Vol 2 inclusão escolar simone helen drumond

2.060 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.060
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vol 2 inclusão escolar simone helen drumond

  1. 1. VOLUME 2 INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN VOLUME 2
  2. 2. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Os volumes 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 10 dessa coleção (INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS!), não se trata de um mero jogo de palavras ou de conceitos sobre INCLUSÃO ESCOLAR, venho falar-lhes sobre as necessidades educacionais especiais, enquanto forma real de inclusão e significar a vocês “o que a escola e o coletivo escolar, em parceria com os pais, podem fazer para dar respostas às suas necessidades”.
  3. 3. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A CONSTRUÇÃO DE UMA ESCOLA INCLUSIVA, É UM CAMINHO QUE CADA UM DEVE TRAÇAR, EXPERIMENTANDO, CONSTRUINDO SUAS PRÓPRIAS INICIATIVAS E SEU PRÓPRIO PERCURSO, DE ACORDO COM AS NECESSIDADES, ANSEIOS, DESEJOS DE SEUS ALUNOS E PROFISSIONAIS, CONSIDERANDO, OS RECURSOS E POTENCIALIDADES DE SUA COMUNIDADE, OU SEJA, SUA REALIDADE ESCOLAR!
  4. 4. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Na atual conjuntura educacional de nosso país e com base na realidade de nossas escolas, qual a verdade nas frases em destaque?
  5. 5. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Os Parâmetros Curriculares Nacionais preconizam a atenção à diversidade da comunidade escolar e baseiam-se no pressuposto de que a realização de adaptações curriculares pode atender a necessidades particulares de aprendizagem dos alunos. Consideram que a atenção à diversidade deve se concretizar em medidas que levam em conta não só as capacidades intelectuais e os conhecimentos dos alunos, mas, também, seus interesses e motivações. A atenção à diversidade está focalizada no direito de acesso à escola e visa à melhoria da qualidade de ensino e aprendizagem para todos, irrestritamente, bem como as perspectivas de desenvolvimento e socialização.
  6. 6. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. OBJETIVOS DA POLÍTICA NACIONAL DE EE NA PERSPECTIVA INCLUSIVA Assegurar a inclusão escolar de alunos com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades/superdotação,orientando os sistemas de ensino para: Garantir o acesso de todos os alunos ao ensino regular - com participação, aprendizagem e continuidade nos níveis mais elevados de ensino. Oferecer o Atendimento Educacional Especializado; Formar professores para o AEE e demais professores para a inclusão. Prover acessibilidade arquitetônica, nos transportes, nos mobiliários,comunicações e informações;. Estimular a participação da família e da comunidade.  Promover a articulação intersetorial na implementação das políticas públicas educacionais.
  7. 7. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Necessidades educacionais podem ser identificadas em diversas situações representativas de dificuldades de aprendizagem, como decorrência de condições individuais, econômicas ou socioculturais dos alunos: Crianças com condições físicas, intelectuais, sociais, emocionais e sensoriais diferenciadas. Crianças de populações distantes ou nômades. Crianças de minorias linguísticas, étnicas ou culturais. Crianças com deficiência e bem dotadas. Crianças de grupos desfavorecidos ou marginalizados. Crianças trabalhadoras ou que vivem nas ruas.
  8. 8. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Na perspectiva da educação inclusiva, a educação especial passa a definir como seu público-alvo os alunos com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Nestes casos e outros, que implicam em transtornos funcionais específicos, a educação especial atua de forma articulada com o ensino comum, orientando para o atendimento às necessidades educacionais especiais desses alunos. Alunos com deficiência são aqueles que têm impedimentos de longo prazo, de natureza física, intelectual ou sensorial, que em interação com diversas barreiras podem ter restringida sua participação plena e efetiva na escola e na sociedade.
  9. 9. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Alunos com transtornos globais do desenvolvimento são aqueles que apresentam alterações qualitativas das interações sociais recíprocas e na comunicação, um repertório de interesses e atividades restrito, estereotipado e repetitivo. Incluem-se nesse grupo alunos com autismo, síndromes do espectro do autismo e psicose infantil. Alunos com altas habilidades - superdotação demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes. Também apresentam elevada criatividade, grande envolvimento na aprendizagem e realização de tarefas em áreas de seu interesse.
  10. 10. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. dislexia, disortografia, disgrafia, discalculia, transtorno de atenção e hiperatividade, entre outros. Dentre os transtornos funcionais específicos estão:
  11. 11. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A expressão necessidades educacionais especiais pode ser utilizada para referir-se a crianças e jovens cujas necessidades decorrem de sua elevada capacidade ou de suas dificuldades para aprender. Está associada, portanto, a dificuldades de aprendizagem, não necessariamente vinculada a deficiência(s).
  12. 12. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. O termo surgiu para evitar os efeitos negativos de expressões utilizadas no contexto educacional - deficientes, excepcionais, subnormais, superdotados, infradotados, incapacitados etc. - para referir-se aos alunos com altas habilidades/superdotação, aos portadores de deficiências cognitivas, físicas, psíquicas e sensoriais.
  13. 13. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Tem o propósito de deslocar o foco do aluno e direcioná-lo para as respostas educacionais que eles requerem, evitando enfatizar os seus atributos ou condições pessoais que podem interferir na sua aprendizagem e escolarização. É uma forma de reconhecer que muitos alunos, sejam ou não portadores de deficiências ou de superdotação, apresentam necessidades educacionais que passam a ser especiais quando exigem respostas específicas adequadas.
  14. 14. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica, 2001: p.40 Inclusão, não significa simplesmente matricular Todos os educandos com NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS na classe comum, ignorando suas necessidades específicas, mas significa dar ao professor e à escola o suporte necessário a sua ação pedagógica. Implica, construir um espaço democrático e competente para trabalhar com todos os educandos, sem distinção de raça, classe, gênero ou características pessoais, baseando-se no princípio de que a diversidade deve não só ser aceita como desejada.
  15. 15. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica, 2001: p.40 A adaptação do projeto pedagógico para atender o educando NEE é ação transversal permeia todos os níveis - educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação superior, bem como as demais modalidades - educação de jovens e adultos e educação profissional. A lei nº 9.394 - de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - respalda, enseja e oferece elementos para a transformação requerida pela escola de modo que atenda aos princípios democráticos que a orientam.
  16. 16. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
  17. 17. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
  18. 18. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
  19. 19. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
  20. 20. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN A escola deve promover a flexibilização e dinamização do currículo para atender, efetivamente, às necessidades educacionais especiais, tais como: ALTAS HABILIDADES (SUPERDOTAÇÃO). CONDUTAS TÍPICAS DE SÍNDROMES. E OUTRAS CONDIÇÕES QUE VENHAM A DIFERENCIAR A DEMANDA DE DETERMINADOS ALUNOS COM RELAÇÃO AOS DEMAIS COLEGAS. Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares.
  21. 21. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Educandos com necessidades educacionais especiais, exigem a atenção da comunidade escolar para viabilizar a todos, indiscriminadamente, o acesso à aprendizagem, ao conhecimento e ao conjunto de experiências curriculares disponibilizadas ao ambiente educacional, a despeito de necessidades diferenciadas que possam apresentar. Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares.
  22. 22. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN A adequação curricular deve subsidiar a prática docente propondo alterações a serem desencadeadas na definição dos objetivos, no tratamento e desenvolvimento dos conteúdos, no transcorrer de todo processo avaliativo, na temporalidade e na organização do trabalho didático- pedagógico no intuito de favorecer a aprendizagem do aluno. . Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares.
  23. 23. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Com base no reconhecimento da diversidade existente na população escolar e na necessidade de respeitar e atender a essa diversidade, devemos: Focaliza o currículo como ferramenta básica da escolarização. Buscar dimensionar o sentido e o alcance que se pretende dar às adaptações curriculares como estratégias e critérios de atuação docente. Admitir decisões que oportunizam adequar a ação educativa escolar às maneiras peculiares de os alunos aprenderem, considerando que o processo de ensino- aprendizagem pressupõe atender à diversificação de necessidades dos alunos na escola.
  24. 24. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A adaptação da convergência as condições do aluno e a correspondência com as finalidades da educação na dialética de ensino e aprendizagem. As adaptações no contexto escolar, resguardam o caráter de flexibilidade e dinamicidade que o currículo escolar deve ter.
  25. 25. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A adaptação dos recursos educacionais é uma convicção de que o aluno e a escola devem se aprimorar para alcançar a eficiência da educação a partir da interatividade entre esses dois atores.
  26. 26. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A INCLUSÃO ESCOLAR, implica na inserção de todos, sem distinção de condições linguísticas, sensoriais, cognitivas, físicas, emocionais, étnicas, socioeconômicas ou outras e requer sistemas educacionais planejados e organizados que deem conta da diversidade dos alunos e ofereçam respostas adequadas às suas características e necessidades.
  27. 27. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A inclusão escolar constitui, portanto, uma proposta politicamente correta que representa valores simbólicos importantes, condizentes com a igualdade de direitos e de oportunidades educacionais para todos, EM UM AMBIENTE EDUCACIONAL FAVORÁVEL.
  28. 28. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A inclusão escolar constitui, portanto, uma proposta politicamente correta que representa valores simbólicos importantes, condizentes com a igualdade de direitos e de oportunidades educacionais para todos, EM UM AMBIENTE EDUCACIONAL FAVORÁVEL.
  29. 29. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond O professor especializado em todos os alunos, inclusive nos que apresentam deficiências um dia poderá ser uma realidade brasileira, ou a educação inclusiva, irá fincar-se na perspectivas da pedagogia do afeto, onde o aluno série, após série, irá contar com a sorte de naquele ano letivo, encontrar alguém o aceite na escola, na sala de aula, na sua vida?
  30. 30. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Alguns educadores defendem que uma escola não precisa preparar-se para garantir a inclusão de alunos com necessidades especiais, mas tornar-se preparada como resultado do INGRESSO desses alunos. Indicam, portanto, a COLOCAÇÃO de TODOS na escola. Esse ponto de vista revela que o processo de inclusão é gradual, interativo e culturalmente determinado, requerendo a participação do próprio aluno na construção do ambiente escolar que lhe seja favorável. Você concorda?
  31. 31. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. O plano teórico-ideológico da escola inclusiva requer a superação dos obstáculos impostos pelas limitações do sistema regular de ensino do nosso pais.
  32. 32. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. Sistema Educacional • A maioria dos sistemas educacionais ainda baseia- se na concepção médico-psicopedagógica quanto à identificação e ao atendimento de alunos com necessidades especiais Ênfase a deficiência • Focaliza a deficiência como condição individual e minimiza a importância do fator social na origem e manutenção do estigma que cerca essa população específica. Visão errada de inclusão • Essa visão está na base de expectativas massificadas de desempenho escolar dos alunos, sem flexibilidade curricular que contemple as diferenças individuais.
  33. 33. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. OBSERVE-SE A LEGISLAÇÃO ATUAL. Quando se preconiza, para o aluno com necessidades especiais, o atendimento educacional especializado preferencialmente na rede regular de ensino, evidencia-se uma clara opção pela política de integração no texto da lei, não devendo a integração - seja como política ou como princípio norteador - ser penalizada em decorrência dos erros que têm sido identificados na sua operacionalização nas últimas décadas.
  34. 34. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. O êxito da integração escolar depende, dentre outros fatores, da eficiência no atendimento à diversidade da população estudantil, mas como atender a essa diversidade com a atual educação? Elaborar propostas pedagógicas baseadas na interação com os alunos, desde a concepção dos objetivos. Reconhecer todos os tipos de capacidades presentes na escola. sequenciar conteúdos e adequá- los aos diferentes ritmos de aprendizagem dos educandos. Adotar metodologias diversas e motivadoras; avaliar os educandos numa abordagem processual e emancipadora, em função do seu progresso e do que poderá vir a conquistar.
  35. 35. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares. A educação eficaz supõe um projeto pedagógico que enseje o acesso e a permanência - com êxito - do aluno no ambiente escolar; que assuma a diversidade dos educandos, de modo a contemplar as suas necessidades e potencialidades. A forma convencional da prática pedagógica e do exercício da ação docente é questionada, requerendo-se o aprimoramento permanente do contexto educacional. Nessa perspectiva é que a escola virá a cumprir o seu papel, viabilizando as finalidades da educação. Em uma dimensão globalizada da escola e no bojo do seu projeto pedagógico, a gestão escolar, os currículos, os conselhos escolares, a parceria com a comunidade escolar e local, dentre outros, precisam ser revistos e redimensionados, para fazer frente ao contexto da educação para todos.
  36. 36. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Fonte: https://www.facebook.com/autismoepossibilidades
  37. 37. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Fonte: https://www.facebook.com/autismoepossibilidades Quando temos um aluno com deficiência física, não é tão difícil imaginar que a escola precisa se adaptar para receber este aluno. Rampas, classes com design especial, sala no andar térreo...e se o aluno é deficiente visual ou auditivo, braile e libras respectivamente são apenas alguns exemplos. E O ALUNO COM AUTISMO? As escolas esperam que eles se adaptem a escola, ao invés de provê-los com as adaptações e/ou modificações necessárias? Não é possível pensar em inclusão sem pensar em ADAPTAÇÕES e MODIFICAÇÕES, sejam no currículo, na metodologia, no ambiente, na forma de ensinar e de avaliar.
  38. 38. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Fonte: https://www.facebook.com/autismoepossibilidades QUANDO UMA ESCOLA PARTE DA PREMISSA QUE TODOS APRENDEM IGUALMENTE E NÃO BUSCAM UM OLHAR MAIS INDIVIDUALIZADO PARA O ALUNO, ELA JÁ ESTÁ SENDO UMA ESCOLA DE EXCLUSÃO, POR QUE NINGUÉM APRENDE DA MESMA FORMA. Dito isso, ao depararmos com uma escola realmente inclusiva podemos perceber que todos se beneficiam, pois este ensino orientado pelas diferenças desenvolve melhor as potencialidades de cada indivíduo. Além de promover um ambiente onde as diferenças são percebidas e valorizadas de modo natural deste cedo. Isto eleva o valor de cidadania, algo que muitos adultos não aprendem em uma vida inteira.
  39. 39. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Fonte: https://www.facebook.com/autismoepossibilidades IMPORTANTE DESTACAR O CONCEITO DE: ADAPTAÇÕES: Mudanças em COMO o aluno irá aprender o MESMO conteúdo da classe. MODIFICAÇÕES: Mudanças em O QUÊ o aluno irá aprender (ocorre quando este trabalha num nível substancialmente inferior aos colegas de classe. Pensar nisso é fundamental. É justamente a inabilidade de pensar nisso que dificulta o entendimento de uma inclusão que promove o desenvolvimento do sujeito com necessidades especiais no plano social, emocional, motor e cognitivo.
  40. 40. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN Formação de Educadores Simone Helen Drumond Fonte: https://www.facebook.com/autismoepossibilidades Não podemos manter nenhum aluno eternamente na em uma série! Faz parte do processo inclusivo dele acompanhar os pares de idade similar e desenvolver ao longo de sua vida escolar um currículo funcional que lhe garanta as melhores condições de autonomia possível. Educar em tempos de "revolução" não é fácil, mas é o momento oportuno para semearmos os fundamentos de uma inclusão de verdade e transformar o desafio de educar no privilégio de aprender com a diversidade humana. Eu acredito sim na Inclusão!
  41. 41. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN REFERENCIAS: DRUMOND, Simone Helen Ischkanian. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS. Disponível em: http://simonehelendrumond.blogspot.com PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS ADAPTAÇÕES CURRICULAR BORGMANN .Marta estela, INCLUSÃO ESCOLAR - UNIJUI
  42. 42. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS! SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN REFERENCIAS: DRUMOND, Simone Helen Ischkanian. INCLUSÃO ESCOLAR - O PLANEJAMENTO DAS AULAS TEM DE PREVER ATIVIDADES PARA TODOS OS ALUNOS. VOLUME 1. Disponível em: http://simonehelendrumond.blogspot.com PARA SABER MAIS... Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares/Secretaria de Educação Fundamental. Secretaria de Educação Especial. - Brasília: MEC/SEF/SEESP, 1998. Estes parâmetros foram construídos a partir das contribuições de parecistas, representantes de órgãos e instituições governamentais e não-governamentais sob a coordenação da Secretaria Nacional de Educação Especial-SEESP/MEC. Os principais tópicos desenvolvidos foram anunciados sinteticamente neste verbete. A EDUCAÇÃO ESPECIAL NO BRASIL - DA EXCLUSÃO À INCLUSÃO ESCOLAR. Maria Teresa Eglér Mantoan: Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino e Diversidade - LEPED/Unicamp

×