205447

294 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

205447

  1. 1. Quarta-feira 3 .9 .2014 l Segundo Caderno l O GLOBO l 3 | Gente Boa | CLEO GUIMARÃES genteboa@oglobo.com.br COM MARIA FORTUNA, FERNANDA PONTES. THAMINE LETA E GUILHERME SCARPA E a China, hein? Mais de 50 mil pessoas já se cadastraram para trabalhar como voluntários nas Olimpíadas Rio 2016, e a grande surpresa vem do interesse de chineses em participar do evento: depois do Brasil, a China, com 2.921 interessados, é o país com maior número de inscritos. Ganha dos Estados Unidos, o terceiro nesta lista, com 2.498. Brasileiros são 31.300. Há representantes de 151 países diferentes. Belmondo in Rio Quem chega ao Rio nos próximos dias é o ator Jean-Paul Belmondo. Figura emblemática da Nouvelle Vague e muso de Truffaut e Godard, ele vai revisitar locações do filme “L’homme de Rio”, rodado em 1963. As cenas farão parte do documentário “Belmondo par Belmondo”, em que o ator será entrevistado pelo filho, Paul. Fábrica de salsichas Não deve acabar muito tarde a apresentação do DJ americano Steve Aoki, sábado, na Marina. É que ele vai tocar em outro lugar na mesma noite. E o lugar é longe: Santa Catarina. Para evitar atrasos, a boate onde ele vai se apresentar alugou um jatinho particular para o DJ, considerado um dos melhores do mundo. Telhado fofo Um mistério tem intrigado funcionários da Biblioteca Nacional. Operários realizavam uma obra no telhado, quando perceberam que todas as telhas originais do prédio são decoradas com... corações. Em cada uma delas há um coraçãozinho em alto relevo, bem na extremidade. Telhado fofo/2 A descoberta impressionou até a chefe de gabinete da biblioteca, Angela Fatorelli: “Sabemos que as telhas são francesas e datam do início do século passado. Mas a origem dos corações... ainda estamos tentando descobrir”, diz. Mundo gay O Grindr, aplicativo com mais de 1,4 milhão de usuários gays no mundo inteiro— só no Brasil são mais de meio milhão de rapazes— vai promover neste sábado sua primeira festa no Rio. Será uma pool party para mais de mil pessoas no La Isla, na Barra. BELEZA CARIOCA É COM ELE Mario Testino passa o fim de semana no Rio fotografando modelos que conheceu no calçadão do Posto 8, em Ipanema O DUELO ENTRE TAXISTAS E MOTOBOYS ‘Vai que cola’ brinca com rixa dos profissionais do trânsito Dona Déia, mãe de Paulo Gustavo, foi o centro das atenções na noite de anteontem, na HSBC Arena, onde é gravado o programa “Vai que cola”, do Multishow. l Inspiração para a protagonista de “Minha mãe é uma peça”, ela contava, nos bastidores, que já deu “uns cacetes” no filho e que não é “mãe de miss”. “Amo o tra-balho dos outros, não só do Pau-lo. Mas sou muito crítica. Nossa família não é melosa, sou amiga dos meus filhos”. l Tatá Werneck e Marcelo Mé-dici são novidades no progra-ma. “Ela vai fazer uma taxista e ele, um motoboy. Existe uma ri-xa entre essas duas profissões e isso pode ser bem engraçado”, contava João Fonseca, que assi-na a direção do sitcom ao lado de César Rodrigues. Joel Santa-na, o técnico de futebol com in-glês macarrônico, faz uma par-ticipação especial. FOTOS DE JULIANA COUTINHO/DIVULGAÇÃO Beijo e tchau. Paulo Gustavo, acima, ganha uma bicota do diretor César Rodrigues; ao lado, Dona Déia, mãe de Paulo, e a atriz Diana Bouth Unicórnio no motel da Barra REPRODUÇÃO A cor mais quente. Uma das fotos de Monica Monica Barki é a protagonista de uma série de fotos feitas em motéis da cidade, como na imagem acima. A “mulher-unicórnio” foi clicada no Motel Toy, na rua dos motéis, na Barra, e faz parte da mostra “Desejo”, que abre amanhã, na galeria TAC, no Shopping da Gávea. “O unicórnio é um ser mágico e dócil, mas também selvagem e de difícil dominação”, diz Monica, que em sua primeira individual, aos 19 anos, expôs “O banquete”. Era uma pintura em que ela aparecia nua, servida em uma mesa de jantar. Ninguém entendeu nada Por falar em nudez, um homem totalmente pelado passou correndo pela praça São Salvador, em Laranjeiras, na noite de sábado. O inusitado da cena aumentou ainda mais quando ele... abraçou um poste. Depois saiu andando pela Rua Esteves Junior, como se nada tivesse acontecido. Rio $urreal Os aluguéis surreais da Zona Sul fizeram mais uma vítima. A Boulangerie Guerin fechou as portas de duas de suas três lojas: Leblon e Jardim Botânico. “Mesmo com uma boa frequência, o faturamento nas filiais não cobria gastos com aluguel, tributações e a contratação de mão de obra especializada na produção”, afirma o chef Dominique Guerin. A loja de Copacabana continua firme e forte. São Conrado de Constance A igreja de São Conrado ganhou do Governo da Suíça uma relíquia do santo. Chega ao Rio em outubro parte dos restos mortais de São Conrado de Constance, que usou sua fortuna pessoal para construir e renovar igrejas, e deu todo o restante para os pobres. O material vai ficar exposto na paróquia e deve virar ponto de veneração. A igreja do Rio é a única fora da Suíça que o homenageia. Rolex no Vidigal Da sofisticada Andrea Fasanello, diretora da escola de moda Casa Geração Vidigal: “Não tenho medo de usar Rolex na comunidade. O perigo mesmo é andar grifada por Ipanema.” U Curtinhas A peça “A verdadeira história de Alessandra Colasanti” estreia sexta, no Espaço SESC. Reinaldo acaba de lançar o livro “A arte de zoar” pela editora Objetiva. Léo Marçal convida para a coroação de Claudia Leitte como Rainha da Bateria da Mocidade, neste sábado. Copa Green acontece de sábado até o dia 14 de setembro, no Museu da República. Jack Vartanian lança linha de joias mascu-linas, hoje, no Fashion Mall. Pedro Cabrita Reis abre exposição “Alguns nomes”, sábado, 13h, na Mul.ti.plo. Ramon Brugada participa de debate na Sociedade de Cardiologia do Rio de Janeiro. Cela Luz expõe na Feira Artigo Rio, no Armazém 6 do Porto do Rio. No calçadão, foi apresentado a algumas modelos new face (tecla SAP: em início de carreira), e es-colheu três rapazes e sete moças (“lindas, com rostos maravilho-sos”) para um ensaio, na agência 40 Graus, de Sergio Mattos. O sty-ling foi de Felipe Veloso. l A maioria das fotos foi feita à la Testino mesmo: sem maquia-gem alguma. “Ele gosta dessa coisa fresh, é a marca do Mario”, diz Sergio. No dia seguinte, cli-cou Yasmin Brunet e Evandro Soldatti, além de homens lin-dos e fortes para a sua série “To-alhas”. Tomou uma água de co-co, deu um rolé pelo calçadão, e foi para o aeroporto. Partiu. Mario Testino voltou ao Rio para fazer o que mais gosta quando vem aqui: ir à praia, badalar, e descobrir gente bonita para fo-tografar. Ele chegou no sábado, vindo de São Paulo, onde foi dar um confere na abertura de sua exposição, “In your face”. l Lá encontrou-se com várias de suas fotografadas, como a atriz Débora Nascimento, que no ano passado posou para ele nua em pelo ao lado do namorado, José Loreto. Testino passou rapidi-nho por São Paulo. No dia se-guinte já estava onde mais gosta: na praia. Mais especificamente, no Posto 8, em Ipanema. FOTOS DE SERGIO MATTOS Luz do sol. Mario Testino, entre as modelos Luiza Frujuelli e Taynara Resende, no calçadão do Posto 8: três dias no Rio Ela. Débora Nascimento, que posou nua para Testino, o encontrou em SP Organizadores da festa Jazz me Up testaram a honestidade dos cariocas. Colocaram isopor com cerveja ao lado de uma caixa para que o comprador deixasse ali o pagamento. O resultado surpreendeu: tinha mais dinheiro do que o valor cobrado. “Além de honestos, foram generosos. Em tempos de eleição, acho que devemos valorizar o melhor do brasileiro”, diz o produtor Rafael Duarte. DIVULGAÇÃO Cariocas são honestos, sim aCorreção Diferentemente do que foi pu-blicado na agenda da página de artes visuais do Segundo Ca-derno, anteontem, a participa-ção do crítico Ronaldo Brito na série Conversas na Galeria, do Instituto Moreira Salles (3284- 7400), acontece hoje, às 17h. EXPEDIENTE l EDITORA: FÁTIMA SÁ fatima.sa@oglobo.com.br l EDITORES ASSISTENTES: BERNARDO ARAUJO bbaraujo@oglobo.com.br, CRISTINA FIBE cristina.fibe@oglobo.com.br, EDUARDO FRADKIN fradkin@oglobo.com.br, EDUARDO RODRIGUES earodrigues@oglobo.com.br, HELENA ARAGÃO helena.aragao@oglobo.com.br l DIAGRAMAÇÃO: IGOR MACHADO, MARCIO COUTINHO E MARIANA MORGADO l TELEFONES: REDAÇÃO: 2534-5703 l PUBLICIDADE: 2534-4310 publicidade@oglobo.com.br l CORRESPONDÊNCIA: Rua Irineu Marinnho 35, 2º andar. CEP: 20233-900 BIBLIOTECA NACIONAL DIVULGA SEUS PREMIADOS Marcelino Freire (romance), Bernardo Kucinski (contos) e Samarone Lima (poesia) são os principais laureados Oromance “Nossos ossos” (Record), de Marcelino Freire, o livro de contos “Vo-cê vai voltar para mim” (Cosac Naify), de Bernardo Kucinski, e o volume de poesias “O aquário desenterrado” (Confraria do Vento), de Samarone Lima, estão entre os vencedores do Prêmio Literário da Biblioteca Nacional deste ano. O resultado da premiação deve ser publi-cado hoje no Diário Oficial da União. Quatro dos nove vencedores são da editora paulistana Cosac Naify. Além de Kucinski, ven-ceram “Eduardo Coutinho”, de Milton Ohata, como ensaio social; “Pelo Nariz”, de Arthur Nes-trovski, como literatura infantil; e “Esopo — Fá-bulas completas”, pelo projeto gráfico de Flávia Castanheira. DE R$ 12.500 PARA R$ 30 MIL Na categoria ensaio literário venceu “Frestas — A teorização em um país periférico” (coedi-ção da Contraponto e da PUC-Rio). Marcelo Backes levou o troféu de tradução por “Micha-el Kohlhaas” (Record), de Heinrich von Kleist. E a vencedora da categoria literatura juvenil foi Daniella Bauer, pelo livro “Morada das lembranças” (Biruta). Neste ano, o prêmio em dinheiro para os laureados mais que dobrou de valor em rela-ção a 2013. Ele saltou de R$ 12.500 para R$ 30 mil para cada categoria. l FELIPE HANOWER/31-7-2014 Contos. Bernardo Kucinski venceu com “Você vai voltar para mim”

×