Educação e cibercultura

511 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação e cibercultura

  1. 1. Hoje, com a popularização do acesso às tecnologias da informaçãoe da comunicação e a ampliação das chamadas redes sociais,muito menos podemos pensar que essas vivências estejamexcluídas dos currículos. E o futuro não para por aí!Cada vez mais, no entanto, a mediação de professores eprofessoras se mostra imprescindível, no sentido de, junto aosestudantes, refletir sobre o impacto das tecnologias no cotidiano,as questões éticas que envolvem a sua utilização e a necessidadede esforço no sentido de transformar informações emconhecimentos que possibilitem um mundo mais equânime paratodos. Entendemos a Educação, com letra maiúscula, como umprocesso amplo que vai além da modalidade de organização dosprocessos de ensino e aprendizagem.
  2. 2. Nesse sentido, as tecnologias digitais em rede podem potencializar aeducação em geral (presencial ou online) e a formação de educadores, poispermitem:• Extensão e novas arquiteturas da sala de aula para além da localizaçãofísica.• Acesso a diversos objetos de aprendizagem, interfaces e informações emrede.• Comunicação interativa entre seres humanos e objetos técnicos.• Formação de comunidades de prática e de aprendizagem para além dasfronteiras institucionais.• Vivenciar novas relações com a pesquisa em suas diversas fases. Emtempos de cultura digital, os estudantes vivenciam experiências culturaiscom o computador e a internet bastante diferentes das experiênciasvivenciadas pelos professores. De um lado temos os professores,imigrantes digitais; do outro, os alunos, nativos digitais. Os primeirosutilizam com pouca ou muita destreza as tecnologias digitais, mas, muitasvezes, não as vivenciam em seu lócus natural.
  3. 3. Os segundos vivenciam a cultura digital como membros e não comoestrangeiros. Dessa forma, não podemos excluir o estudante daescola básica do processo formativo do lugar de formadores. Tantoos professores universitários quanto os professores da escolabásica podem ensinar e aprender com seus estudantes. Assim,ampliamos a noção de sujeitos formadores nos permitindo aprendercom as novas gerações.
  4. 4. Muitos são os blogs, páginas de instituições de ensino, ondeprofessores compartilham para e com seus alunos conteúdos einformações importantes. Perceber-se que em poucos aconteceinteratividade, alguns até percebe-se interação, mas fora dosambientes moodles não encontrei interatividade. Sei que muitosprofessores utilizam as redes sociais e que o facebook tem sidouma excelente ferramenta para essa comunicação e participaçãoentre professores/alunos/comunidades.Onde encontrei muitos exemplos de aulas utilizando astecnologias digitais foi nohttp://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html
  5. 5. O Portal do Professor é um espaço para troca de experiências entre professoresdo ensino fundamental e médio. É um ambiente virtual com recursoseducacionais que facilitam e dinamizam o trabalho dos professores.O conteúdo do portal inclui sugestões de aulas de acordo com o currículo decada disciplina e recursos como vídeos, fotos, mapas, áudio e textos. O siteportal do Professor busca facilitar a maneira mais rápida para todos osprofessores hospedar e compartilhar os materiais com seus alunos. ESPAÇO DA AULAO Espaço da Aula é um lugar para criar, visualizar e compartilhar aulas de todosos níveis de ensino. As aulas podem conter recursos multimídia, como vídeos,animações, áudios etc, importados do próprio Portal ou de endereços externos.Qualquer professor pode criar e colaborar; desenvolver aulas individualmenteou em equipe; pesquisar e explorar o conteúdo das aulas e coleções de aulas.Apesar das aulas publicadas serem validadas por outros professores, seuconteúdo é de responsabilidade dos autores das mesmas
  6. 6. CONTEÚDOS MULTIMÍDIAEsta área do Portal dispõe de outros conteúdos além dossubmetidos no BIOE, como Coleções de Recursos (conteúdossobre determinado assunto, agrupados em coleções), SitesTemáticos (sites e blogs sobre diversos assuntos relevantes paraeducação e cultura), Cadernos Didáticos (cadernos didáticos,incluindo reformulação curricular,elaborados por SecretariasEstaduais e Municipais de Educação) e acesso à TV Escola Online.Recursos Educacionais.
  7. 7. INTERAÇÃO E COLABORAÇÃOFerramentas do Portal:ChatSalas de bate papo disponibilizadas pelo Portal para trocas entreprofessores.FórumVários tópicos atuais de educação são discutidos nos fóruns do Portaldo professor. Participe!Portal no YouTubePublicação de vídeos produzidos por alunos, professores e escolas.Compartilhando ApresentaçõesPublicação de Apresentações em PowerPoint produzidas porprofessores e outros parceiros.
  8. 8. FERRAMENTAS DA INTERNETOlá! Meu nome é Ed, estou aqui para ajudar na preservação de energia e deoutros recursos naturais. Sobre o que você quer conversar?Compartilhe VídeosAcesse diversos espaços de publicação de vídeos que permitem,inclusive, o seu compartilhamentoAcesse blogs publicados na web contendo informações eassuntos diversos Variedade de comunidades formadas na web, com foco em interesses diversos. Identifique uma de seu interesse e contribua com a sua experiência Ferramentas para criação e compartilhamento de apresentações
  9. 9. Junte-se a uma comunidade: Variedade de comunidades formadasna web, com foco em interesses diversos. Identifique uma de seuinteresse e contribua com a sua experiência.Redes Sociais:Crie sua rede e convide outros professores paracompartilharem seus conhecimentosLista de Discussão:Variedade de listas disponíveis na web queabordam temas da educação Podcast: Sites com orientações sobre a criação de podcast e com conteúdos diversos Comunicação on line: Acesse ferramentas de comunicação em tempo real.Escrita Colaborativa:Acesse ferramentas para trabalhos emgrupo e que facilitam a edição e revisão de texto, inserçãode comentários
  10. 10. No portal encontramos vários exemplos de professores que utilizam astecnologias digitais em suas aulas. O uso do computador como instrumento incentivador na alfabetização de jovens e adultos Educação de Jovens e Adultos - 1º ciclo | Língua Portuguesa · Inserir alunos e alunas da Educação de Jovens e Adultos na linguagem das tecnologias da informação e comunicação; · Envolver os alunos ao uso do computador para desenvolver a leitura e a escrita; · Descobrir a importância do computador como meio de .. http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=44989 UCA - Conhecendo o LAIFI: um registro de interesses Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo | Língua Portuguesa Ensino Fundamental Final | Língua Portuguesa Ensino Médio | Língua Portuguesa Conhecer a rede social Laifi para tirar proveito de suas facilidades conforme interesse pessoal. Interagir em ambiente virtual. Organizar e apresentar pequenos seminários. Produzir um Laifi sobre tema de interesse do grupo
  11. 11. As tecnologias são pontes que abrem a sala de aula para o mundo, querepresentam, medeiam o nosso conhecimento do mundo. São diferentesformas de representação da realidade, de forma mais abstrata ouconcreta, mais estática ou dinâmica, mais linear ou paralela, mas todaselas, combinadas, integradas, possibilitam uma melhor apreensão darealidade e o desenvolvimento de todas as potencialidades doeducando, dos diferentes tipos de inteligência, habilidades e atitudes.A escola precisa exercitar as novas linguagens que sensibilizam emotivam os alunos, e também combinar pesquisas escritas comtrabalhos de dramatização, de entrevista gravada, propondo formatosatuais como um programa de rádio uma reportagem para um jornal, umvídeo, onde for possível. A motivação dos alunos aumentasignificativamente quando realizam pesquisas, onde se possamexpressar em formato e códigos mais próximos da sua sensibilidade.Mesmo uma pesquisa escrita, se o aluno puder utilizar o computador,adquire uma nova dimensão e, fundamentalmente, não muda a propostainicial.
  12. 12. FONTES DE PESQUISA:http://www.eca.usp.br/moran/midias_educ.htmhttp://tvbrasil.org.br/fotos/salto/series/212448cibercultura.pdfhttp://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html Aluna: Selma L. Freitas Ribeiro – Matrícula 20091208218 Pólo: Nova Iguaçu

×