02
Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013
WWW.MAIA2013.PT
editorial
Hernâni Ribeiro
Diretor de Campanha
Este é o primeiro númer...
03
JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia
SEMPRE
PELA MAIA
www.maia2013.pt
MENSAGEM DO
cANDIDATO
«Trabalho par...
04
Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013
WWW.MAIA2013.PT
APRESENTAÇÃO
PÚBLICA
DA CANDIDATURA
«Como candidato a presidente da C...
mas sim um investimento no futuro.
No futuro dos nossos jovens que é
mesmo que dizer no futuro da nossa
Pátria», assegurou...
06
Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013
WWW.MAIA2013.PT
UMA ASSEMBLEIA
SOLIDáRIA.
SEMPRE PELA MAIA.
SEMPRE POR SI.
Luciano da...
reforma. O PSD e o CDS ficaram
sozinhos na construção desta
solução. Hoje é óbvio para todos,
que fizemos o melhor para o co...
08
Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013
WWW.MAIA2013.PT
Sempre Pela Maia
Estimado Munícipe,
É com enorme satisfação e elevado...
09
JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia
SEMPRE
PELA MAIA
www.maia2013.pt
António Fernando Gomes de Oliveira ...
10
Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013
WWW.MAIA2013.PT
águas santas • Carlos Vieira
Castelo da Maia • Manuel Moreira Azenha
...
11
JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia
SEMPRE
PELA MAIA
www.maia2013.pt
Moreira • Farinha Bastos
nogueira e...
12 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013
WWW.MAIA2013.PT
Momentos Sempre Pela Maia
Bragança Fernandes, um candidato
sempre pre...
Nº 1 Jornal de Campanha da Candidatura Sempre Pela Maia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nº 1 Jornal de Campanha da Candidatura Sempre Pela Maia

1.549 visualizações

Publicada em

Esta é a primeira edição do Jornal de Campanha da candidatura aos órgãos autárquicos do concelho da Maia da coligação SEMPRE PELA MAIA PPD/PSD.CDS-PP.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.549
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nº 1 Jornal de Campanha da Candidatura Sempre Pela Maia

  1. 1. 02 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013 WWW.MAIA2013.PT editorial Hernâni Ribeiro Diretor de Campanha Este é o primeiro número do jornal de campanha da candidatura Sempre Pela Maia aos órgãos autárquicos do concelho da Maia, nas eleições do próximo dia 29 de setembro. Pretendemos que este seja um espaço de informação e esclareci- mento sobre as ideias, as ações e as pessoas que integram esta can- didatura que visa continuar a fazer da Maia um território de referência. Esta campanha assenta em dois pressupostos: o primeiro, respeitar, com responsabilidade, o ambiente de crise e as limitações financeiras que caraterizam os dias de hoje, reduzindo drasticamente os gastos em relação a campanhas anteriores; o segundo pressuposto, passa por realizar uma campanha coerente com o trabalho que foi desenvolvido pelo atual executivo camarário, trabalho assente na consolidação das contas públicas, na avaliação criteriosa dos investimentos a fazer e na capacidade de levar a efeito projetos que colocam a Maia na lista dos casos paradigmáticos de desenvolvimento e de qualidade de vida. Será uma campanha onde apostaremos seriamente nos meios digitais de informação e comuni- cação com vista a passar a nossa mensagem e a partilharmos as nossas ideias e os nossos projetos e será, sobretudo, uma campanha de proximidade com as pessoas, privilegiando o contacto direto com as populações, como, aliás, tem sido a matriz da ação do atual presidente da Câmara Municipal e do seu executivo. Sempre Pela Maia! MENSAGEM António Sousa e Silva Mandatário da Candidatura Caro(a) Maiato(a), Foi com enorme júbilo que recebi e aceitei, uma vez mais, o convite que me foi endereçado pelo Eng. Bragança Fernandes, para ser o Mandatário da Candidatura do PSD-CDS/PP aos órgãos autárquicos, nas próximas eleições de 29 de setembro. Não poderia deixar de responder afirmativamente a este desafio que muito me orgulha e no qual porei toda a minha determinação e empenho. A candidatura «Sempre Pela Maia» reveste-se de Credibilidade, Sus- tentabilidade e Verdade, valores personificados pelo Eng. Bragança Fernandes e patentes no admirável trabalho que tem feito no comando dos destinos da Câmara Municipal. Um autarca que, em contexto de crise económico-social, demonstrou uma enorme capacidade de lide- rança, ao fazer com que a Maia continuasse na senda do desen- volvimento equilibrado e susten- tável e se firmasse como um dos melhores Concelhos do País para viver e trabalhar. Considero que esta candidatura é a melhor opção para que a nossa Maia continue a trilhar o caminho do progresso, porque é uma coli- gação com a Maia e com os Maiatos. Os candidatos aos vários órgãos são os mais competentes, pois concretizam um projeto político que assenta na “luta” pela Terra e pelas Gentes da Maia. A candidatura do PSD-CDS/PP representa a continuidade e a con- solidação de um projeto que mudou radicalmente a realidade do Concelho e é portadora de uma dinâmica imparável de vitória, que vai persistir na sedução da maioria absoluta dos eleitores Maiatos. Pela minha parte darei o meu melhor para que isso seja possível. Também eu sou «Sempre Pela Maia»! Agenda Inauguração da Sede de Campanha Temos o prazer de o(a) convidar para a abertura oficial da Sede de Campanha da coligação "SEMPRE PELA MAIA" que terá lugar sexta feira, dia 30 de agosto, pelas 18h30, na Rua Padre António à Praça Dr. José Vieira de Carvalho.
  2. 2. 03 JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia SEMPRE PELA MAIA www.maia2013.pt MENSAGEM DO cANDIDATO «Trabalho para desenvolver uma relação de confiança, de proximidade e de amizade com todos os maiatos» Estimado(a) Munícipe, É com enorme satisfação e elevado sentido de responsabilidade que lhe anuncio que serei recandidato a Presidente da Câmara Municipal da Maia. Sei bem que a profunda crise do País tem afetado as nossas famílias de uma forma excecional e que é meu dever estar ao lado de todos os maiatos, especialmente dos que mais necessitam, para, em conjunto, enfrentarmos os enormes desafios que estes tempos dificílimos nos colocam. A nossa Maia atingiu um nível de desenvolvimento, ilustrado em múltiplos indicadores, que faz com que sejamos um Município de referência em Portugal. Este per- curso direcionado para a qualidade de vida só foi possível graças à ação que a Câmara Municipal desenvolveu em estreita colaboração com todos os munícipes, instituições e empre- sas do Concelho. Este percurso não pode ser atalhado ou desviado por aventureirismos políticos. Decidi recandidatar-me porque en- tendo que a nossa ação política no último mandato foi profundamente assertiva no equilíbrio das contas públicas e permitiu a realização de um investimento sustentável nas pessoas. Somos, também nesta matéria, um exemplo para os mu- nicípios e para o País. Conseguimos reduzir substancialmente o endivi- damento municipal e, simultanea- mente, reforçar fortemente o investimento na Educação das nos- sas crianças e na proteção aos mais desfavorecidos, valorizando sempre e primeiro as pessoas. Entendo que, nos próximos quatro anos de mandato autárquico, deve- mos reforçar o nosso investimento nas pessoas, nos maiatos. Importa consolidar a nossa fortíssima aposta na Educação e reforçar as nossas políticas de coesão social. Importa, ainda, focar toda a nossa energia na captação e proteção de investi- mento gerador de emprego, imple- mentando uma pioneira política fiscal de fomento empresarial aliada à afetação do nosso vasto património imobiliário a grandes projetos empresariais. As demais áreas de intervenção mu- nicipal serão, também, objeto das nossas preocupações, mas estou convicto de que ao centrar a nossa ação nestas prioridades estamos a dar a melhor resposta aos anseios e às expectativas da maioria dos mai- atos, bem como a contribuir da melhor forma para a alavancagem da nossa economia. Trabalho para desenvolver uma re- lação de confiança, de proximidade e de amizade com todos os maiatos e acompanho de muito perto todas as organizações e as dinâmicas da nossa comunidade. Só assim sei fazer política e só assim é que fazer política faz sentido para mim. Sempre por si. Sempre pela Maia. Um abraço amigo António Gonçalves Bragança Fernandes
  3. 3. 04 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013 WWW.MAIA2013.PT APRESENTAÇÃO PÚBLICA DA CANDIDATURA «Como candidato a presidente da Câ- mara Municipal as minhas propostas e os meus compromissos para com os Maiatos correspondem aquilo que eu entendo como sendo as mais jus- tas expectativas do Povo da Maia. Pretendo, com esta candidatura, prosseguir com a valorização das pessoas através da criação de uma sociedade mais humana, mais justa, mais solidária e, sobretudo, mais con- fiante num futuro que se adivinha difícil. Este é, claramente, um com- promisso dirigido às Pessoas», disse Bragança Fernandes na apresentação da sua candidatura pela coligação PSD-CDS/PP «Sempre Pela Maia», numa cerimónia que encheu o Parque Central da Maia, no dia 30 de junho. No seu discurso de apresentação, An- tónio Bragança Fernandes realçou a assertividade da sua gestão autárquica. «Há oito anos o nosso lema de campanha para o Concelho foi "Maia, em Primeiro lugar a Pes- soas". Desde então que não nos desviámos nunca daquele objetivo. Estamos sempre perto das Pessoas, dos seus anseios, das suas necessi- dades e dos seus sonhos. A atual re- alidade do País veio dar-me razão. Nunca em tempo algum se falou tanto na importância da valorização do ser humano como hoje se fala». O autarca afirmou conhecer «bem» as dificuldades do País e dos Municí- pios, «mas, consciente da qualidade das nossas propostas, encaro o fu- turo, sem receios, e com a certeza que atingiremos os nossos objetivos, em prol de todos os Maiatos». «Continuarei a conduzir a Maia como sempre o fiz. Sempre com um passo à frente e, sobretudo, com um olhar atento para o futuro que é de todos. Um futuro onde a educação, a pro- teção social e o apoio ao tecido em- presarial, como forma de gerar emprego, constituam o paradigma de um mundo melhor», acrescentou. Bragança Fernandes firmou ainda o propósito da sua candidatura. «É uma candidatura mais forte do que nunca, mais coesa, com ideias cimentadas pela experiência, com políticas próprias do mundo, dos tempos de hoje e com estratégias viradas para o futuro. Uma candidatura unida num só compromisso e voltada para uma direção que a ninguém deixará dúvi- das. Direção essa que será continuar o trabalho realizado até aqui e fazer da Maia um Concelho ainda mais forte, através de uma política humanista e de grande proximidade com as pessoas. Este é o compro- misso que assumo perante os cidadãos da Maia, esta é a razão da minha candidatura». «Prometemos e cumprimos» Numa política de «antecipação dos "paradigmas" do Poder Local», Bragança Fernandes sublinhou a «intensa dedi- cação à vertente social» desenvolvida nos últimos quatro anos. «Prometemos e cumprimos apoiando os idosos, as famílias mais carenci- adas, as crianças e os nossos jovens. Prometemos e cumprimos desenvol- vendo e aplicando políticas setoriais na ação social, na educação, na cul- tura, no desporto, no ambiente e na juventude que tiveram como objetivo principal: a inclusão. Prometemos e cumprimos que todos, sem exceção, usufruíssem do melhor que a Maia tem para dar», disse. Simultaneamente, referiu, a Câmara Municipal da Maia procedeu a uma «profunda reforma dos serviços mu- nicipais, aligeirando substancialmente o peso da respetiva estrutura, certifi- cando-a quase na sua totalidade e tornando-a mais apta e mais efi- ciente»; reduziu a dívida Municipal «em cerca de 60 Milhões de Euros nos últimos cinco anos, criando assim condições para uma governação capaz de dar respostas concretas às dificuldades dos cidadãos»; aligeirou a carga fiscal dos munícipes, «prati- cando uma política diferenciada que teve em conta os agregados famili- ares com mais dificuldades, no que diz respeito a taxas e impostos rela- cionados com a propriedade e com a prestação de serviços». «Fizemos da Câmara Municipal uma espécie de almofada ao serviço dos Munícipes que atenuou o impacto da crise e das medidas que foram tomadas pelo Governo (…) Hoje podemos dizer que é "muito bom viver na Maia" mas também podemos dizer, com justiça e realismo que "é bom investir na Maia"», frisou. Educação Definida como «um dos principais pi- lares da ação municipal, como forma de promover a igualdade de oportu- nidades», a Educação é encarada por Bragança Fernandes como um «in- vestimento no futuro». «Os mais de 25 Milhões de Euros in- vestidos na modernização das nossas Escolas não são para mim um custo
  4. 4. mas sim um investimento no futuro. No futuro dos nossos jovens que é mesmo que dizer no futuro da nossa Pátria», assegurou. Proteção Social António Bragança Fernandes desta- cou a Proteção Social dos mais desfa- vorecidos como o segundo pilar estratégico «em que assentou e as- sentará a ação municipal». O autarca considerou «absoluta- mente vitais» a aposta desenvolvida na Ação Social e na capacidade de resposta à emergência social. «O apoio à terceira idade, aos portadores de deficiência, e às crianças é uma imagem de marca da Maia», asse- gurou. Foram as políticas sociais im- plementadas pela autarquia que permitiram que a Maia fosse classifi- cada pela Organização Mundial de Saúde como Cidade Amiga das Pes- soas Idosas. Encaradas como «parceiros funda- mentais para o equilíbrio social do Concelho», também as instituições sem fins lucrativos têm merecido o «apoio e os incentivos» dados pela Câmara Municipal às respetivas ativi- dades e projetos. No desporto, Bragança Fernandes distinguiu as mais de 80 infraestru- turas desportivas municipais, ocu- padas diariamente por 13 mil pessoas, das quais cinco mil são crianças e jovens, como sendo «bem demonstrativas da importância» con- cedida nesta área. Neste âmbito, foi atribuido à Maia, uns dias depois, o Título de Cidade Europeia do Des- porto 2014. Na cultura, as coletividades e os agentes culturais do Concelho inte- gram uma política municipal de fo- mento da cultura a preços sociais, «para que a ela todos tenham acesso, porque uma sociedade sem cultura é uma sociedade estéril», disse. O candidato realçou ainda o trabalho feito na saúde e em termos ambien- tais. «Na saúde soubemos criar as condições necessárias a um bom de- sempenho, cedendo terrenos e edifí- cios. Hoje, na Maia, a esmagadora maioria da população tem médico de família em Unidades de Saúde ade- quadas e modernas. No ambiente somos dos Concelhos do País com maior área verde por habitante. In- vestimos em Parques Urbanos e Es- paços Verdes de proximidade. Promovemos a sensibilização para a separação dos resíduos domésticos, o que conduziu a Maia a ser o Municí- pio que mais recicla em Portugal. Também por isso, tem sido sucessiva- mente concedido à Maia o Galardão Bandeira Verde ECO XXI pelo recon- hecimento das boas práticas ambien- tais em curso». Fomento empresarial O terceiro pilar em que está assente a estratégia de desenvolvimento do Município, é a promoção de condições favoráveis à instalação de empresas como forma de aumentar o emprego. «Sem demagogias e sem parangonas nos jornais a vender ilusões, temos sabido, de forma discreta mas eficaz, potenciar as mais valias do nosso território e atrair in- vestimento», disse Bragança Fernandes. Segundo os números do INE, a Maia é um dos Concelhos que mais exporta no País com valores superiores a 1000 Milhões de euros anuais. Para tal, assegurou, «muito contribuem as acessibilidades das Zonas Industriais e o planeamento estratégico do Mu- nicípio que potencia a rápida circu- lação de pessoas e bens. Apesar da atual conjuntura recessiva que assola a Europa e o País, na Maia continuam a abrir empresas». Maia em «contra ciclo com o País» «A Maia está numa situação privile- giada face a todos os outros Municí- pios. Não está amarrada a nenhum Programa de Assistência Financeira. Não teve que se endividar para pagar dívidas. Não tem dívidas a curto prazo, e hoje está a pagar a 30 dias aos seus fornecedores, porque sabe gerir com rigor, com eficácia e efi- ciência sem comprometer o investi- mento de proximidade», garantiu o autarca. Neste contexto, e de «forma livre e sem hipotecar o futuro», para os próximos quatro anos à frente da Câ- mara Municipal da Maia, Bragança Fernandes pretende manter as «grandes linhas de ação» que pau- taram os mandatos anteriores. «Con- solidaremos a aposta que fizemos na Educação e reforçaremos as políticas de coesão social. Prosseguiremos com a captação e proteção de inves- timento gerador de emprego, imple- mentando uma pioneira política fiscal de fomento empresarial aliada à afe- tação do nosso vasto património imobiliário a grandes projetos empre- sariais», referiu. O candidato da coligação «Sempre Pela Maia» propõe ainda «aliar a ver- tente humana com a vertente em- preendedora, transformando a Câmara Municipal da Maia na mais importante instituição "facilitadora" do Município». A esse nível, realçou, «procuraremos colocar todos os re- cursos disponíveis ao serviço das Pessoas e, não só desenvolveremos os nossos próprios projetos como apoiaremos todos aqueles que nos forem apresentados e que partilhem dos nossos objetivos». O autarca assumiu que é uma candi- datura de «continuidade» e de «con- solidação». «De continuidade no desejo de manter o Município da Maia entre os melhores do País. De consolidação porque, apesar do equi- librio obtido nas contas do município, continuaremos a fazer uma afetação muito cuidada de todos os recursos». A este respeito, Bragança Fernandes afiançou que deu instruções à sua direção de campanha para que o orçamento para estas eleições autárquicas fosse «de apenas 50 por cento do valor gasto na última cam- panha eleitoral em 2009». Bragança Fernandes: «rosto autárquico da solidariedade em Por- tugal» Quem o disse foi Marco António Costa, vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD, que fez questão de apoiar o «amigo» na sua recandidatura à Câmara Municipal da Maia. Para Marco António, Bragança Fernandes é uma «referência ética, social e política do nosso país» que, «pelas suas características, pela sua atitude, pelo trabalho que tem feito, pelo que conheço dos projetos e daquela que é a sua proximidade com as causas sociais, é sem dúvida o primeiro dos autarcas», dos vários quadrantes políticos, que se desta- cam «pela qualidade de trabalho na área social». «É o rosto autarca em Portugal que mais jus faz à palavra solidariedade na ação política do dia a dia. É o sím- bolo do poder local solidário que existe hoje em Portugal», sublinhou. Opinião partilhada por Virgílio Macedo, presidente da Comissão Política Distrital do PSD, e por Álvaro Castelo Branco, presidente da Comis- são Política Distrital e membro da Comissão Executiva Nacional do CDS/PP. Este último disse mesmo que Bragança Fernandes é «um dos melhores presidentes de câmara deste país» e assegurou que «não poderia estar mais feliz, mais des- cansado e com maior fé relativa- mente ao futuro do concelho da Maia». 05 JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia SEMPRE PELA MAIA www.maia2013.pt
  5. 5. 06 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013 WWW.MAIA2013.PT UMA ASSEMBLEIA SOLIDáRIA. SEMPRE PELA MAIA. SEMPRE POR SI. Luciano da Silva Gomes, candidato à Presidência da Assembleia Municipal da Maia, em entrevista. Porque é que se re- candidata a Presi- dente da Assembleia Municipal da Maia? Sou, de facto, recan- didato a Presidente da Assembleia Municipal da Maia. Apesar de ser o primeiro candidato da lista da coli- gação Sempre Pela Maia, apre- sento-me mais uma vez aos maiatos como candidato a Presidente deste órgão autárquico. Sem- pre deixei bem clara esta minha intensão e os mai- atos sempre deposi- taram em mim a confiança necessária para que tal pudesse ser possível. Tenho muito orgulho em pre- sidir à Assembleia Mu- nicipal há 23 anos e creio que sempre fui um presidente pre- sente e solidário com os maiatos e com as suas instituições. Os momentos difíceis que o país vive e as enormes dificuldades que todos os por- tugueses sentem na sua vida, obrigam a que os autarcas este- jam particularmente atentos e ativos no sentido de encontrar soluções para diminuir essas dificuldades. Creio que o meu conhecimento pro- fundo da realidade do nosso con- celho poderá ser uma importante ajuda na concretização das melho- res políticas municipais para atenuar os efeitos perversos da crise que nos atingiu. Não podia neste mo- mento, em que tantos maiatos vivem com dificuldades, virar costas à minha atividade cívica. Sempre es- tive ao lado do Engº Bragança Fer- nandes e acho que devo continuar a acompanhá-lo neste próximo mandato. O país está farto de expe- riencialismos e a Maia não pode nesta altura embarcar em aven- tureirismos que possam deitar por terra um enorme trabalho autárquico que é um exemplo para o país. Quais foram para si os momentos mais importantes do mandato que agora termina? Terei obviamente que destacar dois aspetos importantíssimos que mar- caram este mandato e uma filosofia que tem conduzido a minha ação na presidência da assembleia munici- pal. O primeiro aspeto será a coragem com que a Assembleia Municipal soube aprovar e apoiar todas as me- didas levadas a cabo pelo executivo municipal no sentido de equilibrar as contas da Câmara. Todo o processo de consolidação de contas e de diminuição da dívida do Município encontraram no grupo parlamentar do PSD na Assembleia Municipal um apoio e um alento que permitiram que esse caminho fosse trilhado sem sobressalto e sem asfixiar nenhum aspeto da vida autárquica. Hoje a Maia é um dos municípios com maior sustentabilidade financeira no país. Tal deve orgulhar todos os mai- atos e todos os seus autarcas. Creio que será justo congratular a Assem- bleia Municipal pela coragem e de- terminação com que tornou essa reestruturação possível. O segundo aspeto prende-se com a forma ímpar com que encarámos a reforma administrativa e autárquica. A Assembleia Municipal da Maia soube produzir uma pronúncia que assentou na intransigente vontade de preservar o maior número de freguesias possível no Município. Tratou-se portanto de uma pronún- cia de contenção de estragos do nosso tecido autárquico na apli- cação da Lei. A pronúncia da As- sembleia Municipal agregou apenas as freguesias que, em caso de não pronúncia, seriam inevitavelmente agregadas. Foi ainda um documento que cumprindo todos os preceitos legais, viu alguma das suas originalidades ser copiadas pela Assembleia da República e transformadas em lei. A questão da sede das novas fregue- sias resultantes de agregações que definimos para o Município foi tor- nada obrigatória para todo o país. Tal facto merece um destaque espe- cial e atesta bem a capacidade que a nossa Assembleia demonstrou ter para encarar esta matéria. Foi necessário muita coragem e competência para levar a cabo esta
  6. 6. reforma. O PSD e o CDS ficaram sozinhos na construção desta solução. Hoje é óbvio para todos, que fizemos o melhor para o con- celho e o mais adequado para de- fender o maior número possível das suas freguesias. Olho para os municípios vizinhos e vejo com tristeza surgirem can- didatos a uniões de freguesias que nada têm a ver umas com as outras e ouço os seus fregueses confusos e até sem saberem dizer quais são as freguesias a que se viram agrega- dos. Felizmente na nossa Maia nada disso aconteceu. Creio que esse mérito se deve fundamentalmente à forma exemplar como a Assembleia Municipal tratou esta matéria. O que destaca na forma como fun- cionou a Assembleia Municipal da Maia nos últimos 4 anos? Será fundamental destacar a atitude da Mesa da Assembleia Municipal na forma como sempre conduziu os trabalhos deste órgão. O facto de todas as Assembleias terem sido preparadas com todos os líderes parlamentares e com todas as forças políticas nela representadas por votações unânimes, atesta bem que não estou neste cargo ao serviço de nenhuma estratégia partidária mas sim ao serviço da Maia e dos mai- atos. Não haverá no país muitas As- sembleias Municipais que se possam orgulhar do mesmo. Quero ainda sublinhar que enquanto Presidente da Assembleia Municipal sempre fiz questão de representar o órgão em todas as manifestações levadas a cabo pelas instituições do concelho. Cultivo com todas elas uma relação de proximidade e de amizade que nem os meus adver- sários políticos contestam. Faço questão de estar sempre presente, especialmente nos momentos mais difíceis, fazendo questão de mani- festar a minha solidariedade para com todos aqueles que nas suas atividades contribuem para ajudar o próximo. 07 JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia SEMPRE PELA MAIA www.maia2013.pt
  7. 7. 08 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013 WWW.MAIA2013.PT Sempre Pela Maia Estimado Munícipe, É com enorme satisfação e elevado sentido de responsabilidade que lhe anuncio que serei recandidato a Presidente da Câmara Municipal da Maia. Sempre por si. Sempre pela Maia. António Bragança Fernandes. Gosto • Comentar • Partilhar Nuno Magalhães Grande presidente o nosso...por mim tem toda a confiança. Que não seja como os outros presidentes corruptos, seja sempre pelo povo, com os trabalhadores, tenha visão para levar a Maia para a frente. Deus o abençoe mais e mais. Gosto • Comentar • Partilhar Raul Neto Falando, em meu nome, um muito obrigado pelo que tem feito da Maia e Pela Maia! Conte Comigo, connosco! Gosto • Comentar • Partilhar António Pimenta Silva Fico feliz, por o Sr. Eng.º Bragança Fernandes ser canditato por mais 4 anos a Presidente da Câmara Municipal da Maia. Sendo ele uma excelente pessoa, e um bom lider, sei que tudo fará para continuar fazer o bem por este Concelho. Pode contar sempre comigo. Gosto • Comentar • Partilhar Susana Pinto Embora mais longe nestes últimos anos, sempre a acompanhar a minha cidade, orgulho-me do presidente da minha terra e por tudo que por ela tem feito. "Sempre pela Maia." Gosto • Comentar • Partilhar Armindo Lopes Depois de Vieira de Carvalho não vejo mais nenhum candidato a não ser Eng. Bragança Fernandes. Tem sido um ilustre para todo o Município . Gosto • Comentar • Partilhar Liliana Teixeira Eu vou estar a apoiar o Sr. Presidente que tanto tem feito pela nossa Maia. Gosto • Comentar • Partilhar Emília Machado Sempre pela Maia e sempre atento às pessoas. Presidente presente, numa acção intergeracional. Parabéns por ser como é. Gosto • Comentar • Partilhar Joaquim Reis Como já publiquei, apoio e apoiarei sempre Bragança Fernandes. Não pelo partido, nem pelas políticas partidárias, que há muito que nada me dizem... Mas pelo HOMEM, pela simplicidade enquanto Presidente, pela proximidade aos seus concidadãos, pela sua paixão à MAIA e pela sua postura de verdadeiro autarca! Gosto • Comentar • Partilhar Virgílio Ramos Já manifestei, noutro espaço, o meu regozijo e apreço por esta recandidatura imperiosa e mais que natural, lamentando a minha dificuldade em oferecer um apoio mais activo e/ou visível. Vamos em frente... Gosto • Comentar • Partilhar Andreia Azevedo Sou sincera e não sou de politiquices, mas apoio António Bragança Fernandes pela autarquia da Maia não pela cor que representa mas sim pelo ser humano que é....Força, acredito que a Maia está consigo... Gosto • Comentar • Partilhar Paula Teixeira de Carvalho Parabéns! Contamos com a sua energia para uma Maia melhor. Boa campanha! Gosto • Comentar • Partilhar Cali Carlos Moreira A vida é feita de batalhas e esta é para vencer!! Abraço. Gosto • Comentar • Partilhar Marco Pimenta Meu caro Presidente, não contava com outra decisão, pois a Maia tem de continuar neste rumo de sucesso. SEMPRE PELA MAIA Gosto • Comentar • Partilhar José De Sousa Magalhães O triunfo de um novo mandato, será o triunfo de todos os maiatos. Que assim seja. Gosto • Comentar • Partilhar António Tiago Esperamos mais uma vez pela grande vitória, os maiatos precisam da sua liderança. Gosto • Comentar • Partilhar Adérito Castro Dos Santos Espero que todos os maiatos saibam reconhecer, na hora do voto, o trabalho meritório que o autarca Bragança Fernandes, tem realizado ao longo de vários anos em prol dos seus munícipes e da cidade da Maia... Gosto • Comentar • Partilhar Luís Carlos Ferreira Salvador Sr Engenheiro Bragança Fernandes, nós Maiatos, acreditamos e confiamos em si, não se preocupe, que também sabemos reconhecer o mérito do seu trabalho, carinho, amizade e dedicação que tem pelos Maiatos. Tenha um bom fim de semana, um abraço amigo. Gosto • Comentar • Partilhar vox pop - AS MENSAGENS DO FACEBOOK
  8. 8. 09 JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia SEMPRE PELA MAIA www.maia2013.pt António Fernando Gomes de Oliveira e Silva Emília de Fátima Moreira dos Santos Cândido Joaquim Lima da Silva Graça Ricardo Filipe Almeida Oliveira Márcia Isabel Duarte Passos Resende Manuel Carlos Moreira de Carvalho Manuel Caetano Almeida de Oliveira Maria Alexandra Leite da Silva T. Teles Menezes Hélder Tiago Ferreira Quintas de Oliveira Vítor Manuel Leal Alves Susana Filipa Coelho Rafael José Manuel Almeida Sampaio Carlos Manuel Pereira Assunção Maria Madalena Moutinho Nogueira dos Santos Baltazar e Sá Ferreira Pedro Miguel Machado Marques Cátia Daniela Maia da Silva Vítor Rui Costa Senra Laranjeira Fernanda da Conceição da Silva Pinheiro Gonzalez Machado Marco Fernando Araújo Pimenta Manuel Rui Lopes Gomes Raquel Almeida Rebelo da Silva Maia Nuno Pedro da Silva Jesus Monteiro João Francisco da Silva Campos Maria Lídia da Costa Póvoa João Carlos da Costa Loureiro Rui Osvaldo da Silva Borges Elsa Maria da Costa Brás Samuel Jorge Cardoso dos Santos Alberto Carlos Pires dos Reis e Santos Maria Inês Esteves Charrua Américo da Silva Soares Candidatos Suplentes José Tiago C. França Martins de Oliveira Ana Luísa da Luz Bárbara Fonseca Joaquim Freire de Carvalho Fernando Manuel Moreira Barros Maria Edite Quina Alves Edmundo Aurélio Moreira de Sousa Ângelo Miguel Costa Augusto Susana Patrícia Ferreira Viana Manuel António Dias Moutinho Carlos Manuel Salgueiro Tedim Raquel Adriana Salgado Azevedo Freitas Vítor Manuel da Silva Santos Joaquim Pereira dos Santos Anita Raquel Ramos Azevedo Fernando António dos Santos Martins Aldo Cristiano Correia Maia Maria Irene Moutinho Correia Ferreira Fernando Francisco dos Santos Moreira Rui Miguel Fernandes Ferreira Maria Edite Santos Ramalho Silva Joaquim Ferreira Guedes Mandatário António Joaquim Sousa e Silva António Gonçalves Bragança Fernandes CaMARA MUNICIPAL ASSEMBLEIA MUNICIPAL Luciano da Silva Gomes António Domingos da Silva Tiago Ana Miguel Ferreira da Silva Vieira de Car- valho Mário Nuno Alves de Sousa Neves Paulo Fernando de Sousa Ramalho Marta Moreira de Sá Peneda Hernâni Avelino da Costa Ribeiro Joaquim Manuel Marques Gonçalves Nísia Maria Durães Martins Marques Rui Manuel Madureira de Sousa Monteiro Joaquim Alberto Ramos Marques Candidatos Suplentes Maria de Fátima da Costa Maia Rodrigues Fernando Eduardo Fernandes Reis Lima Pedro Miguel Sousa Carvalho Susana Maria Pereira Junqueira Pacheco Neto Celestino Oliveira Fonseca Mário Augusto Queirós dos Santos Lessa Sandra Cristina Salsas Pascoal Carlos Alberto da Rocha Resende Joaquim Ferreira Reis Vânia Filipa dos Santos Peres de Oliveira Nuno Filipe Pereira Junqueira Pacheco Neto José Carlos Barbosa Peixoto Maria Manuela Soares Coelho Monteiro Luís Miguel Cunha Ribeiro Everardo Lopes Martins da Costa Elsa Maria de Lima Coutinho João Filipe Machado Moreira Eleonora Manuela dos Santos Ribeiro Mandatário António Joaquim Sousa e Silva ^
  9. 9. 10 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013 WWW.MAIA2013.PT águas santas • Carlos Vieira Castelo da Maia • Manuel Moreira Azenha cidade da maia • Olga Freire folgosa • Luís Cândido milheirós • Vítor Fontes Natural de Ermesinde, Carlos Joaquim Ascenção Vieira tem 68 anos, é casado e reside em Águas San- tas desde tenra idade. Teve uma vida profissional longa e diversificada, destacando-se como técnico de vendas e, posteriormente, como empresário no ramo gráfico. Desde sempre foi um cidadão envolvido e atendo às dinâmicas sociais da freguesia de Águas Santas. Foi atleta, árbitro de Andebol e Presidente da Associação Atlética de Águas Santas, durante 12 anos, com inúmeras conquistas nos escalões de for- mação do clube e na equipa sénior, com destaque para uma Taça de Portugal de Andebol Sénior. Gosta de ocupar os seus tempos-livres e de lazer com uma ida à praia e a leitura de um bom livro. É, desde 2009, Presidente da Junta de Freguesia de Águas Santas, marcando o seu mandato pela proximidade e conhecimento profundo da realidade e anseios dos aquisantenses. Nasceu e sempre residiu no Castêlo da Maia, Manuel Moreira Azenha tem 68 anos de idade. Profissionalmente dedicou a sua vida à atividade bancária, durante 28 anos, sendo empresário há 18 anos. Cidadão conhecedor da realidade da Vila do Castêlo da Maia foi, durante 25 anos Diretor e Presidente do Castêlo da Maia Ginásio Clube, importante instituição de fomento e formação desportiva da Vila do Castêlo, de prestígio nacional, tendo conquistado 13 títulos de Campeão Nacional de Voleibol, entre muitos outros. Como passatempos de eleição elege a prática desportiva e viajar. Foi autarca durante 16 anos e hoje, Sempre Pelo Castêlo, apresenta-se como candidato a Presidente da Junta de Freguesia do Castêlo da Maia. Nascida no Porto há 43 anos, residiu em Lisboa e Porto, cidades onde fez o seu percurso escolar. Foi trabalhadora estudante numa empresa na Zona Industrial da Maia. Licenciada em Direito fixou residência na Maia e aí passou a exercer a advocacia. Membro fundador do Secretariado Feminino do PSD Maia, tem participação direta e ativa em todas as iniciativas, integrando o Movimento das Mulheres Social Democratas da Maia. É Delegada na Assembleia Distrital do PSD há dois mandatos. Desde 2009, Presidente da Assembleia de Freguesia de Vermoim. Cidadã empenhada e atenta à realidade da Cidade da Maia, Olga Freire, organiza e participa em várias atividades de cariz solidário, social, político e religioso. Mulher de convicções fortes e determinada, apresenta-se como candidata a Presidente da Junta de Freguesia da Cidade da Maia, por uma Cidade Mais Próxima e Mais Viva. Nasceu e sempre viveu em Folgosa, tem 54 anos de idade, é empresário agrícola, no ramo da hortofloricultura. Admirador do convívio com os amigos, gosta de fazer caminhadas, apreciando a natureza. Foi dirigente do Folgosa da Maia Futebol Clube, durante 29 anos, 21 dos quais como Presidente, tendo sido, também, atleta do clube. É um homem ligado à sua terra, participando em várias iniciativas culturais, recreativas e desportivas de Folgosa. É um autarca com experiência e com provas dadas. Foi elemento da Assembleia de Freguesia de Folgosa e, nos últimos 8 anos, como Presidente da Junta de Freguesia de Folgosa, cargo para o qual se recandidata, sempre preocupado e empenhado na resolução dos problemas dos folgosenses. Nasceu e sempre viveu em Milheirós, tem 56 anos de idade e é comerciante de profissão. Atento e envolvido na vida comunitária de Milheirós, Vítor Fontes esteve e está ligado a instituições emblemáticas da freguesia, como o Inter de Milheirós Futebol Clube e a Escola Dramática e Musical de Milheirós. Tem gostos diversificados que incluem o cinema, a fotografia, o futebol, a leitura, o teatro e a história. É Presidente da Junta Freguesia Milheirós há 4 anos e candidato a um novo mandato, renovando o compromisso de confiança com os milheirosenses. ^
  10. 10. 11 JORNAL DE CAMPANHA DA CANDIDATURA Sempre pela maia SEMPRE PELA MAIA www.maia2013.pt Moreira • Farinha Bastos nogueira e Silva escura • José Sarmento pedrouços • Joaquim Araújo s. Pedro fins • Alvarinho Cerqueira Sampaio Vila Nova da telha • Ivo Manuel Pinheiro Nascido há 57 anos, no lugar da Guarda, na freguesia de Moreira, é casado e Engenheiro Eletrotécnico de profissão. Conhecedor e atento à realidade moreirense, foi atleta nas camadas jovens no Futebol Clube de Pedras Rubras, até à categoria de juniores, adora pesca desportiva de rio e campismo e é membro da Direção do Grupo Desportivo Leões da Guarda. Integrou o executivo da Junta de Freguesia de Moreira entre 1985 e 1997 e foi Deputado Municipal na Assembleia Municipal da Maia, entre 1997 e 2001. É, pela primeira vez, candidato a Presidente da Junta de Freguesia de Moreira reafirmando o compromisso e a proximidade com os moreirenses. Natural do Brasil, com 57 anos, casado, José Sarmento é licenciado em Medicina pela Universidade do Porto. Foi fundador e Diretor Clínico da Climaia - Clínica Central da Maia, até ter optado pela exclusividade. É médico, desde 1986 na Unidade de Saúde de Nogueira da Maia onde se mantém como Diretor e com dedicação exclusiva. Nos tempos livres gosta de praticar futebol, ténis de mesa e bilhar. Cidadão atento e interessado pela freguesia é candidato a Presidente da Junta de Freguesia de Nogueira e Silva Escura, empenhado em preservar a proximidade com os habitantes da freguesia. Natural de Vila do Conde, Joaquim Araújo fez de Pedrouços a sua terra, tem 49 anos de idade e é empresário agrícola. Com uma atividade cívica intensa e marcante, é Presidente da Cooperativa Agrícola da Maia, Presidente da Comissão de Festas Nª Sra. da Natividade de Pedrouços e membro do Conselho Superior dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços. É Presidente da Junta de Freguesia de Pedrouços há 4 anos, com provas dadas, e candidata-se a um novo mandato, reforçando a proximidade e solidariedade com os pedroucenses. Natural da freguesia de S. Mamede do Coronado, Alvarinho Cerqueira Sampaio tem 69 anos, vivendo, a partir dos 7 anos na freguesia de São Pedro Fins. A sua atividade profissional, na área gráfica, levou-o, em 1961, até Angola e, depois, Moçambique, onde trabalhou no jornal «ABC» e no jornal «Notícias de Lourenço Marques». Mais tarde, fixou-se na África do Sul. Regressa a São Pedro Fins, no final do séc. XX, e depressa se integrou na vida sociocultural da freguesia. Fez parte da Assembleia e do Executivo da Junta de Freguesia onde é, atualmente, tesoureiro. Participa, ainda, na elaboração e feitura do jornal «Renovar», publicado pela Paróquia de S. Pedro Fins. É um aficionado pela história e etnografia de S. Pedro Fins e apresenta-se como candidato a Presidente da Junta de Freguesia, com dedicação e determinação. Nasceu há 38 anos em Vila Nova da Telha, terra que o viu crescer e onde sempre residiu. É licenciado em Comunicação Social, foi jornalista, participou em programas de rádio e televisão, como comentador desportivo, e, atualmente, colabora com um dos maiores grupos aduaneiros do país. Envolvido, desde cedo, na vida social da freguesia, esteve ligado ao movimento associativo desportivo de Vila Nova da Telha. Foi deputado da Assembleia Municipal e autarca da Assembleia de Freguesia, em diversos mandatos. Atualmente integra o grupo parlamentar do movimento independente por Vila Nova da Telha, como indicação do PSD. Apresenta-se como candidato a Presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova da Telha, dedicando-se aos vilanovenses e com a única ambição de servir a sua terra.
  11. 11. 12 Sempre Pela Maia AUTÁRQUICAS 2013 WWW.MAIA2013.PT Momentos Sempre Pela Maia Bragança Fernandes, um candidato sempre presente, acarinhado pela população Candidatos a Presidente de Junta de Freguesia Marco António Costa, vice-presidente do PSD, apoia Bragança Fernandes Entrega das Listas no Tribunal da Comarca da Maia Bragança Fernandes escuta um pequeno apoiante António Bragança Fernandes (PSD) e José Eduardo Azevedo (CDS-PP), líderes concelhios dos partidos da coligação.

×