenha.menos impacto ambiental. Em nossos espa- SEJAMOS FELIZES! Vamos nos permitir sermos eços (murais) deixamos dicas de locais para estarmos conscientes de tudo aquilo que permeia odescarte, tipos de materiais recicláveis e fra- mundo material e espiritual.ses e textos para reflexão íntima.Aproximando-se o final de mais um ano, esse o ponto que traze- ESPERAMOS TODOS, para que em 2013 possamos estar cada vezmos hoje para refletirmos juntos. Nada é proibido, mas é preciso mais presentes na nossa sociedade e é claro, em sua vida.que diante do consumo façamos a seguinte reflexão: JESUS, este é o modelo espetacular, que devemos seguir em todas• Eu realmente necessito deste produto? as frentes de trabalho, mas o primeiro trabalho começa em nós• Que impacto este produto vai gerar no seu descarte? mesmos. Amem e que este amor gere frutos de muito mais amor.Faça uma horta com garrafas petHorta perfeita para quem não dispõe de dão que irá segurar as garrafas. O ideal émuito espaço em casa. Você só vai preci- que todas tenham marcações em distân-sar de: garrafas PET de dois litros; tesou- cias equivalentes, para manter a simetriara; corda de varal, cordoalha, barbante ou quando forem penduradas na parede. Oarame; arruelas (somente para quem optar fundo de todas as garrafas deve ter umpor cordoalhas ou arames); terra e mudas furo, que permita a saída do excesso dede planta. água na terra.Corte as garrafas conforme mostra o dese- As arruelas servem para os dois fios, quenho ao lado. É importante que todas elas passam pelas extremidades das garrafas, esejam cortadas da mesma forma, com uma as mantêm presas. Por isso, as arruelas sãoespécie de janela, que será a abertura por utilizadas. Quem optar pelo uso dos ara-onde a planta irá crescer. A distância en- mes deve colocar as arruelas logo abaixotre a parte debaixo da garrafa e a abertura das garrafas, para servirem como “calço”,pode ser de “três dedos”; na parte de cima para que elas não escorreguem. O barban-pode ser contado um palmo até o corte. te e a corda de varal não precisam disso.Faça dois furos, próximo às aberturas, su- Nesses casos, basta dar um nó na alturaperior e inferior. Neste espaço passe o cor- em que a garrafa deverá ficar. SOC. BEN. ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES 3
  4. 4. voluntariado Voluntariado e educação para a paz 2º Encontro Educação para a Paz recebeu palestrantes da ONG Parceiros Voluntários na SBEBM. Educativa e humanizadora foi a manhã do sábado (24/11) na SBE- mos que o outro BM, durante a qual, trabalhadores e alunos do ESDE assistiram às nome para paz é exposições alusivas ao 2º Encontro Educação para Paz. Com obje- desenvolvimen- tivo de sensibilizar o público sobre a importância do voluntariado, to. Onde existe palestras foram realizadas durante toda a semana. Mediadas pela desenvolvimen- psicóloga e vice-coordenadora do Departamento de Educação to, com certeza Mediúnica, Elisabeth Schuck que recebeu Cleci Marchioro (coor- existe paz. Não denadora) e Maria Elena Johannpeter (presidente), representan- estou falando de tes da ONG Parceiros Voluntários, convidadas pela presidente da desenvolvimen- SBEBM, Lea Bos Duarte. to econômico e sim do físico, Sobre voluntariado pontual, sistemático e organizado. Cleci es- mental, emo- clareceu a diferença entre os termos voluntariado e voluntarismo: cional, espiritu- “(...) No voluntariado, a pessoa assumo um compromisso regular al. Pois quando com o outro. Tem horário e dia certo para cumprir. No volun- existe este de- tarismo, a pessoa assume um compromisso consigo mesma. Vai senvolvimento, quando quer, falta quando quer. Não tem horário ou data certa.“ com certeza Acompanhada por jovens voluntárias, comentou alguns verbos existe paz na adotados no voluntariado como: Disponibilizar, Participar e pessoa e quem Compartilhar. Para a coordenadora, além da vontade de ajudar, está em torno o voluntário deve ter atitudes como comprometimento, alegria, dela. (...)” organização, ética, humildade, flexibilidade, tolerância, união, persistência, motivação, respeito e vontade. Após mencionar a Sobre campa- frase do sociólogo colombiano Bernardo Tor “Cidadão é uma pes- nhas arrecadató- soa capaz de, em cooperação com outros, criar ou transformar a rias e voluntaria- ordem social que ela mesma queira para viver, cumprir e proteger, do, diferenciou: visando a dignidade de todos”, Cleci questionou: “O que volun- “Costumo dizer que as campanhas arrecadatórias tem um apelo tariado traz? Traz crescimento pessoal, conhecimento de novas forte da mídia que nos fazem estender a mão para doar uma cer- realidades, transformação da realidade social, ta quantia em dinheiro. Ótima atitude, porque crescimento das organizações, interação e in- “Voluntário é toda somando a atitude de todos arrecada-se uma tegração com a comunidade(...)”. pessoa ou organização soma que beneficiará vários projetos sociais. Após cumprimentar o público com entusias- que motivada pelos Mas até aí, não fui voluntário, fui somente um doador. Para ser doador, não preciso sair mo e realizar a prece Pai Nosso, a presidente valores de participação da frente da televisão. É só pegar o telefone Maria Elena Johannpeter explanou sobre o e solidariedade que e teclar. Voluntariado exige mais, exige nosso sentimento de acolhimento: “Temos que aco- lher, toda e qualquer pessoa que nos chega. disponibiliza seu tempo, tempo, nosso conhecimento e nossa emoção pela causa. Tenho que me disponibilizar para Nunca perguntarmos qual a religião ou cren- seu conhecimento e sua o outro. E disponibilizar não é doar. Esta é a ça desta pessoa. Porque partimos do princípio emoção para causas diferença!” que isto é um exercício de cidadania”. Caris- mática, equiparou a SBEBM a Parceiros Volun- de interesse social e Qual a relação entre voluntariado e edu- tários: “(...) se a SBEBM existe há 97 anos, a comunitário” cação? Parceiros existe somente há 15 anos”. Então a O voluntariado é muito educativo, pois eles SBEBM tem muito a nos ensinar! Acerca da importância do volun- nos faz pensar nos nosso quatro níveis: no físico, mental, emo- tariado para a evolução moral, espiritual, mental e intelectual hu- cional e espiritual. No físico, questiono: Como cuido de mim? mana, ressaltou: “Voluntário é toda pessoa ou organização que Como cuido da minha saúde para que eu seja saudável e tenha motivada pelos valores de participação e solidariedade que dispo- bons hábitos? No mental, como me auto-desenvolvo intelectual- nibiliza seu tempo, seu conhecimento e sua emoção para causas mente? O que faço para estar a par do que está acontecendo? de interesse social e comunitário”. Nesta Semana da Paz, sabe- Que cursos faço? Que livros leio? Que boas conversas tenho? No4
  5. 5. CIEDE O CIEDE - Ciclo Introdutório ao Estudo da Doutrina Espírita visa levar aos interessados o conhecimento básico sobre temas fun- damentais para o entendimento do espiri- tismo. Composto por 12 encontros de 90 minutos, onde tema é exposto por um faci- litador com espaço para perguntas e escla- recimentos sobre o assunto. MATRÍCULAS CIEDE - 1º SEMESTRE - 2013 Local: Auditório 2emocional, como me relaciono com as pessoas e bons ambientes? Que boas 2ª-feira (noite) - 18/03 das 19h às 21hcompanhias procuro que me retroalimentam? No espiritual, onde eu procuro 4ª-feira (tarde) 20/03 das 16h30 às 18hvisualisar mais o verbo ser do que o verbo ter? O voluntariado é um exercício Sábado (manhã) 23/03 das 10h30 às 12hde inteira liberdade. Tu escolhes ser. Podes escolher ficar em casa, não importaa idade que tenhas. É puro livre arbítrio. Se quiseres podes ficar em casa senta- PRÉ-REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:da, pensando em si, ou pensar: tenho um conhecimento e tempo que alguém • Vagas limitadasdeve estar precisando. Tenho que trabalhar para meu autossustento, mas fora • A inscrição deverá ser feita especifica-isto, escolho e tenho liberdade sobre a causa que quero me envolver. Então mente no dia de escolha para estudo.há uma autonomia de escolha. E quando se tem autonomia, se tem liberdade.99% dos nosso voluntários nos dizem: eu sempre achei que eu vinha ajudar INÍCIO DAS AULAS - 2013e sou muito mais ajudado do que eu ajudo. Então que está acontecendo um Local: Auditório 1auto-desenvolvimento ali. Isto é que nos mantém sendo voluntários, é o resul- • 2ª-feira (noite) 01/04 - 19h30 à 21htado da ação que tu vê que tu estás sendo útil e que estão precisando de ti. • 4ª-feira (tarde): 03/04 - 16h30 à 18hPossui alguma crença, religião ou filosofia? • Sábado (manhã) 06/04 -10h30 às 12hTenho perante a vida uma atitude de autodesenvolvimento, onde procuro co-nhecer de tudo. Na minha infância fui criada em colégio de freiras, meu esposoé protestante, tenho amigos budistas e demais as crenças e religiões. Sou pornatureza, uma pessoa que gosta de ler muito e de analisar. Diria que estou esdeespiritualizada. Trabalho na casa espírita Irmão João Pedro, há mais de 20 anos.Como a Parceiros Voluntários pode contribuir com o movimento espíri- INÍCIO DAS AULAS - 2013ta a partir do voluntariado? • 2ª-feira (tarde) 04/03 - 16h15 à 17h45As casa espíritas têm por lema a caridade, então a Parceiros, que não é uma • 2ª-feira (noite) 04/03 - 19h30 à 21hcasa espírita, congrega toda e qualquer pessoa que chegue. Mas a ação final • 4ª-feira (tarde): 06/03 - 16h15 à 17h45é igual a da casa espírita, porque é em benefício do outro. O que importa é • 5ª-feira (manhã) 07/03 10h30 às 12hação final. Como usar todo este conhecimento que adquiro como voluntário? (grupos G1, G2, G3, G4 e G5)Quando desencarnamos o que vale não é o quanto sabíamos, mas o quanto • Sábado (manhã) 09/03/2012agimos, é o que resta em nossas mãos. (grupos 1, 2, 3, 4, 5 e 6)O que aconselharias para as pessoas que querem começar a volunta- 1º horário 8h30 à 10hriar? 2º horário 10h30 à 12hPrimeiro, se ela quiser, pode se dirigir até a Parceiros Voluntários, lá no Merca- EADEdo Público, temos um setor de atendimento. Segundo, a pessoa pode começarpor conta própria, procurando uma organização ou projeto social, Se está emuma casa espírita, se informando o que a casa oferece em termos de progra-mas, projetos e ações para se engajar. Há uma diferença grande, entre o queé uma campanha arrecadatória apenas e o que é voluntariado. Voluntário é ESTUDO APROFUNDADOaquele que está dentro de um projeto com seu tempo, conhecimento. DA DOUTRINA ESPÍRITA ASPECTO RELIGIOSO Local: Sala 310 (secretaria ESDE) Data: 20/12/2012 Parceiros voluntários Horário: 16h às 19h Mais informações sobre a ONG Parceiros Voluntários, podem ser obtidas nos seguintes endereços: e-mail Setor ESDE Largo Visconde do Cairu, nº 17, 8º andar, sistematizado@sbebm.org.br (51) 2101-9797 | www.parceiros voluntários.org. br SOC. BEN. ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES 5
  6. 6. dicas de leitura Alguém me Tocou o silênciofotos: divulgação José Carlos De Lucca Este livro procura mostrar ao leitores que Jesus espera mais das pessoas; que elas não fiquem apenas aguardando ser ‘tocadas’ por Ele, mas que o toquem, colocando em prática no cotidiano os seus ensinamentos. Tendo como ponto de partida a palavra do próprio Cristo, ou aquilo que os Evangelistas e nomes da Espiritualidade sobre Ele disseram, o autor faz a proposta de reflexão sobre o real significado da missão de Jesus, que não é tão somente a de ‘Salvador’ da hu- Que a paz e a luz do Mestre Jesus esteja manidade, mas, também, e principalmente, a de ‘Redentor’, que liberta as com todos nesta noite. Queridos irmãos pessoas daquilo que as fazem sofrer. O livro traz também uma oração ao e irmãs! final de cada capítulo. Este é um hospital espírita. Um grande hospital espírita que recebe pacientes de Ansiedade e todo o globo terrestre, nas mais diversas condições. Suas salas são compostas de Transtorno do Pânico várias terapias, vários atendimentos com José Carlos Jotz os nossos amigos espirituais equipando- as com aparelhos de última geração por- Segundo volume da coleção Harmoni- que assim é necessário. zando o Espírito - Exercícios Terapêuti- cos, procura associar os conhecimentos Queridos irmãos! Esses irmãos que vêm médicos contemporâneos com o enten- sofrendo, precisam de uma coisa muito dimento que o enfoque espiritualista importante que é aquilo mesmo que vo- apresenta sobre estes quadros clínicos, cês fazem aqui na Terra em relação aos possibilitando melhores oportunidades hospitais físicos – o SILÊNCIO. O silêncio para a conquista do equilíbrio de espírito na hora do trabalho, nos corredores prin- e do controle dos mesmos. cipalmente, porque são vibrações que atrapalham aqueles irmãozinhos que es- tão sendo atendidos e que dificulta a ope- ração dos médicos e enfermeiros. Conectando ciência, saúde e A toda hora os socorristas trazem irmãos espiritualidade necessitados, tanto pela parte física, es- Carlos Eduardo Durgante piritual, como na psicológica. É necessá- rio termos o silêncio para que os obreiros Dividida em quatro possam trabalhar com tranquilidade, re- distintas partes, o livro cebendo as vibrações do pensamento de busca, expor os fun- vocês para fortificar aquele tratamento damentos da medicina que está sendo feito. As dores da espírita, colocando-se, Alma assim, na luta em favor É hora de pensar nas mudanças de hábi- Francisco do da implantação de um tos. É hora de termos uma educação, que Espírito Santo Neto novo paradigma para nunca é tarde e, principalmente, termos a saúde do século XXI. consciência da necessidade de trabalhar- mos juntos – nós e vocês – abandonando os maus hábitos. Que a paz do Mestre e as equipes médi- * Todos os livros aqui mencionados estão disponíveis na cas desta Casa estejam com todos vocês. livraria de nossa sociedade, visite-nos! PSICOFONIA DO DIA DO MÉDIUM TRABALHADOR - 27 de SETEMBRO de 2012 6 6
  7. 7. educação mediúnica Atendimento Fraterno Plantão de férias pelo Diálogo 15/01/2013 - 9h às 10h3 16/01/2013 - 18h às 21h 17/01/2013 - 14h às 16h O Atendimento Fraterno pelo Diálogo re- 18/01/2013 - 18h às 21h cebe fraternalmente aquele que busca o 19/01/2013 - 14h30 às 16h Centro Espírita, dando-lhe a oportunidade 06/02/2013 - 16h às 20h de expor, livremente e em caráter privativo e sigiloso, suas dificuldades e necessidades. Acolhe de forma fraterna e solidária, den- tro dos princípios do Evangelho, à luz da evangelização Doutrina Espírita, ouvindo e orientando MATRÍCULAS - 2013 com respeito, atenção e humildade aquele que deseja fazer uma visita e/ou integrar- As matrículas para a Evangelização 2013 estão sendo realizadas todos os sábados se às atividades do Centro Espírita, procu- até 29/12/2012 das 17h às 18h. ra ajuda espiritual, busca informação ou estudo, necessita de assistência, orientação doutrinária ou amparo, tem interesse em conhecer a doutrina e INÍCIO DAS AULAS - 2013 o trabalho espírita. • Sábado - 09/03/2013 Este Atendimento ocorre nos seguintes dias e horários: • Domingo - 10/03/2013 • Segunda-feira: 19h às 21h Coral • Terça-feira: 13h às 15h • Quarta-feira: 19h às 21h • Quinta-feira: 13h às 15h • Sábado: 9h às 12h INSCRIÇÕES - 2013 As inscrições e testes para participar do Coral em 2013 vão acontecer na seguinte data/horário, no auditório 2. Oficina do Evangelho • 02/04/2013 às 13h30 A Oficina do Evangelho encerrou suas atividades em 2012 e reinicia os trabalhos de 2013 na seguinte data: Boa idade Local: sala 308 REINÍCIO DAS ATIVIDADES Data: 21/03/2013 Horário: das 19h30 às 21h As atividades do grupo da Boa Idade em 2013 já tem data e horário, confira: • 06/03/2013 das 14h30 às 15h45 na salaBazar Amor Perfeito Multiuso 1 apoio à família Em benefício das obras assistenciais e de manutenção da nossa Casa! REINÍCIO DAS ATIVIDADES • 09/01/2013 - quarta-feira - 14h30 às Colabore doando: CDs, louças, artesanato, 15h45 na sala Multiuso 1 roupas, calçados e brinquedos. • 09/01/2013 - quinta-feira - 19h55 às 21h10 na sala 309 Seu gesto de amor será perfeito para ajudar a quem tanto precisa! SOC. BEN. ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES SOC. BEN. ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES 7 7
  8. 8. Psicografias dia do trabalhador Queridos e Amados Pais! Foram esco- vida corre rápida e não deveis perder o que se movimentam em auxílio assistencial, lhidos pelo Criador para tomarem con- tempo desnecessário em questões que principalmente para os jovens. Providenciais ta de seus filhos queridos. Tende, pois, aqui ficarão. Aproveitem para amar e os teus recursos materiais e fazeis doações do nas mãos, a grande responsabilidade de ser amados, para conviver, compar- que te sobra para fortalecer este movimento educá-los nesta santa e bendita Doutrina; tilhar e vivenciar o que a vida tem de generoso de auxílio que encontramos em vá- rios recantos do país. levai-os com muito carinho à Evangeliza- melhor. Vivam com felicidade e espe- ção, pois o mundo só será melhor quando rança, em prol do próximo. Com muito Somos trabalhadores do Rio de Janeiro que almas mais evoluídas nele vierem labutar. amor, um irmão. colhe os frutos dos desajustes provocados pe- los governantes no início de nossa coloniza- Queridos Irmãos! Mesmo não sendo ção. Guerras fratricidas, roubo das riquezas, pais biológicos, mas que fazeis parte de escravidão e pobreza, vilania e crueldade nos um grupo familiar, sois responsáveis pelo Queridos Irmãos do Evangelho! espaços reservados para a renovação das al- aprimoramento dessas almas queridas mas que migraram da Europa devassada pela Pedimos que busquem vos aliar ao tra- que aportam neste educandário terreno. luxúria, orgulho e vaidade. Este recomeço foi balho que se realiza na Pátria do Evan- Através do exemplo do Amor, conduzi-os desconsiderado por aqueles que deveriam le- gelho, quanto à reorganização social e ao estudo da Doutrina Bendita de Jesus. var bem alto os propósitos do Plano Espiritual humana. Pensais que o que se passa é Luz e Paz! Superior. Hoje colhemos o que foi plantado. O apenas um movimento político, que vê espinheiro da dor rasga a carne da dita cidade apenas o esporte numa programação maravilhosa. Pedimos pois, irmãos, o auxílio puramente oportunista. Não, irmãos! Queridos Irmãos! A caridade é nossa de suas ações generosas no bem. Orem por Através dos veículos espirituais supe- ferramenta mais poderosa. Caridade é nós, pois precisamos recomeçar. riores, nós aproveitamos o que ocorre amor em ação. Auxiliar a todos é nos- para alimentar as almas de ações, bus- Doem aos necessitados e empobrecidos os sa missão. Ajudar àqueles que não têm cando resgatar as almas encarnadas e recursos materiais e morais à luz da retidão. o que vestir, o que comer, onde viver, é desencarnadas em grande sofrimento, Olhem para eles como irmãos em doloroso revigorante. Doem comidas, doem rou- em função dos seus equívocos existen- resgate, precisando do nosso amor! pas, doem amor. Auxiliem com amor e ciais, na morte de seus filhos e filhas, Vós do Sul também vivestes as sangrentas lu- fé, lembrando sempre do nosso Mestre. nos assassinatos, no tráfico de drogas, tas territoriais e suas façanhas se fizeram em Muita Paz! da delinqüência juvenil que provoca a cima dos campos sangrando de dor. Por esta degradação da sociedade e o desalento, razão, sabeis do que estamos falando. Ajuda servindo para desafiar o nosso amor e é progresso e luz a todos nós. Agradecemos Irmãos! Não vos preocupeis em demasia a nossa compreensão com os desalenta- com fraterno abraço. Trabalharemos nos pró- com a posse material. Não coloqueis de- dos do caminho. Pedimos, pois, que se ximos dias junto a esse lar espírita e buscare- masiada importância no ouro e na posse. unam em oração e ações renovadoras mos também colaborar no resgate das almas Sois, aqui, instruídos para a verdadeira em todo o Brasil, para ajudar aqueles que ainda jazem nos campos dos seus riso- vida, a vida espiritual. Lembrem de se- nhos espaços para recolher e amparar aqueles rem bons, humildes e pacienciosos. A que ainda continuam guerreando. Desarmar os homens é preciso para a paz, mas a verdadeira paz só será conquistada quando desarmarmos os espíritos. Luz e Paz! MENSAGEIRO é uma publicação bimestral da Sociedade Beneficente Espírita Bezerra de Menezes. Av. Nova York, 686 - Porto Alegre/RS - CEP 90550-070 Fone: (51) 3343.0625 . www.sbebm.org.br Projeto gráfico: Departamento Administrativo - Setor de Comunicação (comunicacao@sbebm.org.br) Textos: Simone Núñez Reis | Revisão: Berenice Feistauer Coan8 Tiragem: 5000 exemplares | Data do primeiro exemplar: 01/10/2004.

×