Planejamento estratégico - CAPEDE

614 visualizações

Publicada em

Parte Curso ministrada em curso de extensão em RH para alunos da UNOPAR pela empresa CAPEDE.

www.capede.com.br

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
614
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento estratégico - CAPEDE

  1. 1. Porque Planejamento?
  2. 2. IDENTIDADE ORGANIZACIONAL DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL AMBIENTE EXTERNO AMBIENTE INTERNO ESTRATÉGIAS ORGANIZACIONAIS MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO
  3. 3. “General” = Visão do Todo ESTRATÉGICO (Analisa o que outros FAZEM) “Comandante de Campo” = Nível Intermediário TÁTICO (Recebe e Faz com que os OUTROS FAÇAM) Soldado (Aspirante) = Base OPERACIONAL (Faz APENAS) GENERAL X COMANDANTE DE CAMPO X SOLDADO
  4. 4. Níveis Administrativos da Organização Nível Institucional (Presidente e diretores) Nível Intermediário (Gerentes e executivos) Nível Operacional (Chefes e supervisores) Planejamento Estratégico Planejamento Tático Planejamento Operacional Execução das Tarefas e Operações
  5. 5. Planejamento estratégico: - processo de elaborar a estratégia – a relação pretendida da organização com seu ambiente Compreende a tomada de decisões sobre o padrão de comportamento que a organização pretende seguir: - produtos e serviços que pretende oferecer e mercados e clientes que pretende atingir. O processo de planejamento estratégico
  6. 6. Análise da Situação estratégica Análise do ambiente Análise de Pontos fortes E fracos Definição de Objetivos e estratégias Estratégias Funcionais e operacionais Execução E avaliação Fonte: MAXIMIANO, 2007. O processo de planejamento estratégico
  7. 7. Implementação da estratégia Processo de colocar em prática, controlar e avaliar a estratégia O processo de planejamento estratégico
  8. 8. Análise da situação estratégia A estratégia de uma organização pode ser analisada segundo duas perspectivas principais:  As decisões tomadas no passado que afetam a situação presente, chamada posição estratégica ou situação estratégica.  As decisões tomadas no presente e que afetam o futuro da organização. O processo de planejamento estratégico
  9. 9. Análise da situação estratégia Para analisar o passado ou o definir o futuro, os componentes da estratégia são:  Escopo da organização: produtos e mercados  Vantagens competitivas  Desempenho  Uso dos recursos O processo de planejamento estratégico
  10. 10. Análise do ambiente É um dos pilares do planejamento estratégico. Os componentes considerados:  Ramo de negócios  Ações de governo  Tecnologia  Conjuntura econômica  Sociedade  Entre outros O processo de planejamento estratégico
  11. 11. o A vantagem competitiva decorre do oferecimento de mais valor para os clientes do que os concorrentes. o Esse valor consiste em oferecer benefícios para os clientes, pelo mesmo preço dos concorrentes, ou mesmo benefícios por um preço menor. VANTAGEM COMPETITIVA
  12. 12. VANTAGEM COMPETITIVA  É a vantagem que a empresa tem em relação aos seus concorrentes.  Ela geralmente se origina de uma competência central do negócio.
  13. 13. Análise interna Identificação dos pontos fortes e fracos da organização. O estudo pode ser feito por meio da análise das:  Áreas funcionais  Benchmarking O processo de planejamento estratégico
  14. 14. BENCHMARKING  Benchmarking: Segundo Internacional Benchmarking Clearinghouse (IBC), o Benchmarking é um processo sistemático e contínuo de medida e comparação das praticas de uma organização com as das lideres mundiais ou do mercado, no sentido de obter informações que possam ajudar a melhorar o seu nível de desempenho.
  15. 15. O processo de planejamento estratégico Elaboração do plano estratégico Um plano estratégico define a relação pretendida da organização com seu ambiente. Os principais componentes são: negócio ou missão, objetivos, vantagens competitivas e alocação de recursos. Plano estratégico Missão Objetivos Estratégias
  16. 16. Qual é o negócio da organização? O escopo pretendido é o coração do plano estratégico. O escopo define quais produtos e serviços a organização pretende fornecer, para quais mercados e clientes. O processo de planejamento estratégico
  17. 17. Objetivos estratégicos São os resultados que a organização pretende realizar. O processo de planejamento estratégico
  18. 18. Vantagens competitivas Esclarecimento das bases em que a organização pretende diferenciar-se de seus competidores (concorrentes). O processo de planejamento estratégico
  19. 19. Alocação de recursos Representa a transição do planejamento para a implementação da estratégia. O processo de planejamento estratégico
  20. 20. Estratégias Segundo Igor Ansoff: Produtos Tradicionais Novos Tradicionais Novos Mercados Penetração Do mercado Desenvolvimento De produto Desenvolvimento De mercado Diversificação Matriz de Ansoff (MAXIMIANO, 2007) O processo de planejamento estratégico
  21. 21. Estratégias Segundo Michael Porter: Diferenciação Liderança do custo Foco O processo de planejamento estratégico
  22. 22. Estratégias Segundo Miles e Snow: Comportamento de reação Comportamento analítico Comportamento defensivo O processo de planejamento estratégico
  23. 23. O processo de planejamento estratégico Estratégias Segundo Samuel Certo: Estratégia da estabilidade
  24. 24. Há diversas formas para auxiliar as organizações no processo de definir suas estratégias. Duas dessas ferramentas são a idéia de ciclo de vida do produto e a matriz de crescimento e participação no mercado (BCG). Seleção de estratégias
  25. 25. Seleção de estratégias Ciclo de vida do produto É uma ferramenta usada para selecionar estratégias, tendo por base a idéia de que os produtos nascem, amadurecem e eventualmente morrem. Receita Introdução Crescimento Maturidade Declínio Volume de vendas Custos Unitários Quantidade $ Fonte:MAXIMIANO, 2007.
  26. 26. Seleção de estratégias Matriz de crescimento e participação no mercado (BCG) Baseada no estudo desenvolvido pela Boston Consulting Group (BCG) esta técnica permite classificar as unidades de negócios ou produtos de acordo com a sua participação no mercado e a taxa de crescimento do mercado em que atuam. Participação no mercadoGrande Pequena Grande Pequena Crescimento do mercado Estrelas Pontos-de-interrogação Vacas leiteiras Vira-latas Fonte:MAXIMIANO, 2007.
  27. 27. O planejamento de uma estratégia é uma etapa dentro de uma cadeia de meios e fins. Para implementá-la, a estratégia é desdobrada em planos e meios: • Planejamento nas áreas funcionais; • Políticas; • Planos operacionais; • Projetos; • Estrutura organizacional. Implementação de estratégias
  28. 28. Planejamento nas áreas funcionais Os cursos de ação que colocam em prática a estratégia corporativa são planejados e executados pelas áreas funcionais da organização: • Marketing • Operações • Finanças • Recursos humanos • Tecnologia Empresa Áreas funcionais Estratégias funcionais Estratégias corporativas Fonte:MAXIMIANO, 2007. Implementação de estratégias
  29. 29. Políticas e planos operacionais Políticas são decisões programadas que orientam outras decisões no dia- a-dia da administração. Planos operacionais são instrumentos para a implementação da estratégia. Implementação de estratégias
  30. 30. Projetos Projetos são atividades temporárias, com começo, meio e fim programados, que tem como objetivo fornecer um produto singular. Implementação de estratégias
  31. 31. Estrutura organizacional A estrutura permanente de uma organização, desenhada no organograma, com suas unidades de negócios e áreas funcionais, é o retrato da estratégia explícita ou implícita. “[...] a estrutura segue a estratégia [...]” já dizia Chandler. Implementação de estratégias
  32. 32. Acompanhamento e controle da estratégia A formulação e a implementação da estratégia são complementadas pelas atividades de monitoramento. O monitoramento, que consiste em acompanhar e avaliar a execução da estratégia, deve ser feito com base nos mesmos indicadores utilizados para elaborar o plano estratégico. Implementação de estratégias
  33. 33. Acompanhamento e controle da estratégia Uma das ferramentas que fornecem uma visão conjunta dos indicadores de desempenho chama-se Balanced Scorecard (BSC) criada por Kaplan e Norton. Implementação de estratégias
  34. 34. Implementação de estratégias Acompanhamento e controle da estratégia O BSC focaliza dimensões (chamadas perspectivas) de desempenho da empresa: a) Perspectiva do cliente (Como o cliente nos enxerga?) b) Perspectiva interna (Em que processos precisamos ser eficientes?) c) Perspectiva da inovação e aprendizagem organizacional (Como podemos continuar a melhorar e a criar valor agregado?) d) Perspectiva financeira (Como atendemos aos interesses dos acionistas?)
  35. 35. Implementação de estratégias Reinício do ciclo A administração estratégica é um processo contínuo, não um procedimento mecânico com datas certas para começar e terminar. A cada momento, o ciclo de planejamento pode ser reiniciado, com base nas informações de controle. Preparação do Plano estratégico Implementação do Plano estratégico Acompanhamento e controle da execução Reinício do ciclo de planejamento
  36. 36. Bibliografia MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Teoria Geral da Administração. São Paulo: Atlas, 2007. FERREIRA, A. A.; REIS, A. C. F.; PEREIRA M. I. Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias. São Paulo: Pioneira, 2001.
  37. 37. Case
  38. 38. Missão Oferecer a melhor opção de busca na Internet tornando as informações mundiais acessíveis e úteis. Organizar toda informação do mundo
  39. 39. Ambiente Externo Tendências socias Concorrência estabelecida Necessidade de inovação – Paridade Tecnológica
  40. 40. Ambiente Interno Foco no usuário e todos os outros se seguirão. É melhor fazer uma coisa muito, muito bem. Rápido é melhor que lento. A democracia funciona na web. Você não precisa estar na sua mesa a necessidade de uma resposta.
  41. 41. Ambiente Interno Você pode ganhar dinheiro sem fazer mal. Há sempre mais informações lá fora. A necessidade de informação atravessa todas as fronteiras. Você pode ser sério sem um fato. Grande só não é bom o suficiente.
  42. 42. Cultura MAIS É MENOS Em software: “aplicações enxutas” Na interface: design centrado no usuário
  43. 43. Estratégias Ser notícia (marketing de guerrilha) Política de aquisição Inteligência coletiva (eternamente beta)
  44. 44. Desempenho Marca de maior valor atualmente Melhor empresa para se trabalhar Crescimento linear e estável Superação das concorrentes
  45. 45. A marca Google atingiu o valor de US$ 86 bilhões, o que traduz uma alta de 30% em relação a 2007. Dados: 1. Google: US$ 86 bilhões 2. General Electric: US$ 71,38 bilhões 3. Microsoft: US$ 70,89 bilhões 4. Coca-Cola: US$ 58,2 bilhões 5. China Mobile: US$ 57,2 bilhões 6. IBM: US$ 55,3 bilhões 7. Apple: US$ 55,2 bilhões 8. McDonald's: US$ 49,5 bilhões 9. Nokia: US$ 44 bilhões 10. Marlboro: US$ 37,3 bilhões "Financial Times" pela empresa de consultoria britânica Millward Brown.
  46. 46. Dados: O Google é a melhor empresa para se trabalhar nos EUA, segundo o levantamento “100 Best Companies to Work For”, da revista Fortune, revelado na terça-feira (22/01). Entre os motivos que levaram o Google ao ranking do topo está o fato de oferecer opções de ações para 99% de seus funcionários. A gigante de buscas, que tem 8.134 funcionários nos Estados Unidos, ficou em segundo lugar quanto ao aumento anual da oferta de vagas, de 60%. Entre as empresas de tecnologia inclusas na lista, ainda estão a Cisco Systems, em 6º lugar, a Qualcomm, no 8º lugar, a Adobe Systems, em 40º, a eBay, na 68ª posição, a Microsoft, no número 86 e o Yahoo, em 87º. Por Redaçãodo IDG Now! Publicada em 23 de janeiro de 2008 às 12h28 -Atualizada em 23 de janeiro de 2008 às 14h59
  47. 47. Dados: Mesmo em meio à crise, o Google registrou um forte resultado no terceiro trimestre deste ano.O lucro líquido da empresa de internet cresceu 26% em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo a cifra de US$ 1,346 bilhão. As receitas do Google somaram US$ 5,54 bilhões, resultado 31% superior. O número de internautas que acessaram os anúncios publicados pelo Google cresceu 18% no terceiro trimestre ante igual período do ano passado. Na comparação com o trimestre anterior, o salto foi de 4%. As receitas de sites pertencentes ao Google cresceram 34% ante igual período do ano passado, atingindo US$ 3,67 bilhões no terceiro trimestre, que representam 67% da receita total da empresa. Na mesma comparação, a receita de sites parceiros do Google, por meio do Adsense, chegou a US$ 1,68 bilhão, incremento de 15%. Tiinside.com.br - sexta-feira, 17 de outubro de 2008, 09h35
  48. 48. Perspectivas Futuras Google mobile e Android NASA como parceira Google Earth e os Microformats Orkut/Youtube e a propaganda segmentada Google docs e a Computação nas Nuvens

×