MANUAL DE INSTRUÇÃO


           MANUAL DE RECUPERAÇÃO DE
          BASTÕES E VARAS DE MANOBRA




   - Leia atentamente e...
MANUAL DE MANUTENÇÃO DE
       BASTÕES E VARAS DE MANOBRA
Na manutenção de redes elétricas, devemos estar seguros das perf...
CONSERVAÇÃO DOS BASTÕES
            ISOLANTES RITZGLAS®
Para que os bastões estejam sempre em condições de uso, devem ser ...
RESTAURAÇÃO DE RUPTURAS EM BASTÕES
   E VARAS DE MANOBRA RITZGLAS®
MATERIAIS NECESSÁRIOS

- Restaurador de ruptura, fornec...
Misture volumes iguais dos componentes restauradores de
                             ruptura, Ref.: H-1917 A e B e mexa at...
RESTAURAÇÃO DE BRILHO EM BASTÕES
             RITZGLAS®
MATERIAIS NECESSÁRIOS

- Restaurador de brilho, fornecido em embal...
Misturar os componentes A e B do restaurador de brilho em
                             proporções iguais.




Aplicar de p...
SUBSTITUIÇÃO DE CABEÇOTE EMVARA DE
         MANOBRA RITZGLAS®
MATERIAIS NECESSÁRIOS

- Restaurador de ruptura, fornecido
e...
Misture bem os componentes A e B do restaurador de
ruptura em partes iguais.
Prepare somente a quantidade necessária para ...
SUBSTITUIÇÃO DE PINO DE ENGATEEM
        VARA DE MANOBRA RITZGLAS®
MATERIAIS NECESSÁRIOS

- Restaurador de ruptura, fornec...
Aplique o restaurador de ruptura no furo da vara de
manobra, com uma palheta de madeira ou plástico.




                 ...
2 D Manual De RcuperaçãO De BastõEs 16 11 2005
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 D Manual De RcuperaçãO De BastõEs 16 11 2005

486 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
486
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 D Manual De RcuperaçãO De BastõEs 16 11 2005

  1. 1. MANUAL DE INSTRUÇÃO MANUAL DE RECUPERAÇÃO DE BASTÕES E VARAS DE MANOBRA - Leia atentamente este manual de instruções, para uma correta recuperação de Bastões e Varas de manobras
  2. 2. MANUAL DE MANUTENÇÃO DE BASTÕES E VARAS DE MANOBRA Na manutenção de redes elétricas, devemos estar seguros das perfeitas condições das ferramentas que serão utilizadas no trabalho. Antes de qualquer operação em linha viva deve-se fazer um controle visual das condições de uso da ferramenta. Um caso específico é o de Bastões e Varas de Manobras, que são utilizados com maior freqüência, os quais devem ser examinados cuidadosamente, pois, devido as condições de uso, armazenamento e transporte, podem sofrer danos como: perda de brilho, fissuras, rupturas, etc. Em conseqüência disto, há uma diminuição de suas características isolantes, as quais poderão ser recuperadas, desde que sejam seguidas as instruções descritas neste manual.
  3. 3. CONSERVAÇÃO DOS BASTÕES ISOLANTES RITZGLAS® Para que os bastões estejam sempre em condições de uso, devem ser evitados longas exposições à umidade, poeira e raios ultravioleta, como também, usos indevidos e batidas contra superfícies duras. Devido ao alto grau de confiabilidade e proteção que os Bastões e Varas de Manobras devem fornecer ao trabalhador, na execução de suas tarefas, sugerimos testá-los periodicamente com o ensaiador de bastões RITZ-TESTER, verificando se a corrente fuga permanece dentro dos parâmetros pré-estabelecidos. MATERIAIS PARA MANUTENÇÃO DE BASTÕES CABEÇOTES UNIVERSAIS PINO DE ENGATE PARA VARA DE MANOBRA
  4. 4. RESTAURAÇÃO DE RUPTURAS EM BASTÕES E VARAS DE MANOBRA RITZGLAS® MATERIAIS NECESSÁRIOS - Restaurador de ruptura, fornecido em duas bisnagas plásticas de 125 cc, componentes A e B, fabricação RITZ DO BRASIL, Ref.: H-1917. - Acetona. - Tecido de algodão cru. - Lixa de madeira número 80. - Recipiente de plástico ou vidro para preparação dos componentes. - Palheta de madeira ou plástico para mistura e aplicação dos componentes. - Par de luvas de PVC. - Fita plástica comum. - Fita adesiva. CUIDADOS NO USO DO RESTAURADOR DE RUPTURA O restaurador de ruptura é recomendado apenas para a recuperação de pequenas fissuras ou outros danos superficiais, como ranhuras ou trincas, causadas acidentalmente ou pelo uso indevido do equipamento, devendo, no entanto ser reparados logo que descobertos. O contato prolongado do restaurador de ruptura com a pele deve ser evitado, sendo, portanto recomendado o uso de luvas de PVC. Depois do uso, lave as mãos com água e sabão. INSTRUÇÕES DE USO Utilizando uma lixa, remova as fibras do local danificado. Em seguida limpe com acetona a superfície a ser recuperada.
  5. 5. Misture volumes iguais dos componentes restauradores de ruptura, Ref.: H-1917 A e B e mexa até a mistura ficar homogênea e na cor do componente A. Prepare somente a quantidade necessária para uso imediato. Aplique com uma espátula ou palheta a mistura (A + B) no local a ser recuperado e enrole uma fita plástica sobre a área reparada, para que, após sua retirada, a mesma produza uma superfície lisa. A mistura endurece em 6 horas, e após 24 horas de cura poderá ser removida a fita plástica, quando o Bastão deverá ser testado, com o ensaiador de bastões RITZ-TESTER, para verificar o nível de isolamento do mesmo.
  6. 6. RESTAURAÇÃO DE BRILHO EM BASTÕES RITZGLAS® MATERIAIS NECESSÁRIOS - Restaurador de brilho, fornecido em embalagem contendo 12 frascos de 115 cm³, sendo 6 unidades de componente A e 6 unidades de componente B, fabricação RITZ DO BRASIL, Ref.: T400-0803. - Acetona. - Tecido de algodão cru. - Lixa de madeira número 80. - Recipiente de plástico ou vidro para preparação dos componetes. - Palheta de madeira ou plástico para mistura dos componentes. - Par de luvas de PVC. - Dois cavaletes ou suportes para apoio dos bastões. CUIDADOS NO USO DO RESTAURADOR DE BRILHO Este trabalho deve ser executado em ambiente limpo, isento de poeira ou qualquer outro tipo de poluição e deve ser programado para ser executado em dias de sol, não sendo aconselhável portanto, a restauração em dias chuvosos, principalmente quando não se possui uma estufa apropriada para secagem e cura dos bastões.. O contato prolongado do restaurador de ruptura com a pele deve ser evitado, sendo portanto recomendado o uso de luvas de PVC. Depois do uso, lave as mãos com água e sabão. INSTRUÇÕES DE USO Limpar a superfície do bastão a ser restaurado com um tecido de algodão umedecido em acetona. Lixar em seguida a superfície do bastão, com lixa de madeira número 80. Após lixar, limpar novamente com acetona.
  7. 7. Misturar os componentes A e B do restaurador de brilho em proporções iguais. Aplicar de preferência com tecido de algodão cru, em movimento contínuo, em um só sentido. Caso seja necessária uma Segunda demão, aplicar somente quando a primeira estiver totalmente seca. A cura do material se processa em 24 horas, em temperatura ambiente. O tempo de cura poderá ser reduzido a 4 horas se a peça restaurada for colocada em estufa com temperatura de 60ºC.
  8. 8. SUBSTITUIÇÃO DE CABEÇOTE EMVARA DE MANOBRA RITZGLAS® MATERIAIS NECESSÁRIOS - Restaurador de ruptura, fornecido em duas bisnagas plásticas de 125 cc, componentes A e B, fabricação RITZ DO BRASIL. Ref.: H-1917. - Acetona. - Tecido de algodão cru. - Lixa de madeira número 80. - Recipiente de plástico ou vidro para preparação dos componentes. - Palheta de madeira ou plástico para mistura e aplicação dos componentes. - Par de luvas de PVC. - Arco de serra. - Faca pequena. INSTRUÇÕES DE USO Usando o arco de serra, serrar o cabeçote removendo-o sem danificar a vara de manobra. Uma segunda opção será cortar a ponta da vara de manobra rente ao cabeçote a ser substituído. Com uma faca pequena remova o núcleo de espuma do tubo RITZGLAS® , numa profundidade de 15 mm a 25 mm Lixe a parte externa, removendo o verniz da ponta do tubo RITZGLAS®, que será introduzida no cabeçote. Verifique se o cabeçote está encaixando normalmente na ponta da vara, caso isto não ocorra, lixe-a um pouco mais. Limpe a parte interna e externa da extremidade do tubo RITZGLAS® , bem como o novo cabeçote, com um pano de algodão cru, umedecido em acetona.
  9. 9. Misture bem os componentes A e B do restaurador de ruptura em partes iguais. Prepare somente a quantidade necessária para o uso imediato. Com uma palheta, aplique o restaurador de ruptura enchendo a extremidade interna do tubo RITZGLAS®, onde foi removido o núcleo de espuma. Aplique também na parte externa lixada bem como no interior do cabeçote. Coloque o cabeçote pressionando-o firmemente, removendo em seguida os resíduos superficiais do restaurador de ruptura, com o pano umedecido em acetona. Aguardar 24 horas em temperatura ambiente para a secagem e cura do material.
  10. 10. SUBSTITUIÇÃO DE PINO DE ENGATEEM VARA DE MANOBRA RITZGLAS® MATERIAIS NECESSÁRIOS - Restaurador de ruptura, fornecido em duas bisnagas plásticas de 125 cc, componentes A e B, fabricação RITZ DO BRASIL. Ref.: H-1917. - Acetona. - Tecido de algodão cru. - Recipiente de plástico ou vidro para preparação dos componentes. - Palheta de madeira ou plástico para mistura e aplicação dos componentes. - Par de luvas de PVC. - Furadeira com broca de 13 mm. - Pino de Engate para Vara de Manobra. Ref.: PE-I. INSTRUÇÕES DE USO Com a furadeira equipada com broca de 13 mm, remover da vara de manobra a luva metálica do pino de engate danificado. Limpar o furo, bem como o novo pino de engate, com um pano umedecido em acetona. Misture bem os componentes A e B do restaurador de ruptura, em partes iguais. Prepare somente a quantidade necessária para o uso imediato.
  11. 11. Aplique o restaurador de ruptura no furo da vara de manobra, com uma palheta de madeira ou plástico. Introduza o novo pino de engate no furo já preparado, conforme acima, tendo o especial cuidado de deixá-lo bem centrado. Remova os resíduos superficiais do restaurador de ruptura com pano umedecido com acetona. Aguardar 24 horas em temperatura ambiente para a secagem e cura do material.

×