SlideShare uma empresa Scribd logo

Apresentação DAMARECE

Serviço Regional de Estatística dos Açores(SREA)
Serviço Regional de Estatística dos Açores(SREA)
Serviço Regional de Estatística dos Açores(SREA)Serviço Regional de Estatística dos Açores(SREA)

(24.04.2007)

Apresentação DAMARECE

1 de 22
ApresentaçãoApresentação
DAMARECEDAMARECE
F E D E R
Madrid 24 Abril 2007
Key User Área indicadores
Ana Teresa Estatísticas das Administrações Públicas
Duarte Filipe
Energia
Transportes
Fátima Enes
Agricultura
Indústria Lacticínios
Wanda Bizarro
Pescas
Agricultura
Glória Fidalgo
Ambiente ( Áreas Protegidas)
Conjuntura do Comércio
Isabel Almeida
Mercado de Trabalho
Despesas Municípios Ambiente
João Valente
Índice Preços Consumidor (IPC)
Cimento
Bancos e Seguros
Construção
Água
Manuel Melo
Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS)
Comércio Automóvel
FUE
Augusto Elavai Indicadores Macroeconómicos
Levantamento processos
 Como se pode ver, na figura, a arquitectura a desenvolver é formadaComo se pode ver, na figura, a arquitectura a desenvolver é formada
por vários componentes:por vários componentes:
 Sistemas Operacionais (e ou fontes de dados);Sistemas Operacionais (e ou fontes de dados);
 Área de Staging;Área de Staging;
 Canalização de dados (ETL);Canalização de dados (ETL);
 Área de apresentação (onde toda a informação está agrupada emÁrea de apresentação (onde toda a informação está agrupada em
data marts, arrumada em indicadores e dimensões de análise) e odata marts, arrumada em indicadores e dimensões de análise) e o
nível denível de
 Ferramentas de acesso a dados (onde se agrupam os vários tipos deFerramentas de acesso a dados (onde se agrupam os vários tipos de
ferramentas para explorar os data marts - query and reporting).ferramentas para explorar os data marts - query and reporting).
Para além destes níveis, horizontalmente a todo o sistema existe umPara além destes níveis, horizontalmente a todo o sistema existe um
 módulo de administração (componente de administração do sistema emódulo de administração (componente de administração do sistema e
do mecanismo de controlo de integrações) e umdo mecanismo de controlo de integrações) e um
 Repositório com a Metadata do sistema.Repositório com a Metadata do sistema.
Todos estes componentes formam uma arquitectura clássica de um DWTodos estes componentes formam uma arquitectura clássica de um DW
TXT
Sistemas
Operacionais
Área de
Staging
Área de
Apresentação
Outros...
INE
ETL ETL
Query
Reporting
Data Warehouse Q/R
Metadata
Administração do Sistema de Business Intelligence
TXT
Arquitectura técnica da componente de data warehouse
Sistemas operacionaisSistemas operacionais
 Os Sistemas Operacionais embora não pertençam aOs Sistemas Operacionais embora não pertençam a
arquitectura do DW são fundamentais pois são osarquitectura do DW são fundamentais pois são os
sistemas que suportam os dados base que vão alimentar osistemas que suportam os dados base que vão alimentar o
DW de suporte às estatísticas e indicadores operacionais.DW de suporte às estatísticas e indicadores operacionais.
ÁREA DE STAGINGÁREA DE STAGING
 Esta área contém informação obtida directamente a partirEsta área contém informação obtida directamente a partir
dos Sistemas Operacionais, através de processos de ETLdos Sistemas Operacionais, através de processos de ETL
e que é depositada num repositório designado por staging.e que é depositada num repositório designado por staging.
Esta informação permanece neste nível o tempoEsta informação permanece neste nível o tempo
necessário à execução dos processos de purificação,necessário à execução dos processos de purificação,
uniformização e carregamento dos dados na área deuniformização e carregamento dos dados na área de
apresentação.apresentação.
 Outro dos aspectos, muito importantes, tratado pela áreaOutro dos aspectos, muito importantes, tratado pela área
de staging é por exemplo o controlo de chegada dade staging é por exemplo o controlo de chegada da
informação, onde se define a periodicidade da chegada dainformação, onde se define a periodicidade da chegada da
informação dos sistemas operacionais e se procede aoinformação dos sistemas operacionais e se procede ao
seu controle.seu controle.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação DAMARECE

Sistema de informação executiva área de vendas
Sistema de informação executiva área de vendasSistema de informação executiva área de vendas
Sistema de informação executiva área de vendasIldmar Alves
 
Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0
Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0
Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0Andre Bretas
 
Availability Workbench
Availability WorkbenchAvailability Workbench
Availability WorkbenchAREMAS Brasil
 
Apostila supervisorio indusoft ind371
Apostila supervisorio indusoft ind371Apostila supervisorio indusoft ind371
Apostila supervisorio indusoft ind371Sandra Rocha
 
Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip
 Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip  Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip Heber Gutenberg
 
Plano do projeto de software
Plano do projeto de softwarePlano do projeto de software
Plano do projeto de softwareDanilo Gois
 
Capitulo 03 tipos de sistemas de informações
Capitulo 03   tipos de sistemas de informaçõesCapitulo 03   tipos de sistemas de informações
Capitulo 03 tipos de sistemas de informaçõesLuciano Morato
 
Oracle OEM Grid Control 11g
Oracle OEM Grid Control 11gOracle OEM Grid Control 11g
Oracle OEM Grid Control 11gRodrigo Almeida
 
Desvendando Oracle Exadata X2-2
Desvendando Oracle Exadata X2-2Desvendando Oracle Exadata X2-2
Desvendando Oracle Exadata X2-2Rodrigo Almeida
 
Aula modelagem de dados
Aula modelagem de dadosAula modelagem de dados
Aula modelagem de dadosGabriel Moura
 
Aula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SI
Aula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SIAula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SI
Aula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SIDaniel Brandão
 
Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...
Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...
Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...Cisco do Brasil
 
modelagem sistema da informação Unid 4
modelagem sistema da informação Unid 4modelagem sistema da informação Unid 4
modelagem sistema da informação Unid 4spawally
 

Semelhante a Apresentação DAMARECE (20)

Sistema de informação executiva área de vendas
Sistema de informação executiva área de vendasSistema de informação executiva área de vendas
Sistema de informação executiva área de vendas
 
Integração SAP
Integração SAPIntegração SAP
Integração SAP
 
Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0
Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0
Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0
 
Availability Workbench
Availability WorkbenchAvailability Workbench
Availability Workbench
 
Apostila supervisorio indusoft ind371
Apostila supervisorio indusoft ind371Apostila supervisorio indusoft ind371
Apostila supervisorio indusoft ind371
 
Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip
 Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip  Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade II Unip
 
ARTIGO
ARTIGOARTIGO
ARTIGO
 
Plano do projeto de software
Plano do projeto de softwarePlano do projeto de software
Plano do projeto de software
 
Capitulo 03 tipos de sistemas de informações
Capitulo 03   tipos de sistemas de informaçõesCapitulo 03   tipos de sistemas de informações
Capitulo 03 tipos de sistemas de informações
 
Oracle OEM Grid Control 11g
Oracle OEM Grid Control 11gOracle OEM Grid Control 11g
Oracle OEM Grid Control 11g
 
Lab view(cap.2)
Lab view(cap.2)Lab view(cap.2)
Lab view(cap.2)
 
Desvendando Oracle Exadata X2-2
Desvendando Oracle Exadata X2-2Desvendando Oracle Exadata X2-2
Desvendando Oracle Exadata X2-2
 
Aula modelagem de dados
Aula modelagem de dadosAula modelagem de dados
Aula modelagem de dados
 
Aula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SI
Aula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SIAula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SI
Aula 3 Sistemas de Informação - Tipos de SI
 
Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...
Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...
Medianet 2.2: Redução de custos e decisões planejadas com visibilidade aprimo...
 
Protheus V12
Protheus V12Protheus V12
Protheus V12
 
Atlas
AtlasAtlas
Atlas
 
01 introducaocaats
01 introducaocaats01 introducaocaats
01 introducaocaats
 
Sobre Erp (Basico)
Sobre Erp (Basico)Sobre Erp (Basico)
Sobre Erp (Basico)
 
modelagem sistema da informação Unid 4
modelagem sistema da informação Unid 4modelagem sistema da informação Unid 4
modelagem sistema da informação Unid 4
 

Mais de Serviço Regional de Estatística dos Açores(SREA)

Mais de Serviço Regional de Estatística dos Açores(SREA) (16)

Importância do reporte estatístico da atividade do Alojamento Local
Importância do reporte estatístico da atividade do Alojamento LocalImportância do reporte estatístico da atividade do Alojamento Local
Importância do reporte estatístico da atividade do Alojamento Local
 
Macaronésia - Análise/Interpretação de Indicadores Económicos atuais de cada ...
Macaronésia - Análise/Interpretação de Indicadores Económicos atuais de cada ...Macaronésia - Análise/Interpretação de Indicadores Económicos atuais de cada ...
Macaronésia - Análise/Interpretação de Indicadores Económicos atuais de cada ...
 
Os principais resultados dos Censos 2021 na RA Açores
Os principais resultados dos Censos 2021 na RA AçoresOs principais resultados dos Censos 2021 na RA Açores
Os principais resultados dos Censos 2021 na RA Açores
 
Oficina prática: Estatísticas do Turismo
Oficina prática: Estatísticas do TurismoOficina prática: Estatísticas do Turismo
Oficina prática: Estatísticas do Turismo
 
Turismo no Espaço Rural - Açores
Turismo no Espaço Rural - AçoresTurismo no Espaço Rural - Açores
Turismo no Espaço Rural - Açores
 
Indicador Compósito de Desenvolvimento Intra-Regional dos Açores 1980-2010
Indicador Compósito de Desenvolvimento Intra-Regional dos Açores 1980-2010Indicador Compósito de Desenvolvimento Intra-Regional dos Açores 1980-2010
Indicador Compósito de Desenvolvimento Intra-Regional dos Açores 1980-2010
 
Entrada e Saída dos Principais Produtos dos Açores
Entrada e Saída dos Principais Produtos dos AçoresEntrada e Saída dos Principais Produtos dos Açores
Entrada e Saída dos Principais Produtos dos Açores
 
Indicadores de sustentabilidade do turismo nos Açores: o papel das opiniões e...
Indicadores de sustentabilidade do turismo nos Açores: o papel das opiniões e...Indicadores de sustentabilidade do turismo nos Açores: o papel das opiniões e...
Indicadores de sustentabilidade do turismo nos Açores: o papel das opiniões e...
 
Envelhecimento e natalidade nos Açores, ventilação espacial por ilha município
Envelhecimento e natalidade nos Açores, ventilação espacial por ilha municípioEnvelhecimento e natalidade nos Açores, ventilação espacial por ilha município
Envelhecimento e natalidade nos Açores, ventilação espacial por ilha município
 
Estatísticas regionais, recolha, tratamento e difusão
Estatísticas regionais, recolha, tratamento e difusãoEstatísticas regionais, recolha, tratamento e difusão
Estatísticas regionais, recolha, tratamento e difusão
 
Pib por ilha
Pib por ilhaPib por ilha
Pib por ilha
 
Açores à descoberta das raízes - Os Açores na actualidade
Açores à descoberta das raízes - Os Açores na actualidadeAçores à descoberta das raízes - Os Açores na actualidade
Açores à descoberta das raízes - Os Açores na actualidade
 
Acessos ao portal do SREA
Acessos ao portal do SREAAcessos ao portal do SREA
Acessos ao portal do SREA
 
Novo portal do Serviço Regional de Estatística dos Açores
Novo portal do Serviço Regional de Estatística dos AçoresNovo portal do Serviço Regional de Estatística dos Açores
Novo portal do Serviço Regional de Estatística dos Açores
 
Projecto CONTRIMAC
Projecto CONTRIMACProjecto CONTRIMAC
Projecto CONTRIMAC
 
Seminário sobre a avaliação dos sobrecustos das regiões ultraperiféricas
Seminário sobre a avaliação dos sobrecustos das regiões ultraperiféricas Seminário sobre a avaliação dos sobrecustos das regiões ultraperiféricas
Seminário sobre a avaliação dos sobrecustos das regiões ultraperiféricas
 

Apresentação DAMARECE

  • 2. Key User Área indicadores Ana Teresa Estatísticas das Administrações Públicas Duarte Filipe Energia Transportes Fátima Enes Agricultura Indústria Lacticínios Wanda Bizarro Pescas Agricultura Glória Fidalgo Ambiente ( Áreas Protegidas) Conjuntura do Comércio Isabel Almeida Mercado de Trabalho Despesas Municípios Ambiente João Valente Índice Preços Consumidor (IPC) Cimento Bancos e Seguros Construção Água Manuel Melo Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS) Comércio Automóvel FUE Augusto Elavai Indicadores Macroeconómicos Levantamento processos
  • 3.  Como se pode ver, na figura, a arquitectura a desenvolver é formadaComo se pode ver, na figura, a arquitectura a desenvolver é formada por vários componentes:por vários componentes:  Sistemas Operacionais (e ou fontes de dados);Sistemas Operacionais (e ou fontes de dados);  Área de Staging;Área de Staging;  Canalização de dados (ETL);Canalização de dados (ETL);  Área de apresentação (onde toda a informação está agrupada emÁrea de apresentação (onde toda a informação está agrupada em data marts, arrumada em indicadores e dimensões de análise) e odata marts, arrumada em indicadores e dimensões de análise) e o nível denível de  Ferramentas de acesso a dados (onde se agrupam os vários tipos deFerramentas de acesso a dados (onde se agrupam os vários tipos de ferramentas para explorar os data marts - query and reporting).ferramentas para explorar os data marts - query and reporting). Para além destes níveis, horizontalmente a todo o sistema existe umPara além destes níveis, horizontalmente a todo o sistema existe um  módulo de administração (componente de administração do sistema emódulo de administração (componente de administração do sistema e do mecanismo de controlo de integrações) e umdo mecanismo de controlo de integrações) e um  Repositório com a Metadata do sistema.Repositório com a Metadata do sistema. Todos estes componentes formam uma arquitectura clássica de um DWTodos estes componentes formam uma arquitectura clássica de um DW
  • 4. TXT Sistemas Operacionais Área de Staging Área de Apresentação Outros... INE ETL ETL Query Reporting Data Warehouse Q/R Metadata Administração do Sistema de Business Intelligence TXT Arquitectura técnica da componente de data warehouse
  • 5. Sistemas operacionaisSistemas operacionais  Os Sistemas Operacionais embora não pertençam aOs Sistemas Operacionais embora não pertençam a arquitectura do DW são fundamentais pois são osarquitectura do DW são fundamentais pois são os sistemas que suportam os dados base que vão alimentar osistemas que suportam os dados base que vão alimentar o DW de suporte às estatísticas e indicadores operacionais.DW de suporte às estatísticas e indicadores operacionais.
  • 6. ÁREA DE STAGINGÁREA DE STAGING  Esta área contém informação obtida directamente a partirEsta área contém informação obtida directamente a partir dos Sistemas Operacionais, através de processos de ETLdos Sistemas Operacionais, através de processos de ETL e que é depositada num repositório designado por staging.e que é depositada num repositório designado por staging. Esta informação permanece neste nível o tempoEsta informação permanece neste nível o tempo necessário à execução dos processos de purificação,necessário à execução dos processos de purificação, uniformização e carregamento dos dados na área deuniformização e carregamento dos dados na área de apresentação.apresentação.  Outro dos aspectos, muito importantes, tratado pela áreaOutro dos aspectos, muito importantes, tratado pela área de staging é por exemplo o controlo de chegada dade staging é por exemplo o controlo de chegada da informação, onde se define a periodicidade da chegada dainformação, onde se define a periodicidade da chegada da informação dos sistemas operacionais e se procede aoinformação dos sistemas operacionais e se procede ao seu controle.seu controle.
  • 7. ÁREA DE APRESENTAÇÃOÁREA DE APRESENTAÇÃO  A área de apresentação consiste numa base para aA área de apresentação consiste numa base para a informação, preparada para as ferramentas de exploraçãoinformação, preparada para as ferramentas de exploração de dados poderem actuar. A informação armazenadade dados poderem actuar. A informação armazenada encontra-se no nível de granularidade máximo de acordoencontra-se no nível de granularidade máximo de acordo com as necessidades identificadas no caderno decom as necessidades identificadas no caderno de encargos, disponibilizando todo o histórico desde oencargos, disponibilizando todo o histórico desde o primeiro carregamento.primeiro carregamento.
  • 8. QUERY E REPORTINGQUERY E REPORTING As ferramentas de acesso a dados vão ser utilizadas paraAs ferramentas de acesso a dados vão ser utilizadas para explorar os data marts que integram o DW. Serãoexplorar os data marts que integram o DW. Serão fornecidos dois tipos de ferramentas:fornecidos dois tipos de ferramentas: – Ferramentas de exploração (Ad Hoc Query Tools). UmFerramentas de exploração (Ad Hoc Query Tools). Um tipo de ferramenta de acesso a dados que possibilitatipo de ferramenta de acesso a dados que possibilita que o utilizador efectue as suas próprias interrogaçõesque o utilizador efectue as suas próprias interrogações aos dados sem ter de utilizar interrogações pré-feitas.aos dados sem ter de utilizar interrogações pré-feitas. Podem ser ferramentas ao nível de query SQL ouPodem ser ferramentas ao nível de query SQL ou ambientes de exploração que, de facto, escondem oambientes de exploração que, de facto, escondem o modelo de dados;modelo de dados; – Geradores de Relatórios. Ferramentas que permitem aoGeradores de Relatórios. Ferramentas que permitem ao utilizador formatar relatórios de qualidade para imprimirutilizador formatar relatórios de qualidade para imprimir em papel;em papel;
  • 9. INTEGRAÇÃO COM O PORTAL SIEMACINTEGRAÇÃO COM O PORTAL SIEMAC  A solução apresentada vai disponibilizar um conjunto deA solução apresentada vai disponibilizar um conjunto de indicadores que podem ser utilizados pelo SREA para aindicadores que podem ser utilizados pelo SREA para a publicação de informação no SIEMAC, o envio epublicação de informação no SIEMAC, o envio e publicação destes indicadores será efectuado pelo SREApublicação destes indicadores será efectuado pelo SREA através dos mecanismos automático de extracção deatravés dos mecanismos automático de extracção de informação do DW (relatórios e query ad-hoc). Ainformação do DW (relatórios e query ad-hoc). A composição ou preenchimento online do conjunto decomposição ou preenchimento online do conjunto de informação, não vai ser disponibilizado no sistema ainformação, não vai ser disponibilizado no sistema a desenvolver uma vez que não existe um formatodesenvolver uma vez que não existe um formato específico de exportação dos indicadores, será oespecífico de exportação dos indicadores, será o responsável do SREA por esta componente que deveráresponsável do SREA por esta componente que deverá fazer a extracção dos indicadores do DW e colocá-la nofazer a extracção dos indicadores do DW e colocá-la no portal do SIEMAC.portal do SIEMAC.
  • 10. INDICADORES E DIMENSÕES DE ANÁLISEINDICADORES E DIMENSÕES DE ANÁLISE  Um sistema de reporting além de disponibilizar umUm sistema de reporting além de disponibilizar um conjunto de relatórios predefinidos deve possibilitar aconjunto de relatórios predefinidos deve possibilitar a construção e subsequente análise da informação de umconstrução e subsequente análise da informação de um modo flexível e dinâmico, dando ao seu utilizador amodo flexível e dinâmico, dando ao seu utilizador a possibilidade de construir as suas próprias análises. Opossibilidade de construir as suas próprias análises. O sistema disponibiliza ao utilizador dois tipo de elementossistema disponibiliza ao utilizador dois tipo de elementos para a construção de análise designados comopara a construção de análise designados como indicadores (valor numérico) e dimensões (informaçãoindicadores (valor numérico) e dimensões (informação descritiva, ano, mês, etc).descritiva, ano, mês, etc).  A riqueza de um sistema de reporting está na capacidadeA riqueza de um sistema de reporting está na capacidade de cruzamento entre indicadores e dimensões de análisede cruzamento entre indicadores e dimensões de análise sendo que cada relatório é produzido através da selecçãosendo que cada relatório é produzido através da selecção destes elementos.destes elementos.
  • 11. INDICADORES E DIMENSÕES DE ANÁLISEINDICADORES E DIMENSÕES DE ANÁLISE (cont)(cont)  Estas são as matrizes que representam os data marts eEstas são as matrizes que representam os data marts e que ficarão disponíveis para acesso livre dentro da intranetque ficarão disponíveis para acesso livre dentro da intranet do SREA. Assim sendo qualquer funcionário do SREAdo SREA. Assim sendo qualquer funcionário do SREA poderá consultar livremente os indicadores, e visualizar apoderá consultar livremente os indicadores, e visualizar a informação com detalhe máximo e sem contemplarinformação com detalhe máximo e sem contemplar segredo estatístico.segredo estatístico.
  • 12. Segredo estatísticoSegredo estatístico  No capítulo “Segredo Estatístico” estão definidas asNo capítulo “Segredo Estatístico” estão definidas as matrizes, com os indicadores e dimensões que vão sermatrizes, com os indicadores e dimensões que vão ser disponibilizadas ao público para consultadisponibilizadas ao público para consulta..
  • 13. MERCADO DE TRABALHOMERCADO DE TRABALHO Calendário Ano Trimenstre Mês Localização Região Ilha Concelho Freguesia GrupoEtário Sexo TipoInactividade TipoContrato SectordeActividade Tipo Sector I_AR1_1 População Total de referência • • • • • • • I_AR1_2 Taxa de Emprego • • • • • • • I_AR1_3 Taxa de actividade total • • • • • • • I_AR1_4 População Activa • • • • • • • I_AR1_5 População Inactiva por Grupo Etário • • • • • • • I_AR1_6 População Inactiva por Tipo de Inactividade • • • • • • • • I_AR1_7 População Empregada • • • • • • • I_AR1_8 Empregados por conta de outrém • • • • • • • I_AR1_9 Empregados por ramos de actividade • • • • • • • • I_AR1_10 Taxa de desemprego • • • • • • • I_AR1_11 População desempregada • • • • • • • I_AR1_12 Desempregados de longa duração • • • • • • Mercado de Trabalho Indicadores Dimensões de Análise Indicadores DIndicadores D Exemplo para algumas das dimensões de análise: Grupo Etário Menos de 15 anos, 15 - 24 anos, 25 - 34 anos…Sexo H, M Tipo de Inactividade: Estudantes, Domésticos, Reformados, Outros Inactivos Tipo de Contrato Com termo, Sem Termo, Outros Sector de Actividade Tipo: Primário, Secundário e Terciário Sector: A, B, C, D, E, …
  • 14. Exemplo para algumas das dimensões de análise do Mercado Trabalho 1.1. : Grupo Etário Menos 15 anos, 15 - 24 anos, 25 - 34 anos… Sexo H, M Tipo de Inactividade Estudantes, Domésticos, Reformados, Outros Inactivos Tipo de Contrato Com termo, Sem Termo, Outros Sector de Actividade Tipo: Primário, Secundário e Terciário Sector: A, B, C, D, E, …
  • 15. AGRICULTURA PECUÁRIA E PESCASAGRICULTURA PECUÁRIA E PESCAS Sistema Calendário Ano Trimenstre Mês Localização Região Ilha Concelho Freguesia Lota Espécie Categoria Espécie Cultura TipoCultura Categoria Nome SexodoAnimal IdadedoAnimal Empresa I_AR2_1 Gado Abatido Número de cabeças Bovino • • • • • • I_AR2_2 Gado Abatido Número de cabeças Suíno • • • • • • I_AR2_3 Gado Abatido Peso Limpo Bovino • • • • • • I_AR2_4 Gado Abatido Peso Limpo Suíno • • • • • • I_AR2_5 Gado vivo saído da região - Número de cabeças # • • • • • • • • • I_AR2_6 Gado vivo saído da região - Peso Limpo kg • • • • • • • • • I_AR2_7 Pesca Quantidade kg • • • • • • • • • • • I_AR2_8 Pesca Valor € • • • • • • • • • • • I_AR2_9 Avicultura Produção de ovos • • • • • • • I_AR2_10 Avicultura Produção de Carne • • • • • • • I_AR2_11 Superficie Culturas ha • • • • • • • • • I_AR2_12 Produção Culturas t • • • • • • • • • I_AR2_13 Nº de explorações # • • • • I_AR2_14 SAU - Superfície Agrícola Utilizada ha • • • • I_AR2_15 Leite Quantidade Matéria Prima • • • • • • • • Agricultura, Pecuária e Pescas Indicadores Indicadores D Dimensões de Análise
  • 16. Exemplo para algumas das dimensões de análiseExemplo para algumas das dimensões de análise da Agricultura e Pescada Agricultura e Pesca::  Lota:Lota: Corvo, Lajes Flores, Lajes Pico…Corvo, Lajes Flores, Lajes Pico…  Espécie Categoria:Espécie Categoria: Abrótea, Albafar…Abrótea, Albafar…  Espécie:Espécie: Abrótea, Alfoncim, Outros…Abrótea, Alfoncim, Outros…  CulturaCultura  Tipo Cultura:Tipo Cultura: Principais, Temporária, PermanentePrincipais, Temporária, Permanente  Nome:Nome: Trigo mole, Trigo duro, Milho grão, Feijão…Trigo mole, Trigo duro, Milho grão, Feijão…  Sexo do Animal:Sexo do Animal: Macho, FêmeaMacho, Fêmea  Idade do Animal:Idade do Animal: 8 meses, 8 m - 1 A, 1 - 2, +2 A8 meses, 8 m - 1 A, 1 - 2, +2 A  Empresa:Empresa: Prolacto, Insulac, …Prolacto, Insulac, …
  • 17. Água, Energia e AmbienteÁgua, Energia e Ambiente Sistema Calendário Ano Trimenstre Mês Localização Região Ilha Concelho Freguesia Origem Sector TipoDespesa TipoReceita I_AR3_1 Água Valor Facturado € • • • • • • • • • I_AR3_2 Água Número de Contadores # • • • • • • • • • I_AR3_3 Água Quantidade Facturada m3 • • • • • • • • • I_AR3_4 Ambiente Despesas dos Municípios € • • • • • • • I_AR3_5 Ambiente Receitas dos Municípios € • • • • • • • I_AR3_6 Ambiente Espaços Naturais protegidos (superfície) % • • • • • I_AR3_7 Ambiente Zonas Balneares com bandeira azul % • • • • • I_AR3_8 Energia Produzida MWh • • • • • • • I_AR3_9 Energia Consumida MWh • • • • • • • Água, Energia & Ambiente Indicadores Dimensões de Análise
  • 18. Exemplo das dimensões de análise de água,Exemplo das dimensões de análise de água, energia e ambienteenergia e ambiente  Origem:Origem: Térmica, Geotérmica, EólicaTérmica, Geotérmica, Eólica  Sector:Sector: Doméstico, Comércio/Serviços, Industrial,Doméstico, Comércio/Serviços, Industrial, Serviços Públicos …Serviços Públicos …  Tipo Despesa:Tipo Despesa: Protecção da qualidade do ar,Protecção da qualidade do ar, Gestão de águas residuais …Gestão de águas residuais …  Tipo Receita:Tipo Receita: Protecção da qualidade do ar, GestãoProtecção da qualidade do ar, Gestão de águas residuais …de águas residuais …
  • 19. Indústria Lacticínios eIndústria Lacticínios e ConstruçãoConstrução Sistema Calendário Ano Trimenstre Mês Localização Região Ilha Concelho Freguesia TipoLicença TipoContrução CimentoOrigem EmpresaLacticinos I_AR4_1 Licenças Concedidas • • • • • • • • • • I_AR4_2 Fogos Licenciados • • • • • • • • • I_AR4_3 Edifícios Concluídos • • • • • • • • • I_AR4_4 Fogos Concluídos • • • • • • • • • I_AR4_5 Cimento Oferta • • • • • I_AR4_6 Cimento Vendas • • • • • I_AR4_7 Quantidade Leite para consumo • • • • • • • • I_AR4_8 Quantidade Natas • • • • • • • • I_AR4_9 Quantidade Leite em pó • • • • • • • • I_AR4_10 Quantidade Manteiga • • • • • • • • I_AR4_11 Quantidade Queijo • • • • • • • • I_AR4_12 Quantidade Iogurte • • • • • • • • Indústria Lacticínios & Construção Indicadores Dimensões de Análise
  • 20. Exemplo algumas dimensões de análiseExemplo algumas dimensões de análise  Tipo Licença:Tipo Licença: Habitação, Indústria, ETCHabitação, Indústria, ETC  Tipo Construção:Tipo Construção: Alteração, Amplicação, ContruçãoAlteração, Amplicação, Contrução Nova, Demolição, Reconstrução…Nova, Demolição, Reconstrução…  Cimento Origem:Cimento Origem: Produção, ImportaçãoProdução, Importação  Empresa Lacticínios:Empresa Lacticínios: Prolacto, Insulac, …Prolacto, Insulac, …
  • 21. ComércioComércio Calendário Ano Trimenstre Mês Localização Região Ilha Concelho Freguesia Automóvel CategoriaAutomóvel SubCategoriaAutomovel I_AR5_1 NumeroAutomoveisVendidos • • • • • • • I_AR5_2 Volume de vendas • • • • I_AR5_3 Nível de existências • • • • I_AR5_4 Volume de encomendas a fornecedores • • • • I_AR5_5 Preços de Venda • • • • I_AR5_6 Actividade da Empresa • • • • I_AR5_7 Previsão de Actividade • • • • I_AR5_8 Previsão do Nº de Empregados • • • • Comércio Indicadores Dimensões de Análise
  • 22. Comércio InternacionalComércio Internacional Calendário Ano Trimenstre Mês Localização Região Ilha Concelho Freguesia TipoComercio I_AR9_1 Entrada • • • • • • • • I_AR9_2 Saida • • • • • • • • I_AR9_3 Saldo • • • • • • • • Comércio Internacional Indicadores Dimensões de Análise Exemplo algumas das dimensões de análise: Tipo de Comercio: Internacional, Intra-com, Extra-Com