Normas Internacionais de Contabilidade

6.536 visualizações

Publicada em

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.536
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
174
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Normas Internacionais de Contabilidade

  1. 1. NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE RESUMO DAS PINCIPAIS MUDANÇAS
  2. 2. Conjunto de Pronunciamentos de Contabilidade União Européia Harmonização das Demonstrações Financeiras Comunidade Financeira Facilidade de Análise das Demonstrações
  3. 3. <ul><li>Estão obrigadas a apresentar suas demonstrações financeiras, de acordo com o novo padrão contábil: </li></ul><ul><li>Companhias de capital aberto </li></ul><ul><li>Organizações de grande porte </li></ul><ul><li>Instituições financeiras </li></ul><ul><li>Seguradoras </li></ul><ul><li>Subsidiárias de conglomerados estrangeiros </li></ul><ul><li>Pequenas e Médias Empresas (PME) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Regulamentação da Governança Coorporativa criada pela BOVESPA na década Passada </li></ul><ul><ul><ul><li>Companhias de Nível II e Mercado Aberto ; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Demonstrações de Acordo com as IRFS; </li></ul></ul></ul><ul><li>Banco Central, Comunicado n◦ 14.259, de 2006; </li></ul><ul><li>CVM, instrução n◦ 457, de 2007; </li></ul>
  5. 5. Lei Societária nº 6.404, de 1976 Lei nº 11.638, de 2007 Lei nº 11.941, de 2009 Conceitos, Métodos e Critérios Técnicos e Fiscais Harmonização das Regras Contábeis
  6. 6. <ul><li>Instrução nº 480 da CVM , de 2009: </li></ul><ul><li>Regime Tributário de Transição (RTT), 2010 </li></ul>
  7. 7. ANTES Ativo Circulante Ativo Permanente DEPOIS Ativo Circulante Ativo não Circulante Intangível
  8. 8. ANTES Passivo Circulante Passivo Realizável a Longo Prazo Resultado do Exercício Futuro DEPOIS Passivo Circulante Passivo não Circulante
  9. 9. ANTES Capital Social Reserva de Capitais Reserva de reavaliação Reserva de lucros Lucros ou prejuízos acumulados DEPOIS Capital Social Reserva de Capitais Ajuste de avaliação patrimonial Reserva de lucros Ações em tesouraria Lucros ou prejuízos acumulados
  10. 12. CCR_Relatório_Anual_2004.pdf
  11. 13. CCR_Relatório_Anual_2010.pdf
  12. 14. Avanço do País Parâmetros Internacionais Transparência Melhor compreensão dos Resultados das Companhias Estudar – Implementar – Vivenciar - Transformar
  13. 15. <ul><li>CARLIN, EVERSON LUIZ BREDA. Normas nacionais e internacionais de contabilidade – Comentadas de forma resumida e comparadas com os CPCs e IFRS – De acordo com as Leis 11.638/07 e 11.941/09./ Everson Luiz Breda Carlin, Wilson Alberto Zappa Hoog. / 2ª Edição./ Curitiba: Juruá, 2011; </li></ul><ul><li>Manual de Contabilidade Societária / SÉRGIO DE IUDÍCIBUS...[et.al]--São Paulo: Atlas, 2010. Outros Autores: Eliseu Martins, Ernesto Rubens Gelbcke, Ariovaldo dos Santos FIPECAFI – Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, FEA/USP; </li></ul><ul><li>Comentários às novas regras contábeis brasileiras / OSMAR REIS AZEVEDO. – 1. Ed. – São Paulo : IOB, 2008. </li></ul>

×