ETHEMG- ESCOLA DE THEOLOGIA MINAS
GERAIS
GEOGRAFIA
BÍBLICA
ETHEMG- ESCOLA DE THEOLOGIA MINAS
GERAIS
PROF: SANDRO VALENTIN
VALENTIN.SANDRO@GMAIL.COM
31- 8353-9579 / 9581-6544
INTRODUÇÃO
 Geografia Bíblica é a parte da Geografia Geral que estuda
as diferentes áreas da superfície da terra, relacio...
I- O MUNDO ANTIGO
 De acordo com os relatos bíblicos e as mais recentes conclusões
antropológicas e arqueológicas, o surg...
1. LIMITES DO MUNDO ANTIGO
 Tomando-se em linha reta, os limites do Mundo Antigo são:
 a - Norte - Da Espanha ao Mar Cáspio.
 b - Sul - Do Mar Ará...
 Período pós-diluviano

 Do Dilúvio a Abraão (2348-1921 = 427 anos).
 De Abraão a José (1921-1635 = 286 anos).
 Israe...
Origem das Nações
 Após o dilúvio (2348 a.C.), restou apenas Noé e seus descendentes. Os
povos, assim, originaram-se dos ...
SEM
 Fixou-se nos vales do Tigre, Eufrates e regiões próximas do oeste da Ásia.
 DESCENDENTES DE SEM
 Filho Geração
 Elão Elamitas
 Assur Assírios
 Afarxade Caldeus
 Lude Lídios
 Arã Arameus
Cam
 Ocupou a Arábia Meridional, a leste do Mediterrâneo, o sul do Eufrates e a
África. O filho primogênito de Cam foi Cu...
 DESCENDENTES DE CAM
 Filho Geração
 Cuxe Etíope
 Mizraim Egípcios
 Pute Líbios
 Canaã Cananeus
Jafé
 Povoou parte da Ásia Menor e ocidente da Europa.
2. REGIÕES DO MUNDO ANTIGO E SUAS
CARACTERÍSTICAS:
 A. DIVISÃO ORIENTAL:
 Armênia - Nesta região encontra-se as cabeceir...
 Média - Ficava ao sul do Mar Cáspio e partes da
Armênia, com uma área de 1.111 km de comprimento por
462 km de largura. ...
 Pérsia - Situada ao nordeste do Golfo Pérsico, primitivamente ocupava uma
área de 50.000 milhas quadradas. Porém, com o ...
B. DIVISÃO CENTRAL:
 Assíria - Localizada entre a terra do Zagro e o rio tigre na região sudeste da
planície central do M...
 Elão - Ficava ao sudeste da Assíria, e ao norte do golfo Pérsico, Susã, sua
capital, segundo provas arqueológicas, foi f...
 Mesopotâmia - Literalmente, “entre rios”. Era a vasta região do oeste
asiático, margeada pelos rios Tigre e Eufrates, qu...
 Babilônia - Situava-se ao sudoeste da Mesopotâmia, conhecida também por
Caldéia ou terra de Sinear. Babilônia ocupava o ...
 Arábia - Esta é uma região de imensos desertos que se estende desde a foz do
Rio Nilo até o Golfo Pérsico, no sentido oe...
C. DIVISÃO SUDESTE:
 Síria - Localiza-se ao sudoeste da Armênia e ao leste do Mar Mediterrâneo, ao
norte de Israel e a oe...
 Fenícia - Esta região era uma nesga de terra entre Mediterrâneo a oeste, Síria
ao leste, e Palestina ao sul. Media 25 km...
 Canaã - Situada ao sul da Fenícia e Síria. Canaã recebeu o seu nome em
honra a Canaã, filho de Cão e Neto de Noé (Gn 10....
 Egito - País que ocupa o canto nordestino da África. Certamente depois da
Palestina é a terra que mais se destaca na Bíb...
3. MONTANHAS DO MUNDO ANTIGO
RELACIONADAS COM A HISTÓRIA BÍBLICA
 Arará - Fica no sudeste da Armênia; é célebre pelo enca...
 Sinai ou Horebe - Localizado no extremo sudoeste da Ásia, entre os golfos de
Suez e Ácaba, os dois braços do Mar Vermelh...
 Montes Libanos - Apresentam-se em duas divisões: Libanos, Anti-Líbanos.
Esta divisão não é conhecida nas escrituras, mas...
 Hermom - Este Monte fica no extremo sul das cadeias do Monte Anti-
Líbanos, no limite sul da Síria e extremo norte da Pa...
 Seir - É uma serra de montanhas entre o sul do Mar Morto e o extremo norte
do Golfo de Ácaba, cuja altitude varia entre ...
4. CIDADES IMPORTANTES DO MUNDO
ANTIGO RELACIONADAS COM A HISTÓRIA DA
BÍBLIA NO ANTIGO TESTAMENTO.
 Nínive - Capital do i...
Cidade de Nínive, atual Mosul, no estado
de Ninawa do Iraque
 Damasco - Localizada na parte sul da Síria, no planalto regado pelos canais
derivados dos rios. Seu terreno é de grande ...
 Ur - Situada na margem sul do baixo Eufrates, cidade primitiva do patriarca
Abraão (Gn 11.27-31). Foi em Ur que Deus lhe...
Ruínas da cidade de Ur
 Babilônia - Era capital do império da Babilônia; situava-se cerca de 320 km
ao noroeste de Ur, nas duas margens do Rio E...
 Harã - Segundo lar de Abraão (Gn 11.31). Estava situada na
Mesopotâmia, cerca de 965 km ao noroeste de Ur. Tera, o pai d...
 Siquém - Fica localizada no centro da Palestina e foi a primeira cidade de
Canaã visitada por Abraão (Gn 12.6,7). Era um...
 Samaria - Fica a uns 10 km ao norte de Siquém e foi a capital da Antiga
Samaria, construída por Onri, rei de Israel (I R...
 Betel - Situada a uns 119 km ao norte de Jerusalém, foi o local onde Abraão
construiu um altar (Gn 12.8). O nome signifi...
 Hebrom - Situada a 32 km ao sul de Jerusalém, é uma das cidades mais
antigas do mundo, pois Abraão, Isaque e Jacó passar...
 Jerusalém - Localizada a uns 62 km ao leste do Mar Mediterrâneo, 25 km ao
norte do Mar Morto. Era e é formosa de situaçã...
 Menfis - Ficava a uns 6 km ao sul de Cairo, na margem ocidental do Rio Nilo.
Nela José foi encarcerado mas também serviu...
5. OS GRANDES RIOS DO MUNDO ANTIGO NO
VELHO TESTAMENTO
 Araxes - Seu nome não aparece na Bíblia, mas é o rio que forma a ...
 Tigre - Nasce nas montanhas de Arará e corre em direção sudeste pela
descida da Serra do Zagro, desembocando no Golfo Pé...
 Jordão - Tem suas nascentes nas encostas do Monte Hermom e desce na
direção norte-sul, atravessando dois lagos: - o de M...
 Nilo - Nasce na África Equatorial e corre na direção sul-norte através do
Egito, desaguando no Mar Mediterrâneo. Seu per...
II - A PALESTINA
 O termo Palestina que usamos não aparece na Bíblia, mas em fontes Romanas
do século II. Provavelmente, ...
1. VÁRIOS NOMES APLICADOS A TERRA DA
PALESTINA
 - Canaã - Gn 11.31; 12.5; Lv 25.38
 - Terra dos Hebreus - Gn 40.15
 - T...
2. LIMITES DA PALESTINA
 São duas as ordens que limitam a Palestina, uma interna e outra externa que
abrangem o passado e...
 - “...desde o Eufrates até à terra dos Filisteus, e até ao termo do Egito” (II Cr
9.26).
 Dimensões Principais da Pales...
3. OS MARES DA PALESTINA
 Lago Merom: Mencionado somente em Josué 11.5,7. É conhecido como águas
de Merom. Foi o lugar on...
 Mar da Galiléia: Tem o formato de uma pêra invertida medindo 21 por 11 km
e fica a 216 metros abaixo do nível do mar. Su...
 O Mar da Galiléia é conhecido ainda pelos seguintes nomes:
 - Mar de Quinerete (Js 13.27) - Da palavra kinnor, que sign...
 Mais de 22 espécies de peixes já foram classificadas nas águas do
Galiléia, sendo a mais famosa, a chromis simonis, ou p...
 - Finalmente, após sua ressurreição o Senhor marcou um encontro com os
discípulos na Galiléia (Mt 28.7), com sete deles ...
 Mar Morto: Tem 78 km de comprimento por 18 km de largura, está
localizado a 117 km ao sul do Mar da Galiléia, e está a 4...
 O Mar Morto não possui nenhuma espécie de vida, suas águas são tão
grossas, densas e pesadas que nenhuma pessoa afunda n...
4. OS PRINCIPAIS MONTES DA PALESTINA
 Monte Hermom: Fica no canto nordestino da terra. É o mais alto dos montes
da Palest...
 Os Cornos de Hattim ou Monte das Bem Aventuranças: Monte com dois
picos e 180 m de altura, situado a 8 km a oeste do Mar...
 Monte Gilboa: Tem 543 metros de altitude, localiza-se a uns 38 km ao sul do
Monte Tabor. Foi o local da morte do rei Sau...
 Monte Carmelo: Fica a oeste do Mar da Galiléia e perto do Mar Mediterrâneo.
É o local da vitória de Elias sobre os profe...
 Monte Ebal: Localizado no centro da Palestina é conhecido como Monte da
maldição (Dt 11.29).
 Monte Gerizim: O monte da...
 Monte Nebo: Fica ao leste do extremo norte do Mar Morto, distanciando-se
apenas 15 km. Foi deste monte que Moisés avisto...
 Monte das Oliveiras: Fica a apenas 800 metros a leste da área do templo em
Jerusalém, e uns 30 metros acima do ponto mai...
5. CIDADES IMPORTANTES DOS EVANGELHOS
 Belém: Situada a 10 km ao sul de Jerusalém, é a cidade natal do rei Davi e de
Jesu...
 Nazaré: Localizada na extremidade do Mar da Galiléia, à meio caminho do
Mar Mediterrâneo; situada no declive de uma colu...
 Caná: Sua localização tradicional fica a 8 km ao nordeste de Nazaré. É
cercada de pomares de oliveiras e outras frutas. ...
 Cafarnaum: Localizada a costa noroeste do Mar da Galiléia, era importante
centro comercial da baixa Galiléia, escolhida ...
 - Curou um leproso (Mc 1.40-45).
 - Curou o homem da mão mirrada (Mc 3.1-5).
 - Curou a sogra de Pedro (Mt 8.14,15).
...
 Sicar: Situada ao pé do Monte Ebal, a menos de 1 km do poço de Jacó .
Tornou-se famosa pela visita que o Senhor Jesus lh...
 Betsaida: (Casa da Pesca). Cidade construída por Felipe, o tertraca, à beira
do Mar da Galiléia. O povo de Betsaida fico...
 Naim: Situada a 3,5 km ao sul do Monte Tabor. Foi o lugar onde pela primeira
vez Jesus ressuscitou alguém da morte, o fi...
 Cesaréia de Felipe: Localizada perto da cabeceira oriental do Rio
Jordão, também perto do Monte Hermom. Ficava pouco men...
 Jericó: Cerca de 10 km ao norte do Mar Morto e perto da margem ocidental
do Rio Jordão, era cidade de muita importância ...
 Betânia: Aproximadamente 3,5 km ao sudeste de Jerusalém. Era cidade natal
de Lázaro, Marta e Maria, cujo lar Jesus visit...
 Jerusalém: (Lugar de Paz). É a mais famosa cidade do mundo, tanto em
sentido político como religioso. Repetidas vezes fo...
 - Localização e clima da cidade:
 - Cerca de 53 km ao leste do Mar Mediterrâneo e 26 km a oeste da extremidade
norte do...
 - Abastecimento de água da cidade:
 - Aproveitavam-se de cisternas existentes desde os tempos remotos.
 - Havia também...
 - Localidades importantes da cidade:
 - Torre ou Castelo de Antônia - situada ao noroeste do templo. Pensam alguns
que ...
 - Jerusalém do futuro:
 - Como Jerusalém, nenhuma cidade da Bíblia está tão relacionada com a
profecia bíblica. Assim, ...
CONCLUSÃO
 Assim passeamos um pouco pela Geografia Bíblica. Terras do Mundo
Antigo, cidades importantes e rios relacionad...
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Geografia Biblica Prof Sandro Valentin
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Geografia Biblica Prof Sandro Valentin

2.223 visualizações

Publicada em

AULA DE GEOGRAFIA BIBLICA CURSO BASICO

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.223
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
148
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geografia Biblica Prof Sandro Valentin

  1. 1. ETHEMG- ESCOLA DE THEOLOGIA MINAS GERAIS GEOGRAFIA BÍBLICA
  2. 2. ETHEMG- ESCOLA DE THEOLOGIA MINAS GERAIS PROF: SANDRO VALENTIN VALENTIN.SANDRO@GMAIL.COM 31- 8353-9579 / 9581-6544
  3. 3. INTRODUÇÃO  Geografia Bíblica é a parte da Geografia Geral que estuda as diferentes áreas da superfície da terra, relacionadas com os eventos bíblicos. Para compreender com mais profundidade as escrituras sagradas do cristianismo é necessário que se conheça as terras bíblicas onde ocorreram todos os eventos narrados e foram palco da vida de personagens e das profecias do Antigo Testamento, dos primeiros cristãos e principalmente da vida e ministério de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
  4. 4. I- O MUNDO ANTIGO  De acordo com os relatos bíblicos e as mais recentes conclusões antropológicas e arqueológicas, o surgimento do homem ocorreu na região da Mesopotâmia, região do oeste asiático margeada pelos rios Tigre e Eufrates, que se estende desde os montes da Armênia, ao norte, até o Golfo Pérsico, ao sul.  O Jardim do Éden, onde viveu Adão, certamente localiza-se nas nascentes dos rios Tigre e Eufrates (Gn 2.14).  O Mundo Antigo ou Mundo Bíblico era formado pelos povos antigos, mencionados na Bíblia, que habitavam as áreas banhadas pelos cinco mares do Velho Testamento, que são:  - Mar Mediterrâneo  - Mar Negro  - Mar Cáspio  - Mar Vermelho  - Golfo Pérsico
  5. 5. 1. LIMITES DO MUNDO ANTIGO
  6. 6.  Tomando-se em linha reta, os limites do Mundo Antigo são:  a - Norte - Da Espanha ao Mar Cáspio.  b - Sul - Do Mar Arábico até o Deserto da Líbia.  c - Leste - Do Mar Cáspio ao Mar Arábico.  d - Oeste - Do Deserto da Líbia a Espanha.
  7. 7.  Período pós-diluviano   Do Dilúvio a Abraão (2348-1921 = 427 anos).  De Abraão a José (1921-1635 = 286 anos).  Israel no Egito (1635-1491 = 144 anos).  Israel no Deserto (1491-1451 = 40 anos).  A Conquista de Canaã (1451-1444 = 7 anos).  Juízes (1444-1095 = 439 anos).  Monarquia (1095-975 = 120 anos).  Reino dividido (975-606 = 369 anos).  Cativeiros:Assírio, Babilônico e Persa (606-536=70)  Período de Restauração de Israel (536-432=104)  Período Interbíblico (432-05 = 427 anos). 
  8. 8. Origem das Nações  Após o dilúvio (2348 a.C.), restou apenas Noé e seus descendentes. Os povos, assim, originaram-se dos filhos de Noé: Sem, Cam e Jafé.  Não obstante, cerca de 100 anos após o dilúvio, deu-se a dispersão das raças mediante o juízo divino na confusão das línguas (Gn 11). Então, cada filho de Noé fixou-se numa direção. 
  9. 9. SEM  Fixou-se nos vales do Tigre, Eufrates e regiões próximas do oeste da Ásia.
  10. 10.  DESCENDENTES DE SEM  Filho Geração  Elão Elamitas  Assur Assírios  Afarxade Caldeus  Lude Lídios  Arã Arameus
  11. 11. Cam  Ocupou a Arábia Meridional, a leste do Mediterrâneo, o sul do Eufrates e a África. O filho primogênito de Cam foi Cuxe, que povoou a Etiópia e o Egito na África, e das imediações do Mar Cáspio. Cuxe, pai de Ninrode, foi o chefe da primeira coligação de povos da Mesopotâmia.
  12. 12.  DESCENDENTES DE CAM  Filho Geração  Cuxe Etíope  Mizraim Egípcios  Pute Líbios  Canaã Cananeus
  13. 13. Jafé  Povoou parte da Ásia Menor e ocidente da Europa.
  14. 14. 2. REGIÕES DO MUNDO ANTIGO E SUAS CARACTERÍSTICAS:  A. DIVISÃO ORIENTAL:  Armênia - Nesta região encontra-se as cabeceiras dos rios Tigre e Eufrates, e é a provável área do Jardim do Éden e o Monte Arará onde descansou a arca de Noé (Gn 8.4). Fica situada ao norte da Assíria, entre o Mar Negro e o Mar Cáspio. É conhecida por outros nomes que são: Togarma (Ez 27.14) e Ararate (II Rs 19.37).  Foi habitada por um povo descendente de Jafé, filho de Noé, através de Togarma, filho de Gomer (Gn 10.1-3). Nos dias de Jeremias havia ali um reino, o qual ele convidou para pelejar contra Babilônia (Jr 51.27).  Foi para essa terra que os filhos do Rei Senaqueribe, da Assíria, fugiram depois de matarem seu pai (II Rs 19.37). No ano 276 A.D., seu rei conheceu o cristianismo, o que causou em séculos seguidos, horríveis perseguições por parte dos Islamitas.
  15. 15.  Média - Ficava ao sul do Mar Cáspio e partes da Armênia, com uma área de 1.111 km de comprimento por 462 km de largura. Era dotada de ricas pastagens onde se criavam famosos cavalos. Os primitivos habitantes desta região eram raças valentes e guerreiras, excelentes cavaleiros e hábeis no manejo do arco. Porém, viviam divididos em muitas tribos, sem um governo central, sem um exército unificado, sem vida organizada, o que os tornou presa fácil para que os impérios vizinhos e mais poderosos pudessem conquistá-los. A Assíria sujeitou-lhes à princípio, depois aliou-se à Babilônia para se ver livre do jugo da Assíria, e por fim no ano 556 a.C., Ciro, rei dos persas, destruiu a Média e a unificou ao seu reino, formando o reino Medo-Persa, de Daniel 2.39; 7.5; 8.3. Nunca mais a Média deixou de ser uma província da Pérsia. Hoje faz parte do Irã.
  16. 16.  Pérsia - Situada ao nordeste do Golfo Pérsico, primitivamente ocupava uma área de 50.000 milhas quadradas. Porém, com o avanço do Império Persa, chegou a abranger toda a Ásia Oriental, Grécia e Egito, totalizando uma superfície de 2.000.000 (dois milhões) de milhas quadradas. Conquistaram o mundo do Antigo Testamento (Ed 1.2; Et 1.1-3), destruindo o Império Babilônico de Nabucodonozor e Belsazar, sob o comando de Ciro, rei da Pérsia, o qual decretou a reconstrução do templo de Jerusalém e a restituição dos vasos sagrados que Nabucodonozor havia tomado.  Foi na Pérsia que ocorreram os acontecimento descritos no livro de Ester (Et 1.1-3).
  17. 17. B. DIVISÃO CENTRAL:  Assíria - Localizada entre a terra do Zagro e o rio tigre na região sudeste da planície central do Mundo Antigo, a Assíria recebeu seu nome de Assur, filho de Sem e neto de Noé (Gn 10.22). A cidade mais célebre da Assíria foi Nínive. Os seus habitantes eram da raça semítica, e escavações recentes nas ruínas dos palácios assírios revelam que este povo partilhavam em alto grau da civilização da Babilônia, de onde haviam emigrado. Os assírios eram simples nos seus costumes, mas cruéis e ferozes em suas guerras, empalando, arrancando os olhos e queimando vivos os habitantes das cidades por eles conquistadas, tornando-se sinônimo de terror para as nações vizinhas. Por quase 700 anos, no auge de sua força, foi o poder dominante no oriente, conquistando Babilônia, parte da Média, Armênia, Síria, Chipre, Arábia e Egito. No ano 607 a.C. os medos, os babilônios, e seus aliados, tomaram a cidade de Nínive, e deram fim ao Império da Assíria. Foi nas montanhas da Assíria que o rei Salmanezer instalou grande parte dos cativos de Israel (reino do norte), quando subjugou a Oséias, rei de Israel (II Rs 17.6,23). Em 712 a.C. O rei Senaqueribe, da Assíria, capturou várias cidades fortificadas de Judá, mas não conseguiu conquistar Jerusalém, pois o rei Ezequias orou e o Senhor mandou um anjo, a qual destruiu 185.000 soldados do exército do rei da Assíria (II Rs 19.35). Hoje a área é ocupada pelo Iraque.
  18. 18.  Elão - Ficava ao sudeste da Assíria, e ao norte do golfo Pérsico, Susã, sua capital, segundo provas arqueológicas, foi fundada cerca de 4.000 a.C. Elão foi sede de um antigo império. Quedorlaomer, que aprisionou Ló, quando foi perseguido e derrotado por Abraão, era rei de Elão (Gn 14.1). É uma região de montanhas e relativamente fértil. Representantes elamitas achavam-se presentes no dia de Pentecostes em Jerusalém (At 2.9). Esta região foi explorada a princípio, por Elão, filho de Sem, e neto de Noé (Gn 10.22). Hoje é uma província iraniana.
  19. 19.  Mesopotâmia - Literalmente, “entre rios”. Era a vasta região do oeste asiático, margeada pelos rios Tigre e Eufrates, que se estende desde os montes da Armênia até o Golfo Pérsico. É a terra dos primeiros dias da história bíblica e o berço da humanidade. Foi conquistada e dirigida sucessivamente por todos os grandes impérios da antigüidade. Foi o país de Naor e Abraão, onde estava Ur dos Caldeus (Gn 11.31; At 7.2). Balaão era natural de Mesopotâmia (Dt 23.4), e no dia de Pentecostes também estavam presentes visitantes da Mesopotâmia (At 2.9). Atualmente a área é ocupada pelo Iraque.
  20. 20.  Babilônia - Situava-se ao sudoeste da Mesopotâmia, conhecida também por Caldéia ou terra de Sinear. Babilônia ocupava o mesmo local da Torre de Babel; sendo destruída pelos assírios em 689 a.C. Sob o reinado de Nabucodonozor, viveu seus dias mais gloriosos. Na Babilônia havia muitas maravilhas. Não se sabe como foram transportadas as enormes pedras de muitas léguas de distância para as construções, nem como foram cortadas tão justas que não se pode meter a folha fina de um canivete entre elas. Os jardins suspensos eram uma das sete maravilhas do mundo. O templo de Baal tinha a altura de duzentos metros; até hoje no mundo inteiro não há catedral tão alta. Era nesse templo que Nabucodonozor guardava os vasos sagrados que foram levados do templo de Jerusalém.  A cidade, situada no meio de planícies férteis, foi o centro comercial do mundo antigo. As suas fortes muralhas tinham mais de cem metros de altura e a largura era tal que dois carros de guerra - cada um puxado por dois cavalos - podiam andar lado a lado sobre elas. Cada lado da cidade tinha 25 portas de metal. Sua grandeza foi motivo de orgulho e humilhação do rei Nabucodonozor (Dn 4.29-33). Foi na Babilônia que o povo de Judá ficou exilado, e nela exerceram seus ministérios os profetas Daniel e Ezequiel.
  21. 21.  Arábia - Esta é uma região de imensos desertos que se estende desde a foz do Rio Nilo até o Golfo Pérsico, no sentido oeste-leste; e desde a Síria até o Golfo Pérsico, no sentido norte-sul. Este país é a maior península do mundo. Foi na parte ocidental da Arábia, a Arábia Pétrea - incluindo-se nela a planície do Sinai e Edom - que os israelitas peregrinaram durante 40 anos e onde a lei foi dada a Moisés. Os habitantes primitivos da Arábia eram descendente de Ismael, filho de Abraão. Hoje a região é ocupada pela Arábia Saudita, Iemem, Omã, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Bahrein e Qatar.
  22. 22. C. DIVISÃO SUDESTE:  Síria - Localiza-se ao sudoeste da Armênia e ao leste do Mar Mediterrâneo, ao norte de Israel e a oeste da Assíria e partes da Arábia. Os sírios ou arameus são descendentes de Arã, filho de Sem e neto de Noé (Gn 10.22). O rio Eufrates é o maior do país, tendo ainda os rios Orontes, Farpar e Albana. Nos dias dos patriarcas esta região era constituída de pequenos reinos independentes. Era nesta região que situava-se Padã-Harã, onde Abraão habitou com seu pai, e onde deixou sua parentela para sair em busca de Canaã. Damasco, capital da Síria, conforme se crê, é a mais antiga “cidade viva” da Terra. A Síria foi o primeiro país estrangeiro a receber o cristianismo pelo testemunho dos apóstolos e crentes perseguidos, em Antioquia, onde foram primeiramente chamados cristãos (At 11.26). Naamã, general leproso que foi curado através do ministério de Elizeu, era chefe do exército da Síria.
  23. 23.  Fenícia - Esta região era uma nesga de terra entre Mediterrâneo a oeste, Síria ao leste, e Palestina ao sul. Media 25 km de largura por 250 km de comprimento. Suas cidades principais eram Tiro e Sidom. Seus habitantes eram famosos em navegação, comércio, ciências, arte e literatura, exercendo notável influência sobre as demais nações do mundo. O Monte Líbano fornecia-lhes madeiras para construção de navios. Com suas navegações, estabeleceram colônias que favoreciam o comércio. Algumas dessas colônias cresceram grandemente, sendo a maior delas Cártago. Quando Jesus visitou as costas de Tiro e Sidom, achava-se Ele em território da Fenícia (Mt 15.21). Vários cristãos que haviam sido espalhados pela perseguição que se seguiu ao martírio de Estêvão, refugiaram-se na Fenícia (At 11.19). Paulo e Barnabé passaram por ela indo de Antioquia para Jerusalém, e na última viagem de Paulo a Jerusalém, ele foi conduzido em um navio fenício que o deixou em Tiro (At 21.2,3). A religião dos fenícios era cruel, sensual e idólatra. Hoje a área é ocupada pelo Líbano.
  24. 24.  Canaã - Situada ao sul da Fenícia e Síria. Canaã recebeu o seu nome em honra a Canaã, filho de Cão e Neto de Noé (Gn 10.6; Ex 15.15). É a terra que foi prometida a Abraão (Gn 12.5-7). Em tempos remotos era povoada por raças de gigantes, os quais ainda viviam nos dias de Davi. Porém, foram suplantados pelas sete nações que possuíam as terras nos dias de Josué (Dt 7.1). Suas cidades eram bem construídas, mas a sua vida moral era corrompida (Gn 13.12; 19.13). Israel foi admoestado a não imitar suas obras (Lv 18.3). Habitaram em Canaã: Abraão (Gn 13.12), Isaque (Gn 28.1-2), Jacó (Gn 37.1), Esaú (Gn 36.25) e José (Gn 37). Suas características serão estudadas com detalhes na “Parte Dois”, sob o tema PALESTINA.
  25. 25.  Egito - País que ocupa o canto nordestino da África. Certamente depois da Palestina é a terra que mais se destaca na Bíblia, no ponto de vista histórico e religioso. Nos tempos primitivos, o Egito compreendia somente a zona banhada pelo Nilo, até Assuan, a primeira catarata. Seu nome antigo era Misraim, derivado do filho de Cão, filho de Noé (Gn 10.6) que para lá se dirigiu após o dilúvio, por isso o Egito é conhecido como “terra de Cão” (Sl 105.23,27). Em tempos remotos o Egito atingiu grande desenvolvimento em ciências, letras e artes, como provam os monumentos e documentos descobertos em grandes quantidades. Estão ainda hoje desafiando o tempo as pirâmides de Quéops, Quefren e Miquerinos, como também a grande esfinge de Gizeh, construída pelo Faraó Quefren, em 2.550 a.C.  A famosa fertilidade do Egito devia-se ao lodo espalhado em várias áreas, especialmente no baixo Egito ou Delta, pelas enundações do Rio Nilo. O Egito foi o lugar da longa permanência dos descendentes de Jacó (Povo de Israel), por 430 anos, sendo que os últimos 80 anos foram de terrível escravidão. Deus levantou Moisés, ao qual preparou maravilhosamente para ser o libertador do seu povo. Cairo, Mênfis, Tebas e Alexandria são as cidades principais do Egito.
  26. 26. 3. MONTANHAS DO MUNDO ANTIGO RELACIONADAS COM A HISTÓRIA BÍBLICA  Arará - Fica no sudeste da Armênia; é célebre pelo encalhe da Arca de Noé (Gn 8.4). É um planalto montanhoso, sendo que o pico mais alto tem 5.180 metros de altitude em relação ao nível do mar. Segundo crêem os armênios, Noé foi enterrado em Nachitchevan, ao pé dessa montanha. A vila Argurí, situada na encosta, conforme a tradição, é o lugar onde Noé plantou a sua vinha. Foi para a terra de Ararate que os filhos de Senaqueribe fugiram, depois de matarem seu pai (II Rs 19.37).
  27. 27.  Sinai ou Horebe - Localizado no extremo sudoeste da Ásia, entre os golfos de Suez e Ácaba, os dois braços do Mar Vermelho. A península, por sua natureza, divide-se em duas partes: uma ao norte, predominantemente deserta com leves elevações; outra ao sul, na qual predomina a topografia montanhosa. Foi no deserto de Sinai onde Deus apareceu a Moisés nas chamas de uma sarça que ardia e não se consumia (At 7.30). Onde os israelitas ficaram acampados quase um ano em frente do Monte Sinai (Ex 19.1,2), e onde foi levantado o senso de toda congregação de Israel (Nm 1.1,2). Foi no Monte Sinai também que Deus deu as tábuas da Lei a Moisés (Ex 19). Chamava-se também Horebe (Ex 3.1), onde Elias fugindo de Jezabel, escondeu-se numa caverna (I Rs 19.8,9). Hoje o Sinai é conhecido como Jebel-Musa que significa “Monte de Moisés”.
  28. 28.  Montes Libanos - Apresentam-se em duas divisões: Libanos, Anti-Líbanos. Esta divisão não é conhecida nas escrituras, mas vem do tempo da dominação grega e persiste até hoje. Entre a cordilheira do Líbano e Anti-Líbano fica o “Vale do Líbano”, com largura de 12 km, mencionada em Josué 11.17. O vale do Jordão é uma continuação desse vale. Esta região era famosa pela sua fertilidade, nas suas encostas cresciam os cedros e as esbeltas faias, madeiras empregadas na construção do templo de Salomão, cobertura de navios, palácios dos reis, etc. (II Rs 5.6; II Rs 19.23). Existiam nesta área muitas feras (I Rs 14.9; Ct 4.8; Hc 2.17). A estupenda grandeza das montanhas, coroadas de neve, revestida de cedros, de olivais, de vinhas, refrescante festilidade dos vales e o agradável cheiro dos arbustos, combinam para a forma de linguagem usada pelas Escrituras, “A glória do Líbano” (Is 35.2).
  29. 29.  Hermom - Este Monte fica no extremo sul das cadeias do Monte Anti- Líbanos, no limite sul da Síria e extremo norte da Palestina, sua altitude atinge aproximadamente 3.000 metros (os dados oferecidos pelos autores, divergem consideravelmente quanto a altitude desse monte, oscilando entre 2.750 e 3.365 metros) e sua cobertura permanente de neve e gelo, transforma esse monte numa visão majestosa, podendo ser visto de muitas partes da Palestina, Síria, Arábia, Fenícia e Mediterrâneo. Durante o inverno o enorme véu de neve baixa até cerca de 1.500 metros; na medida que avança o verão a neve vai derretendo, formando fios de águas e riachos que descem pelas encostas e regam as partes inferiores do monte e os vales. Ficando no seu tríplice cume (formado por três elevações ou picos dispostos em triângulo) uma calota de gelo que reflete os raios solares, qual um espelho, a distâncias enormes. Alguns acreditam que a transfiguração de Jesus teve lugar em algum ponto da encosta sul deste monte, embora a tradição aponte o Tabor na Galiléia. O Hermom tem um papel importante no clima da região, principalmente no da Palestina, agindo como captador das correntes de ar quentes e úmidos vindas do Mediterrâneo, e precipitador das mesmas em forma de orvalho denso, em áreas próximas e distantes. Atualmente seu nome local é Jebel-esh-Sheik, isto é, “Monte Chefe”.
  30. 30.  Seir - É uma serra de montanhas entre o sul do Mar Morto e o extremo norte do Golfo de Ácaba, cuja altitude varia entre de 300 a 2.000 metros. Foi o local habitado por Esaú, irmão de Jacó. Na região central dos montes ficava a cidade fortaleza, Petra, também conhecida como Selá, posto militar guardião das fronteiras do império romano.
  31. 31. 4. CIDADES IMPORTANTES DO MUNDO ANTIGO RELACIONADAS COM A HISTÓRIA DA BÍBLIA NO ANTIGO TESTAMENTO.  Nínive - Capital do império da Assíria, situada à margem oriental do Rio Tigre. Segundo Gênesis capítulo 10 versículo 11, foi uma das mais antigas cidades da Assíria. Foi visitada pelo profeta Jonas (Jn 3.3). Ocasião em que houve ali um avivamento espiritual; porém, mais tarde, isto é, no ano 600 a.C, foi destruída. A circunferência era de 86 km e possuía muros duma altura de 300 metros com uma largura suficiente para permitir três carruagens andarem juntas. O profeta Naum chama a esta cidade de “a cidade sanguinária” (Na 3.1), não só por causa das guerras que havia tido com as nações vizinhas durante alguns séculos, mas também pelas crueldades praticadas durante suas conquistas, contra os povos vencidos. O rei Asurnasirpal, por exemplo, estava acostumado, depois da vitória, cortar as mãos, os pés, os narizes, as orelhas e tirar os olhos dos cativos e fazer pirâmides com as cabeças humanas (Dicionário Bíblico Jhon Davis).
  32. 32. Cidade de Nínive, atual Mosul, no estado de Ninawa do Iraque
  33. 33.  Damasco - Localizada na parte sul da Síria, no planalto regado pelos canais derivados dos rios. Seu terreno é de grande fertilidade, de modo que a cidade se acha cercada de pomares, hortas e jardins, em contrastes com a aridez do deserto vizinho. Em Damasco residia Naamã, general do exército dos síros nos dias do reinado de Benadete e nos dias do profeta Elizeu (II Rs 5). Muitos judeus moravam nessa cidade e fundaram ali várias sinagogas (At 9.2). Perto dessa cidade, ou na entrada que liga Jerusalém a Damasco, Saulo de Tarso (Paulo) foi convertido ao cristianismo, quando perseguia os cristãos ali residentes, sendo fuminado por uma luz brilhante ao som de uma voz do céu (At 9.2,3,10; 22.6,10,12). A tradicional rua direita tem cerca de três km de comprimento e passa pelo centro da cidade. Era provalvelmente, cidade velha quando Abraão a visitou. É a cidade mais antiga do mundo, sem quebra de existência.
  34. 34.  Ur - Situada na margem sul do baixo Eufrates, cidade primitiva do patriarca Abraão (Gn 11.27-31). Foi em Ur que Deus lhe apareceu (At 7.2-4). Sua população no dia de Abraão era de mais ou menos 250.000 habitantes. O nome da cidade na atualidade é Tell-el-Mugayyar (Mugier) e fica a cerca de 10 km ao sul do atual Rio Eufrates. Originalmente porto de mar, é cidade de grande comércio e sede de erudição e cultura. A cultura de Ur antecipava a do Egito, da Assíria, da Fenícia e da Grécia. Pelas escavações arqueológicas existem provas de sua proximidades com o jardim do Éden. Era cidade notoriamente idólatra (Js 24.2,3,14). Era o centro de adoração do “deus Lua”.
  35. 35. Ruínas da cidade de Ur
  36. 36.  Babilônia - Era capital do império da Babilônia; situava-se cerca de 320 km ao noroeste de Ur, nas duas margens do Rio Eufrates. Aparece pela primeira vez no Velho Testamento em Gênesis 10.10, (Sinar), associada a outros três nomes e como sendo fundada por Ninrode, aproximadamente no ano 2.230 a.C. (Gn 10.7-10). Ali começaram a edificar a Torre de Babel, e deu-se a confusão de línguas (Gn 11.1-9). A Babilônia antiga tinha a forma quadrângular e segundo Heródoto, narrador grego, ocupava uma área de mais ou menos 300 km quadrados. As muralhas da cidade eram duplas, havendo um espaço que as separavam onde não era permitido construção. Hoje em dia a Babilônia está reduzida a diversos montões e ruínas, e ao lado oeste está a vila de Ilá, que está ligada à cidade de Bagdá por uma estrada de ferro, que fica a uns 113 km ao norte.
  37. 37.  Harã - Segundo lar de Abraão (Gn 11.31). Estava situada na Mesopotâmia, cerca de 965 km ao noroeste de Ur. Tera, o pai de Abraão, quando contava 205 anos de idade, morreu em Harã (Gn 11.32); daí Abraão seguiu para Canaã.  Tiro - Capital da Fenícia, era cidade marítima e comercial na costa do Mar Mediterrâneo. Foi destruída por Nabucodonozor, segundo as profecias de Ezequiel 26.7-15; 27; 28.19.
  38. 38.  Siquém - Fica localizada no centro da Palestina e foi a primeira cidade de Canaã visitada por Abraão (Gn 12.6,7). Era uma terra das cidades de refúgio e José foi enterrado nela (Js 24.32). Seu nome moderno é Nablus, e os poucos samaritanos que existem vivem ali e observam a Páscoa no Monte Gerizim.  Siquém nos dias de hoje
  39. 39.  Samaria - Fica a uns 10 km ao norte de Siquém e foi a capital da Antiga Samaria, construída por Onri, rei de Israel (I Rs 16.23,24) cerca de 925 anos a.C. Os assírios a cercaram e a destruíram em 721-722 a.C. (II Rs 17.19-23). O Reino do Norte também era chamdo de Israel ou Samaria.
  40. 40.  Betel - Situada a uns 119 km ao norte de Jerusalém, foi o local onde Abraão construiu um altar (Gn 12.8). O nome significa “Casa de Deus”, e era, outrossim, onde Jacó votou o seu bem conhecido voto (Gn 28.18-22). Na era dos Juizes, era uma cidade santa, porém, nos dias do rei Jeroboão I, se tornou centro de idolatria (I Rs 12.28-30).
  41. 41.  Hebrom - Situada a 32 km ao sul de Jerusalém, é uma das cidades mais antigas do mundo, pois Abraão, Isaque e Jacó passaram grande parte das suas vidas nas vizinhanças (Gn 13.18; 35.27) e ali foram sepultados. Atualmente uma grande Mesquita ocupa o sítio. Foi de Hebrom que Jacó e sua família partiram, indo ao Egito; e foi a residência real de Davi por 7 anos e 6 meses, quando reinava apenas sobre Judá, e onde foi ungido rei sobre as tribos de Israel (II Sm 2.11; 5.1-5). A população é composta por islamitas, pois a cidade atualmente pertence aos Palestinos.
  42. 42.  Jerusalém - Localizada a uns 62 km ao leste do Mar Mediterrâneo, 25 km ao norte do Mar Morto. Era e é formosa de situação (Sl 48.2) - Estudaremos Jerusalém com detalhes no capítulo sobre a PALESTINA.
  43. 43.  Menfis - Ficava a uns 6 km ao sul de Cairo, na margem ocidental do Rio Nilo. Nela José foi encarcerado mas também serviu como Governador, e nela Moisés enfrentou Faraó. Era cidade grande e esplêndida, mas os profetas avisaram Israel a não confiar nela; também predisseram a sua destruição (Is 19.1-4; Jr 46.14-19; Ez 30.13-16). Foi completamente destruída e suas ruínas aproveitadas para construir Cairo. Escavações modernas já revelaram a sua grandeza e riqueza.
  44. 44. 5. OS GRANDES RIOS DO MUNDO ANTIGO NO VELHO TESTAMENTO  Araxes - Seu nome não aparece na Bíblia, mas é o rio que forma a divisa norte do mundo do Velho Testamento e desliza em direção leste para desaguar no Mar Cáspio.
  45. 45.  Tigre - Nasce nas montanhas de Arará e corre em direção sudeste pela descida da Serra do Zagro, desembocando no Golfo Pérsico.  Eufrates - É o rio mais famoso do mundo do Velho Testamento dado à sua história, que proeminencia ainda nos últimos dias, pelo que diz o livro de Apocalipse 9.14. Nasce também na cordilheira do Arará e desemboca no Golfo Pérsico.
  46. 46.  Jordão - Tem suas nascentes nas encostas do Monte Hermom e desce na direção norte-sul, atravessando dois lagos: - o de Meron (atualmente chamado Hula) e o da Galiléia, com um percurso total de 340 km, até desaguar no Mar Morto. Mais detalhes desse rio no capítulo sobre a PALESTINA.
  47. 47.  Nilo - Nasce na África Equatorial e corre na direção sul-norte através do Egito, desaguando no Mar Mediterrâneo. Seu percurso tem cerca de 6.696 km de comprimento, constituindo-se o mais extenso rio do mundo.
  48. 48. II - A PALESTINA  O termo Palestina que usamos não aparece na Bíblia, mas em fontes Romanas do século II. Provavelmente, o vocábulo originou-se da palavra pelestim (filisteu). O País é comumente designado como Canaã ( Heres Kena`na). Desde a antiguidade remota, essa faixa foi povoada por diversos povos e disputada pelos impérios, pois, naquela época, quem dominasse a palestina teria domínio sobre o mundo antigo  É uma região que localiza-se na Ásia, tendo a Fenícia ao norte, (atual Líbano), Mar Morto ao sul, o Mediterrâneo ao ocidente e o deserto da Síria ao Oriente. Foi escolhida por Deus (Dt 32.8), para fixar os termos do seu povo segundo o número dos filhos de Israel (Ez 20.6), para ser a coroa de todas as nações.
  49. 49. 1. VÁRIOS NOMES APLICADOS A TERRA DA PALESTINA  - Canaã - Gn 11.31; 12.5; Lv 25.38  - Terra dos Hebreus - Gn 40.15  - Terra de Israel - I Sm 13.19  - Terra de Judá - Is 19.17  - Terra Santa - Zc 2.12  - Terra de Jeová (Senhor) - Os 9.3  - Terra da Promessa - Hb 11.9
  50. 50. 2. LIMITES DA PALESTINA  São duas as ordens que limitam a Palestina, uma interna e outra externa que abrangem o passado e o futuro.   Palestina Propriamente Dita: A terra que foi dividida entre as doze tribos tinha mais ou menos, 31.000 km quadrados. Menor que o Estado do Espírito Santo, no Brasil.  Os Limites Maiores:  - “...desde o rio do Egito (Rio Nilo) ao grande Rio Eufrates” (Gn 15.18).  - “...desde o Deserto, desde o Líbano, desde o Rio Eufrates até ao Mar Ocidental, será o vosso termo” (Dt 11.24).  - “...desde o Mar Vermelho até o Mar dos Filisteus (Mar Mediterrâneo) e desde o Deserto até ao Rio Eufrates” (Ex 23.31).
  51. 51.  - “...desde o Eufrates até à terra dos Filisteus, e até ao termo do Egito” (II Cr 9.26).  Dimensões Principais da Palestina: A linha litoral, desde Gaza a Tiro, é mais ou menos 176 km. De Tiro ao Rio Jordão, desde o Monte Hermom, ao extremo sul do Mar Morto é de aproximadamente 240 km.
  52. 52. 3. OS MARES DA PALESTINA  Lago Merom: Mencionado somente em Josué 11.5,7. É conhecido como águas de Merom. Foi o lugar onde Josué desbaratou a coligação cananéia, chefiada por Jabim, rei de Hazom. Literalmente quer dizer “Superior”, talvez por sua posição geográfica. Ficava a 18 km ao norte do Mar da Galiléia, ao qual se fazia ligar pelo Rio Jordão. Segundo J. Davis, media 8 km de comprimento, por 6 km de largura.  A moderna engenharia israelense, após anos de penoso trabalho, drenou a região, transformando o imenso vale pantanoso e parte do lago em searas e pomares. Uma parte da remanescente água é usada para criação de peixes. Agora o local é conhecido como Hula ou Hulé.
  53. 53.  Mar da Galiléia: Tem o formato de uma pêra invertida medindo 21 por 11 km e fica a 216 metros abaixo do nível do mar. Sua profundidade não vai além de 4 a 5 metros em alguns lugares, noutros, porém, atingindo 45 a 50 metros, que é a sua profundidade máxima.
  54. 54.  O Mar da Galiléia é conhecido ainda pelos seguintes nomes:  - Mar de Quinerete (Js 13.27) - Da palavra kinnor, que significa cítara, talvez pela sua forma que assemelha-se com um instrumento musical, ou pela suavidade de suas ondas que lembram música de harpa.  - Lago de Genezaré (Lc 5.1) - Por causa da planície com esse nome localizada no ângulo noroeste do Mar.  - Mar de Tiberíades (Jo 6.1) - Nome de uma cidade localizada na margem ocidental do Mar, construída por Herodes Antipas, em honra a Tibério Cesar.  É considerado o mais pescoso do mundo. A quantidade de peixes, atribui-se a vasta vegetação que cresce tanto nas margens como no fundo do lago, e também a proliferação de certos moluscos que facilitam a multiplicação dos peixes.
  55. 55.  Mais de 22 espécies de peixes já foram classificadas nas águas do Galiléia, sendo a mais famosa, a chromis simonis, ou peixe de São Pedro. Nos dias do ministério terreno de Jesus, Cafarnaum e outras cidade da margem do famoso lago, a pesca era a indústria mais rendosa. De acordo com a harmonia dos Evangelhos, Jesus passou 18 meses de seu ministério terreno em Cafarnaum e áreas adjacentes.  Alguns dos eventos ocorridos no Mar da Galiléia ou em suas proximidades:  - Foi nas praias do Galiléia, em Cafarnaum, que Jesus chamou os quatro pescadores: Pedro, André, Tiago e João (Mc 1.16-20).  - A pesca maravilhosa (Lc 5.1-11).  - Jesus acalmou a tempestade (Mt 8.23-26).  - Andou sobre as águas (Mt 14.22-33).  - Nas proximidades do Lago, duas vezes multiplicou pães e peixes para alimentar milhares (Mt 14.19,20; 15.32-37).  - Defronte do Lago, no Monte Cornos de Hattim, Jesus proferiu o “Sermão da Montanha” (Mt 5.1-12).  - De um barco atracado no Mar, Jesus proferiu o primeiro grupo de suas parábolas (Mt 13).
  56. 56.  - Finalmente, após sua ressurreição o Senhor marcou um encontro com os discípulos na Galiléia (Mt 28.7), com sete deles esteve na pesca (Jo 21.1-4), e foi alí que o Senhor reabilitou a Pedro (Jo 21.15).  Hoje o Mar da Galiléia encontra-se com algumas de suas praias bastante abandonadas. Mato cresceu em derredor. Outras partes, entretanto, são bem cuidadas. Não longe de Tibérias, os israelenses fizeram quase dentro d`agua, um excelente restaurante que serve, entre outros pratos, o famoso peixe de São Pedro. Os jovens atletas de Israel cruzam a nado em famosas competições, o Lago da Galiléia entre Tibérias e Ein-gev. Fazem isso desde 1.943. Existe na cidade de Tibérias, que é a atual capital da Galiléia, um Museu de arqueologia. O Turismo explora passeios de barcos que são feitos desde as ruínas de Cafarnaum a Tibérias ou vice-versa.
  57. 57.  Mar Morto: Tem 78 km de comprimento por 18 km de largura, está localizado a 117 km ao sul do Mar da Galiléia, e está a 426 metros abaixo do nível do mar, tornando-se a maior represa do Globo.  É conhecido na Bíblia pelos nomes:  - Mar da Araba - Dt 3.17  - Mar Morto - Ez 47.8  - Mar Oriental - Zc 14.8  - Mar Salgado ou Mar do Sal - II Rs 14.25; Dt 3.17
  58. 58.  O Mar Morto não possui nenhuma espécie de vida, suas águas são tão grossas, densas e pesadas que nenhuma pessoa afunda nelas. As águas possuem 26% de sal. Os peixes que chegam até suas águas, principalmente trazidas pelo Rio Jordão, morrem em poucos minutos. Corvos e cegonhas são atraídos pelos peixes mortos. Não há vegetais em suas margens e nem nas suas proximidades. O mar é rico em minerais. O Mar Morto, pela sua posição geográfica, não tem saída para suas águas, elas se evaporam numa proporção gigantesca. Calcula-se entre 6 a 8 milhões de toneladas a cada 24 horas. Alguns exploradores que tentaram navegar nas águas do Mar Morto, morreram devido aos gases da evaporação. Contudo, ultimamente o governo de Israel, de 1956 para cá vem convergindo inúmeros esforços para revelar os grandes segredos do Mar Morto e aproveitar os seus quase infinitos recursos para transformar ou fabricar riquezas.
  59. 59. 4. OS PRINCIPAIS MONTES DA PALESTINA  Monte Hermom: Fica no canto nordestino da terra. É o mais alto dos montes da Palestina, quase sempre coroado com neve; tem aproximadamente 3.000 metros de altura e é provavelmente o monte da transfiguração de (Mt 16.13; 17.1) - Vide página (06).
  60. 60.  Os Cornos de Hattim ou Monte das Bem Aventuranças: Monte com dois picos e 180 m de altura, situado a 8 km a oeste do Mar da Galiléia. É o local tradicional da chamada dos doze apóstolos; do sermão do monte e do aparecimento de Jesus na Galiléia depois da ressurreição (Lc 6.12).  Monte Tabor: Situado a 19 km a sudoeste do Mar da Galiléia, é o local da vitória de Débora (Jz 4.6). Com 615 metros de altitude. Na história do Velho Testamento este monte tem significação importante devido as batalhas ocorridas junto ao mesmo, como sejam: a de Baraque e Debóra contra Sísera (Jz 4); Gideão contra os reis midianitas (Jz 8).
  61. 61.  Monte Gilboa: Tem 543 metros de altitude, localiza-se a uns 38 km ao sul do Monte Tabor. Foi o local da morte do rei Saul (I Sm 31.1).
  62. 62.  Monte Carmelo: Fica a oeste do Mar da Galiléia e perto do Mar Mediterrâneo. É o local da vitória de Elias sobre os profetas de Baal (I Rs 18.36-42).
  63. 63.  Monte Ebal: Localizado no centro da Palestina é conhecido como Monte da maldição (Dt 11.29).  Monte Gerizim: O monte da benção. Fica ao sul de Ebal. Ao pé deste monte encontra-se o poço de Jacó, ao nordeste. Os samaritanos dirigiam seus cultos nesse monte. (Jo 4.5,6,20,21; Dt 11.29; Js 8.30-33).
  64. 64.  Monte Nebo: Fica ao leste do extremo norte do Mar Morto, distanciando-se apenas 15 km. Foi deste monte que Moisés avistou a terra prometida, e ali morreu (Dt 34.1,5).
  65. 65.  Monte das Oliveiras: Fica a apenas 800 metros a leste da área do templo em Jerusalém, e uns 30 metros acima do ponto mais alto da cidade. Foi onde Cristo fez o seu discurso profético (Mt caps. 24,25). Desse monte Jesus subiu ao céu, e um dia voltará, descendo sobre ele (Zc 14.4), quando o monte então partirá e águas correrão de Jerusalém.
  66. 66. 5. CIDADES IMPORTANTES DOS EVANGELHOS  Belém: Situada a 10 km ao sul de Jerusalém, é a cidade natal do rei Davi e de Jesus Cristo. É cidade muito importante na profecia bíblica (Mq 5.2), e a maior parte do livro de Rute a tem como cenário. Atualmente é apenas uma pequena vila onde católicos, romanos, gregos e armênios possuem conventos, além da tradicional Igreja da Natividade, edificada sobre cavernas. Essa igreja foi construída pela imperatriz Helena 330 A.D.
  67. 67.  Nazaré: Localizada na extremidade do Mar da Galiléia, à meio caminho do Mar Mediterrâneo; situada no declive de uma coluna (Lc 4.29), voltada para a Planície de Esdrelom e do Monte Carmelo, tendo o Mar Mediterrâneo à distância. Foi nessa cidade que o anjo Gabriel apareceu a Maria (Lc 1.26). Depois de sua fuga para o Egito, José e Maria voltaram a morar em Nazaré e foi aí que Jesus passou a sua infância e trabalhou como carpinteiro. Duas vezes pregou na sinagoga de Nazaré e duas vezes foi rejeitado. Hoje Nazaré é uma cidade grande, com milhares de habitantes, a 169 km de Jerusalém; sua grande maioria é composta por cristãos. O comércio está quase todo em mãos árabes. Há um número muito grande de monumentos e pontos famosos em Nazaré, pela sua relação com a vida de Jesus, como a rua dos carpinteiros, cisterna de Maria (Fonte da Virgem) etc.
  68. 68.  Caná: Sua localização tradicional fica a 8 km ao nordeste de Nazaré. É cercada de pomares de oliveiras e outras frutas. Usa-se ainda em Caná, jarros de pedras calcária; e aos peregrinos e turistas, alguns vasos são apresentados como os mesmos que foram utilizados para levar o vinho milagroso (Jo 2.1- 12).
  69. 69.  Cafarnaum: Localizada a costa noroeste do Mar da Galiléia, era importante centro comercial da baixa Galiléia, escolhida por Jesus como o quartel general de suas atividades Messiânicas e onde passou 18 meses do seu ministério terreno. Jesus foi grandemente perseguido em Jerusalém; o foi também em Nazaré. Em Cafarnaum achou uma cidade aberta. Mandado embora de Gadara (Lc 8.37), o povo de Cafarnaum o recebeu com alegria (Lc 8.40). Os romanos mantinham nela, uma alfândega ou coletoria, da qual Mateus era um dos publicanos (Mc 2.14), e um destacamento militar (Lc 7.2). Era um centro cosmopolita. Respirava-se liberdade. Era praticamente a porta de entrada para Decápolis, a região helênica de “Israel”. Era conhecida (Mt 9.1) como a “cidade de Jesus”. Em Cafarnaum o Mestre realizou grandes trabalhos e operou maravilhosos milagres:  - Curou o servo do centurião (Mt 8.5-13).  - Curou paralítico trazido pelos quatro amigos (Mt 5.22-43).
  70. 70.  - Curou um leproso (Mc 1.40-45).  - Curou o homem da mão mirrada (Mc 3.1-5).  - Curou a sogra de Pedro (Mt 8.14,15).  - Curou a mulher hemorrágica (Mc 5.25,34).  - Libertou um endemoniado (Mc 1.23-26).  - Curou muitos enfermos e libertou grande numero de endemoniados (Mt 8.16).  - Ressuscitou a filha Jairo (Mc 5.22-43).  - Acalmou a tempestade no Mar da Galiléia (Mt 8.24-27).  - Apresentou-se como o Pão da Vida (Jo 6.24-59).  * Condenou a incredulidade de Cafarnaum (Mt 11.20-24).  * André e Simão tinham casa em Cafarnaum (Mc 1.29).  * Pagou tributo a César com a moeda que Pedro encontrou na boca do peixe
  71. 71.  Sicar: Situada ao pé do Monte Ebal, a menos de 1 km do poço de Jacó . Tornou-se famosa pela visita que o Senhor Jesus lhe fez, resultando em um movimento religioso entre os samaritanos.
  72. 72.  Betsaida: (Casa da Pesca). Cidade construída por Felipe, o tertraca, à beira do Mar da Galiléia. O povo de Betsaida ficou impenitente, não obstante, aos muitos milagres que Jesus operou ali (Mt 11.21). Jesus ao saber do martírio de João Batista, retirou-se à parte, levando os apóstolos consigo, para Betsaida (Lc 9.10). Em Betsaida nasceram Pedro, André e Felipe (JO 1.44).
  73. 73.  Naim: Situada a 3,5 km ao sul do Monte Tabor. Foi o lugar onde pela primeira vez Jesus ressuscitou alguém da morte, o filho único de uma viúva, (Lc 7.11). Atualmente é uma pequena vila, mas é bem provável que nos dias de Jesus era bem maior.
  74. 74.  Cesaréia de Felipe: Localizada perto da cabeceira oriental do Rio Jordão, também perto do Monte Hermom. Ficava pouco menos de 200 km ao norte de Jerusalém. Era cidade importante nos dias de Cristo e merece menção pelos seguintes fatos:  - Foi o local onde Cristo provocou a confissão de Pedro (Mt 16.13-16).  - Onde Cristo falou pela primeira vez em sua igreja (Mt 16.18-19).  - Onde primeiramente, anunciou a sua morte e ressurreição (Mt 16.20,21).  - Local onde anunciou a sua segunda vinda na glória de seu Pai (Mt 16.27).
  75. 75.  Jericó: Cerca de 10 km ao norte do Mar Morto e perto da margem ocidental do Rio Jordão, era cidade de muita importância nos dias de Cristo; foi visitada por Ele em diversas ocasiões, uma vez quando se hospedou na casa de Zaqueu e quando curou o cego (Mc 10.46-52). Era local do palácio de inverno de Herodes.
  76. 76.  Betânia: Aproximadamente 3,5 km ao sudeste de Jerusalém. Era cidade natal de Lázaro, Marta e Maria, cujo lar Jesus visitava. Foi aqui que Jesus ressuscitou Lázaro, e onde foi ungido por Maria (Jo 11.1-8; 12.1-3).
  77. 77.  Jerusalém: (Lugar de Paz). É a mais famosa cidade do mundo, tanto em sentido político como religioso. Repetidas vezes foi cercada e capturada. E duas vezes destruída (primeira vez entre 605 - 587 a.C., segunda vez no 70 A.D.). Foi cenário de uma boa parte do ministério de Cristo. E nela foi crucificado e ressuscitado.  - Nomes diversos da cidade:  - Salém (Gn 14.18)  - Jebus (Js 18.28)  - Cidade de Davi (I Rs 8.1)  - Cidade de Judá (II Cr 25.28) –  Cidade Santa (Is 52.1)  - Cidade de Deus (Is 60.14).  - Dimensões da cidade:  - Ocupa dentro das muralhas aproximadamente 10.000 m2. As muralhas têm alturas diversas, mas a média é de 10 m, e de circunferência aproximadamente 3.800 m.
  78. 78.  - Localização e clima da cidade:  - Cerca de 53 km ao leste do Mar Mediterrâneo e 26 km a oeste da extremidade norte do Mar Morto. O Seu ponto mais alto é de aproximadamente 767 m em relação ao nível do mar. O seu clima é algo semelhante ao da capital de São Paulo.  - Elevações principais da cidade:  - Sião - que fica a sudoeste.  - Ofel - ao lado sudeste. Este se divide entre Ofel e o Monte Moriá, onde foram construídos grandes templos e atualmente abriga a Mesquita de Omar, um templo muçulmano. Foi neste lugar que em tempos remotos, Abraão apresentou seu filho Isaque como sacrifício quando foi provado.   - Os vales da cidade:  - Vale de Cedrom - situado ao lado oriental da cidade.  - Vale de Hinom - situado ao sul e oeste (II Rs 23.10). Também chamado GEHENNA, era lugar onde se queimava o lixo da cidade, daí a existência de fogo constante, do fogo eterno. A expressão GEHENNA vem de fogo (Mt 5.22; 10.28; Mc 9.43) “o fogo inextinguível”.  - Vale de Tiropeon - fica dentro da cidade, entre as elevações ocidentais e orientais, aliás, três vales se encontram no canto sudeste do centro da cidade.
  79. 79.  - Abastecimento de água da cidade:  - Aproveitavam-se de cisternas existentes desde os tempos remotos.  - Havia também aquedutos ou condutores como até o dia de hoje.  - Existiam diversas fontes ou tanques de águas, tais como:  1. Tanque de Betesda, que recebia suas águas duma nascente.  2. Tanque de Giom ou da Virgem - situado ao lado oriental de Ofel e fora da muralha da cidade. Desta fonte o túnel de Ezequias trazia água ao Tanque de Siloé, já dentro da cidade (II Cr 32.1-4).  3. Tanque de Siloé - situado ao pé do Monte Ofel ao lado sudeste da parte murada da cidade (Jo 9.7).  4. Tanque de Amigdalom ou Ezequias - situado ao norte do palácio de Herodes e a oeste da área do templo.
  80. 80.  - Localidades importantes da cidade:  - Torre ou Castelo de Antônia - situada ao noroeste do templo. Pensam alguns que teria sido o Pretório ou local do tribunal de Pilatos (Jo 18.29). Foi neste local (fortaleza) que Paulo foi preso e recolhido (At 21.26-35).  - Palácio de Herodes - situado ao lado ocidental da cidade alta.  - Casa da última ceia - ao sul da casa de Caifás.  - Casa de Caifás - ao sul do palácio de Herodes. Foi o local do julgamento de Jesus.  - Túmulo de Davi - ao sul e perto da porta Essência.  - Jardim de Getsêmani - ao leste da área do templo, e ao leste do ribeiro de Cedrom, ao pé do Monte das Oliveiras. Foi o lugar da agonia, traição e prisão de Jesus.  - Gólgota ou Calvário - há controvérsias quanto a localidade exata (Mt 27.33; Lc 23.33), pois a mais conhecida fica fora do muro secundário da cidade onde atualmente se encontra a igreja do Santo Sepulcro. Era esta localidade o sítio tradicional durante XVI séculos. Mais tarde em 1.970, o general Gordon, identificou como sendo o lugar da caveira. Fica ao norte da porta de Damasco e perto da estrada que segue para Damasco.
  81. 81.  - Jerusalém do futuro:  - Como Jerusalém, nenhuma cidade da Bíblia está tão relacionada com a profecia bíblica. Assim, a Bíblia prediz para ela dias gloriosos no futuro. Jerusalém, antes das suas glórias, será o objeto das cobiças de muitas nações (do norte, do sul, do oriente e do ocidente), e a besta ou “o homem da iniquidade”, pelas suas astúcias, conseguirá devolver a cidade aos judeus e lhes construirá um “Santuário de Deus”, instalando porém, uma imgem de escultura dentro do mesmo (II Ts 2,3-11; Ap 13). Isto resultará na quebra da aliança judaica com o homem da iniquidade e, conseqüentemente, a grande tribulação que terá duração de três anos e meio (Dn 9.24-27). Mais uma vez a cidade será sitiada (Zc 12.1-5). A volta pessoal e visível do Senhor Jesus Cristo salvará a cidade, e a nação. Haverá transformação geológica e geográfica (Zc 14.4,8) e a cidade se tornará capital do grande Rei dos reis e onde estará o seu trono (Is 24.23; Lc 1.31-33). 
  82. 82. CONCLUSÃO  Assim passeamos um pouco pela Geografia Bíblica. Terras do Mundo Antigo, cidades importantes e rios relacionados com a História, como também pela Palestina, terra bastante conhecida pelos eventos marcantes no cenário politico e religioso. É como um lavar de alma quando estudamos os lugares por onde Cristo andou e descobrimos que embora sendo Deus, estava entre nós vivendo como um homem, simples e humilde, sujeito as mesmas paixões, mas, dando uma lição ao homem que é possível viver aqui na terra e vencer o pecado. A Geografia Bíblica nos propociona tudo isso e esperamos que o caro aluno, não pare por aqui; mas procure adquirir mais fontes de pesquisa e prossiga em busca da excelência do conhecimento.

×