Aula de educação cristã basico theologia

1.603 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.603
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de educação cristã basico theologia

  1. 1. EDUCAÇÃO CRISTÃ BÁSICO EM THEOLOGIA INSTITUTO SOCIAL E CULTURAL MARANATA
  2. 2. INSTITUTO SOCIAL E CULTURAL MARANATA • PROF: SANDRO VALENTIN • VALENTIN.SANDRO@GMAIL.COM • 31- 8353-9579 / 9581-6544
  3. 3. INTRODUÇÃO • Estamos na era da informação, a educação sai dos moldes tradicionais e alcança uma diversidade de meios que influencia diretamente as pessoas em toda parte do planeta. • A diversidade cultural é outro desafio para a Educação Cristã, pois choca constantemente com valores que a Bíblia estabelece para o povo do Senhor. • Deus sempre desejou que o seu povo adquirisse o conhecimento e por ele estivessem seguros. Ao povo de Israel Ele determinou que lhes fossem ensinada a lei e que esta estivesse impregnada em suas mentes e no coração a fim de que não viessem a perecer. A Bíblia é sem sombra de dúvida um manual de ensino para o Cristão, elaborado pelo próprio Deus tendo em seu conteúdo a pessoa bendita do Filho e o seu professor é o Espírito Santo.
  4. 4. • No entanto é importante que nós como cristãos reconheçamos a importância do ensino em nosso cotidiano, pois se não implementarmos através da educação a cultura cristã na sociedade, seremos engolidos pela cultura secular e anticristã tão difundida por todos os meios nestes últimos dias. • Na Igreja é preciso se dar atenção ao processo ensino aprendizagem e se adequar métodos, técnicas, currículos, conteúdos, estrutura e pessoal a fim de alcançarmos o objetivo da Igreja que é implantar o reino de Deus na Terra. Jesus disse: “... ide e ensinai todas as nações...”Mt 28.19. Neste estudo estaremos analisando os principais pressupostos da educação cristã e os meios de educação nas igrejas evangélicas bem como a eficiência e eficácia desses meios.
  5. 5. O que é Educação Cristã • Educação num sentido amplo é definida como atividade que visa o desenvolvimento integral dos er humano, quer seja da sua capacidade física, intelectual e moral, visando não só a formação de habilidades as, mas também do caráter e personalidade social. • Vemos que a educação no sentido secular como definida aqui visa também a formação da personalidade e do caráter. Daí a necessidade de se questionar qual o padrão estabelecido pela sociedade e que vai refletir no ensino, formando a personalidade social? Ele é condizente com as escrituras sagradas? Ele obedece aquilo que o criador estabeleceu para o ser humano? • O apóstolo Paulo escreve aos Romanos 12.2 “ Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento”. Observe que o Espírito Santo inspira Paulo a incentivar os crentes a buscarem o conhecimento a ponto de estarem preparados para questionar o modelo secular de ensino e de comportamento social, não sendo passivos mais ativos no ensinar e aprender.
  6. 6. • Podemos então definir a educação cristã como um processo de ensino aprendizagem sustentado pelo Espírito Santo fundamentado pelas escrituras sagradas. Procura guiar indivíduos a todos os níveis de crescimento através de métodos do ensino em direção ao conhecimento e vivência do plano e propósito divinos mediante Cristo em todos os aspectos da vida. • Cristo é o centro do processo de educação cristã, a Bíblia é a base desse processo estando diretamente relacionada com o estudante, para comunicar a palavra de Deus. Através do poder do Espírito Santo com o propósito de levar outros a Cristo, edifica-los e prepara- los para o serviço cristão.
  7. 7. Sete distintivos teológicos da educação cristã.• A Educação Cristã é um processo- A educação cristã é um processo que visa o desenvolvimento do ser humano, isto é, uma ação progressiva que compreende uma série de atos e eventos que produzem mudanças. Não importa se rápido ou lentamente, o que importa é o alcance do objetivo final, a melhora do homem, ou o seu retorno ao seu estado original; “ semelhança de Deus” ( Cl 3.9-10) • A educação cristã ocorre informalmente- As atitudes de quem ensina geralmente diz muito mais do que suas palavras. Nossos alunos observam nossas ações e tendem repeti-las, muito mais do que as palavras que lhes proferimos. Por exemplo, o melhor ensinamento sobre oração é ser visto de joelhos orando, a maior lição sobre a importância da palavra é ser flagrado examinando as escrituras e aplicando-as nos eu dia a dia. • A Educação cristã é um processo sistemático, planejado e contínuo- Educação formal é aquela organizada e realizada com objetivo de educar. A maioria das igrejas evangélicas possuem um departamento ou conselho de ensino. Sua tarefa principal é organizar o programa de ensino dentro de objetivos prefixado realizando esforços nos sentido de tornar eficaz o ensino na igreja. A Educação sistemática e contínua para ser eficaz precisa dos seguintes aspectos: • Estudo cuidadoso das necessidades da Igreja local, pontos fortes e fracos, áreas que precisam de maior investimento. • O tema bíblico estudado deve ser relevante para a vida da Igreja.
  8. 8. • Ter objetivos claramente prefixados • Ter um programa de recrutamento, treinamento e capacitação de líderes; • Avaliação periódica do processo, com possibilidade de remanejamento. • A Educação Cristã tem como objetivo levar o crente a maturidade- Um crente maduro é aquele que está crescendo progressivamente e continuamente sendo transformado a imagem de Cristo, e sob a obra graciosa do Espírito Santo ele prossegue mortificando o pecado a que era inclinado. (2 Co 3.18; Col. 3.3; Rm 6.6; Ef. 4.22-24) . • A Educação Cristã deve se fundamentar nas escrituras sagradas- O verdadeiro conhecimento de Deus está na Bíblia. Se a Educação não é fundamentada na Bíblia, ela não é cristã. A Escritura é a única e inerrante regra de fé e prática da vida da igreja. • A Educação cristã é sustentada pelo Espírito Santo- Falando da inspiração das escrituras o apóstolo Pedro afirma que “homens santos falaram pelo Espírito Santo” (2 Pe 1.21). Assim podemos afirmar que as escrituras são o produto do Espírito Santo, que no-las –dá e nos capacita a entende-las, ilumina a nossa mente e aplica sua verdade ao nosso coração. ( 2 Tm 3.15-17; 1 Tm 4.13). • A Educação Cristã visa a glória de Deus- O processo de educar o povo de Deus , fazendo-o crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, tem como objetivo final a glória de nosso Deus.
  9. 9. O tríplice objetivo do desenvolvimento da educação cristã • Onde queremos chegar com o ensino das escrituras? O que esperamos de nossos alunos no futuro? Essa resposta pode ser formulada pela famosa tríade expressa no aspecto humano: conhecer, ser e fazer. • • Conhecer- Representa o aspecto intelectual, refere-se a como as pessoas reconhecem as coiss e pensam sobre elas. É preciso conhecer a Deus para amá-lo ( Mt 22.37); nossas ações são a exteriorização de nosso pensamento (Fl 3.19; Cl 3.2). • Paulo em Rm 12.2 faz uma relação do entendimento com o comportamento: “ E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. • O que Paulo está dizendo? Renove a mente, pois ela moldará o comportamento, fazendo-o experimentar a vontade de Deus. Portanto, se a maturidade cristã é moldada pela maneira como pensamos, deve ser nosso objetivo no ensino levar nossos alunos a conhecerem corretamente a Deus e a maneira como Ele quer que nos comportemos. • Precisamos trabalhar para o crescimento intelectual de nossos alunos. Precisamos ensiná-los a pensar teologicamente, conhecer as verdades bíblicas e refletir nos conceitos bíblicos e teológicos.
  10. 10. • Conhecer a verdade é construir a casa sobre a rocha, isto é, construir a fé cristã sobre bases sólidas, sem um sólido conhecimento bíblico teremos um crente frágil. • Fazer- A Teologia, ou seja, aquilo que sabemos sobre Deus não pode está divorciado de nossas experiências de vida. Jesus disse em Lucas 6.46: “ Porque me chamais Senhor, Senhor, se não fazeis o que vos mando?”. Jesus está criticando uma fé limitada ao aspecto cognitivo, ao conhecimento apenas. Não é suficiente saber o conteúdo da verdade é preciso aplicá-lo ao nosso dia a dia. E João 3.17 Jesus instrui os ouvintes dizendo: “Se sabeis ( conhecimento) essas coisas, bem aventurados sois se as praticardes ( fazer)”. Saber e fazer estão intrinsecamente ligados, ações inseparáveis na educação cristã. • A excelência da educação cristã está em levar o aprendiz a prática do ensino obtido. • Ser- Esta é a terceira excelência a ser buscada no ensino cristão. O fazer não deve ser uma mera repetição, mas uma atitude do coração. Faço (fazer) não apenas porque sei (conhecer) mas porque sou (ser) assim. Não podemos apenas instruir as pessoas; estimulá- las a religiosidade ou as obras, mas a transformação do seu interior. Não é apenas aprender e fazer, mas aprender, fazer e ser.
  11. 11. Agências de ensino nas Igrejas Evangélicas O Culto de Doutrina • As Igrejas Evangélicas tradicionais tem desenvolvido o ensino das escrituras através da pregação nos cultos. • É comum haver um culto semanal denominado culto de doutrina ou de ensino, onde o pregador escolhe um tema bíblico e desenvolve geralmente no método expositivo ou textual, permitindo o acompanhamento dos ouvintes. • • Eficácia do Culto de doutrina. • O Culto de doutrina tem sido eficaz no meio evangélico no sentido de que permite um contato direto do crente com o ensino bíblico, pode alcançar um bom número de pessoas de uma só vez e exige uma estrutura mais simples, utilizando o método expositivo dogmático. Visa aplicar verdades bíblicas aos cristãos.
  12. 12. Escola Bíblica Dominical • A mais de duzentos anos esta tem sido a principal agencia de ensino da Igreja. Nenhum outro segmento da educação cristã possui um programa de estudo sistemático da Bíblia tão profundo, eficaz e abrangente. Não há outra proposta educativa que possibilite um estudo completo das Escrituras ajustado à idade, à capacidade e à linguagem dos educandos de cada segmento da igreja como a da Escola Dominical. • Todas as igrejas genuinamente evangélica adotam essa forma de ensino, com material didático bem elaborado de forma sistemática com planejamento trimestral, estrutura física adequada visando a evangelização a formação do caráter cristão e a preparação para o serviço.
  13. 13. Os seminários • Os seminários são outra forma de promover o ensino nas igrejas evangélicas. Normalmente são temáticos e têm uma eficiência relevante. • Seminário para a família; • Seminário para casais; • Seminário para jovens; • Seminário para mulheres; • Seminário para homens; • Seminário de missões; • Seminário para Líderes;
  14. 14. • Os seminários se caracterizam por tratar especificamente de determinado tema, com um especialista no assunto, para um grupo específico, visando à aplicação prática do que está sendo ensinado, tem ainda como foco o treinamento de lideranças em determinadas áreas, necessárias a igreja. Normalmente são intensivos com duração de 3 (três ) a 4 (dias). Esta modalidade de ensino tem ganhado espaço • no meio evangélico brasileiro, sendo que podemos incluir aqui os congressos e conferências realizadas principalmente para a capacitação de líderes.
  15. 15. As Escolas Teológicas • Agostinho, há séculos disse: “Não se pode prestar melhor serviço a um homem do que conduzí-lo à fé em Cristo; em consequência, nada á mais agradável a Deus do que ensinar a doutrina cristã”. Para esse grande teólogo que é considerado um dos pais da Igreja, o papel da Igreja não consiste apenas na evangelização de pessoas. É preciso também educa-las por meio das Escrituras sagradas. • O programa de Escola Dominical e do culto de Doutrina é apenas uma parte pequena do impacto educativo total de uma igreja. • A Igreja precisa adotar uma prática educativa que envolva todas as suas unidades, serviços, departamentos e treinamento de líderes, bem como a formação de educadores cristãos. É ai que entra o papel da escola teológica. • A Teologia é considerada pelos cristãos doutos como a mãe de todas as ciências, ela precisa continuar sendo ensinada de forma sistemática de modo a possibilitar a continuidade do processo ensino aprendizagem dentro de um padrão cristão.
  16. 16. 4.1 A Escola Teológica e o Homem Integral • A valorização do ser humano integral deve ser o objetivo principal no planejamento de ensino da Escola Teológica. • A Educação Cristã precisa ser objetiva, não se pode apenas dar aulas, é preciso influenciar pessoas, para que as pessoas influenciem a sociedade. Isso acontece quando os objetivos são claros e bem definidos. • O principal objetivo da educação cristã é fazer com que as pessoas de todas as idades se apropriem do Evangelho do reino de Deus, por isso deve implicar os seguintes aspectos: • Seguir a Cristo e responder ao chamado do discipulado; • Promover a transformação social e participar da ação libertadora de Deus na história; • Conhecer e amar a Deus como Criador, Redentor e Sustentador da vida; • Nos tornar mais humanos em toda a sua plenitude. • O projeto Escolar teológico deve partir da premissa de que o homem não é somente ser espiritual, mas também físico e social, devendo ser comtemplado no processo educacional em todas as dimensões. Todo projeto de educação cristã deve abordar o ser humano de forma integral, isto é, intelectual, emocional, comportamental, cultural e espiritual.
  17. 17. 4.2- A Escola Teológica como missão da Igreja • Houve um tempo em que a Teologia era a rainha das ciências. Ao estudar a história da Educação percebemos que antes do iluminismo a corrente teórica predominante era o Teocentrismo, ou seja, Deus era o centro de todas as coisas. A Teologia estava presente em todas as formações acadêmicas; todos os pensadores da idade média partiam da Teologia para as outras áreas de formação. Com a chegada do Iluminismo, fluiu o antropocentrismo, onde o homem passa ser o centro do universo. Essa corrente filosófica tira a primazia da teologia e faz ascender a sociologia e outras disciplinas correlacionadas. • A educação acadêmica como missão da igreja não é modismo e nem novidade. Agostinho escreveu um tratado sobre Educação, sua importância e seus métodos. Após a reforma protestante, muitos Educadores cristãos dedicaram suas vidas a obra da educação como meio de conduzir os jovens a Cristo e prepara-los para o influenciar a sociedade com a mentalidade cristã.
  18. 18. • Lutero, Calvino e outros reformadores acreditavam que a educação deve ser prioridade para a Igreja, pois é por meio dela que Deus comunica sua graça. A visão de educação teológica e universal é bem característica do pensamento cristão reformado, influenciando definitivamente os rumos da história de Educação. João Amós Comênius, pastor protestante do séc. XVI escreveu o primeiro trabalho sobre a educação infantil, além de uma enciclopédia e a famosa Didática Magna. • A Educação Teológica é necessária para o alcance dos objetivos da Igreja. Jesus treinou os seus discípulos por 3 anos, tempo que consideramos necessário para um curso de licenciatura, Paulo ficou 3 anos estudando acerca de Cristo e do evangelho para depois dizer “ eu sei em quem tenho crido”... • A Igreja precisa manter a Educação Teológica em níveis básico e superior para preservar a qualidade genuína do evangelho pregado em nossos dias. Vemos que muitos pregadores tem deturpado a mensagem bíblica, na maioria das vezes por falta de capacidade de fazer uma exegese
  19. 19. 4.3- O currículo das Escolas Teológica no Brasil • A educação teológica se desenvolve nos níveis básico, médio e superior. • Básico- Visa atender as necessidades de formação de obreiros para atender a Igreja local. É um curso livre seu currículo é denominacional, isto é, cada denominação desenvolve em seus seminários ou institutos ou currículo, visando atender as necessidades específicas do meio onde a denominação está inserida. Normalmente são cursos com duração de 10 meses a 1 ano, com uma carga horária em torno de 600 horas aulas. Exige-se do candidato apenas capacidade de ler e escrever.
  20. 20. • Médio- Visa aprofundar os conhecimentos bíblicos para atuação na área de ensino da igreja, tem duração de aproximadamente 10 meses. • Superior- O curso superior em Teologia, foi regulamentado pela lei 9.394 de 20 de Dezembro de 1996 (Lei de diretrizes e bases da Educação-LDB). Esta lei regulamenta o Esta lei regulamenta o curso como a modalidade de cursos livres, semelhantes aos semelhantes aos cursos profissionalizantes, dando a cada segmento religioso o direito de religioso o direito de formar sua grade de ensino. • No entanto o curso superior de Teologia passou a ser reconhecido pelo MEC como pelo MEC como graduação, feito nos moldes dos cursos regulares, devendo as devendo as instalações e corpo docente atenderem as exigências do Ministério da Ministério da Educação semelhante as demais faculdades no Brasil. No caso do curso No caso do curso superior de teologia realizados em Institutos ou Seminário Maior que Seminário Maior que antes a legislação permitia o aproveitamento das disciplinas para das disciplinas para complementação para filosofia ou outras licenciaturas passou se a licenciaturas passou se a exigir uma carga horária mínima e a convalidação do curso convalidação do curso em Faculdades credenciadas pelo Ministério da Educação, da Educação, completando a grade curricular e a carga horária recebendo o título de recebendo o título de Bacharel em Teologia com direito de atuar no mercado como mercado como professor de ensino religioso e capelania nas instituições públicas e instituições públicas e privadas.
  21. 21. A Educação Cristã Secular • Não poderíamos deixar de abordar a responsabilidade da Igreja com Educação Secular. Vimos no capítulo anterior que os protestantes no período reformador se preocuparam com a educação em todos os aspectos, isto é, tanto teológica como secular. • A Igreja católica mantinha as principais instituições de ensino disseminando a cultura católica na sociedade através da educação, a igreja protestante não poderia ficar inerte, pois a educação é comprovadamente o meio mais eficaz de transformação do ser humano. • No Brasil infelizmente a Igreja evangélica não tem atentado para essa necessidade, temos escolas que foram implantadas por missionários estrangeiros que atuaram no Brasil que foram entregues ao poder público, pois os administradores das igrejas não conseguiram compreender o poder que isso representa para nós.
  22. 22. • Temos hoje muito timidamente as igrejas Batistas e Presbiterianas que investem principalmente no ensino a nível fundamental, quase nada a nível médio e superior. As Pentecostais dentre elas a Assembleia de Deus não tem trabalhos relevantes e nem projetos nessa área, é preciso se despertar para isso. Hoje temos recentemente a FATEC, Faculdade de Teologia e Ciências da Assembleia de Deus mantida pela CGADB e CPAD, mas com uma representação insignificante para o tamanho da denominação que não conta a nível nacional com um projeto de educação Teológica e secular. • O que é uma Escola Cristã? • É uma Escola que oferece um processo de treinamento e desenvolvimento da pessoa e de seus dons naturais à luz da perspectiva cristã da vida, da realidade, do mundo e do homem. Isto desenvolver um currículo e um programa educacional onde as disciplinas e atividades reflitam explicitamente a mentalidade cristã. Em outras palavras, escola cristã é aquela que ensina ciências, história, comunicação, sociologia etc. a partir dos pressupostos cristãos, e que adota teorias e filosofias do desenvolvimento humano e da educação que reflitam o ensino bíblico sobre o homem como a imagem de Deus. É a integração de educação e teologia no ensino, desde o infantil até o superior. Seu distintivo é o ensino do currículo secular a partir da mentalidade cristã, integrando a fé
  23. 23. BIBLIOGRAFIA: • TULER, Marcos. Abordagens e Práticas da Pedagogia Cristã. CPAD • SANTOS, Valmir Pereira dos. Educação Cristã. O Ensino na Igreja. BH- MG 2011. • Apostila da FATEC- Educação Cristã. 2008. • RAMOS, Jonas Bispo. Artigo e notas do Curso em Pós Graduação em Docência do Ensino Superior. FINOM. 2012

×