Teorias gerais da administração

3.929 visualizações

Publicada em

- Estudo da Administração
- Frederick Winslow Taylor; 1856 - 1915; A Teoria da Administração Científica
- Henri Fayol; 1841 – 1925; Teoria Clássica da Administração
- Maximilian Karl Weber;1864-1920; A teoria Burocrática e a sua origem
- Elton Mayo; 1880 - 1949; Teoria das Relações Humanas

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Teorias gerais da administração

  1. 1. TEORIAS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO CURSO TÉCNICO DE SECRETARIADO TIPO:5 CURSO Nº3 AÇÃO Nº2 CANDIDATURA Nº: 001894/2012/113 Silvia Raquel Vieira
  2. 2. CONCEITO DA ESCOLA CLÁSSICA • É assim denominada por ter sido a primeira escola de gestão a surgir e a produzir uma literatura específica dedicada às organizações em geral e às empresas em particular. • Princípios: - A autoridade exerce-se de cima para baixo (princípio da escola hierárquica) - A organização é um todo mas deve existir distinção entre as diversas funções (princípio da especialização) - Para que o comando seja eficaz, o N.º de subordinados deve ser limitado (princípio dos recursos) 1
  3. 3. Estudo da Administração Frederick Winslow Taylor 1856 - 1915 A Teoria da Administração Científica Henri Fayol 1841 – 1925 Maximilian Karl Weber Elton Mayo 1880 - 1949 1864-1920 Teoria Clássica da Administração A teoria Burocrática e a sua origem Teoria das Relações Humanas 2
  4. 4. Administração Cientifica surgir nos Estados Unidos em 1900 Clássica surgiu em França em 1916 Burocracia surgiu na Alemanha em 1930 Relações Humanas surgiu nos Estados Unidos em 1933 3
  5. 5. A TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA • Esta teoria teve origem na Revolução Industrial, esta trouxe um novo sistema produtivo, a industrialização. A tentativa de racionalizar a mão-de-obra, de substituir métodos rudimentares de trabalho por métodos científicos deu-se o nome de organização científica do trabalho. • Representante - Frederick Winslow Taylor • Ênfase – Nas tarefas do operário 4
  6. 6. A TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA • Princípios: - Racionalização dos movimentos e operações elementares da empresa - Adaptar o operário à tarefa - Síntese e recomposição do trabalho - Aplicação prática de produção com salário. 5
  7. 7. A TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA • Características: - Separação do trabalho mental que seria da responsabilidade da gerência, do trabalho físico, de Responsabilidade do funcionário. - O trabalhador passa a ser cada vez mais especializado, desenvolve apenas uma parte do trabalho total. - O operário era visto como um individuo “limitado e mesquinho, preguiçoso e culpado pela vadiagem e desperdício das empresas” • Objetivo: Sempre a eficiência no trabalho • Críticas: - Cargos mais simples - Minimização da qualidade da mão de obra - Visão microscópica do homem 6
  8. 8. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO • Foi, juntamente com Frederick Taylor que enfatizou a estrutura das organizações. Fez a ligação entre a estratégia e a teoria empresarial e destacou a necessidade de aprofundar a gestão e de cultivar qualidades de liderança. • Representante – Henri Fayol • Ênfase – Estrutura da Organização • Conceito de empresa – Direcionado como um todo 7
  9. 9. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO • Princípios: - Unidade de comando - Divisão do trabalho - Remuneração do pessoal - Equidade - Espírito de Equipa 8
  10. 10. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO • Funções do administrador (PO3C): - Planear - Organizar - Comandar - Coordenar - Controlar 9
  11. 11. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO • Objetivo: Eficiência das organizações • Críticas: - Empresa como sistema fechado - Manipulação dos trabalhadores 10
  12. 12. A TEORIA BUROCRÁTICA E A SUA ORIGEM • As origens da burocracia remontam à época da antiguidade, quando o ser humano elaborou e registou os seus primeiros códigos de normatização das relações entre o Estado e as pessoas entre pessoas. Contudo, a burocracia tal como existe hoje, teve origem nas mudanças religiosas verificadas após o Renascimento. • Representante – Max Weber • Ênfase – Estrutura organizacional • Conceito de Empresa – Organização formal, constituída por um sistema social e por um conjunto de funções especializadas 11
  13. 13. A TEORIA BUROCRÁTICA E A SUA ORIGEM • Princípios: - Caráter formal das organizações - Caráter racional e divisão do trabalho - Impessoalidade das relações - Profissionalização - Competência Técnica - Rotinas e procedimentos estandardizados - Separação entre propriedade e administração 12
  14. 14. A TEORIA BUROCRÁTICA E A SUA ORIGEM • Caraterísticas: - A empresa baseia-se na racionalidade (adequação dos meios aos fins) a fim de garantir o máximo de eficiência. • Objetivo: Máxima eficiência • Críticas: - Excesso de racionalismo - Conservadorismo das normas - Sistema fechado - Desconhecimento da organização informal - Abordagem descritiva e explicativa 13
  15. 15. TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS • A Teoria das Relações Humanas nasceu da necessidade de corrigir-se a forte tendência da desumanização do trabalho surgida com a utilização de métodos rigorosos, científicos e precisos, aos quais os trabalhadores eram forçosamente submetidos assim, a Teoria das Relações Humanos veio adequarse aos novos padrões de vida do povo americano. • Representante – Elton Mayo • Ênfase – Nas pessoas • Conceito de Empresa – Organização formal composta por um sistema social e por um conjunto de papeis. 14
  16. 16. TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS • Princípios: - Delegação da autoridade - Autonomia do trabalhador - Confiança e Abertura - Dinâmica de grupo 15
  17. 17. TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS • Características: - Níveis de produção em resultados da inversão social - Comportamento do indivíduo determinado pelo grupo - As pessoas desejam obter conhecimento e aprovação social • Objetivo: Democratizar e humanizar a gestão • Críticas: - Não abarca outras realidades, para além da social - Abordagem em sistema fechado 16
  18. 18. FIM “ Pense como as pessoas sábias, mas fale como as pessoas simples ” Aristóteles

×