Hora do conto

2.229 visualizações

Publicada em

ggg

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Hora do conto

  1. 1. Chega setembro e começam as aulas. Com elas as histórias e a Hora do Conto para os mais novos encantar … Querem dar uma espreitadela? AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PADRE BENJAMIM SALGADO BIBLIOTECAS ESCOLARES 1º CICLO
  2. 2.  Para o ensino pré-escolar de Agra Maior, Boca do Monte e Joane, estes momentos mágicos trouxeram: Beijinhos, beijinhos, O Gato Felini e a caixa dos sonhos, e A Flor Rosalina …
  3. 3.  E alguns dos nossos artistas ficaram tão inspirados com os miaus que, com a ajuda da educadora, criaram o gato Felini e a sua Caixa!!...
  4. 4.  A Flor Rosalina levou todos a um baile mágico, no seu colorido jardim. Quem foi com ela viu-o assim …
  5. 5.  … encantado, onde tudo é: alegria, amizade, beleza, cor e perfume!…
  6. 6.
  7. 7.  E, se está provado pelos cientistas que, o ar livre faz bem à visão, fizemos uma Hora do Conto no jardim da escola, em Agra Maior. E como estavam todos atentos … !…
  8. 8.  Na hora em que o Príncipe Feliz chegou às escolas, foi uma emoção! - Joane
  9. 9.
  10. 10.
  11. 11.  O Príncipe Feliz
  12. 12.  Sabem porquê? Perguntem aos alunos do 4º ano do agrupamento: Pousada de Saramagos,
  13. 13.  … Estalagem, …
  14. 14.  Mas o conto mais engraçado do mês foi: O João Pateta!
  15. 15.  E quem não se lembra “do preço mais elevado”?!?!...
  16. 16.  … E a história da manteiga no chapéu???...
  17. 17. João Pateta O João Pateta não aguentava ver a mãe triste. Então, para pôr a mãe feliz, foi à feira e comprou uma foice, umas agulhas e um pacote de manteiga mas, desta vez, fez tudo como devia de ser. A mãe ficou orgulhosa mas não o suficiente, porque não tinha dinheiro. O João Pateta pensou como é que haveria de a alegrar. E teve uma ideia!! Foi para o seu quarto e encheu uma caixa de brinquedos de que não precisava e vendeu-os. No fim, ganhou dez mil cruzados. A partir desse dia passou a chamar-se só João … Joana Barbosa Leite, EBJ 10
  18. 18. João Pateta Numa aldeia pequena vivia uma viúva que tinha um filho que se chamava João Pateta. Um dia a mãe do João pediu-lhe que fosse à feira comprar uma foice. No caminho, e porque andava com ela à roda, matou uma ovelha. Na semana seguinte havia feira outra vez e, a mãe pediu-lhe para ir comprar agulhas para coser as calças e as meias. O João pôs as agulhas no meio da palha e, quando a mãe soube, ficou desesperada!! Num dia de muito calor, o João foi comprar manteiga. Então guardou a manteiga no chapéu e, pô-lo na cabeça. Como estava muito calor, a manteiga derreteu e ele chegou a casa todo gorduroso. A mãe pô-lo de castigo a limpar a capoeira, a coelheira, …, durante quinze dias. No fim do castigo, a mãe do João pediu-lhe para ir vender duas galinhas mas, para só aceitar a segunda oferta. Um freguês chegou à beira dele e disse-lhe que dava seis tostões pelas galinhas. O João disse que a mãe disse para só aceitar a segunda oferta. Então disse que lhe dava um tostão e, o João aceitou!! Na semana seguinte a mãe mandou-o vender um carneiro mas, só pelo preço mais elevado! Um cliente ofereceu-lhe quatro mil reis pelo animal, mas um rapaz subiu a uma escada e ofereceu-lhe dez tostões. O João pensou e verificou que era menos dinheiro. O rapaz explicou- lhe, então, que como estava num sítio mais elevado, a sua proposta era a melhor. João pensou que ele tinha razão e aceitou!!!.... Como estava a ser sempre enganado, a mãe não lhe fez mais nenhum pedido e deixou de fazer compras na feira. Mariana Gonçalves Oliveira, EBJ 10
  19. 19. João Pateta João Pateta era filho de uma pobre viúva muito simples. O pessoal lá da aldeia, na brincadeira, chamava-lhe João Pateta. Um dia a mãe do João mandou-o à feira comprar uma foice. Ele começou a andar com ela à roda e feriu uma ovelha, matando-a. A mãe resmungou ao João dizendo-lhe que a foice era para meter num dos carros de palha dos vizinhos. O João pediu-lhe desculpa e disse que não voltaria a acontecer o mesmo. Na semana seguinte, a mãe mandou-o comprar agulhas, pedindo-lhe que as não perdesse. Voltando a casa, a mãe perguntou-lhe pelas agulhas e ele respondeu que estavam num lugar seguro, pois tinha-as colocado no carro do vizinho, carregado de palha. A mãe ralhou com ele, pois deveria ter posto as agulhas presas no chapéu. Na semana seguinte, a mãe mandou o João à feira vender galinhas mas, disse-lhe para não as vender logo pelo primeiro preço. Então, ele recusou o primeiro preço que eram seis tostões, por um cruzado. Depois disso, foi proibido de vender fosse o que fosse. Mais tarde, a mãe quis fazer mais uma tentativa e pediu-lhe que fosse vender um carneiro; mas, aconselhou-o a vendê-lo pelo preço mais alto. Mesmo assim ele foi enganado por um homem que trepou a uma escada. O João Pateta nunca mais comprou nem vendeu mais nada. Lara Cunha Ribeiro, EBJ 10
  20. 20.  E quando o Grufalão chegou às escolas?!? A Agra Maior, no 2º ano …
  21. 21.  … a Pousada de Saramagos … Mas estes meninos retrataram-no muito bem:
  22. 22. Hora do Conto “O Grufalão” em Pousada de Saramagos No dia 7 de outubro, a professora Teresa Lobo veio contar-nos uma história muito divertida e medonha, a história do “Grufalão”. Ficamos a conhecer muitas palavras novas e os seus significados que nos permitiu fazer a descrição física do Grufalão. Cada um de nós desenhou o seu Grufalão que de todos os bichos era o mais comilão. Gostamos muito da história e de conhecer todas as suas personagens, principalmente o Grufalão. 2º ano Turma: 2mat03
  23. 23.
  24. 24.  Boca do Monte – 2º ano
  25. 25.  Mas A Ovelha Preta é que foi uma ternura para os 1º anos …
  26. 26.  Aliás, vê-se; com o trabalho dos alunos de Boca do Monte – 1º ano …
  27. 27.  E com que atenção escutaram a história em B. Monte e Pousada ...
  28. 28.  Até à próxima visita da HORA DO CONTO!!! Prof. Teresa Lobo E foram estas as histórias apresentadas durante os meses de setembro e outubro: Pré escolar- Beijinhos, Beijinhos; O gato Felini; A Flor Rosalina 1º ano – A ovelha preta 2º ano – O Grufalão 3º ano – O João Pateta 4º ano – O Príncipe Feliz

×