www.rackelevadores.com.br
A obrigatoriedade da NBR 16200 e Dispositivos de
Segurança previstos na NR-18
Rack Elevadores - ...
www.rackelevadores.com.br
200 Empregados:
05 Engenheiros | Técnicos
70 em produção
30 em montagem e manutenção
40 em opera...
www.rackelevadores.com.br
No Brasil e na
América Latina, a
Rack já instalou
mais de
800Unidades
A Rack Elevadores
www.rackelevadores.com.br
Chaminés
Para monitorar a
emissão de gases,
acesso dos operários,
checar iluminação ou
inspecion...
www.rackelevadores.com.br
Infra-estrutura
Aplicações onde são requeridas grande
capacidade de carga e equipamento
para uso...
www.rackelevadores.com.br
NR-18
06/05/2011
Portaria 224
Portaria 237
10/07/2011
Portaria 254
04/08/2011
19/04/2013
ABNT NB...
www.rackelevadores.com.br
ABNT NBR 14153:2013
www.rackelevadores.com.br
Gravidade da lesão
S1: Lesão leve, geralmente reversível
S2: Grave, geralmente irreversível, de
...
www.rackelevadores.com.br
O que muda?
1 Inversor de Frequência Impede o pico de partida
2 Célula de Carga Impede a partida...
www.rackelevadores.com.br
Inversor e Celula de Carga 21
Inversores de Frequência
 Derruba a corrente elétrica de
partida ...
www.rackelevadores.com.br
Ruptura Positiva (ou Abertura Positiva)
 Um interruptor tem ruptura positiva quando
todos os el...
www.rackelevadores.com.br
Ruptura Positiva – Portas Cabina 3
www.rackelevadores.com.br
Ruptura Positiva - Cancelas 3
www.rackelevadores.com.br
 Acessos e Cancelas
monitoradas por Rele
com Interface de
Segurança
 Célula de Carga
4Relê de ...
www.rackelevadores.com.br
Instalação
Ações que evitam
Acidentes em obras
Instalação
www.rackelevadores.com.br
Planejamento
www.rackelevadores.com.br
Principais informações de um projeto de instalação:
• Esforços máximos nas gravatas em serviço;
...
www.rackelevadores.com.br
1. Projeto Executivo
Layout
Dimensionamento dos Esforços
Base | Gravatas
 Equipes de Montagem
...
www.rackelevadores.com.br
1. Projeto Executivo
Layout
Dimensionamento dos Esforços
Base | Gravatas
2. Equipes de Montagem
...
www.rackelevadores.com.br
Instalação
www.rackelevadores.com.br
Base
Instalação
www.rackelevadores.com.br
Protecoes Perimetrais – Base e Pavimentos
Instalação
www.rackelevadores.com.br
Travamentos
18.14.21.9
Instalação
www.rackelevadores.com.br
Proibições
Ações que evitam
Acidentes em obras
Operação
www.rackelevadores.com.br
18.14.22.1
Proibições
www.rackelevadores.com.br
Proibições
www.rackelevadores.com.br
Proibições
www.rackelevadores.com.br
Guincho de
Pequeno
Porte
GPP
www.rackelevadores.com.br
GPP
www.rackelevadores.com.br
Manutenção
Ações que evitam
Acidentes em obras
Manutenção
www.rackelevadores.com.br
Atividades Mensais Atividades Bimestrais Atividades Trimestrais Atividades Anuais
•Deslocamento ...
www.rackelevadores.com.br
Manutenção
www.rackelevadores.com.br
www.mte.gov.br
Informações
www.rackelevadores.com.br
Rack Elevadores
marketing@rackelevadores.com.br
T 00 55 11 4702 5872
www.rackelevadores.com.br
M...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A obrigatoriedade da nbr 16200 e dispositivos de segurança

396 visualizações

Publicada em

A obrigatoriedade dos dispositivos de segurança em obras.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
396
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A obrigatoriedade da nbr 16200 e dispositivos de segurança

  1. 1. www.rackelevadores.com.br A obrigatoriedade da NBR 16200 e Dispositivos de Segurança previstos na NR-18 Rack Elevadores - Marketing
  2. 2. www.rackelevadores.com.br 200 Empregados: 05 Engenheiros | Técnicos 70 em produção 30 em montagem e manutenção 40 em operação dos equipamentos 25 em logística (depósito, expedição e etc) 30 em setores administrativos 1 Produção mensal: 40 Cabines 20 Guinchos de Pequeno Porte 05 Gruas 101005 Gruas 1010 01 Plataforma Cremalheira 2 Engenharia: Execução de Projetos em 3D Análise Estrutural por Elementos Finitos 3 A Rack Elevadores
  3. 3. www.rackelevadores.com.br No Brasil e na América Latina, a Rack já instalou mais de 800Unidades A Rack Elevadores
  4. 4. www.rackelevadores.com.br Chaminés Para monitorar a emissão de gases, acesso dos operários, checar iluminação ou inspecionar corrosões ou danos estruturais. Silos Mullticâmaras, cal, cimento, cinzas, carvão. Ambientes agressivos onde acesso ao topo é de vital importância para manter sistemas condutores. Caldeiras Para transportar trabalhadores, bem como ferramentas para manutenção ou reparo com troca de peças durante as paradas de fábrica. Plantas Em qualquer área que necessite transporte de materiais e equipes: digestores , fornos, monitorar o processo produtivo e etc. Energia Não importa a fonte de energia, seja nuclear, hidroelétrico, eólico, queima de gás ou ciclos combinados, proporcionam acesso seguro e fácil, onde seja necessário. Aplicações – Área Industrial
  5. 5. www.rackelevadores.com.br Infra-estrutura Aplicações onde são requeridas grande capacidade de carga e equipamento para uso contínuo: UHE, PCH, Estações de Tratamento de Água e Esgoto, Pontes e Viadutos, entre outras. Predial Para transporte de materiais e trabalhadores, com dimensões de cabine adequadas para transporte de pallets com tijolos, concreto, drywall e etc. Aplicações – Construção Civil
  6. 6. www.rackelevadores.com.br NR-18 06/05/2011 Portaria 224 Portaria 237 10/07/2011 Portaria 254 04/08/2011 19/04/2013 ABNT NBR ISO 16200 09/05/2013 Portaria 644 15/05/2013 Consulta Pública Normas Regulamentadoras
  7. 7. www.rackelevadores.com.br ABNT NBR 14153:2013
  8. 8. www.rackelevadores.com.br Gravidade da lesão S1: Lesão leve, geralmente reversível S2: Grave, geralmente irreversível, de uma ou mais pessoas e morte Frequência e/ou tempo na área de perigo F1: De raramente a nunca F2: De frequentemente a continuamente Possibilidade de se evitar o dano P1: Possível sobre certas condições P2: Praticamente impossível Gravidadedalesão S1 S2 Freq./tempodeexposiçãoaoperigo F1 F2 Possibilidadedeevitarodano P1 P2 P1 P2 B 1 2 3 4 Ponto de partida Categoria de RISCO ABNT NBR 14153 Fonte: Universidade Schmersal Categoria de Risco
  9. 9. www.rackelevadores.com.br O que muda? 1 Inversor de Frequência Impede o pico de partida 2 Célula de Carga Impede a partida com Sobrecarga 3 Dispositivo de Ruptura Positiva Dificulta a Burla 4 Relês de Monitoramento de Segurança Monitora os dispositivos de segurança, portas e cancelas
  10. 10. www.rackelevadores.com.br Inversor e Celula de Carga 21 Inversores de Frequência  Derruba a corrente elétrica de partida do equipamento  Partida e parada suave  Célula de Carga
  11. 11. www.rackelevadores.com.br Ruptura Positiva (ou Abertura Positiva)  Um interruptor tem ruptura positiva quando todos os elementos do contato normalmente fechado (NF) podem ser levados à posição de Abertura Ruptura Positiva 3
  12. 12. www.rackelevadores.com.br Ruptura Positiva – Portas Cabina 3
  13. 13. www.rackelevadores.com.br Ruptura Positiva - Cancelas 3
  14. 14. www.rackelevadores.com.br  Acessos e Cancelas monitoradas por Rele com Interface de Segurança  Célula de Carga 4Relê de Monitoramento
  15. 15. www.rackelevadores.com.br Instalação Ações que evitam Acidentes em obras Instalação
  16. 16. www.rackelevadores.com.br Planejamento
  17. 17. www.rackelevadores.com.br Principais informações de um projeto de instalação: • Esforços máximos nas gravatas em serviço; • Esforços máximos nas gravatas fora de serviço; • Esforços máximos na base; • Planta de apoio; • Planta tipo; • Gravatas; • Recuos; • Dados elétricos; Projetos
  18. 18. www.rackelevadores.com.br 1. Projeto Executivo Layout Dimensionamento dos Esforços Base | Gravatas  Equipes de Montagem  Documentação:  Livro de Registro do Equipamento  Projeto Executivo ou Manuais de Montagem  Manual de Operação  Termo de Entrega Técnica  Laudo de Teste de Freio  Check List Diário do Operador  Check List de Manutenção  Cronograma de Manutenção Instalação
  19. 19. www.rackelevadores.com.br 1. Projeto Executivo Layout Dimensionamento dos Esforços Base | Gravatas 2. Equipes de Montagem 3. Etapas de Montagem 4. Vistoria nas etapas de montagem Base e Modulos Proteções Perimetrais Travamentos Instalação
  20. 20. www.rackelevadores.com.br Instalação
  21. 21. www.rackelevadores.com.br Base Instalação
  22. 22. www.rackelevadores.com.br Protecoes Perimetrais – Base e Pavimentos Instalação
  23. 23. www.rackelevadores.com.br Travamentos 18.14.21.9 Instalação
  24. 24. www.rackelevadores.com.br Proibições Ações que evitam Acidentes em obras Operação
  25. 25. www.rackelevadores.com.br 18.14.22.1 Proibições
  26. 26. www.rackelevadores.com.br Proibições
  27. 27. www.rackelevadores.com.br Proibições
  28. 28. www.rackelevadores.com.br Guincho de Pequeno Porte GPP
  29. 29. www.rackelevadores.com.br GPP
  30. 30. www.rackelevadores.com.br Manutenção Ações que evitam Acidentes em obras Manutenção
  31. 31. www.rackelevadores.com.br Atividades Mensais Atividades Bimestrais Atividades Trimestrais Atividades Anuais •Deslocamento da cabine na torre; •Funcionamento e estado físico das portas da cabine e pisos; •Funcionamento e estado físico das intertravas mecânicas e elétricas; •Funcionamento e estado físico da estação de operação (botoeira da cabine); •Funcionamento e estado físico do botão de parada de emergência e alarme (se aplicável); •Leitura das voltagens principais e secundárias, no circuito de potência e comando; •Nível do óleo e vazamentos nas caixas redutoras; • Estado físico e leitura do desgaste das pastilhas de freio; •Estado físico e ajuste dos discos porta pastilhas, fixos e móveis; •Funcionamento das unidades de freios; •Funcionamento da bobina de freio e tomada de leituras; •Estado físico e ajuste dos guarda freios; •Estado físico e ajuste do motor e transmissão; •Estado físico e limpeza dos filtros de ar; •Verificar estado da placa de especificações dos motores; •Estado físico dos ganchos de segurança da cabine; •Estado físico e leitura do desgaste dos roletes guias; •Posição do braço do suporte com respeito ao cabo de potência; •Estado físico e lubrificação do suporte do cabo e guias; •Estado físico do cabo de potência e guias; •Estado físico do cabo de controle e guias; •Estado físico do contra-peso (se aplicável); •Estado físico e ajuste das portas e segurança; •Funcionamento e ajustes das rampas de fim de curso e aberturas; •Funcionamento das chamadas dos andares e luzes (se aplicável); •Funcionamento da chave de parada do alçapão (se aplicável); •Estado físico do cesto de cabo de energia (se aplicável); •Estado físico do trolley (se aplicável); •Lubrificação dos pinhões e das cremalheiras; •Estado físico, ajuste e lubrificação do dispositivo de proteção do percurso (se aplicável). Funcionamento e duração do dispositivo de segurança; Estado físico e leitura do desgaste dos pinhões e cremalheiras; Estado físico, colocação e funcionamento das molas; Lubrificação dos roletes guias; Lubrificação das portas da cabine e do piso; Lubrificação das portas e dispositivos de segurança. Funcionamento, ajuste e limpeza dos contatores; Ajuste da distância entre o trolley e a base; Lubrificação das transmissões; Prova de queda livre pela botoeira de comando; Estado físico e ajuste dos sensores de torre e içamento. Estado físico e ajuste do acoplamento do motor sem- fim; Estado físico dos rolamentos; Estado físico e ajuste dos sensores de torre e içamento. Manutenção
  32. 32. www.rackelevadores.com.br Manutenção
  33. 33. www.rackelevadores.com.br www.mte.gov.br Informações
  34. 34. www.rackelevadores.com.br Rack Elevadores marketing@rackelevadores.com.br T 00 55 11 4702 5872 www.rackelevadores.com.br Muito obrigado

×