Espetro Eletromagnético
Escola Secundária de Porto de Mós
O espetro eletromagnético
• O espetro sonoro é o conjunto de frequências de vibração que podem
ser produzidas por diversas...
Ondas de rádio
Microondas
Infravermelhos
Luz visível
Raios ultravioletas
Raios X
Raios Gama
Raios cósmicos
Espectro eletro...
Ondas de
rádio
• Ondas de rádio são um tipo de radiação eletromagnética com comprimento
de onda maior (e frequência menor)...
Microondas
• Microondas são ondas eletromagnéticas, de alta frequência,
do mesmo tipo das ondas de rádio, muito curtas, no...
Infravermelhos
Descoberta
A radiação infravermelha foi descoberta em 1800 por William Herschel, um astrónomo
inglês de ori...
Espetro visível
• Espetro visível (ou espetro ótico) é a porção do espetro eletromagnético cuja
radiação é composta por fo...
Raios ultravioletas aplicações
• Radiação UV faz parte da luz
solar que atinge a Terra.
• Ao atingir nossa pele, os raios
...
Raios X
• Os raios X são emissões eletromagnéticas de natureza semelhante à
luz visível.
• O Seu comprimento de onda vai d...
Raios Gama
• Radiação gama ou raio gama (γ) é um tipo de radiação eletromagnética produzida
geralmente por elementos radio...
Raios cósmicos
• Raios cósmicos são partículas extremamente penetrantes, dotadas de alta energia, que se
deslocam a veloci...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Espetros e radiações Joao tiago

278 visualizações

Publicada em

Espetros e radiações

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espetros e radiações Joao tiago

  1. 1. Espetro Eletromagnético Escola Secundária de Porto de Mós
  2. 2. O espetro eletromagnético • O espetro sonoro é o conjunto de frequências de vibração que podem ser produzidas por diversas fontes sonoras (todos os sons audíveis e inaudíveis). • Da mesma forma, o espetro eletromagnético representa o conjunto de todas as ondas eletromagnéticas de diferentes frequências. Algumas são visíveis, podendo ser captadas pelo olho humano, no entanto, a maior parte delas são invisíveis aos nossos olhos.
  3. 3. Ondas de rádio Microondas Infravermelhos Luz visível Raios ultravioletas Raios X Raios Gama Raios cósmicos Espectro eletromagnético
  4. 4. Ondas de rádio • Ondas de rádio são um tipo de radiação eletromagnética com comprimento de onda maior (e frequência menor) do que a radiação infravermelha. Artificialmente, as ondas de rádio podem ser geradas para rádios amadores, radiodifusão (rádio e televisão), telefonia móvel, radar e outros sistemas de navegação, comunicação via satélite, redes de computadores, etc. Tais ondas eletromagnéticas são também denominadas ondas hertzianas e popularmente conhecidas como ondas de radiofrequência ou simplesmente ondas de rádio.
  5. 5. Microondas • Microondas são ondas eletromagnéticas, de alta frequência, do mesmo tipo das ondas de rádio, muito curtas, no entanto, elas não são fonte de calor, mas sim de energia, tem comprimento de onda de 1 mm a 300 mm, frequência de 109 Hz até 1011 Hz. • As microondas, também usadas em comunicações, são geradas em válvulas eletrónicas especiais. No campo das telecomunicações, são empregadas para carregar informações de sistemas de telefonia e de televisão.
  6. 6. Infravermelhos Descoberta A radiação infravermelha foi descoberta em 1800 por William Herschel, um astrónomo inglês de origem alemã. Herschel colocou um termómetro de mercúrio no espetro obtido por um prisma de cristal com o a finalidade de medir o calor emitido por cada cor. Descobriu que o calor era mais forte ao lado do vermelho do espetro, observando que ali não havia luz. Esta foi a primeira experiência que demonstrou que o calor pode ser captado numa forma de imagem, como acontece com a luz visível. Infravermelho Ciclos por segundo: 300 GHz a 400 THz Comprimento de onda: 1 mm a 700 nm
  7. 7. Espetro visível • Espetro visível (ou espetro ótico) é a porção do espetro eletromagnético cuja radiação é composta por fotões capazes de sensibilizar o olho humano de uma pessoa normal. • Corresponde à faixa de radiação por luz visível, ou simplesmente luz. • A faixa visível no espetro eletromagnético é delimitada pela radiação infravermelha, e pela radiação ultravioleta. • Para cada comprimento de onda pertencente à faixa de luz visível encontra-se associada a perceção de uma cor.
  8. 8. Raios ultravioletas aplicações • Radiação UV faz parte da luz solar que atinge a Terra. • Ao atingir nossa pele, os raios UV penetram profundamente e desencadeiam reações imediatas como as queimaduras solares, as fotoalergias (alergias desencadeadas pela luz solar) e o bronzeamento. • Provocam, também, reações tardias, devido ao efeito acumulativo da radiação durante a vida, causando o envelhecimento cutâneo e as alterações celulares que, através de mutações genéticas, predispõem ao cancro da pele.
  9. 9. Raios X • Os raios X são emissões eletromagnéticas de natureza semelhante à luz visível. • O Seu comprimento de onda vai de 0,05 ångström (5 pm) até dezenas de ångström (1 nm). • Os raios X foram descobertos em 8 de novembro de 1895 pelo físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen. • Como toda energia eletromagnética de natureza ondulatória, os raios X sofrem interferência, polarização, refração, difração, reflexão, entre outros efeitos. Embora de comprimento de onda muito menor, sua natureza eletromagnética é idêntica à da luz.
  10. 10. Raios Gama • Radiação gama ou raio gama (γ) é um tipo de radiação eletromagnética produzida geralmente por elementos radioativos, processos subatómicos como a aniquilação de um par protões e eletrões. • Este tipo de radiação tão energética também é produzido em fenómenos astrofísicos de grande violência. • Os raios gama são produzidos na passagem de um núcleo de um nível excitado para outro de menor energia, e na desintegração de isótopos radioativos. • Estão geralmente associados com a energia nuclear e aos reatores nucleares. • A radioatividade se encontra no nosso meio natural, desde os raios cósmicos que bombardeiam a Terra provenientes do Sol, das estrelas e das galáxias fora do nosso sistema solar, até alguns isótopos radioativos que fazem parte do nosso meio natural. Na medicina A radiação gama é amplamente utilizada na radioterapia no tratamento de enfermidades como o cancro e num processo denominado pela teleterapia.
  11. 11. Raios cósmicos • Raios cósmicos são partículas extremamente penetrantes, dotadas de alta energia, que se deslocam a velocidades próximas à da luz no espaço sideral. • raios cósmicos não são raios, mas partículas. • Essas partículas, ao chegarem à Terra, colidem com os núcleos dos átomos da atmosfera, a cerca de 10 mil metros acima da superfície do planeta, e dão origem a outras partículas, formando uma “chuva” de partículas com menos energia, os chamados raios cósmicos secundários. • Os raios cósmicos secundários são inofensivos à vida na Terra, mas os raios cósmicos primários são perigosos para os astronautas no espaço.

×