SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 138
Baixar para ler offline
Manual para Culto de Missões – Volume 2
1
Apresentação
Missões acontece a partir da igreja local, ali as vidas são salvas, discipuladas para
cumprirem seu chamado aqui ou no campo missionário. Através das igrejas locais que
juntas contribuem no 3º domingo, a obra missionária Quadrangular é sustentada. Nos
seios dessas igrejas estão também os preciosos intercessores que formam a retaguarda
espiritual para o avanço missionário.
O culto do 3º domingo foi criado com o objetivo de despertar e orientar a Igreja
sobre seu importante papel nesta grande tarefa, no cumprimento da Grande Comissão.
Mês a mês, através de adoração, intercessão e informações missionárias, as pessoas
crescem no entendimento de missões e podem se envolver: orando, contribuindo,
mobilizando outros para missões e envolvendo-se em projetos missionários a partir da
própria igreja local.
Esta é a segunda apostila que lançamos como ferramenta para auxiliar no preparo
de cultos inspirativos e instrutivos sobre missões. Agradecemos aos pastores e líderes de
missões que tem apoiado esta visão e a toda equipe redatorial, que trabalhou de forma
dedicada e abnegada para que este material chegasse as suas mãos. Para produzirmos
materiais cada vez mais ricos e contextualizados a nova realidade, por favor, envie-nos a
ficha de avaliação no final do material com suas sugestões, nos será de grande valia!
Desejamos que a cada culto, Deus desperte vidas, que irradiem a luz de Cristo aos
povos através das suas orações, trabalho e ofertas voluntárias, assim cooperando para
que todo homem tenha a oportunidade de ouvir do Senhor Jesus Cristo!
Deus os abençoe,
Prs. Fernando e Jane Camargo
Manual para Culto de Missões – Volume 2
2
Manual para Culto de Missões – Volume 2
3
SUMÁRIO
CULTO DE MISSÕES ...............................................................4
MODELOS PARA CULTO ......................................................13
ANGOLA ................................................................................14
ÁSIA CENTRAL.....................................................................17
ÁSIA ORIENTAL...................................................................21
BOLÍVIA ................................................................................26
HAITI .....................................................................................30
ESPANHA ..............................................................................35
PORTUGAL............................................................................39
OESTE DA ÁFRICA...............................................................42
MOÇAMBIQUE.......................................................................46
PARAGUAI............................................................................53
TIMOR LESTE........................................................................59
JAPÃO ...................................................................................64
URUGUAI ..............................................................................72
BLOCO BRASIL - SUL............................................................77
BLOCO BRASIL - NORTE ......................................................84
BLOCO BRASIL - SUDESTE ..................................................88
BLOCO BRASIL – CENTRO OESTE ......................................94
BLOCO BRASIL – NORDESTE ............................................104
REFERÊNCIAS....................................................................135
Manual para Culto de Missões – Volume 2
4
CULTO DE MISSÕES
“Santificai um jejum, convocai uma assembléia solene, congregai os anciãos, e todos os
moradores desta terra, na casa do SENHOR vosso Deus, e clamai ao SENHOR.”
Joel 1:14
O QUE É?
O Culto de Missões é uma estratégia dada por Deus para atingir, de maneira eficaz, os
alvos missionários que Ele tem inspirado a toda a Igreja Quadrangular. Sendo assim, a
Igreja do Evangelho Quadrangular no Brasil destina o terceiro Domingo de cada mês para
Missões e todas as ofertas levantadas nesse dia são canalizadas para Missões, da
seguinte forma:
 50% para o Conselho Nacional de Diretores
 50% para o Conselho Estadual de Diretores
IMPORTÂNCIA
O Culto de Missões permite que a Igreja local esteja reunida para receber a
ministração do Senhor quanto ao seu mandamento: “Ide por todo o mundo, e pregai o
evangelho a toda a criatura” (Mc.16:15) tem sido uma ferramenta em Suas mãos para
aumentar, de maneira significativa, a conscientização missionária em Sua noiva e, em
especial, para reavivar a visão missionária da Igreja Quadrangular.
OBJETIVOS
 Permitir a cada membro da igreja local o reconhecimento de qual é o seu papel na
obra missionária, seja ela urbana ou transcultural;
 Dar oportunidade para a Igreja ser abençoada ao ofertar para missões;
 Despertar pessoas para formar uma equipe de missões em cada igreja local;
 Despertar pessoas para serem intercessores por missões;
Manual para Culto de Missões – Volume 2
5
PASSOS CHAVES PARA O CULTO DE MISSÕES
1º. Converse com o seu Pastor, NÃO FAÇA nada sem o conhecimento e aprovação dele;
2º. Ore intensamente, de forma individual e em grupo, pedindo a Deus sabedoria, e que
frutos duradouros sejam produzidos através do culto;
3º. Faça um planejamento do culto com bastante antecedência.
COMO FAZER UM CULTO DE MISSÕES?
PROGRAMA BÁSICO PARA UM CULTO DE MISSÕES
1) Abertura 1 a 5 minutos
2) Louvor 15 a 30 minutos
3) Oração 10 minutos
4) Informações 5 a 10 minutos
5) Promoção Missionária 5 a 15 minutos
6) Oferta 5 a 10 minutos
7) Mensagem 20 a 40 minutos
8) Encerramento 3 a 10 minutos
a. Tempo total mínimo = 64 minutos
b. Tempo total máximo = 2h. 10 minutos
Informações Importantes
O Culto de Missões é estratégico. Por isso, faça do mesmo um tempo especial, onde
todas as partes sejam bem elaboradas para atingir o(s) objetivo(s) proposto(s).
Manual para Culto de Missões – Volume 2
6
TEMA
A equipe de Missões deve definir um tema específico para cada mês. Ele norteará
a preparação e o enfoque de todas as áreas que envolvem o Culto e será definido
paralelamente ao objetivo.
Exemplos de temas: Levando luz às nações, Missões o Grande Desafio, “Ide”
Mandamento de Jesus.
OBJETIVO
Deve-se estabelecer qual(is) objetivo(s) se pretende alcançar com o Culto, a cada
mês. Esse(s) objetivo(s) deve(m) ser claro(s) e específico(s), fácil(eis) de ser(em)
avaliado(s). Deve(m) surgir a partir do tema e/ou do país alvo, a cada mês.
Resultado: Um bom planejamento sempre leva em conta objetivos em três áreas, nas quais deve-
se esperar mudanças: o indivíduo em relação a Deus, o indivíduo em relação a si mesmo e o
indivíduo em relação à comunidade.
VERSÍCULO CHAVE
Sempre ligado ao tema, o versículo chave servirá para apresentar à Igreja o tema
do mês. Pode ser um só versículo, ou uma seqüência de versículos. Não deve ser muito
longo. Não há necessidade de estar ligado à mensagem.
PAÍS ALVO
É o enfoque que norteará a decoração, as informações e a promoção missionária,
podendo ainda influenciar a escolha de hinos para o período louvor, dos motivos de
oração e até mesmo dos desafios apresentados no período da oferta.
DECORAÇÃO
Manual para Culto de Missões – Volume 2
7
É muito importante que no dia do Culto de Missões toda a decoração da Igreja
chame a atenção para o tema. Assim, tendo em vista o tema, o objetivo e o país alvo,
elabora-se toda a decoração interna e externa da Igreja criando um impacto visual com o
objetivo final de envolver a congregação em missões.
PARTES DO CULTO
RECEPÇÃO
Por ser um evento especial no mês, a recepção do Culto de Missões também deve
ser diferente e fazer parte de todo o planejamento, visando integração com o tema, os
objetivos e o país alvo.
Dica: Verifique a possibilidade de colocar na recepção pessoas vestidas com trajes típicos, do
país alvo. Também pode ser feita uma saudação na língua daquele país, ou mesmo um ritual de
saudação costumeiro àquele país.
ABERTURA
Existe um ditado popular que diz que a primeira impressão é a que fica. Por isso, é
importante planejar uma abertura breve, atrativa e criativa, que, acima de tudo, incentive
as pessoas a se envolverem desde o princípio no programa do culto, fazendo-as perceber
que é um culto diferente e especial, com objetivo missionário. Compreende:
- Saudação inicial ao povo;
- Leitura do versículo chave;
- Explicação do tema e país alvo;
- Uma breve oração.
LOUVOR
Devemos utilizar o período de louvor para abençoar nações e povos, despertando
pessoas para a obra missionária. Faça este período alegre, motivador e inspirativo.
Selecione cânticos temáticos para a área de missões. Pode ser intercalado com
Manual para Culto de Missões – Volume 2
8
informações missionárias de forma a já estar desafiando a congregação a envolver-se
com missões, com o país alvo e seus missionários.
Dica: Se possível escolha um dirigente de louvor que tenha visão missionária. Verifique a,
possibilidade de todos os integrantes do grupo de louvor estarem vestidos com trajes típicos,do
país alvo.
INTERCESSÃO
A oração é elemento fundamental para o sucesso da obra missionária, pois ela é
um confronto de poderes: não é contra a carne e o sangue, mas contra principados e
potestades que estamos lutando (Ef.6:12). Também tenha em mente que este período
pode ser usado por Deus para ensinar Sua Igreja a orar por missões.
Dica: Prepare com antecedência os pedidos de oração e os alvos para intercessão. O Projeto
AMAI lança periodicamente boletins de oração, com informações e motivos de oração pelos
missionários, entre em contato através do email: amai@ieqmissoes.org.br ou pelo telefone (11)
3226-3142 e faça seu cadastro.
O Projeto AMAI tem uma estratégia chamada 15 minutos pelas nações, ela
pode ser aplicada antes do culto de Missões. Convide os participantes do
culto a chegarem 15 minutos antes para orarem por missões. Damos em
seguida algumas orientações:
Realizando “QUINZE MINUTOS PELAS NAÇÕES”
É um período de 15 minutos para orar pelos 5 grandes alvos do projeto A.M.A.I.
1. Uma Nação
2. Um Povo não Alcançado
3. Um País onde há perseguição contra os cristãos
4. Um Missionário Quadrangular
5. Um Motivo Missionário a nível local, estadual ou nacional
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
Manual para Culto de Missões – Volume 2
9
Momento de passar informações para levar a Igreja a conhecer a obra de Missões,
a realidade dos campos missionários, os missionários e suas vidas. São fundamentais as
informações: quem é o missionário, onde se encontra, como é sua família, que projetos
está desenvolvendo, quais as necessidades, qual é e como é o povo com o qual trabalha,
etc. Quando expomos um assunto, por mais importante que ele seja, não devemos nos
prender em uma exposição oral, pois pode tornar-se cansativo para o auditório. Por isso,
para promoção de missões, os recursos áudio-visuais são indispensáveis. Coordene a
explanação oral com os recursos áudio-visuais.
Dica: Aproveite para divulgar os demais espaços que apresentam essas informações, como:
stands, sites na Internet, murais e painéis com fotos, cartas e informações.
OFERTA
Além do apoio em oração, cabe à igreja o sustento financeiro da obra missionária.
Devemos estar convictos da importância da contribuição missionária e mostrar isso à
Igreja para que todos possam ser abençoados ao dar o melhor para Deus em Missões.
Dica: Os envelopes de missões podem ser distribuídos antes do 3º Domingo, fazendo já o
trabalho de conscientização. Os membros da Igreja irão contribuir de forma mais significativa
quando lhes for mostrado, de forma clara e objetiva, as necessidades de um campo missionário
ou de um missionário e sua família.
MENSAGEM
Para um melhor resultado no Culto de Missões, é necessário que você escolha
alguém com visão missionária para trazer a Palavra de Deus e que, de alguma forma,
esteja envolvido com missões. É importante que todas as pessoas envolvidas com o
culto tenham o coração voltado para as necessidades dos povos e das nações.
Dica: Convide, se possível, missionários em férias no Brasil, ou missionários de curto prazo, ou
que realizam projetos transculturais e/ou missões urbanas, pastores que sejam líderes de agência
missionária, ou diretores de missões a nível regional ou estadual ou nacional ou internacional.
Busque orientação e contatos com esses servos de Deus através da S.G.M.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
10
ENCERRAMENTO
Como toda a programação anterior, também o encerramento deve merecer a
devida atenção. Encerre o culto de maneira alegre e criativa, estimulando o retorno no
próximo mês.
LEMBRANÇA
As lembrancinhas fazem com que as pessoas lembrem de orar e contribuir para
missões, marcando ainda mais a importância da participação de cada uma, fazendo-as
sentirem-se parte desse ministério da Igreja.
Desenvolva o modelo de lembrança para cada culto, sempre que possível, de
acordo, com o objetivo que se buscou atingir, dentro do tema e representando o país alvo.
Faça algo, útil, que as pessoas poderão utilizar e/ou ver no seu dia-a-dia. De acordo com
o evento desenvolvido no momento de promoção missionária, escolha:
Pequeno buquê de flores artificiais
Flores artificiais avulsas
Globo terrestre em isopor
Saquinhos com sementes
Cartão com mensagem
Marcador de página
Calendário de oração
Cartão de oração
Bandeirinhas
Imã de geladeira
ANÁLISE E AVALIAÇÃO
Tendo em vista a programação planejada e a programação apresentada, reúna-se
com a equipe para uma análise e avaliação do culto. Procurem identificar:
► Qual foi o resultado em relação ao tema, ao país alvo e aos objetivos?
► Quais foram os pontos positivos? E os negativos?
► Quais as sugestões para o próximo culto?
DICAS
Manual para Culto de Missões – Volume 2
11
 Envolva os membros da congregação de várias maneiras;
 Forme equipes responsáveis para cada setor da programação do Culto de
Missões;
 Lembre-se que o Culto de Missões é um evento especial que acontece no
calendário da igreja local a cada mês, planeje com antecedência.
 Programe atividades onde os membros possam ter contato pessoal com
missionários ou pessoas com experiência em Missões
 Cada vez que fizer um Culto de Missões utilize uma ou duas experiências novas no
programa
 Ao fazer o planejamento do Culto, leve em consideração cada grupo: homens,
mulheres, jovens, adolescentes, juniores, crianças, terceira idade...
 Forme uma equipe de intercessão para orar pelo evento: para isso, utilize a
estrutura do Projeto A.M.A.I.
SUGESTÕES
Para mais detalhes das sugestões abaixo, entre em contato com a S.G.M.
MATERIAIS
Para diversos pontos da programação do Culto de Missões podem ser utilizados
inúmeros materiais. Listamos aqui alguns:
Fotos, vídeos ou transparências
Roupas típicas
Música e letra de hinos oficiais (adaptada p/o Evangelho)
Cartas e e-mails de missionários
Objetos típicos (não evocativos das trevas)
Rituais típicos (não evocativos das trevas)
Cartazes, pôsteres, cartões postais, faixas e letreiros
Palavras, saudações, etc. (na língua do país)
Bandeiras, mapas e globo terrestre
Estatísticas (confiáveis e atualizadas)
Bíblia em diversas versões, Livros, Jornais e Revistas
Manual para Culto de Missões – Volume 2
12
Sites da Internet
Cartões de intercessão
EVENTOS
Tanto para a abertura, quanto para o momento de promoção missionária, é comum
a utilização de uma das atividades sugeridas abaixo. No entanto, como a programação do
Culto de Missões é permeada pela criatividade e permite certa flexibilidade, algumas
dessas sugestões podem ser encaixadas também em outros momentos.
Coreografias
Apresentação teatral
Entrada de bandeiras
Declamação de textos (bíblicos ou não)
Sessão de “cinema missionário”
Encenações diversas (momento do chá japonês, cantinho árabe, momento cívico, etc.)
Manual para Culto de Missões – Volume 2
13
PROGRAMAÇÕES
PARA
CULTO DE
MISSÕES
Os programas aqui apresentados podem ser alterados e adaptados para a realidade de
cada igreja local.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
14
ANGOLA
DESPERTA!
Tema
Ouvi, SENHOR, a tua palavra, e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no
meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te
da misericórdia.
Habacuque 3:2
Versículo Chave
PAÍS ALVO
Angola é um país multicultural, são faladas
aproximadamente 43 línguas maternas além do Português (de
Portugal). Os angolanos são apaixonados por futebol, são grandes
admiradores dos clubes portugueses e da seleção brasileira.
São boas as relações entre Brasil e Angola, inclusive o Brasil
foi o primeiro país a reconhecer oficialmente a independência de
Angola, justamente em 11 de novembro de 1975, data de sua proclamação.
As principais dificuldades são na área de saúde, como a questão da malária, que é
a que mais mata hoje em Angola, além da cólera e outras doenças comuns
PROGRAMA
ABERTURA
Leitura do versículo chave e Oração.
LOUVOR
Músicas voltadas para missões. Indicamos um hino muito cantado nas igrejas
Angolanas: KAKULI WALISOKA (assista o vídeo da música no CD-ROM.)
Manual para Culto de Missões – Volume 2
15
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
Faça a entrada da bandeira de Angola (pode ser confeccionada de TNT) durante a
execução do Hino Oficial da Angola. Apresente as fotos dos trabalhos que os missionários
realizam nesta nação. Caso não possua aparelho multimídia pode-se apresentar em
cartazes ou em transparências no retroprojetor.
(Veja modelo da bandeira, letra e música do hino oficial e fotos no CD-ROM.)
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Separe representantes, para, no momento da intercessão, estenderem as mãos
sobre a bandeira de Angola e orarem individualmente pelos motivos listados abaixo.
Neste primeiro momento de intercessão a igreja ouve e concorda com a oração de cada
representante. Para encerrar o período de intercessão, levantem um clamor com toda
igreja, pelos nossos missionários.
Motivos de Oração:
1. Saúde. Ore para que Deus proteja os missionários de doenças comuns nesta
nação, como a malária.
2. Estudos. Peça a Deus graça sobre os filhos dos missionários, pois o sistema de
ensino é à distância e precisam de muita disciplina, paciência e sabedoria.
3. Finanças. Angola é considerado o país mais caro do mundo para se viver. Clame
ao Senhor para que os missionários tenham graça e sabedoria para administrar as
finanças, em meio aos altos custos do país.
4. Familiares no Brasil. Por salvação e libertação. Por saúde física, emocional e
espiritual.
5. Projetos. Ore pelos projetos de implantação de grupos familiares e abertura de
um Centro de Treinamento Missionário.
6. Vistos. Pela renovação dos vistos para permanência no país.
7. Pelo Ministério: Todos os pastores, pastoras e alguns irmãos líderes potenciais,
estão cursando o ITQ no sistema à distância. Orem por sabedoria, dedicação,
perseverança e crescimento no conhecimento de Deus e da sua vontade.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
16
8. Pelos membros: Para que haja crescimento e comprometimento da parte de cada
membro das igrejas Quadrangulares em Angola.
9. Pela Nação: Pela reconstrução social e espiritual da nação, pela expansão do
Evangelho e abertura de igrejas.
OFERTAS
Leia o texto de 1 Crônicas 29.9: “E o povo se alegrou porque contribuíram
voluntariamente; porque, com coração perfeito, voluntariamente deram ao SENHOR; e
também o rei Davi se alegrou com grande alegria”. Ressalte as necessidades financeiras
para o desenvolvimento de projetos sociais, educação e saúde no campo missionário e a
importância da oferta do terceiro domingo para o avanço de projetos nos países onde
trabalhamos.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
ENCERRAMENTO
Leia a passagem de Habacuque 3: 2, de uma forma profética:
“QUE ANGOLA, SENHOR, OUÇA E TEMA A TUA PALAVRA. AVIVA A TUA OBRA NO
MEIO DOS ANOS, NO MEIO DOS ANOS, FAZE-A CONHECIDA EM ANGOLA E NA
TUA IRA LEMBRA-TE DA MISERICÓRDIA SOBRE ESTA NAÇÃO E CADA
ANGOLANO”.
LEMBRANCINHA
Confeccione um ímã de
geladeira ou um bóton. O
material pode ser de
E.V.A. ou papel cartaz e
papel contato transparente.
DECORAÇÃO
Utilize a bandeira da Angola
para decorar o ambiente,
também pode usar globos
infláveis de plástico para
pendurar próximo do Altar. Se quiser,
confeccione globos de isopor.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
17
ÁSIA CENTRAL
SENTINELAS DE DEUS NESTE MUNDO!
Tema
“Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda
a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não
descanseis, nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a
ponha por objeto de louvor na terra.”
Isaías 62: 6-7
Versículo Chave
REGIÃO ALVO
Esta região também é conhecida como Turquistão, (exceto o
Tadjiquistão, que é um país iraniano), que quer dizer, "terra dos
turcos". A história da Ásia Central tem sido determinada
principalmente pelo clima e geografia da região. A aridez da região
impossibilita a prática da agricultura e a sua distância para o mar a
torna muito isolada do comércio.
Dos cinco países que constituem a Ásia Central, quatro estão na lista de
classificação de países onde há perseguição, do ano de 2011, segundo o ministério
Portas Abertas, como segue: Uzbequistão em 9º, Turcomenistão em 15º, Tadjiquistão em
33º e Quirguistão em 46º.
PROGRAMA
ABERTURA
Faça a abertura explicando o tema do culto, leia o versículo chave e ensine a igreja
a primeira frase da oração do Pai Nosso em Árabe: “Pai nosso que está no céu,
santificado seja o teu nome”. Se preferir passe o vídeo de toda oração, que está no CD-
ROM, e em seguida faça a oração do Pai Nosso em Português com a igreja:
Manual para Culto de Missões – Volume 2
18
ABA-NA.
Abana allazi fi asama wat,
li yataqadas ismuk,
li ya‟atie malakutuk,a
litakun mashia tuk,a
kama fi alsama‟i
kazalika ala al ard.
A‟atinia khubzana
kafafa yawmina,
wa igfer lana khatayana,
kama nahnu naghfer
la man akhta‟a elayna,
wa la tudkhilna
fit a jareeb;
laken najjina
min ashireer.
Amin!
PAI NOSSO.
Pai nosso que está no céu
Satificado seja o teu nome
Venha a nós o teu reino
Seja feita a tua vontade
No céu
Bem como na terra.
Dá-nos o pão
Para a nossa vida hoje
Perdoai-nos as nossas ofensas
Como nós perdoamos
Quem vem contra nós
e não nos deixe
cair em tentação
Mas livra-nos
Do mal.
Amém!
LOUVOR
Sugestões de músicas e cifras no CD-ROM.
PROMOÇÃO DE MISSÕES
Passe o vídeo sobre o crescimento do Islamismo no mundo (CD-ROM), já que na
Ásia Central há países onde esta religião impera. Caso não tenha condições, assista ao
vídeo com antecedência e passe algumas informações para a igreja. Fale da grande
necessidade de se orar pelos islâmicos e que nosso coração não deve odiá-los, mas sim
vê-los como ovelhas perdidas que precisam encontrar o verdadeiro pastor: Jesus.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
19
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta região no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Escolher cinco crianças para representar os países que fazem parte da região. As
crianças devem estar vestidas com uma camiseta branca e colada na frente da camiseta
a bandeira com o nome da nação (Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão, Turcomenistão
e Uzbequistão). Escolha cinco adultos para que cada um ore por um país. Utilize os
pedidos de oração abaixo. Encerre o período de oração com um clamor com toda igreja,
pelos missionários que estão nesta região.
Motivos de Oração:
 Tadjiquistão – ore pela economia, que haja restauração, pois sofreu por anos com
uma guerra civil; que a população sofrida entenda que há refrigério e esperança
em Jesus.
 Cazaquistão – ore pelo avanço da pregação do Evangelho nesta nação, para que
de fato a liberdade religiosa se estabeleça.
 Quirguistão – Ore pelo fortalecimento dos cristãos e para que a igreja cristã cresça
e tenha estratégias para ser luz nesta nação.
 Turcomenistão – Ore pelos governantes desta nação, que possam ter sabedoria
para melhorar as condições de vida da população, que usem seu conhecimento
para melhorar a renda da população e também o sistema de ensino.
 Uzbequistão – ainda que não haja uma religião de estado, 88% da população é
muçulmana, ore para que as pessoas tenham os seus olhos abertos para
compreenderem a graça de Deus, o perdão dos pecados e a redenção através de
Jesus.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
20
OFERTA
Há uma grande necessidade nesta região, não somente financeira, mas de
materiais evangelísticos. Destaque isto e a importância do papel do missionário em
cooperar fazendo a tradução de materiais. Mostre como nossa oferta tem um papel
fundamental de apoio no sustento do missionário e dos trabalhos que realiza nestes
países.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
ENCERRAMENTO
No encerramento projete em multimídia ou em transparência no retroprojetor a
oração do Pai Nosso em árabe, ore em português com a igreja e depois a desafie para
recitar as quatro primeiras frases em árabe:
Abana allazi fi asama wat,
li yataqadas ismuk,
li ya‟atie malakutuk,a
litakun mashia tuk,a
Pai nosso que está no céu
Satificado seja o teu nome
Venha a nós o teu reino
Seja feita a tua vontade
LEMBRANCINHA
Confeccione cartões das
bandeiras dos países dessas regiões,
escreva no verso o versículo chave e o
motivo de oração referente ao país.
Distribua na saída do culto, ressalte que
é um compromisso de oração até o
próximo culto de missões.
DECORAÇÃO
Decore a igreja com as bandeiras
dos países que pertencem a Ásia
Central. As bandeiras podem ser
confeccionadas com TNT, no CD-ROM
você encontra as imagens das mesmas.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
21
ÁSIA ORIENTAL
UM CLAMOR DE SALVAÇÃO PARA ÁSIA
Tema
“Porque Deus ENVIOU o seu filho ao mundo, não para que condenasse
o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele.”
João 3:17
Versículo Chave
REGIÃO ALVO
A Ásia Oriental inclui diversas nações: Mongólia, Coréia do Norte
e do Sul, Taiwan, China e Japão. Destes países a SGM possui
missionários em dois: China, no território de Macau e Japão (culto nº.
12).
A população de Macau se constitui em sua grande parte de
chineses. Macau é considerada um ponto de encontro e de intercâmbio entre o Ocidente
e o Oriente. Possui uma grande diversidade de religiões, como o Budismo,
Confucionismo, Taoismo, Catolicismo, Protestantismo, Islamismo e a Fé Bahá'í, que
coexistem harmoniosamente. No entanto, a esmagadora maioria da população de Macau
é adepta ao Budismo.
PROGRAMA
ABERTURA
Inicie com a saudação abaixo, leia o versículo chave e faça uma oração inicial, clamando
a Deus pelo seu agir.
晚安,願你們平安。
(Tradução - Boa noite, paz seja convosco | Pronuncia-se: Wǎnān, , yuàn nǐmen píngān.)
Manual para Culto de Missões – Volume 2
22
耶穌愛你!
(Tradução - Jesus te ama! | Pronúncia: Yēsū ài nǐ!)
Leia o versículo chave e depois pessoas, representando as nações deste continente,
deverão entrar ao som de uma música oriental instrumental (sugestão da música do CD-
Rom):
Obs: Não é necessária a entrada de representantes de todos os países.
China Japão Coréia do Sul Coréia do Norte Taiwan Mongólia
LOUVOR
Sugestões de músicas e cifras no CD-ROM.
Sugestão: “Som do céu”, cantora Nívea Soares – CD “Enche-me de Ti”
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
a) Apresente o PowerPoint disponível no CD-ROM;
b) Peça de teatro.
DESPERTA IGREJA ACOMODADA
(Tempo estimado: cinco minutos) – Autor Desconhecido
PERSONAGENS:
Homem – vestido de Jeans, tênis e camiseta branca.
Mulher
(Narrador – opcional – neste caso adaptar explicações)
CENÁRIO:
Uma poltrona confortável colocada no centro do altar, a sua frente uma mesinha baixa,
com um grande saco de pipocas e uma TV (um aparelho ou uma imitação com caixa de
papelão e luz ou retroprojetor dentro.)
CENA ÚNICA:
[Entra o homem conversando com a mulher... muito animados: Voltando do culto...].
Manual para Culto de Missões – Volume 2
23
H – O culto foi maravilhoso... Você não sente vontade de ir e pregar o evangelho.
Veja tudo o que aprendemos sobre a Ásia Oriental e suas necessidades... Não te dá
vontade de orar, de pregar e ofertar... Fazer alguma coisa?!
M - É claro que dá! Eu quero no mínimo fazer minha parte aqui... Pregar para os vizinhos,
os colegas de trabalho, MINHA FAMÍLIA! Deve ser muito bom não é?
H – Muiiiito! O que você acha de irmos agora falar com seu vizinho?!
M – Ótima ideia! Só se for agora! Vamos...
[Os dois saem apressados, mas a mulher fica um pouco pra trás, e ao passar pela
poltrona a mulher senta relaxadamente. O homem percebe sua falta e para, olhando para
trás, faz gestos de incompreensão e volta perguntando:]
H – O que você esta fazendo? Vamos agora... Vem!
M – Claro! Daqui a pouco, só estou descansado as pernas um pouco (coloca as pernas
sobre a mesa) - Vou descansar, assistir televisão e já vamos (liga a TV).
H – Para com isso... TV? Novela? O seu vizinho precisa de você, eu vou junto, VEM, me
ajudar!
[Desatenta, a mulher pega um saco de pipoca com olhos fixos na TV e responde:]
M – Hã rã. To indo, já vou... Daqui a pouco... Sabe... É que tá tão bom aqui sentada... É
tão confortável AQUI!!!
H- Saia desse comodismo, levanta!
[A mulher boceja distraída].
H - Eu preciso de você... Você é muito importante, vem comigo, vem?!
[De repente a mulher começa a rir de algo na TV... Ela já não ouve a voz... Mas ele
insiste].
H – Por favor... Vem comigo!
[Aflito e com carinho, ele olha pra ela, mas ela não responde, espreguiça, boceja, se
encolhe na poltrona e dorme... A LUZ SE APAGA, o homem se dirige a IGREJA presente
e apontando pra eles diz:]
H – Ouça a voz de Deus que te chama. Você foi escolhido pra falar do Seu amor. SAIA
DO SEU COMODISMO... LEVANTE-SE! Não deixe apagar a chama que arde em seu
coração... Ou então... (triste, ele vai até a mulher, aponta pra ela, olha pra igreja e diz com
firmeza...)... VOCÊ VAI MORRER... CONFORTAVELMENTE... MAS VAI MORRER!
(Grita de braços abertos)... DESPERTA IGREJA!!!!
(FIM)
Manual para Culto de Missões – Volume 2
24
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
As pessoas caracterizadas irão dirigir orações a partir dos motivos relacionados:
 Orem para que o Senhor fortaleça a igreja de Cristo nesta região;
 Orem pela saúde dos missionários, em especial das crianças;
 Orem por finanças para desenvolver os projetos;
 Orem pela Associação Quadrangular que foi aberta em Macau, pelos trabalhos que
estão sendo realizados e pelas pessoas que estão sendo alcançadas, pelos futuros
projetos e contatos com o governo e outras associações
 Orem pela vida espiritual e integridade moral dos missionários.
 Orem por compromisso e maturidade dos novos convertidos, em especial os
jovens e adolescentes.
OFERTAS
Lembre a todos a necessidade de ajudarmos na implantação de Projetos Sociais
como o realizado em Macau. Leia o texto: Salmos 37:3 que diz:
“Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na Terra e verdadeiramente sereis
alimentados.”
(SUGESTÃO: Todos os que estão com trajes típicos passam recolhendo as ofertas com
cestos decorados com miniatura das bandeiras da Ásia oriental).
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
25
ENCERRAMENTO
Encerre o culto desafiando a igreja a orar por este continente até o próximo culto
de missões.
LEMBRANCINHA
Faça um marca página como o
modelo seguinte (confira no CD-Rom):
DECORAÇÃO
Confeccionar uma cortina de
TNT Vermelho e preto para o fundo,
para os detalhes faça como prédios e
janelas de papel color 7 e dentro dos
círculos escreva: PAZ, JESUS – em
chinês. Nas laterais coloque as bandeiras
da Ásia Oriental, dê destaque para
Macau, e sobre cada uma escreva:
(Ide)
書館 | Pronúncia: Shūguǎn
(Ore)
祈禱 | Pronúncia: Qídǎo
(Oferte)
提供 | Pronúncia: Tígōng
耶穌
平
和
平
Manual para Culto de Missões – Volume 2
26
BOLÍVIA
ESPERANZA PARA BOLÍVIA
Tema
“He aqui vienen dias, dice Jehová, em que yo confirmaré la buena
palabra que he hablado a La casa de Israel y a La casa de Judá”.
Jeremías 33:14
Versículo Chave
PAÍS ALVO
A Bolívia é um dos países da América Latina, possui duas
capitais: Sucre (capital constitucional) e La Paz (capital executiva e
legislativa). Possui três línguas oficiais: o espanhol, o aimará e o
quichuá.
Tanto o quichuá quanto o aimará são línguas indígenas pré-colombianas. O
quichuá era extensamente falado no Império Inca. Atualmente, é considerado língua
oficial em mais dois países além da Bolívia: o Peru e o Equador.
Não é sem motivos que duas das línguas mais faladas na Bolívia são indígenas.
Cerca de 55% da população é indígena e outros 15% de bolivianos são mestiços.
PROGRAMA
ABERTURA
SAUDAÇÃO: ¡Buenas noches! Que la gracia y la paz de Cristo esté com todos
ustedes. Bolivia es un país hermano, estamos a su lado y en el mismo continente. Hoy lo
bendiga! (Tradução: Boa noite! Que a graça e a paz de Cristo sejam com todos vocês. A Bolívia é
um país irmão, estamos ao seu lado, no mesmo continente. Hoje vamos abençoá-la).
Leitura do versículo chave.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
27
LOUVOR
Sugestão de música em Quichuá (música no CD-Rom):
Jesusniy Munakuyki
Jesusniy Munakuyki, Jesusniy Munakuyki
Aguilita jina phawarisaj
Ovelita jina phinkirisaj
Coro
Phinkispa, phinkispa yupaychagaj
Ujta muyuspa Kusikusaj
Mi Jesús yo te amo
Mi Jesús yo te amo, Mi Jesús yo te amo
Como lãs águilas volare
Como El corderito saltare
Coro
Saltando, saltando te alabaré
Dando uma vuelta me gosaré
– Tradução –
Meu Jesus eu te amo
Meu Jesus eu te amo, meu Jesus eu te amo
Como as águias voarei
Como cordeiros saltarei
Coro
Saltando, saltando te louvarei
Dando uma volta me alegrarei
Manual para Culto de Missões – Volume 2
28
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
a) Apresente o vídeo sobre a Base Mundial de Missões da Bolívia, disponível
no CD-ROM
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Selecione cinco pessoas, que representarão: BOLÍVIA, FAMÍLIA, IGREJA,
INDÍGENAS, PROBLEMAS ESPIRITUAIS. Escreva em um pedaço de cartolina essas
palavras e cole nas camisetas das pessoas que convidou, preferencialmente camisetas
brancas ou pretas. Coloque cada representante em um lugar estratégico da igreja, para
que as pessoas mais próximas possam estender as mãos e orar pelo motivo descrito na
camiseta.
BOLÍVIA
 Ore pelo governo desta nação; que seu presidente ganhe sensibilidade para
conduzir a nação e a leve a um nível maior de igualdade e prosperidade;
 Ore para que a nação esteja sensível para ouvir a mensagem do Evangelho e que
possam compreender de forma clara o plano de salvação.
FAMÍLIA
 Clame a Deus por restauração do princípio da família, que os homens se levantem
como sacerdotes do lar e tenham sabedoria para fortalecer seu lar;
 Que as mulheres tenham sabedoria para edificar o seu lar, e que seus filhos sejam
benção na vida de toda família.
IGREJA
 Ore pelo crescimento da igreja Quadrangular na Bolívia;
 Ore para que os missionários, que estão na Bolívia, sejam cheios de sabedoria,
unção e graça de Deus para realizarem a Sua obra.
INDÍGENAS
 Peça a Deus para que se levantem mais obreiros para trabalhar com os indígenas;
 Para que se levantem pessoas na tradução de materiais na língua nativa;
PROBLEMAS ESPIRITUAIS
 Ore para que toda a cegueira espiritual caia por terra e que as pessoas envolvidas
com toda espécie de feitiçaria, tenham os seus olhos abertos para o verdadeiro
sentido do que estão fazendo;
 Para que as cadeias, que impedem o povo de avançar no Evangelho, sejam
desfeitas.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
29
OFERTA
Destaque os trabalhos que os missionários tem realizado e os esforços da Base
Mundial da Bolívia em alcançar esta nação.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
LEMBRANCINHA
Faça pequenas bíblias, com a
capa preta, escrito na frente “Boa Palavra
para Bolívia”, e faça três páginas, uma
vermelha, outra amarela e outra verde, e
em cada uma delas coloque uma
referencia de versículos com promessas
de Deus para esta nação.
DECORAÇÃO
Faça pequenas bandeiras da
Bolívia e cole aleatoriamente no encosto
das cadeiras ou bancos da igreja.
Confeccione também pequenas bíblias
com a seguinte frase “Deus confirma a
boa palavra sobre a Bolívia”, e cole
juntamente com a bandeira. Faça um
painel e coloque a bandeira da Bolívia
suspensa e o desenho de uma bíblia
aberta de tamanho grande com o
versículo chave escrito.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
30
HAITI
INTERCESSORES: AGENTES DE MUDANÇA
Tema
“Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam,
porque com seus próprios olhos veem o retorno do Senhor a Sião.
Rompei em júbilo, exultai à uma, ó ruínas de Jerusalém; porque o
Senhor consolou o seu povo, remiu Jerusalém” Isaías 52: 8-9
Versículo Chave
PAÍS ALVO
O Haiti (em francês Haïti; no crioulo haitiano Ayiti),
oficialmente República do Haiti, é um país do Caribe que
ocupa o terço ocidental da ilha Hispaniola (ou Ilha de São
Domingos), possuindo uma das duas fronteiras terrestres da
região, a fronteira que faz com a República Dominicana, a
leste. Além desta fronteira, os territórios mais próximos são as Bahamas e Cuba a
noroeste, Turks e Caicos a norte, e Navassa a sudoeste. A capital é Porto Príncipe.
O catolicismo romano é a religião do Estado, professada pela maioria da
população. Houve várias conversões ao protestantismo sendo agora essa a segunda
mais popular religião do país. Muitos haitianos também praticam tradições vodu, sem ver
nelas nenhum conflito com a sua fé cristã.
PROGRAMA
ABERTURA
Leitura do versículo chave de forma profética, troque o nome Jerusalém para Haiti
e convide a igreja para lerem todos juntos. Oração inicial.
“Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam, porque com seus
próprios olhos veem o retorno do Senhor ao Haiti. Rompei em júbilo, exultai à uma, ó
ruínas do Haiti; porque o Senhor consolou o seu povo, remiu o Haiti”
Manual para Culto de Missões – Volume 2
31
LOUVOR
Músicas voltadas para missões; sugestões das músicas e cifras no CD-ROM.
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
a) Leitura da carta dos missionários, disponível no CD-ROM.
b) Telejornal
JG – Jornal Global
Personagens
Apresentador 1
Apresentador 2
Cenário
Caso haja possibilidade providencie uma mesa com duas cadeiras para os
apresentadores, porém eles podem apresentar o telejornal em pé. Faça duas fichas com
a logo do programa (modelo no CD-ROM) para que os apresentadores segurem durante o
programa.
Cena única
(Dois apresentadores já em cena)
APRESENTADOR 1 – Boa noite, o Jornal Global começa agora, trazendo notícias atuais
sobre o mundo.
APRESENTADOR 2 – O tema de hoje é o Haiti. Sabemos da tragédia ocorrida em 2010,
o grande terremoto que devastou essa nação.
APRESENTADOR 1 – O Haiti antes do terremoto já era considerado a nação mais pobre
do hemisfério ocidental, esta tragédia apenas agravou o problema.
APRESENTADOR 2 – As fontes principais de renda são o envio de dinheiro pelos
haitianos que estão fora do país e a ajuda internacional.
APRESENTADOR 1 – Logo após o terremoto a mídia do mundo inteiro não falava de
outra coisa. Mas como anda o Haiti agora, um longo tempo depois da tragédia, onde os
olhos do mundo já estão voltados para outros problemas? Veja a reportagem de nossa
correspondente.
(passe o vídeo “O Haiti um ano depois do terremoto” – CD-ROM)
Manual para Culto de Missões – Volume 2
32
APRESENTADOR 2 – Mesmo que as pessoas do mundo inteiro não lembrem das
necessidades desta nação, elas continuam a existir!
APRESENTADOR 1 – Mas esforços ainda estão sendo feitos. A Igreja Quadrangular
brasileira mantém uma Base Mundial de Missões nesta nação, e os missionários enviados
para o Haiti estão trabalhando pela reconstrução do país.
APRESENTADOR 2 – Vamos acompanhar as imagens do que está sendo feito pelos
missionários.
(passe o vídeo “IEQ no Haiti” – CD-ROM)
APRESENTADOR 1 – Ainda que todas as pessoas do mundo viessem a esquecer deste
lugar, Deus jamais esqueceria.
APRESENTADOR 2 – Porém todos nós podemos fazer algo por este lugar.
Ore por esta nação e pelos missionários que lá estão! Afinal somos agentes de mudança.
APRESENTADORES 1 e 2 – Boa Noite.
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Aproveite o final da peça de teatro para levantar um clamor por esta nação.
Motivos de Oração:
 Ore para que os governantes tenham uma política de reconstrução efetiva, sempre
pensando no bem da população;
 Ore para que as ajudas internacionais cheguem ao seu destino: a reconstrução do
país. E para que a administração destes recursos seja fiel;
 Ore pelos trabalhos que a Base Mundial de Missões tem realizado e pelos recursos
necessários.
 Clame por nossos missionários, por proteção, graça, saúde e que recebam força
do Senhor para desempenhar todos os trabalhos necessários.
 Que o Senhor restaure os haitianos, que eles percebam o valor que tem e que
compreendam o plano de salvação e a necessidade que temos de Deus, em
nossas vidas.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
33
OFERTA
Fale sobre a situação econômica no Haiti.
A situação de miséria no país está estampada no rosto de cada habitante. Para
matar a fome comem até Sapatés  mistura de resto de óleo de cozinha, barro e água.
Este tipo de bolacha costuma medir
cerca de 12 cm de diâmetro e 1 cm
de altura, e é modelada com a
ajuda de uma colher, como se vê
na foto.
Comumente confeccionadas
e expostas nas ruas para o
consumo parecem ao estrangeiro,
num primeiro momento, tratar-se de
artesanato popular.
O Haiti vive, praticamente desde a sua independência, numa grave crise social,
com longos períodos de ditadura, interrompidos, por golpes de estado ou guerras civis.
Desde 2004 o Brasil comanda uma missão de paz da ONU no país, mas, efetivas ações e
recursos financeiros internacionais ainda não chegaram, de modo a minorar o sofrimento
do povo.
(Fonte: //www.ceramicanorio.com/miscelanea/curiosidades/curiosidades.htm)
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
ENCERRAMENTO
Encerre com o louvor: “Deus sara esta nação” do grupo Comunidade de Nilópolis
(cifra no CD-ROM), sugerimos que o hino seja cantado de forma profética, podendo
substituir a palavra “nação” ´por Haiti. Exemplo: “Deus sara o Haiti, com o seu poder...”
Convide a igreja a cantar com fé e a declarar salvação sobre esta nação.
Foto: Eduardo Nicolau (Agência Estado).
Manual para Culto de Missões – Volume 2
34
LEMBRANCINHA
Utilize os cartões dos missionários
que estão nesta nação e confeccione
uma capa para os cartões, nesta capa
desenhe um muro e escreva o versículo
chave, grampeie na frente dos cartões de
oração dos missionários.
DECORAÇÃO
Utilize a bandeira da nação de
forma que ela fique em destaque, faça
pequenos tijolos para colocar nas
paredes da igreja, para que formem um
muro e escreva em cima do muro:
“Somos escolhidos por Deus para clamar
pelo Haiti, como os atalaias em Isaías 62”
Manual para Culto de Missões – Volume 2
35
ESPANHA
TRABALHANDO PELO DESEJO DE DEUS: SALVAÇÃO PARA
ESPANHA!
Tema
“O qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno
conhecimento da verdade” I Timóteo 2:4
Versículo Chave
PAÍS ALVO
A Espanha é o segundo maior país da Europa Ocidental.
A língua oficial é o espanhol, mas há outras línguas com o
status de co-oficiais, são elas: o catalão, o galego, o basco, o
aranês e o valenciano. O galego é uma língua muito próxima do
português.
A Espanha está em quinto lugar entre as principais
economias da Europa, apresentando um PIB que supera 1,4 trilhões de dólares. A
constituição espanhola garante a liberdade de culto, sendo assim, as principais religiões
praticadas são: catolicismo (predominante), islamismo, protestantismo, mormonismo e
Testemunhas de Jeová. Há também muitos ateus e agnósticos.
.
PROGRAMA
ABERTURA:
Saudação: Buenas noches! La paz de Cristo sea com vosotros!
Leitura do versículo chave em espanhol:
“El cual desea que todos los hombres sean salvos y lleguem al conocimiento de la
verdad.” I Timoteo 2:4
Manual para Culto de Missões – Volume 2
36
LOUVOR:
Sugestão: Mí Universo – versão: Jesus Adrian Romero. Escolha músicas voltadas
para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD-Rom.
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
a) Apresentação em PowerPoint da Espanha no CD-ROM.
b) Peça de teatro.
QUEM SERÃO OS SEMEADORES?
A peça acontece em forma de parábola. Se inicia com um
assalto, um tiro, o assaltado caído no chão. O socorro está
bem próximo, mas não age...
Duração: aproximadamente 5 minutos.
Personagens:
Jovem (homem)
Jovem (mulher)
Médico
Ladrão
Apresentador da cena
Cenário: palco deve representar uma rua, praça ou lugar público, onde os personagens
pareçam estar andando.
Cena única:
O jovem está andando, acompanhado da jovem, quando um ladrão, na tentativa de lhe
assaltar, acaba disparando um tiro, que acerta, em cheio, seu peito. O ladrão se apavora
e vai embora (correndo).
A outra pessoa que o acompanhava, assustada, corre em busca de socorro.
Pouco tempo depois, chega com um médico (vestido a caráter, com acessórios), porém, o
médico apenas observa o jovem agonizar, sem esboçar nenhuma reação.
A jovem acompanhante, apavorada, pede ao médico que preste o socorro, mas ele fica
inerte. Enquanto o médico apenas observa, o jovem encena seus últimos momentos de
vida (pode se fazer o barulho de um coração parando gradativamente, no microfone).
Depois da morte, a cena fica paralisada. Entra o Apresentador:
Apresentador - “O jovem acidentado representa o mundo, que necessita de socorro.
A companhia representa Jesus, que por muitas vezes nos instrui a levar o socorro
espiritual ao mundo que clama. O médico representa a igreja, em sua inatividade. E hoje
Manual para Culto de Missões – Volume 2
37
nós temos a chance de mudar este quadro, de ouvir a voz de Deus nos chamando e o
clamor do mundo. Faça hoje a diferença onde você está, para o seu vizinho, amigos e
colegas. Seja também um intercessor pelas nações, hoje em especial pela Espanha, um
país tão carente de Deus!”
[Fonte WEB: ATOS DOIS | Gilson Costa Vieira - Líder do Ministério Teatral Ungidos por Deus – Igreja do Nazareno
(Sumaré / SP). | Adaptação – Silvia C. Schultz]
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Utilize para o momento de intercessão as bandeiras que serão utilizadas como
lembrancinhas, distribua-as no início do culto.
Motivos de Oração:
 Ore pelo crescimento e expansão da IEQ na Espanha;
 Pelo fortalecimento dos missionários e obreiros que estão no campo;
 Para que Deus levante recursos para os trabalhos realizados pela igreja;
 Para que as pessoas compreendam a essência do Evangelho e vejam a
necessidade que seus corações têm de salvação.
OFERTA
Ressaltar que a oferta missionária ajuda no desenvolvimento de projetos
missionários na Espanha e em muitos outros países.
Economicamente a Espanha é um país rico, com economia estabilizada, porém a
obra de Deus necessita de recursos. A maioria dos países da Europa é
resistente ao evangelho, e não se tem recursos abundantes como aqui, em
folhetos e materiais evangelísticos.
As ofertas de missões além de sustentarem os missionários, possibilitam aos
projetos missionários esses recursos e também o envio de materiais para estes
países!
Manual para Culto de Missões – Volume 2
38
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
LEMBRANCINHA
Confeccione mini bandeiras e
utilize um palito (pode ser o palito de
espetinho cortado) com cerca de 10 cm
para ser a haste. Atrás da bandeira
coloque os motivos de oração e a
referencia bíblica do culto de missões.
DECORAÇÃO
Faça grandes alvos nas cores da
bandeira e no meio escreva Espanha, ao
redor do alvo escreva: Nosso Alvo de
Oração!
Cole os alvos nas paredes da
igreja, ou pode deixá-los pendurados ou
suspensos. Utilize também a bandeira
para colocar no altar.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
39
PORTUGAL
NAÇÃO ELEITA
Tema
“Contai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas
maravilhas”.
I Cr 16.24
Versículo Chave
PAÍS ALVO
Portugal é conhecido como o “jardim plantado à beira-mar”. É
um dos menores países do mundo, mas apresenta por outro lado,
grande diversidade culinária em cada província.
A maioria da população é Católica Apostólica Romana, mas
existe total liberdade religiosa e o Estado é laico. As Festas e
Romarias são um traço típico da cultura popular e tradicional do povo
português. Estas manifestações, extremamente numerosas e
variadas, ocorrem por todo o país durante o ano inteiro.
(Fonte: http://pt.shvoong.com/society-and-news/culture/2140287-15-curiosidades-portugal/#ixzz1R5BYFI9l)
.
PROGRAMA
ABERTURA:
Comece saudando a igreja e fazendo menção ao país alvo, destacando sua
relação de importância para o Brasil, do qual fomos colônia por mais de trezentos anos.
Hoje 130 mil brasileiros vivem em Portugal, de acordo com publicação no site da
Embaixada de Portugal no Brasil.
Leia o texto chave e faça uma breve oração.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
40
LOUVOR:
Cante músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD-
ROM.
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
 Apresentação em PowerPoint (CD-ROM);
 Sugestão: utilize a música portuguesa “Pescadores de Almas” (CD-ROM) para que o
grupo de coreografia da igreja, ou grupos missionários façam uma apresentação
especial.
Obs.: As roupas podem ser nas cores da bandeira.
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Separe algumas pessoas para que profetizem palavras e versículos de benção
sobre a nação portuguesa.
Motivos de Oração:
 Ore por proteção e saúde na família dos missionários.
 Ore por sabedoria e estratégias de evangelização em Portugal.
 Ore para que as cadeias e o engano de outras religiões não venham a ser
impedimento para a expansão do Evangelho.
 Ore para que os governantes de Portugal possam entregar suas vidas e a direção
do País à Jesus Cristo, para que essa nação seja de Cristo.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
41
OFERTA
Lembrar à igreja da importância e da responsabilidade de ofertar, para que o reino
de Deus venha a ser expandido. Esclareça que o custo de vida em países da Europa é
alto e que os projetos missionários nesta região precisam de muitos recursos.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
ENCERRAMENTO
Reapresentem a coreografia, desafie a igreja a acompanhar os passos básicos,
unindo-se em louvor e celebração ao nome do Senhor.
LEMBRANCINHA
Galo de Barcelos, o famoso galo
de Portugal, poderá ser confeccionado
com EVA, papel cartaz, ou reproduzido e
pintado nas cores mostradas na figura.
Pode ser confeccionado um marca
páginas, para que as pessoas se
lembrem de orar por Portugal.
DECORAÇÃO
Use a bandeira de Portugal para
decorar o ambiente. Confeccione
azulejos em cartolina pintados para
decorar as paredes do ambiente. Durante
o culto explique aos participantes a
origem dos azulejos.
“Al-zuleique” é a palavra árabe que
originou o português
azulejo e designava a
"pequena pedra lisa e
polida" usada pelos
muçulmanos, no
tempo da Idade
Média. A forma como
usavam os azulejos
para decorar chão e
paredes agradou à realeza, e por isso,
começaram a ser produzidos em Portugal no final
do século XV. Ganharam um lugar privilegiado na
arquitetura ao longo dos séculos e podemos dizer
que Portugal os adotou de forma ímpar, como em
nenhum outro país europeu.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
42
OESTE DA ÁFRICA
TODAS AS CIDADES E LUGARES PARA DEUS!
Tema
“Depois disso designou o Senhor outros setenta, e os enviou adiante
de si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de
ir.” Lucas 10:1
Versículo Chave
REGIÃO ALVO
Oeste da África ou África Ocidental inclui 15 países, como segue:
Benim, Burkina Faso, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Guiné,
Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, Senegal,
Serra Leoa e Togo.
A maioria dos países desta região estão sob a influência da religião
islâmica e em alguns casos há perseguição a igreja cristã. O Oeste
da África tem países considerados ricos e outros pobres, mas uma das principais
atividades da economia dos países é a extração de recursos naturais como ouro, madeira
e o plantio de cacau.
PROGRAMA
ABERTURA
Leitura do versículo chave do culto. Fale a frase abaixo em francês e a traduza. Em
seguida, cite que houve uma grande influência da França nestas nações, devido a
colonização e que vários países desta região falam francês.
“ Jésus a envoyé des gens pour vous représenter. Maintenant, nous sommes les
représentants de Dieu dans les nations [Jesus enviou pessoas para representá-lo. Agora
nós somos representantes de Deus nas nações] ”
Manual para Culto de Missões – Volume 2
43
LOUVOR
Cante músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD-
ROM.
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
a) Apresentar o vídeo que está no CD-Rom sobre o Senegal, nação que faz parte do
Oeste da África.
b) Peça de Teatro.
IDE
Quatro mulheres, sendo que a primeira traz a Bíblia: Valdeiza, Vera, Lena e Neuza.
Cena única
VALDEIZA – (Sentada, está a ler em silêncio a Bíblia. Depois lê em voz alta)
- Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura.
(Chegam Vera, Lena, e Neuza)
VERA – Que estás a dizer, com tanto entusiasmo que nem nos viste entrar?
VALDEIZA – (Dirigindo-se à Vera) Aquele que crer será salvo, mas o que não crer será
condenado.
VERA – Condenado?
VALDEIZA – Sim, condenado.
VERA – E Ele não veio buscar e salvar os que se haviam perdido?
VALDEIZA – Sim, querida, mas só há salvação por meio da fé e isto não vem de nós, é
dom de Deus. Se o homem busca as coisas de Deus, esse O encontrará e terá a
salvação.
VERA – Ah, sim agora compreendo porque Ele deu a sua vida em resgate de muitos...
LENA – E quem levará o Ide de Jesus?
VALDEIZA – Quem levará? Disse Jesus: Dai de graça o que de graça recebeste. E o que
recebemos nós?
TODAS: A Salvação.
NEUZA – Então somos nós que levaremos aos perdidos a mensagem de PERDÃO.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
44
LENA – de AMOR
VERA – de ESPERANÇA
VALDEIZA – e de CONSOLAÇÃO
TODAS:
E como sendo a lição
Para o amor e a santidade
Levemos a salvação
Para toda a humanidade.
VALDEIZA – Não temos toda sabedoria
VERA – Mas levaremos a luz
LENA – Pois o amor e a alegria
NEUZA – Só quem nos dá é Jesus.
Encerrar com a música “Eu Vou” do CD “Profetizando às Nações” da cantora Fernanda
Brum. Sugestão: preparar uma coreografia para apresentar neste período.
Fonte: Do livro Primícias do Meu Jardim (poesias e representações). Eliúde Marques / www.teatrocristao.net
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Aproveite a decoração para o momento da intercessão, com as bandeiras dos
países que fazem parte desta região. Como as bandeiras e as palavras chaves para
intercessão já estarão dispostas pela igreja, peça para todos estenderem as mãos em
direção às bandeiras e levantem juntos, um clamor.
OFERTA
O vídeo “Outro Lado da Moeda” é uma boa opção para passar antes do momento
da oferta. Este se encontra no CD-ROM, na pasta do Oeste da África.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
45
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
ENCERRAMENTO
Encerre o culto de maneira animada, falando em francês e depois fazendo a
tradução.
„„Dieu vous bénisse tous! N'oubliez pas de prier pour l'Afrique!‟‟
Deus abençoe a todos! Lembre-se de orar pela África!
LEMBRANCINHA
Utilize os cartões de oração dos
nossos missionários que estão nesta
região. Explique sobre o compromisso de
oração que a pessoa está assumindo
quando leva o cartão de intercessão.
DECORAÇÃO
No CD-Rom você encontra as
bandeiras de cada país, confeccione
várias bandeiras com um tamanho
razoável, leve em conta o espaço que
tem para decorar a igreja e depois cole
as seguintes palavras para serem usadas
no período de intercessão:
QUEBRANTAMENTO
PAZ
SALVAÇÃO
RESTAURAÇÃO
FAMÍLIA
JOVENS
IGREJA CRISTÃ
 OBS.: Busque em Deus palavras
chaves que podem ser acrescentadas
para oração.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
46
MOÇAMBIQUE
SEMEANDO NAS NAÇÕES
Tema
“Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará sem
dúvida com alegria, trazendo consigo os seus molhos.”
Salmos 126:6
Versículo Chave
PAÍS ALVO
Moçambique é um país da África Austral, sua capital é
Maputo e 37% da sua população é urbana. A língua oficial é o
português, porém são faladas mais de 43 línguas e dialetos e
destas, 41 são “batu”, ou seja, línguas nacionais. Nos tempos
difíceis quando falta comida ou dinheiro, especialmente na estação seca, as pessoas
comem a xima (receita com mandioca) sem molho, ou então, um pequeno pedaço de
peixe seco é cortado e assado ao fogo e, à medida que o peixe vai cozendo, as pessoas
sentam-se à volta da fogueira e comem a xima enquanto o aroma do peixe assado se
espalha pelo ar.
PROGRAMA
ABERTURA
Leitura do versículo chave e oração. Entrada da Bandeira de Moçambique, ao som
do hino instrumental (CD-Rom). Sugestão: a pessoa que vai fazer a entrada da bandeira
pode estar caracterizada com roupas típicas. Segue abaixo modelos das cores e estilos
de tecidos usados em Moçambique.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
47
LOUVOR:
Cante músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD-
ROM.
PROMOÇÃO DE MISSÕES
Peça de Teatro
CHAMADO
O desafio de um CHAMADO Missionário; Na peça começam os próprios irmãos a “jogar
água” no “fogo missionário” que começa a despertar no coração do personagem principal.
Não satisfeito com seus emissários da igreja, o diabo vai pessoalmente ao quarto do
jovem que recebeu o chamado.
Personagens:
Pastor | Personagem Principal | Cristão 1 | Cristão 2 |
Pai | Personagem representando o diabo
Cena 1
Final do Culto.
Pastor: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai,
e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28: 19). (fecha a bíblia). Irmãos, Deus nos chama para
pregar o evangelho, e hoje, Ele está chamando a ti. Oremos: Pai, toca no coração
daqueles que Tu tens chamado, para que venham cumprir a Tua vontade e pregar a Tua
palavra, abençoa a todos nós, no nome de Jesus Cristo. Amém.
Todos: Amém.
(Pastor sai, entra P. Principal, Cristão 1 e Cristão 2, conversando ao final do culto)
P. PRINCIPAL: Cara imagina viver pra pregar a Palavra de Deus.
Cristão 1: Ah! Deixa disso, o pastor viaja nessas histórias de pregar o Evangelho,
ninguém acredita mais, hoje em dia, é só pra gente pagar mico e ficarem rindo da nossa
cara.
Cristão 2: É verdade, eu já tentei, mas não consigo convencer ninguém.
Cristão 1: Eu tô na igreja e tô bem, o pessoal é curioso, eles vão aparecer aqui pra ver
como é que é, eu não preciso falar nada.
Cristão 2: É mesmo. (olha para P. Principal): Se Deus quiser que você pregue, Ele vai te
dar um chamado especial. Bom, mas agora eu tenho que ir, tchau, até mais.
P. PRINCIPAL: É, eu também, beleza, até mais.
Cena 2
(P. Principal vai para casa. Chegando lá encontra seu pai no sofá com uma garrafa de
cerveja na mão. O pai fala com um tom de embriaguez.)
Pai: Onde você estava?
P. PRINCIPAL: Na igreja pai, eu tinha te falado.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
48
Pai: Não é possível, eu já te falei para você parar de ser idiota e cair na conversa desses
pastores.
P. PRINCIPAL: Mas pai...
Pai (altera a voz e fala bravo): Mas nada, e nem vem me falar desse tal de Jesus! Você
sabe que eu não acredito nessas coisas, e vai agora para o seu quarto que amanhã nós
vamos ter uma conversa séria sobre essa tal igreja.
P. PRINCIPAL (com mansidão): Tá bom pai, boa noite.
(Pai sai de cena.)
Cena 3
(P. Principal vai até quarto)
P. PRINCIPAL: meus amigos estão certos, não adianta, eu não consigo nem falar com
meu pai, vou conseguir falar com gente que eu nem conheço? Que bobagem eu tinha
pensado... Isso não é pra mim.
(P. Principal liga a televisão no noticiário.)
TV: Hoje na África morreram 250 pessoas numa guerra que parece não ter fim, entre eles
122 eram crianças. No Brasil, tivemos um fim trágico em um assalto a uma loja de
conveniências onde estavam mantidos cinco reféns desde ontem. A polícia invadiu o
local, mas numa ação de desespero o delinquente atirou contra as pessoas, três
morreram e duas estão hospitalizadas em estado grave. A polícia disparou contra o ladrão
que morreu com dois tiros no rosto. Mas o dia não foi só de tragédias, no Tibete hoje
começa uma grande festa, dizem ter achado a nova reencarnação de Buda...
(P. Principal desliga a televisão)
P. PRINCIPAL: Aonde esse mundo vai parar? Se essas pessoas conhecessem a Deus,
as coisas não seriam assim. Se pelo menos existisse alguém disposto a falar, alguém que
tivesse a oportunidade. (começa a orar.) Senhor, como eu queria pregar o Evangelho,
como eu queria levar a Tua Palavra àqueles que não conhecem, mas parece impossível.
(Surge o Diabo.)
DIABO: É, não tem jeito mesmo, pode esquecer.
P. PRINCIPAL: Senhor, eu acredito no Teu poder, e Te peço que Tu me uses. (se sente
perturbado, coloca as mãos na cabeça ao ouvir, em pensamento, o que o diabo fala.)
DIABO: Fala sério, que usar o quê, olha para o teu pai, tá perdido, tu não consegue
convencer nem ele.
P. PRINCIPAL: Não sou eu quem convence, é o Espírito Santo.
DIABO: Ah! O crente lê a Bíblia?! Tá bom, está escrito: “Honra teu pai e tua mãe” (Ex 20:
12). Ora, teu pai não quer te ver na igreja, vai desobedecer a ele?
P. PRINCIPAL: Jesus disse: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é
digno de mim” (Mt 10: 37) e também está escrito “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e
a tua casa” (At 16: 31).
DIABO: Mas como tu vais pregar, quem te dará o que comer, o que beber e o que vestir?
Ele disse: “Do suor do rosto comerás o teu pão” (Gn 3: 19).
P. PRINCIPAL: Cristo também disse: “Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua
justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6: 33*), Ele falou: “Eu sou o
pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede” (Jo
Manual para Culto de Missões – Volume 2
49
6: 35), e a “Minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar
sua obra” (Jo 4: 34).
DIABO: Tu nunca saiste da tua casa pra pregar nem para o teu vizinho, tu nem sabes o
que falar e eles, vão rir da tua cara.
P. PRINCIPAL: Jesus disse: “Eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir,
nem contradizer todos quantos se vos opuserem” (Lc 21: 15) e também falou: “Não
cuideis em como ou o que haveis de falar, porque, naquela hora vos será concedido o
que haveis de dizer, visto que não sois vós os que falais, mas o Espírito de vosso Pai é
quem fala em vós” (Mt 10: 19,20) , e eu “Não me envergonho do evangelho, porque é o
poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” (Rm 1: 16).
DIABO: Pra que se humilhar desse jeito, Ele já se humilhou naquela cruz, tu não precisas
fazer isso.
P. PRINCIPAL: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e
siga-me” (Mt 16: 24).
DIABO: Você nem sabe se é isso que Ele quer pra sua vida, não seja precipitado, espera
Ele te chamar.
P. PRINCIPAL: Ele me chamou, porque Jesus me disse: “Ide por todo o mundo e pregai o
evangelho a toda criatura” (Mc 16: 15).
DIABO (alterado fala bravo.): Não! Tu não vais sair porque eu vou te atribular, se tu
tentares eu vou destruir, eu vou acabar com tua vida! Mas afinal, Tu morrerias por teu
Deus?
P. PRINCIPAL: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma” (Mt 10:
28), “Quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa
achá-la-á” (Mt 16: 25).
DIABO: Tolo, não tens medo do mundo e de mim!
P. PRINCIPAL: Está escrito: “Maior é aquele que está em vós do que aquele que está no
mundo” (1Jo 4: 4), e “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm 8: 31) e também foi
dito: “Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4: 7). Saí satanás no Nome Santo de
Jesus.
(O diabo foge em desespero e P. PRINCIPAL continua sua oração.)
P. PRINCIPAL: Meu Deus, se é o que Tu queres pra minha vida, estou disposto a viver
por Ti, me dirige.
Cena 4
(No outro dia, P. Principal acorda disposto a falar com seu pai. Mas chega na sala e seu
pai é quem fala).
Pai: Filho, eu quero pedir desculpas por ontem, eu estava meio alterado e...
P. PRINCIPAL: Pai, tudo bem, não importa, eu te amo.
(Pai e filho se abraçam)
Pai: Filho, apesar de tudo que eu sempre fiz e falei depois que você se converteu, você
ainda assim me ama e me responde como se nada tivesse acontecido. Filho, a tua vida
agora é realmente diferente, me fala desse Jesus, eu também preciso mudar, eu também
preciso Dele.
P. PRINCIPAL: Pai, vem comigo.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
50
(P. Principal e seu pai saem conversando até a igreja. Falam com o pastor e eles oram
juntos.)
Cena 5
(Passa-se algum tempo. Na igreja estão Cristão 1 e Cristão 2 conversando.)
Cristão 1: Ficou sabendo, o P. Principal vai sair em missões, vai pregar o Evangelho, não
é que saiu um missionário daqui mesmo.
Cristão 2: Eu falei com ele, e sabe, hoje eu sei que eu estava enganado quando
conversamos aquela vez. Deus não precisa nos dar um chamado especial, Ele chamou a
todos nós, nós só temos que aceitar e fazer a Sua vontade.
Cristão 1: É, você está certo.
(Chega P. Principal)
P. PRINCIPAL: É isso aí pessoal, estou partindo. Deus abençoe vocês, e nunca deixem
de pregar a Palavra a quem vocês puderem. Orem por mim e pela missão, porque “A
seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor
da seara que mande mais trabalhadores” (Mt 9: 37,38).
(Cristão 1 e Cristão 2 abraçam P. Principal )
Cristão 1: Vai com Deus, e pode ter certeza que Ele tá contigo.
(Cristão 1 e Cristão 2 saem (começa a tocar musica “O Chamado” – Banda Quatro por
Um), P. Principal começa arrumar uma mochila que está em cima de uma cadeira, coloca
nela algumas bíblias e outras coisas.
No refrão da música o pastor e seu pai o chamam da porta da igreja, P. Principal coloca a
mochila nas costas, olha para ao redor da igreja e vai até eles, as luzes se apagam e a
música aos poucos termina.
Fim da peça, porque a nossa missão está apenas começando!
Citações bíblicas da versão Almeida Revista e Atualizada (exceto quando especificado) *Almeida Revista e Corrigida |
Peça montada pela 1ª Igreja Batista em Rosário do Sul - RS
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO
Confeccione um painel em formato de árvore que fique do tamanho do púlpito, fixe-
o de modo que toda igreja possa ver. Na frente da árvore coloque um cesto, e no começo
do culto distribua papéis em branco com formato de sementes. Pode ser para toda igreja,
ou para algumas pessoas em especial. No momento da intercessão peça para que
escrevam palavras de benção e as levem até o cesto como símbolo de semeadura.
Depois levante um clamor com toda igreja.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
51
Motivos de Oração:
 Orem para a implantação de novos módulos da Escola Bíblica, visando a formação da
liderança nacional.
 Orem para que os pastores de Moçambique assimilem verdades bíblicas que eram
difíceis para eles, compreender e que estas verdades se tornem parte da vida deles e
de suas igrejas!
 Orem para que haja mantimento para as famílias.
 Orem por fortalecimento físico, mental e espiritual de nossos missionários, que haja
renovo e avivamento em seus ministérios e que possam vencer todos os desafios.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
OFERTA
“Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria” Salmo 126:5
- Comente: Vale a pena semear no campo frutífero de Deus, quando
plantamos em seu reino temos sempre colheita abundante... São almas
ganhas e prosperidade em nossas vidas, pois Deus é fiel!
- Coloque a bandeira de Moçambique no chão do altar, a mulher com trajes
típicos ficará na frente ao lado da bandeira. Sugestão: as ofertas poderão ser
colocadas sobre a bandeira.
VALE A PENA CONHECER A ECONOMIA DE MOÇAMBIQUE
Cerca de 45 % do território moçambicano tem potencial para
agricultura, porém 80 % dela é de subsistência. A reconstrução da
economia (após o fim da guerra civil em 1992, e das cheias de 2000) é
dificultada pela existência de minas terrestres não desativadas.. O país é
membro da União Africana e também pratica extração de madeira das
florestas nativas. O maior potencial econômico de Moçambique é o turismo.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
52
LEMBRANCINHA
Marca páginas – imprima em papel foto
ou papel vergê.
DECORAÇÃO
Pendure tiras de papel crepom nas
cores da bandeira em todo o teto do
templo, ou apenas no altar.
No centro do altar entre as tiras
coloque a bandeira de Moçambique e
nas laterais do templo coloque frases de
incentivo ao trabalho de missões.
 Orem para a implantação de
novos módulos da Escola
Bíblica, visando a formação da
liderança nacional.
 Orem para que os pastores de
Moçambique assimilem
verdades bíblicas que eram
difíceis para eles
compreenderem e que estas
verdades se tornem parte da
vida deles e de suas igrejas!
 Orem para que haja
mantimento para as famílias.
 Orem por fortalecimento físico,
mental e espiritual de nossos
missionários, que haja renovo
e avivamento em seus
ministérios, e que possam
vencer todos os desafios.
 Orem pela sua saúde e de
seus familiares.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
53
PARAGUAI
ENCIENDE UMA LUZ
Tema
“Será como la luz de la mañana , como el resplandor del sol en una
mañana sin nubes, como la lluvia que hace brotar la hierba de la tierra.”
II Samuel 23:4
Versículo Chave
PAÍS ALVO
Sua capital, Assunção, chamada de “Mãe das Cidades” era o
ponto de partida de onde os espanhóis saiam em busca de outras
terras e para fundar novos povoados.
Embora esteja entre as nações menos desenvolvidas do
continente, o Paraguai é rico em atrações culturais, históricas e, especialmente, naturais.
É o único país do mundo que tem emblemas diferentes nas duas faces da bandeira. De
um lado, uma estrela amarela de cinco pontas e do outro o Selo do Tesouro do Paraguai.
São duas as línguas oficiais; o espanhol e o guarani.
(Fonte: http://pt.shvoong.com/society-and-news/culture/2166123-15-curiosidades-paraguai/#ixzz1R6G8WouD)
PROGRAMA
ABERTURA
Leitura do versículo chave e oração. Faça a entrada da bandeira da seguinte
forma: utilize a música “Enciende una luz” – Marcos Witt – Álbum: Antologia, para que
entre uma pessoa com uma vela acesa e atrás dela uma pessoa com a bandeira do
Paraguai.
OBS.: Se preferir pode pedir para o grupo de louvor tocar e cantar a música, a cifra está no CD-ROM.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
54
LOUVOR
Cante músicas voltadas para missões, veja cifras e letras no CD-ROM.
PROMOÇÃO DE MISSÕES
a) Vídeo sobre os trabalhos missionário realizado no Paraguai (CD-ROM).
b) Peça de teatro.
O POVO DA CAVERNA
Teatro baseado no livro de: Max Lucado - Ouvindo Deus na tormenta.CPAD, 2005.
Há muito tempo, havia uma tribo numa escura e muito fria caverna.
Eles lamentavam-se fortemente. Era tudo o que eles faziam, era tudo o que sabiam fazer.
A esperança era algo muito estranho e desconhecido para eles e no meio da escuridão
viram, a figura de um estranho...
Personagens
Jesus | Mulher | Personagem 1 | Personagem 2 | Personagem 3 | Personagem 4 |
Personagem 5
(A cena acontece num lugar com as luzes desligadas, de noite. As personagens podem
ser mais do que 5, umas 15 pessoas, vestidas de preto e gritando e uivando, chorando
em voz alta, ouvem-se gritos de desespero, até a voz de Jesus aparecer e causar medo,
por ser diferente do que conhecem)
LOCUTOR: Há muito tempo, havia uma tribo numa escura e muito fria caverna.
Os habitantes da caverna se encolhiam e se abraçavam gritando em alta voz por causa
do frio. Lamentavam-se fortemente. Era tudo o que eles faziam, era tudo o que sabiam
fazer. Os barulhos na caverna eram fúnebres, mas as pessoas não sabiam, por que
nunca tinham conhecido a alegria. O espírito na caverna era de morte, mas as pessoas
não sabiam, porque nunca tinham conhecido a vida. Mas de repente, um dia, escutaram
uma voz diferente.
JESUS: Tenho ouvido os seus lamentos. Tenho sentido o frio que vocês sentem e tenho
visto a escuridão em que vocês se encontram. Eu vim para ajudá-los.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
55
LOCUTOR: As pessoas na caverna se calaram. Nunca antes tinham ouvido essa voz. A
esperança era algo muito estranho e desconhecido para eles.
PERSONAGEM 1: Como podemos saber se é verdade que Você veio para nos ajudar?
JESUS: Confiem em mim. Eu tenho o que vocês necessitam.
LOCUTOR: As pessoas da caverna viram através da escuridão, a figura de um estranho.
Ele estava abaixado empilhando alguma coisa no chão.
PERSONAGEM 2: O quê você está fazendo?
PERSONAGEM 3: Você é surdo? Perguntamos o que está fazendo?
PERSONAGEM 4: Responda! (pode até empurrar levemente o ombro de Jesus)
JESUS: Eu tenho o que vocês precisam.
LOCUTOR: Tendo dito isto, virou olhando para o montinho que estava aos seus pés e o
acendeu. A madeira ardeu, surgindo chamas e a luz inundou a caverna. As pessoas se
encheram de pavor.
(o fogo pode ser aceso numa lamparina ou candeia, escondido no meio de pedras,
quando o fogo acender, todos devem gritar, cobrir o rosto com as mãos)
PERSONAGEM 5: Tire isso! Machuca os nossos olhos!
JESUS: A luz sempre fere antes de ajudar. Aproximem-se. Logo passará a dor.
PERSONAGEM 4: Eu não!
PERSONAGEM 2: Nem eu! Você ficou louco? (fala com agressividade)
PERSONAGEM 3: Somente um tolo poderia arriscar-se expondo seus olhos a uma luz
dessas! (gritando e sem olhar para fogo)
JESUS: Vocês preferem a escuridão? Preferem morrer de frio? Não tenham medo, deem
um passo de fé! (Faz um silencio e depois diz) Aqui está muito agradável!
(colocando as mãos em cima do fogo como para se esquentar)
(Depois de uns minutos timidamente uma mulher se aproxima por trás de Jesus e disse)
MULHER (emocionada): É verdade! Estou me esquentando! Já posso abrir os meus
olhos! Posso ver!!
JESUS (de forma amorosa): Aproxime-se mais!
Manual para Culto de Missões – Volume 2
56
MULHER: É tão agradável! (agora também esquentando as mãos no fogo, do lado de
Jesus). Venham todos! Sintam este maravilhoso calor! Já não tenho mais frio!!!
(convidando com entusiasmo)
PERSONAGEM 1: Silencio mulher! Você quer nos levar junto na sua loucura? Deixe-nos
em paz e vá embora e leve essa luz!
MULHER (olhando para Jesus): Porque eles não querem vir?
JESUS: Porque escolheram o frio, ainda que seja insuportável é o único que eles
conhecem. Eles preferem morrer de frio e na escuridão, do que mudar!
MULHER (surpresa): Eles preferem morrer na escuridão?
JESUS (semblante triste): Lamentavelmente sim!
LOCUTOR: A mulher que agora desfrutava do calor guardou silencio. Olhou para a
escuridão e depois olhou para o homem que acendeu o fogo.
JESUS: Você vai sair de perto do fogo?
MULHER (pensativa, demora uns segundos para responder): Não... Não posso. Não
posso nem imaginar a ideia de voltar para as trevas àquele frio mortal mas... (demora uns
segundos) mas também não posso suportar o pensamento de que meu povo morra na
escuridão.
JESUS: Você não precisa aceitar isso!. (fala com entusiasmo, e se abaixa e pega um
tocha embebida em algum combustível e a acende na lamparina e entrega a mulher
dizendo com firmeza...) Pegue, leve isto ao seu povo. Diga para eles a verdade sobre a
luz. Fale do reino da luz, pregue, insista, não se desanime. Diga-lhes que a luz é para
todos o que a receberem de coração! Vá, eu a envio!
(A mulher pega a tocha e se dirige ao povo e começa a tocar a música “Acende uma luz”
na medida que ela vai convence alguns,estes a ajudam a convencer outros. Alguns
rejeitam mas muitos recebem salvação. Na medida que são alcançados colocam becas
na cor branca como sinal de salvação)
O Pastor ou líder faz um apelo para missões ou para a igreja se envolver em ganhar
almas.
Teatro baseado no livro de: Max Lucado - Ouvindo Deus na tormenta. CPAD, 2005.
Adaptado por: Pastora Gabriela de Fiúza - Ministério Boa Semente.
Fonte do texto: Monte Sião Online – www.montesiao.pro.br
Manual para Culto de Missões – Volume 2
57
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Para o período de intercessão fale brevemente sobre o Paraguai, e enquanto são
apresentadas as informações, faça a simulação de um carteiro chegando para entregar
uma carta do Paraguai. No CD-ROM temos as cartas dos missionários, escolha duas e
faça a leitura e após, levante um clamor com a igreja, pelos missionários e pela nação.
OFERTA
O Paraguai apesar de ser considerado um país pobre, está experimentando a
maior expansão econômica da região e a mais alta da América Latina, com uma
perspectiva histórica de crescimento do PIB de 9%, podendo chegar a 13% para o final do
ano. Quase a metade da população do país vive da agricultura e da agroindústria. Estes
produtos produzidos pelo Paraguai são mais baratos do que os dos seus vizinhos, visto
que, nas regiões de fronteira há um intenso contrabando.
Procure utilizar o envelope específico para oferta de missões.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
ENCERRAMENTO
Para o encerramento faça menção das relações entre Brasil e Paraguai e da
importância de orarmos por este país. Peça para um grupo missionário da igreja, ou o
grupo de coreografia para apresentar uma dança com a música utilizada para a abertura,
“Enciende una luz” – Marcos Witt – Álbum: Antologia.
Ao final da música a equipe de dança faz a saída com a bandeira do Paraguai e do
Brasil.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
58
LEMBRANCINHA
Confeccione um marca página em
formato de vela, nas cores da bandeira
do Paraguai, escreva o versículo chave e
coloque motivos de oração.
DECORAÇÃO
Faça velas para distribuir pelas
paredes da igreja e entre elas escreva o
tema: Acenda a luz de Jesus no
Paraguai, ore!
Coloque também para cada fileira
de cadeira ou de bancos um envelope no
começo e no final da fila, e dentro do
envelope coloque os cartões dos
missionários que estão nesta nação,
você consegue os cartões com a SGM.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
59
TIMOR LESTE
O PESO DA ORAÇÃO DOS JUSTOS!
Tema
“Peso e balança justos pertencem ao Senhor”
Provérbios 16:11a
Versículo Chave
PÁIS ALVO
No Timor Leste as pessoas são muito acolhedoras, sempre
com um sorriso, às vezes com insegurança, marca de uma geração
que sofreu por mais de 25 anos. O timorense nos ensina a dar
BOM DIA, BOA TARDE e BOA NOITE independente de
conhecermos ou não as pessoas. A imensa diversidade de idiomas e dialetos em um país
do tamanho do Timor, causa alguns entraves. Basicamente, 90% da população fala o
tétum, 80% bahasa indonésio, 5% o português, e 3% inglês.
A 2a
maior cidade do Timor, Baucau, é extremamente diferente de Dili, a capital,
que conta com padarias, super mercados, táxis, água gelada para comprar nas ruas,
postos de gasolina, restaurantes, diversos locais de acesso a internet, e um comércio
diversificado. Baucau por sua vez, não tem nada disso, já Dili é a 8a
capital mais cara da
Ásia, lembrando que o Timor é um dos países mais pobres do mundo!
PROGRAMA
ABERTURA
Estratégia: Desafie, uma semana antes do culto de missões, a igreja a levantar alimentos
para levar no terceiro domingo. Não exponha o propósito de forma clara, apenas fale
sobre ajuda humanitária. Aproveite os alimentos para a decoração.
Explique que a justiça é parte do caráter de DEUS, fale sobre o tema do culto,
agradeça aqueles que doaram alimentos e que no final do culto serão dadas mais
informações do destino dos alimentos e que eles serão usados no teatro.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
60
LOUVOR
Sugestão: “BEM AVENTURADO” – Cantora Aline Barros, CD “Som de
Adoradores”. Cante músicas voltadas para missões, veja cifras e letras no CD-ROM.
PROMOÇÃO DE MISSÕES
a) Apresente o vídeo com informações sobre o Timor Leste disponível no CD-ROM.
b) Peça de teatro;
A BALANÇA
(Autor Desconhecido)
A Balança enganosa é abominação para o Senhor; mas o peso do justo é seu prazer.
Provérbios 11:1
Personagens:
Comerciante (Dono da mercearia)
Compradora (Cliente)
Mulher e seu filho (Necessitados)
Cenário:
Mercadinho com mercadorias e uma balança de dois pratos.
Cena Única
(O comerciante ao lado da balança e do caixa e a cliente fazendo compras dentro do
mercado, quando entra a mulher com roupas simples – simbolizando o povo do Timor
Leste – com a criança de mãos dadas, vão em direção ao comerciante no caixa)
MULHER (fala humilde): Moço... o senhor pode me ajudar, meu marido está
desempregado, eu e meus filhos estamos com fome e não temos o que comer, estamos
passando por um momento difícil.
COMERCIANTE: Não posso ajudar...
MULHER: Eu prometo que assim que meu marido arrumar um serviço nós iremos lhe
pagar.
COMERCIANTE (rindo): Quando arrumar serviço... eu conheço bem essa gente, não
posso ajudar.
CLIENTE (observando a cena fica indignada com o comerciante): Por que o senhor não
pode ajudá-la, vai lhe fazer falta?
Manual para Culto de Missões – Volume 2
61
COMERCIANTE: Porque não posso ajudá-la, senhora!
CLIENTE (olhando para a mulher): Pode comprar que eu vou pagar.
COMERCIANTE (querendo humilhar a mulher, pega um pedaço de papel em branco e
uma caneta para fazer uma proposta): Escreva aqui o seu pedido e eu coloco no prato da
balança, o que pesar o seu pedido eu coloco de alimentos no outro prato da balança.
(A mulher respira fundo, pega o papel e escreve o seu pedido. O comerciante pega o
pedido e coloca o prato na balança, e o pedido alcança o peso máximo, ele fica
assustado)
COMERCIANTE: Como pode?!?!?
CLIENTE: Agora cumpra o que você disse e coloque os alimentos no outro prato.
(Comerciante começa a colocar os alimentos)
CLIENTE: Vamos, coloque mais...
COMERCIANTE (a contra gosto): Pode pegar é tudo seu.
(Mulher pega os alimentos rápido e sai com o filho e as sacolas de compras. O
comerciante intrigado e sem saber direito o que aconteceu, decide ler o que está escrito
no papel. A mulher que saiu de cena faz a leitura do que estava escrito no papel em um
microfone, enquanto o comerciante está lendo. Sugerimos uma música para fundo neste
momento)
MULHER (Somente voz): Pai, o Senhor conhece todas as minhas necessidades e eu as
estou entregando em Suas mãos.
O COMERCIANTE E A COMPRADORA (leem o final do bilhete juntos): Só o Senhor
sabe o peso de uma oração!
OBJETIVO: Passar a mensagem de que muito mais que alimentos, apesar do povo
do Timor Leste passar por dificuldades o maior alimento para eles são nossas
orações pois só Deus sabe o peso de uma oração!
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Manual para Culto de Missões – Volume 2
62
Aproveite a mensagem da peça teatral, coloque a música “O poder da Oração” –
cantora Alda Célia, CD “Explosão de Louvor”. Fale sobre confiar no peso de nossa oração
e que nossas orações tem poder e peso diante de Deus. Levante um clamor com a igreja.
Motivos de oração:
 Ore pela paz entre grupos políticos e extremistas;
 Ore para que os governantes tenham uma política voltada para as necessidades
da população;
 Ore por nossa missionária na nação, que ela receba graça do Senhor e estratégias
para alcançar este povo;
 Clame a Deus para que todas as barreiras que impedem as pessoas de
compreender o plano de salvação, caiam por terra;
 Peça ao Senhor pelo fortalecimento da igreja, pelos trabalhos que estão sendo
desenvolvidos e pelo discipulado de líderes;
 Rogue pelo desenvolvimento econômico do país; que o Senhor levante pessoas
para aumentar o emprego e pela melhora das condições econômicas do povo.
OFERTA
Destaque a situação econômica do país e a importância da oferta do 3º Domingo
para o desenvolvimento dos projetos missionários da IEQ.
O Timor Leste é o segundo país mais pobre do mundo, e tem o 3º serviço mais caro do
mundo em telefonia celular. Os preços são descomunais, uma cebola custa em média
U$D 0,50, ou seja R$ 1,15. Porém é possível encontrar um par de sandálias pelos
mesmos U$D 0,50. Também é muito comum ver pessoas, geralmente mulheres, no fim
da tarde carregando lenha para fazer o jantar. No Timor, fogão e geladeira são artigos de
luxo, é raro encontrá-los na casa das famílias timorenses.
MENSAGEM
Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
63
ENCERRAMENTO
Encerre o culto de forma alegre e fale à igreja o nome da organização que receberá
a doação de alimentos. Tire fotos da entrega dos alimentos e no próximo culto faça uma
exposição destas fotos.
LEMBRANCINHA
Faça pequenos cartões, ou imã de
geladeira com a imagem da balança e
com a frase: “Só Deus conhece o peso
de uma oração! Ore pelo Timor Leste”.
DECORAÇÃO
Espalhe pela igreja cestas, pode
ser de vime, para colocar os alimentos
arrecadados. Nas paredes e também nas
cestas coloque cartazes com a
mensagem abaixo:
Manual para Culto de Missões – Volume 2
64
JAPÃO
PREPARE AS REDES PARA PESCA
Tema
“Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada
apanhamos, mas sob tua palavra lançarei as redes. Isto fazendo,
apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes.”
Lucas 5: 5-6
Versículo Chave
PAÍS ALVO
Os japoneses são muito hospitaleiros, os elogios formam uma
parte muito importante na integração social, entre eles, para manter a
harmonia nas relações humanas. Portanto, os japoneses elogiam os
colegas, as esposas elogiam as vizinhas e a seus esposos, filhos,
etc. Às vezes, estes elogios estão baseados em fatos verdadeiros.
Apesar de ser um país de primeiro mundo e economicamente estabilizado, o Japão
sofre com alguns problemas como, o suicídio, que é a sexta maior causa de morte no
país, além de terremotos, que são comuns, porém, o último foi um dos maiores,
aconteceu em 2011, onde além dos abalos sísmicos houve um tsunami.
PROGRAMA
ABERTURA
Saudação: Konbanwa (こんばんは)
(Tradução: Boa noite)
Palavra de abertura explicando sobre a importância do culto de missões.
Leitura do Versículo Chave
Manual para Culto de Missões – Volume 2
65
LOUVOR
Sugestão de músicas em Japonês, letra e vídeo no CD_ROM.
PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
1. Apresentação das necessidades do campo, informações sobre os missionários;
2. Peça de teatro.
PINKINTIN, O PEQUENO HERÓI
Introdução:
Uma família comprometida com o evangelho, todos respiram evangelismo, salvação de
almas... MAS, num dia frio, chuvoso... As ruas vão estar vazias, hoje não adianta ir... O
filho pergunta ao PAI/PASTOR - “Mas, pai, as pessoas não vão para o inferno até mesmo
em dias de chuva?” Nem assim, o coração do pastor foi sensibilizado. Lá foi o PINKINTIN
entregar seus folhetos... E isso teve resultados, veja na história deste pequeno herói.
(Adaptação de “O Último Folheto”)
Personagens:
PASTOR ARISTÓTELES – Pai do Jovem Pinkintin e comprometido com a
evangelização.
CAMILA: Esposa do pastor e mãe do menino Lucas.
PINKINTIN: Filho do pastor Aristóteles, preocupado com a salvação de vidas.
MARLENE: Senhora grata ao menino pela salvação de sua vida.
Cena 1
(Som – Luz sobre o pastor e sua esposa)
PASTOR ARISTÓTELES: Camila, hoje foi uma benção a escola dominical pela manhã,
mas agora a tarde está frio e ameaça chover.
CAMILA: O que você está querendo dizer com isso?
ARISTÓTELES: O evangelismo com o Pinkintin.
CAMILA: Se o tempo ficar muito ruim, não vá.
ARISTÓTELES: As vidas estão sendo ceifadas e não podemos esperar.
CAMILA: Vamos pedir a Deus pra Ele intervir e não chover, afinal a obra é Dele.
ARISTÓTELES: Não poderei sair com o Kin, talvez eu vá só.
CAMILA: Começou a chover e com essa chuva ele não pode ir.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
66
ARISTÓTELES: Além do frio que faz, acho que vou cancelar o evangelismo.
(Entra Pinkintin agasalhado)
PINKINTIN: Pai já estou pronto!
ARISTÓTELES: Pronto pra que filho?
PINKINTIN: Pai, está na hora de pegar os folhetos e sair.
ARISTÓTELES: Filho está muito frio lá fora e também chove muito.
PINKINTIN: E daí pai, já vai passar!
CAMILA: Deixa para o próximo domingo querido.
PINKINTIN: Não podemos mãe.
CAMILA: E por que não?
ARISTÓTELES: Hoje não Kin...
PINKINTIN: Mas, pai, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva?
ARISTÓTELES: Filho, eu não vou sair nesse frio.
PINKINTIN: Pai, eu posso ir? Por favor!
ARISTÓTELES: Mas filho...
CAMILA: Claro que não!
PINKINTIN: Por favor, mãe, pai deixa vai?
ARISTÓTELES: Tudo bem filho, você pode ir, aqui estão os folhetos. Tome muito cuidado
filho.
CAMILA: Cuidado querido!
PINKINTIN: Obrigado pai, mãe! (Música de fundo)
NARRAÇÃO: A seara é grande, mas poucos os ceifeiros. Quando o homem coloca
obstáculos pra fazer a obra de Deus, o Senhor usa outra pessoa e até mesmo uma
criança.
Cena 2
(Luz – Pinkintin na rua molhado entregando folhetos)
PINKINTIN (Falando aos passantes): Jesus te ama! Ele é a única solução! Meu Deus, só
sobrou esse ultimo folheto e está todo molhado. Deve ser tarde, preciso ira pra casa. Mas
antes preciso entregar esse folheto. (Música de fundo)
NARRAÇÃO: Sua alma estava aliviada, mas ansiava por terminar sua missão e
procurava alguém pra entregar o ultimo e derradeiro folheto para assim poder ir pra casa,
mas as ruas estavam desertas.
Manual para Culto de Missões – Volume 2
67
PINKINTIN: Já sei vou escolher uma dessas casas e tocar a campainha, assim que a
pessoa aparecer entrego o folheto, falo do amor do Senhor e vou embora.
NARRAÇÃO: Então ele se virou em direção à primeira casa que viu e caminhou pela
calçada até a porta e tocou a campainha. Ele tocou a campainha, mas ninguém
respondeu. Ele tocou de novo, mais uma vez, mas ninguém abriu a porta. Ele esperou,
mas não houve resposta.
PINKINTIN: É melhor eu ir embora. (vira-se para ir embora) Vou tentar mais uma vez
(Toca) quem sabe se eu bater.
NARRAÇÃO: Ele tentou ir embora, mas algo o deteve. Mais uma vez, ele se virou para a
porta, tocou a campainha e bateu na porta bem forte. Ele esperou, alguma coisa o fazia
ficar ali na varanda. Ele tocou de novo e desta vez a porta se abriu bem devagar. De pé
na porta estava uma senhora idosa com um olhar muito triste.
SENHORA MARLENE: O que posso fazer por você, meu filho?
NARRAÇÃO: Pinkintin estava com os olhos radiantes e um sorriso iluminado.
PINKINTIN: Eu, na verdade, estou muito... Satisfeito.
MARLENE: Precisa de algo?
PINKINTIN: Senhora, me perdoe se eu estou perturbando, mas eu só queria lhe dizer que
Jesus a ama muito e eu vim aqui pra lhe entregar o meu último folheto que lhe dirá tudo
sobre Jesus e Seu grande amor. (Entrega e vai saindo) Boa noite!
MARLENE: Filho, como se chama?
PINKINTIN: Pinkintin.
MARLENE: Que nome engraçado. Eu me chamo Marlene.
PINKINTIN: Um nome lindo senhora! Todo mundo tem valor diante de Deus.
MARLENE: Você está todo molhado!
PINKINTIN: Eu gosto da chuva... E do frio! Até logo, senhora... (Sai correndo)
MARLENE: Obrigada, meu filho! (A parte) Que Deus te abençoe! (Música – B.O)
NARRAÇÃO: Ensinai em tempo e fora de tempo. O verdadeiro pastor dá a vida pelas
suas ovelhas. Na manhã de domingo na igreja, o Pastor Aristóteles estava no púlpito
ensinando na escola bíblica.
CENA 3
(Luz – Pastor e os membros da igreja)
ARISTÓTELES: Alguém tem um testemunho ou algo a dizer?
MARLENE: Eu tenho algo a dizer! (Música de fundo)
Manual para Culto de Missões – Volume 2
68
ARISTÓTELES: E quem é a senhora?
MARLENE: Eu me chamo Marlene. Ninguém me conhece nesta igreja. Eu nunca estive
aqui.
ARISTÓTELES: A senhora tem algum testemunho, é isso?
MARLENE: Sim eu tenho muito mais que isso.
ARISTÓTELES: Fique a vontade!
MARLENE: Obrigada! Vocês sabem antes do domingo passado eu não era cristã. Meu
marido faleceu há algum tempo deixando-me totalmente sozinha neste mundo. No
domingo passado, sendo um dia particularmente frio e chuvoso, eu tinha decidido no meu
coração que eu chegaria ao fim da linha, eu não tinha mais esperança ou vontade de
viver. Então peguei uma corda e uma cadeira e subi as escadas para o sótão da minha
casa. Amarrei a corda numa madeira no telhado, subi na cadeira e coloquei a outra ponta
da corda em volta do meu pescoço. De pé naquela cadeira, tão só e de coração partido,
eu estava a ponto de saltar, quando, de repente, o toque da campainha me assustou. Eu
pensei: Vou esperar um minuto e quem quer que seja irá embora. Eu esperei e esperei,
mas a campainha era insistente; depois a pessoa que estava tocando também começou a
bater bem forte. Eu pensei: Quem neste mundo pode ser? Ninguém toca a campainha da
minha casa ou vem me visitar. Eu afrouxei a corda do meu pescoço e segui em direção à
porta, enquanto a campainha soava cada vez mais alta. Quando eu abri a porta e vi quem
era, eu mal pude acreditar, pois na minha varanda estava o menino mais radiante e
angelical que já vi em minha vida. O seu sorriso, ah, eu nunca poderia descrevê-lo a
vocês! As palavras que saíam da sua boca fizeram com que o meu coração que estava
morto há muito tempo saltasse para a vida, quando ele exclamou com voz de querubim:
'Senhora, eu só vim aqui para dizer que Jesus a ama muito. Então ele me entregou este
folheto que eu agora tenho em minhas mãos. Conforme aquele anjinho desaparecia no
frio e na chuva, eu fechei a porta e atenciosamente li cada palavra deste folheto. Então eu
subi para o sótão para pegar a minha corda e a cadeira. Eu não iria precisar mais delas.
Eu agora sou filha de Deus! Já que o endereço da sua igreja estava no verso deste
folheto, eu vim aqui pessoalmente para dizer obrigado ao anjinho de Deus que no
momento certo, livrou a minha alma da eternidade no inferno. (Música aumenta)
NARRAÇÃO: Não havia quem não tivesse lágrimas nos olhos. E quando gritos de louvor
e honra ao Rei ecoaram por toda a igreja, o papai Pastor desceu do púlpito e foi em
direção a primeira fila onde o seu anjinho estava sentado. Ele tomou o seu filho Pinkintin
nos braços e chorou copiosamente. Provavelmente nenhuma igreja teve um momento tão
Manual para Culto de Missões – Volume 2
69
glorioso como este e provavelmente este universo nunca viu um pai tão transbordante de
amor e honra por causa do seu filho.
ARISTÓTELES: Estou com vergonha, muita vergonha, pois deixei meu filho evangelizar
sozinho.
MARLENE: Não se sinta assim, tire proveito, veja o quanto Deus poderá fazer através
dos jovens com um coração puro.
ARISTÓTELES: É verdade.
CAMILA: (Abraçada ao Pinkintin) O Senhor está sempre nos surpreendendo.
ARISTÓTELES: Obrigado dona Marlene por vir nos contar essa grande benção.
CAMILA: (Abraça a Marlene) Obrigada! (Música aumenta)
NARRAÇÃO: Deus permitiu que o Seu Filho Jesus Cristo viesse a um mundo frio e
tenebroso e que sofresse por nós. Depois de vitorioso, Ele recebeu o Seu Filho e deu-lhe
honra e gloria, assentou o Seu Filho num trono acima de todo principado e potestade e
Lhe deu um nome que é acima de todo nome. Disse Jesus: “Eis que me foi dado todo o
poder nos céus e na terra”. Sejamos fieis ao Senhor e vivamos para glorificá-lo, pois Ele é
Santo, Fiel e acima de todos e de tudo.
FIM
(Escrito em Setúbal, dia 16 de Julho de 2010 por Karim Breves Costa com o apoio de Nan Breves. | Ministério Atores
de Cristo – Portugal – Profissionais a serviço do reino | http://www.atoresdecristo.com.br/)
INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS
Informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM.
INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
Distribua as lembrancinhas e as utilize para o momento de intercessão, com os
motivos de oração escritos atrás dos peixinhos levante um grande clamor com toda igreja
orando.
Motivos de Oração:
 Ore pelo retrocesso das seitas e heresias que tem se espalhado pelo Japão, para
que elas percam força e as pessoas possam ter seus olhos abertos;
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2
Apostila Culto de Missões - Volume 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Carta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCarta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCristian Carvalho
 
Discurso de abertura para festividade de jovens II
Discurso de abertura para festividade de jovens IIDiscurso de abertura para festividade de jovens II
Discurso de abertura para festividade de jovens IIAmor pela EBD
 
Os sacramentos da igreja - Aula 01
Os sacramentos da igreja - Aula 01Os sacramentos da igreja - Aula 01
Os sacramentos da igreja - Aula 01Rubens Júnior
 
Dicas para trabalhar com os jovens
Dicas para trabalhar com os jovensDicas para trabalhar com os jovens
Dicas para trabalhar com os jovensPatricia Montenegro
 
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraManual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraGesiel Oliveira
 
50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas IItamar Freire
 
Três parábolas uma lição: Jesus ama o perdido
Três parábolas uma lição: Jesus ama o perdidoTrês parábolas uma lição: Jesus ama o perdido
Três parábolas uma lição: Jesus ama o perdidoAmor pela EBD
 
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUSA NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUSSandra Dias
 
Rcc ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oração
Rcc   ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oraçãoRcc   ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oração
Rcc ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oraçãocostanombre
 
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_201412 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014Ivanildo Amorim
 
Ano Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxAno Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxDELSOCORREIA
 
Apostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvorApostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvorleandro faistauer
 

Mais procurados (20)

Carta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCarta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-Crentes
 
Discurso de abertura para festividade de jovens II
Discurso de abertura para festividade de jovens IIDiscurso de abertura para festividade de jovens II
Discurso de abertura para festividade de jovens II
 
Projeto evangelístico.
Projeto evangelístico.Projeto evangelístico.
Projeto evangelístico.
 
Os sacramentos da igreja - Aula 01
Os sacramentos da igreja - Aula 01Os sacramentos da igreja - Aula 01
Os sacramentos da igreja - Aula 01
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus
 
Dicas para trabalhar com os jovens
Dicas para trabalhar com os jovensDicas para trabalhar com os jovens
Dicas para trabalhar com os jovens
 
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraManual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I
 
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
 
Três parábolas uma lição: Jesus ama o perdido
Três parábolas uma lição: Jesus ama o perdidoTrês parábolas uma lição: Jesus ama o perdido
Três parábolas uma lição: Jesus ama o perdido
 
Primeira etapa
Primeira etapaPrimeira etapa
Primeira etapa
 
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUSA NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
 
Rcc ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oração
Rcc   ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oraçãoRcc   ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oração
Rcc ministério de formação - apostila - 3 - grupos de oração
 
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_201412 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014
 
2º ANO DE EUCARISTIA
2º ANO DE EUCARISTIA2º ANO DE EUCARISTIA
2º ANO DE EUCARISTIA
 
Carta de mudanca
Carta de mudancaCarta de mudanca
Carta de mudanca
 
Ano Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxAno Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptx
 
Apostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvorApostila de estudos sobre louvor
Apostila de estudos sobre louvor
 
Treinamento para diáconos
Treinamento para diáconosTreinamento para diáconos
Treinamento para diáconos
 

Semelhante a Apostila Culto de Missões - Volume 2

Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de FlorianópolisLivrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de FlorianópolisBernadetecebs .
 
Conselho missionario o que é e como organizar
Conselho missionario   o que é e como organizarConselho missionario   o que é e como organizar
Conselho missionario o que é e como organizarSammis Reachers
 
Livrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em famíliaLivrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em famíliatorrasko
 
PRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.ppt
PRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.pptPRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.ppt
PRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.pptFelipeRANSDORF
 
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de FlorianópolisAno da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de FlorianópolisBernadetecebs .
 
Manual Pregar meu evangelho
Manual Pregar meu evangelhoManual Pregar meu evangelho
Manual Pregar meu evangelhoMoroni Barbosa
 
Implantação de um conselho missionário na igreja
Implantação de um conselho missionário na igrejaImplantação de um conselho missionário na igreja
Implantação de um conselho missionário na igrejaMarcelo Eduardo
 
Conferência Missionária Passo a Passo
Conferência Missionária Passo a PassoConferência Missionária Passo a Passo
Conferência Missionária Passo a PassoCursos Ministeriais
 
Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1Comando Resgatai
 
Visão corporativa d.n.m informações
Visão corporativa   d.n.m informaçõesVisão corporativa   d.n.m informações
Visão corporativa d.n.m informaçõesigrejadedeus
 
MISSIOLOGIA - capítulo 2.pdf
MISSIOLOGIA - capítulo 2.pdfMISSIOLOGIA - capítulo 2.pdf
MISSIOLOGIA - capítulo 2.pdfProf Edna
 
Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1Comando Resgatai
 

Semelhante a Apostila Culto de Missões - Volume 2 (20)

Projetos SemCe 2023
Projetos SemCe 2023Projetos SemCe 2023
Projetos SemCe 2023
 
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de FlorianópolisLivrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
 
Conselho missionario-da-igreja-local
Conselho missionario-da-igreja-localConselho missionario-da-igreja-local
Conselho missionario-da-igreja-local
 
Programa de evangelismo integrado distrital.
Programa de  evangelismo  integrado distrital.Programa de  evangelismo  integrado distrital.
Programa de evangelismo integrado distrital.
 
Programa de evangelismo integrado distrital.
Programa de  evangelismo  integrado distrital.Programa de  evangelismo  integrado distrital.
Programa de evangelismo integrado distrital.
 
Programa de evangelismo integrado distrital.
Programa de  evangelismo  integrado distrital.Programa de  evangelismo  integrado distrital.
Programa de evangelismo integrado distrital.
 
Conselho missionario o que é e como organizar
Conselho missionario   o que é e como organizarConselho missionario   o que é e como organizar
Conselho missionario o que é e como organizar
 
Livrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em famíliaLivrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em família
 
Conferencia Missionária
Conferencia MissionáriaConferencia Missionária
Conferencia Missionária
 
PRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.ppt
PRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.pptPRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.ppt
PRAM-Destaques-2020-2021-com-Áudios.ppt
 
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de FlorianópolisAno da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
Ano da Fé - Arquidiocese de Florianópolis
 
Manual Pregar meu evangelho
Manual Pregar meu evangelhoManual Pregar meu evangelho
Manual Pregar meu evangelho
 
Implantação de um conselho missionário na igreja
Implantação de um conselho missionário na igrejaImplantação de um conselho missionário na igreja
Implantação de um conselho missionário na igreja
 
Programa de evangelismo integrado distrital.
Programa de  evangelismo  integrado distrital.Programa de  evangelismo  integrado distrital.
Programa de evangelismo integrado distrital.
 
Conferência Missionária Passo a Passo
Conferência Missionária Passo a PassoConferência Missionária Passo a Passo
Conferência Missionária Passo a Passo
 
Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2018.1
 
Visão corporativa d.n.m informações
Visão corporativa   d.n.m informaçõesVisão corporativa   d.n.m informações
Visão corporativa d.n.m informações
 
MISSIOLOGIA - capítulo 2.pdf
MISSIOLOGIA - capítulo 2.pdfMISSIOLOGIA - capítulo 2.pdf
MISSIOLOGIA - capítulo 2.pdf
 
Projetos SEMCE - 2019
Projetos SEMCE - 2019Projetos SEMCE - 2019
Projetos SEMCE - 2019
 
Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1
Conheça os projetos e Equipe Semce 2017.1
 

Mais de Sammis Reachers

Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaVivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaSammis Reachers
 
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis ReachersFanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis ReachersSammis Reachers
 
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - AntologiaO Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - AntologiaSammis Reachers
 
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé 1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé Sammis Reachers
 
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdfFanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdfSammis Reachers
 
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãosRevista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãosSammis Reachers
 
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-bookSammis Reachers
 
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaPoemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaSammis Reachers
 
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistasLinha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistasSammis Reachers
 
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização MissionáriaGoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização MissionáriaSammis Reachers
 
Curso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para AdultosCurso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para AdultosSammis Reachers
 
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdfCOMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdfSammis Reachers
 
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdfAs Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdfSammis Reachers
 
Sonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon MartinsSonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon MartinsSammis Reachers
 
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis ReachersRenato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis ReachersSammis Reachers
 
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis ReachersCARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis ReachersSammis Reachers
 
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...Sammis Reachers
 
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERINGPôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERINGSammis Reachers
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoSammis Reachers
 
Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-bookSammis Reachers
 

Mais de Sammis Reachers (20)

Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaVivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
 
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis ReachersFanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
 
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - AntologiaO Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
 
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé 1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
 
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdfFanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
 
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãosRevista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
 
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
 
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaPoemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
 
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistasLinha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
 
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização MissionáriaGoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
 
Curso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para AdultosCurso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para Adultos
 
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdfCOMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
 
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdfAs Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
 
Sonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon MartinsSonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon Martins
 
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis ReachersRenato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
 
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis ReachersCARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
 
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
 
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERINGPôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuito
 
Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-book
 

Último

Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2emprego2
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfFrancisco Baptista
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...edsonjsmarques
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 

Último (11)

Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 

Apostila Culto de Missões - Volume 2

  • 1. Manual para Culto de Missões – Volume 2 1 Apresentação Missões acontece a partir da igreja local, ali as vidas são salvas, discipuladas para cumprirem seu chamado aqui ou no campo missionário. Através das igrejas locais que juntas contribuem no 3º domingo, a obra missionária Quadrangular é sustentada. Nos seios dessas igrejas estão também os preciosos intercessores que formam a retaguarda espiritual para o avanço missionário. O culto do 3º domingo foi criado com o objetivo de despertar e orientar a Igreja sobre seu importante papel nesta grande tarefa, no cumprimento da Grande Comissão. Mês a mês, através de adoração, intercessão e informações missionárias, as pessoas crescem no entendimento de missões e podem se envolver: orando, contribuindo, mobilizando outros para missões e envolvendo-se em projetos missionários a partir da própria igreja local. Esta é a segunda apostila que lançamos como ferramenta para auxiliar no preparo de cultos inspirativos e instrutivos sobre missões. Agradecemos aos pastores e líderes de missões que tem apoiado esta visão e a toda equipe redatorial, que trabalhou de forma dedicada e abnegada para que este material chegasse as suas mãos. Para produzirmos materiais cada vez mais ricos e contextualizados a nova realidade, por favor, envie-nos a ficha de avaliação no final do material com suas sugestões, nos será de grande valia! Desejamos que a cada culto, Deus desperte vidas, que irradiem a luz de Cristo aos povos através das suas orações, trabalho e ofertas voluntárias, assim cooperando para que todo homem tenha a oportunidade de ouvir do Senhor Jesus Cristo! Deus os abençoe, Prs. Fernando e Jane Camargo
  • 2. Manual para Culto de Missões – Volume 2 2
  • 3. Manual para Culto de Missões – Volume 2 3 SUMÁRIO CULTO DE MISSÕES ...............................................................4 MODELOS PARA CULTO ......................................................13 ANGOLA ................................................................................14 ÁSIA CENTRAL.....................................................................17 ÁSIA ORIENTAL...................................................................21 BOLÍVIA ................................................................................26 HAITI .....................................................................................30 ESPANHA ..............................................................................35 PORTUGAL............................................................................39 OESTE DA ÁFRICA...............................................................42 MOÇAMBIQUE.......................................................................46 PARAGUAI............................................................................53 TIMOR LESTE........................................................................59 JAPÃO ...................................................................................64 URUGUAI ..............................................................................72 BLOCO BRASIL - SUL............................................................77 BLOCO BRASIL - NORTE ......................................................84 BLOCO BRASIL - SUDESTE ..................................................88 BLOCO BRASIL – CENTRO OESTE ......................................94 BLOCO BRASIL – NORDESTE ............................................104 REFERÊNCIAS....................................................................135
  • 4. Manual para Culto de Missões – Volume 2 4 CULTO DE MISSÕES “Santificai um jejum, convocai uma assembléia solene, congregai os anciãos, e todos os moradores desta terra, na casa do SENHOR vosso Deus, e clamai ao SENHOR.” Joel 1:14 O QUE É? O Culto de Missões é uma estratégia dada por Deus para atingir, de maneira eficaz, os alvos missionários que Ele tem inspirado a toda a Igreja Quadrangular. Sendo assim, a Igreja do Evangelho Quadrangular no Brasil destina o terceiro Domingo de cada mês para Missões e todas as ofertas levantadas nesse dia são canalizadas para Missões, da seguinte forma:  50% para o Conselho Nacional de Diretores  50% para o Conselho Estadual de Diretores IMPORTÂNCIA O Culto de Missões permite que a Igreja local esteja reunida para receber a ministração do Senhor quanto ao seu mandamento: “Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda a criatura” (Mc.16:15) tem sido uma ferramenta em Suas mãos para aumentar, de maneira significativa, a conscientização missionária em Sua noiva e, em especial, para reavivar a visão missionária da Igreja Quadrangular. OBJETIVOS  Permitir a cada membro da igreja local o reconhecimento de qual é o seu papel na obra missionária, seja ela urbana ou transcultural;  Dar oportunidade para a Igreja ser abençoada ao ofertar para missões;  Despertar pessoas para formar uma equipe de missões em cada igreja local;  Despertar pessoas para serem intercessores por missões;
  • 5. Manual para Culto de Missões – Volume 2 5 PASSOS CHAVES PARA O CULTO DE MISSÕES 1º. Converse com o seu Pastor, NÃO FAÇA nada sem o conhecimento e aprovação dele; 2º. Ore intensamente, de forma individual e em grupo, pedindo a Deus sabedoria, e que frutos duradouros sejam produzidos através do culto; 3º. Faça um planejamento do culto com bastante antecedência. COMO FAZER UM CULTO DE MISSÕES? PROGRAMA BÁSICO PARA UM CULTO DE MISSÕES 1) Abertura 1 a 5 minutos 2) Louvor 15 a 30 minutos 3) Oração 10 minutos 4) Informações 5 a 10 minutos 5) Promoção Missionária 5 a 15 minutos 6) Oferta 5 a 10 minutos 7) Mensagem 20 a 40 minutos 8) Encerramento 3 a 10 minutos a. Tempo total mínimo = 64 minutos b. Tempo total máximo = 2h. 10 minutos Informações Importantes O Culto de Missões é estratégico. Por isso, faça do mesmo um tempo especial, onde todas as partes sejam bem elaboradas para atingir o(s) objetivo(s) proposto(s).
  • 6. Manual para Culto de Missões – Volume 2 6 TEMA A equipe de Missões deve definir um tema específico para cada mês. Ele norteará a preparação e o enfoque de todas as áreas que envolvem o Culto e será definido paralelamente ao objetivo. Exemplos de temas: Levando luz às nações, Missões o Grande Desafio, “Ide” Mandamento de Jesus. OBJETIVO Deve-se estabelecer qual(is) objetivo(s) se pretende alcançar com o Culto, a cada mês. Esse(s) objetivo(s) deve(m) ser claro(s) e específico(s), fácil(eis) de ser(em) avaliado(s). Deve(m) surgir a partir do tema e/ou do país alvo, a cada mês. Resultado: Um bom planejamento sempre leva em conta objetivos em três áreas, nas quais deve- se esperar mudanças: o indivíduo em relação a Deus, o indivíduo em relação a si mesmo e o indivíduo em relação à comunidade. VERSÍCULO CHAVE Sempre ligado ao tema, o versículo chave servirá para apresentar à Igreja o tema do mês. Pode ser um só versículo, ou uma seqüência de versículos. Não deve ser muito longo. Não há necessidade de estar ligado à mensagem. PAÍS ALVO É o enfoque que norteará a decoração, as informações e a promoção missionária, podendo ainda influenciar a escolha de hinos para o período louvor, dos motivos de oração e até mesmo dos desafios apresentados no período da oferta. DECORAÇÃO
  • 7. Manual para Culto de Missões – Volume 2 7 É muito importante que no dia do Culto de Missões toda a decoração da Igreja chame a atenção para o tema. Assim, tendo em vista o tema, o objetivo e o país alvo, elabora-se toda a decoração interna e externa da Igreja criando um impacto visual com o objetivo final de envolver a congregação em missões. PARTES DO CULTO RECEPÇÃO Por ser um evento especial no mês, a recepção do Culto de Missões também deve ser diferente e fazer parte de todo o planejamento, visando integração com o tema, os objetivos e o país alvo. Dica: Verifique a possibilidade de colocar na recepção pessoas vestidas com trajes típicos, do país alvo. Também pode ser feita uma saudação na língua daquele país, ou mesmo um ritual de saudação costumeiro àquele país. ABERTURA Existe um ditado popular que diz que a primeira impressão é a que fica. Por isso, é importante planejar uma abertura breve, atrativa e criativa, que, acima de tudo, incentive as pessoas a se envolverem desde o princípio no programa do culto, fazendo-as perceber que é um culto diferente e especial, com objetivo missionário. Compreende: - Saudação inicial ao povo; - Leitura do versículo chave; - Explicação do tema e país alvo; - Uma breve oração. LOUVOR Devemos utilizar o período de louvor para abençoar nações e povos, despertando pessoas para a obra missionária. Faça este período alegre, motivador e inspirativo. Selecione cânticos temáticos para a área de missões. Pode ser intercalado com
  • 8. Manual para Culto de Missões – Volume 2 8 informações missionárias de forma a já estar desafiando a congregação a envolver-se com missões, com o país alvo e seus missionários. Dica: Se possível escolha um dirigente de louvor que tenha visão missionária. Verifique a, possibilidade de todos os integrantes do grupo de louvor estarem vestidos com trajes típicos,do país alvo. INTERCESSÃO A oração é elemento fundamental para o sucesso da obra missionária, pois ela é um confronto de poderes: não é contra a carne e o sangue, mas contra principados e potestades que estamos lutando (Ef.6:12). Também tenha em mente que este período pode ser usado por Deus para ensinar Sua Igreja a orar por missões. Dica: Prepare com antecedência os pedidos de oração e os alvos para intercessão. O Projeto AMAI lança periodicamente boletins de oração, com informações e motivos de oração pelos missionários, entre em contato através do email: amai@ieqmissoes.org.br ou pelo telefone (11) 3226-3142 e faça seu cadastro. O Projeto AMAI tem uma estratégia chamada 15 minutos pelas nações, ela pode ser aplicada antes do culto de Missões. Convide os participantes do culto a chegarem 15 minutos antes para orarem por missões. Damos em seguida algumas orientações: Realizando “QUINZE MINUTOS PELAS NAÇÕES” É um período de 15 minutos para orar pelos 5 grandes alvos do projeto A.M.A.I. 1. Uma Nação 2. Um Povo não Alcançado 3. Um País onde há perseguição contra os cristãos 4. Um Missionário Quadrangular 5. Um Motivo Missionário a nível local, estadual ou nacional PROMOÇÃO MISSIONÁRIA
  • 9. Manual para Culto de Missões – Volume 2 9 Momento de passar informações para levar a Igreja a conhecer a obra de Missões, a realidade dos campos missionários, os missionários e suas vidas. São fundamentais as informações: quem é o missionário, onde se encontra, como é sua família, que projetos está desenvolvendo, quais as necessidades, qual é e como é o povo com o qual trabalha, etc. Quando expomos um assunto, por mais importante que ele seja, não devemos nos prender em uma exposição oral, pois pode tornar-se cansativo para o auditório. Por isso, para promoção de missões, os recursos áudio-visuais são indispensáveis. Coordene a explanação oral com os recursos áudio-visuais. Dica: Aproveite para divulgar os demais espaços que apresentam essas informações, como: stands, sites na Internet, murais e painéis com fotos, cartas e informações. OFERTA Além do apoio em oração, cabe à igreja o sustento financeiro da obra missionária. Devemos estar convictos da importância da contribuição missionária e mostrar isso à Igreja para que todos possam ser abençoados ao dar o melhor para Deus em Missões. Dica: Os envelopes de missões podem ser distribuídos antes do 3º Domingo, fazendo já o trabalho de conscientização. Os membros da Igreja irão contribuir de forma mais significativa quando lhes for mostrado, de forma clara e objetiva, as necessidades de um campo missionário ou de um missionário e sua família. MENSAGEM Para um melhor resultado no Culto de Missões, é necessário que você escolha alguém com visão missionária para trazer a Palavra de Deus e que, de alguma forma, esteja envolvido com missões. É importante que todas as pessoas envolvidas com o culto tenham o coração voltado para as necessidades dos povos e das nações. Dica: Convide, se possível, missionários em férias no Brasil, ou missionários de curto prazo, ou que realizam projetos transculturais e/ou missões urbanas, pastores que sejam líderes de agência missionária, ou diretores de missões a nível regional ou estadual ou nacional ou internacional. Busque orientação e contatos com esses servos de Deus através da S.G.M.
  • 10. Manual para Culto de Missões – Volume 2 10 ENCERRAMENTO Como toda a programação anterior, também o encerramento deve merecer a devida atenção. Encerre o culto de maneira alegre e criativa, estimulando o retorno no próximo mês. LEMBRANÇA As lembrancinhas fazem com que as pessoas lembrem de orar e contribuir para missões, marcando ainda mais a importância da participação de cada uma, fazendo-as sentirem-se parte desse ministério da Igreja. Desenvolva o modelo de lembrança para cada culto, sempre que possível, de acordo, com o objetivo que se buscou atingir, dentro do tema e representando o país alvo. Faça algo, útil, que as pessoas poderão utilizar e/ou ver no seu dia-a-dia. De acordo com o evento desenvolvido no momento de promoção missionária, escolha: Pequeno buquê de flores artificiais Flores artificiais avulsas Globo terrestre em isopor Saquinhos com sementes Cartão com mensagem Marcador de página Calendário de oração Cartão de oração Bandeirinhas Imã de geladeira ANÁLISE E AVALIAÇÃO Tendo em vista a programação planejada e a programação apresentada, reúna-se com a equipe para uma análise e avaliação do culto. Procurem identificar: ► Qual foi o resultado em relação ao tema, ao país alvo e aos objetivos? ► Quais foram os pontos positivos? E os negativos? ► Quais as sugestões para o próximo culto? DICAS
  • 11. Manual para Culto de Missões – Volume 2 11  Envolva os membros da congregação de várias maneiras;  Forme equipes responsáveis para cada setor da programação do Culto de Missões;  Lembre-se que o Culto de Missões é um evento especial que acontece no calendário da igreja local a cada mês, planeje com antecedência.  Programe atividades onde os membros possam ter contato pessoal com missionários ou pessoas com experiência em Missões  Cada vez que fizer um Culto de Missões utilize uma ou duas experiências novas no programa  Ao fazer o planejamento do Culto, leve em consideração cada grupo: homens, mulheres, jovens, adolescentes, juniores, crianças, terceira idade...  Forme uma equipe de intercessão para orar pelo evento: para isso, utilize a estrutura do Projeto A.M.A.I. SUGESTÕES Para mais detalhes das sugestões abaixo, entre em contato com a S.G.M. MATERIAIS Para diversos pontos da programação do Culto de Missões podem ser utilizados inúmeros materiais. Listamos aqui alguns: Fotos, vídeos ou transparências Roupas típicas Música e letra de hinos oficiais (adaptada p/o Evangelho) Cartas e e-mails de missionários Objetos típicos (não evocativos das trevas) Rituais típicos (não evocativos das trevas) Cartazes, pôsteres, cartões postais, faixas e letreiros Palavras, saudações, etc. (na língua do país) Bandeiras, mapas e globo terrestre Estatísticas (confiáveis e atualizadas) Bíblia em diversas versões, Livros, Jornais e Revistas
  • 12. Manual para Culto de Missões – Volume 2 12 Sites da Internet Cartões de intercessão EVENTOS Tanto para a abertura, quanto para o momento de promoção missionária, é comum a utilização de uma das atividades sugeridas abaixo. No entanto, como a programação do Culto de Missões é permeada pela criatividade e permite certa flexibilidade, algumas dessas sugestões podem ser encaixadas também em outros momentos. Coreografias Apresentação teatral Entrada de bandeiras Declamação de textos (bíblicos ou não) Sessão de “cinema missionário” Encenações diversas (momento do chá japonês, cantinho árabe, momento cívico, etc.)
  • 13. Manual para Culto de Missões – Volume 2 13 PROGRAMAÇÕES PARA CULTO DE MISSÕES Os programas aqui apresentados podem ser alterados e adaptados para a realidade de cada igreja local.
  • 14. Manual para Culto de Missões – Volume 2 14 ANGOLA DESPERTA! Tema Ouvi, SENHOR, a tua palavra, e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia. Habacuque 3:2 Versículo Chave PAÍS ALVO Angola é um país multicultural, são faladas aproximadamente 43 línguas maternas além do Português (de Portugal). Os angolanos são apaixonados por futebol, são grandes admiradores dos clubes portugueses e da seleção brasileira. São boas as relações entre Brasil e Angola, inclusive o Brasil foi o primeiro país a reconhecer oficialmente a independência de Angola, justamente em 11 de novembro de 1975, data de sua proclamação. As principais dificuldades são na área de saúde, como a questão da malária, que é a que mais mata hoje em Angola, além da cólera e outras doenças comuns PROGRAMA ABERTURA Leitura do versículo chave e Oração. LOUVOR Músicas voltadas para missões. Indicamos um hino muito cantado nas igrejas Angolanas: KAKULI WALISOKA (assista o vídeo da música no CD-ROM.)
  • 15. Manual para Culto de Missões – Volume 2 15 PROMOÇÃO MISSIONÁRIA Faça a entrada da bandeira de Angola (pode ser confeccionada de TNT) durante a execução do Hino Oficial da Angola. Apresente as fotos dos trabalhos que os missionários realizam nesta nação. Caso não possua aparelho multimídia pode-se apresentar em cartazes ou em transparências no retroprojetor. (Veja modelo da bandeira, letra e música do hino oficial e fotos no CD-ROM.) INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Separe representantes, para, no momento da intercessão, estenderem as mãos sobre a bandeira de Angola e orarem individualmente pelos motivos listados abaixo. Neste primeiro momento de intercessão a igreja ouve e concorda com a oração de cada representante. Para encerrar o período de intercessão, levantem um clamor com toda igreja, pelos nossos missionários. Motivos de Oração: 1. Saúde. Ore para que Deus proteja os missionários de doenças comuns nesta nação, como a malária. 2. Estudos. Peça a Deus graça sobre os filhos dos missionários, pois o sistema de ensino é à distância e precisam de muita disciplina, paciência e sabedoria. 3. Finanças. Angola é considerado o país mais caro do mundo para se viver. Clame ao Senhor para que os missionários tenham graça e sabedoria para administrar as finanças, em meio aos altos custos do país. 4. Familiares no Brasil. Por salvação e libertação. Por saúde física, emocional e espiritual. 5. Projetos. Ore pelos projetos de implantação de grupos familiares e abertura de um Centro de Treinamento Missionário. 6. Vistos. Pela renovação dos vistos para permanência no país. 7. Pelo Ministério: Todos os pastores, pastoras e alguns irmãos líderes potenciais, estão cursando o ITQ no sistema à distância. Orem por sabedoria, dedicação, perseverança e crescimento no conhecimento de Deus e da sua vontade.
  • 16. Manual para Culto de Missões – Volume 2 16 8. Pelos membros: Para que haja crescimento e comprometimento da parte de cada membro das igrejas Quadrangulares em Angola. 9. Pela Nação: Pela reconstrução social e espiritual da nação, pela expansão do Evangelho e abertura de igrejas. OFERTAS Leia o texto de 1 Crônicas 29.9: “E o povo se alegrou porque contribuíram voluntariamente; porque, com coração perfeito, voluntariamente deram ao SENHOR; e também o rei Davi se alegrou com grande alegria”. Ressalte as necessidades financeiras para o desenvolvimento de projetos sociais, educação e saúde no campo missionário e a importância da oferta do terceiro domingo para o avanço de projetos nos países onde trabalhamos. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. ENCERRAMENTO Leia a passagem de Habacuque 3: 2, de uma forma profética: “QUE ANGOLA, SENHOR, OUÇA E TEMA A TUA PALAVRA. AVIVA A TUA OBRA NO MEIO DOS ANOS, NO MEIO DOS ANOS, FAZE-A CONHECIDA EM ANGOLA E NA TUA IRA LEMBRA-TE DA MISERICÓRDIA SOBRE ESTA NAÇÃO E CADA ANGOLANO”. LEMBRANCINHA Confeccione um ímã de geladeira ou um bóton. O material pode ser de E.V.A. ou papel cartaz e papel contato transparente. DECORAÇÃO Utilize a bandeira da Angola para decorar o ambiente, também pode usar globos infláveis de plástico para pendurar próximo do Altar. Se quiser, confeccione globos de isopor.
  • 17. Manual para Culto de Missões – Volume 2 17 ÁSIA CENTRAL SENTINELAS DE DEUS NESTE MUNDO! Tema “Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.” Isaías 62: 6-7 Versículo Chave REGIÃO ALVO Esta região também é conhecida como Turquistão, (exceto o Tadjiquistão, que é um país iraniano), que quer dizer, "terra dos turcos". A história da Ásia Central tem sido determinada principalmente pelo clima e geografia da região. A aridez da região impossibilita a prática da agricultura e a sua distância para o mar a torna muito isolada do comércio. Dos cinco países que constituem a Ásia Central, quatro estão na lista de classificação de países onde há perseguição, do ano de 2011, segundo o ministério Portas Abertas, como segue: Uzbequistão em 9º, Turcomenistão em 15º, Tadjiquistão em 33º e Quirguistão em 46º. PROGRAMA ABERTURA Faça a abertura explicando o tema do culto, leia o versículo chave e ensine a igreja a primeira frase da oração do Pai Nosso em Árabe: “Pai nosso que está no céu, santificado seja o teu nome”. Se preferir passe o vídeo de toda oração, que está no CD- ROM, e em seguida faça a oração do Pai Nosso em Português com a igreja:
  • 18. Manual para Culto de Missões – Volume 2 18 ABA-NA. Abana allazi fi asama wat, li yataqadas ismuk, li ya‟atie malakutuk,a litakun mashia tuk,a kama fi alsama‟i kazalika ala al ard. A‟atinia khubzana kafafa yawmina, wa igfer lana khatayana, kama nahnu naghfer la man akhta‟a elayna, wa la tudkhilna fit a jareeb; laken najjina min ashireer. Amin! PAI NOSSO. Pai nosso que está no céu Satificado seja o teu nome Venha a nós o teu reino Seja feita a tua vontade No céu Bem como na terra. Dá-nos o pão Para a nossa vida hoje Perdoai-nos as nossas ofensas Como nós perdoamos Quem vem contra nós e não nos deixe cair em tentação Mas livra-nos Do mal. Amém! LOUVOR Sugestões de músicas e cifras no CD-ROM. PROMOÇÃO DE MISSÕES Passe o vídeo sobre o crescimento do Islamismo no mundo (CD-ROM), já que na Ásia Central há países onde esta religião impera. Caso não tenha condições, assista ao vídeo com antecedência e passe algumas informações para a igreja. Fale da grande necessidade de se orar pelos islâmicos e que nosso coração não deve odiá-los, mas sim vê-los como ovelhas perdidas que precisam encontrar o verdadeiro pastor: Jesus.
  • 19. Manual para Culto de Missões – Volume 2 19 INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta região no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Escolher cinco crianças para representar os países que fazem parte da região. As crianças devem estar vestidas com uma camiseta branca e colada na frente da camiseta a bandeira com o nome da nação (Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão). Escolha cinco adultos para que cada um ore por um país. Utilize os pedidos de oração abaixo. Encerre o período de oração com um clamor com toda igreja, pelos missionários que estão nesta região. Motivos de Oração:  Tadjiquistão – ore pela economia, que haja restauração, pois sofreu por anos com uma guerra civil; que a população sofrida entenda que há refrigério e esperança em Jesus.  Cazaquistão – ore pelo avanço da pregação do Evangelho nesta nação, para que de fato a liberdade religiosa se estabeleça.  Quirguistão – Ore pelo fortalecimento dos cristãos e para que a igreja cristã cresça e tenha estratégias para ser luz nesta nação.  Turcomenistão – Ore pelos governantes desta nação, que possam ter sabedoria para melhorar as condições de vida da população, que usem seu conhecimento para melhorar a renda da população e também o sistema de ensino.  Uzbequistão – ainda que não haja uma religião de estado, 88% da população é muçulmana, ore para que as pessoas tenham os seus olhos abertos para compreenderem a graça de Deus, o perdão dos pecados e a redenção através de Jesus.
  • 20. Manual para Culto de Missões – Volume 2 20 OFERTA Há uma grande necessidade nesta região, não somente financeira, mas de materiais evangelísticos. Destaque isto e a importância do papel do missionário em cooperar fazendo a tradução de materiais. Mostre como nossa oferta tem um papel fundamental de apoio no sustento do missionário e dos trabalhos que realiza nestes países. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. ENCERRAMENTO No encerramento projete em multimídia ou em transparência no retroprojetor a oração do Pai Nosso em árabe, ore em português com a igreja e depois a desafie para recitar as quatro primeiras frases em árabe: Abana allazi fi asama wat, li yataqadas ismuk, li ya‟atie malakutuk,a litakun mashia tuk,a Pai nosso que está no céu Satificado seja o teu nome Venha a nós o teu reino Seja feita a tua vontade LEMBRANCINHA Confeccione cartões das bandeiras dos países dessas regiões, escreva no verso o versículo chave e o motivo de oração referente ao país. Distribua na saída do culto, ressalte que é um compromisso de oração até o próximo culto de missões. DECORAÇÃO Decore a igreja com as bandeiras dos países que pertencem a Ásia Central. As bandeiras podem ser confeccionadas com TNT, no CD-ROM você encontra as imagens das mesmas.
  • 21. Manual para Culto de Missões – Volume 2 21 ÁSIA ORIENTAL UM CLAMOR DE SALVAÇÃO PARA ÁSIA Tema “Porque Deus ENVIOU o seu filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele.” João 3:17 Versículo Chave REGIÃO ALVO A Ásia Oriental inclui diversas nações: Mongólia, Coréia do Norte e do Sul, Taiwan, China e Japão. Destes países a SGM possui missionários em dois: China, no território de Macau e Japão (culto nº. 12). A população de Macau se constitui em sua grande parte de chineses. Macau é considerada um ponto de encontro e de intercâmbio entre o Ocidente e o Oriente. Possui uma grande diversidade de religiões, como o Budismo, Confucionismo, Taoismo, Catolicismo, Protestantismo, Islamismo e a Fé Bahá'í, que coexistem harmoniosamente. No entanto, a esmagadora maioria da população de Macau é adepta ao Budismo. PROGRAMA ABERTURA Inicie com a saudação abaixo, leia o versículo chave e faça uma oração inicial, clamando a Deus pelo seu agir. 晚安,願你們平安。 (Tradução - Boa noite, paz seja convosco | Pronuncia-se: Wǎnān, , yuàn nǐmen píngān.)
  • 22. Manual para Culto de Missões – Volume 2 22 耶穌愛你! (Tradução - Jesus te ama! | Pronúncia: Yēsū ài nǐ!) Leia o versículo chave e depois pessoas, representando as nações deste continente, deverão entrar ao som de uma música oriental instrumental (sugestão da música do CD- Rom): Obs: Não é necessária a entrada de representantes de todos os países. China Japão Coréia do Sul Coréia do Norte Taiwan Mongólia LOUVOR Sugestões de músicas e cifras no CD-ROM. Sugestão: “Som do céu”, cantora Nívea Soares – CD “Enche-me de Ti” PROMOÇÃO MISSIONÁRIA a) Apresente o PowerPoint disponível no CD-ROM; b) Peça de teatro. DESPERTA IGREJA ACOMODADA (Tempo estimado: cinco minutos) – Autor Desconhecido PERSONAGENS: Homem – vestido de Jeans, tênis e camiseta branca. Mulher (Narrador – opcional – neste caso adaptar explicações) CENÁRIO: Uma poltrona confortável colocada no centro do altar, a sua frente uma mesinha baixa, com um grande saco de pipocas e uma TV (um aparelho ou uma imitação com caixa de papelão e luz ou retroprojetor dentro.) CENA ÚNICA: [Entra o homem conversando com a mulher... muito animados: Voltando do culto...].
  • 23. Manual para Culto de Missões – Volume 2 23 H – O culto foi maravilhoso... Você não sente vontade de ir e pregar o evangelho. Veja tudo o que aprendemos sobre a Ásia Oriental e suas necessidades... Não te dá vontade de orar, de pregar e ofertar... Fazer alguma coisa?! M - É claro que dá! Eu quero no mínimo fazer minha parte aqui... Pregar para os vizinhos, os colegas de trabalho, MINHA FAMÍLIA! Deve ser muito bom não é? H – Muiiiito! O que você acha de irmos agora falar com seu vizinho?! M – Ótima ideia! Só se for agora! Vamos... [Os dois saem apressados, mas a mulher fica um pouco pra trás, e ao passar pela poltrona a mulher senta relaxadamente. O homem percebe sua falta e para, olhando para trás, faz gestos de incompreensão e volta perguntando:] H – O que você esta fazendo? Vamos agora... Vem! M – Claro! Daqui a pouco, só estou descansado as pernas um pouco (coloca as pernas sobre a mesa) - Vou descansar, assistir televisão e já vamos (liga a TV). H – Para com isso... TV? Novela? O seu vizinho precisa de você, eu vou junto, VEM, me ajudar! [Desatenta, a mulher pega um saco de pipoca com olhos fixos na TV e responde:] M – Hã rã. To indo, já vou... Daqui a pouco... Sabe... É que tá tão bom aqui sentada... É tão confortável AQUI!!! H- Saia desse comodismo, levanta! [A mulher boceja distraída]. H - Eu preciso de você... Você é muito importante, vem comigo, vem?! [De repente a mulher começa a rir de algo na TV... Ela já não ouve a voz... Mas ele insiste]. H – Por favor... Vem comigo! [Aflito e com carinho, ele olha pra ela, mas ela não responde, espreguiça, boceja, se encolhe na poltrona e dorme... A LUZ SE APAGA, o homem se dirige a IGREJA presente e apontando pra eles diz:] H – Ouça a voz de Deus que te chama. Você foi escolhido pra falar do Seu amor. SAIA DO SEU COMODISMO... LEVANTE-SE! Não deixe apagar a chama que arde em seu coração... Ou então... (triste, ele vai até a mulher, aponta pra ela, olha pra igreja e diz com firmeza...)... VOCÊ VAI MORRER... CONFORTAVELMENTE... MAS VAI MORRER! (Grita de braços abertos)... DESPERTA IGREJA!!!! (FIM)
  • 24. Manual para Culto de Missões – Volume 2 24 INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA As pessoas caracterizadas irão dirigir orações a partir dos motivos relacionados:  Orem para que o Senhor fortaleça a igreja de Cristo nesta região;  Orem pela saúde dos missionários, em especial das crianças;  Orem por finanças para desenvolver os projetos;  Orem pela Associação Quadrangular que foi aberta em Macau, pelos trabalhos que estão sendo realizados e pelas pessoas que estão sendo alcançadas, pelos futuros projetos e contatos com o governo e outras associações  Orem pela vida espiritual e integridade moral dos missionários.  Orem por compromisso e maturidade dos novos convertidos, em especial os jovens e adolescentes. OFERTAS Lembre a todos a necessidade de ajudarmos na implantação de Projetos Sociais como o realizado em Macau. Leia o texto: Salmos 37:3 que diz: “Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na Terra e verdadeiramente sereis alimentados.” (SUGESTÃO: Todos os que estão com trajes típicos passam recolhendo as ofertas com cestos decorados com miniatura das bandeiras da Ásia oriental). MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
  • 25. Manual para Culto de Missões – Volume 2 25 ENCERRAMENTO Encerre o culto desafiando a igreja a orar por este continente até o próximo culto de missões. LEMBRANCINHA Faça um marca página como o modelo seguinte (confira no CD-Rom): DECORAÇÃO Confeccionar uma cortina de TNT Vermelho e preto para o fundo, para os detalhes faça como prédios e janelas de papel color 7 e dentro dos círculos escreva: PAZ, JESUS – em chinês. Nas laterais coloque as bandeiras da Ásia Oriental, dê destaque para Macau, e sobre cada uma escreva: (Ide) 書館 | Pronúncia: Shūguǎn (Ore) 祈禱 | Pronúncia: Qídǎo (Oferte) 提供 | Pronúncia: Tígōng 耶穌 平 和 平
  • 26. Manual para Culto de Missões – Volume 2 26 BOLÍVIA ESPERANZA PARA BOLÍVIA Tema “He aqui vienen dias, dice Jehová, em que yo confirmaré la buena palabra que he hablado a La casa de Israel y a La casa de Judá”. Jeremías 33:14 Versículo Chave PAÍS ALVO A Bolívia é um dos países da América Latina, possui duas capitais: Sucre (capital constitucional) e La Paz (capital executiva e legislativa). Possui três línguas oficiais: o espanhol, o aimará e o quichuá. Tanto o quichuá quanto o aimará são línguas indígenas pré-colombianas. O quichuá era extensamente falado no Império Inca. Atualmente, é considerado língua oficial em mais dois países além da Bolívia: o Peru e o Equador. Não é sem motivos que duas das línguas mais faladas na Bolívia são indígenas. Cerca de 55% da população é indígena e outros 15% de bolivianos são mestiços. PROGRAMA ABERTURA SAUDAÇÃO: ¡Buenas noches! Que la gracia y la paz de Cristo esté com todos ustedes. Bolivia es un país hermano, estamos a su lado y en el mismo continente. Hoy lo bendiga! (Tradução: Boa noite! Que a graça e a paz de Cristo sejam com todos vocês. A Bolívia é um país irmão, estamos ao seu lado, no mesmo continente. Hoje vamos abençoá-la). Leitura do versículo chave.
  • 27. Manual para Culto de Missões – Volume 2 27 LOUVOR Sugestão de música em Quichuá (música no CD-Rom): Jesusniy Munakuyki Jesusniy Munakuyki, Jesusniy Munakuyki Aguilita jina phawarisaj Ovelita jina phinkirisaj Coro Phinkispa, phinkispa yupaychagaj Ujta muyuspa Kusikusaj Mi Jesús yo te amo Mi Jesús yo te amo, Mi Jesús yo te amo Como lãs águilas volare Como El corderito saltare Coro Saltando, saltando te alabaré Dando uma vuelta me gosaré – Tradução – Meu Jesus eu te amo Meu Jesus eu te amo, meu Jesus eu te amo Como as águias voarei Como cordeiros saltarei Coro Saltando, saltando te louvarei Dando uma volta me alegrarei
  • 28. Manual para Culto de Missões – Volume 2 28 PROMOÇÃO MISSIONÁRIA a) Apresente o vídeo sobre a Base Mundial de Missões da Bolívia, disponível no CD-ROM INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Selecione cinco pessoas, que representarão: BOLÍVIA, FAMÍLIA, IGREJA, INDÍGENAS, PROBLEMAS ESPIRITUAIS. Escreva em um pedaço de cartolina essas palavras e cole nas camisetas das pessoas que convidou, preferencialmente camisetas brancas ou pretas. Coloque cada representante em um lugar estratégico da igreja, para que as pessoas mais próximas possam estender as mãos e orar pelo motivo descrito na camiseta. BOLÍVIA  Ore pelo governo desta nação; que seu presidente ganhe sensibilidade para conduzir a nação e a leve a um nível maior de igualdade e prosperidade;  Ore para que a nação esteja sensível para ouvir a mensagem do Evangelho e que possam compreender de forma clara o plano de salvação. FAMÍLIA  Clame a Deus por restauração do princípio da família, que os homens se levantem como sacerdotes do lar e tenham sabedoria para fortalecer seu lar;  Que as mulheres tenham sabedoria para edificar o seu lar, e que seus filhos sejam benção na vida de toda família. IGREJA  Ore pelo crescimento da igreja Quadrangular na Bolívia;  Ore para que os missionários, que estão na Bolívia, sejam cheios de sabedoria, unção e graça de Deus para realizarem a Sua obra. INDÍGENAS  Peça a Deus para que se levantem mais obreiros para trabalhar com os indígenas;  Para que se levantem pessoas na tradução de materiais na língua nativa; PROBLEMAS ESPIRITUAIS  Ore para que toda a cegueira espiritual caia por terra e que as pessoas envolvidas com toda espécie de feitiçaria, tenham os seus olhos abertos para o verdadeiro sentido do que estão fazendo;  Para que as cadeias, que impedem o povo de avançar no Evangelho, sejam desfeitas.
  • 29. Manual para Culto de Missões – Volume 2 29 OFERTA Destaque os trabalhos que os missionários tem realizado e os esforços da Base Mundial da Bolívia em alcançar esta nação. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. LEMBRANCINHA Faça pequenas bíblias, com a capa preta, escrito na frente “Boa Palavra para Bolívia”, e faça três páginas, uma vermelha, outra amarela e outra verde, e em cada uma delas coloque uma referencia de versículos com promessas de Deus para esta nação. DECORAÇÃO Faça pequenas bandeiras da Bolívia e cole aleatoriamente no encosto das cadeiras ou bancos da igreja. Confeccione também pequenas bíblias com a seguinte frase “Deus confirma a boa palavra sobre a Bolívia”, e cole juntamente com a bandeira. Faça um painel e coloque a bandeira da Bolívia suspensa e o desenho de uma bíblia aberta de tamanho grande com o versículo chave escrito.
  • 30. Manual para Culto de Missões – Volume 2 30 HAITI INTERCESSORES: AGENTES DE MUDANÇA Tema “Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam, porque com seus próprios olhos veem o retorno do Senhor a Sião. Rompei em júbilo, exultai à uma, ó ruínas de Jerusalém; porque o Senhor consolou o seu povo, remiu Jerusalém” Isaías 52: 8-9 Versículo Chave PAÍS ALVO O Haiti (em francês Haïti; no crioulo haitiano Ayiti), oficialmente República do Haiti, é um país do Caribe que ocupa o terço ocidental da ilha Hispaniola (ou Ilha de São Domingos), possuindo uma das duas fronteiras terrestres da região, a fronteira que faz com a República Dominicana, a leste. Além desta fronteira, os territórios mais próximos são as Bahamas e Cuba a noroeste, Turks e Caicos a norte, e Navassa a sudoeste. A capital é Porto Príncipe. O catolicismo romano é a religião do Estado, professada pela maioria da população. Houve várias conversões ao protestantismo sendo agora essa a segunda mais popular religião do país. Muitos haitianos também praticam tradições vodu, sem ver nelas nenhum conflito com a sua fé cristã. PROGRAMA ABERTURA Leitura do versículo chave de forma profética, troque o nome Jerusalém para Haiti e convide a igreja para lerem todos juntos. Oração inicial. “Eis o grito dos teus atalaias! Eles erguem a voz, juntamente exultam, porque com seus próprios olhos veem o retorno do Senhor ao Haiti. Rompei em júbilo, exultai à uma, ó ruínas do Haiti; porque o Senhor consolou o seu povo, remiu o Haiti”
  • 31. Manual para Culto de Missões – Volume 2 31 LOUVOR Músicas voltadas para missões; sugestões das músicas e cifras no CD-ROM. PROMOÇÃO MISSIONÁRIA a) Leitura da carta dos missionários, disponível no CD-ROM. b) Telejornal JG – Jornal Global Personagens Apresentador 1 Apresentador 2 Cenário Caso haja possibilidade providencie uma mesa com duas cadeiras para os apresentadores, porém eles podem apresentar o telejornal em pé. Faça duas fichas com a logo do programa (modelo no CD-ROM) para que os apresentadores segurem durante o programa. Cena única (Dois apresentadores já em cena) APRESENTADOR 1 – Boa noite, o Jornal Global começa agora, trazendo notícias atuais sobre o mundo. APRESENTADOR 2 – O tema de hoje é o Haiti. Sabemos da tragédia ocorrida em 2010, o grande terremoto que devastou essa nação. APRESENTADOR 1 – O Haiti antes do terremoto já era considerado a nação mais pobre do hemisfério ocidental, esta tragédia apenas agravou o problema. APRESENTADOR 2 – As fontes principais de renda são o envio de dinheiro pelos haitianos que estão fora do país e a ajuda internacional. APRESENTADOR 1 – Logo após o terremoto a mídia do mundo inteiro não falava de outra coisa. Mas como anda o Haiti agora, um longo tempo depois da tragédia, onde os olhos do mundo já estão voltados para outros problemas? Veja a reportagem de nossa correspondente. (passe o vídeo “O Haiti um ano depois do terremoto” – CD-ROM)
  • 32. Manual para Culto de Missões – Volume 2 32 APRESENTADOR 2 – Mesmo que as pessoas do mundo inteiro não lembrem das necessidades desta nação, elas continuam a existir! APRESENTADOR 1 – Mas esforços ainda estão sendo feitos. A Igreja Quadrangular brasileira mantém uma Base Mundial de Missões nesta nação, e os missionários enviados para o Haiti estão trabalhando pela reconstrução do país. APRESENTADOR 2 – Vamos acompanhar as imagens do que está sendo feito pelos missionários. (passe o vídeo “IEQ no Haiti” – CD-ROM) APRESENTADOR 1 – Ainda que todas as pessoas do mundo viessem a esquecer deste lugar, Deus jamais esqueceria. APRESENTADOR 2 – Porém todos nós podemos fazer algo por este lugar. Ore por esta nação e pelos missionários que lá estão! Afinal somos agentes de mudança. APRESENTADORES 1 e 2 – Boa Noite. INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Aproveite o final da peça de teatro para levantar um clamor por esta nação. Motivos de Oração:  Ore para que os governantes tenham uma política de reconstrução efetiva, sempre pensando no bem da população;  Ore para que as ajudas internacionais cheguem ao seu destino: a reconstrução do país. E para que a administração destes recursos seja fiel;  Ore pelos trabalhos que a Base Mundial de Missões tem realizado e pelos recursos necessários.  Clame por nossos missionários, por proteção, graça, saúde e que recebam força do Senhor para desempenhar todos os trabalhos necessários.  Que o Senhor restaure os haitianos, que eles percebam o valor que tem e que compreendam o plano de salvação e a necessidade que temos de Deus, em nossas vidas.
  • 33. Manual para Culto de Missões – Volume 2 33 OFERTA Fale sobre a situação econômica no Haiti. A situação de miséria no país está estampada no rosto de cada habitante. Para matar a fome comem até Sapatés  mistura de resto de óleo de cozinha, barro e água. Este tipo de bolacha costuma medir cerca de 12 cm de diâmetro e 1 cm de altura, e é modelada com a ajuda de uma colher, como se vê na foto. Comumente confeccionadas e expostas nas ruas para o consumo parecem ao estrangeiro, num primeiro momento, tratar-se de artesanato popular. O Haiti vive, praticamente desde a sua independência, numa grave crise social, com longos períodos de ditadura, interrompidos, por golpes de estado ou guerras civis. Desde 2004 o Brasil comanda uma missão de paz da ONU no país, mas, efetivas ações e recursos financeiros internacionais ainda não chegaram, de modo a minorar o sofrimento do povo. (Fonte: //www.ceramicanorio.com/miscelanea/curiosidades/curiosidades.htm) MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. ENCERRAMENTO Encerre com o louvor: “Deus sara esta nação” do grupo Comunidade de Nilópolis (cifra no CD-ROM), sugerimos que o hino seja cantado de forma profética, podendo substituir a palavra “nação” ´por Haiti. Exemplo: “Deus sara o Haiti, com o seu poder...” Convide a igreja a cantar com fé e a declarar salvação sobre esta nação. Foto: Eduardo Nicolau (Agência Estado).
  • 34. Manual para Culto de Missões – Volume 2 34 LEMBRANCINHA Utilize os cartões dos missionários que estão nesta nação e confeccione uma capa para os cartões, nesta capa desenhe um muro e escreva o versículo chave, grampeie na frente dos cartões de oração dos missionários. DECORAÇÃO Utilize a bandeira da nação de forma que ela fique em destaque, faça pequenos tijolos para colocar nas paredes da igreja, para que formem um muro e escreva em cima do muro: “Somos escolhidos por Deus para clamar pelo Haiti, como os atalaias em Isaías 62”
  • 35. Manual para Culto de Missões – Volume 2 35 ESPANHA TRABALHANDO PELO DESEJO DE DEUS: SALVAÇÃO PARA ESPANHA! Tema “O qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” I Timóteo 2:4 Versículo Chave PAÍS ALVO A Espanha é o segundo maior país da Europa Ocidental. A língua oficial é o espanhol, mas há outras línguas com o status de co-oficiais, são elas: o catalão, o galego, o basco, o aranês e o valenciano. O galego é uma língua muito próxima do português. A Espanha está em quinto lugar entre as principais economias da Europa, apresentando um PIB que supera 1,4 trilhões de dólares. A constituição espanhola garante a liberdade de culto, sendo assim, as principais religiões praticadas são: catolicismo (predominante), islamismo, protestantismo, mormonismo e Testemunhas de Jeová. Há também muitos ateus e agnósticos. . PROGRAMA ABERTURA: Saudação: Buenas noches! La paz de Cristo sea com vosotros! Leitura do versículo chave em espanhol: “El cual desea que todos los hombres sean salvos y lleguem al conocimiento de la verdad.” I Timoteo 2:4
  • 36. Manual para Culto de Missões – Volume 2 36 LOUVOR: Sugestão: Mí Universo – versão: Jesus Adrian Romero. Escolha músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD-Rom. PROMOÇÃO MISSIONÁRIA a) Apresentação em PowerPoint da Espanha no CD-ROM. b) Peça de teatro. QUEM SERÃO OS SEMEADORES? A peça acontece em forma de parábola. Se inicia com um assalto, um tiro, o assaltado caído no chão. O socorro está bem próximo, mas não age... Duração: aproximadamente 5 minutos. Personagens: Jovem (homem) Jovem (mulher) Médico Ladrão Apresentador da cena Cenário: palco deve representar uma rua, praça ou lugar público, onde os personagens pareçam estar andando. Cena única: O jovem está andando, acompanhado da jovem, quando um ladrão, na tentativa de lhe assaltar, acaba disparando um tiro, que acerta, em cheio, seu peito. O ladrão se apavora e vai embora (correndo). A outra pessoa que o acompanhava, assustada, corre em busca de socorro. Pouco tempo depois, chega com um médico (vestido a caráter, com acessórios), porém, o médico apenas observa o jovem agonizar, sem esboçar nenhuma reação. A jovem acompanhante, apavorada, pede ao médico que preste o socorro, mas ele fica inerte. Enquanto o médico apenas observa, o jovem encena seus últimos momentos de vida (pode se fazer o barulho de um coração parando gradativamente, no microfone). Depois da morte, a cena fica paralisada. Entra o Apresentador: Apresentador - “O jovem acidentado representa o mundo, que necessita de socorro. A companhia representa Jesus, que por muitas vezes nos instrui a levar o socorro espiritual ao mundo que clama. O médico representa a igreja, em sua inatividade. E hoje
  • 37. Manual para Culto de Missões – Volume 2 37 nós temos a chance de mudar este quadro, de ouvir a voz de Deus nos chamando e o clamor do mundo. Faça hoje a diferença onde você está, para o seu vizinho, amigos e colegas. Seja também um intercessor pelas nações, hoje em especial pela Espanha, um país tão carente de Deus!” [Fonte WEB: ATOS DOIS | Gilson Costa Vieira - Líder do Ministério Teatral Ungidos por Deus – Igreja do Nazareno (Sumaré / SP). | Adaptação – Silvia C. Schultz] INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Utilize para o momento de intercessão as bandeiras que serão utilizadas como lembrancinhas, distribua-as no início do culto. Motivos de Oração:  Ore pelo crescimento e expansão da IEQ na Espanha;  Pelo fortalecimento dos missionários e obreiros que estão no campo;  Para que Deus levante recursos para os trabalhos realizados pela igreja;  Para que as pessoas compreendam a essência do Evangelho e vejam a necessidade que seus corações têm de salvação. OFERTA Ressaltar que a oferta missionária ajuda no desenvolvimento de projetos missionários na Espanha e em muitos outros países. Economicamente a Espanha é um país rico, com economia estabilizada, porém a obra de Deus necessita de recursos. A maioria dos países da Europa é resistente ao evangelho, e não se tem recursos abundantes como aqui, em folhetos e materiais evangelísticos. As ofertas de missões além de sustentarem os missionários, possibilitam aos projetos missionários esses recursos e também o envio de materiais para estes países!
  • 38. Manual para Culto de Missões – Volume 2 38 MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. LEMBRANCINHA Confeccione mini bandeiras e utilize um palito (pode ser o palito de espetinho cortado) com cerca de 10 cm para ser a haste. Atrás da bandeira coloque os motivos de oração e a referencia bíblica do culto de missões. DECORAÇÃO Faça grandes alvos nas cores da bandeira e no meio escreva Espanha, ao redor do alvo escreva: Nosso Alvo de Oração! Cole os alvos nas paredes da igreja, ou pode deixá-los pendurados ou suspensos. Utilize também a bandeira para colocar no altar.
  • 39. Manual para Culto de Missões – Volume 2 39 PORTUGAL NAÇÃO ELEITA Tema “Contai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas maravilhas”. I Cr 16.24 Versículo Chave PAÍS ALVO Portugal é conhecido como o “jardim plantado à beira-mar”. É um dos menores países do mundo, mas apresenta por outro lado, grande diversidade culinária em cada província. A maioria da população é Católica Apostólica Romana, mas existe total liberdade religiosa e o Estado é laico. As Festas e Romarias são um traço típico da cultura popular e tradicional do povo português. Estas manifestações, extremamente numerosas e variadas, ocorrem por todo o país durante o ano inteiro. (Fonte: http://pt.shvoong.com/society-and-news/culture/2140287-15-curiosidades-portugal/#ixzz1R5BYFI9l) . PROGRAMA ABERTURA: Comece saudando a igreja e fazendo menção ao país alvo, destacando sua relação de importância para o Brasil, do qual fomos colônia por mais de trezentos anos. Hoje 130 mil brasileiros vivem em Portugal, de acordo com publicação no site da Embaixada de Portugal no Brasil. Leia o texto chave e faça uma breve oração.
  • 40. Manual para Culto de Missões – Volume 2 40 LOUVOR: Cante músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD- ROM. PROMOÇÃO MISSIONÁRIA  Apresentação em PowerPoint (CD-ROM);  Sugestão: utilize a música portuguesa “Pescadores de Almas” (CD-ROM) para que o grupo de coreografia da igreja, ou grupos missionários façam uma apresentação especial. Obs.: As roupas podem ser nas cores da bandeira. INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Separe algumas pessoas para que profetizem palavras e versículos de benção sobre a nação portuguesa. Motivos de Oração:  Ore por proteção e saúde na família dos missionários.  Ore por sabedoria e estratégias de evangelização em Portugal.  Ore para que as cadeias e o engano de outras religiões não venham a ser impedimento para a expansão do Evangelho.  Ore para que os governantes de Portugal possam entregar suas vidas e a direção do País à Jesus Cristo, para que essa nação seja de Cristo.
  • 41. Manual para Culto de Missões – Volume 2 41 OFERTA Lembrar à igreja da importância e da responsabilidade de ofertar, para que o reino de Deus venha a ser expandido. Esclareça que o custo de vida em países da Europa é alto e que os projetos missionários nesta região precisam de muitos recursos. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. ENCERRAMENTO Reapresentem a coreografia, desafie a igreja a acompanhar os passos básicos, unindo-se em louvor e celebração ao nome do Senhor. LEMBRANCINHA Galo de Barcelos, o famoso galo de Portugal, poderá ser confeccionado com EVA, papel cartaz, ou reproduzido e pintado nas cores mostradas na figura. Pode ser confeccionado um marca páginas, para que as pessoas se lembrem de orar por Portugal. DECORAÇÃO Use a bandeira de Portugal para decorar o ambiente. Confeccione azulejos em cartolina pintados para decorar as paredes do ambiente. Durante o culto explique aos participantes a origem dos azulejos. “Al-zuleique” é a palavra árabe que originou o português azulejo e designava a "pequena pedra lisa e polida" usada pelos muçulmanos, no tempo da Idade Média. A forma como usavam os azulejos para decorar chão e paredes agradou à realeza, e por isso, começaram a ser produzidos em Portugal no final do século XV. Ganharam um lugar privilegiado na arquitetura ao longo dos séculos e podemos dizer que Portugal os adotou de forma ímpar, como em nenhum outro país europeu.
  • 42. Manual para Culto de Missões – Volume 2 42 OESTE DA ÁFRICA TODAS AS CIDADES E LUGARES PARA DEUS! Tema “Depois disso designou o Senhor outros setenta, e os enviou adiante de si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir.” Lucas 10:1 Versículo Chave REGIÃO ALVO Oeste da África ou África Ocidental inclui 15 países, como segue: Benim, Burkina Faso, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo. A maioria dos países desta região estão sob a influência da religião islâmica e em alguns casos há perseguição a igreja cristã. O Oeste da África tem países considerados ricos e outros pobres, mas uma das principais atividades da economia dos países é a extração de recursos naturais como ouro, madeira e o plantio de cacau. PROGRAMA ABERTURA Leitura do versículo chave do culto. Fale a frase abaixo em francês e a traduza. Em seguida, cite que houve uma grande influência da França nestas nações, devido a colonização e que vários países desta região falam francês. “ Jésus a envoyé des gens pour vous représenter. Maintenant, nous sommes les représentants de Dieu dans les nations [Jesus enviou pessoas para representá-lo. Agora nós somos representantes de Deus nas nações] ”
  • 43. Manual para Culto de Missões – Volume 2 43 LOUVOR Cante músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD- ROM. PROMOÇÃO MISSIONÁRIA a) Apresentar o vídeo que está no CD-Rom sobre o Senegal, nação que faz parte do Oeste da África. b) Peça de Teatro. IDE Quatro mulheres, sendo que a primeira traz a Bíblia: Valdeiza, Vera, Lena e Neuza. Cena única VALDEIZA – (Sentada, está a ler em silêncio a Bíblia. Depois lê em voz alta) - Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura. (Chegam Vera, Lena, e Neuza) VERA – Que estás a dizer, com tanto entusiasmo que nem nos viste entrar? VALDEIZA – (Dirigindo-se à Vera) Aquele que crer será salvo, mas o que não crer será condenado. VERA – Condenado? VALDEIZA – Sim, condenado. VERA – E Ele não veio buscar e salvar os que se haviam perdido? VALDEIZA – Sim, querida, mas só há salvação por meio da fé e isto não vem de nós, é dom de Deus. Se o homem busca as coisas de Deus, esse O encontrará e terá a salvação. VERA – Ah, sim agora compreendo porque Ele deu a sua vida em resgate de muitos... LENA – E quem levará o Ide de Jesus? VALDEIZA – Quem levará? Disse Jesus: Dai de graça o que de graça recebeste. E o que recebemos nós? TODAS: A Salvação. NEUZA – Então somos nós que levaremos aos perdidos a mensagem de PERDÃO.
  • 44. Manual para Culto de Missões – Volume 2 44 LENA – de AMOR VERA – de ESPERANÇA VALDEIZA – e de CONSOLAÇÃO TODAS: E como sendo a lição Para o amor e a santidade Levemos a salvação Para toda a humanidade. VALDEIZA – Não temos toda sabedoria VERA – Mas levaremos a luz LENA – Pois o amor e a alegria NEUZA – Só quem nos dá é Jesus. Encerrar com a música “Eu Vou” do CD “Profetizando às Nações” da cantora Fernanda Brum. Sugestão: preparar uma coreografia para apresentar neste período. Fonte: Do livro Primícias do Meu Jardim (poesias e representações). Eliúde Marques / www.teatrocristao.net INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Aproveite a decoração para o momento da intercessão, com as bandeiras dos países que fazem parte desta região. Como as bandeiras e as palavras chaves para intercessão já estarão dispostas pela igreja, peça para todos estenderem as mãos em direção às bandeiras e levantem juntos, um clamor. OFERTA O vídeo “Outro Lado da Moeda” é uma boa opção para passar antes do momento da oferta. Este se encontra no CD-ROM, na pasta do Oeste da África.
  • 45. Manual para Culto de Missões – Volume 2 45 MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. ENCERRAMENTO Encerre o culto de maneira animada, falando em francês e depois fazendo a tradução. „„Dieu vous bénisse tous! N'oubliez pas de prier pour l'Afrique!‟‟ Deus abençoe a todos! Lembre-se de orar pela África! LEMBRANCINHA Utilize os cartões de oração dos nossos missionários que estão nesta região. Explique sobre o compromisso de oração que a pessoa está assumindo quando leva o cartão de intercessão. DECORAÇÃO No CD-Rom você encontra as bandeiras de cada país, confeccione várias bandeiras com um tamanho razoável, leve em conta o espaço que tem para decorar a igreja e depois cole as seguintes palavras para serem usadas no período de intercessão: QUEBRANTAMENTO PAZ SALVAÇÃO RESTAURAÇÃO FAMÍLIA JOVENS IGREJA CRISTÃ  OBS.: Busque em Deus palavras chaves que podem ser acrescentadas para oração.
  • 46. Manual para Culto de Missões – Volume 2 46 MOÇAMBIQUE SEMEANDO NAS NAÇÕES Tema “Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará sem dúvida com alegria, trazendo consigo os seus molhos.” Salmos 126:6 Versículo Chave PAÍS ALVO Moçambique é um país da África Austral, sua capital é Maputo e 37% da sua população é urbana. A língua oficial é o português, porém são faladas mais de 43 línguas e dialetos e destas, 41 são “batu”, ou seja, línguas nacionais. Nos tempos difíceis quando falta comida ou dinheiro, especialmente na estação seca, as pessoas comem a xima (receita com mandioca) sem molho, ou então, um pequeno pedaço de peixe seco é cortado e assado ao fogo e, à medida que o peixe vai cozendo, as pessoas sentam-se à volta da fogueira e comem a xima enquanto o aroma do peixe assado se espalha pelo ar. PROGRAMA ABERTURA Leitura do versículo chave e oração. Entrada da Bandeira de Moçambique, ao som do hino instrumental (CD-Rom). Sugestão: a pessoa que vai fazer a entrada da bandeira pode estar caracterizada com roupas típicas. Segue abaixo modelos das cores e estilos de tecidos usados em Moçambique.
  • 47. Manual para Culto de Missões – Volume 2 47 LOUVOR: Cante músicas voltadas para missões, veja sugestões de músicas e cifras no CD- ROM. PROMOÇÃO DE MISSÕES Peça de Teatro CHAMADO O desafio de um CHAMADO Missionário; Na peça começam os próprios irmãos a “jogar água” no “fogo missionário” que começa a despertar no coração do personagem principal. Não satisfeito com seus emissários da igreja, o diabo vai pessoalmente ao quarto do jovem que recebeu o chamado. Personagens: Pastor | Personagem Principal | Cristão 1 | Cristão 2 | Pai | Personagem representando o diabo Cena 1 Final do Culto. Pastor: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28: 19). (fecha a bíblia). Irmãos, Deus nos chama para pregar o evangelho, e hoje, Ele está chamando a ti. Oremos: Pai, toca no coração daqueles que Tu tens chamado, para que venham cumprir a Tua vontade e pregar a Tua palavra, abençoa a todos nós, no nome de Jesus Cristo. Amém. Todos: Amém. (Pastor sai, entra P. Principal, Cristão 1 e Cristão 2, conversando ao final do culto) P. PRINCIPAL: Cara imagina viver pra pregar a Palavra de Deus. Cristão 1: Ah! Deixa disso, o pastor viaja nessas histórias de pregar o Evangelho, ninguém acredita mais, hoje em dia, é só pra gente pagar mico e ficarem rindo da nossa cara. Cristão 2: É verdade, eu já tentei, mas não consigo convencer ninguém. Cristão 1: Eu tô na igreja e tô bem, o pessoal é curioso, eles vão aparecer aqui pra ver como é que é, eu não preciso falar nada. Cristão 2: É mesmo. (olha para P. Principal): Se Deus quiser que você pregue, Ele vai te dar um chamado especial. Bom, mas agora eu tenho que ir, tchau, até mais. P. PRINCIPAL: É, eu também, beleza, até mais. Cena 2 (P. Principal vai para casa. Chegando lá encontra seu pai no sofá com uma garrafa de cerveja na mão. O pai fala com um tom de embriaguez.) Pai: Onde você estava? P. PRINCIPAL: Na igreja pai, eu tinha te falado.
  • 48. Manual para Culto de Missões – Volume 2 48 Pai: Não é possível, eu já te falei para você parar de ser idiota e cair na conversa desses pastores. P. PRINCIPAL: Mas pai... Pai (altera a voz e fala bravo): Mas nada, e nem vem me falar desse tal de Jesus! Você sabe que eu não acredito nessas coisas, e vai agora para o seu quarto que amanhã nós vamos ter uma conversa séria sobre essa tal igreja. P. PRINCIPAL (com mansidão): Tá bom pai, boa noite. (Pai sai de cena.) Cena 3 (P. Principal vai até quarto) P. PRINCIPAL: meus amigos estão certos, não adianta, eu não consigo nem falar com meu pai, vou conseguir falar com gente que eu nem conheço? Que bobagem eu tinha pensado... Isso não é pra mim. (P. Principal liga a televisão no noticiário.) TV: Hoje na África morreram 250 pessoas numa guerra que parece não ter fim, entre eles 122 eram crianças. No Brasil, tivemos um fim trágico em um assalto a uma loja de conveniências onde estavam mantidos cinco reféns desde ontem. A polícia invadiu o local, mas numa ação de desespero o delinquente atirou contra as pessoas, três morreram e duas estão hospitalizadas em estado grave. A polícia disparou contra o ladrão que morreu com dois tiros no rosto. Mas o dia não foi só de tragédias, no Tibete hoje começa uma grande festa, dizem ter achado a nova reencarnação de Buda... (P. Principal desliga a televisão) P. PRINCIPAL: Aonde esse mundo vai parar? Se essas pessoas conhecessem a Deus, as coisas não seriam assim. Se pelo menos existisse alguém disposto a falar, alguém que tivesse a oportunidade. (começa a orar.) Senhor, como eu queria pregar o Evangelho, como eu queria levar a Tua Palavra àqueles que não conhecem, mas parece impossível. (Surge o Diabo.) DIABO: É, não tem jeito mesmo, pode esquecer. P. PRINCIPAL: Senhor, eu acredito no Teu poder, e Te peço que Tu me uses. (se sente perturbado, coloca as mãos na cabeça ao ouvir, em pensamento, o que o diabo fala.) DIABO: Fala sério, que usar o quê, olha para o teu pai, tá perdido, tu não consegue convencer nem ele. P. PRINCIPAL: Não sou eu quem convence, é o Espírito Santo. DIABO: Ah! O crente lê a Bíblia?! Tá bom, está escrito: “Honra teu pai e tua mãe” (Ex 20: 12). Ora, teu pai não quer te ver na igreja, vai desobedecer a ele? P. PRINCIPAL: Jesus disse: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim” (Mt 10: 37) e também está escrito “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua casa” (At 16: 31). DIABO: Mas como tu vais pregar, quem te dará o que comer, o que beber e o que vestir? Ele disse: “Do suor do rosto comerás o teu pão” (Gn 3: 19). P. PRINCIPAL: Cristo também disse: “Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6: 33*), Ele falou: “Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede” (Jo
  • 49. Manual para Culto de Missões – Volume 2 49 6: 35), e a “Minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar sua obra” (Jo 4: 34). DIABO: Tu nunca saiste da tua casa pra pregar nem para o teu vizinho, tu nem sabes o que falar e eles, vão rir da tua cara. P. PRINCIPAL: Jesus disse: “Eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir, nem contradizer todos quantos se vos opuserem” (Lc 21: 15) e também falou: “Não cuideis em como ou o que haveis de falar, porque, naquela hora vos será concedido o que haveis de dizer, visto que não sois vós os que falais, mas o Espírito de vosso Pai é quem fala em vós” (Mt 10: 19,20) , e eu “Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” (Rm 1: 16). DIABO: Pra que se humilhar desse jeito, Ele já se humilhou naquela cruz, tu não precisas fazer isso. P. PRINCIPAL: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me” (Mt 16: 24). DIABO: Você nem sabe se é isso que Ele quer pra sua vida, não seja precipitado, espera Ele te chamar. P. PRINCIPAL: Ele me chamou, porque Jesus me disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16: 15). DIABO (alterado fala bravo.): Não! Tu não vais sair porque eu vou te atribular, se tu tentares eu vou destruir, eu vou acabar com tua vida! Mas afinal, Tu morrerias por teu Deus? P. PRINCIPAL: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma” (Mt 10: 28), “Quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á” (Mt 16: 25). DIABO: Tolo, não tens medo do mundo e de mim! P. PRINCIPAL: Está escrito: “Maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (1Jo 4: 4), e “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm 8: 31) e também foi dito: “Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4: 7). Saí satanás no Nome Santo de Jesus. (O diabo foge em desespero e P. PRINCIPAL continua sua oração.) P. PRINCIPAL: Meu Deus, se é o que Tu queres pra minha vida, estou disposto a viver por Ti, me dirige. Cena 4 (No outro dia, P. Principal acorda disposto a falar com seu pai. Mas chega na sala e seu pai é quem fala). Pai: Filho, eu quero pedir desculpas por ontem, eu estava meio alterado e... P. PRINCIPAL: Pai, tudo bem, não importa, eu te amo. (Pai e filho se abraçam) Pai: Filho, apesar de tudo que eu sempre fiz e falei depois que você se converteu, você ainda assim me ama e me responde como se nada tivesse acontecido. Filho, a tua vida agora é realmente diferente, me fala desse Jesus, eu também preciso mudar, eu também preciso Dele. P. PRINCIPAL: Pai, vem comigo.
  • 50. Manual para Culto de Missões – Volume 2 50 (P. Principal e seu pai saem conversando até a igreja. Falam com o pastor e eles oram juntos.) Cena 5 (Passa-se algum tempo. Na igreja estão Cristão 1 e Cristão 2 conversando.) Cristão 1: Ficou sabendo, o P. Principal vai sair em missões, vai pregar o Evangelho, não é que saiu um missionário daqui mesmo. Cristão 2: Eu falei com ele, e sabe, hoje eu sei que eu estava enganado quando conversamos aquela vez. Deus não precisa nos dar um chamado especial, Ele chamou a todos nós, nós só temos que aceitar e fazer a Sua vontade. Cristão 1: É, você está certo. (Chega P. Principal) P. PRINCIPAL: É isso aí pessoal, estou partindo. Deus abençoe vocês, e nunca deixem de pregar a Palavra a quem vocês puderem. Orem por mim e pela missão, porque “A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande mais trabalhadores” (Mt 9: 37,38). (Cristão 1 e Cristão 2 abraçam P. Principal ) Cristão 1: Vai com Deus, e pode ter certeza que Ele tá contigo. (Cristão 1 e Cristão 2 saem (começa a tocar musica “O Chamado” – Banda Quatro por Um), P. Principal começa arrumar uma mochila que está em cima de uma cadeira, coloca nela algumas bíblias e outras coisas. No refrão da música o pastor e seu pai o chamam da porta da igreja, P. Principal coloca a mochila nas costas, olha para ao redor da igreja e vai até eles, as luzes se apagam e a música aos poucos termina. Fim da peça, porque a nossa missão está apenas começando! Citações bíblicas da versão Almeida Revista e Atualizada (exceto quando especificado) *Almeida Revista e Corrigida | Peça montada pela 1ª Igreja Batista em Rosário do Sul - RS INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO Confeccione um painel em formato de árvore que fique do tamanho do púlpito, fixe- o de modo que toda igreja possa ver. Na frente da árvore coloque um cesto, e no começo do culto distribua papéis em branco com formato de sementes. Pode ser para toda igreja, ou para algumas pessoas em especial. No momento da intercessão peça para que escrevam palavras de benção e as levem até o cesto como símbolo de semeadura. Depois levante um clamor com toda igreja.
  • 51. Manual para Culto de Missões – Volume 2 51 Motivos de Oração:  Orem para a implantação de novos módulos da Escola Bíblica, visando a formação da liderança nacional.  Orem para que os pastores de Moçambique assimilem verdades bíblicas que eram difíceis para eles, compreender e que estas verdades se tornem parte da vida deles e de suas igrejas!  Orem para que haja mantimento para as famílias.  Orem por fortalecimento físico, mental e espiritual de nossos missionários, que haja renovo e avivamento em seus ministérios e que possam vencer todos os desafios. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. OFERTA “Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria” Salmo 126:5 - Comente: Vale a pena semear no campo frutífero de Deus, quando plantamos em seu reino temos sempre colheita abundante... São almas ganhas e prosperidade em nossas vidas, pois Deus é fiel! - Coloque a bandeira de Moçambique no chão do altar, a mulher com trajes típicos ficará na frente ao lado da bandeira. Sugestão: as ofertas poderão ser colocadas sobre a bandeira. VALE A PENA CONHECER A ECONOMIA DE MOÇAMBIQUE Cerca de 45 % do território moçambicano tem potencial para agricultura, porém 80 % dela é de subsistência. A reconstrução da economia (após o fim da guerra civil em 1992, e das cheias de 2000) é dificultada pela existência de minas terrestres não desativadas.. O país é membro da União Africana e também pratica extração de madeira das florestas nativas. O maior potencial econômico de Moçambique é o turismo.
  • 52. Manual para Culto de Missões – Volume 2 52 LEMBRANCINHA Marca páginas – imprima em papel foto ou papel vergê. DECORAÇÃO Pendure tiras de papel crepom nas cores da bandeira em todo o teto do templo, ou apenas no altar. No centro do altar entre as tiras coloque a bandeira de Moçambique e nas laterais do templo coloque frases de incentivo ao trabalho de missões.  Orem para a implantação de novos módulos da Escola Bíblica, visando a formação da liderança nacional.  Orem para que os pastores de Moçambique assimilem verdades bíblicas que eram difíceis para eles compreenderem e que estas verdades se tornem parte da vida deles e de suas igrejas!  Orem para que haja mantimento para as famílias.  Orem por fortalecimento físico, mental e espiritual de nossos missionários, que haja renovo e avivamento em seus ministérios, e que possam vencer todos os desafios.  Orem pela sua saúde e de seus familiares.
  • 53. Manual para Culto de Missões – Volume 2 53 PARAGUAI ENCIENDE UMA LUZ Tema “Será como la luz de la mañana , como el resplandor del sol en una mañana sin nubes, como la lluvia que hace brotar la hierba de la tierra.” II Samuel 23:4 Versículo Chave PAÍS ALVO Sua capital, Assunção, chamada de “Mãe das Cidades” era o ponto de partida de onde os espanhóis saiam em busca de outras terras e para fundar novos povoados. Embora esteja entre as nações menos desenvolvidas do continente, o Paraguai é rico em atrações culturais, históricas e, especialmente, naturais. É o único país do mundo que tem emblemas diferentes nas duas faces da bandeira. De um lado, uma estrela amarela de cinco pontas e do outro o Selo do Tesouro do Paraguai. São duas as línguas oficiais; o espanhol e o guarani. (Fonte: http://pt.shvoong.com/society-and-news/culture/2166123-15-curiosidades-paraguai/#ixzz1R6G8WouD) PROGRAMA ABERTURA Leitura do versículo chave e oração. Faça a entrada da bandeira da seguinte forma: utilize a música “Enciende una luz” – Marcos Witt – Álbum: Antologia, para que entre uma pessoa com uma vela acesa e atrás dela uma pessoa com a bandeira do Paraguai. OBS.: Se preferir pode pedir para o grupo de louvor tocar e cantar a música, a cifra está no CD-ROM.
  • 54. Manual para Culto de Missões – Volume 2 54 LOUVOR Cante músicas voltadas para missões, veja cifras e letras no CD-ROM. PROMOÇÃO DE MISSÕES a) Vídeo sobre os trabalhos missionário realizado no Paraguai (CD-ROM). b) Peça de teatro. O POVO DA CAVERNA Teatro baseado no livro de: Max Lucado - Ouvindo Deus na tormenta.CPAD, 2005. Há muito tempo, havia uma tribo numa escura e muito fria caverna. Eles lamentavam-se fortemente. Era tudo o que eles faziam, era tudo o que sabiam fazer. A esperança era algo muito estranho e desconhecido para eles e no meio da escuridão viram, a figura de um estranho... Personagens Jesus | Mulher | Personagem 1 | Personagem 2 | Personagem 3 | Personagem 4 | Personagem 5 (A cena acontece num lugar com as luzes desligadas, de noite. As personagens podem ser mais do que 5, umas 15 pessoas, vestidas de preto e gritando e uivando, chorando em voz alta, ouvem-se gritos de desespero, até a voz de Jesus aparecer e causar medo, por ser diferente do que conhecem) LOCUTOR: Há muito tempo, havia uma tribo numa escura e muito fria caverna. Os habitantes da caverna se encolhiam e se abraçavam gritando em alta voz por causa do frio. Lamentavam-se fortemente. Era tudo o que eles faziam, era tudo o que sabiam fazer. Os barulhos na caverna eram fúnebres, mas as pessoas não sabiam, por que nunca tinham conhecido a alegria. O espírito na caverna era de morte, mas as pessoas não sabiam, porque nunca tinham conhecido a vida. Mas de repente, um dia, escutaram uma voz diferente. JESUS: Tenho ouvido os seus lamentos. Tenho sentido o frio que vocês sentem e tenho visto a escuridão em que vocês se encontram. Eu vim para ajudá-los.
  • 55. Manual para Culto de Missões – Volume 2 55 LOCUTOR: As pessoas na caverna se calaram. Nunca antes tinham ouvido essa voz. A esperança era algo muito estranho e desconhecido para eles. PERSONAGEM 1: Como podemos saber se é verdade que Você veio para nos ajudar? JESUS: Confiem em mim. Eu tenho o que vocês necessitam. LOCUTOR: As pessoas da caverna viram através da escuridão, a figura de um estranho. Ele estava abaixado empilhando alguma coisa no chão. PERSONAGEM 2: O quê você está fazendo? PERSONAGEM 3: Você é surdo? Perguntamos o que está fazendo? PERSONAGEM 4: Responda! (pode até empurrar levemente o ombro de Jesus) JESUS: Eu tenho o que vocês precisam. LOCUTOR: Tendo dito isto, virou olhando para o montinho que estava aos seus pés e o acendeu. A madeira ardeu, surgindo chamas e a luz inundou a caverna. As pessoas se encheram de pavor. (o fogo pode ser aceso numa lamparina ou candeia, escondido no meio de pedras, quando o fogo acender, todos devem gritar, cobrir o rosto com as mãos) PERSONAGEM 5: Tire isso! Machuca os nossos olhos! JESUS: A luz sempre fere antes de ajudar. Aproximem-se. Logo passará a dor. PERSONAGEM 4: Eu não! PERSONAGEM 2: Nem eu! Você ficou louco? (fala com agressividade) PERSONAGEM 3: Somente um tolo poderia arriscar-se expondo seus olhos a uma luz dessas! (gritando e sem olhar para fogo) JESUS: Vocês preferem a escuridão? Preferem morrer de frio? Não tenham medo, deem um passo de fé! (Faz um silencio e depois diz) Aqui está muito agradável! (colocando as mãos em cima do fogo como para se esquentar) (Depois de uns minutos timidamente uma mulher se aproxima por trás de Jesus e disse) MULHER (emocionada): É verdade! Estou me esquentando! Já posso abrir os meus olhos! Posso ver!! JESUS (de forma amorosa): Aproxime-se mais!
  • 56. Manual para Culto de Missões – Volume 2 56 MULHER: É tão agradável! (agora também esquentando as mãos no fogo, do lado de Jesus). Venham todos! Sintam este maravilhoso calor! Já não tenho mais frio!!! (convidando com entusiasmo) PERSONAGEM 1: Silencio mulher! Você quer nos levar junto na sua loucura? Deixe-nos em paz e vá embora e leve essa luz! MULHER (olhando para Jesus): Porque eles não querem vir? JESUS: Porque escolheram o frio, ainda que seja insuportável é o único que eles conhecem. Eles preferem morrer de frio e na escuridão, do que mudar! MULHER (surpresa): Eles preferem morrer na escuridão? JESUS (semblante triste): Lamentavelmente sim! LOCUTOR: A mulher que agora desfrutava do calor guardou silencio. Olhou para a escuridão e depois olhou para o homem que acendeu o fogo. JESUS: Você vai sair de perto do fogo? MULHER (pensativa, demora uns segundos para responder): Não... Não posso. Não posso nem imaginar a ideia de voltar para as trevas àquele frio mortal mas... (demora uns segundos) mas também não posso suportar o pensamento de que meu povo morra na escuridão. JESUS: Você não precisa aceitar isso!. (fala com entusiasmo, e se abaixa e pega um tocha embebida em algum combustível e a acende na lamparina e entrega a mulher dizendo com firmeza...) Pegue, leve isto ao seu povo. Diga para eles a verdade sobre a luz. Fale do reino da luz, pregue, insista, não se desanime. Diga-lhes que a luz é para todos o que a receberem de coração! Vá, eu a envio! (A mulher pega a tocha e se dirige ao povo e começa a tocar a música “Acende uma luz” na medida que ela vai convence alguns,estes a ajudam a convencer outros. Alguns rejeitam mas muitos recebem salvação. Na medida que são alcançados colocam becas na cor branca como sinal de salvação) O Pastor ou líder faz um apelo para missões ou para a igreja se envolver em ganhar almas. Teatro baseado no livro de: Max Lucado - Ouvindo Deus na tormenta. CPAD, 2005. Adaptado por: Pastora Gabriela de Fiúza - Ministério Boa Semente. Fonte do texto: Monte Sião Online – www.montesiao.pro.br
  • 57. Manual para Culto de Missões – Volume 2 57 INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Para o período de intercessão fale brevemente sobre o Paraguai, e enquanto são apresentadas as informações, faça a simulação de um carteiro chegando para entregar uma carta do Paraguai. No CD-ROM temos as cartas dos missionários, escolha duas e faça a leitura e após, levante um clamor com a igreja, pelos missionários e pela nação. OFERTA O Paraguai apesar de ser considerado um país pobre, está experimentando a maior expansão econômica da região e a mais alta da América Latina, com uma perspectiva histórica de crescimento do PIB de 9%, podendo chegar a 13% para o final do ano. Quase a metade da população do país vive da agricultura e da agroindústria. Estes produtos produzidos pelo Paraguai são mais baratos do que os dos seus vizinhos, visto que, nas regiões de fronteira há um intenso contrabando. Procure utilizar o envelope específico para oferta de missões. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários. ENCERRAMENTO Para o encerramento faça menção das relações entre Brasil e Paraguai e da importância de orarmos por este país. Peça para um grupo missionário da igreja, ou o grupo de coreografia para apresentar uma dança com a música utilizada para a abertura, “Enciende una luz” – Marcos Witt – Álbum: Antologia. Ao final da música a equipe de dança faz a saída com a bandeira do Paraguai e do Brasil.
  • 58. Manual para Culto de Missões – Volume 2 58 LEMBRANCINHA Confeccione um marca página em formato de vela, nas cores da bandeira do Paraguai, escreva o versículo chave e coloque motivos de oração. DECORAÇÃO Faça velas para distribuir pelas paredes da igreja e entre elas escreva o tema: Acenda a luz de Jesus no Paraguai, ore! Coloque também para cada fileira de cadeira ou de bancos um envelope no começo e no final da fila, e dentro do envelope coloque os cartões dos missionários que estão nesta nação, você consegue os cartões com a SGM.
  • 59. Manual para Culto de Missões – Volume 2 59 TIMOR LESTE O PESO DA ORAÇÃO DOS JUSTOS! Tema “Peso e balança justos pertencem ao Senhor” Provérbios 16:11a Versículo Chave PÁIS ALVO No Timor Leste as pessoas são muito acolhedoras, sempre com um sorriso, às vezes com insegurança, marca de uma geração que sofreu por mais de 25 anos. O timorense nos ensina a dar BOM DIA, BOA TARDE e BOA NOITE independente de conhecermos ou não as pessoas. A imensa diversidade de idiomas e dialetos em um país do tamanho do Timor, causa alguns entraves. Basicamente, 90% da população fala o tétum, 80% bahasa indonésio, 5% o português, e 3% inglês. A 2a maior cidade do Timor, Baucau, é extremamente diferente de Dili, a capital, que conta com padarias, super mercados, táxis, água gelada para comprar nas ruas, postos de gasolina, restaurantes, diversos locais de acesso a internet, e um comércio diversificado. Baucau por sua vez, não tem nada disso, já Dili é a 8a capital mais cara da Ásia, lembrando que o Timor é um dos países mais pobres do mundo! PROGRAMA ABERTURA Estratégia: Desafie, uma semana antes do culto de missões, a igreja a levantar alimentos para levar no terceiro domingo. Não exponha o propósito de forma clara, apenas fale sobre ajuda humanitária. Aproveite os alimentos para a decoração. Explique que a justiça é parte do caráter de DEUS, fale sobre o tema do culto, agradeça aqueles que doaram alimentos e que no final do culto serão dadas mais informações do destino dos alimentos e que eles serão usados no teatro.
  • 60. Manual para Culto de Missões – Volume 2 60 LOUVOR Sugestão: “BEM AVENTURADO” – Cantora Aline Barros, CD “Som de Adoradores”. Cante músicas voltadas para missões, veja cifras e letras no CD-ROM. PROMOÇÃO DE MISSÕES a) Apresente o vídeo com informações sobre o Timor Leste disponível no CD-ROM. b) Peça de teatro; A BALANÇA (Autor Desconhecido) A Balança enganosa é abominação para o Senhor; mas o peso do justo é seu prazer. Provérbios 11:1 Personagens: Comerciante (Dono da mercearia) Compradora (Cliente) Mulher e seu filho (Necessitados) Cenário: Mercadinho com mercadorias e uma balança de dois pratos. Cena Única (O comerciante ao lado da balança e do caixa e a cliente fazendo compras dentro do mercado, quando entra a mulher com roupas simples – simbolizando o povo do Timor Leste – com a criança de mãos dadas, vão em direção ao comerciante no caixa) MULHER (fala humilde): Moço... o senhor pode me ajudar, meu marido está desempregado, eu e meus filhos estamos com fome e não temos o que comer, estamos passando por um momento difícil. COMERCIANTE: Não posso ajudar... MULHER: Eu prometo que assim que meu marido arrumar um serviço nós iremos lhe pagar. COMERCIANTE (rindo): Quando arrumar serviço... eu conheço bem essa gente, não posso ajudar. CLIENTE (observando a cena fica indignada com o comerciante): Por que o senhor não pode ajudá-la, vai lhe fazer falta?
  • 61. Manual para Culto de Missões – Volume 2 61 COMERCIANTE: Porque não posso ajudá-la, senhora! CLIENTE (olhando para a mulher): Pode comprar que eu vou pagar. COMERCIANTE (querendo humilhar a mulher, pega um pedaço de papel em branco e uma caneta para fazer uma proposta): Escreva aqui o seu pedido e eu coloco no prato da balança, o que pesar o seu pedido eu coloco de alimentos no outro prato da balança. (A mulher respira fundo, pega o papel e escreve o seu pedido. O comerciante pega o pedido e coloca o prato na balança, e o pedido alcança o peso máximo, ele fica assustado) COMERCIANTE: Como pode?!?!? CLIENTE: Agora cumpra o que você disse e coloque os alimentos no outro prato. (Comerciante começa a colocar os alimentos) CLIENTE: Vamos, coloque mais... COMERCIANTE (a contra gosto): Pode pegar é tudo seu. (Mulher pega os alimentos rápido e sai com o filho e as sacolas de compras. O comerciante intrigado e sem saber direito o que aconteceu, decide ler o que está escrito no papel. A mulher que saiu de cena faz a leitura do que estava escrito no papel em um microfone, enquanto o comerciante está lendo. Sugerimos uma música para fundo neste momento) MULHER (Somente voz): Pai, o Senhor conhece todas as minhas necessidades e eu as estou entregando em Suas mãos. O COMERCIANTE E A COMPRADORA (leem o final do bilhete juntos): Só o Senhor sabe o peso de uma oração! OBJETIVO: Passar a mensagem de que muito mais que alimentos, apesar do povo do Timor Leste passar por dificuldades o maior alimento para eles são nossas orações pois só Deus sabe o peso de uma oração! INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Consulte informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA
  • 62. Manual para Culto de Missões – Volume 2 62 Aproveite a mensagem da peça teatral, coloque a música “O poder da Oração” – cantora Alda Célia, CD “Explosão de Louvor”. Fale sobre confiar no peso de nossa oração e que nossas orações tem poder e peso diante de Deus. Levante um clamor com a igreja. Motivos de oração:  Ore pela paz entre grupos políticos e extremistas;  Ore para que os governantes tenham uma política voltada para as necessidades da população;  Ore por nossa missionária na nação, que ela receba graça do Senhor e estratégias para alcançar este povo;  Clame a Deus para que todas as barreiras que impedem as pessoas de compreender o plano de salvação, caiam por terra;  Peça ao Senhor pelo fortalecimento da igreja, pelos trabalhos que estão sendo desenvolvidos e pelo discipulado de líderes;  Rogue pelo desenvolvimento econômico do país; que o Senhor levante pessoas para aumentar o emprego e pela melhora das condições econômicas do povo. OFERTA Destaque a situação econômica do país e a importância da oferta do 3º Domingo para o desenvolvimento dos projetos missionários da IEQ. O Timor Leste é o segundo país mais pobre do mundo, e tem o 3º serviço mais caro do mundo em telefonia celular. Os preços são descomunais, uma cebola custa em média U$D 0,50, ou seja R$ 1,15. Porém é possível encontrar um par de sandálias pelos mesmos U$D 0,50. Também é muito comum ver pessoas, geralmente mulheres, no fim da tarde carregando lenha para fazer o jantar. No Timor, fogão e geladeira são artigos de luxo, é raro encontrá-los na casa das famílias timorenses. MENSAGEM Consulte o CD-ROM, se desejar, há esboços para mensagens com temas missionários.
  • 63. Manual para Culto de Missões – Volume 2 63 ENCERRAMENTO Encerre o culto de forma alegre e fale à igreja o nome da organização que receberá a doação de alimentos. Tire fotos da entrega dos alimentos e no próximo culto faça uma exposição destas fotos. LEMBRANCINHA Faça pequenos cartões, ou imã de geladeira com a imagem da balança e com a frase: “Só Deus conhece o peso de uma oração! Ore pelo Timor Leste”. DECORAÇÃO Espalhe pela igreja cestas, pode ser de vime, para colocar os alimentos arrecadados. Nas paredes e também nas cestas coloque cartazes com a mensagem abaixo:
  • 64. Manual para Culto de Missões – Volume 2 64 JAPÃO PREPARE AS REDES PARA PESCA Tema “Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob tua palavra lançarei as redes. Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes.” Lucas 5: 5-6 Versículo Chave PAÍS ALVO Os japoneses são muito hospitaleiros, os elogios formam uma parte muito importante na integração social, entre eles, para manter a harmonia nas relações humanas. Portanto, os japoneses elogiam os colegas, as esposas elogiam as vizinhas e a seus esposos, filhos, etc. Às vezes, estes elogios estão baseados em fatos verdadeiros. Apesar de ser um país de primeiro mundo e economicamente estabilizado, o Japão sofre com alguns problemas como, o suicídio, que é a sexta maior causa de morte no país, além de terremotos, que são comuns, porém, o último foi um dos maiores, aconteceu em 2011, onde além dos abalos sísmicos houve um tsunami. PROGRAMA ABERTURA Saudação: Konbanwa (こんばんは) (Tradução: Boa noite) Palavra de abertura explicando sobre a importância do culto de missões. Leitura do Versículo Chave
  • 65. Manual para Culto de Missões – Volume 2 65 LOUVOR Sugestão de músicas em Japonês, letra e vídeo no CD_ROM. PROMOÇÃO MISSIONÁRIA 1. Apresentação das necessidades do campo, informações sobre os missionários; 2. Peça de teatro. PINKINTIN, O PEQUENO HERÓI Introdução: Uma família comprometida com o evangelho, todos respiram evangelismo, salvação de almas... MAS, num dia frio, chuvoso... As ruas vão estar vazias, hoje não adianta ir... O filho pergunta ao PAI/PASTOR - “Mas, pai, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva?” Nem assim, o coração do pastor foi sensibilizado. Lá foi o PINKINTIN entregar seus folhetos... E isso teve resultados, veja na história deste pequeno herói. (Adaptação de “O Último Folheto”) Personagens: PASTOR ARISTÓTELES – Pai do Jovem Pinkintin e comprometido com a evangelização. CAMILA: Esposa do pastor e mãe do menino Lucas. PINKINTIN: Filho do pastor Aristóteles, preocupado com a salvação de vidas. MARLENE: Senhora grata ao menino pela salvação de sua vida. Cena 1 (Som – Luz sobre o pastor e sua esposa) PASTOR ARISTÓTELES: Camila, hoje foi uma benção a escola dominical pela manhã, mas agora a tarde está frio e ameaça chover. CAMILA: O que você está querendo dizer com isso? ARISTÓTELES: O evangelismo com o Pinkintin. CAMILA: Se o tempo ficar muito ruim, não vá. ARISTÓTELES: As vidas estão sendo ceifadas e não podemos esperar. CAMILA: Vamos pedir a Deus pra Ele intervir e não chover, afinal a obra é Dele. ARISTÓTELES: Não poderei sair com o Kin, talvez eu vá só. CAMILA: Começou a chover e com essa chuva ele não pode ir.
  • 66. Manual para Culto de Missões – Volume 2 66 ARISTÓTELES: Além do frio que faz, acho que vou cancelar o evangelismo. (Entra Pinkintin agasalhado) PINKINTIN: Pai já estou pronto! ARISTÓTELES: Pronto pra que filho? PINKINTIN: Pai, está na hora de pegar os folhetos e sair. ARISTÓTELES: Filho está muito frio lá fora e também chove muito. PINKINTIN: E daí pai, já vai passar! CAMILA: Deixa para o próximo domingo querido. PINKINTIN: Não podemos mãe. CAMILA: E por que não? ARISTÓTELES: Hoje não Kin... PINKINTIN: Mas, pai, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva? ARISTÓTELES: Filho, eu não vou sair nesse frio. PINKINTIN: Pai, eu posso ir? Por favor! ARISTÓTELES: Mas filho... CAMILA: Claro que não! PINKINTIN: Por favor, mãe, pai deixa vai? ARISTÓTELES: Tudo bem filho, você pode ir, aqui estão os folhetos. Tome muito cuidado filho. CAMILA: Cuidado querido! PINKINTIN: Obrigado pai, mãe! (Música de fundo) NARRAÇÃO: A seara é grande, mas poucos os ceifeiros. Quando o homem coloca obstáculos pra fazer a obra de Deus, o Senhor usa outra pessoa e até mesmo uma criança. Cena 2 (Luz – Pinkintin na rua molhado entregando folhetos) PINKINTIN (Falando aos passantes): Jesus te ama! Ele é a única solução! Meu Deus, só sobrou esse ultimo folheto e está todo molhado. Deve ser tarde, preciso ira pra casa. Mas antes preciso entregar esse folheto. (Música de fundo) NARRAÇÃO: Sua alma estava aliviada, mas ansiava por terminar sua missão e procurava alguém pra entregar o ultimo e derradeiro folheto para assim poder ir pra casa, mas as ruas estavam desertas.
  • 67. Manual para Culto de Missões – Volume 2 67 PINKINTIN: Já sei vou escolher uma dessas casas e tocar a campainha, assim que a pessoa aparecer entrego o folheto, falo do amor do Senhor e vou embora. NARRAÇÃO: Então ele se virou em direção à primeira casa que viu e caminhou pela calçada até a porta e tocou a campainha. Ele tocou a campainha, mas ninguém respondeu. Ele tocou de novo, mais uma vez, mas ninguém abriu a porta. Ele esperou, mas não houve resposta. PINKINTIN: É melhor eu ir embora. (vira-se para ir embora) Vou tentar mais uma vez (Toca) quem sabe se eu bater. NARRAÇÃO: Ele tentou ir embora, mas algo o deteve. Mais uma vez, ele se virou para a porta, tocou a campainha e bateu na porta bem forte. Ele esperou, alguma coisa o fazia ficar ali na varanda. Ele tocou de novo e desta vez a porta se abriu bem devagar. De pé na porta estava uma senhora idosa com um olhar muito triste. SENHORA MARLENE: O que posso fazer por você, meu filho? NARRAÇÃO: Pinkintin estava com os olhos radiantes e um sorriso iluminado. PINKINTIN: Eu, na verdade, estou muito... Satisfeito. MARLENE: Precisa de algo? PINKINTIN: Senhora, me perdoe se eu estou perturbando, mas eu só queria lhe dizer que Jesus a ama muito e eu vim aqui pra lhe entregar o meu último folheto que lhe dirá tudo sobre Jesus e Seu grande amor. (Entrega e vai saindo) Boa noite! MARLENE: Filho, como se chama? PINKINTIN: Pinkintin. MARLENE: Que nome engraçado. Eu me chamo Marlene. PINKINTIN: Um nome lindo senhora! Todo mundo tem valor diante de Deus. MARLENE: Você está todo molhado! PINKINTIN: Eu gosto da chuva... E do frio! Até logo, senhora... (Sai correndo) MARLENE: Obrigada, meu filho! (A parte) Que Deus te abençoe! (Música – B.O) NARRAÇÃO: Ensinai em tempo e fora de tempo. O verdadeiro pastor dá a vida pelas suas ovelhas. Na manhã de domingo na igreja, o Pastor Aristóteles estava no púlpito ensinando na escola bíblica. CENA 3 (Luz – Pastor e os membros da igreja) ARISTÓTELES: Alguém tem um testemunho ou algo a dizer? MARLENE: Eu tenho algo a dizer! (Música de fundo)
  • 68. Manual para Culto de Missões – Volume 2 68 ARISTÓTELES: E quem é a senhora? MARLENE: Eu me chamo Marlene. Ninguém me conhece nesta igreja. Eu nunca estive aqui. ARISTÓTELES: A senhora tem algum testemunho, é isso? MARLENE: Sim eu tenho muito mais que isso. ARISTÓTELES: Fique a vontade! MARLENE: Obrigada! Vocês sabem antes do domingo passado eu não era cristã. Meu marido faleceu há algum tempo deixando-me totalmente sozinha neste mundo. No domingo passado, sendo um dia particularmente frio e chuvoso, eu tinha decidido no meu coração que eu chegaria ao fim da linha, eu não tinha mais esperança ou vontade de viver. Então peguei uma corda e uma cadeira e subi as escadas para o sótão da minha casa. Amarrei a corda numa madeira no telhado, subi na cadeira e coloquei a outra ponta da corda em volta do meu pescoço. De pé naquela cadeira, tão só e de coração partido, eu estava a ponto de saltar, quando, de repente, o toque da campainha me assustou. Eu pensei: Vou esperar um minuto e quem quer que seja irá embora. Eu esperei e esperei, mas a campainha era insistente; depois a pessoa que estava tocando também começou a bater bem forte. Eu pensei: Quem neste mundo pode ser? Ninguém toca a campainha da minha casa ou vem me visitar. Eu afrouxei a corda do meu pescoço e segui em direção à porta, enquanto a campainha soava cada vez mais alta. Quando eu abri a porta e vi quem era, eu mal pude acreditar, pois na minha varanda estava o menino mais radiante e angelical que já vi em minha vida. O seu sorriso, ah, eu nunca poderia descrevê-lo a vocês! As palavras que saíam da sua boca fizeram com que o meu coração que estava morto há muito tempo saltasse para a vida, quando ele exclamou com voz de querubim: 'Senhora, eu só vim aqui para dizer que Jesus a ama muito. Então ele me entregou este folheto que eu agora tenho em minhas mãos. Conforme aquele anjinho desaparecia no frio e na chuva, eu fechei a porta e atenciosamente li cada palavra deste folheto. Então eu subi para o sótão para pegar a minha corda e a cadeira. Eu não iria precisar mais delas. Eu agora sou filha de Deus! Já que o endereço da sua igreja estava no verso deste folheto, eu vim aqui pessoalmente para dizer obrigado ao anjinho de Deus que no momento certo, livrou a minha alma da eternidade no inferno. (Música aumenta) NARRAÇÃO: Não havia quem não tivesse lágrimas nos olhos. E quando gritos de louvor e honra ao Rei ecoaram por toda a igreja, o papai Pastor desceu do púlpito e foi em direção a primeira fila onde o seu anjinho estava sentado. Ele tomou o seu filho Pinkintin nos braços e chorou copiosamente. Provavelmente nenhuma igreja teve um momento tão
  • 69. Manual para Culto de Missões – Volume 2 69 glorioso como este e provavelmente este universo nunca viu um pai tão transbordante de amor e honra por causa do seu filho. ARISTÓTELES: Estou com vergonha, muita vergonha, pois deixei meu filho evangelizar sozinho. MARLENE: Não se sinta assim, tire proveito, veja o quanto Deus poderá fazer através dos jovens com um coração puro. ARISTÓTELES: É verdade. CAMILA: (Abraçada ao Pinkintin) O Senhor está sempre nos surpreendendo. ARISTÓTELES: Obrigado dona Marlene por vir nos contar essa grande benção. CAMILA: (Abraça a Marlene) Obrigada! (Música aumenta) NARRAÇÃO: Deus permitiu que o Seu Filho Jesus Cristo viesse a um mundo frio e tenebroso e que sofresse por nós. Depois de vitorioso, Ele recebeu o Seu Filho e deu-lhe honra e gloria, assentou o Seu Filho num trono acima de todo principado e potestade e Lhe deu um nome que é acima de todo nome. Disse Jesus: “Eis que me foi dado todo o poder nos céus e na terra”. Sejamos fieis ao Senhor e vivamos para glorificá-lo, pois Ele é Santo, Fiel e acima de todos e de tudo. FIM (Escrito em Setúbal, dia 16 de Julho de 2010 por Karim Breves Costa com o apoio de Nan Breves. | Ministério Atores de Cristo – Portugal – Profissionais a serviço do reino | http://www.atoresdecristo.com.br/) INFORMAÇÕES MISSIONÁRIAS Informações sobre os missionários da IEQ nesta nação no CD-ROM. INTERCESSÃO MISSIONÁRIA Distribua as lembrancinhas e as utilize para o momento de intercessão, com os motivos de oração escritos atrás dos peixinhos levante um grande clamor com toda igreja orando. Motivos de Oração:  Ore pelo retrocesso das seitas e heresias que tem se espalhado pelo Japão, para que elas percam força e as pessoas possam ter seus olhos abertos;