Espirito Santo imperial

411 visualizações

Publicada em

ES IMPERIAL, G2 HISTORIA, RENATO PACHECO

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
411
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espirito Santo imperial

  1. 1. ESPIRITO SANTO IMPERIAL
  2. 2. TRAFICO NEGREIROAs doenças e a luta contra o trafico marítimo denegros entravam na fase final. Os escravosvindos da áfrica supriam as lavouras, mas aimigração desses escravos não atendiam asnecessidades do pais.
  3. 3. Eusébio de Queiroz estava a frete da pasta dajustiça e tinha a tarefa de conduzir as batalhas,nomar contra os negreiros e em terra contra os grandesproprietários rurais.
  4. 4. Os documentos enviados pela presidência daprovíncia ao ministro da pálida com idéia que aconduza ,exigiu do titular da justiça vários avisosvindos da corte falando sobre,providencias,sugerindodiligencias e incentivando a campanha de importarescravos pelo Brasil.
  5. 5. Não foi o bastante o empenho das autoridades, poisalguns barcos conseguiram burlar a vigilânciadesembarcando negros boçais.
  6. 6. BARÕES CAPIXABAS
  7. 7. O Espírito Santo não teve mais que sete representantesagraciados com títulos de nobreza. Pode, inclusive, sercontestado esse número, uma vez que alguns deles nãoeram nascidos em terras capixabas, apesar de teremfortes ligações com a solo espírito-santense.
  8. 8. . Os capixabascomprovados são apenastrês (barões de Aimorés,Monjardim e o terceiro deItapemirim), havendodúvidas quanto ao barãode Guandu (poucoprovável) e ao barão deTimbuí (bastanteprovável). Os outros doiseram um paulista e umfluminense (primeiro esegundo barões deItapemirim,respectivamente).
  9. 9. O SUL CAFEEIRO
  10. 10. O cultivo dos cafezais capixabas, iniciou-se sob influencia doRio de janeiro na metade do século XIX. O café chegou emterras capixabas pelo sul e com o decorrer dos anos acafeicultura foi se consolidando como atividade econômica parao estado, consequentemente, para o Brasil.
  11. 11. Naquele período ocafé, mostrava vantagenscomparativasconquistando, progressivamente, áreas antes cultivadas comcana-de-açúcar. Toda aestrutura produtiva canavieirafoi reproduzida nos cafezais:monocultura e regimeescravocrata.
  12. 12. A atividade cafeicultora não se traduziu nesse início em um novopadrão de desenvolvimento econômico, mas em umasubstituição interna no modelo primário exportador canavieiro.
  13. 13. Atualmente, o Espírito Santo é o maior produtor brasileiro deconilon, com 70% da produção nacional do Robusta, e avariação de 2,5 a 3,5 milhões de sacas por ano.
  14. 14. A VISITA DE D. PEDRO II
  15. 15. Cumprindo promessa feita na fala do trono de setembrode 1859, o imperador visitou o Espírito Santo no anoseguinte.
  16. 16. Desembarcando em Vitória a vinte eseis de janeiro, no mesmo dia – depoisdo Te-Deum e beija-mão – percorreualguns dos estabelecimentos públicosda Capital. Na manhã seguinte reiniciouas visitas e, segundo a reportagem doCorreio da Vitória, inspecionou desde osconventos até a cadeia, sem esqueceras aulas de primeiras letras. De canoa ea cavalo – durante duas semanas –percorreu todas as colônias e principaislocalidades, quase sempreacompanhado de D. Teresa Cristina.
  17. 17. Aqui e ali, para reparos de um templo, como em Vitória, paraaliviar as necessidades da Santa Casa da Misericórdia, deixoucontribuições em dinheiro do seu famoso bolsinho.
  18. 18. QUESTÃO DO CONTESTADO
  19. 19. Praças da força pública mineira foram despachados para afronteira a fim de assistir umpossível combate. Juntamente com esse efetivo “militar” havia,também, os “bate paus”, erampessoas que se armavam de paus e espingardas, quepropunham ajudar o grupo de popularesmineiros. O laudo do Exército Brasileiro dizia que a divisa deMinas Gerais com EspíritoSanto passava pela Serra dos Aimorés e que de acordo com asinformações, se fechava entreItabirinha de Mantena e Mendes Pimente.
  20. 20. De acordo com o laudo, pertenciam ao Estado doEspírito Santo: Mantenópolis, Ametista, Itabirinha de Mantena, Ariranha,Limeira, Boa Uniãoe Divino das Palmeiras. Criou-se a situação de zona litigiosa, porquenão tinha surgido umoutro nome definido. O conflito foi criado porque cada um dos estados-membros queria essaterra, e a disputa durou vários anos.
  21. 21. O conflito do contestado foi marcado por disputas pessoais einstitucionais epor isto não pode ser caracterizado apenas como uma disputa de“coronéis”. Era, com efeito,um conflito de “Estados”, afinal os interesses iam além do âmbito local.
  22. 22. Afonso Claudio estudou direito e se tornou abolicionista quando voltopro ES,ele trabalhou no jornal e começou a estudar a historia dosnegros aqui No estado,particularmente a revolta do quilombo deQueimado,na serra.
  23. 23. A abolição começa no final do séc19, os capixabas aderiram aomovimento abolicionista, e exemplo doque tinha acontecido nas outrasprovíncias, surgiu associações ligadas aemancipação,como a SociedadeAbolicionista do ES em 1869,ao lado dacampanha jornalística e parlamentar,nopróprio edifício da câmara municipal devitoria fundou uma sociedadelibertadora em 1883.
  24. 24. No entanto,a abolição daescravatura conduziu os grandesproprietários a ruína,em virtudeda privação da tradicional mão-de-obra,assim como advento darepublica,o primeiro governadornão encontrou condiçõesmateriais para levar a efeito osplanos pra frente,com a aboliçãoda escravatura,não tendo comoutilizar a mão de obra escrava,osgrandes proprietários foramconduzidos a ruínas,tendo quedeixar os serviços maispesados,antes feitos pelosescravos.
  25. 25. No dia 13 de maio comemora a abolição da escravatura aqui noBrasil,abolir significa acabar,aliminar,foi oficialmente nesse diaque ela foi extinta pela lei áurea.
  26. 26. A IMIGRAÇÃO EUROPÉIA
  27. 27. O número de imigrantesque entrou no EspíritoSanto não foi muitogrande, se comparadoaos estados do Sul.Apesar disso, a suacontribuição para o nossocrescimento foiinestimável. O caféfavoreceu a vinda dosimigrantes, principalmentecom a implantação dotrabalho livre em lugar daescravidão.
  28. 28. Até a metade do séculoXIX, o Espírito Santopossuía grands áreasdespovoada, queprecisavam serocupadas e cultivadas.A partir de 1808, com avinda de D. João VI aoBrasil, foi incentivado oprojeto para trazerimigrantes ás terrasbrasileiras com afinalidade de povoá-lase desenvolver aagricultura.
  29. 29. Os imigrantes fundaram vilas e povoados, contribuindo para odesenvolvimento da economia capixaba. Marcaram a nossahistória com as suas tradições e costumes, conservados atéhoje nos municípios que fundaram e onde, atualmente, residemseus descendetes.
  30. 30. FIM

×