Relatórios vanguardas européias

691 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Relatórios vanguardas européias

  1. 1. O estilo nasceu na Alemanha no século XX E Os artistas se preocupavam em expressar seus sentimentos X através da arte. Eram pinceladas rápidas e dinâmicas que transmitiam P velocidade. R Não foi um movimento homogêneo. Ele esteve presente tanto na E pintura quanto na arquitetura. S Na arquitetura houve o desenvolvimento de novas técnicas para a utilização de aço, tijolo e vidro nas SO GritoMunch construções. I O O objetivo era integrar a arquitetura, a indústria e o N artesanato através do projeto de planta circular. I Havia o lado místico o qual se materializava com a entrada de luz através dos vidros coloridos da cúpula S composta por losangos. M O arquiteto tem que ter cor porque cinza qualquer O pessoa faz. Os projetos eram inspirados no brinquedo dandanah. Pavilhão de Vidro - 1914 Após a exposição o pavilhão foi desmontado. Projeto de Bruno Taut
  2. 2. Um projeto com volume prismático que, descentraliza da composição e tem iluminação zenital. P U R I Uma construção S Vila Savoye - 1928 funcionalista queProjeto de Le Corbusier atende os 5 pontas da M arquitetura moderna: O janela em fita, uso de pilotis, planta livre da estrutura (integração entre os espaços), jardim no terraço e fachada livre da estrutura também.
  3. 3. Um projeto foi inspirado na fábrica de turbinas AEG. As características do cubismo C notamos na forma, na U horizontalidade, nas linhas BFábrica Fagus - 1911 retas, no abandono doProjetada por Fábrica Fagus adorno, na transparência e na I permeabilidade visual (leveza) e S na planta livre, também. M O Novas técnicas construtivas foram desenvolvidas para que não houvessem pilares nas quinas nas fachadas de vidro, Elevação lateral
  4. 4. O projeto tinha inúmeras N exigências por parte da E cliente do arquiteto, O inclusive água correndo pelos cômodos. P L Uma planta retangular que A transmite clareza e pureza. S Há o abandono da T tridimensionalidade. ISCHRODER HOUSE C Gerrit Rietveld I S O arquiteto emprega as cores primárias e puras como o azul, vermelho e amarelo, além do branco, preto e M cinza, compunham a nova arte. O A plasticidade é atingida com um jogo de formas geométricas buscando uma nova ordem e uma composição harmoniosa.
  5. 5. Na pintura eram utilizadas pincelas rápidas para exprimir a velocidade que era a ordem da época. O manifesto futurista Sant’Elia F ataca o estilo anterior. U T O movimento futurista teve a U influência do purismo – repetição R I Hidroelétrica Projeto de Antonio Sant’Elia S MA inspiração do projeto veio das Ograndes cidades italianas e serviu debase para o futura da arquitetura.Nas linhas inclinadas está expressa avelocidade e o dinamismo domovimento em função do automóvele o trem.
  6. 6. Construído no período entre guerras teve como objetivo a exaltação das máquinas, do luxo, da grandiosidade, Livrou-se da ornamentação por influência do cubismo e do futurismo. Suas linhas imaginárias remetem à A velocidade da máquina que é explorada R pelo cinema. T Graças ao desenvolvimento de novas técnicas construtivas foi possível alcançar uma geometria escalonada e tão D verticalizada. E Tem alguma ornamentação do estilo C gótico que se parecem gárgulas e na extremidade, equilibrando o O pináculo, uma coroa com várias camadasEdifício Chrysler – 1925 com triângulos vazados imitando roda deProjeto de William Van Alen automóvel e, consequentemente, remetentdo a velocidade e ao dinamismo do período.

×