Apostila

7.206 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
29 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
29
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila

  1. 1. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian http://simonehelendrumond.blogspot.com simone_drumond@hotmail.com os Como Desenhos APOSTILA: Interpretardas Crianças
  2. 2. O desenho parece surgir de forma espontânea e evoluir junto ao processo de desenvolvimento global da criança. Também é uma tentativa de comunicação formal e um meio de representação eAutora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian simbolização. http://simonehelendrumond.blogspot.com A criança expressa em seu grafismo aquilo que ainda não consegue com outras linguagens, por exemplo, a fala ou a escrita. A leitura do desenho infantil nos possibilita analisar coesamente seu caráter, sua personalidade, suas potencialidades, temperamento e carências. Através do que a criança desenha, podemos descobrir e reconhecer as fases pelas quais a criança está passando, suas dificuldades, bem como seus pontos positivos. Entre 2 e 3 anos de idade, a criança ainda não faz desenhos com significado representativo. Gradativamente a criança vai expressando traços mais significativos, entre os 2 e 3 anos, o que se nota são traços leves, ou fortes, pequenos rabiscos, etc. Entre os 3 e 5 anos de idade, a criança já tenta desenhar de acordo com a sua realidade, e conforme a própria percepção. Evidente que ainda são traços sem grande expressão, mas que para a criança tem todo um sentido.
  3. 3. PIAGET Para Piaget a criança desenhaAutora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian menos o que vê e mais o que sabe. http://simonehelendrumond.blogspot.com Ao desenhar ela elabora conceitualmente objetos e eventos. Daí a importância de se estudar o processo de construção do desenho junto ao enunciado verbal que nos é dado pelo indivíduo. O desenho é precedido pela garatuja, fase inicial do grafismo. Semelhantemente ao brincar, se caracteriza inicialmente pelo exercício da ação. O desenho passa a ser conceituado como tal a partir do reconhecimento pela criança de um objeto no traçado que realizou. Nessa fase inicial, predomina no desenho a assimilação, isto é, o objeto é modificado em função da significação que lhe é atribuída, de forma semelhante ao que ocorre com o brinquedo simbólico.
  4. 4. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian http://simonehelendrumond.blogspot.com GARATUJA
  5. 5. Garatuja: na fase sensório motora ( 0 a 2 anos) e parte da pré- operacional (2 a 7 anos).Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian A criança demonstra extremo prazer e a figura humana é inexistente. http://simonehelendrumond.blogspot.com A cor tem um papel secundário, aparecendo o interesse pelo contraste. Pode ser dividida em: Desordenada: movimentos amplos e desordenados. Ainda é um exercício. Não há preocupação com a preservação dos traços, sendo cobertos com novos rabiscos várias vezes. Ordenada: movimentos longitudinais e circulares; coordenação viso-motora. A figura humana de forma imaginária, exploração do traçado; interesse pelas formas. Nessa fase a criança diz o que vai desenhar, mas não existe relação fixa entre o objeto e sua representação. Por isso ela pode dizer que uma linha é uma árvore, e antes de terminar o desenho, dizer que é um cachorro correndo.
  6. 6. Pré-Esquematismo: fase pré-operatória, descoberta da relação entre desenho, pensamento e realidade. OsAutora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian elementos são dispersos e não relacionados entre si. O uso das cores não tem relação com a realidade, depende do http://simonehelendrumond.blogspot.com interesse emocional. Esquematismo: fase das operações concretas (7 a 10 anos). Esquemas representativos, começa a construir formas diferenciadas para cada categoria de objeto, por exemplo descobre que pode fazer um pássaro com a letra "V". Uso da linha de base e descoberta da relação cor objeto. Já tem um conceito definido quanto a figura humana, porém aparecem desvios do esquema como: exagero, negligência, omissão ou mudança de símbolo. Aparecem fenômenos como a transparência e o rebatimento. Realismo: final das operações concretas . Consciência maior do sexo e autocrítica pronunciada. No espaço é descoberto o plano e a superposição. Abandona a linha de base. As formas geométricas aparecem. Maior rigidez e formalismo. Acentuação das roupas diferenciando os sexos.
  7. 7. Pseudo Naturalismo: fase das operações abstratas (10 anos em diante). É o fim da arte como atividadeAutora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian espontânea. http://simonehelendrumond.blogspot.com Inicia a investigação de sua própria personalidade Características: 1. Realismo 2. Objetividade 3. Profundidade 4. Espaço subjetivo 5. Uso consciente da cor 6. Na figura humana as características sexuais são exageradas. 7. Presença das articulações e proporções.
  8. 8. VYGOTSKY Duas condições são investigados pelo autor:Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian Domínio do ato motor - inicialmente, o desenho é o http://simonehelendrumond.blogspot.com registro do gesto e logo passa a ser o da imagem. Assim a criança percebe que pode representar graficamente um objeto. Indício de que o desenho é precursor da escrita. Relação com a fala - primeiro o objeto representado só é reconhecido após a ação gráfica quando a criança fala o que desenhou. Depois ela passa a antecipar o ato gráfico, verbalizando o que vai fazer. Vygotsky afirma que a linguagem verbal é a base da linguagem gráfica
  9. 9. O que pode ser observado no Desenho:Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian A produção gráfica da criança é bastante rica em detalhes que, se bem observados http://simonehelendrumond.blogspot.com e interpretados, podem ser úteis na mediação da aprendizagem da criança. Aspectos observáveis no desenho infantil: 1. Fases do desenvolvimento cognitivo, psicomotor e sócio-afetivo 2. Percepção visual 3. Oralidade 4. Expressão 5. Reprodução 6. Criatividade 7. Traços da Subjetividade 8. Psicopatologias
  10. 10. Nome: _______________________________________________________ Idade: _______________________________________________________ Observador (a): _______________________________________________ Formação/Profissão: ___________________________________________ OBSERVAÇÃO DO DESENHO Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian http://simonehelendrumond.blogspot.comFases do desenvolvimento cognitivo, psicomotor e sócio-afetivo Percepção visual Oralidade Expressão
  11. 11. Nome: _______________________________________________________ Idade: _______________________________________________________ Observador (a): _______________________________________________ Formação/Profissão: ___________________________________________ OBSERVAÇÃO DO DESENHO Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian http://simonehelendrumond.blogspot.com Reprodução CriatividadeTraços da Subjetividade
  12. 12. Nome: _______________________________________________________ Idade: _______________________________________________________ Observador (a): _______________________________________________ Formação/Profissão: ___________________________________________ OBSERVAÇÃO DO DESENHO Autora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian http://simonehelendrumond.blogspot.com PsicopatologiasOutras observações
  13. 13. Alguns significados de alguns desenhos: Árvore: Refere-se ao físico, emocional e intelectual daAutora da Apostila: Simone Helen Drumond Ischkanian criança, Quando o tronco da arvore é alto e largo, revela que seu filho tem muita força na superação dos http://simonehelendrumond.blogspot.com problemas. Quando o tronco for pequeno e estreito, revela vulnerabilidade às complicações. Se houver excesso de folhas, a criança tem grande ocupações talvez em excesso. Se houver poucas folhas, e galhos a criança está triste. Casa: Desenho de uma casa grande, demonstra grande emotividade, se for uma casa pequenina seu filho demonstra que é uma criança retraída. Barco: Desenhar barco significa que a criança adapta-se facilmente a imprevistos. Barcos grandes, revela que seu filho não gosta de mudanças e aprecia ter controlo da situação, se for barco pequeno seu filho é sensível, e tem grande intuição. Flores: desenhar flores significa que seu filho é uma criança alegre e feliz.

×