Resenha do livroBuzz Marketing. Sua marca na boca docliente            Autor – Georges Chetochine            IBEP Gráfica ...
Proposta do livro  Apresentar o conceito de buzz marketing para orientar oleitor a desenvolver uma campanha utilizando ess...
Nas redes sociais o cliente tem retorno maisrápido do que no próprio site da empresa.Veja os prazos de atendimento para re...
NetworkingEssa prática deveria ter sido apresentada na publicaçãopara mostrar a importância dessa ferramenta como formade ...
Como fazer buzz marketing ?O autor descreve que a utilização do buzz marketingcomeça no boca a boca que as pessoas fazem e...
Mas o que leva uma pessoa a ser umevangelista? As pessoas se sentem bem em disseminar algo que possa ajudar osoutros. As p...
O caminho não é só evangelizar A troca de informações nas redes sociais é muito rápida. Asempresas precisam acompanhar ess...
Um dos cases apresentados no livro  Uma marca de lingerie descobriu que potenciais clientes se reuniampara jantar semanalm...
O que é preciso para evangelizar?Na visão do autor para evangelizar um consumidor é preciso umacausa          que seja con...
ConclusãoO autor conclui dizendo que antes de se iniciar uma campanha de buzzmarketing é preciso conhecer os  ruídos      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resenha do livro - Buzz marketing. Sua marca na boca do cliente.

1.746 visualizações

Publicada em

Resenha do livro - Buzz marketing. Sua marca na boca do cliente.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.746
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha do livro - Buzz marketing. Sua marca na boca do cliente.

  1. 1. Resenha do livroBuzz Marketing. Sua marca na boca docliente Autor – Georges Chetochine IBEP Gráfica – 2006 por Sandra Duarte dos Santos Dias matéria - Marketing e Comunicação Persuasiva professor - Marcelo Miyashita
  2. 2. Proposta do livro Apresentar o conceito de buzz marketing para orientar oleitor a desenvolver uma campanha utilizando essaferramenta. Cases de sucesso ilustram o conteúdo. O que poderia ter sido abordado Atuação no universo online através de redes sociais. O autor se restringiu apenas a atuação offline. O uso de networking como forma de ampliação da rede de relacionamentos.
  3. 3. Nas redes sociais o cliente tem retorno maisrápido do que no próprio site da empresa.Veja os prazos de atendimento para reclamações levantadospelo jornal folha na matéria publicada em 13/10/2011: Twitter - resposta entre 5 min a 2 hs. Resolução do problema em até24h Facebook - resposta entre 30 min a 6 horas. Resolução em até 24h Chat - resposta em até 5 dias úteis. Resolução em mais de 5 diasúteis 0800 - resposta em até 5 dias úteis. Resolução em mais de 5 diasúteis Procon - resposta em até 1 mês. Sem prazo para resolução
  4. 4. NetworkingEssa prática deveria ter sido apresentada na publicaçãopara mostrar a importância dessa ferramenta como formade ampliação da rede de relacionamento.Benefícios em praticar networking: Troca de informações Comunicar novidades Entregar oportunidades Construção de reputação Dar escala ao relacionamento Gerar conteúdo para ser relevante
  5. 5. Como fazer buzz marketing ?O autor descreve que a utilização do buzz marketingcomeça no boca a boca que as pessoas fazem em relaçãoao desempenho de produtos e serviços no mercado.Com o passar do tempo e através de algumas técnicas deaperfeiçoamento, essa prática transforma os clientes maisfiéis em evangelistas.
  6. 6. Mas o que leva uma pessoa a ser umevangelista? As pessoas se sentem bem em disseminar algo que possa ajudar osoutros. As pessoas têm necessidade de expor seus sentimentos edescobertas. O poder de persuasão dos evangelistas envolve outros consumidores. O constante treinamento incentiva os evangelistas a continuar namissão. A recompensa para os evangelistas nunca pode ser em dinheiro, paranão descaracterizar a função.
  7. 7. O caminho não é só evangelizar A troca de informações nas redes sociais é muito rápida. Asempresas precisam acompanhar esses veículos e corrigir os problemasde imediato. Ter uma equipe treinada e ágil que traga soluções aos problemas queos consumidores divulgam é fundamental para se manter na liderança. Realizar eventos, promoções e ações de apoio às vendas proporcionavalor agregado aos produtos e serviços. Os consumidores também estão interessados em relacionamento ena forma em que a empresa se posiciona perante a sociedade.
  8. 8. Um dos cases apresentados no livro Uma marca de lingerie descobriu que potenciais clientes se reuniampara jantar semanalmente entre amigas. Nesses momentos elasaproveitavam para falar de todos os assuntos possíveis: família, vidaconjugal, filhos e também trocar experiências sobre produtos e serviçosque consumiam. Essa marca começou a acompanhar esses encontros para descobrira necessidade do público, e também a linguagem e ideias que elastrocavam. A partir dessas informações a empresa traçou a sua forma deevangelizar as clientes.
  9. 9. O que é preciso para evangelizar?Na visão do autor para evangelizar um consumidor é preciso umacausa que seja conhecida pelo maior número possível depessoas.E um forte contexto que justifique a causa. Pode ser umadata comemorativa como o Natal, um evento de grande proporçãocomo a Copa do Mundo, ou então um assunto da atualidade, como umacatástrofe natural.Para existir o boca a boca, é necessário algo diferenciado e inovadorpara ser dito. Pode ser algo ligado a qualidade ou atendimento, que échamado de ideia-vírus.
  10. 10. ConclusãoO autor conclui dizendo que antes de se iniciar uma campanha de buzzmarketing é preciso conhecer os ruídos que existem no mercadopara montar a estratégia de atuação frente às expectativas do público.Além disso, eu acredito que é preciso analisar aconcorrência antes de definir a estratégia de atuação.Sempre é possível tirar proveito de uma situação analisando as açõesque já aconteceram com senso crítico para enxergar umaoportunidade diante de um cenário existente.

×