Empreendedorismo 01

17.336 visualizações

Publicada em

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Empreendedorismo 01

  1. 1. EMPREENDEDORISMO E DESENVOLVIMENTO JANAINA MENDES DE OLIVEIRA [email_address] 2004/1
  2. 2. ” O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século XXI mais do que a revolução industrial foi para o século XX" Jeffry Timons, 1990
  3. 4. crescente número de PME’s • Na União Européia - representam 99,9% de 15,8 milhões de empresas privadas ,empregando 68 milhões de pessoas (1990) • Nos EUA - representam 64% dos 2,5 milhões de novos empregos em 1996 • Na Ásia - 95% de todos os empreendimentos; metade dos empregos disponíveis. • No Brasil - 98 % do total de empresas; 20% do PIB 79% da mão-de-obra ocupada; cerca de 35 milhões de pessoas
  4. 5. Surgimento da Economia Empreendedora: Causas: Culturais, Psicológicas, Econômicas, Tecnológicas Efeitos além dos econômicos: novo paradigma Profundas mudanças em valores, atitudes, formas de pensar e comportamentos Nova forma de conceber e gerenciar negócios Inovação Fonte: P. Drucker , Innovation and Entrepreneurship Rose Mary A. Lopes IP-USP
  5. 6. COMPARATIVO GLOBAL DE ATIVIDADE EMPREENDEDORA • O BRASIL está em 7o. Lugar entre 37 países com maior percentual de atividade Empreendedora  oportunidade X necessidade Fonte: GEM - 2002 Executive Report
  6. 7. Grandes Debates Clássicos • Empreendedor Nasce Feito? • A educação para ser Empreendedor começa desde pequeno? • As Oportunidades ou Necessidades econômicas é que fazem o Empreendedor surgir? • As Experiências de vida é que formam o empreendedor? • Afinal, pode-se desenvolver o espírito empreendedor?
  7. 8. EMPREENDEDORISMO SOCIAL EDUCAÇÃO EMPRESARIAL INDIVÍDUO SAÚDE CULTURAL CIENTÍFICA [email_address] br
  8. 9. O papel do empreendedor <ul><li>&quot;Por trás dessas invenções, existem pessoas ou equipes de pessoas com características especiais, que são visionárias , que questionam, que arriscam, que querem algo diferente , que fazem acontecer , </li></ul><ul><li>que empreendem.” </li></ul><ul><li>(Dornelas, 2000) </li></ul>
  9. 10. Histórico <ul><li>O termo empreendedorismo teve sua origem na França no início do Século XVI, para designar os homens envolvidos na coordenação de operações militares. </li></ul><ul><li>Mais tarde, por volta de 1700, o termo começou a ser utilizado naquele país para as pessoas que se associavam com proprietários de terras e trabalhadores assalariados. </li></ul>
  10. 11. Histórico <ul><li>Enfoque economistas : Say, Smith, Schumpeter, Keynes </li></ul><ul><li>Enfoque Comportamentalistas : McClelland, Maslow </li></ul>
  11. 12. Histórico SAY (1800) foi o segundo autor a mostrar interesse pelos empreendedores, porém foi o primeiro a lançar os fundamentos desse campo de estudo.
  12. 13. Histórico Orientado ao crescimento,profissionalização e independência.  Dunkelberg e Cooper 1982 Auto confiança, orientado por metas, corredor de riscos moderados, centro de controle, criatividade, inovação  Timmons 1978 Orientado por valores pessoais  Gasse 1977 Necessidade de realização  Liles 1974 Necessidade de poder Winter 1973 Necessidade de realização, autonomia, poder, reconhecimento, inovação, independência.  Hornaday e Aboud 1971 Relacionamento humano, habilidade de comunicação, conhecimento técnico.  Pickle 1964 Ambição, desejo de independência, responsabilidade e auto confiança.  Davids 1963 Corredor de risco e necessidade de realização  McClelland 1961 CARACTERÍSTICAS AUTOR DATA
  13. 14. DORNELAS, 2001
  14. 15. Exemplos do que seja um Empreendedor <ul><li>indivíduo que cria uma empresa, qualquer que seja ela; </li></ul><ul><li>pessoa que compra uma empresa e introduz a inovações, assumindo riscos, seja na forma de administrar, vender, fabricar, distribuir ou de fazer propaganda dos seus produtos e/ou serviços, agregando novos valores; </li></ul><ul><li>empregado que introduz inovações em uma organização, provocando o surgimento de valores adicionais. </li></ul>
  15. 16. EMPREENDEDORISMO <ul><li>Necessidades </li></ul><ul><li>Conhecimento </li></ul><ul><li>Habilidades </li></ul><ul><li>Valores </li></ul>[email_address]
  16. 17. Psicanálise Psicologia humanistica Behaviorismo Carl Rogers (1902 - 1985) Abraham Maslow (1908-1970
  17. 18. “ Há evidências, sobretudo clínicas, mas também com base em pesquisas, que praticamente todo ser humano possui impulso ao crescimento ou à atualização de suas potencialidades” Rogers(1967 )
  18. 19. Mas, porque tantos indivíduos não usam esta capacidade construtiva?
  19. 20. <ul><li>Distúrbios estruturais profundos </li></ul><ul><li>O cultivo desta capacidade depende clima de relações humanas favoráveis </li></ul>
  20. 21. Tendência à auto-realização <ul><li>“ Não só o mundo, mas o homem mesmo foi confiado ao seu próprio cuidado e responsabilidade. Deve procurar alcançar livremente a perfeição” (João Paulo II) </li></ul><ul><li>“ O homem como ser inconcluso, consciente de sua inconclusão e seu permanente movimento de busca do ser mais” (Paulo Freire) </li></ul>
  21. 22. para Maslow A busca da auto-realização é o compromisso do ser humano:
  22. 23. O crescimento psicológico ocorre em termo de satisfação bem sucedida de necessidades mais elevadas. Para isso o indivíduo terá que satisfazer as necessidades básicas como fisiológicas , segurança, social e auto-estima . Maslow
  23. 24. Pirâmide de Maslow FISIOLÓGICAS SEGURANÇA SOCIAL ESTIMA AUTO- REALIZAÇÃO
  24. 25. MODELO BÁSICO DE COMPORTAMENTO
  25. 26. Como são as pessoas auto-realizadas <ul><ul><ul><li>se dedicam a sua vocação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>exigências externas coincidem com as internas (o querer e o dever) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>situação de plenitude gera sentimento de boa sorte </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>transcendem o trabalho, </li></ul></ul></ul>
  26. 27. Como são as pessoas auto-realizadas <ul><ul><ul><li>se identificam com o trabalho </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>amam o que o trabalho as proporciona </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>as pessoas auto-realizadas tem metamotivação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>transcende a diferença entre o eu e o não eu(externo) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>não são motivadas pelas necessidades básicas </li></ul></ul></ul>
  27. 28. O EMPREENDEDOR NECESSIDADES RISCOS COMPROMETIMENTO AUTO-CONFIANÇA HABILIDADES IDENTIFICAÇÃO OPORTUNIDADES BUSCA INFORMAÇÕES AUTO-REALIZAÇÃO Estabelecimento de metas
  28. 29. O Conhecimento Quando Alice voltava do Shopping com um balão,a freada de um carro a assustou e o balão escapou da sua mão em direção ao céu .
  29. 30. O Comandante de uma Loja de Iogurtes <ul><ul><li>Identificação de habilidades </li></ul></ul><ul><ul><li>Seleção de valores pessoais </li></ul></ul><ul><ul><li>Reconhecer necessidades e disponibilidades financeiras </li></ul></ul><ul><ul><li>Declaração de metas </li></ul></ul>O problema : Negócio Incompatível <ul><ul><li>A perda de um emprego quase sempre é o pior </li></ul></ul><ul><ul><li>cenário para a abertura de um novo negócio </li></ul></ul>
  30. 31. Supermercados Angeloni revista exame ago/2002
  31. 33. [email_address]
  32. 34. Bases do Empreendimento <ul><li>O Indivíduo </li></ul><ul><li>A Idéia </li></ul><ul><li>O Planejamento </li></ul>[email_address] br
  33. 35. FATORES DE PRODUÇÃO DEMANDA OFERTA REGIÃO EMPRESA AMBIENTE FATORES EXTERNOS FATORES INTERNOS RECURSOS HUMANOS FINANÇAS COMERCIAL DIREÇÃO E GESTÃO PRODUÇÃO EMPREENDEDOR NECESSI- DADES HABILI- DADES CONHECI- MENTOS VALORES INTERRELAÇÕES As Inter-relações dos fatores de sucesso
  34. 36. Um otimista vê uma oportunidade em cada calamidade. Um pessimista vê uma calamidade em cada oportunidade. Winston Churchill
  35. 37. O que é oportunidade? É uma idéia que está vinculada a um produto ou serviço que agrega valor ao seu consumidor, seja através da inovação ou da diferenciação. Ela tem potencial para gerar lucro, surge em um momento adequado em relação a quem irá aproveitá-la, baseia-se em necessidades insatisfeitas .
  36. 38. Características das oportunidades <ul><li>Surgem em função da identificação de desejos e necessidades insatisfeitos, de identificação de recursos potencialmente aproveitáveis ou sub-aproveitáveis, ou quando se procuram aplicações (problemas) para novas descobertas (soluções); </li></ul><ul><li>provêm da experiência pessoal; </li></ul><ul><li>estão em qualquer lugar; </li></ul><ul><li>devem se ajustar ao empreendedor; </li></ul>
  37. 39. Características das oportunidades <ul><li>Um empreendedor habilidoso dá forma a uma oportunidade onde os outros nada vêem ou vêem muito cedo ou tarde demais; </li></ul><ul><li>são as fagulhas que detonam a explosão do empreendedorismo; </li></ul><ul><li>boas oportunidades de negócios são ,menos numerosas que as idéias; </li></ul><ul><li>identificá-las representa um desafio (não são tão visíveis) </li></ul>
  38. 40. Identificação de oportunidades <ul><li>Brainstorming </li></ul><ul><li>Estudos de áreas geográficas </li></ul><ul><li>Indústrias específicas </li></ul><ul><li>Estudo de setores </li></ul><ul><li>Análise pautas importações </li></ul><ul><li>Análise transformações e tendências de mercado </li></ul><ul><li>Mercados emergentes </li></ul><ul><li>Análise movimentos demográficos </li></ul>
  39. 41. [email_address] br

×