Regimedebensemcirculação
1
Em vigor a partir de
1 de Julho de 2013
Regime de bens em circulação
Gestão Comercial Next
Regimedebensemcirculação
2
Slide Assunto
3 e 4 Configuração de utilizador AT e de tolerância de hora de carga
5 Tipos de D...
Regimedebensemcirculação
3
Nos Parâmetros Comercial na Area
de Sistema, e na pasta AT –
Webservice, insere-se o Utilizador...
Regimedebensemcirculação
4
Nos Parâmetros Comercial na Area
de Sistema, e na pasta Diversos,
define-se agora a tolerância ...
Regimedebensemcirculação
5
Tipo de documento de
transporte certificados;
Segundo a Portaria n.º 160/2013 os
tipo de docume...
Regimedebensemcirculação
6
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Devoluções de
Mercadoria;
Documentos do tipo...
Regimedebensemcirculação
7
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Armazéns e País;
Indicação do País no
Armazé...
Regimedebensemcirculação
8
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Terceiros e País;
Indicação do País no Clien...
Regimedebensemcirculação
9
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Local de Descarga
Os documentos de transport...
Regimedebensemcirculação
10
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Local de Carga e Sector
O local de carga, a...
Regimedebensemcirculação
11
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Onde Entregar a Mercadoria
O local de entre...
Regimedebensemcirculação
12
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Morada Alternativa
O botão Moradas da
ficha...
Regimedebensemcirculação
13
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Alterar morada nos
documentos;
Existe a pos...
Regimedebensemcirculação
14
Gestão Comercial Next Documentos Globais
Documentos Globais
Os documentos globais são
document...
Regimedebensemcirculação
15
Gestão Comercial Next Documentos Globais
Documentos Globais
No caso das Guias de Transporte
Gl...
Regimedebensemcirculação
16
Gestão Comercial Next Documentos Globais
Cliente Global
O único cliente passível de
ser movime...
Regimedebensemcirculação
17
Documentos Globais
O botão Devolução converte automaticamente a Guia de Transporte em Guia de ...
Regimedebensemcirculação
18
Documentos Globais
Na janela “Questionar o modo de
devolução de guias”, pode ser
seleccionado ...
Regimedebensemcirculação
19
Facturas e importação de Documentos Globais
Nas faturas é agora possível importar também Guias...
Regimedebensemcirculação
20
Gestão Comercial Next Documentos Globais
Documentos Manuais
Pode acontecer, por exemplo por
mo...
Regimedebensemcirculação
21
Gestão Comercial Next Documentos Globais
Documentos Auto-Facturados
Se existir necessidade de
...
Regimedebensemcirculação
22
Gestão Comercial Next Documentos Globais
Documentos Manuais e Auto-Facturados por Terceiros
Na...
Regimedebensemcirculação
23
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Inserção de Guias de Transporte e submissão...
Regimedebensemcirculação
24
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Inserção de Guias de Transporte e submissão...
Regimedebensemcirculação
25
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Processo de submissão e Resultado do mesmo:...
Regimedebensemcirculação
26
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Processo de submissão e Resultado do mesmo:...
Regimedebensemcirculação
27
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Anulação de Documentos:
Depois de gravar e ...
Regimedebensemcirculação
28
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Processo de Submissão por ficheiro SAFT sim...
Regimedebensemcirculação
29
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
De seguida é mostrada uma janela com os doc...
Regimedebensemcirculação
30
Gestão Comercial Next Opção por WEBSERVICE
Caso se opte pela submissão Webservice, é mostrada ...
Regimedebensemcirculação
31
Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
Exportar documentos;
Caso se opte por
submissão via fich...
Regimedebensemcirculação
32
Relatório de exportação de
documentos;
São mostrados aqui os dados
de exportação, bem como os
...
Regimedebensemcirculação
33
Autenticação do
Contribuinte;
Esta janela permite a
indicação do Utilizador e
Senha de acesso ...
Regimedebensemcirculação
34
Submissão do ficheiro;
Optar por Comunicar por
ficheiro, para ser
disponibilizada a janela
de ...
Regimedebensemcirculação
35
Escolha do ficheiro a
enviar;
Após localizar o ficheiro
SAFT clique em Open/Abrir
para selecci...
Regimedebensemcirculação
36
Detalhe do ficheiro de
Documentos;
Após a submissão é
necessário efectuar o
download do result...
Regimedebensemcirculação
37
Importação do ficheiro;
Nesta opção relaciona-se
o ficheiro de resposta da
AT com o SAFT envia...
Regimedebensemcirculação
38
Relatório da importação;
Nesta fase é mostrado o
relatório da importação e a
resposta da AT.
N...
Regimedebensemcirculação
39
Colocação de código AT;
A aplicação, após ser
concluído o processo
anterior, colocará os
códig...
Regimedebensemcirculação
40
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Casos práticos e a nossa opinião:
• Sempre ...
Regimedebensemcirculação
41
Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
Casos práticos e a nossa opinião:
• O trans...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

SAGE - Gestão Comercial Next | Regime de bens em circulação

1.837 visualizações

Publicada em

Documentação disponibilizada pela Samsys sobre como utilizar as funcionalidades que o software SAGE - Gestão Comercial Next disponibiliza relativamente ao novo regime de bens em circulação

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
256
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SAGE - Gestão Comercial Next | Regime de bens em circulação

  1. 1. Regimedebensemcirculação 1 Em vigor a partir de 1 de Julho de 2013 Regime de bens em circulação Gestão Comercial Next
  2. 2. Regimedebensemcirculação 2 Slide Assunto 3 e 4 Configuração de utilizador AT e de tolerância de hora de carga 5 Tipos de Documentos de Transporte 6 Devoluções de mercadoria 7 Armazéns e campo País 8 Clientes Fornecedores e campo País 9 Local de Descarga (lidos da morada do cliente) 10 Local de Carga (proveniente do Sector) 11 e 12 Onde entregar a mercadoria e Morada Alternativa 13 Alterar morada nos documentos (ficha de Terceiro) 14 a 18 Cliente Global e Documentos Globais 19 A Fatura com importação de Guias de Transporte Globais 21 e 22 Documentos Manuais e Auto-Facturados (criação de séries) 23 e 24 Inserção de Guias e submissão imediata via Webservice 25 e 26 Processo de submissão e Resultado do mesmo 27 Anulação de Documentos 28 a 39 Processo de submissão por Webservice ou ficheiro SAF-T 40 e 41 Casos práticos e a nossa opinião Regime de Bens em Circulação Índice de assuntos
  3. 3. Regimedebensemcirculação 3 Nos Parâmetros Comercial na Area de Sistema, e na pasta AT – Webservice, insere-se o Utilizador e Senha previamente definidos no portal da AT. Aqui também se define o Método de Submissão dos documentos de transporte à AT; Automática – Os DT serão imediatamente submetidos ao serem finalizados. Manual – Processo de submissão manual em que os DT só serão submetidos por acção do utilizador através do botão de Submissão à AT. NOTA: Para aceder a estes campos é necessário previamente ler e aceitar os termos e condições de uso indicados. Gestão Comercial Next Area de Sistema
  4. 4. Regimedebensemcirculação 4 Nos Parâmetros Comercial na Area de Sistema, e na pasta Diversos, define-se agora a tolerância de hora de carga. Permite assim acrescentar os minutos indicados á hora e data dos sistema, quando a data/hora de carga no documento é inferior á data/hora do sistema, passando a usar esta ultima. Na aplicação é dada a mensagem a baixo quando esta situação ocorre. Gestão Comercial Next Area de Sistema
  5. 5. Regimedebensemcirculação 5 Tipo de documento de transporte certificados; Segundo a Portaria n.º 160/2013 os tipo de documento de transporte, são: GA – Guia Mov. de activos próprios GD – Guia ou nota de devolução GR – Guia de Remessa GT – Guia de Transporte Na aplicação; o GTA – Guia Transporte Armazem o GTC – Guia Transporte Cliente o GDT – Guia Devolução Transporte o GTF – Guia Transporte Fornecedor o GV – Guia Devolução Cliente o GVF – Guia Devolução Fornecedor Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação
  6. 6. Regimedebensemcirculação 6 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Devoluções de Mercadoria; Documentos do tipo Devolução de Clientes ou a Fornecedores; Passa a existir uma parametrização nas Séries para indicar se o documento, e o respectivo transporte, vai ser efectuado pelo terceiro ou não. Se o for, o documento é registado mas não vai ser comunicado à AT.
  7. 7. Regimedebensemcirculação 7 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Armazéns e País; Indicação do País no Armazém, para no caso de ter armazéns fora do território português. Desta forma, e se indicar um País que não PT, ao efectuar uma transferência para esse armazém, esse documento não é comunicado à AT.
  8. 8. Regimedebensemcirculação 8 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Terceiros e País; Indicação do País no Cliente ou Fornecedor é importante. Se o país for diferente de PT não é permitido comunicar os DT destes terceiros. De notar que o país é considerado nacional ou não, de acordo com o conteúdo do campo de nome ISO3166-1 A2 existente no registo do país. Para Portugal o código tem que ser PT.
  9. 9. Regimedebensemcirculação 9 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Local de Descarga Os documentos de transporte passaram a incluir os seguintes campos:  Morada de descarga,  Localidade de descarga,  Código Postal  País. Estes campos são lidos a partir da ficha do terceiro (cliente ou fornecedor). Contudo passa a ser possível alterar estes dados no documento, ficando estes registados no mesmo. O Local de Carga é assumido do Sector.
  10. 10. Regimedebensemcirculação 10 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Local de Carga e Sector O local de carga, assumido automaticamente ao efectuar um documento, é o que estiver indicado no campo Sector do documento, mas pode ser inserido manualmente. A indicação do País no Sector define a localização geográfica onde opera.  De notar que se aqui for indicado um país diferente de PT, o botão de submissão à AT não fica disponível.
  11. 11. Regimedebensemcirculação 11 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Onde Entregar a Mercadoria O local de entrega da mercadoria (descarga), caso não seja o do destinatário do documento, pode ser inserido/alterado manualmente ou considerado o da morada alternativa indicada no campo Onde Entregar a Mercadoria. Para tal é necessário criar uma morada alternativa associada ao cliente ou fornecedor que está a ser movimentado. Esta definição é efectuada na edição da ficha do terceiro.
  12. 12. Regimedebensemcirculação 12 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Morada Alternativa O botão Moradas da ficha do cliente ou fornecedor acede ao registo das moradas alternativas. No documento de transporte, ao ser indicado o código de morada, são assumidos os dados aqui indicados e inseridos nos respectivos campos de descarga do DT.
  13. 13. Regimedebensemcirculação 13 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Alterar morada nos documentos; Existe a possibilidade de, nos cliente e fornecedores, alterar a morada nas Guias de Transporte. Assim, fica possibilitada a inserção manual dos dados de nome e morada na altura da inserção do documento. Realce para Local de Descarga que pode ser igual á localidade. * Se alterar dados tem que se alterar Descarga.
  14. 14. Regimedebensemcirculação 14 Gestão Comercial Next Documentos Globais Documentos Globais Os documentos globais são documentos onde, na altura da saída dos bens, não é conhecido o destinatário, local de descarga ou as quantidades dos bens a entregar. Para configurar um documento global é necessário criar, nas Guias de Transporte e Guias de Devolução de Transporte (GTC e GDT) de cliente, uma serie para o efeito e na pasta Configuração seleccionar (plicar) o campo Documento global.
  15. 15. Regimedebensemcirculação 15 Gestão Comercial Next Documentos Globais Documentos Globais No caso das Guias de Transporte Globais (GTC) é também necessário indicar, na pasta Conversão, o Documento e série para a conversão automática desta Guia para Guia de Devolução, se assim for o caso. Desta forma, será necessário ter previamente criado o documento de devolução, habitualmente GDT. Na movimentação da GTC existe um botão, Devolução , que permite converter a Guia em Devolução.
  16. 16. Regimedebensemcirculação 16 Gestão Comercial Next Documentos Globais Cliente Global O único cliente passível de ser movimentado nos documentos globais é o cliente Global. Este cliente é em tudo similar aos outros mas com a particularidade de ter a indicação de ser o cliente global na pasta de Vendas da ficha de cliente. Só pode existir um cliente com esta definição e é assumido automaticamente na movimentação de documentos Globais.
  17. 17. Regimedebensemcirculação 17 Documentos Globais O botão Devolução converte automaticamente a Guia de Transporte em Guia de Devolução. Na janela que que aparecerá de seguida, define-se de que forma será feita a devolução. Gestão Comercial Next Documentos Globais
  18. 18. Regimedebensemcirculação 18 Documentos Globais Na janela “Questionar o modo de devolução de guias”, pode ser seleccionado primeiro parâmetro Converter numa guia de devolução, para criar a guia de devolução. Ou o segundo para converter mas também criar uma nova guia. Este ultimo, alem de satisfazer integralmente a guia de transporte convertendo-a para uma Guia de Devolução, permite a criação imediata de uma nova Guia de Transporte, que é uma cópia da anterior Guia. Gestão Comercial Next Documentos Globais
  19. 19. Regimedebensemcirculação 19 Facturas e importação de Documentos Globais Nas faturas é agora possível importar também Guias de Transporte Globais (para o cliente global) para uma fatura de um cliente específico. Este processo é idêntico as anteriores importações de outros documentos. Gestão Comercial Next Documentos Globais
  20. 20. Regimedebensemcirculação 20 Gestão Comercial Next Documentos Globais Documentos Manuais Pode acontecer, por exemplo por motivo de inoperacionalidade, de registar documentos em papel pré-impresso de tipografias autorizadas. Se tal acontecer, apesar do registo em papel, será necessário efectuar o registo informático. Assim, deverá ser criada uma Série externa para o efeito, após seleccionar Processamento manual e origem Assinado Interno.
  21. 21. Regimedebensemcirculação 21 Gestão Comercial Next Documentos Globais Documentos Auto-Facturados Se existir necessidade de registar documentos provenientes de Auto- Facturação, é necessário criar uma série para o efeito. A origem deve ser Auto- Facturados por terceiros, deve ser indicada uma Série e sinalizado Processamento manual. Estes documentos não são emitidos no SAF-T da empresa, pois já são incluídos no SAF-T do cliente (auto-facturado).
  22. 22. Regimedebensemcirculação 22 Gestão Comercial Next Documentos Globais Documentos Manuais e Auto-Facturados por Terceiros Na movimentação, caso seleccione uma serie Manual ou Auto-Facturação, é apresentada a janela Origem manual, para ser inserido o número do documento manual correspondente.
  23. 23. Regimedebensemcirculação 23 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Inserção de Guias de Transporte e submissão imediata via Webservice; No caso de cliente Sujeito Passivo é disponibilizada a utilização do botão de submissão à AT. É submetido o documento corrente. Os dados usados para a submissão (utilizador e senha) estão definidos nos parâmetros Base da Aplicação.
  24. 24. Regimedebensemcirculação 24 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Inserção de Guias de Transporte e submissão imediata via Webservice; No caso do cliente NÃO ser Sujeito Passivo não é disponibilizado o botão de submissão à AT Nota: Esta funcionalidade, a partir de 30/09/2013, só estará disponível nos contratos Sage Plus.
  25. 25. Regimedebensemcirculação 25 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Processo de submissão e Resultado do mesmo: Ao efectuar a submissão surge uma janela de submissão. Se a submissão for efectuada com sucesso é dada a indicação do código de identificação atribuído pela AT e colocado também no documento.
  26. 26. Regimedebensemcirculação 26 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Processo de submissão e Resultado do mesmo: Ao editar o documento, no separador Informação de documento, é colocado o código de identificação atribuído pela AT ao documento, na altura da submissão com sucesso.
  27. 27. Regimedebensemcirculação 27 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Anulação de Documentos: Depois de gravar e comunicar à AT, o documento não pode ser alterado. • Contudo é passível de anulação até à data e hora em que foi indicado o início de transporte. • Após isso deve ser efectuado o processo de devolução.
  28. 28. Regimedebensemcirculação 28 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Processo de Submissão por ficheiro SAFT simplificado ou Webservice Para a primeira fase, seleccionar a opção Exportação SAF-T (PT) A janela que aparece contem uma série de avisos e informações uteis que deve ter em atenção. Nomeadamente os dados prévios necessários á exportação; Na Empresa o NIF, Nome, Morada Reg. Comercial, Moeda, Estabelecimentos, Regimes de Imposto entre outros. Os Códigos ISO nos Países e Moedas. Após ler Seleccione o botão Seguinte. Existe a possibilidade de comunicar vários documentos de uma vez, por intermédio do menu e-Transporte.
  29. 29. Regimedebensemcirculação 29 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação De seguida é mostrada uma janela com os documentos de transporte passiveis de serem exportados ou comunicados, incluindo os globais. É possível nesta fase decidir pela submissão via ficheiro SAF-T ou em lote pelo botão Webservice. Nota: Só serão aqui considerados os documentos com data e hora de carga superior á data e hora do sistema. Por exemplo, ás 18:00 só serão mostrados os documentos com carga após esta hora. Caso seja necessário, aceda ao documento em causa e acerte os dados de carga. • Pode utilizar os filtros para restringir os documentos que serão mostrados, na data, data de carga, utilizador, etc.
  30. 30. Regimedebensemcirculação 30 Gestão Comercial Next Opção por WEBSERVICE Caso se opte pela submissão Webservice, é mostrada uma janela com os documentos de transporte a serem comunicados. Seleccionando o botão Exportar é iniciada a submissão e é mostrada a janela de comunicação à AT. Nesta janela, no final da submissão, é mostrado o resultado e estado bem como o código AT atribuído a cada documento no caso da comunicação e submissão com sucesso do mesmo.
  31. 31. Regimedebensemcirculação 31 Gestão Comercial Next Opção por SAF-T Exportar documentos; Caso se opte por submissão via ficheiror SAF-T, a janela de exportação mostra a localização e nome do ficheiro de exportação e permite a inserção de observações a colocar no ficheiro. Também são aqui definidos alguns parâmetros que contudo estão assumidos por defeito. Para efectivar a exportação clicar no notão Exportar.
  32. 32. Regimedebensemcirculação 32 Relatório de exportação de documentos; São mostrados aqui os dados de exportação, bem como os valores e numero de documentos exportados. Caso se pretenda pode imprimir-se esta informação por intermédio do botão Imprimir. Para continuar prima no botão Seguinte. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  33. 33. Regimedebensemcirculação 33 Autenticação do Contribuinte; Esta janela permite a indicação do Utilizador e Senha de acesso ao sistema/portal e-fatura. Não esquecer de indicar que se pretende autorizar que o NIF e Nome sejam fornecidos à AT. Para continuar prima no botão Seguinte. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  34. 34. Regimedebensemcirculação 34 Submissão do ficheiro; Optar por Comunicar por ficheiro, para ser disponibilizada a janela de escolha e envio do ficheiro SAF-T. A janela que aparecerá é uma janela de escolha do ficheiro e da sua localização, semelhante a outras existentes no Windows. Para continuar prima no botão Seguinte. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  35. 35. Regimedebensemcirculação 35 Escolha do ficheiro a enviar; Após localizar o ficheiro SAFT clique em Open/Abrir para selecciona-lo para comunicação e submissão. Para continuar prima no botão Submeter. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  36. 36. Regimedebensemcirculação 36 Detalhe do ficheiro de Documentos; Após a submissão é necessário efectuar o download do resultado do processamento. Este é o ficheiro de resposta da AT que posteriormente servirá para controlo e colocação dos códigos AT nos documentos enviados. Para continuar prima no botão Save/Guardar no seu disco. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  37. 37. Regimedebensemcirculação 37 Importação do ficheiro; Nesta opção relaciona-se o ficheiro de resposta da AT com o SAFT enviado. A aplicação vai colocar os códigos AT e indicar os erros ocorridos. Para continuar prima no botão Seguinte. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  38. 38. Regimedebensemcirculação 38 Relatório da importação; Nesta fase é mostrado o relatório da importação e a resposta da AT. Neste ecrã também são emitidos os avisos necessários a que deverá dar a máxima atenção. Pode Imprimir e para continuar prima no botão Sair. De notar que em qualquer fase existe a possibilidade de voltar à Anterior. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T
  39. 39. Regimedebensemcirculação 39 Colocação de código AT; A aplicação, após ser concluído o processo anterior, colocará os códigos AT nos respectivos documentos. Nesta fase os documentos estão comunicados e com código de transporte. Será este código que será solicitado pela autoridades, e que permitirá a estes o acesso á informação do transporte. Gestão Comercial Next Opção por SAF-T ou Webservice
  40. 40. Regimedebensemcirculação 40 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Casos práticos e a nossa opinião: • Sempre que a mercadoria é transportada com o objectivo de venda, o documento mais indicado é a Guia de Remessa. Porque alem de fazer a retirada imediata do stock, permite a devolução por Guia de Devolução de Cliente. Assim, a devolução e transporte da mercadoria, caso aconteça, é feita pelo documento de Devolução de Cliente, que retorna para o stock as quantidades respectivas e deve ser efectuada com origem na Guia de Remessa. No caso de ser o Cliente a efectuar o documento de devolução, este é registado numa serie especial para que não seja comunicado à AT, dado que se pressupõem que o Cliente o fará. • Caso seja aplicado, pode ainda utilizar-se a própria Fatura para transportar a mercadoria, desde que seja impressa e contenha os elementos obrigatórios dos documentos de transporte. • As Guias de Transporte deverão ser utilizadas para todos os restantes casos. Por exemplo; o Clientes: Transporte de mercadoria para demostração no cliente. O retorno pode ser feito por uma Guia de Transporte endereçada à própria empresa. o Fornecedores: Levar mercadoria para "arranjo" em fornecedores de serviço. O retorno pode ser feito por uma Guia de Transporte endereçada à própria empresa.
  41. 41. Regimedebensemcirculação 41 Gestão Comercial Next Regime de Bens em Circulação Casos práticos e a nossa opinião: • O transporte de pão efetuado por retalhistas para distribuição ao domicílio de consumidores finais, desde que previamente adquiridos, ficará excluído da obrigação de ser acompanhado por DT. Mas o transporte de pão da fábrica efetuada pelo produtor para os retalhistas deverá ser acompanhado por um documento de transporte. • O transporte de bens dos mostruários pelos vendedores no decurso da sua atividade de visita aos clientes ou de locais de venda, de bens de amostra e para ofertas de pequeno valor e o material de propaganda, ficarão excluídos da obrigação de emissão de documento de transporte. Neste caso, é conveniente que esses bens sejam acompanhados por um documento sem qualquer formalismo que ateste a referida natureza, a sua proveniência e destino.

×