PORÍFEROSCNIDÁRIOSPLATELMINTOS
CARACTERÍSTICAS GERAIS   Comumente conhecidos como esponjas, pois possuem as paredes do corpo cheias de poros;   Possuem...
ESTRUTURA DO CORPO
ESTRUTURA DO CORPOCoanócitos – célula flagelada que, a partir dobatimento dos seus flagelos, provoca umacorrente de água, ...
CORTE DE UMA ESPONJAEVIDENCIANDO OS COANÓCITOS
ESTRUTURA DO CORPOEspículas – Na maioria das esponjas encontramos espinhos estreladosmicroscópicos que , junto com a espon...
ESTRUTURA DO CORPOEspongina – É uma proteína que se encontra compondo o corpo dos Poríferos                               ...
REPRODUÇÃO DAS ESPONJASAssexuada por brotamento
REPRODUÇÃO DAS ESPONJAS                    Sexuada
CARACTERÍSTICAS GERAIS Todos são aquáticos; A maioria marinha e algumas espécies de água doce (hidra); O corpo pode ter...
FORMAS DO CORPO  MEDUSA   PÓLIPO
HIDRA A olho nu a hidra parece um pedaço de barbante desfiado, podem    chegar a mais de 1 cm de comprimento;   Preferem...
HIDRA
DESLOCAMENTO DA HIDRA
REPRODUÇÃO DA HIDRA SEXUADA              ASSEXUADA           POR BROTAMENTO
CARAVELA A caravela portuguesa (Physalia) é uma colônia  contendo pólipos e medusas com divisão de  trabalhos. A colônia ...
CARAVELA
COMPOSIÇÃO DA COLÔNIAPneumatóforo – medusaresponsável pela flutuaçãoDactilozóide – póliporesponsável pelo ataque e defesaG...
DISPARO DOS NEMATOCISTOS
ÁGUA-VIVA Corpo em forma de medusa; Locomovem-se através de contrações do corpo; Reproduzem-se por alternância de geraç...
REPRODUÇÃO SEXUADA POR ALTERNÂNCIA DE GERAÇÕES OU METAGÊNESE
PERIGO PARA BANHISTAS EM ALGUNS PAÍSES, AS ÁGUAS-VIVAS SÃO TÃO PERIGOSAS PARA    OS BANHISTAS QUE AS    AUTORIDADES LOCAIS...
ANÊMONAS E CORAIS Possuem corpo em forma de pólipo; Os corais são fixos e têm preferência por águas quentes  e rasas; O...
ANÊMONAS - DO - MAR
CORAIS
CARACTERÍSTICAS GERAIS Platelmintos significa, verme de corpo achatado    (Plathy = chato; e helminthos = verme).   Pode...
PLANÁRIA Podem se reproduzir de forma assexuada ou sexuada; Têm grande poder de regeneração; Não são parasitas; São he...
PLANÁRIAS
REPRODUÇÃO SEXUADA
REPRODUÇÃO ASSEXUADA
REGENERAÇÃO
ALIMENTAÇÃO
AS TÊNIAS As tênias podem atingir até uns 12 a 14 metros de comprimento, mas    geralmente atinge uns 6 a 8 metros;   Sã...
TÊNIA SOLIUMGANCHOSVENTOSAS
CABEÇA OU ESCÓLEX   PROGLOTES
CICLO DA TÊNIA SOLIUM
TÊNIA SAGINATA      PROGLOTES
CICLO DA TÊNIA SAGINATA
OVOS EMBRIONADOSOVOS COM O EMBRIÃO      DE TÊNIA
FILHOTE DE TÊNIA
CÉREBRO COM CISTOS DE TÊNIA
ESQUISTOSSOMO   Causa uma doença chamada esquistossomose;   O nome científico do esquistossomo é Schistosoma mansoni;  ...
ESQUISTOSSOMO
AUMENTO DO FÍGADO E BAÇO     ESSA PARASITOSE PROPORCIONA UM AUMENTO DOABDÔMEN, DEVIDO AO INCHAÇO DO FÍGADO E DO BAÇO. POR ...
CICLO DO ESQUISTOSSOMO
ESTÁGIOS LARVAISMIRACÍDIO                    CERCÁRIA
MEDIDAS DE PREVENÇÃO
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Poríferos, Cnidários e Platelmintos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Poríferos, Cnidários e Platelmintos

31.903 visualizações

Publicada em

Revisão de poríferos, cnidários e platelmintos.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Poríferos, Cnidários e Platelmintos

  1. 1. PORÍFEROSCNIDÁRIOSPLATELMINTOS
  2. 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS Comumente conhecidos como esponjas, pois possuem as paredes do corpo cheias de poros; Possuem pequenos orifícios para a entrada de água (poros) e um orifício maior na parte superior para a saída de água (ósculo); Possui uma ou várias cavidades centrais (átrio); Não possui sistema nervoso; Podem apresentar cores diversas: cor de chocolate, roxa, verde, laranja, vermelha; A maioria é marinha, existindo algumas espécies de água doce; Elas nutrem-se utilizando a filtração da água; Possuem coanócitos, células flageladas, que provocam correntes de água através do batimento dos seus flagelos promovendo a entrada de alimentos e de oxigênio e a saída de resíduos e de gás carbônico; Os coanócitos (coanos=colarinho, citos=célula) também são responsáveis pela captura de alimentos; Além das células as esponjas possuem um esqueleto que pode ser rígido (composto por espículas) ou pode ser macio ( composto por espongina). As espículas são estruturas microscópicas em forma de agulhas e a espongina é um material formado por proteínas; As esponjas cujo corpo possui apenas espongina servem para serem utilizadas no banho. São encontradas em águas quentes e rasas de fundo rochoso; Estes animais vivem fixos no fundo do mar, rochas, paredões, pilares do porto ou cais; Reproduzem-se sexuadamente ou assexuadamente por brotamento.
  3. 3. ESTRUTURA DO CORPO
  4. 4. ESTRUTURA DO CORPOCoanócitos – célula flagelada que, a partir dobatimento dos seus flagelos, provoca umacorrente de água, a qual leva para aesponja, alimentos e oxigênio.
  5. 5. CORTE DE UMA ESPONJAEVIDENCIANDO OS COANÓCITOS
  6. 6. ESTRUTURA DO CORPOEspículas – Na maioria das esponjas encontramos espinhos estreladosmicroscópicos que , junto com a espongina, formam o esqueleto das esponjas.
  7. 7. ESTRUTURA DO CORPOEspongina – É uma proteína que se encontra compondo o corpo dos Poríferos Esponjas de banho Espongina
  8. 8. REPRODUÇÃO DAS ESPONJASAssexuada por brotamento
  9. 9. REPRODUÇÃO DAS ESPONJAS Sexuada
  10. 10. CARACTERÍSTICAS GERAIS Todos são aquáticos; A maioria marinha e algumas espécies de água doce (hidra); O corpo pode ter a forma de um pólipo (tentáculos para cima) ou de uma medusa (tentáculos para baixo); Os principais representantes são: águas-vivas, anêmonas-do- mar, caravelas, corais, hidras; Possuem sistema nervoso e podem contrair o corpo; A boca é circundada por tentáculos contendo cnidoblastos (células com líquido urticante); São os primeiros animais a possuírem boca e cavidade digestiva; Alguns vivem nadando a pouca profundidade (água-viva) outros são colônias flutuantes (caravela), outros são fixos em rochas, plantas ou no fundo; apresentando pouco ou nenhum movimento (anêmonas, corais e hidras);
  11. 11. FORMAS DO CORPO MEDUSA PÓLIPO
  12. 12. HIDRA A olho nu a hidra parece um pedaço de barbante desfiado, podem chegar a mais de 1 cm de comprimento; Preferem as águas limpas; Fixam-se a talos ou folhas de vegetais submersos; São carnívoros; São de água doce; Utilizam-se dos cnidócitos para o ataque e a defesa; A hidra tem forma de pólipo; Os pequenos animais são imobilizados com o veneno dos cnidoblastos e depois são levados até a boca pelos tentáculos; As hidras reagem a estímulos do ambiente e locomovem-se quando necessário. Sua locomoção pode ser feita através de cambalhotas ou como se estivesse medindo palmos; Alta capacidade de regeneração; A reprodução pode ser sexuada ou assexuada por brotamento
  13. 13. HIDRA
  14. 14. DESLOCAMENTO DA HIDRA
  15. 15. REPRODUÇÃO DA HIDRA SEXUADA ASSEXUADA POR BROTAMENTO
  16. 16. CARAVELA A caravela portuguesa (Physalia) é uma colônia contendo pólipos e medusas com divisão de trabalhos. A colônia é sustentada por um flutuador. Nela há indivíduos alimentadores, protetores, reprodutores, etc; Todos os indivíduos da colônia são interdependentes; São marinhas; Algumas caravelas têm venenos potentes em seus cnidócitos podendo levar animais maiores à morte rapidamente.
  17. 17. CARAVELA
  18. 18. COMPOSIÇÃO DA COLÔNIAPneumatóforo – medusaresponsável pela flutuaçãoDactilozóide – póliporesponsável pelo ataque e defesaGastrozooide – póliporesponsável pela alimentaçãoGonóforos – pólipos responsáveispela produção de célulasreprodutoras masculinas efemininas.
  19. 19. DISPARO DOS NEMATOCISTOS
  20. 20. ÁGUA-VIVA Corpo em forma de medusa; Locomovem-se através de contrações do corpo; Reproduzem-se por alternância de gerações (sexuada e assexuada); São marinhas
  21. 21. REPRODUÇÃO SEXUADA POR ALTERNÂNCIA DE GERAÇÕES OU METAGÊNESE
  22. 22. PERIGO PARA BANHISTAS EM ALGUNS PAÍSES, AS ÁGUAS-VIVAS SÃO TÃO PERIGOSAS PARA OS BANHISTAS QUE AS AUTORIDADES LOCAIS COLOCAM PLACAS DE AVISOS NAS PRAIAS.
  23. 23. ANÊMONAS E CORAIS Possuem corpo em forma de pólipo; Os corais são fixos e têm preferência por águas quentes e rasas; Os corais possuem esqueleto externo de calcário; As anêmonas são seres que possuem a capacidade de locomoção, entretanto elas preferem se fixar num lugar e lá permanecer por longos períodos.
  24. 24. ANÊMONAS - DO - MAR
  25. 25. CORAIS
  26. 26. CARACTERÍSTICAS GERAIS Platelmintos significa, verme de corpo achatado (Plathy = chato; e helminthos = verme). Podem ser encontrados em água doce ou salgada e também em ambientes terrestres úmidos; Alguns têm vida livre (planária) e outros são parasitas (tênias e o esquistossomo); O tamanho é bastante variável; Os principais representantes são: a planária, as tênias e o esquistossomo;
  27. 27. PLANÁRIA Podem se reproduzir de forma assexuada ou sexuada; Têm grande poder de regeneração; Não são parasitas; São hermafroditas, mas fazem reprodução cruzada (trocam espermatozoides).
  28. 28. PLANÁRIAS
  29. 29. REPRODUÇÃO SEXUADA
  30. 30. REPRODUÇÃO ASSEXUADA
  31. 31. REGENERAÇÃO
  32. 32. ALIMENTAÇÃO
  33. 33. AS TÊNIAS As tênias podem atingir até uns 12 a 14 metros de comprimento, mas geralmente atinge uns 6 a 8 metros; São hermafroditas e conseguem se autofecundar; O corpo das tênias é dividido em anéis, chamados de proglotes. Cada anel tem órgãos reprodutores masculinos e femininos, e fazem a fecundação gerando um grande número de ovos; O hospedeiro intermediário da Taenia solium é o porco; O hospedeiro intermediário da Taenia saginata é o boi; As duas tênias podem ser diferenciadas pelas estruturas apresentadas na região da cabeça. Na Taenia solium existem 4 ventosas e uma coroa de ganchos que funcionam como estruturas de fixação e na Taenia saginata existem 4 ventosas apenas; Os sintomas da teníase são dores abdominais, alterações no apetite, diarréias e ocasionais nervosismos. A teníase é muito prejudicial à saúde, pois a tênia consome uma boa parte dos nutrientes que a pessoa ingere, deixando-a bastante fraca.
  34. 34. TÊNIA SOLIUMGANCHOSVENTOSAS
  35. 35. CABEÇA OU ESCÓLEX PROGLOTES
  36. 36. CICLO DA TÊNIA SOLIUM
  37. 37. TÊNIA SAGINATA PROGLOTES
  38. 38. CICLO DA TÊNIA SAGINATA
  39. 39. OVOS EMBRIONADOSOVOS COM O EMBRIÃO DE TÊNIA
  40. 40. FILHOTE DE TÊNIA
  41. 41. CÉREBRO COM CISTOS DE TÊNIA
  42. 42. ESQUISTOSSOMO Causa uma doença chamada esquistossomose; O nome científico do esquistossomo é Schistosoma mansoni; Possuem sexos separados, existem machos e fêmeas; As fêmeas vivem abrigadas dentro de um canal no corpo dos machos; As fêmeas medem cerca de 1,5 cm e os machos 1 cm; A presença desses vermes provoca um aumento do abdômen, por isso essa doença é conhecida como barriga d’água; A pessoa infectada, defecando em local inadequado, elimina os ovos do verme junto com as fezes. Se eles atingirem a água doce, desenvolvem-se em larvas chamadas miracídios. O miracídio precisa de um caramujo, seu hospedeiro intermediário, para continuar seu desenvolvimento. Não qualquer caramujo, mas só algumas espécies. Após infestar o caramujo, o miracídio sofre inúmeras transformações e passa a chamar-se cercária. A cercária sai do caramujo e fica nas águas paradas dos lagos, açudes ou represas. Quando uma pessoa entra em contato com a água contaminada, seja lavando roupa, banhando-se ou brincando, a cercária penetra pela pele (seu hospedeiro definitivo) e circula através da corrente sangüínea, chegando ao fígado, onde torna-se adulta e o ciclo reinicia. Os sintomas da esquistossomose são: abdômen aumentado, dores abdominais, náuseas, cólicas, inflamação do fígado, enfraquecimento geral.
  43. 43. ESQUISTOSSOMO
  44. 44. AUMENTO DO FÍGADO E BAÇO ESSA PARASITOSE PROPORCIONA UM AUMENTO DOABDÔMEN, DEVIDO AO INCHAÇO DO FÍGADO E DO BAÇO. POR ISSO É CONHECIDA COMO BARRIGA D’ÁGUA.
  45. 45. CICLO DO ESQUISTOSSOMO
  46. 46. ESTÁGIOS LARVAISMIRACÍDIO CERCÁRIA
  47. 47. MEDIDAS DE PREVENÇÃO

×