PASCHOAL LEMME
Biografia
 Nasceu em 1904
 Faleceu em 1997
 Casou em 1927 com a professora Carolina de
Barros
 Residiu na cidade do Ri...
 Cursou o primário em escolas públicas do Méier
 Na Escola Profissional Visconde de Cairu, aproximou-se do
Diretor, prof...
 Em 1936, assumiu a Superintendência de Educação de
Adultos no Distrito Federal, nessa função foi preso de
acusado de min...
 Em 1936, assumiu a Superintendência de Educação de
Adultos no Distrito Federal, nessa função foi preso de
acusado de min...
Contexto histórico
Períodos entre Grandes
Guerras
 Nazismo
Guerra Fria
Crise Mundial de 1929
Revolução de 30
Governo...
Contribuições para
a Educação
 Fundou em 1931 o Instituto Brasileiro de Educação.
 Manifesto dos Pioneiros da Educação N...
Ideais
 Igualdade de oportunidade para todos
(...)
 Sem restrições de ordem econômica,
racial, religiosa ou qualquer out...
 A luta permanente pela
transformação da sociedade é
o componente final e decisivo.
 A educação democrática deve
objetiv...
Principais Obras
 O autor possui 2549 documentos.
 A educação na URSS (1955)
 Educação Supletiva, educação de adultos (...
Paschoal Lemme na escola primária na Escola
Visconde de Caiuru. Rio de Janeiro, 1913.
[Paschoal Lemme na conclusão do Curso Primário, como
primeiro aluno da turma, aos 11 anos. Escola Visconde de
Caiuru. Rio ...
Paschoal Lemme, Cecília Meireles, Francisco Venâncio Filho, Hermes
Lima entre outros, no almoço de confraternização de edu...
Paschoal Lemme presidindo a sessão da 1a. Conferência
Mundial de Educadores promovida pela FISE (Federação
Internacional d...
Paschoal Lemme com a Medalha do Mérito Educativo, em sua mesa de
trabalho, no sítio Remanso em Paty do Alferes. Rio de Jan...
Paschoal Lemme recebendo os amigos: acadêmico Alberto Venâncio
Filho (ABL) e o presidente da ABI Fernando Segismundo, em s...
Paschoal Lemme, ao lado do Senador João
Calmon e outros educadores na III Conferência
Brasileira de Educação, na Universid...
Paschoal Lemme na varanda de sua casa no Sítio Remanso em Paty do Alferes.
Rio de Janeiro, 1990.
Paschoal Lemme em sua biblioteca, na casa
da Tijuca. Rio de Janeiro, 1978].
Medalha comemorativa,
recebida por Paschoal
Lemme, do centenário de
nascimento de Rui
Barbosa, dada pelo
Ministério da Edu...
“É preciso não esquecer nunca o preceito básico que
somente numa sociedade verdadeiramente democrática
será possível o flo...
Ângela Honório
Silvilene Oliveira
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Paschoal lemme

2.530 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paschoal lemme

  1. 1. PASCHOAL LEMME
  2. 2. Biografia  Nasceu em 1904  Faleceu em 1997  Casou em 1927 com a professora Carolina de Barros  Residiu na cidade do Rio de Janeiro  Filho de Dentista  Pertencente à classe Média  Em 1932, efetiva-se como professor de ensino técnico secundário, havendo lecionado também História e Filosofia da Educação na Escola Normal de Niterói
  3. 3.  Cursou o primário em escolas públicas do Méier  Na Escola Profissional Visconde de Cairu, aproximou-se do Diretor, professor Teófilo Moreira da Costa.  Em 1919, ingressou na Escola Normal, diplomando-se em 1923,com 18 anos formou-se em Professor  Em 1926, ingressou na Associação Brasileira de Educação.  Em 1924, teve a primeira nomeação como professor adjunto de terceira classe.  Estudou Engenharia durante 3 anos na Escola Politécnica.  A convite do Professor Teófilo, começou a ensinar Matemática Elementar na Escola Visconde de Cairu. Em junho de 1928, passou a integrar a equipe de Fernando de Azevedo Biografia
  4. 4.  Em 1936, assumiu a Superintendência de Educação de Adultos no Distrito Federal, nessa função foi preso de acusado de ministrar cursos de orientação marxista para operários ficando no Dops durante 1 ano e quatro meses.  Em 1938, foi aprovado no concurso para Técnico em Educação do Ministério de Educação e Saúde. Passou a trabalhar na equipe de Lourenço Filho no INEP, como chefe da Seção de Documentação e Intercâmbio.  Em 1939, durante seis meses, fez na Universidade da Pensilvânia, curso de Administração e Interpretação Social  Trabalha no Museu Nacional de 1943 a 1947, sendo um dos pioneiros no cinema educativo. Biografia
  5. 5.  Em 1936, assumiu a Superintendência de Educação de Adultos no Distrito Federal, nessa função foi preso de acusado de ministrar cursos de orientação marxista para operários ficando no Dops durante 1 ano e quatro meses.  Em 1938, foi aprovado no concurso para Técnico em Educação do Ministério de Educação e Saúde. Passou a trabalhar na equipe de Lourenço Filho no INEP, como chefe da Seção de Documentação e Intercâmbio.  Em 1939, durante seis meses, fez na Universidade da Pensilvânia, curso de Administração e Interpretação Social  Trabalha no Museu Nacional de 1943 a 1947, sendo um dos pioneiros no cinema educativo. Biografia
  6. 6. Contexto histórico Períodos entre Grandes Guerras  Nazismo Guerra Fria Crise Mundial de 1929 Revolução de 30 Governo Getúlio Vargas Ditadura Repressão Política
  7. 7. Contribuições para a Educação  Fundou em 1931 o Instituto Brasileiro de Educação.  Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova que seria publicado em 1932.  Conferências Nacionais de Educação promovidas pela ABE.  Participação na elaboração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 4.024/61.  Seu pensamento pedagógico é marcadamente progressista, tendo sido defensor do ensino público universal, gratuito e obrigatório, como responsabilidade básica do Estado.
  8. 8. Ideais  Igualdade de oportunidade para todos (...)  Sem restrições de ordem econômica, racial, religiosa ou qualquer outra (...)  Educação democrática significa a possibilidade do acesso de todos a todos os bens culturais da sociedade (...)  A sociedade criada pelo homem e por meio do qual ele se expressa ao fenômeno histórico que evolui das formas mais primitivas para as mais complexas.  A educação democrática só atingirá o limite de igualdade de oportunidade para todos quando a sociedade estiver totalmente organizada.
  9. 9.  A luta permanente pela transformação da sociedade é o componente final e decisivo.  A educação democrática deve objetivar o desenvolvimento harmonioso das potencialidades do individuo, físicas, intelectuais, estéticas e morais.  A educação democrática deve ter conteúdo essencialmente científico.  A educação democrática deve conduzir o individuo a aperfeiçoar a sensibilidade para apreciar manifestações estéticas e culturais. Ideais
  10. 10. Principais Obras  O autor possui 2549 documentos.  A educação na URSS (1955)  Educação Supletiva, educação de adultos (1940);  Estudos de educação (1953)  A situação do ensino do Brasil (1955)  Problemas brasileiros de Educação (1959)  Educação problemática e progressista (1961)  Memórias, dos quais os Volume 1 (Infância, Adolescência e Mocidade),  Volume 2 (Vida de família, formação profissional e opção política),  Volume 3 (reflexões e estudos sobre problemas da educação e do ensino),  Volume 4 (Estudos e reflexões sobre problemas de educação e ensino; participação em conferências e congressos nacionais e internacionais; documentos),  Volume 5 (Estudos de educação e destaques da correspondência com Fernando de Azevedo e outros). Foram publicados respectivamente em 1991 até após sua morte em 2000.
  11. 11. Paschoal Lemme na escola primária na Escola Visconde de Caiuru. Rio de Janeiro, 1913.
  12. 12. [Paschoal Lemme na conclusão do Curso Primário, como primeiro aluno da turma, aos 11 anos. Escola Visconde de Caiuru. Rio de Janeiro, dezembro de 1915.
  13. 13. Paschoal Lemme, Cecília Meireles, Francisco Venâncio Filho, Hermes Lima entre outros, no almoço de confraternização de educadores promovido pela ABE. S.l., 19 de julho de 1934.
  14. 14. Paschoal Lemme presidindo a sessão da 1a. Conferência Mundial de Educadores promovida pela FISE (Federação Internacional dos Educadores Socialistas). Viena, 24/7/1953].
  15. 15. Paschoal Lemme com a Medalha do Mérito Educativo, em sua mesa de trabalho, no sítio Remanso em Paty do Alferes. Rio de Janeiro, 1993.
  16. 16. Paschoal Lemme recebendo os amigos: acadêmico Alberto Venâncio Filho (ABL) e o presidente da ABI Fernando Segismundo, em sua casa na Tijuca. Rio de Janeiro, 1994.
  17. 17. Paschoal Lemme, ao lado do Senador João Calmon e outros educadores na III Conferência Brasileira de Educação, na Universidade Federal Fluminense, UFF. Niterói, 12 de outubro de 1984.
  18. 18. Paschoal Lemme na varanda de sua casa no Sítio Remanso em Paty do Alferes. Rio de Janeiro, 1990.
  19. 19. Paschoal Lemme em sua biblioteca, na casa da Tijuca. Rio de Janeiro, 1978].
  20. 20. Medalha comemorativa, recebida por Paschoal Lemme, do centenário de nascimento de Rui Barbosa, dada pelo Ministério da Educação. Rio de Janeiro, 05 de novembro de 1949.
  21. 21. “É preciso não esquecer nunca o preceito básico que somente numa sociedade verdadeiramente democrática será possível o florescimento de uma escola democrática e popular, uma escola que satisfaça todas as legítimas aspirações do povo e de seus professores e educadores”. (Paschoal Lemme)
  22. 22. Ângela Honório Silvilene Oliveira

×