Conforme definição do Instituto Brasileiro de Museus:"Os museus são casas que guardam e apresentamsonhos, sentimentos, pen...
O professor: mediador!organizador, estimulador, questionador...A escola: como ponto de partida!Abrindo portas, para umaedu...
Uma visita com alunos do 2º e 3º ano (EJA) ao MCB –Museu da Casa Brasileira:1- O passeio ao museu da Casa Brasileira, foi ...
3- No passeio ao Museu da Casa Brasileira, aprendi a não julgar o“livro pela capa”, pois quando falamos em museu, junto co...
Referências Bibliográficas :BARBOSA, Ana Mae (org.) Inquietações e mudanças no ensino da Arte, SãoPaulo, Cortez, 2008;BOUR...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação dos alunos

977 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação dos alunos

  1. 1. Conforme definição do Instituto Brasileiro de Museus:"Os museus são casas que guardam e apresentamsonhos, sentimentos, pensamentos e intuições que ganham corpoatravés de imagens, cores, sons e formas. Os museus sãopontes, portas e janelas que ligam e desligammundos, tempos, culturas e pessoas diferentes. Os museus sãoconceitos e práticas em metamorfose.“
  2. 2. O professor: mediador!organizador, estimulador, questionador...A escola: como ponto de partida!Abrindo portas, para umaeducação além de seus muros.O Aluno: como protagonistano processo do ensino eaprendizagem.O Museu: Não mais visto como local de guardarcoisas velhas, mas como um local privilegiadode experimentação e conhecimento ajudando naconstrução de identidade.
  3. 3. Uma visita com alunos do 2º e 3º ano (EJA) ao MCB –Museu da Casa Brasileira:1- O passeio ao museu da Casa Brasileira, foi algo muito importante, pois resgatou emmim um sonho já esquecido: o sonho de estudar Historia. Voltei de lá com novaesperança e uma vontade de realizar meu sonho. Contemplei e ouvi muitas coisasque nunca havia visto ou ouvido, foi uma experiência diferente para mim. Estoumuito feliz! (Tiovarlina Neto, 3ºTB , 43 anos )2- Eu nunca tinha visitado um museu, foi maravilhoso! Fui com pessoas bacanas, asguias foram muito gentiz, fui bem recepcionada. Vi coisa do tempo da minhaavo, tendo boas recordações, lembrou-me da minha infância e eu só posso agradecerminha professora por esta oportunidade que ela me proporcionou. (RozianaFernandes, 3ºTB, 36 anos)
  4. 4. 3- No passeio ao Museu da Casa Brasileira, aprendi a não julgar o“livro pela capa”, pois quando falamos em museu, junto com apalavra vem o tédio. E graças à oportunidade cedida por minhaprofessora de Artes, Elisabete, pude mudar totalmente o meuconceito. Lá, vi muitas coisas interessantes, coisas legais... emais ainda do que os objetos, tem a história de cada um. Comoforam feitos, quem fez, de onde veio e muito mais. Tivemos achance de viajar para todas as partes do Brasil, sem sair dolugar. Aprendemos um pouco de cada região. Gostei tanto queno domingo da mesma semana, voltei lá para ouvir moda deviola e outras atrações. O jardim é muito lindo e desperta odesejo de conhecer outros lugares, como o MASP, Pinacoteca,Museu do Ipiranga e por aí vai. Agradeço o passeio, que foimaravilhoso. (Adão Teixeira de Queiroz, 2º TA, 14/06/2012)
  5. 5. Referências Bibliográficas :BARBOSA, Ana Mae (org.) Inquietações e mudanças no ensino da Arte, SãoPaulo, Cortez, 2008;BOURDIEU, Pierre; DARBEL, Alain. O amor pela arte: os museus de artena Europa e seu público, 2003;SUANO, Marlene. O que é museu. São Paulo: Brasiliense, 1986.Observamos que realmente uma visita ao museu fazdiferenças, deixando marcas tanto para nós como educadores e comopessoa, e aos nossos alunos, marcas estas que carregamos por todanossa vida. Sentimos isso nos depoimentos. Realmente a mediaçãocultural tem o poder de transformação. Assim, o museutransformando nossos alunos em consumidores de arte críticos. Nãosomente para a arte de ontem e de hoje, mas ajudando na construçãode um futuro melhor.Eis um desafio! Então, vamos repensar nossas práticas pedagógicas?

×