Tiago

254 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
254
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tiago

  1. 1. Estudo na Carta de Tiago Discípulo Experimentado Irmão Edson SardinhaIrmão Edson SardinhaIrmão Edson SardinhaIrmão Edson Sardinha –––– OESIOESIOESIOESI 2008200820082008
  2. 2. 1 A Carta de Tiago • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você conhece o nome completo de alguém da célula?_____________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A Carta de Tiago Base Bíblica: Tiago 1.1 Introdução: O tema deste Módulo é Discípulos Experimentados. Tiago, o irmão do Senhor, trabalha sua epístola mostrando os testes que são colocados diante do discípulo para ver se sua vida espiritual (Religião Pura) é verdadeira ou falsa, carnal ou espiritual, do céu ou da terra, passageira ou eterna. Lendo a Epístola de Tiago, irmão do Senhor, iremos ver nossa própria estrutura espiritual como servos e servas de Deus. Seremos discípulos maduros e experimentados. Pergunta ao discípulo: Como você se classifica? Maduro, imaturo, em processo de maturidade, etc. I. O Autor da Carta O Novo Testamento apresenta cinco homens com o nome Tiago, dois dos quais eram discípulos de Jesus e um era seu irmão. A tradição atribui o livro ao irmão do Senhor. Tiago, o irmão de Jesus, era muito conhecido e logo tornou-se líder da igreja em Jerusalém (Leia At 12.17; Atos 15.13-21; Atos 21.18; Gálatas 1.19; Gálatas 2.9,12). Tiago era um descrente durante o ministério de Jesus (Jo 7.3-5). Se converteu depois da ressurreição de Cristo (1Co 15.7) e foi enumerado com os crentes de Atos 1.14. II. A Data da Carta Tiago foi apedrejado até a morte por volta de 62 dC; O conteúdo do livro sugere que pode ter sido escrita um pouco antes do concílio da Igreja relatado em At 15. Provavelmente foi escrito entre os anos 48 e 62 dC. III. O Conteúdo da Carta Ao invés de especular ou debater sobre teorias religiosas, Tiago direciona seus leitores para uma vida piedosa. Do Início ao fim, o tom desta carta é imperativo. Em 108 versículos, são dados 54 mandamentos evidentes. Tiago repete 12 temas tratados no Sermão do Monte por Jesus Cristo. Esse “servo de Deus” (v.1) escreve como alguém supervisionando outros discípulos. Ele era um supervisor de discípulos. Um discipulador. Esta carta é um Roteiro de Discipulado. IV. O Cristo Revelado na Carta Começando no primeiro verso e continuando por toda a carta, Tiago reconhece a autoridade de Jesus, referindo-se como “servo”, ou escravo, do Senhor. O termo é aplicável a todos os cristãos, pois todos os verdadeiros discípulos de Cristo reconhecem sua soberania sobre suas vidas e se comprometem espontaneamente a seu serviço. Cristo é o objeto de nossa fé (2.1), aquele que cujo nome e em cujo poder realizamos nosso ministério (5.14,15), o recompensador de todos aqueles que se mantém firmes em meio a julgamentos (1.12), e aquele que virá, por quem pacientemente esperamos (5.7-9). Tiago identifica Cristo como a “glória” (2.1), referindo-se ao Shekinah, a gloriosa manifestação da presença de Deus em meio a seu povo. Não somente glorioso por si mesmo, ele é a glória divina, a presença de Deus na terra (Lc 2.30-32; Jo 1.14; Hb 1.3).
  3. 3. V. O Espírito Santo em Ação na Carta A carta menciona especificamente o Espírito Santo somente em 4.5, onde se declara que o Espírito que habita em nós deseja a nossa lealdade completa, não suportando rivalidade. A Atividade do Espírito Santo pode ser vista no ministério aos doentes descritos em 5.14-16. O ungir com o óleo é compreendido como símbolo do Espírito Santo. Reflexão em Grupo: Tiago não era convertido durante o ministério de Jesus. Se converteu depois. Por que alguns irmãos demoram se converter? Você já se converteu em discípulo de Jesus? Existe diferença entre ser membro da Igreja e ser discípulo? Qual? Tiago tinha profunda comunhão com os ensinamentos de Jesus. Quantas vezes você já leu o Novo Testamento? O que Deus falou com você hoje neste estudo? Oração de intercessão (você deseja partilhar seus problemas?) ORAÇÃO PELAS CAIXA DE ORAÇÃO (Oração somente por salvação de almas)
  4. 4. 2 Provações e Discipulado • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Existem benefícios nas Provações?_________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Provações e Discipulado Base Bíblica: Tiago 1.1-4 Introdução: Tiago escreve sua carta às doze tribos que se encontram na dispersão. Refere-se aos judeus que se tornaram discípulos de Jesus e passaram a ser o verdadeiro Israel de Deus (Gl 6.16; Fp 3.3). O primeiro Tema que Tiago aborda aos seus discípulos é a Provação. A provação está relacionada diretamente com o discipulado. I. Benefícios da provação Tiago recebeu uma revelação do Senhor sobre a Provação. Ele diz que as tribulações são benéficas para o discípulo. Observe a fala de Tiago: v.2 – Meus irmãos, tende por motivo de toda a alegria o passardes por várias provações. v. 3 – Sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. v. 4 – Ora a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos, e íntegros, em nada deficientes. Para o discípulo na Visão dos Pequenos Grupos, toda provação toca sua fé, que assim é confirmada e produz um crente perfeito, plenamente desenvolvido em Cristo (Leia I Pedro 1.6-9; Rm 5.3-5). A disposição do discípulo é ficar alegre quando vêm as provas pelo lucro espiritual que irá nos proporcionar. Quais são as provações que um discípulo passa? _____________________ II. Perseverança na Provação A palavra perseverança (do grego hupomoné) significa a paciência quando não há mais o que fazer. Significa a constância sob uma provação prolongada. (Leia II Ts3.5). Perseverar significa continuar pacientemente. Permanecer firme mesmo diante de uma provação prolongada. Você está passando por provações? Gostaria de compartilhar?___________ III. Alegria na Provação Se, diante da prova prolongada, eu permaneço firme na fé, serei perfeito (no sentido de maduro) e íntegro (no sentido de completo). A recomendação de Tiago é: que as provas sejam motivos de alegria. Fique feliz. Não se desvie. Não volte para o vício. Não volte ao pecado. Não volte a falar palavrões ou a praguejar Deus e a Igreja. Transforme sua provação em motivo de alegria pelo fato da provação causar em você maturidade e experiência. Existe diferença entre Provações e Tentações? _______________________ Provação: é uma luta que o discípulo passa para provar sua fé e conversão, e conduzi-lo a maturidade. Tentação: é uma cilada do diabo para nos levar ao pecado. Observe que durante um período de provação, podemos ser tentados a desistir da fé e voltar às práticas que desagradam a Deus. Cite o nome de um personagem bíblico que foi tentado e outro que foi provado? ___________________________________________________________
  5. 5. Reflexão em Grupo: Você conhece algum ex-discípulo que deixou a fé por causa de uma forte provação? _________ O que podemos fazer concretamente por ele? ________________ Então vamos praticar o amor auxiliando nosso(a) irmão (ã) que não resistiu na Prova. Nossa visão é resgatar o perdido. Nossa visão é trazer as vidas para nossa célula. Você conhece algum membro da igreja que não pertence a nenhuma célula? Nossa tarefa é convidá-lo e busca-lo para nossa célula. Com amor e solidariedade. Juntos temos mais forças para vencer as tentações e nos alegrar nas provações. 1. Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? 2. Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. 3. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 4. Recados: 5. Oração final 3
  6. 6. Como obter sabedoria • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você conhece alguém que é um exemplo de pessoa sábia?_____________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Como obter sabedoria Base Bíblica: Tiago 1.5-8 Introdução: Durante as provações precisamos ter sabedoria. Sem sabedoria acabamos ferindo as pessoas e perdendo o melhor de Deus. Você já perdeu alguma coisa importante por falta de sabedoria? ___ Tiago após falar sobre as provações, declara (5) Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Observe o inicio do versículo: Se algum de vós necessita de sabedoria. O primeiro passo é entender que você necessita de sabedoria. Tem pessoas que vivem no pecado e fazendo escolhas erradas, mas se acham certas. Acreditam que não precisam de sabedoria. A verdadeira sabedoria está em depender de Deus para tudo, inclusive para ter sabedoria nas decisões da vida em momentos de tribulações. Você necessita de sabedoria? _________________________ I. Sabedoria e Oração Podemos buscar a sabedoria espiritual diretamente em Deus. Tiago diz: (5) peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. O conhecimento secular é adquirido nos livros e nas faculdades. A sabedoria de Deus é adquirida pela oração. Precisamos aprender a orar buscando sabedoria para os momentos de crises. Nas provações a sabedoria nos levará a ficar calado na hora certa e também a falar na hora certa. Você deseja sabedoria para que área de sua vida?__________ II. Oração e Fé Muitas orações não são respondidas. Uma das causas é a dúvida. A pessoa pede uma graça a Deus e duvida se vai receber ou não. Duvidam se Deus é realmente bom. Duvidam se Deus é verdadeiramente poderoso, ou se Deus se importa com elas. Muitos discípulos oram até bastante, mas duvidam todas às vezes. Tiago diz; (6) Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Porque Tiago cita o exemplo da onda do mar agitada pelo vento? __ Observe a situação: a pessoa está em provações, busca sabedoria e duvida que Deus possa lhe dá a resposta de sua oração. Esta pessoa vive como uma onda do mar: instável. Sendo jogada de um lado para o outro. Não seja um crente apenas nominal. Seja um verdadeiro discípulo de Jesus. A conclusão de Tiago é que o discípulo que duvida não pode nem pensar que receberá alguma coisa de Deus. (7) Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa. A dúvida rouba a bênção! III. O Homem inconstante Fechando o assunto Tiago diz: (8) homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos. A tradução dos versículos 7 e 8 na Nova Tradução na Linguagem de Hoje está assim: (7) Quem é assim (duvidoso) não pense que vai receber alguma coisa do Senhor, (8) pois não tem firmeza e nunca sabe o que deve fazer.
  7. 7. Animo dobre significa literalmente “duas almas”, “duas motivações.” Significa não ter firmeza. Ser inconstante. Você precisa de oração nesta área de sua vida (Inconstância. Falta de firmeza e propósito na vida como discípulo)? ______________ Reflexão em Grupo: O discípulo que busca maturidade, entende que ainda está em processo de crescimento espiritual. A sabedoria que vem de Deus é indispensável para a sua maturidade como discípulo de Jesus. Não adiante ter muita fé e nenhuma sabedoria de Deus. • Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? • Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. • Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. • Recados: • Oração final 4
  8. 8. As Circunstâncias Terrenas • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você é feliz? ________________________________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: As Circunstâncias Terrenas Base Bíblica: Tiago 1.9-11 Introdução: Tiago nos ensina que as circunstâncias terrenas são transitórias. Tanto a pobreza material, quanto a riqueza material são circunstâncias terrenas e transitórias. Terrenas: Porque pertence apenas a realidade da vida na terra. Ninguém irá levar sequer a roupa do corpo para a eternidade. Transitórias: Porque no paraíso de Deus, nem a riqueza nem a pobreza terrena irão entrar. Por isso não é virtude eterna ser pobre, nem significa bênção eterna ser rico. São meras circunstâncias terrenas e transitórias. Se a riqueza significasse ser abençoado, então todos os ricos eram salvos, felizes e santos. Mas isso não é verdade. A maioria dos ricos do mundo é ímpia. Da mesma forma, se a pobreza significa santidade, então todos os pobres seriam santos e perfeitos. Isso também não é verdade. Leia novamente Tiago 1.9-11 e responda: Qual a orientação de Tiago para os pobres e para os ricos? _______________________________ I. Orientação ao Discípulo de condições humildes (9) Tiago diz que o irmão de condição humilde glorie-se na sua dignidade (9) Ninguém é menos digno por ser pobre. Ser pobre não significa necessariamente ser amaldiçoado. O discípulo de condições humilde tem a dignidade de ser filho do Rei. Tem a sua esperança, riqueza e alegria em Cristo. Seu tesouro é o Senhor. Paulo orienta em I Co 7.20,21, que se o escravo tiver a oportunidade de ser livre, aproveite. O discípulo humilde precisa aprender a aproveitar as oportunidades para ter uma vida com os recursos necessários a sua dignidade, ainda que continue tendo condições humildes. Quais seriam essas oportunidades? __________________________ Observe que com riquezas ou sem riquezas, o discípulo fiel é filho amado de Deus. A orientação de Tiago é que o discípulo de situação humilde não se desvie da fé na ganância de ser rico a qualquer custo (Leia I Tm 6.7-10). II. Orientação os discípulo de boas condições financeiras (10,11) Tiago é muito claro e objetivo. Ele diz que o rico deve se gloriar na sua insignificância. O discípulo próspero deve sempre ter no coração que toda a sua prosperidade é terrena e um dia ficará para trás. Deve afirmar: - Minha riqueza não tem significado diante da brevidade da vida. Tiago usa o exemplo da flor da erva (Leia novamente os versículos 10,11). Observe também o mandamento de Paulo para o discípulo próspero. Leia I Tm 6.17-19. III. Pobre e o Miserável Existe diferença entre o pobre e o miserável? __________________ Muitas pessoas, inclusive em países prósperos, vivem em miséria por causa da ociosidade, alcoolismo, doença mental ou falta de interesse pela vida. Perdem a vontade de varrer o quintal, de limpar a casa, de lavar a roupa, de tomar banho. Além de ser um vício de miséria e um hábito adquirido na família, é também um espírito de miséria que precisa ser destruído pela oração de libertação. Reflexão final: O discípulo de Cristo, mesmo o pobre, deve se preocupar com sua casa, seu quintal, roupa limpa, e principalmente higiene pessoal. E o discípulo rico deve se preocupar com a prática da caridade.
  9. 9. Quando aceitamos a Jesus como Senhor e Salvador, passamos ser irmãos em Cristo, mesmo com as diferenças sociais e culturais. • Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? • Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. • Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. • Recados: • Oração final 5
  10. 10. A Origem do Pecado • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você sabe dizer não para as pessoas?______________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A Origem do Pecado Base Bíblica: Tiago 1.12-15 Introdução: Tiago reflete sobre a perseverança na provação e sobre a origem do pecado. Seu desejo é nos ensinar a fazer a diferença e andar em santidade. I.Suportando a provação (12) Leiamos o versículo 12 novamente. Tiago diz que Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação. A palavra “bem-aventurado” significa feliz. Somos felizes quando suportamos a provação. Mas não é somente suportar, significa suportar com perseverança. Suportar sem desistir. Suportar até o fim. Quem, até o fim suportar as provações, sem desistir da fé, sem pecar, sem desanimar do caminho do Senhor, esse é bem-aventurado. Por que muitos discípulos não suportam provação e deixam o caminho do Senhor? ____________________________________________ (Leia I Tm 5.15 / I Tm 6.10 / Tiago 5.19,20) Tiago diz que o discípulo que suporta com perseverança a provação é aprovado e receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam. Ou seja, a coroa da vida (salvação eterna) só será dada para os discípulos que forem aprovados na prova. Como cristão você tem sido aprovado?___________________ A origem do Pecado (13-15) Muitos, durante a provação, são tentados a deixar o caminho do Senhor através do pecado. Tiago faz uma ligação entre provação e tentação. Provação visa nosso amadurecimento. Tentação visa nossa falência espiritual. Leiamos novamente o versículo 13. Tiago proíbe o discípulo dizer: “Sou tentado por Deus”. A verdade é que Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. Não é vontade de Deus que o discípulo vá ao pecado. Não é vontade de Deus que o discípulo se envolva com os prazeres do mundo, com a cobiça da carne e com as ofertas do inimigo. Deus nunca irá atrair alguém ao pecado. A tentação nasce dentro da cobiça que cada pessoa, debaixo da influência do diabo. Leiamos os versículos 14 e 15. Tiago diz que cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Cobiça é algo que a pessoa trás no coração. Áreas da vida que ainda não foram tratadas por Deus. Situações que ainda não ocorreu a libertação nem aconteceu uma conversão verdadeira. Somos atraídos e seduzidos pela cobiça que trazemos dentro do próprio coração. Se deixarmos esta cobiça nascer no coração, ela dará a luz ao pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte. (Leia I João 2.16). É uma seqüência lógica: Nós deixamos a cobiça nascer (desejos, fantasias, pensamentos, maldades, iras no coração). Essa cobiça se transforma na prática do pecado. O pecado irá levar a morte eterna. Como vencer a cobiça já existente no coração (concupiscência do coração, forte desejo interior)?______ Como evitar que cobiça entre em nosso coração? ______Leia Sl 1.1
  11. 11. Reflexão final: Muitos discípulos caminham para o pecado desejando que Deus intervenha de alguma forma. Ele diz: “Eu vou fazer esta coisa errada”. “Só Deus pode impedir”. Ou então: “Eu vou fazer esta coisa errada”. “Se não for a vontade de Deus, Ele irá impedir”. A maioria dos discípulos morre na fé porque Deus não irá intervir. Compete a nós dizer não ao pecado e fugir da prática do mal. (Leia Gn 4.7). Podemos pedir forças a Deus, mas a decisão contra o pecado sempre será exclusivamente nossa. Nunca diga que foi a vontade de Deus. Quer ter vitória? Mude de vida hoje pela fé em nome de Jesus. A missão de Jesus foi vencer o nosso pecado (Leia Mateus 1.21). • Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? • Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. • Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. • Recados: • Oração final 6
  12. 12. A Origem do Bem • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você tem facilidade para expor sua opinião? _______________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A Origem do Bem Base Bíblica: Tiago 1.16-18 Introdução: No texto de hoje Tiago irá trabalhar a origem do bem e como este bem está relacionado com a vida do/a discípulo/a. Seu objetivo é que o/a discípulo/a não seja enganado/a pelo mundo, a carne e o diabo. I. O perigo de ser enganado Tiago inicia com uma frase de preocupação. Ele diz no v.16 “-Não vos enganeis, meus amados irmãos”. Existem muitas coisas em nome de Deus que não são de Deus. Existem muitas mentiras e artimanhas do diabo que precisamos ter um cuidado especial. Sempre na dúvida devemos consultar nosso discipulador e depois o nosso pastor. Em Gênesis 3:13 vemos que Eva foi enganada pela serpente. Assim também hoje opera o espírito do engano. Você já foi enganado alguma vez? ______________________________ II. A origem das coisas verdadeiramente boas. Um dos grandes problemas é a pessoa começar a pensar que o pecado é bom e agradável. Ele pode ser até prazeroso, mas seu fim é de morte. Leia Rm 6.23. O pecado tem um salário. O que é um salário?____________________________ Tiago diz no v. 17 que “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto”. As coisas de Deus são realmente boas, mesmo que não pareçam boas ou agradáveis como o pecado. A boa dádiva e o dom perfeito vêm do alto. As coisas da terra são importantes, mas as coisas eternas são sempre melhores e verdadeiras. Leia II Co 4.18. O/a discípulo/a verdadeiro/a tem a bondade do Senhor e a sua misericórdia o seguindo por toda a sua vida. Leia Salmos 23:6. Ainda aqui na terra, num mundo atribulado e corrupto, podemos ver a bondade do Senhor. Leia Salmos 27:13. Podemos esperar de Deus e do Céu a graça para vivermos em meio as tribulações e lutas do dia a dia. III. Quem é Deus? O que significa a frase “jeitinho brasileiro”?___________________ Tiago diz que a boa dádiva e o dom perfeito vêm de Deus. No final do v.17 diz que Deus é o “Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança”. Observe: Deus não muda. Ele é o Pai das luzes. Nele não há variação ou sombra de mudança. Ele é perfeito. A frase “Pai das luzes” significa que Ele não coaduna (faz parcerias) com as trevas e o pecado. Deus não usa jeitinhos pecaminosos para prosperar seus filhos ou para resolver problemas no casamento. O que é luz vem de Deus. As trevas são frutos da carne, do mundo e do diabo. Efésios 2.1-3. IV. Quem somos? Quem você é como discípulo/a de Cristo? _____________________ Este maravilhoso Pai das Luzes operou em nosso espírito no dia que aceitamos a Jesus como Senhor e Salvador. Tiago diz no v. 18 que “segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas”. Transformamos-nos em nova criatura “segundo o seu querer”. Pela palavra de Deus que ouvimos, “palavra de verdade”, fomos gerados. Seu objetivo é que fôssemos como que primícias (as principais) das suas criaturas”. Reflexão final:
  13. 13. Não podemos viver enganados. A boa dádiva e todo dom perfeito são de Deus, que é nosso Pai das luzes. Nele não pode existir variação ou sombra de mudança. Esse Deus maravilhoso nos gerou pela palavra da verdade que um dia ouvimos e nos transformou como primícias das suas criaturas. Esta é a identidade do discípulo verdadeiro de Jesus. Ele não fica desesperado. Não corre de igreja em igrejas. Não troca de igreja a toda hora. Ele tem certeza de sua identidade. Ele tem o equilíbrio de ser filho do Deus imutável. • Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? • Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. • Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. • Recados: • Oração final 7
  14. 14. O Discípulo Praticante da Palavra • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você tem prática em alguma coisa? _______________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: O/a Discípulo/a Praticante da Palavra Base Bíblica: Tiago 1.19-27 Introdução: Qual a diferença de um “cristão só de nome” e um verdadeiro “discípulo de Jesus”? ____________________________________________ Tiago fala da importância em ser praticante da Palavra. Fala sobre o lucro e a vantagem espiritual em ouvir e praticar a Palavra na vida diariamente. Discípulo que não pratica a Palavra, ainda não chegou à estatura de Discípulo. Ou precisa nascer de novo ou ainda é um menino na fé sem vida ou experiência com Deus. Todo discípulo verdadeiro obedece a pratica a Palavra. I. A prática da palavra de Deus (19-21) Leia os versículos 19 a 21. O discípulo verdadeiro precisa aprender a ouvir a Palavra. Ouvir é mais importante do que falar e se irar. Ele precisa estar “pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar”. Por mais irado que ficamos, a nossa ira não produz a justiça de Deus. A ira humana gera confusão. Ao invés de irar e falar palavras de maldições, palavrões; devemos nos calar e ouvir o ensinamento da Palavra de Deus. Nossa tarefa deve ser de retirar tudo o que é impuro e maldoso de nossa vida. O discípulo verdadeiro se preocupa em crescer na Graça. O que precisa ser retirado de sua vida? Vício? Ira? Palavrão? Sensualidade desgovernada? Mentira? Corrupção? ______________________________ A tarefa do discípulo verdadeiro é acolher com mansidão a palavra de Deus. Ela é poderosa para salvar nossa alma. Somente a Palavra de Deus tem o poder para salvar a nossa alma dos erros do mundo. Discípulo que não lê diariamente a Palavra de Deus, não tem autoridade espiritual nem moral para ministrar na casa do Senhor. II. Tornando-se praticante da Palavra (22-25) Leia os versículos 22-25. Existe uma diferença entre o praticante da Palavra (fiel) e o simples e mero ouvinte da Palavra. Quem é apenas ouvinte, “vive enganando-se a si mesmo”. O ouvinte que não pratica a Palavra é semelhante ao homem que se viu no espelho e esqueceu de sua própria fisionomia. Ele escuta e esquece. Escuta e esquece a identidade de discípulo. É um enganador de si mesmo. O discípulo torna-se bem-aventurado no que realizar, quando não é um ouvinte negligente. Quando se transforma num operoso praticante da Palavra. Persevera na Palavra de Deus. Discípulo que não pratica a Palavra torna-se motivo de “piada” para o mundo. Fale o nome de um discípulo praticante de Palavra: ____________ III. A Espiritualidade do Praticante da Palavra (26-27) Leia os versículos 26 a 27. Religioso é sinônimo de espiritual. A pessoa espiritual (religiosa) que não domina a língua tem uma religião mentirosa e vã. Se o discípulo acredita em Deus, mas fala “bobagens”, palavrões, maldições, piadas indecentes, sua crença não vale de nada. Tiago diz que a espiritualidade pura e sem mácula (mancha) para Deus é:
  15. 15. a) Amar o próximo: Visitar os órfãos e viúvas em suas tribulações. b) Santidade: Guardar-se incontaminado do mundo (drogas, sexo livre, brigas, palavrões, mentiras, corrupção, roubos, etc.). Você tem praticado a Palavra? ______________________________ Reflexão Final: Vamos medir nosso discipulado: Leio a Palavra de Deus diariamente? Pratico a Palavra de Deus diariamente? Sou caridoso para com os necessitados? Vivo em santidade longe das práticas do pecado? A visão do discipulado é buscar a transformação e a conversão diariamente em para nossa vida. 6. Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? 7. Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. 8. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 9. Recados: 10. Oração final 8
  16. 16. Acepção de Pessoas • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você gosta de ser muito bem recebido? _________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Acepção de Pessoas Base Bíblica: Tiago 2.1-13 Introdução: Ninguém gosta de ser maltratado. O texto fala contra a discriminação e a acepção de pessoas. Tiago não é contra tratar bem o rico. Fala contra tratar bem o rico e discriminar a pobre, tratando-o mal. Tiago critica esta prática que ocorria dentro de sua igreja. Fazer acepção de pessoas é pecado. Tiago nos ensina a ver o valor do pobre dentro da própria comunidade da fé. I. A Prática da Discriminação (1-4) Leia os versículos 1 a 4. Tiago nos ensina a ter fé em Deus sem fazer acepção de pessoas ricas ou pobres. O tratamento diferenciado para os ricos e a humilhação dos pobres é pecado. Quem devemos tratar com honras? ___________________________________ Paulo nos ensina a honrar as autoridades. Leia Romanos 13.7. Em Filipenses 2.2, Paulo fala de honrar os discípulos santificados e verdadeiros. Em Romanos 12.10 ele pede para honrarmos uns aos outros. Tiago escreve contra o tratamento discriminado. Observe o exemplo em sua epístola: Se entrar na igreja um homem com anéis de ouro nos dedos, com roupas de luxo, e entrar também algum pobre mal vestido, e a igreja tratar com deferência o que tem a roupa de luxo e colocá-lo para sentar em lugar de honra; e disser ao pobre : Tu, fica ali em pé ou assenta-te aqui abaixo do estrado dos meus pés; isso é pecado, distinção, acepção de pessoa e faz a igreja ser juíza da maus pensamentos. Você já sofreu discriminação? __________________________ Você já praticou discriminação? __________________________ II. O valor do Pobre (5-7) Leia os versículos 5 a 7. Tiago diz que os pobres são escolhidos de Deus. São escolhidos para serem ricos em fé e herdeiros do reino. A igreja estava menosprezando o pobre. Desonrando os pobres. Tiago faz uma séria acusação contra os ricos ímpios de sua época (o rico e poderoso Império Romano dominava a Palestina com o apoio dos ricos sacerdotes judeus e dos ricos políticos). Esses ricos ímpios da época de Tiago oprimiam a igreja. Arrastavam os discípulos aos tribunais. Blasfemavam do nome de Jesus. Quando esses ímpios iam à igreja, eram recebidos com honrarias e os pobres eram desprezados. Parece que a igreja de Tiago deseja o poder político e a influência social, mesmo à custa de seus valores éticos e cristãos. Era uma igreja que estava bajulando os ricos e poderosos e desprezando o miserável do pobre. É possível que esta prática aconteça em nosso meio? ______________ III. Chamados a cumprir a lei do amor (8-13) Leia os versículos 8 a 13. A nossa lei régia é amar o próximo como a nós mesmo. Este é o mandamento de Deus para a Igreja. Tiago diz que aquele que guarda esta lei, faz bem. Mas se a igreja faz acepção de pessoas, comete pecado, e torna-se transgressora pela lei Régia. Tiago diz que não adiante guardar uma lei e tropeçar em outra. O que adiante ficar dando glória a Deus e não amar o próximo discriminando o pobre? Qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado. O interesse de Tiago é que os discípulos sejam coerentes: “v.12 Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela lei da liberdade”. Nossa grande vitória está na misericórdia que usamos para com o próximo e na coerência da nossa fé. Tiago diz que v.13 “o juízo é sem misericórdia para com aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo”. Você ama o próximo? ______Como? __________________
  17. 17. Reflexão final: Nossa relação com as pessoas fracas, pobres e sofredoras demonstra nossa relação com Deus. Leia Lucas 14.12-14. O que o texto está nos ensinando? __________ 11. Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? 12. Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. 13. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. Recados: Oração fina 14. 9
  18. 18. Fé e Atitude • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Alguém já praticou uma boa ação para você? _____________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Fé e Atitude Base Bíblica: Tiago 2.14-26 Introdução: Para Tiago, a palavra “obras” significa atitude. Nesses versículos Tiago fala da impotência da fé diante de atitudes erradas. O que adianta a pessoa ter fé, mas não ter atitude de obediência e santidade no seu dia-a-dia? A fé sem atitude é morta. Você tem dificuldade em praticar fé? _________________ I. A fé sem Atitudes No v. 14 Tiago diz: Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé se ela não vier acompanhada de ações? Será que essa fé pode salvá-lo? Sua pergunta é importante diante de um crescimento mundial de pessoas com fé. Mas a fé sem ação não produz salvação. É inoperante. Tiago usa o exemplo de (v.15) uma pessoa que precisa de roupa e de alimentos. Se nós não lhe damos o que eles necessitam, não adianta as palavras: “Que Deus os abençoe! Vistam agasalhos e comam bem.” No v. 17 Tiago diz: “a fé é assim: se não vier acompanhada de ações, é coisa morta”. Observe que obras significam mais do que ação social. Significa materializar o que se crer e o que se fala. Eu digo que sou um cristão, mas não ando de acordo com o que Cristo deseja, não tenho ações, minha fala e minha fé são mortas. Ou seja, inoperante. Mentirosa. A fé que não muda a vida e as atitudes é uma fé morta. A sua fé tem mudado suas atitudes? _______________________ I. As atitudes que trazem a fé Tiago diz no versículo 18: “Mas alguém poderá dizer: “Você tem fé, e eu tenho ações.” E eu respondo: “Então me mostre como é possível ter fé sem que ela seja acompanhada de ações. Eu vou lhe mostrar a minha fé por meio das minhas ações.” As nossas ações demonstram a nossa fé: Como enfrento as tribulações? Como enfrento uma pessoa difícil? Como respondo as críticas? Como me relaciono quando alguém me pede um favor? Como procedo quando alguém me aborrece? O que falo e o que faço quando estou nervoso? Ainda uso minha boca para as trevas falando palavrões? Ainda uso minha boca para rogar maldições sobre os outros? Tenho fé, mas minha fé é viva ou é morta? Como anda a atitude de sua fé? III. A Fé viva Muitas pessoas já decoraram o catecismo do discípulo e crêem em Deus de forma perfeita e correta. Mas será que crer em Deus de forma perfeita e correta é suficiente? Tiago diz: v.19 – “Você crê que há somente um Deus? Ótimo! Os demônios também crêem e tremem de medo. Não basta apenas a mera crença ou aceitação da doutrina cristã, o que precisa ocorrer é mudança de atitude na vida diária. O que adianta ter muita fé e continuar a mesma pessoa? Tiago diz: v.20 – “Vou provar-lhe que a fé sem ações não vale nada. Abraão é exemplo de fé viva. No v.21 Tiago diz: “Como é que o nosso antepassado Abraão foi aceito por Deus? Foi pelo que fez quando ofereceu o seu filho Isaque sobre o altar. v. 22 - Veja como a sua fé e as suas ações agiram juntas. Por meio das suas ações, a sua fé se tornou completa. v. 23 - Assim aconteceu o que as Escrituras Sagradas dizem: “Abraão creu em Deus, e por isso Deus o aceitou.” E Abraão foi chamado de “amigo de Deus”. A fé justificou Abraão, porque ela foi praticada em sua obediência. Sem a sua obediência não existia fé. A fé seria apenas meras palavras. Tiago diz: v.24 - Assim, vocês vêem que a pessoa é aceita por Deus por meio das suas ações e não somente pela fé. O outro exemplo que Tiago fala é da prostituta Raabe (O líder deve estudar Josué capítulos 2 e 6, para conhecer e memorizar a história de Raabe).
  19. 19. Raabe teve fé em Deus e praticou a sua fé acolhendo os espias hebreus. Ela foi aceita pelo que fez. A sua fé consistiu em suas obras de fé. Veja o que Tiago diz no v.25 - Foi o que aconteceu com a prostituta Raabe, quando hospedou os espiões israelitas e os ajudou a sair da cidade por outro caminho. Deus a aceitou pelo que ela fez. Reflexão final: Tiago conclui esse assunto usando o exemplo do corpo. Assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem ações está morta. Sua fé está viva ou está morta? ______Você deseja ter uma fé viva a partir de hoje?______ Deseja ter suas atitudes convertidas e orientadas pela fé? ______ 15. Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? 16. Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. 17. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 18. Recados: 19. Oração final 10 A Língua do Discípulo
  20. 20. • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Fale uma palavra boa e positiva para o nosso grupo:__________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A Língua do Discípulo Base Bíblica: Tiago 3.1-12 Introdução: Tiago inicia falando do perigo de ser mestre. Para ele, os mestres na igreja deveriam ser poucos. Sua preocupação está no mau uso da palavra que era feito em sua igreja. O que adianta ser mestre, pregador da palavra de Deus, se na vida privada a pessoa usa a palavra para a maldição? Tiago diz que os mestres serão julgados com mais rigor do que os outros. O assunto principal de Tiago neste capítulo é sobre o uso da língua. Você usa sua língua com sabedoria? ____________________ I. Vigiar o que fala (Leia o v.2) Uma pessoa ativa fala cerca de 30 mil palavras por dia. Tiago diz que todos nós cometemos muitos erros. Mas o erro presente em nossas palavras costuma ser o pior e o mais freqüente. Para Tiago, quem não comete nenhum erro em suas palavras é uma pessoa madura e capaz de controlar todo o seu corpo. Que erros seriam esses? ___________ Comentar sobre a vida dos outros, fazer fofocas e intrigas, lançar maldições, semear palavras negativas, usar a palavra para destruir amizades, para expor a inveja, para persuadir pessoas ao pecado, ao adultério, para fazer as pessoas desanimar da Igreja. Para convencer pessoas a sair das células, etc. Alguém já usou palavras contra a sua vida e te colocou numa situação difícil?______________________________________________________________ Não somente a mentira, mas a verdade dita de forma errada pode destruir. Você pode comentar com alguém o erro cometido por uma pessoa? Qual o direito de sair comentando sobre a vida dos outros e lançando fofocas? Na sua intimidade, dentro de sua casa, você comenta negativamente sobre a vida dos irmãos da igreja, da célula, etc. Isso é pecado e atrai para o lar um peso espiritual de maldição e contenda, e ainda levam as pessoas a desanimarem da fé. II. Precisamos controlar nossa boca (Leia os vv.3 a 5) Tiago usa o exemplo do freio que colocamos na boca dos cavalos para que eles nos obedeçam e assim fazemos com que vão aonde queremos. Como colocar um freio em nossa boca? ___________________ Ele usa também o exemplo do navio que, mesmo grande e empurrado por ventos fortes é guiado por um pequeno leme e vai onde o piloto quer. Se soubermos usar nossa língua (palavras) saberemos conduzir nossa vida espiritual. Você sabe guardar segredos? ______ Sabe guardar os pecados dos outros que você presenciou ou que lhe falaram?_______________________ Tiago diz que a língua, mesmo pequena, se gaba de grandes coisas. Assim como uma pequena chama pode incendiar uma grande floresta. III. O que significam nossas palavras no mundo espiritual (leia os vv.6-8) Tiago declara que a nossa língua é um fogo. Ela é espiritualmente um mundo de maldade. Seu poder é tão grande que espalha o mal em todo o nosso ser. As palavras de fofoca ou comentários da vida dos outros, são como o fogo que vem do próprio inferno, ela põe toda a nossa vida em chamas. A pessoa que usa as palavras de forma errada, são as que mais são feridas, infelizes e escravas. Com o tempo ela vai perdendo seus amigos e a confiança das pessoas. Tiago diz que o ser humano é capaz de dominar todas as criaturas, mas ninguém ainda foi capaz de dominar a língua. Ela é má, cheia de veneno mortal, e ninguém a pode controlar. Não use a língua para profetizar maldições sobre a vida. Você consegue dominar sua língua? O que fazer então? Conte seu exemplo de disciplina com a língua. O que podemos fazer a partir de hoje? IV. Como usar sabiamente a língua (Leia os vv.9 a 12) Tiago observou uma situação triste em sua igreja. Ele diz que a comunidade dos discípulos usava a língua tanto para agradecer ao Senhor como para amaldiçoar as pessoas, que foram criadas parecidas com Deus. Da mesma boca saiam palavras tanto de agradecimento como de maldição. Isso ocorre em sua vida?____________________________
  21. 21. Tiago diz que isso não deveria ser assim. Seu raciocínio é que não pode da mesma fonte jorrar água doce e água amarga. Assim também uma figueira não pode dar azeitonas ou um pé de uva dar figos. De uma fonte de água salgada não pode dar água doce. Você é discípulo de Jesus? Então suas palavras e comentários precisam ser usados com sabedoria e para a edificação. Isso tem ocorrido em sua vida particular? _______________ Reflexão em Grupo: Podemos mudar nossa maneira de viver? Podemos deixar de comentar sobre a vida dos outros? Podemos usar as palavras somente para a edificação, comunicação e adoração a Deus? Podemos fazer um pacto com a nossa boca? Como deve ser as palavras de um verdadeiro discípulo de Jesus? 20. Fala livre: O que Deus falou com você hoje neste estudo? 21. Oração de intercessão: pelos problemas compartilhados. 22. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 23. Recados: 24. Oração final 11
  22. 22. A Verdadeira Sabedoria • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: O que é uma pessoa sábia? ______________________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A Verdadeira Sabedoria Base Bíblica: Tiago 3.13-18 Introdução: Como comprovar a nossa sabedoria? Como provar se uma pessoa é sábia e inteligente? Será que a prova está no conhecimento que a pessoa acumulou na vida? Será que a minha sabedoria e inteligência está no meu amplo conhecimento Bíblico? Tiago pergunta categoricamente no versículo 13: Existe entre vocês alguém que seja sábio e inteligente? Para Tiago a única forma de provar a sabedoria e a inteligência cristã está no bom comportamento e nas ações, praticadas com humildade e sabedoria. Muitas pessoas têm conhecimento bíblico e tempo de igreja, mas não tem sabedoria e inteligência cristã, porque não tem um bom comportamento dentro de casa ou no seu relacionamento para com os outros, até mesmo dentro da igreja. Tiago diz que todo o nosso comportamento deve ser praticado em humildade e sabedoria. Como você se avalia como cristão? ___________________ I. A sabedoria mentirosa Muitos discípulos se dizem sábios, mas estão com o coração cheio de sentimentos doentios. Sentimentos de inveja, amargura e egoísmo. Dizem discípulos e sábios, mas vivem em angústia do coração. Tiago diz que esta sabedoria é mentirosa. Ele diz aos seus discípulos: 14 Se no coração de vocês existe inveja, amargura e egoísmo, então não mintam contra a verdade, gabando-se de serem sábios. Você trás amargura no coração contra alguém?___________ Você inveja o sucesso de alguém? ________________________ Você é egoísta ou generoso? ________________________ II. A origem da sabedoria mentirosa Que sabedoria é esta que não muda a vida? Para que ter tanta sabedoria religiosa e bíblica se a vida não é transformada? Tiago diz que (15) essa espécie de sabedoria não vem do céu; ela é deste mundo, é da nossa natureza humana e é diabólica. (16) Pois, onde há inveja e egoísmo, há também confusão e todo tipo de coisas más. Observe que esta sabedoria é diabólica! Quem é sábio segundo Deus não gera conflitos e brigas na família. O discípulo segundo Deus é cheio de misericórdia e pacificador. Você já possui esta sabedoria do céu? _____________________ III. A verdadeira sabedoria A verdadeira sabedoria muda o comportamento da pessoa. Gera a santidade nos relacionamentos. Gera a paz e a paciência. Gera amor. Tiago diz que a (17) sabedoria que vem do céu é antes de tudo pura; e é também pacífica, bondosa e amigável. Ela é elemento que gera ações de amizade e paz. Ela é cheia de misericórdia, ou seja, está sempre pronto a liberar perdão. Ela produz uma colheita de boas ações, ou seja, as atitudes são transformadas. Não trata os outros pela sua aparência e é livre de fingimento. A sabedoria verdadeira é, sobretudo, íntegra. Você deseja possuir a verdadeira sabedoria? _____________
  23. 23. O que você fará para receber esta sabedoria? __________________ Como as pessoas saberão que você possui esta sabedoria? ________ Reflexão final: A sabedoria verdadeira gera bondade nos relacionamentos. Para Tiago, (18) a bondade é a colheita produzida pelas sementes que foram plantadas pelos que trabalham em favor da paz. Você trabalha pela paz? Sua sabedoria tem gerado paz nos relacionamentos? Você possui um coração perdoador e pacificador? Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?_______________________________________________________ 25. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 26. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 27. Recados: 28. Oração final 12
  24. 24. A Amizade com o mundo • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você é amigo do mundo? ____________________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A Amizade com o mundo Base Bíblica: Tiago 4. 1-10 Introdução: O discipulado exige auto-avaliação constante. Sempre eu terei que mudar e melhorar. Cada um julga a si mesmo. Invista em sua santidade e procura crescer na graça. Quanto mais sincero com você mesmo no julgamento, mas saudável será sua vida espiritual. Por que é tão fácil encontrar defeitos nos outros? _______________ I. Situação de conflito entre os discípulos de Tiago (leia os vv. 1 a 3) Tiago pergunta aos seus discípulos (1) de onde vêm as lutas e as brigas entre vocês? Os discípulos eram crianças na fé e viviam em profundas brigas, amarguras, ciúmes e rivalidades. Eram discípulos de Jesus e viviam sem maturidade espiritual. Longe dos princípios de Cristo. Você já tem maturidade espiritual para julgar a si mesmo?________ Tiago diz que as brigas entre os seus discípulos vinham dos maus desejos que estavam sempre lutando dentro deles. Seus discípulos desejam coisas erradas no coração: poder, autoridade humana, privilégios, posições, dinheiro, etc. Tiago diz que (2) eles desejavam muitas coisas; mas, como não poderiam tê-las, estavam prontos até para matar a fim de consegui-las. Não adianta desejar ardentemente o que não está no centro da vontade de Deus. Até a oração não tem efeito diante de pedidos que não nasçam no coração de Deus. Tiago diz que seus discípulos desejavam ardentemente as coisas, mas, como não conseguiam possuí-las, brigavam e lutavam entre si. A orientação de Tiago é que eles não conseguem o que querem porque não pedem a Deus. Mas quando (3) pedem, não recebem porque os seus motivos eram maus. Estava claro: eles pediam coisas a Deus a fim de usá-las para os seus próprios prazeres. Prazeres mundanos e carnais. Você já aprendeu alguma lição quando suas orações não foram respondidas? __________________________________________________ II. Discípulos amigos do mundo (Leia os vv. 4- 6) Na Bíblia, principalmente no Novo Testamento, a palavra mundo se refere ao sistema mundano que afasta o homem de Deus. Tiago diz aos seus discípulos que eram amigos do mundo: 4 Gente infiel! Será que vocês não sabem que ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus? Quem quiser ser amigo do mundo se torna inimigo de Deus. 5Ou supondes que em vão afirma a Escritura: É com ciúme (desejo violento) que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós? 6Porém a bondade que Deus mostra é ainda mais forte, pois as Escrituras Sagradas dizem: “Deus é contra os orgulhosos (ele resiste aos soberbos), mas é bondoso com os humildes.” Você é amigo do mundo? __________________________________ III. O que os discípulos precisam fazer? (Leia os vv. 7 a 10) Sujeitar-se a Deus. Resisti ao diabo. Se achegar para as coisas de Deus Purificar as mãos e limpar o coração pelo sangue de Jesus.
  25. 25. Se afligir, lamentar e chorar pelo pecado. Converter o riso em pranto, e a alegria, em tristeza (dor pelo pecado); Humilhar diante de Deus e buscar a exaltação do Senhor Esses passos demonstram um forte arrependimento pessoal. Você necessita de um forte arrependimento pessoal? ___________ Reflexão final: O mundo sempre se oporá aos princípios de Deus. Não negocie nem quebre os princípios de Deus. As coisas de Deus são melhores e eternas. Vale a penas ser crente e discípulo completo em nome de Jesus. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?_______________________________________________________ 29. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 30. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 31. Recados: 32. Oração final
  26. 26. 13 A Maledicência • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: O que é mais importante numa pessoa? _________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A maledicência Base Bíblica: Tiago 4. 11,12 Introdução: A maledicência é condenada pela Bíblia Sagrada. Maledicência significa falar mal de alguém. Tecer comentários negativos sobre os outros. Citar as pessoas com exemplos ruins. Difamar o nome de alguém. Caluniar. Liberar maldições com as nossas palavras. Talvez alguém nos causou mágoas terríveis no passado e a única forma que temos de vingança é difamar o nome da pessoa por onde andamos. Pela calúnia ficamos presos a própria pessoa. Somos agentes do inferno e deixamos de atrair as bênçãos do Senhor. Você já foi maledicente? ______________________________ Tiago fala de um problema que estava existindo entre os seus discípulos. Os irmãos na fé estavam falando mal uns dos outros. Qual a orientação que você daria para um discípulo maledicente?___ Vamos ver a orientação de Tiago aos seus discípulos: I. Proibição de falar mal dos outros. Tiago diz (v.11): “Irmãos, não faleis mal uns dos outros”. Aqui existe uma proibição direta em falar mal do outro discípulo. Se você não tem nenhuma coisa boa para falar do outro, então deve se calar. É desagradável conversar com pessoas que só ficam falando mal dos outros. Todos nós precisamos ser trabalhados por Deus. Tire tempo para julgar a você mesmo. Fale um pouco “mal” de você mesmo. Paulo diz em I Coríntios 11:31: Porque, se nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Você precisa ser trabalhado por Deus nessa área? _____________ Não existe motivo para gerarmos maldições em nossa vida através da maledicência. Quando alguém vier falando de outro discípulo, ignore, foge ou exorte. Mas não dê ouvido a calúnia. O outro discípulo não está presente para se defender. É pecado e injustiça. É imoral e incorreto. Tiago diz enfaticamente: Não fale mal do outro irmão. Para Tiago, aquele que fala mal do irmão ou julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei. Ele conclui que se uma pessoa julga a lei, não é observador da lei, mas juiz. Que lei é esta? É a lei do amor de Deus. Leia Mateus 22.37-39. II. A falta de condições para falar mal do outro discípulo Tiago diz no v.12: “Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo?” Tiago está dizendo que Deus é o único que faz as leis e o único juiz. Só ele pode salvar ou destruir. Quem você pensa que é, para julgar os outros? Não somos melhores do que ninguém. Somos apenas discípulos em processo de crescimento. Quanto mais consciente de minhas falhas e limites, mas estarei disposto a crescer e a melhorar. Discípulo que deseja a maturidade é o discípulo que busca o referencial em Jesus e busca a perfeição em si mesmo, sem exigir dos outros. Quem precisa melhorar, sou eu. Eu estando mais firme com Cristo, saberei amar e auxiliar meus irmãos em suas falhas pessoais. Em que área você precisa melhorar? _______________________ Reflexão final:
  27. 27. Tiago nos ensinou muito. Ele nos disse hoje que não devemos falar mal uns dos outros, pois quem fala mal do seu irmão em Cristo ou o julga está falando mal da lei e julgando-a. Pois, se julgamos a lei, então já não somos pessoas que obedecemos à lei, mas sim pessoas que a julga. Deus é o único que faz as leis e o único juiz. Só ele pode salvar ou destruir. Tiago termina dizendo: Quem você pensa que é, para julgar os outros? Estamos em processo de crescimento espiritual. Estamos buscando nossa evolução espiritual em Cristo. Só em Jesus poderemos crescer como discípulos e discípulas, principalmente na área do relacionamento com os nossos irmãos na fé. Deus permitirá situações difíceis para o nosso crescimento. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?_______________________________________________________ 33. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 34. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 35. Recados: 36. Oração final
  28. 28. 14 A falibilidade dos projetos humanos • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: O que você tem de mais importante? ______________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A falibilidade dos projetos humanos Base Bíblica: Tiago 4. 13-17 Introdução: Gostamos de fazer projetos pessoais. Devemos planejar estrategicamente nossa vida, nossa família, nosso casamento, a educação dos nossos filhos, etc. Devemos ser empreendedores. Mas até que ponto o planejamento é certo e até que ponto é pecado? ________________________________________________ Tiago vai trabalhar este tema com seus discípulos. Seu objetivo trazer orientação sobre como devemos proceder diante dos projetos. I. A falsa segurança dos projetos humanos Muitas vezes estamos tão seguros em nós mesmos que não buscamos orientação de Deus para os nossos projetos. Tiago diz: (v.13) Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Será que esta é a vontade de Deus? Tiago diz: (v.14) Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Estaremos vivos até lá? Podemos afirmar com certeza que as coisas ocorrerão como planejamos? Você já teve frustrações em seus projetos pessoais? _____ II. A palavra de Sabedoria O que é certo dizer? Tiago responde: (v.15) Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo. Para Tiago o importante é depender de Deus, pois “Se Deus quiser, estaremos vivos e faremos isto ou aquilo.” (Pv 16.1- 3). Nossos projetos e sonhos precisam ser submetidos totalmente a vontade de Deus. Observe a oração do Pai Nosso: Mateus 6.9-10. Você já fez projetos sem a orientação de Deus? ___________ III. A atitude de Pecado Tiago diz: (vv.16, 17) Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna. Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando. Tiago afirma que seus discípulos eram orgulhosos e viviam se gabando. Todo esse orgulho era mau. Conclui dizendo que comete pecado a pessoa que sabe fazer o bem e não faz. Fazer o bem é pedir a direção de Deus para os seus projetos. Não se gabe. Não seja orgulhoso. Seja humilde para buscar o sucesso que vem das mãos de Deus. Nossa força humana pouco auxilia sem a direção de Deus. (Leia o Salmo 127.1,2).
  29. 29. Não seja omisso: projetos humanos sem direção de Deus é pecado. Você tem testemunho de sucesso por ter submetido seus projetos ao controle a aprovação de Deus? ____________________________ Reflexão final: Nunca poderemos fazer projetos sem a direção de Deus. Nossa palavra de fé tem que ser: Se Deus for comigo e eu tiver vida, farei isso ou aquilo. Não podemos afirmar nada. Não sabemos o amanhã. Nossa vida é como neblina. Nós estamos aqui apenas de passagem. Podemos planejar e trabalhar para realizar grandes sonhos. Devemos ser empreendedores de nossa vida. Mas sempre submetendo nossos sonhos a vontade de Deus e dizendo: Sendo a vontade de Deus, serei bem sucedido nesse negócio em nome de Jesus. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?__________________________________ 37. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 38. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 39. Recados: 40. Oração final
  30. 30. 15 Riquezas ímpias • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Em que área de sua vida você é rico?____________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Riquezas ímpias Base Bíblica: Tiago 5.1-6 Introdução: Tiago tem uma mensagem direta aos cristãos que são ricos por causa da injustiça, engano, roubo e iniqüidade. A palavra de Tiago é que Deus condena as riquezas mal adquiridas e mal empregadas. Uns adquire as riquezas pela injustiça e aplicam em obras de caridade a fim de terem uma boa consciência. Outros adquirem a riqueza de forma justa e empregam de forma errada: bebidas, adultérios, infidelidade para com Deus, glutonaria, mundanismo, etc. Como um discípulo verdadeiro deve aplicar seu dinheiro?____ Qual a base bíblica que justifica sua resposta? _____________ Tiago é um profeta. O profeta anuncia a Palavra do Senhor e denuncia o pecado. I. Qual deve ser a atitude do rico injusto “1 - Atendei, agora, ricos, chorai lamentando, por causa das vossas desventuras, que vos sobrevirão”. A palavra desventura significa desgraça. Tiago profetiza desgraça sobre a vida do injusto que cresceu por causa do sangue, da violência e da miséria dos outros. Tem vezes que o ser humano acredita que Deus não existe, não vê e não pagará ao mal praticado. Mais cedo ou mais tarde, nesta vida ou no porvir, os injustos e infiéis irão ser cobrados pela infidelidade. A riqueza trás sentimento de segurança. Mas será que você é verdadeiramente seguro diante do julgamento de Deus? Leia Provérbios 22:8 e comente: ________________________________________________ II. O estado espiritual do rico injusto (leia 2 e 3). Tiago diz que as riquezas dos ímpios estão corruptas (literalmente: podres), e as roupas estão devoradas de traça e o ouro e a prata foram gastos de ferrugens. Esta situação de injustiça faz com que a carne dos ímpios seja devorada pelo fogo. O estado espiritual do rico injusto é terrivelmente ressaltado nessas palavras de Tiago. Leia os seguintes versículos para entender a situação da injustiça e da vaidade da riqueza: Provérbios 16:8 e Jeremias 22:13. III. A prática de injustiça (leia o v. 4) Tiago diz que nos últimos tempos seus leitores havia amontoado riquezas. Leia o v. 4 e responda: Como eles conseguiram amontoar riquezas? _____________________________________________________ Os homens ficaram ricos porque não pagaram os salários das pessoas que trabalham nos seus campos. Tiago apela dizendo: Escutem as suas reclamações! A revelação de Tiago é atual e impactante: Ele diz que os gritos dos que trabalham nas colheitas têm chegado até os ouvidos de Deus, o Senhor Todo-Poderoso. Deus escuta o clamor do oprimido socialmente. Daquele que vive escravizado em seu emprego, enriquecendo seus patrões sem ter salários, ou ainda tendo apenas o alimento para comer e esperar a morte. Você assistiu alguma reportagem esta semana que falou de sobre o tema “opressão social”? O que você sentiu? Deus se importa com esta situação do povo? O que podemos fazer?
  31. 31. No v.5 Tiago faz a seguinte acusação: Tendes vivido regaladamente sobre a terra; tendes vivido nos prazeres; tendes engordado o vosso coração, em dia de matança. Ao mesmo tempo em que os ricos injustos vivem regaladamente nos prazeres, se levantam para condenar e matar os justos, sem que eles lhes façam resistência. Você já sofreu uma situação de injustiça? Você já praticou atos de injustiça? Leia: Êxodo 23:3; Lv 19.15; Reflexão final: O comportamento do discípulo verdadeiro está escrito em 2 Coríntios 7:2. Este tem que ser o nosso alvo. Que sejamos justos e tenhamos uma vida convertida diante de Deus e dos homens. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?__________________________________ 41. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 42. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 43. Recados: 44. Oração final
  32. 32. 16 A paciência e a perseverança • Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você é uma pessoa paciente? ____________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A paciência e a perseverança Base Bíblica: Tiago 5.7-11 Introdução: No dicionário Paciência significa uma “qualidade do paciente; resignação; conformidade em suportar os males ou os incômodos sem se queixar; perseverança tranqüila; calma na continuação de qualquer tarefa ainda que esta seja difícil ou muito demorada; tranqüilidade com que se espera aquilo que tarda” (http://www.priberam.pt). Como a paciência é uma qualidade de discípulo, Tiago irá trabalhar a necessidade que temos em crescer na paciência e na perseverança. Você necessita de paciência? ___________________________ I. A Paciência do Discípulo A orientação de Tiago é que seus discípulos sejam (7) pacientes, até à vinda do Senhor. Sabemos que um dia Jesus voltará e mudará todas as coisas. Sabemos que um dia toda lágrima secará, toda a dor se acabará, toda a injustiça irá terminar. A vinda do Senhor será para buscar a igreja e estabelecer um novo céu e uma nova terra. Contudo, até a Vinda do Senhor eu tenho que ser paciente. Tiago usa o exemplo do lavrador: “Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas”. Nossa tarefa é semear e aguardar em Deus. Assim também na vida de dizimista fiel. Somos dizimistas e aguardamos em Deus a vitória prometida aos fiéis. Leia Romanos 15.4. Tiago diz que devemos (8) também ser pacientes e fortalecer o nosso coração, pois a vinda do Senhor está próxima. Leia Romanos 8.25. O que prova que a Vinda do Senhor está próxima? _____________ II. Pacientes com o irmão Na vida de paciência cristã, devemos tolerar os mais fracos na fé. Muitos cristãos ainda não cresceram espiritualmente e ainda nem são discípulos de Cristo. Preciso ter paciência e suportar em amor o irmão mais fraco. Romanos 15.5. Não posso viver murmurando do irmão. Se existe alguma coisa errada, preciso falar pessoalmente, mas nunca viver semeando contendas, queixas e difamações pelas costas. Tiago diz: (9) “Irmãos, não vos queixeis uns dos outros, para não serdes julgados. Eis que o juiz está às portas”. Você tem tido sabedoria espiritual para lidar com os erros dos outros? _______________________________________________________ III. A Perseverança diante das tribulações Quem é paciente tem perseverança. Este é o princípio bíblico. Tiago orienta seus discípulos dizendo: (10) “Irmãos, tomai por modelo no sofrimento e na paciência os profetas, os quais falaram em nome do Senhor”. Observe que os sofrimentos e a paciência dos profetas devem ser modelos para minha vida. Leia II Coríntios 1.6. (Líder: fale da paciência, sofrimento e perseverança de Moisés) Não posso desanimar. Diante da dor tenho que ter paciência para perseverar.
  33. 33. Leia II Coríntios 6.4. Tiago diz: (11) Eis que temos por felizes os que perseveraram firmes. Tendes ouvido da paciência de Jó e vistes que fim o Senhor lhe deu; porque o Senhor é cheio de terna misericórdia e compassivo. Felizes são os que perseveraram firmes. Não deixe que as lutas, dores, tristezas e os aborrecimentos retirem você do caminho de Deus. Deus não te levantou para cair, para desanimar. Você foi levantado para ser perseverante, tendo como modelo Jesus e os profetas. Você necessita ser perseverante? ____________________________ Leia I Pedro 2.20 Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?__________________________________ 45. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 46. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 47. Recados: 48. Oração final
  34. 34. 17 Discípulo de Palavra e Vida • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: O que significa “ter palavra”?____________________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Discípulo de Palavra e Vida Base Bíblica: Tiago 5.12 Introdução: Tiago diz “(12) Acima de tudo, porém, meus irmãos, não jureis nem pelo céu, nem pela terra, nem por qualquer outro voto; antes, seja o vosso sim sim, e o vosso não não, para não cairdes em juízo”. Numa tradução mais moderna ficaria: (12) Acima de tudo, meus irmãos, quando vocês prometerem alguma coisa, não jurem pelo céu, nem pela terra, nem por nada mais. Digam somente “sim”, quando for sim, e “não”, quando for não, para que Deus não os condene”. Com este texto, Tiago nos exorta a três atitudes: I. Não jurar Tiago diz que, acima de tudo, quando prometermos alguma coisa, não devemos jurar pelo céu, nem pela terra, nem por nada mais. Este juramento não trata de rituais civis e militares (juramentos a Bandeira, ao Código de ética, diante de um tribunal, etc). Tiago esta falando sobre nossos relacionamentos na sociedade. Nossa palavra precisa ter tanta validade que não necessitamos jurar. Leia Mateus 5.33 a 37___________________________________________ O juramento trás uma carga espiritual de malignidade. A pessoa que precisa jurar significa que sua vida não apresenta nenhuma qualificação para os outros crêem. O juramento trás maldições. Deus não deseja ouvir de seus filhos juramentos. Ele deseja corações honestos e abertos para a verdade. A humildade nos faz ser quem somos. Deus aceita nossa vida e trabalha para modifica-la em graça. Não precisamos jurar nunca. Precisamos apenas ser íntegros e honestos. Você já jurou alguma vez em sua vida? __________________________ II. Ter palavra Tiago diz que devemos dizer “sim”, quando for sim, e “não”, quando for não. Precisamos ter palavra. O discípulo de Jesus não é caloteiro. O discípulo de Jesus paga suas contas ou negocia com seriedade o que está devendo. O verdadeiro discípulo tem tanto peso na Palavra que seu “Sim” significa exatamente um Sim. Outra verdade importante. O discípulo de Jesus não tem medo de falar “não”. Muitos para agradar, aceitam ouvir fofocas sobre a vida dos outros. Aceitam um pouco de bebida alcoólica. Aceitam ouvir uma piada indecente, Aceitam suborno. O discípulo não pode ter medo. Seu “Não” precisa ser uma negativa tão forte que o outro não duvidará do significado. Nossa palavra precisa ter peso de verdade. Precisamos ser conhecidos como discípulos que tem Palavra. Discípulo fiel cumpre seus compromissos financeiros. Discípulo fiel fala e cumpre. Você é uma pessoa de palavra?_________________________________ III. Saber que existe um juízo de Deus para pessoas que não tem palavra
  35. 35. O desleal está debaixo de maldições. Fuja da pessoa que afirma uma coisa e faz outra. (Pv 25.19). O discípulo que não está debaixo da fidelidade de palavras, está debaixo de ações malignas e do juízo de Deus. Observe: Se você faltou com Palavra e precisa ficar mentindo ou fazendo juramentos é sinal que existe uma ação do diabo em sua vida. Você necessita de libertação. Outra coisa importante. Você está debaixo da ira de Deus. O juízo de Deus pesa poderosamente para pessoas que não tem palavra ou que precisam mentir. Você precisa de libertação nessa área? ___________________________ Conclusão: Nosso relacionamento com o próximo demonstra o nosso relacionamento com Deus. Pessoas que temem a Deus de verdade são pessoas de palavra e honestas. Se isso não é verdade em sua vida. Coloque sua vida no altar, pois você está em pecado e corre sério risco de morrer em pecado e perder o melhor de Deus. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?__________________________________ 49. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 50. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 51. Recados: 52. Oração final
  36. 36. 18 Atitudes diante do sofrimento, da alegria e da doença • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você já cometeu uma gafe? _____________________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Atitudes diante do sofrimento, da alegria e da doença Base Bíblica: Tiago 5.13-15 Introdução: A vida do discípulo é cercada de momentos bons e momentos ruins. Tanto a alegria quanto o sofrimento fazem parte da vida do discípulo fiel. Ignorar o sofrimento humano é verdadeiramente desumano. Tiago nos orienta sobre nosso comportamento diante do sofrimento, da alegria e da doença. I. Comportamento diante do sofrimento. Tiago diz “Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração”. Na comunidade de discípulos de Tiago existiam pessoas que sofriam. Hoje existem muitos tipos de sofrimentos. Nossa atitude não deve ser explicar a causa do sofrimento, mas orar pelas pessoas que sofrem. Os amigos de Jó tentaram explicar a causa do sofrimento em Jó e causaram maiores sofrimentos (O líder deve conhecer e Explicar bem a vida de Jó). Existem situações que não temos como explicar. Em Deuteronômio 29. 29 diz que “Há coisas que não sabemos, e elas pertencem ao Senhor”. Diante do sofrimento (doença incurável, luto, perdas, acidentes, separações, etc.) Não podemos tentar resolver os problemas. Precisamos orar. Tiago diz: “faça orações”. A oração trás o controle e o acalento de Deus sobre a pessoa afetada e sobre a situação. Nem sempre as orações vão trazer as soluções que desejamos. Mas sempre elas irão trazer a paz de Deus para fortalecer o sofredor em seus momentos de tristeza e desafios. A oração é um remédio espiritual que nos transforma em meio aos sofrimentos. Na oração dizemos: “Senhor, eu não entendo, mas ainda assim confio em ti” (M.B.S). Tem alguém na célula que está sofrendo? _____________________ II. Comportamento diante da alegria Muitas cosias nos causam alegria. Tem dias que são maravilhosos. Ganhamos presentes. Realizamos um sonho. Adquirimos uma bênção material para nossa família. Conquistamos o emprego dos sonhos. Nasceu nosso lindo filhinho tão esperado e amado. Diante da alegria dos nossos irmãos, precisamos cantar louvores. O que significa cantar louvores? Significar bendizer a Deus em alegria pelo sucesso do nosso irmão. É um reconhecimento de que todas as bênçãos são pela graça de Deus. Deus merece todos os nossos louvores. Leia os versículos: Salmos 7:17; Salmos 9:2 e Salmos 9:11. Tem alguém na célula alegre? ______________________________ III. Atitude diante do doente Tiago fala de pessoas sofrendo, de pessoas alegres e de pessoas doentes. Entendemos que a frase “pessoas sofrendo” se refere às situações que não existem explicações humanas. Quando fala de “pessoas doentes” são situações específicas onde a cura é uma possibilidade e está debaixo da soberania de Deus. Neste ponto Tiago diz: (14) “Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. (15) E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados”.
  37. 37. Observe a presença de presbíteros, oração, unção com óleo, invocação do nome do Senhor Jesus. Esses elementos associados a oração da fé, salvará o enfermo. Como também existem enfermidades causadas por pecados (não são todas), os pecados também serão perdoados. Essas doenças, que não são os sofrimentos para a morte (II Reis 13.14; Tiago 5.13), são curadas pela fé, segundo a vontade de Deus. Apesar de nossas orações, Deus é soberano para determinar até quando a pessoa estará doente e quando será curada. Depende unicamente de Deus. Cremos não na nossa “fé (poder positivo), mas na soberania absoluta de Deus. Tem alguém na célula que está doente? _______________________ Conclusão: O discípulo não está imune a sofrimentos, alegrias e doenças. Temos Deus e temos vitórias diante de todas as situações. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?__________________________________ 53. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 54. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 55. Recados: 56. Oração final
  38. 38. 19 Confissão de Pecados Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você sabe guardar segredos? ____________________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: Confissão de Pecados Base Bíblica: Tiago 5.16 Introdução: A igreja de Tiago é orientada a praticar a confissão de pecados. Como deveria ser feito essa confissão e qual o objetivo? Algumas religiões têm a prática de confessar pecados aos sacerdotes, por entenderem que os sacerdotes têm o poder de Deus para perdoar pecados. Somente Jesus pode perdoar pecados (Leia Lucas 5:21-24, 1 João 1:9). Mas o senhor Jesus deu esse poder também aos seus discípulos quando disse: “Se de alguns perdoarem os pecados, são-lhes perdoados; se lhos retiverdes, são retidos”. João 20:23. Tiago amplia mais o assunto e diz que todos nós poderemos receber confissões de pecados e orar pelos pecadores para que sejam curados. Tiago retoma o assunto do versículo 15 quando disse: “E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados”. Hoje veremos o ensinamento curador sobre confissão e perdão de pecados. I. A quem confessar nossos pecados? Tiago diz que a “oração de um justo pode muito em sua eficácia”. Além de sermos justificados pela fé (leia Rm 5.1), precisamos ter atitudes justas e corretas diante do mundo. Eu preciso ter alguém justo (íntegro) em quem confiar. Que seja justo e ético. Que seja honesto e sincero. Que seja crente e santificado pelo sangue de Jesus. Nunca procure um crente fofoqueiro. Quem tráz assuntos dos outros tem o poder de levar seus assuntos para os outros também. Cuidado! Existe um espírito de fofoca que destrói a igreja e a irmandade. Quando Tiago diz: “Confessai o pecado uns com os outros”, entendemos que existe uma parceria. Quando temos discípulos na fé de verdade, abrimos o nosso coração e compartilhamos dores e pecados. É uma partilha mútua. Nós compartilhamos um com o outro. Não conseguimos ser discípulo sozinho. Ficar isolado em casa congela a minha fé. Eu preciso do irmão e da irmã para poder caminhar na fé e crescer. Você tem um irmão ou irmã na fé com quem compartilha seus problemas e pecados?________________________________________________ II. O que fazer com a confissão de pecados? Tiago diz “Confessai os pecados uns aos outros e orai uns pelos outros”. O objetivo não é compartilhar a minha dor como numa terapia. O objetivo é a oração. Orar para que Deus trate os nossos pecados e restaure as áreas da nossa vida que estão debaixo de fraquezas. Existem pecados que precisam de muita intercessão. O objetivo é levar os discípulos a orar uns pelos outros e pedir o perdão de Deus. Você já orou com um irmão que lhe compartilhou um pecado? __________ III. Qual o resultado esperado? Tiago diz: “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados”. O objetivo é a cura. Cura do corpo e da alma. Cura total do ser humano. Quando podemos compartilhar nossos pecados e orar uns pelos outros, a comunidade é curada. Vidas cristãs transparentes geram curas. Eu preciso crer que “muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”. Quando um discípulo de verdade ora por mim, essa oração terá muita eficácia.
  39. 39. Você já foi curado ao compartilhar um peso de pecado que estava em seu coração?____________________________________________________________ Conclusão: Na Igreja e na célula, o problema do meu irmão e irmã é o meu problema. Preciso compartilhar minhas dores e auxiliar as vidas que compartilham suas dores. Infelizmente existe muito medo em abrir o coração por causa do pecado da fofoca. Por isso devemos ter uma regra de vida: Nunca compartilhe os problemas dos outros com terceiros. Saiba guardar confidencias no seu coração para sempre. Seja justo. Só comente o que o seu irmão permitiu que você comentasse. Só divulgue notícias que edificam sobre o irmão e a irmã. Devemos ter relacionamentos curados. Discípulo verdadeiro sabe guardar confidencias dos outros e ser um instrumento de Deus. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?_____________________________________________________________ 57. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 58. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 59. Recados: 60. Oração final
  40. 40. 20 A Poder do Pecado Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Como é sua vida de oração? ____________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: O poder do Discípulo Base Bíblica: Tiago 5.17,18 Introdução: Você sabe quem foi Elias? _________________________________ Na Bíblia as histórias sobre Elias começam em I Reis capítulo 17 e terminam em II Reis capítulo 2. Elias foi profeta em Israel em torno de 850 Antes de Cristo. Seu nome significa "meu Deus é o Senhor". Este é um nome muito adequado porque Elias passou a maior parte de sua vida tentando fazer com que a nação de Israel adorasse a Deus. Quando Elias foi profeta, os reis e o povo de Israel adoravam falsos deuses e ídolos. O trabalho de Elias era dizer-lhes que eram desobedientes às leis de Deus. Deus ordenou que Elias fosse profeta num período muito importante da história de Israel. O reino de Israel era muito rico e poderoso. O Rei Onri tinha feito amizade com os fenícios. Para selar essa amizade, Acabe, filho de Onri, casou-se com Jezabel, filha do rei de Tiro. Quando Jezabel se mudou para Israel trouxe os ídolos que adorava. Imediatamente quase todo o povo estava adorando o falso deus Baal e isto violava a aliança que Israel fizera com Deus. Deus enviou Elias para trazer a nação e seus líderes de volta para o Senhor. O ministério de Elias é relembrado por Tiago. Tiago deseja reafirmar o versículo anterior quando disse: “Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”. Duas lições podemos destacar: I. Elias um homem comum e natural Tiago diz que (17) Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos. Literalmente o texto diz que “O profeta Elias era um ser humano como nós”. Com as mesmas paixões, dores, sentimentos e angústias. Frequentemente vemos os homens da Bíblia como super-crentes. Não eram. Eram homens escolhidos por Deus e operavam a vontade de Deus dentro dos limites de sua humanidade. Deus não nos torna menos humanos. Continuamos sofrendo as limitações humanas. Você tem visto o seu irmão como um ser humano?______________ II. Elias um homem de Oração A diferença na vida de Elias era sua total dependência de Deus. Mesmo sendo um homem humano e limitado, “(17) orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu. (18) E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos”. Deus revelou sua vontade. Elias ora segundo a vontade de Deus e por sua intercessão não chove sobre a terra e por sua intercessão a chuva voltou a cair depois de três anos. Não adianta pedir as bênçãos fora da vontade de Deus. Leia I João 5.14. Contudo, precisamos permanecer firmes na intercessão para que a vontade de Deus seja realizada. Você é um ser humano de oração? ______________________
  41. 41. Conclusão: Elias era um homem natural e um homem de oração. Esse era o seu diferencial de vida. Tenha uma disciplina de oração. A oração te fará um discípulo diferente e frutífero. Ore por uma alma convertida por mês. Trabalhe e ganhe uma alma por mês. Ore por sua célula. Tenha vida de oração. Você é um discípulo em excelência. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?_____________________________________________________________ 61. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 62. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 63. Recados: 64. Oração final
  42. 42. 21 A conversão do pecador Saudação, apresentação de visitantes, Acolhimento e Oração: • Louvor e Adoração (pode cantar com um CD): • Quebra-gelos: Você já se desviou da fé alguma vez?_____________________________ • Momento de Edificação: Módulo: O Discípulo Experimentado: Estudo na Carta de Tiago Tema: A conversão do pecador Base Bíblica: Tiago 5.19, 20 Introdução: A carta de Tiago termina abruptamente. Parece que a ultima parte dessa carta foi perdida. Contudo, ficou para nós o que necessitávamos para a nossa salvação. Nestes dois últimos versículos, Tiago irá trabalhar sobre o discípulo que se desvia da fé e sua conversão de volta ao caminho de Deus. I. Muitos se desviam da verdade Tiago diz: (19) “Meus irmãos, se algum entre vós se desviar da verdade...” Existem muitos motivos que levam um discípulo deixar o caminho de Deus. Cite alguns desses motivos:_________________________________ Deus não deseja que venhamos a desviar do seu caminho. Deuteronômio 5:32; 28.14. Nenhum discípulo está firme automaticamente. Precisa se esforçar na caminhada da fé. Precisa viver de oração, jejum, leitura da Palavra, freqüência a célula e a igreja. O esfriamento para as coisas de Deus leva ao desvio. Quando o discípulo começa a se esfriar em sua fé, acaba dando lugar ao diabo. Paulo diz: Não deis lugar ao diabo. Em 1 Timóteo 5:15 Paulo diz: “Pois, com efeito, já algumas se desviaram, seguindo a Satanás”. Você conhece algum desviado que um dia foi um discípulo exemplar? ____ Não importa a luta. Fique firme aos pés do Senhor na Igreja do Deus vivo. Viver fora da igreja esfria a fé e conduz a ruína eterna. II. Deus usa discípulos para converter outros em discípulos Tiago diz: “Meus irmãos, se algum entre vós se desviar da verdade, e alguém o converter...” Observe a frase de Tiago. Somos nós os instrumentos de Deus para a conversão do homem e da mulher. Muitos dizem: “Eu não converto ninguém, e sim Deus!” Essa frase não é totalmente certa. Deus converte as pessoas mediante a nossa instrumentalidade. O desviado da fé só voltará para a casa de Deus se eu me colocar como instrumento nas mãos de Deus. Preciso orar, mas preciso visitar, aconselhar, auxiliar, trazer de volta, ir buscar em casa. Essa não é tarefa somente do pastor, é tarefa de todos os membros do corpo de Cristo. Cada discípulo precisa converter a Cristo uma vida ao mês. Quantas vidas você converteu no mês passado? ______________ Nossa tarefa é ser ganhador de Vidas. Nosso nome precisa ser “Colheita”. Não podemos deixar as vidas irem ao inferno. Precisamos ter paixão pelas almas. Precisamos ganhar e consolidar. Precisamos buscar as vidas que estão desviadas. Nossa célula precisa ser uma agente do reino de Deus. Precisamos estender a nossa tenda. Aumentar a nossa célula. Quem deseja ser instrumento para conversão de pecadores? _____________ Ore por uma vida para este mês. Ganhe uma vida nesse mês. Comece a dar frutos. Vamos buscar as vidas desviadas de nossa célula. Quem que freqüentava a nossa célula e agora não freqüenta mais? ______________ III. O que ocorre quando um pecador se arrepende? Tiago diz: (20) “sabei que aquele que converte o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá multidão de pecados”. Para Tiago, “eu que converto o pecador”. Isso ocorre por causa da presença de Deus em minha vida. Quando o desviado se converte, sua alma é salva da morte eterna e do inferno. Todos os pecados são perdoados e cobertos. A partir da conversão do pecador, o passado e o pecado são apagados. O pecador passa a ser nova criatura. Nasce de novo. Deus está falando agora para nós:
  43. 43. Isaías 43:25 - Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro. Isaías 44:22 - Desfaço as tuas transgressões como a névoa e os teus pecados, como a nuvem; torna-te para mim, porque eu te remi. Quando você se converteu? Quem foi usado por Deus em sua conversão? Conclusão: Quando um pecador se arrepende de seus pecados e volta para a igreja (o caminho de Deus) seus pecados são perdoados e apagados. Mas para que o pecador volte para o caminho, necessitamos fazer a nossa parte. Precisamos buscar o pecador. Precisamos converter o pecador. Precisamos trabalhar com o Espírito Santo para trazer de volta a vida que está fora da igreja do Deus vivo. Responda: O que Deus falou com você neste momento de reflexão bíblica?_____________________________________________________________ Você já aceitou Jesus como Senhor e Salvador? ______________________ Você deseja se reconciliar com Deus hoje? _______________________ 65. Oração de intercessão: Compartilhe seus problemas. 66. Oração pela caixa de Oração: Somente para conversões de Almas. 67. Recados: 68. Oração final

×