Apresentação pcn

634 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
634
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
251
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação pcn

  1. 1. PARÂMETROSCURRICULARES NACIONAISMATEMÁTICA
  2. 2. Os Parâmetros Curriculares Nacionais para a área deMatemática no ensino fundamental estão pautados porprincípios decorrentes de estudos, pesquisas, práticas edebates desenvolvidosnos últimos anos. São eles:— A Matemática é componente importante na construção dacidadania, na medida em que a sociedade se utiliza, cada vezmais, de conhecimentos científicos e recursos tecnológicos, dosquais os cidadãos devem se apropriar.— A Matemática precisa estar ao alcance de todos e ademocratização do seu ensino deve ser meta prioritária dotrabalho docente.— A atividade matemática escolar não é “olhar para coisasprontas e definitivas”, mas a construção e a apropriação de um
  3. 3. — No ensino da Matemática, destacam-se dois aspectos básicos: umconsiste em relacionar observações do mundo real com representações(esquemas, tabelas, figuras); outro consiste em relacionar essasrepresentações com princípios e conceitos matemáticos. Nesseprocesso, a comunicação tem grande importância e deve serestimulada, levando-se o aluno a “falar” e a “escrever” sobreMatemática, a trabalhar com representações gráficas, desenhos,construções, a aprender como organizar e tratar dados.— A aprendizagem em Matemática está ligada à compreensão, isto é, àapreensão do significado; apreender o significado de um objeto ouacontecimento pressupõe vê-lo em suas relações com outros objetos eacontecimentos. Assim, o tratamento dos conteúdos emcompartimentos estanques e numa rígida sucessão linear deve darlugar a uma abordagem em que as conexões sejam favorecidas edestacadas. O significado da Matemática para o aluno resulta dasconexões que ele estabelece entre ela e as demais disciplinas, entre elae seu cotidiano e das conexões que ele estabelece entre os diferentestemas matemáticos.
  4. 4. — A seleção e organização de conteúdos não deve ter como critério único a lógicainterna da Matemática. Deve-se levar em conta sua relevância social e a contribuiçãopara o desenvolvimento intelectual do aluno. Trata-se de um processo permanente deconstrução.— O conhecimento matemático deve ser apresentado aos alunos comohistoricamente construído e em permanente evolução. O contexto históricopossibilita ver a Matemática em sua prática filosófica, científica e social e contribuipara a compreensão do lugar que ela tem no mundo.— Recursos didáticos como jogos, livros, vídeos, calculadoras, computadores e outrosmateriais têm um papel importante no processo de ensino e aprendizagem. Contudo,eles precisam estar integrados a situações que levem ao exercício da análise e dareflexão, em última instância, a base da atividade matemática.— A avaliação é parte do processo de ensino e aprendizagem. Ela incide sobre umagrande variedade de aspectos relativos ao desempenho dos alunos, como aquisiçãode conceitos, domínio de procedimentos e desenvolvimento de atitudes. Mastambém devem ser avaliados aspectoscomo seleção e dimensionamento dos conteúdos, práticas pedagógicas, condições emque seprocessa o trabalho escolar e as próprias formas de avaliação.
  5. 5. MATEMÁTICA E CONSTRUÇÃO DA CIDADANIAO papel que a Matemática desempenha na formação básica do cidadão brasileiro norteiaestes Parâmetros. Falar em formação básica para a cidadania significa falar da inserção daspessoas no mundo do trabalho, das relações sociais e da cultura, no âmbito da sociedadebrasileira.A pluralidade de etnias existente no Brasil, que dá origem a diferentes modos de vida,valores, crenças e conhecimentos, apresenta-se para a educação matemática como umdesafio interessante.Os alunos trazem para a escola conhecimentos, idéias e intuições, construídos através dasexperiências que vivenciam em seu grupo sociocultural. Eles chegam à sala de aula comdiferenciadas ferramentas básicas para, por exemplo, classificar, ordenar, quantificar emedir. Além disso, aprendem a atuar de acordo com os recursos, dependências e restriçõesde seu meio.A par desses esquemas de pensamentos e práticas, todo aluno brasileiro faz parte de umasociedade em que se fala a mesma língua, se utiliza o mesmo sistema de numeração, omesmo sistema de medidas, o mesmo sistema monetário; além disso, recebe informaçõesveiculadas por meio de mídias abrangentes, que se utilizam de linguagens e recursosgráficos comuns, independentemente das características particulares dos gruposreceptores.
  6. 6. MATEMÁTICA E CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA (2)Desse modo, um currículo de Matemática deve procurar contribuir, de um lado, paraa valorização da pluralidade sociocultural, impedindo o processo de submissão noconfronto com outras culturas; de outro, criar condições para que o alunotranscenda um modo de vida restrito a um determinado espaço social e se torneativo na transformação de seu ambiente.A compreensão e a tomada de decisões diante de questões políticas e sociaistambém dependem da leitura e interpretação de informações complexas, muitasvezes contraditórias, que incluem dados estatísticos e índices divulgados pelosmeios de comunicação. Ou seja, para exercer a cidadania, é necessário sabercalcular, medir, raciocinar, argumentar, tratar informações estatisticamente, etc.Da mesma forma, a sobrevivência numa sociedade que, a cada dia, torna-se maiscomplexa, exigindo novos padrões de produtividade, depende cada vez mais deconhecimento.
  7. 7. MATEMÁTICA E CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA (3)Uma característica contemporânea marcante é que na maioria dos camposprofissionais o tempo de um determinado método de produção não vai além decinco a sete anos, pois novas demandas surgem e os procedimentos tornam-sesuperados. Isso faz com que o profissional tenha que estar num contínuo processode formação e, portanto, “aprender a aprender” é também fundamental.Novas competências demandam novos conhecimentos: o mundo do trabalhorequer pessoas preparadas para utilizar diferentes tecnologias e linguagens (quevão além da comunicação oral e escrita), instalando novos ritmos de produção, deassimilação rápida de informações, resolvendo e propondo problemas em equipe.Para tanto, o ensino de Matemática prestará sua contribuição à medida que foremexploradas metodologias que priorizem a criação de estratégias, a comprovação, ajustificativa, a argumentação, o espírito crítico, e favoreçam a criatividade, otrabalho coletivo, a iniciativa pessoal e a autonomia advinda do desenvolvimentoda confiança na própria capacidade de conhecer e enfrentar desafios.É importante destacar que a Matemática deverá ser vista pelo aluno como umconhecimento que pode favorecer o desenvolvimento do seu raciocínio, de suacapacidade expressiva, de sua sensibilidade estética e de sua imaginação.
  8. 8. Numa reflexão sobre o ensino da Matemática é de fundamentalimportância ao professor:• identificar as principais características dessa ciência, de seus métodos,de suas ramificações e aplicações;• conhecer a história de vida dos alunos, sua vivência de aprendizagensfundamentais, seus conhecimentos informais sobre um dado assunto,suas condições sociológicas, psicológicas e culturais;• ter clareza de suas próprias concepções sobre a Matemática, uma vezque a prática em sala de aula, as escolhas pedagógicas, a definição deobjetivos e conteúdos de ensino e as formas de avaliação estãointimamente ligadas a essas concepções.
  9. 9. Objetivos para o Ensino Fundamental (PCN)• identificar os conhecimentos matemáticos como meios paracompreender e transformar o mundo à sua volta e perceber o caráter dejogo intelectual, característico da Matemática, como aspecto que estimulao interesse, a curiosidade, o espírito de investigação e o desenvolvimentoda capacidade para resolver problemas;• fazer observações sistemáticas de aspectos quantitativos e qualitativosdo ponto de vista do conhecimento e estabelecer o maior número possívelde relações entre eles, utilizando para isso o conhecimento matemático(aritmético, geométrico, métrico, algébrico, estatístico, combinatório,probabilístico); selecionar, organizar e produzir informações relevantes,para interpretá-las e avaliá-las criticamente;• resolver situações-problema, sabendo validar estratégias e resultados,desenvolvendo formas de raciocínio e processos, como dedução, indução,intuição, analogia, estimativa, e utilizando conceitos e procedimentosmatemáticos, bem como instrumentos tecnológicos disponíveis;
  10. 10. • comunicar-se matematicamente, ou seja, descrever, representar eapresentar resultados com precisão e argumentar sobre suas conjecturas,fazendo uso da linguagem oral e estabelecendo relações entre ela ediferentes representações matemáticas;• estabelecer conexões entre temas matemáticos de diferentes campos eentre esses temas e conhecimentos de outras áreas curriculares;• sentir-se seguro da própria capacidade de construir conhecimentosmatemáticos, desenvolvendo a auto-estima e a perseverança na busca desoluções;• interagir com seus pares de forma cooperativa, trabalhando coletivamentena busca de soluções para problemas propostos, identificando aspectosconsensuais ou não na discussão de um assunto, respeitando o modo depensar dos colegas e aprendendo com eles.
  11. 11. BLOCOS DE CONTEÚDOS•Números e Operações•Espaço e Forma•Grandezas e Medidas•Tratamento da Informação

×